Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Prolactina - Página 3  Voltar

Prolactina

Aumento de prolactina

O aumento dos níveis de prolactina ocorrem quando há aumento de secreção deste hormônios em estruturas chamadas lactotrófos, situados na região anterior da hipófise, glândula cerebral responsável pela secreção de inúmeros hormônios, dentre eles. a prolactina. O aumento dos níveis de prolactina costumam causar vários sintomas clínicos, dentre eles, distúrbios menstruais, infertilidade e galactorréia (saída de leite pelos bico) na mulher, e por perda de libido e potência no homem.

Como acontece o aumento dos níveis de prolactina:

Causas de Aumento de Prolactina:

1 - Fisiológicas - O próprio organismo, por necessidade, aumenta a liberção de prolactina como durante o sono, no stress físico e psicológico, durante a gravidez, durante a amamentação e no orgasmo sexual.

2 - Farmacológica - Estimulada pelo uso de medicamentos - Qualquer droga que modifique a liberação da dopamina, como explicado anteriormente, pode induzir a alterações na liberação de prolactina.

Como exemplo a seguir:

Antipsicóticos: Clorpromazina, Perfenazina e Haloperidol

Antieméticos ou reguladores da motilidade gástrica: metoclopramida e domperidona

Antihipertensivos: Alfa Metil Dopa

Antagonistas H2 - cimetidina e ranitidina - Usados para o controle da secreção de ácido clorídrico no estômago

Opióides - São estimuladores da secreção de dopamina

Antidepressivos: Imipramina e Fluoxetina

Estrógenos - Hormônios Sexuais como o informado.

3 - Patológica - Quando envolve alterações no bom funcionamento do organismo.

Lesões do Hipotálamo ou da Haste Hipofisária - A dopamina, como explicado anteriormente, tem a capacidade de inibição da secreção de dopamina. Quando há um comprometimento da ligação dela com a hipófise, ou seja, a haste hipofisária, não há inibição da secreção de prolactina pela dopamina e assim, hipófise secreta em demasia prolactina

Tumores secretores de Prolactina - Tumores do tipo Prolactinomas, são produtores de Prolactina

Demais lesões da hipófise – Massas tumorais que não estejam relacionadas com tumores secretores de prolactina, também podem induzir o aumento da proactina, pois eles comprimem a haste hipofisária e portanto, diminuem a comunicação inibitória da dopamina ( conforme explicado anteriormente) e a hipófise.

Demais Causas - Hipotiroidismo, síndrome dos ovários policísticos, estimulação periférica neurogênica, falência renal ou cirrose hepática.

O que o paciente pode sentir com o aumento de Prolactina:

Mulheres – Diminuição ou cessação do fluxo menstrual, secreção de leite (galactorréia) e infertilidade, abortos espontâneos recorrentes, ressecamento vaginal, dor ao ato sexual, redução da libido, enfraquecimento dos ossos com osteopenia e risco aumentado de osteoporose, seborréia e hirsutismo ( pelos pelo rosto) moderado.

Homens – A manifestação mais freqüente é a diminuição da libido e da potência sexual porém pode ocorrer diminuição na produção de espermatozóides, aumento das mamas, e diminuição na produção de sêmen.

Em ambos os sexos - ganho de peso, ansiedade, depressão, fadiga, instabilidade emocional, e irritabilidade

Tratamento do aumento de prolactina:

Com medicamentos para com substâncias que aumentem os níveis de dopamaina – Lembre-se que a dopamina regula a concentração de prolactina

Cirurgia para retirada da hipófise

Radioterapia.

Marcello Bossois

Fonte: www.internationalvitamins.com.br

Prolactina

Prolactina: o hormônio secretor de leite

A glândula pituitária, localizada na base do cérebro, produz um hormônio chamado prolactina.

A prolactina estimula as células glandularesda mama a produzir o leite.

Cada vez que a criança suga, estimula as terminações nervosas do mamilo.

Estes nervos levam o estímulo para a parte anterior da glândula pituitáriaque produz a prolactina. Esta, através da circulação sanguínea, atinge as mamas que produzem o leite. A prolactina atua depois que a criança mama e produz leite para a próxima mamada.

Prolactina
O reflexo da prolactina ou reflexo de produção

Essas etapas, desde a estimulação do mamilo até a secreção do leite, são chamadas reflexo de produção ou reflexos da prolactina.

A glândula pituitária produz mais prolactina durante a noite do que durante o dia. Portanto, o aleitamento materno à noite ajuda a manter uma boa produção de leite

Oferta e procura

É muito importante entender o efeito da sucção na produção de leite.

Quanto mais sucção, maior a quantidade de leite produzido.

Se a criança pára completamente de sugar ou se nunca começa, as mamas param de produzir leite. Se a mulher tem gêmeos e ambos sugam, suas mamas produzirão a quantidade extra de leite de que as duas crianças precisam.Isso é chamado oferta e procura.

As mamas produzem tanto leitequanto a criança precisa. Se a mãe quer aumentar a oferta de leite, deveestimular a criança a sugar um maior número de vezes e por mais tempo. NÃO deve perder uma mamada para “economizar” leite- isto fará com queas mamas produzam menos

MAIS SUCÇÃO PRODUZ MAIS LEITE

Outros efeitos da prolactina

A prolactina e outros hormônios inibem os ovários. Portanto, o aleitamento materno retarda o retorno da fertilidade e da menstruação.

Retirada do leite

Para que a produção láctea se matenha é essencial a retirada do leite.

Se o leite não for retirado, a mama produzirá menos.

A pressão do leiterestante no tecido mamário diminui a secreção. Esse efeito é independentedo reflexo da prolactina.

Se a criança deixar de sugar em uma mama, esta pára de produzir leite - mesmo que a criança continue sugando na outra mama e estimulando o reflexo da prolactina. Portanto, a retirada do leite ajuda a manter sua produção. Se a criança não for capaz de sugar por algum tempo, a mãe pode retirar o leite.

Fonte: pt.scribd.com

voltar 12345avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal