Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Povos Eslavos - Página 3  Voltar

Povos Eslavos

Trata-se do mais antigo alfabeto eslavo que se tenha conhecimento.

Povos Eslavos

O nome "glagolítico" vem da palavra glagól, que em búlgaro antigo significava palavra (no russo e no búlgaro atual significa "verbo").

Assim, o termo glagolítico se referia aos  "sinais, ou os símbolos que falam".

Ele possuía 43 letras, 24 das quais se derivaram da letra cursiva usada no alfabeto grego da idade média, só que mais bem desenhadas.

No campo das suposições, tem-se que as letras ? (cha) e ? (shcha) e talvez a tsa  (?)tenham vindo do hebraico: tsa(em hebraico (como na palavra Tsadey (gafanhoto) ; cha, como o "shin" -dente em hebraico). Os fonemas representativos destas letras não existiam em grego, apenas em línguas eslavas.Aventa-se que alguns dos caracteres foram apreendidos nas viagens empreendidas por Kirill, em suas campanhas de divulgação do Cristianismo.

Importante ressaltar o fato de que, na época da criação deste alfabeto, havia grandes diferenças nas línguas faladas pelos diversos povos eslavos. Para criar um alfabeto que viabilizasse  traduções, os dois irmãos se basearam  no idioma dos eslavos búlgaros.

Assim, vamos "dar a César o que é de César e aos búlgaros o que deles é: eles são, realmente, os pais do alfabeto cirílico, por vezes chamado de alfabeto russo apenas por que, dentre os que usam tal alfabeto, a Rússia é a de maior influência cultural.

Povos Eslavos

Uma vez criado seu alfabeto, os dois irmãos foram enviados por Bizâncio ao Principado da Grande Morávia, território habitado por eslavos sob influência do clero alemão.

Foram recebidos com hostilidade, sendo denunciados "por pregar a palavra de Deus em língua eslava", violando o dogma de que a fé cristã só podia ser transmitida em três idiomas: hebraico, grego e latim. Kirill e Miefodiy partiram, então, para Roma, onde foram "se explicar" e defender o direito do povo eslavo usar sua própria língua nos serviços religiosos. Kirill morreu por lá mesmo e Miefodiy conseguiu regressar à Grande Morávia, onde faleceu mais tarde.

Seus discípulos foram duramente perseguidos pelo clero alemão. Três deles conseguiram fugir para a Bulgária, servindo "sob medida" ao príncipe Boris, interessado que estava em criar uma igreja própria, adotando a língua eslava em seu cerimonial.

Assim, Kliment, Naum e Anguelarii, os três discípulos de Kirill e Miefodiy, continuaram sua obra, sendo que Kliment criou a versão definitiva do alfabeto cirílico, eliminando algumas letras, simplificando o glagolítico, queevoluiu para o cirílico, em sua versão atual, assim batizado em homenagem a Kirill (em russo, chama-se "kirillitsa" e em búlgaro e macedônio idem, apenas com um L a menos).

Os dois irmãos foram canonizados pela igreja ortodosa e têm a devoção dos búlgaros, sendo respeitados, inclusive, pelos ateus.

Veja, abaixo, o alfabeto búlgaro, seguido pelo russo, apenas a título de comparação. Reparem que o búlgaro não tem o ? (yo), diferença básica, pelo menos no quesito de letras. Quanto à pronúncia tem lá suas diferenças, algumas até grandes. Por exemplo, o ? búlgaro é de pronúncia muito mais difícil do que o russo, mas aqui já estou entrando em digressão, o que me faz colocar um ponto final no post, deixando com você  a curiosidade (pelo menos, espero), caso estude russo, de pesquisar o cirílico de outros países eslavos. Interessante é!. 

Alfabeto cirílico da Bulgária

Povos Eslavos

Alfabeto cirílico russo

Povos Eslavos

Povos Eslavos

Notas:

(1) Idioma falado (com algumas variações) na República de Montenegro, Croácia, Bósnia e Herzegovina.
(2) Império romano do oriente, que sobreviveu à queda de Roma.
(3) Povo eslavo do Sul, de origem asiática e turca.
(4) Palavra de origem mongólica e turca e que significa líder tribal.
(5)Cidade construída em 316 d.C por Cassandro, da Macedônia. Foi anexada à Grécia, como "prêmio" da primeira guerra dos Bálcãs, em 1912- foto a seguir.

Povos Eslavos

(6)Correspondente aos territórios ocupados atualmente pela República Tcheca, Eslováquia e parte da Hungria.

Fonte: www.controversia.com.br

Povos Eslavos

Folclore e tradição

Eslováquia é um dos países da Europa Central cujo povo tem conservado até aos meados do século vinte o seu traje tradicional. Ainda hoje podemos ver as pessoas vestidas de maneira tradicional sobretudo nas ocasiões especiais, festas populares, etc.

O interesse cada vez mais forte pelo movimento folclórico na segunda metade do século XX, reanimou o traje popular e também as suas formas estilizadas.

A característica predominante da decoração deste tipo de traje é o bordado típico que tem criado, durante séculos, as variedades regionais muito específicas.

É o Museu Nacional de Martin que dispõe duma exposição completa de trajes regionais, e também nos museus regionais podemos admirar a beleza dos trajes-locais. Também durante as festas populares, romarias e peregrinações temos a oportunidade de admirar os trajes da Eslováquia Ocidental - Cicmany, Pieštany, Myjava, Tmava, Liptov, Važec, Vychodná, Detva, Zvolen, Orava, Ždiar, etc.

Arquitetura

A arquitetura residencial de origem eslava é proveniente de um sincretismo entre as tradições construtivas polonesas e ucranianas.

Os monumentos arquitetônicos da Eslováquia correspondem ao caráter do nosso país. Representam a união harmoniosa da arquitetura popular com a natureza.

As construções mais antigas eram feitas de vime e cobertas de lama.

Neste tipo de construção encontramos nas regiões com a mais antiga colonização eslava - no sul e sudoeste da Eslováquia atual, na planície da Eslováquia de Leste, assim como nas bacias hidrográficas dos rios. Casas de dois andares podemos encontrar na cidade de Myjava, Eslováquia Ocidental, assim como as casas “habanas” denominadas segundo o povo que as construía.

Nas partes setentrionais do país ainda hoje podemos achar os restos das aldeias antigas com grande densidade de casas de madeira.

Povos Eslavos

Povos Eslavos

Localização

Os eslavos são uma ramificação étnica e linguística dos povos indo-europeus, vivendo principalmente na Europa central e oriental.

A partir do começo do século VI eles se dispersaram para habitar a maior parte da Europa central e oriental e os Bálcãs. Muitos se estabeleceram depois na Sibéria e na Ásia Central ou emigraram para outras partes do mundo.

Mais da metade do território europeu é habitado por comunidades eslavo-falantes.

Povos Eslavos

Costumes

Os sérvios são uma sociedade altamente familiar. Uma olhada no dicionário sérvio e a riqueza de sua terminologia relativa ao parentesco dizem muito.

De todos os eslavos e cristãos ortodoxos, apenas os sérvios têm o hábito da slava. O costume pode também ser encontrado entre alguns russos e albaneses de origem sérvia embora o costume tenha se perdido no século XX. Slava é a celebração de um santo; é improvável que no principal costume que é comum a todo um povo, cada família separadamente celebre seu próprio santo (naturalmente, há uma grande quantidade que celebra o mesmo santo), a quem consideram seu protetor. Uma slava é transmitida de pai para filho e cada família pode ter apenas uma celebração, o que significa que a ocasião reúne toda a família.

Apesar de uma grande quantidade de velhos costumes não serem praticados, muitos dos costumes que cercam o casamento sérvio ainda o são.

A tradicional dança sérvia é uma dança em círculo chamada kolo. É uma dança coletiva, onde um grupo de pessoas (habitualmente doze, no mínimo três) seguram um ao outro pelas mãos ou em volta da cintura dançando, idealmente em círculo, daí o nome. A mesma dança, com o mesmo nome, também é tradicional entre os croatas. Danças em círculo similares também são tradicionais em outras culturas da região.

Os sérvios têm seus próprios costumes no que diz respeito ao Natal. De manhã bem cedo na véspera do Natal o chefe da família deve ir à floresta cortar o badnjak, um jovem carvalho, que deve então ser levado a uma igreja para ser abençoado por um padre. Então o carvalho deve ser desgalhado e seus galhos junto com trigo e outros grãos devem ser queimados na lareira.

A queima dobadnjak é um ritual que certamente tem origem pagã e é considerado um sacrifício a Deus (ou aos velhos deuses pagãos) de forma que o ano novo seja repleto de comida, felicidade, amor, sorte e riquezas. Atualmente, a maioria dos sérvios vivem em cidades, sendo mais simples ir à missa levando um pequeno galho de carvalho, trigo e outros galhos amarrados, depois levá-los para casa e fazer uma pequena fogueira. O piso das casas e da igreja é coberto com feno, fazendo lembrar os pastores de ovelhas do estábulo onde Jesus nasceu.

O dia de Natal é celebrado com um banquete, obrigatoriamente com um leitão assado como o prato principal. Outro prato de Natal é um delicioso bolo doce feito de trigo, chamado koljivo, sendo que comê-lo é mais um ritual que alimentação.

O Natal não é associado a presentes como no mundo ocidental, embora seja o dia de São Nícolas, o santo protetor das crianças, a quem os presentes são dados. Contudo, durante o período comunista, a maioria das famílias sérvias dava presentes no dia de ano novo. Santa Claus (Deda Mraz) e as árvores de natal são também vistas na Sérvia, mas são importadas do ocidente.

Os sérvios religiosos também celebram outros feriados religiosos e até mesmo as pessoas não religiosas celebram a Páscoa (na data ortodoxa).

Os sérvios também celebram o Ano Novo no dia 31 de dezembro do calendário juliano e o ano novo ortodoxo (atualmente no dia 14 de janeiro do calendário gregoriano).

Idioma

As línguas eslavas meridionais formam um dos três ramos da familia linguistica eslava. Atualmente são faladas por cerca de 30 milhões de pessoas, principalmente na região dos Balcãs Seus falantes estão separados geograficamente dos falantes dos outros dois ramos do eslavo, o ocidental e o oriental, por um cinturão formado por falantes do alemão,húngaro e romeno.

O primeiro idioma eslavo meridional a ser escrito, considerado o primeiro idioma eslavo, era o dialeto falado no século IX em Tessalônica, na atual Grécia, que recebe hoje em dia o nome de antigo eslavônico eclesiástico. Este idioma ainda é utilizado como língua litúrgica em algumas igrejas ortodoxas, na forma das diferentes tradições locais do eslavônico eclesiástico.

Povos Eslavos

Povo Eslavos

Os eslavos são os povos que deram origem à maioria dos países do leste europeu, ou seja, os países com idioma incrivelmente difícil. São brancos, quase transparentes, e loiros, com cabelos, quase transparentes, olhos claros, quase transparentes e acostumados ao ambiente de cor branca (quase transparente) das regiões geladas. Receberam este nome eslavo (Slav) por terem sido escravos dos hunos no milênio retrasado.

Fonte: eslavos9a.blogspot.com.br

voltar 123avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal