Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Porto Alegre - Página 4  Voltar

Porto Alegre

Clima de Porto Alegre

Em Porto Alegre as quatro estações são bem definidas.

As temperaturas variam de acordo com a estação e seguem essas médias:

Primavera (23 de setembro a 21 de dezembro)

Médias de 15°C a 30°C.

Verão (21 de dezembro a 21 de março)

Médias 25°C a 38°C.

Outono (21 de março a 21 de junho)

Médias de 10°C a 25°C.

Inverno (21 de junho a 23 de setembro)

Médias 2°C a 15°C.

Como chegar a Porto Alegre

O acesso a Porto Alegre para quem vem do norte, pelo litoral, é a BR-101. Muito cuidado, porque ela é movimentada, especialmente no trecho Florianópolis-Osório. A partir de Maquiné, já no Rio Grande do Sul, a estrada passa a ser a BR-290, e percorre-se mais 105 quilômetros até a capital gaúcha.

Há voos para a capital gaúcha saindo das principais cidades brasileiras. O Aeroporto Internacional Salgado Filho (Avenida Severo Dulius, 90010.

Tem 37,6 mil metros quadrados de área construída e quatro pavimentos, podendo receber até 28 aeronaves de grande porte, simultaneamente.

Gastronomia

Apenas os vegetarianos visitam Porto Alegre sem se esbaldar com o famoso churrasco gaúcho. A culinária da cidade se baseia na tradição gaúcha, que une a gastronomia étnica e típica. Típico na cidade é visitar uma churrascaria que apresente shows ao vivo com músicas nativistas e danças folclóricas. Os CTGs (Centros de Tradições Gaúchas) também são uma boa dica para conhecer a tradicional gastronomia da cidade. Como nem só de ótimas carnes vive a cidade, o bairro Moinhos de Vento concentra muitas opções gastronômicas de qualidade.

Atrações em Porto Alegre

Brique da Redenção

As crianças vão se esbaldar nessa imensa área verde, também chamada de Parque Farroupilha. Localizado perto do centro de Porto Alegre, o Brique tem quadras esportivas e um parque de diversões, para a alegria da garotada. Um pequeno zoológico também está entre as atrações.

Jardim Botânico

Um complexo, formado pelo Jardim Botânico e pelo Museu de Ciências Naturais, exibe um acervo natural com mais de 100 espécies. Aberto em 1958, o Jardim Botânico de Porto Alegre é hoje considerado um dos cinco maiores do Brasil. Ele possui uma área de 39 hectares e dispõe de visitas guiadas, mediante agendamento.

Parque Marinha do Brasil

Avenida Borges de Medeiros – Praia de Belas.

Inaugurado em 1978, o parque tem área de 715 mil metros quadrados e ocupa um espaço sobre a área aterrada na orla do Guaíba. Ligando o centro de Porto Alegre à zona sul, o Parque Marinha do Brasil oferece equipamentos de lazer e de esportes. Há quadras de futebol de salão, vôlei, tênis, basquete, além de pistas de patinação, skate (a maior do Brasil), ciclismo e atletismo. O local é bem disputado para caminhadas e passeios de bicicleta. De lá também é possível avistar o pôr-do-sol da cidade.

Arredores de Porto Alegre

Praia do Lami

Fica a cerca de 39 quilômetros do centro de Porto Alegre e é um balneário de água doce com extensão de aproximadamente 1500 metros, à margem esquerda do Lago Guaíba. Muitas famílias frequentam o local, e uma das atrações é fazer “churrascada” debaixo das árvores.

Belém Novo

Outra praia de água doce, à margem do Guaíba, Belém Novo fica a 20 quilômetros do centro de Porto Alegre.

Parque de Itapuã

Fica a 57 quilômetros de Porto Alegre. Vale a pena visitar esse lugar que concentra campos, matas, dunas, praias, lagoas e morros, tudo às margens do lago Guaíba e da laguna dos Patos. Criado em 1973, o Parque de Itapuã chegou a ficar bastante tempo fechado, mas reabriu em abril de 2002. Ele ocupa uma área de 5,5 mil hectares de solo histórico: ali foi palco de combate durante a Revolução Farroupilha. As praias abertas para visitação são a das Pombas, da Pedreira e Praia de Fora. Há, ainda, trilhas, como a da Onça, ideal para iniciantes, e a da Visão, com as melhores vistas de Itapuã.

Caminhos Rurais

É possível se sentir na zona rural mesmo dentro de Porto Alegre. A capital gaúcha tem uma rica área rural, a segunda maior do Brasil em uma capital, localizada na zona sul, onde as pessoas podem usufruir do contato com a natureza, colher frutas do pé, entre outras atividades. Os Caminhos Rurais de Porto Alegre é uma chance de misturar lazer com essa experiência, além de fazer trilhas ecológicas, visitação à área de preservação ambiental e açudes para pesca e recreação infantil. Uma dica é a visita ao Santuário Mãe de Deus, que oferece vista panorâmica da cidade, no Morro Pedra Redonda.

Torres

Quem estiver disposto a se afastar mais de Porto Alegre pode conhecer Torres, a 197 quilômetros da capital gaúcha, no litoral norte e já na divisa com Santa Catarina. A cidade é muito procurada por surfistas. As praias quase desertas atraem pessoas em busca de um contato tranquilo com a natureza.

Fonte: turismo.ig.com.br

Porto Alegre

A capital de estado mais ao sul do Brasil tem um nome sugestivo. Só as palavras 'Porto' e 'Alegre' passam a quem não conhece uma grande tranquilidade e dão a ideia de um lugar calmo e feliz. Apesar de ter 1,5 milhão de habitantes, ainda conserva os ares e as tradições de uma cidade pequena, não faltando quem queira passear pelos parques domingo de manhã, preparar um bom churrasco ou se deliciar num chimarrão com o vizinho.

Porto Alegre

Em Porto Alegre, a fala quase cantada dos gaúchos é capaz de encantar quem não está acostumado ou quem adora ouvir os sotaques dos quatro cantos do Brasil. Com um ar europeu e clima mais ainda, na cidade hoje se proliferam os cafés - ótimos lugares para você descansar das andanças pelo Centro.

" Na hora das compras, todos os caminhos levam ao Mercado Público Municipal "

A cidade do grande poeta Mario Quintana (que hoje tem uma Casa de Cultura em sua homenagem) e do pai da dor-de-cotovelo - Lupicínio Rodrigues - é famosa por seu Centro, onde há três importantes núcleos histórico-culturais. No da Praça da Alfândega, estão o Museu de Artes do Rio Grande do Sul, o Memorial do Rio Grande do Sul, o Clube do Comércio etc.

No núcleo da Praça da Matriz estão a Catedral Metropolitana (que além de ter uma das maiores cúpulas do mundo, tem três painéis na fachada executados na oficina do Vaticano), o monumento a Júlio de Castilhos (presidente do estado do RS no final do século XIX), a Biblioteca Pública, a sede do governo estadual e a Assembléia Legislativa, dentre outros. Nas proximidades estão o Museu Júlio de Castilhos, com peças das culturas gaúcha, indígena, missioneira, da Farroupilha e Guerra do Paraguai e o Solar dos Câmara, um espaço cultural com centro de documentação, pesquisa e biblioteca.

E no terceiro núcleo, o das praças XV e Montevidéu, estão o Largo Glênio Peres, o charmoso chalé da Praça XV, a Fonte Talavera de la Reina, a Prefeitura e o Mercado Público Municipal, um ótimo lugar para fazer compras. Só de imaginar Porto Alegre e seu Centro Histórico, já dá a maior vontade de conhecer. E o melhor é que é tudo pertinho, você pode ir a pé. Se preferir, há passeios gratuitos, que acontecem aos sábados, especialmente para levar os visitantes a esses três núcleos. É o Viva o Centro a Pé, um projeto orientado por especialistas em História e Arquitetura.

A característica de cidade pequena está presente em Porto Alegre também no contato com a natureza. Ao chegar na cidade, você logo vai ouvir falar no famoso 'Brique da Redenção'. Antes que você tente adivinhar o que seria o 'brique', explicamos: O Parque Farroupilha, a mais antiga e a principal área de lazer da capital, é conhecido como 'Redenção' pelos porto-alegrenses. Aos domingos, vira ponto de encontro para os moradores na tradicional feira, uma espécie de Mercado de Pulgas - que é o brique. Coisas para fazer no parque não faltam: você pode andar de pedalinho, levar seu filho ao parque de diversões e ao minizoológico.

Pessoas bonitas estão em todos os cantos de Porto Alegre, mas se você procura o point, vá ao Parque Moinhos de Vento (ou Parcão, para os moradores da cidade). Situado numa das áreas nobres de Porto Alegre, tem lago, minicascata, réplica de um moinho de vento e pista para caminhadas. E ao redor há bares, cinemas, lojas e academias, o que faz do lugar um ponto de encontro dia e noite.

Ligando o centro da cidade à zona sul está o Parque Marinha do Brasil - e quase unido a ele, o Parque Maurício Sirotsky Sobrinho - um complexo turístico junto ao rio Guaíba, perfeito para apreciar o pôr-do-sol. E que tal um passeio de barco pelas águas do Guaíba? O visual é maravilhoso e a viagem, com certeza, inesquecível. As saídas são do Portão Central do Cais do Porto ou do ancoradouro da Usina do Gasômetro.

Ir a Porto Alegre e não experimentar um verdadeiro churrasco gaúcho é como ir a Roma e não ver o Papa. Para você que não mora na região sul, não pense que o churrasco que você está acostumado a comer é o tradicional gaúcho. De acordo com os moradores, a melhor carne é a costela de gado, mas o churrasco pode ser feito até com carne de ovelha.

Já consumida pelos índios tupis-guaranis, a erva mate chegou a ser condenada pelos jesuítas. Hoje é um hábito do gaúcho. Mesmo em Porto Alegre, é comum ver pelas ruas homens com cuias, bombas e garrafas térmicas com águas quentes para degustar a erva-mate sem açúcar - o tradicional chimarrão. Para conhecer um pouco mais dessa cultura, vá ao Mercado Público. Nas bancas você encontra expostos os diversos tipos de erva e os utensílios para prepará-la.

Fonte: www.feriasbrasil.com.br

Porto Alegre

Estádio Beira-Rio

O Gigante

O Estádio Beira-Rio é a casa dos colorados, o palco das grandes conquistas do Internacional, eternizadas no gramado por onde desfilaram os grandes craques do Clube mais vencedor do Sul do País. O Gigante da Beira-Rio segue forte e sólido há 40 anos, recebendo com orgulho a Maior e Melhor Torcida do Rio Grande.

Porto Alegre
Beira-Rio: o Templo Colorado de Porto Alegre

A construção

Exatamente no ano em que estava terminando uma longa hegemonia do Inter no futebol gaúcho, 1956, começou a história da construção de um grande estádio, o Beira-Rio. No dia 12 de setembro de 1956, o vereador Ephraim Pinheiro Cabral, um homem do futebol, que por várias vezes presidiu o Inter, apresentou na Câmara de Porto Alegre o projeto de doação de uma área que seria aterrada no rio Guaíba. Na verdade o Inter estava ganhando era um terreno dentro da água. Só em 1959 o clube fincava as primeiras estacas do Beira-Rio.

O Beira-Rio foi construído em grande parte com a contribuição da torcida, que trazia tijolos, cimento e ferro para a obra, inclusive do interior. Nesse sentido, havia programas especiais de rádio, para mobilizar os torcedores colorados em todo o Rio Grande do Sul. Consta que até Falcão, mais tarde ídolo colorado, chegou a trazer tijolos para a construção.

Na década de 60, uma época difícil para o Inter no futebol, o Beira-Rio, ironicamente chamado de Bóia Cativa parecia que jamais seria concluído. Cansados das derrotas do time nos Eucaliptos, ali pertinho, os torcedores saiam para ver as obras do novo estádio. A gente torcia por pedreiros, lembram os colorados daquele tempo.

Beira-Rio
Adesivo para a construção do Beira-Rio

Beira-Rio
O aterro onde foi erguido o Beira-Rio

Beira-Rio
As primeiras formas do Gigante

Beira-Rio
Margem do rio Guaíba ficava rente ao Beira-Rio em 1966

Finalmente o Beira-Rio foi inaugurado no domingo de 6 de abril de 1969, dois dias e 60 anos depois da fundação do Inter. No jogo inaugural, contra o Benfica de Portugal, Claudiomiro faz o primeiro gol do Inter no estádio. E de repente um homem grande começou a chorar, e a abanar para a torcida, enquanto dava a volta olímpica no gramado: era Rui Tedesco, o engenheiro que concluiu o Beira-Rio. Emocionados estavam também os dirigentes, mas nada era maior do que o orgulho dos torcedores. Naquela tarde nascia o Gigante da Beira-Rio.

Porto Alegre
Claudiomiro marcou o primeiro gol do Beira-Rio

Porto Alegre
Foto aérea do Beira-Rio (by Codexremote)

Porto Alegre
Perspectiva do Gigante do campo suplementar C

Porto Alegre
Visão panorâmica da Avenida Padre Cacique e do entorno do Beira-Rio

Porto Alegre
Comemoração na final da Libertadores de 2006

Porto Alegre
Beira-Rio lotado em jogo noturno

Porto Alegre
Visão noturna do Beira-Rio

Porto Alegre
Visão das cadeiras locadas do estádio

Porto Alegre
Beira-Rio lotado na final do Gauchão 2008: Inter 8x1 Juventude

Porto Alegre
Massa colorada no Gigante

Porto Alegre
Beira-Rio em dia de decisão

Porto Alegre
Gigante foi palco do jogo Brasil x Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa de 2006

Porto Alegre
Visão da arquibancada superior

Porto Alegre
Novo pórtico de entrada do Beira-Rio

Porto Alegre
Corredor temático exibe algumas conquistas do Inter 

Porto Alegre
Times entram em campo através de uma cobertura em policarbonato

Porto Alegre
Suítes Corporate oferecem conforto e praticidade em local privilegiado

Porto Alegre
Sala onde serão realizados os exames antidoping

Fonte: www.internacional.com.br

voltar 12345avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal