Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Origami - Página 4  Voltar

Origami

História

Segundo estudiosos, a origem do Origami é tão antiga quanto à origem do papel.

O papel surgiu na China, em 105 a.C. para substituir a seda que era usada para escrever. T´Sai Lun (administrador do palácio do imperador chinês) foi o responsável por essa descoberta, ele misturou panos, redes de pesca e cascas de árvores. No império chinês essa técnica virou segredo e foi guardada por muito tempo. Somente no século VI ela chegou ao Japão, por intermédio dos monges budistas chineses, mas só a nobreza tinha acesso, pois era considerado um artigo de luxo, usado em moldes de quimonos e em festas religiosas (Shino).

O origami foi introduzido nessas festas:

Nos casamentos eram feito copos de vinho tinto, dobrados em papel, com borboletas, representando a união dos noivos

Os diplomas eram dobrados de maneira especial, e se abertos não podiam voltar a ser fechados sem que fossem feitas novas dobras

Os samurais se presenteavam com o “Noshi”, que são pedaços de papel dobrados em forma de leque, amarrados com tiras de carne seca.

Entre 1338 e 1576 o papel se tornou mais acessível e os adornos usados distinguiam as classes sociais. As figuras criadas eram passadas, oralmente, de mãe para filha e somente as dobraduras mais simples eram trabalhadas.

Os primeiros livros de Origami surgiram no período de 1603 a 1867, mas o primeiro com instruções foi “Como Dobrar Mil Tsurus” - Senbazuru Orikata, em 1797. A partir daí o origami tornou-se uma forma de arte muito popular. O livro “Kan No Mado”, publicado em 1845, incluía cerca de 150 modelos de origami, dentre eles o origami de sapo. Este é o marco do cresimento do Origami como atividade recrativa no Japão.

Akira Yoshizawa é o pai da Origami Moderno, ele inventou os Símbolos usados nas atuais instruções passo-a-passo, para ele o Origami é uma filosofia de vida. Depois da invenção do papel o mais importante para o Origami é o Sistema Yoshizawa - Randlett, 1956, pois ele permite a difusão internacional das diversas criações.

No Japão o sapo representa o amor e a fertilidade; a tartaruga, a longevidade e o tsuru (ave-símbolo do Origami), também conhecido como grou ou cegonha, significa boa sorte, felicidade e saúde.

Na Espanha a arte de dobrar papel chegou com os Mouros, do Norte da África, no século VIII, mas só eram criadas figuras geométricas porque a religião proibia a criação de formas animais. Da Espanha, entrou na Europa com as rotas comerciais marítimas e tempos depois chegou aos Estados Unidos.

Reza a lenda que quem fizer mil tsurus, desejando algo, terá sucesso.

Fonte: www.comofazerorigami.com.br

Origami

Já se deu conta de quantos papeizinhos nós costumamos receber quando andamos pela rua? Na minha mão eles viram barquinhos.Recentemente, aprendi a transformar uma colorida filipeta em um coração. Estou falando de Origami, a arte milenar de origem japonesa que tem como base a criação de formas através da dobradura de papéis, sem o uso de cortes. Com um simples pedaço
de papel, muita técnica e criatividade é possível fazer praticamente de tudo: caixas, animais, objetos, carrinhos, castelos, flores, roupinhas...

Atualmente, o Origami é uma das formas mais geniais de dar asas à imaginação. Existem diagramas para todos os níveis, desde os mais fáceis até outros bastante complicados, que exigem uma dose maior de experiência. Com paciência e dedicação, o resultado de cada dobradura, mesmo a mais simples, é sempre uma verdadeira conquista.

A História do Origami

Origami

Segundo alguns estudiosos do Origami, o costume de dobrar papéis e tão antigo quanto o surgimento do papel na China, há aproximadamente 1800 anos. No Japão, o papel foi introduzido entre os séculos VI e V por monges budistas chineses. Entretanto, somente a nobreza tinha acesso, por ser considerado um artigo de luxo, utilizado em festas religiosas e na confecção
de moldes de quimonos.

Os japoneses transmitiam as figuras que criavam através da tradição oral, que eram passadas de mãe para filha. Nesta época, somente as dobraduras mais simples eram trabalhadas. As primeiras instruções escritas sobre o Origami surgiram em 1797, com a publicação do "Senbazaru Orikata" (Como Dobrar Mil Garças). A partir daí a população japonesa começou a aprimorar as técnicas
do Origami, com a facilidade de que começaram a fabricar o seu próprio papel. Desde 1876, o Origami deixou de ser transmitido apenas dentro da família, passando a ser disciplina integrante do currículo escolar do Japão.

As várias formas de se dobrar papéis possuem diferentes siginificados no Oriente. No Japão, o sapo representa o amor e a fertilidade; a tartaruga, a longevidade, e o tsuru (ave-símbolo do Origami), também conhecido como grou ou cegonha, siginifica boa sorte, felicidade e saúde. Diz ainda uma lenda que quem fizer mil tsurus, com o pensamento voltado para aquilo que deseja alcançar, terá bons resultados.

Dicas para uma boa dobradura

Trabalhe sobre uma superfície lisa, plana e bem iluminada, para facilitar as dobras.

Procure estar com as mãos limpas.

Utilize sempre um papel cortado simetricamente.

Faça as dobras com muita atenção, passando a unha do polegar ao longo de cada uma para acentuar o vinco.

Procure seguir os diagramas sempre na seqüência.

Na dúvida sobre um determinado passo, procure ver como ficará a figura no passo seguinte.

Agora é só colocar a mão na massa. Por isso selecionamos alguns sites com todas as informações que vocês precisam para mergulhar nesta arte milenar.

Este é bastante completo. Tem dicas para entender os diagramas, tipos de papel para Origami, galeria de fotos, modelos e os mandamentos do Origami.

Neste você encontra diagramas de vários animais: baleia, cachorro, cisne, coelho, entre outros.

Este é provavelmente o melhor exemplo das possibilidades de criação proporcionadas pelo Origami. Aqui você encontra mini cidades encantadoras feitas de dobradura e dentro de cada uma delas existem museus e exposições variadas. O site ainda conta com uma seção que divulga eventos relacionados ao Origami, diagramas muito interessantes, espaço para pergunta e lojas. Definitivamente apaixonante!

Alexandra Marchi

Fonte: www.mood.com.br

voltar123456789avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal