Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Próteses Glúteas - Página 5  Voltar

Próteses Glúteas

Um bumbum sem volume, meio caidinho, mais conhecido entre os médicos como “Bumbum Triste”, vem ganhando contornos mais cheios e femininos graças à ajuda de próteses com os mais variados tamanhos e formatos , prontas para realizar o sonho de homens e mulheres que desejam contornos não proporcionados pela natureza. Recentemente Dr. Sidney D’Andrea participou do Curso Avançado de Cirurgia das Nádegas em Goiânia, e nos fala dos últimos avanços na Cirurgia no contorno das nádegas, com a utilização de diferentes abordagens para cada tipo de paciente, tais como Lift de Nádegas: Lipo enxertia e Gluteoplastia de aumento.

A idéia de usar prótese para modelar o bumbum não é nova. O primeiro médico a fazê-la foi um cirurgião mexicano nos anos 70. O aperfeiçoamento desta técnica, a profissionalização do corpo clinico responsável, alem do conforto e dos resultados positivos alcançados com o tempo, conseguiram aumentar o numero de adeptos a esta cirurgia. A procura desta cirurgia tem aumentado nos últimos anos, podendo ser feito em homens ou mulheres; porém nem todos têm indicação de prótese.

A única restrição ainda parece ser a timidez (que, em alguns casos pode ser sinônimo de preconceito) em assumir publicamente a experiência de ganhar contornos mais cheios.

Tenho 40 anos, 60 kg, 1,72m, não tenho muito bumbum, mas o que me incomoda realmente são aquelas valas entre o bumbum e o quadril. Seria possível fazer uma lipoescultura, retirando gordura da barriga e do culote, e adicionando neste ponto do bumbum? O resultado é duradouro, ou corro o risco de perder esta gordura que foi colocada?

“A lipoenxertia poderá ser uma boa opção para o seu caso. A absorção da gordura nessa região é de aproximadamente 30%, e, uma vez estabelecido o resultado, o que ocorre em torno de seis meses - a gordura permanece para sempre. Mas é importante frisar que nem sempre é possível colocar toda a quantidade necessária para se obter um resultado – pelo menos não de uma só vez-, o que poderá exigir mais de uma sessão de enxerto de gordura. A grande vantagem da prótese é a previsibilidade do resultado, o que torna a correção mais certeira, e efetiva.”

A Prótese Glútea

As próteses glúteas são diferentes das próteses mamárias, pois são mais seguras graças ao material interno (silicone coeso que não vaza mesmo rompido), estão disponíveis em diferentes tamanhos, formas e volumes, atendendo a necessidade de cada tipo de paciente. Não precisam ser substituídas por outra nova de tempos em tempos, pois é muito mais resistente que as próteses de mama.

A Técnica

Colocadas através de cortes estratégicos camuflados, junto ao cóccix (pequeno osso que termina a coluna vertebral, na parte superior), na divisão do bumbum, ela se “encaixa” entre os músculos do glúteo maior e menor, em uma posição anatômica, sendo bem aceita, sem causar prejuízo ao organismo, que, portanto, não provoca rejeição. A operação dura em média 90 minutos e deve ser realizada em hospital ou clinica equipada. A anestesia, em 80% dos casos é do tipo peridural. Com a prótese instalada na musculatura, o paciente pode sentar-se já no dia seguinte, sem nenhum perigo. Na realidade o único inconveniente é que após colocar a prótese glútea, a pessoa não pode mais tomar injeção intramuscular nos glúteos. A prótese glútea fica totalmente desapercebida, é impossível vê-la ou palpa-la. É por isso que as pessoas podem esconder o fato de terem sido operadas. Após a cirurgia, há um período curto que apresenta edema, ela não provoca nenhum desconforto. Após cerca de 15 dias, a prótese se acomoda no local onde foi instalada e a partir de então a pessoa “esquece” dela.

A indicação

A cirurgia é indicada para pessoas que tem nádegas pequenas congenitamente, ou para pessoas que desejam rejuvenesce-los. A vida sedentária, a inatividade, ou mesmo a tendência pessoal tornam com o passar do tempo as nádegas um pouco caídas, flácidas e com pouca projeção, resultando no chamado “bumbum triste”. A partir dos 15 anos quando se estabelece a configuração do contorno corporal, é possível faze-las em qualquer idade, mesmo avançadas. A prótese glútea não serve para levantar o bumbum e sim provoca uma projeção capaz de disfarçar um bumbum um pouco caído. Além disto, uma lipoescultura concomitante pode colaborar ainda mais para esse efeito. É o que nos chamamos de “A cirurgia do Bumbum Triste”, que combina prótese glútea e Lipoescultura. Nos casos mais avançados de bumbum caído, é indicado fazer concomitantemente com a prótese de glúteo, uma outra cirurgia, que consiste na retirada do excedente de gordura pelo sulco interior na nádega, onde a cicatriz fica bem discreta. Mesmo quem pratica esportes radicais ou está mais sujeito a quedas eventuais, como hipismo, ski aquático ou na neve, skate ou ciclismo, podem submeter-se à cirurgia de prótese glútea. Atividades físicas são recomendadas porque acabam modelando ainda mais o bumbum que já está torneado pela prótese.

Fonte: www.cirurgiaplasticadandrea.com.br

Próteses Glúteas

A procura do bumbum perfeito, arrebitado, firme e com formas arredondadas é o desejo de quase toda mulher, entretanto quando a opção para chegar a este fim é a colocação das próteses glúteas, a paciente candidata a este procedimento deve informar-se bem, ouvir o seu cirurgião plástico com responsabilidade em uma conversa franca, avaliar os prós e os contras de maneira individual e equilibrando o "modismo".

A cirurgia plástica da colocação de próteses glúteas como qualquer outra cirurgia da especialidade, visa trazer o bem estar e a auto-estima de quem as procuras sem nenhum caráter milagroso.

A ginástica ainda é o meio mais comum e oferece seus resultados principalmente com a ajuda do tão falado "personal trainer". Contudo, há mulheres que mesmo com a ginástica não conseguem o volume desejado para o seu bumbum, devido a fatores constitucionais. Outras gostariam de tê-lo ainda maior, mesmo já tendo conseguido um aumento considerável. Esta é a principal razão de dirigirem-se aos consultórios de cirurgia plástica à procura de um procedimento cirúrgico, no caso a gluteoplastia, com a finalidade de resolver tal anseio.

Há dois procedimentos plásticos para o aumento dos glúteos, que são a lipoenxertia ou lipoescultura e o implante de prótese glútea de silicone. Toda candidata a cirurgia de aumento dos glúteos deve procurar um cirurgião plástico para avaliação individual do seu caso "em particular" e discutir qual será a melhor maneira para alcançar o resultado desejado. Isso porque o seu tipo físico, aspecto anatômico apresentado pela região glútea, grau de flacidez da região e grau do volume necessitado influirão na escolha do procedimento mais adequado ao caso. Como tudo na vida, há de se considerar também as limitações.

A vantagem da prótese sobre a lipoenxertia está no fato de proporcionar maior volume à região e ter resultado duradouro. Entretanto, o aumento que produz limita-se à zona superior do bumbum, logo acima da linha de pressão ao sentar-se em uma cadeira.

Caso haja flacidez associada ao reduzido volume das nádegas, com dobras de pele nos sulcos juntos à raiz das coxas, é possível que o cirurgião necessite retirar um pouco de pele no sulco para melhorar o resultado da prótese. Também há casos em que a lipoescultura em culotes, quadris e face interna de coxas pode ser associada à colocação da prótese glútea com bom resultado estético para o conjunto. Tudo isto deve ser bem avaliado e discutido pelo cirurgião com a paciente.

A lipoenxertia por sua vez, tem a desvantagem de sofrer absorção de parte da gordura infiltrada na região com o tempo. Por isso é mais indicada quando há necessidade de preenchimento de pequenas áreas de depressão ( laterais dos glúteos, depressões deixadas por injeções furúnculos, traumas, etc ), ou para dar pequeno aumento de projeção no bumbum. Em paciente jovem e muito magra ocorre limitação para a realização deste procedimento, pela falta de gordura para infiltração e pela maior necessidade de aumento, sendo mais indicada à colocação da prótese de silicone.

As próteses glúteas apresentam volumes e formas variadas. A implantação da prótese é feita através de uma incisão no sulco entre os glúteos, acima do cóccix e colocada por baixo do músculo grande glúteo que protegerá a mesma.

O tempo de internação costuma ser de dois dias e por 15 dias a paciente deverá deitar-se de lado ou de barriga para baixo. Após este período aconselha-se o retorno gradativo às atividades normais, deixando os exercícios físicos somente para depois de dois meses de pós-operatório. Passado esse tempo, a ginástica localizada e exercícios para os glúteos poderão ser feitos com benefícios adicionais.

É importante saber que fica proibido aplicar injeções nos glúteos da pessoa que possua prótese glútea, em decorrência do risco de perfuração da mesma, assim como se o medicamento for injetado ficará contido no interior da prótese e não surtirá o efeito desejado.

A prótese glútea é feita com gel de silicone de alta coesividade, mais espesso e resistente que as mamárias. Por isso a sua troca só é recomendada após 20 anos de uso.

Por ocupar uma área de grande movimento muscular e de pressão, a prótese glútea apresenta pouco risco de contratura quando situada embaixo do músculo.

A vontade de ter um corpo harmonioso é perfeitamente saudável, mas esta vontade deve ser equilibrada com responsabilidades e possibilidades. Nós cirurgiões plásticos procuramos respeitar esses conceitos, sabendo que o "Criador" nos fez todos belos na nossa individualidade e só podemos interferir naquilo que é sensato fazer.

1. A anestesia: Peridural

2. Tempo de Internação: 2 dias

3. Duração da Cirurgia: Cerca de uma hora

4. O que acontece no dia seguinte?

O paciente pode sentar, caminhar, tomar ducha. Pode existir dor de média à forte intensidade que é facilmente evitada por analgésicos apropriados.

5. Drenagem

A drenagem é necessária para evitar coleções liquidas na incisão, e é mantido por 48horas.

6. Local da incisão e da cicatriz

A incisão é feita entre as duas nádegas, ficando portanto totalmente escondida quando a paciente está de pé.

7. Decúbito

A paciente deve manter o decúbito ventral (boca para baixo) ou lateral, por 7-10 dias, evitando assim pressão direto sobre a prótese.

8. Local onde vai a prótese

Dentro do maior músculo da região, chamado glúteo maior. A prótese é colocada exatamente no meio do músculo, mantendo assim a mesma quantidade de músculo atrás e na frente, o que consegue mascarar a presença de uma prótese.

9. Alta hospitalar

O paciente sai da clinica em 48hs podendo realizar viagens em carro ou avião

10. A primeira semana Pós Cirurgia

Após retornar à sua casa, a primeira semana o paciente deve manter repouso relativo. Não é necessário repouso no leito, podendo caminhar e sentar ainda com um pequeno desconforto. A maior parte dos pacientes consegue entre o quinto e sexto dia fazer pequenos passeios, sair para jantar, etc.

11. Retorno às atividades

A maior parte dos pacientes consegue voltar ao trabalho em torno de dez dias, nesse dia o paciente já pode guiar carros e voltar a um atividade de trabalho que não exija grande esforço físico.

12. Tempo de durabilidade das próteses

As próteses fabricadas nos anos 80 duravam entre 10 à 15 anos. As próteses fabricadas atualmente tem previsão de durabilidade de cerca de 20 anos, ou mais.

13. Ao sentar

Não se senta sobre a prótese, uma vez que ela é localizada nos 2/3 superiores da nádega e o peso do corpo na posição sentada é descarregado sobre o terço inferior.

14. Cuidados a longo prazo

Nenhum cuidado especial é necessário com as próteses à longo prazo. O acompanhamento da condição das próteses, pode ser feito através de uma simples avaliação por ultra-sonografia, um exame bastante barato, realizado em todas as cidades de porte médio do país.

15. Interferência na vida pessoal

Não há restrição física após a recuperação, que dura cerca de dois meses. Ginástica de qualquer espécie e , qualquer atividade de esporte pode ser feita a partir de dois meses, incluindo ski, andar a cavalos, esportes radicais, mesmo aqueles onde é previsto quedas.

16. Injeções nos glúteos

É contra indicada a injeção intramuscular enquanto se usar a prótese glútea. Porem, é importante lembrar, que não existe nenhuma injeção que deva ser dada ao paciente em estado inconsciente quando da sua chegada à uma unidade de emergência, uma vez que todo tipo de injeção para esse paciente deve ser intravenosa.

17. Naturalidade dos resultados

A naturalidade dos resultados, que tamanho que muitas pacientes casadas escondem ate mesmo do marido que tem prótese, alegando terem feito enxertia de gordura, é muito difícil palpar a prótese e mais ainda é difícil “vê-la”.

18. Tipos de próteses existentes

A única técnica aconselhada pelo Dr. Raul Gonzalez para todos os casos de cirurgia estética é a de colocação da prótese dentro do músculo. Essa técnica só deve ser usada em prótese lisa, que pode ser redonda ou oval. As próteses redondas projetam mais o bumbum, e as próteses ovais são mais usadas para modelar e preencher. O tamanho das próteses variam de 180 até 350ml.

19. Possibilidade de associação com outras cirurgias

Nenhuma operação da parte da frente do corpo deve ser realizada junto com a prótese glútea, exceto lipoaspirações de pequena monta. Plástica de mama e lifting de mama ou abdômen são contra indicados. É possível associar cirurgia de lifting glúteo, lipoaspiração, tratamento de retrações glúteas ou ate mesmo enxertar gordura para ajudar a finalizar a modelagem.

Fonte: www.carlosassumpcao.com.br

voltar123456avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal