Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Quiabo  Voltar

Quiabo

Quiabo

De origem africana e trazido para o Brasil juntamente com os escravos, o fruto do quiabeiro, Abelmoschus esculentus, é um exemplo de uso de alimentos associado às mais bonitas raízes culturais brasileiras. Sua presença compõe pratos típicos regionais, seja como alimento ritual de festas religiosas como o Caruru - quiabo cozido com camarão seco - prato principal na homenagem da Bahia aos Santos Meninos (São Cosme e São Damião), seja através da tradicional culinária mineira, com o Frango com Quiabo e o Refogado de Carne com Quiabo.

Utilizado nas mais diversas formas de preparo, refogado, frito, co-zido ou assado, o quiabo também possui qualidades medicinais e terapêuticas reconhecidas nos tratamentos de doenças do aparelho digestivo.

Em pequenos municípios como São João do Oriente-MG, Laranja da Terra-ES e Piacatu-SP, dentre outras centenas de localidades produ-toras, o quiabo se transforma verdadeiramente em ouro-verde, gerando uma grande corrente de desenvolvimento municipal e regional ao fazer a circulação da renda e a oferta de empregos ao longo de nosso imenso interior.

De acordo com o Censo Agropecuário 1996 do IBGE, os maiores estados produtores são MG, SP, SE, RJ, ES, BA e GO, representando 85% da produção nacional de 87,4 mil toneladas.

Sob a coordenação do Centro de Qualidade em Horticultura da CEAGESP, representantes de diversos setores da cadeia de produção do quiabo aprovaram a Norma de Identidade, Classificação e Padronização do Quiabo, representada graficamente neste site.

Agora, com a identificação no rótulo de suas mais importantes características e qualidades, o quiabo passa a ter nome e sobrenome, podendo ser chamado também de okra, quingombô, quimbombo, gombô, gombo ou abelmosco, de acordo com o seu mercado de destino.

Desta forma, juntamente com as outras hortaliças e frutas com as normas aprovadas pelo Programa Brasileiro para a Melhoria dos Padrões Comerciais e Embalagens de Hortigranjeiros, o quiabo e os quiabeiros es-tão prontos para enfrentar os desafios dos novos mercados deste milênio.

Quiabo Cilíndrico
Quiabo Cilíndrico

Quiabo Quinado
Quiabo Quinado

Quiabo Verde
Quiabo Verde

Quiabo Roxo
Quiabo Roxo

Morfologia do Quiabo

O quiabo é um fruto simples, seco, indeiscente, do tipo cápsula loculicida.

O quiabo fresco é um fruto imaturo.

Morfologia do Quiabo Morfologia do Quiabo

Quiabo
Quiabo Fibroso

Quiabo
Quiabo Podridão

Quiabo
Quiabo Encaroçado

Quiabo
Quiabo Murcho

Quiabo
Quiabo Dano por Frio

Quiabo
Quiabo Dano Profundo

Quiabo
Quiabo Sem Pedúnculo

DEFEITOS LEVES

Quiabo
Presença de Restos Florais

Quiabo
Dano Superficial

Quiabo
Pedúnculo comprido acima de 1cm

Quiabo
Coloração não característica

MANCHAS

Quiabo
Nivel 1: quando a área afetada for inferior ou igual a 1 cm 2

Quiabo
Nivel 2: quando a área afetada superior a 1 cm 2

Quiabo

Fonte: www.hortibrasil.org.br

Quiabo

Quiabo

Hibiscus esculentus

Muito rico em vitaminas e sais minerais, é ótimo laxante facilitando o trabalho de intestinos, rins e bexiga e prevenindo doenças.

Rico em vitamina A e, portanto, de extrema importância para a visão, pele e mucosas em geral, o quiabo (Hibiscus esculentus) é hortaliça da família das Malváceas.

Seus frutos têm forma de cápsulas, são verdes e peludos e apresentam um tipo de goma viscosa. É geralmente usado frito, em sopas, saladas ou refogados e seus frutos devem ser escolhidos quando tenros e firmes.

Segundo dados de Alfons Balbach, no livro As Hortaliças na Medicina Doméstica, Edições A Edificação no Lar, em 100 gramas de quiabo estão agrupados:

850 U.I. de vitamina A

130 mcg de vitamina B1 (Tiamina)

75 mcg de vitamina B2 (Riboflavina)

0,70 mg de Vitamina B5 (Niacina)

25,80 mg de ácido ascórbico

Além disso, contém:

40,00% calorias (em 100 gramas)

89,60% de água

7,40 % de hidratos de carbono

1,80% de proteínas

0,20% de gorduras

1,00% de sais

Se por um lado a vitamina A exerce as funções já mencionadas, além de proteger o fígado, a vitamina B1 é decisiva para o bom funcionamento do sistema nervoso, a vitamina B2 é importante para o crescimento, principalmente na adolescência, segundo o Dr. Ernest Schneider, autor do livro A Cura e a Saúde pelos Alimentos, editado pela Casa Publicadora Brasileira.

Fruto de fácil digestão, é recomendado para pessoas que sofrem de problemas digestivos. Por isso mesmo, é eficaz contra infecções dos intestinos, bexiga e rins.

Uma vez que a natureza oferece tudo de que o homem necessita, o quiabo tem também outras vantagens terapêuticas. Alfons Balbach afirma em seu livro que ele é “laxante mecânico”, sendo indicado para casos de pneumonia, bronquite etc, quando ‘‘empregam-se cataplasmas de folhas cozidas’’, acompanhado de chá de flores ou frutos que deve ser tomado a gosto.

O período de safra do quiabo vai de janeiro a maio. Quem tem alguma prevenção contra o quiabo por causa da aparência gosmenta, aqui vai a dica: basta pingar limão ou vinagre na hora da fervura e ela desaparecerá.

Fonte: www.herbario.com.br

voltar 123456avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal