Notice: Undefined variable: _SERVER in /var/www/clients/client37/web88/web/alfa/php/estrutura/cabecalho.php on line 2

Notice: Undefined variable: _SERVER in /var/www/clients/client37/web88/web/alfa/php/estrutura/cabecalho.php on line 73

Notice: Undefined variable: _SERVER in /var/www/clients/client37/web88/web/alfa/php/estrutura/cabecalho.php on line 74

Notice: Undefined offset: 4 in /var/www/clients/client37/web88/web/alfa/php/estrutura/cabecalho.php on line 77

Notice: Undefined variable: _SERVER in /var/www/clients/client37/web88/web/alfa/php/estrutura/cabecalho.php on line 94

Notice: Undefined variable: _SERVER in /var/www/clients/client37/web88/web/alfa/php/estrutura/cabecalho.php on line 114

Notice: Undefined variable: _SERVER in /var/www/clients/client37/web88/web/alfa/php/estrutura/cabecalho.php on line 135
Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Rádio e TV  Voltar

Rádio e TV

O desenvolvimento do rádio e da TV nos últimos anos aumentou o interesse do homem em registrar e documentar as atividades da sociedade por intermédio do som e da imagem.

Com o objetivo de criar, divulgar e adaptar assuntos de ordem documental e/ou ficcional, o rádio e a televisão participam diretamente na formação da opinião pública e do imaginário da sociedade.

Esses veículos criaram programas e gêneros capazes de levar aos ouvintes e expectadores, informações, música e entretenimento.

Inovação e incentivo às atividades de criação (roteiro), produção e direção em Rádio, TV e Vídeo por intermédio de aulas práticas e teóricas, atividades interdisciplinares, pesquisas científicas e projetos experimentais de Rádio, TV e Vídeo.

O Profissional

O profissional de rádio e TV encontra ainda espaço nas produtoras independentes, como roteirista, produtor, diretor de elenco, cenógrafo, diretor de fotografia e sonoplasta, entre muitas outras funções. Outra possibilidade de colocação no mercado de trabalho é na área técnica, como diretor de imagens, iluminador e operador de VT, de câmara e de áudio. O número de oportunidades, como se vê, é grande.

Além dos conhecimentos específicos da área de produção audiovisual, o radialista (profissional de rádio e TV) necessita ter boas doses de perseverança, dedicação, espírito de trabalho em equipe, planejamento e organização. Ou seja, precisa estar sempre pronto a dar o melhor de si, porque toda boa produção costuma ser muito complexa.

Criatividade, sensibilidade e bom senso para eleger prioridades são outras características essenciais para o exercício da profissão. Amor pela leitura e disposição para aprender permanentemente também são essenciais. Nem sempre é simples trabalhar em equipe. É preciso sabedoria e tolerância para saber se relacionar e crescer profissionalmente.

Grandes centros, como São Paulo e Rio de Janeiro, ainda oferecem as melhores oportunidades de trabalho. O crescimento da Internet e das produções independentes, porém, ocorre em praticamente todas as cidades. Isso possibilita o surgimento de muitas chances nas áreas de produção de anúncios publicitários e de vídeos empresariais.

Uma recomendação para o jovem formado é que ele aproveite as oportunidades oferecidas em pequenas produtoras para ter um início gradual na profissão.

Encontrará, desse modo, oportunidade de, pouco a pouco, aplicar os conhecimentos adquiridos na universidade, preparando-se para trabalhar em empresas maiores.

O Mercado de Trabalho

Emissoras de Rádio e TV, produtoras de imagem, som e cinema, agências de comunicação.

O profissional pode exercer funções nas áreas de roteiro, produção, captação de imagem, direção, edição, apresentação, locução e outras funções estratégicas de gerenciamento de produção em Rádio, TV e Vídeo.

Com o crescimento do mercado cinematográfico nacional, o publicitário e o de empresas de TV a cabo, surgem oportunidades para quem é da área.

As melhores ofertas de trabalho são para os especialistas em roteiro.

Os canais que surgem no formato digital exigem conteúdo cada vez mais diferenciado.

As emissoras de TV aberta ou por assinatura, emissoras de rádio e produtoras independentes de conteúdo audiovisual são os segmentos que mais contratam.

O tecnólogo atua na área técnica de programas ou comerciais publicitários, operando equipamentos como câmeras e mesas de som.

Além disso, pode elaborar roteiros e editar os materiais que serão veiculados. São Paulo e Rio de Janeiro têm as melhores chances, mas há perspectivas nas filiais, espalhadas por todo o Brasil. No Nordeste, o mercado é carente de profissionais qualificados, e o recente surgimento de produtoras independentes na região abre perspectivas de crescimento.

Profissão

É mais uma especialização dentro da Comunicação Social e reúne as técnicas e conhecimentos que envolvem a produção e emissão de notícias em programas de rádio e televisão.

O profissional de Rádio e TV cria, produz e dirige programas.

Visão Geral da Profissão

Segundo a Lei 6.615, considera-se Radialista o empregado de empresa de radiodifusão que exerça uma das seguintes funções: autoria, direção, produção, interpretação, dublagem, locução, caracterização, cenografia, direção, tratamento e registros sonoros, tratamento e registros visuais, montagem e arquivamento, transmissão de sons e imagens, revelação e copiagem de filmes, artes plásticas e animação de desenhos e objetos e manutenção técnica.

O profissional de Rádio e TV vive um momento de crescimento para a área, pois, além das emissoras tradicionais de rádio e TV, surgem novas oportunidades de trabalho com as emissoras de TV fechadas, TV e rádio em sistema digital, rádio e TV na Internet, produtoras independentes, assessorias, além da maior demanda por radialistas com formação superior em função das responsabilidades sociais que a profissão demanda.

Aptidões Desejáveis

Profundo conhecimento da língua portuguesa, capacidade de transmitir idéias, boa redação, imaginação, criatividade, dinamismo e gosto por leitura.

O Curso

Disciplinas como sociologia, filosofia e semiótica fazem parte dos primeiros semestres. Depois, entram as específicas como roteiro, direção e cenografia. Com a chegada da TV digital ao país, alguns cursos habilitam o bacharel a trabalhar com mídias interativas.

Em muitas, Rádio e TV é oferecido como habilitação da graduação em Comunicação Social.

O curso técnico de radialismo - locução, com carga horária média de 372 horas - fornece o DRT (Delegacia Regional do Trabalho), registro necessário para exercer a profissão. Quem quiser obter o certificado de técnico em radialismo deve fazer pelo menos 800 horas de curso. Como o curso de locução possui somente 372 horas, o profissional precisa ter uma qualificação a mais para totalizar as 800 horas e receber o certificado.

Tanto o curso técnico quanto a faculdade fornecem o DRT. A diferença está no tipo de registro.

Quem faz curso técnico de locução, recebe o DRT de locutor, estando possibilitado a exercer apenas essa função.

Quem faz faculdade, recebe o DRT profissional, que possibilita ao graduado ser radialista e exercer diversas atividades dentro do rádio e da televisão, como produção e direção.

A profissão é regulamentada desde 16 de dezembro de 1978, pela Lei 6615, decreto 84.134, de 30 de outubro de 1979 e 94.447, de 16 de junho de 1987.

Ao terminar o curso, o aluno deverá ser apto a:

Atuar profissionalmente na criação, direção e produção de programas de rádio e TV
Trabalhar como roteirista, diretor de programas, diretor artístico e de produção, editor de imagem e som, produtor e apresentador
Desenvolver projetos audiovisuais, radiofônicos e fonográficos para TVs, rádios, gravadoras de som, produtoras de som e imagem, empresas e instituições;

Duração média do curso: 04 anos.

Fonte: www.belasartes.br/www.uscs.edu.br/www.vunesp.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal