Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Parasitoses  Voltar

Parasitoses

Parasitoses

Segundo a OMS, doença é qualquer perturbação ou anormalidade observada no funcionamento orgânico do indivíduo ou no seu comportamento, quer no aspecto intelectual, quer do ponto de vista moral e social, de tal forma que lhe afete notavelmente aquele estado de bem-estar geral sugestivo de saúde.

Classificação das Doenças

Adquiridas aquelas que o indivíduo contrai no meio em que vive, sem qualquer ação hereditária. Podem ser contraídas por ação de um agente físico (fogo, radioatividade, eletricidade, ultravioleta), químico (ácidos, detergentes, inseticidas, produtos químicos), mecânico (objetos traumatizantes ou biológico (vírus, bactérias, fungos, vermes).

Classificação das Doenças

Congênitas afecções decorrentes de desvios do desenvolvimento embrionário e aquelas que são transmitidas de mãe para filho por via placentária, como por exemplo a Eritroblastose Fetal e as mal-formações decorrentes da rubéola durante a gravidez.

Hereditárias são aquelas transmitidas de uma geração a outra unicamente através dos genes ou em decorrência de alterações cromossômicas, como por exemplo a hemofilia, o diabetes e síndromes como a de Turner e a de Klinefelter.

Epidemiologia

Estudo das doenças transmissíveis ou contagiosas.

Podem ser:

Doença de Contágio Direto: aquela que se adquire pelo contato com um doente ou através do ar, água, solo ou alimentos e objetos contaminados.

Doença de Contágio Indireto: são transmitidas através de um vetor, como um inseto ou um hospedeiro intermediário, como um molusco.

Classificação das Doenças Transmissíveis

Doenças de Casos Esporádicos são aquelas que ocorrem em pequeno número de casos, naturalmente, em certa região ou localidade, como por exemplo tuberculose, hanseníase, difteria, tétano.

Endemias moléstias que afetam um grande número de pessoas em uma região, rotineiramente, como por exemplo malária, doença de Chagas, doença do sono, esquistossomose.

Classificação das Doenças Transmissíveis

Epidemias doenças que aparecem subitamente, com grande incidência de casos, em uma determinada área, como por exemplo poliomielite, meningite, caxumba.

Pandemias doenças que se alastram rapidamente por todo um país, continente ou até mesmo por todo o mundo, como a gripe espanhola, a peste negra, a aids.

Principais Parasitoses

Doenças contagiosas causadas por organismos parasitas.

São as:

Viroses.

Bacterioses.

Micoses.

Protozooses.

Verminoses.

AIDS

Agente: Vírus (HIV).

Transmissão: contato sexual (DST), sangue contaminado, uso de drogas injetáveis, transmissão placentária, leite materno.

Sintomas: febre constante, falência do sistema imunológico com aparecimento de infecções oportunistas, diarréias, perda da coordenação motora, da consciência, morte.

Prevenção: uso de preservativos, controle dos bancos de sangue, uso de seringas e instrumentos cirúrgicos descartáveis.

Gripe

Agente: Vírus (influenza).

Transmissão: Contagio direto, vírus presente no ar.

Sintomas: febre, coriza, cefaléia, tosse, dores musculares, prostração, mal-estar geral.

Tratamento: apenas sintomático, como antitérmicos, analgésicos, xaropes, descongestionantes nasais. Importantes o repouso, a dieta com líquidos (sucos de frutas, leite) e vitamina C.

Dengue

Agente: Vírus.

Transmissão: através da saliva das fêmeas dos mosquitos Aedes aegypti e A. albopictus.

Sintomas: febre, dores musculares, dores nas articulações, cefaléia, diarréia, náuseas, vômitos, anorexia, manchas vermelhas na pele.

Prevenção: eliminar focos de reprodução do vetor, como água parada em latas, vasos, pneus, etc.

Tratamento: sintomático.

Dengue Hemorrágico

Pode acometer indivíduos que já tiveram dengue comum ou acontecer como uma evolução dela. Além dos sintomas daquela doença pode acontecer hemorragias digestivas, distúrbios de coagulação, queda no número de plaquetas e coagulação intravascular, levando à morte.

Poliomielite

Agente: Vírus (poliovírus).

Transmissão: gotículas de saliva eliminadas pelo doente, alimentos e utensílios contaminados.

Sintomas: infecção da massa cinzenta medular provocando a paralisia dos nervos e atrofia dos músculos.

Prevenção: vacina Sabin, administrada via oral aos 2, 6 e 18 meses com dose de reforço após um ano da última.

Raiva

Agente: Vírus.

Transmissão: saliva de animais domésticos (cães e gatos) e silvestres (morcegos, lobos, raposas).

Sintomas: atinge o sistema nervoso (periférico e central), hipersensibilidade local e geral, espasmos dolorosos da musculatura, alucinações, convulsões, paralisia respiratória, morte.

Prevenção e Tratamento: Vacina e soro anti-rábico.

Hepatite

Agente: Vírus (tipos A,B,C,D,E,F,G).

Transmissão: contagio direto, água, alimentos e utensílios contaminados, sangue contaminado e contato sexual (DST).

Sintomas: mal-estar, fraqueza, falta de apetite, náuseas, dores abdominais, icterícia, cirrose hepática.

Prevenção: vacinas, medidas de higiene, uso de preservativos, controle dos bancos de sangue.

Febre Amarela

Agente: Vírus (arbovírus).

Transmissão: através da saliva das fêmeas de mosquitos dos gêneros Aedes e Haemagogus.

Sintomas: febre alta, cefaléias, dores musculares, ósseas e articulares, náuseas, vômitos com sangue, icterícia, lesões renais.

Prevenção: vacina e combate aos focos dos mosquitos vetores.

Rubéola

Agente: Vírus.

Transmissão: contagio direto por secreções das vias respiratórias.

Sintomas: Manchas vermelhas na pele (exantema), febre, mal-estar, inchaço de gânglios linfáticos. Pode provocar malformações congênitas e abortos espontâneos.

Prevenção: vacina e isolamento do doente.

Varíola

Agente: Vírus.

Transmissão: contagio direto por gotículas e utensílios contaminados.

Sintomas: exantema, febre, lesões cutâneas com pus.

Prevenção: vacina.

Sarampo

Agente: Vírus.

Transmissão: contágio direto por gotículas.

Sintomas: febre, tosse seca, catarro, fotofobia, manchas brancas e posteriormente vermelhas na pele. Pode favorecer infecções oportunistas.

Prevenção: vacina.

Caxumba

Agente: Vírus.

Transmissão: contagio direto e uso de utensílios contaminados.

Sintomas: infecção das glândulas parótidas e, eventualmente outras glândulas (submandibulares, sublinguais, testículos, ovários, pâncreas), febre, cefaléia, anorexia, calafrios, mal-estar.

Prevenção: vacina.

Fonte: www. biomania.com

Parasitoses

Parasitoses

As parasitoses humanas podem ser apresentadas de várias formas:

Intestinais

Hematólogicas

Ou em órgaos diversos, como cérebro, fígado, etc.

A prevalência de parasitoses no mundo, indica percentual em torno de 70% da população.

Os meios através dos quais se contrai uma parasitose são:

Alimentos contaminados

Água contaminada

A poeira, pela flutuação dos ovos

Ou transmissão direta entre as pessoas.

O uso de antiparasitários segue o princípio de primeiro identificar o tipo de parasita para posteriormente erradicá-lo.

Sem saber qual o causador da infestação, seria arriscado medicar alguém, mesmo porque o medicamento poderia nao ser o indicado.

Sinais de anemia ou perda do apetite podem ser indícios de uma parasitose - verminose.

Portanto, os meios preventivos para evitar as parasitoses seguem principalmente os cuidados higiênicos pessoais e com alimentos, além é claro da infra-estrutura de saneamento básico.

Fonte: br.geocities.com

voltar 123456789avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal