Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Dissertação  Voltar

Dissertação

 

Dissertação - O que é

A Dissertação é um estudo teórico de natureza reflexiva, que consiste na ordenação de idéias sobre um determinado tema.

A característica básica da dissertação é o cunho reflexivo-teórico.

Dissertar é debater, discutir, questionar, expressar ponto de vista, qualquer que seja. É desenvolver um raciocínio, desenvolver argumentos que fundamentem posições. É polemizar, inclusive, com opiniões e com argumentos contrários aos nossos. É estabelecer relações de causa e conseqüência, é dar exemplos, é tirar conclusões, é apresentar um texto com organização lógica das idéias.

A dissertação, geralmente, é feita em final de curso de pós-graduação, stricto sensu em nível de mestrado, com a finalidade de treinar os estudantes no domínio do assunto abordado e como forma de iniciação a pesquisa mais ampla.

Na monografia (dissertação) para a obtenção do grau de mestre, além da revisão da literatura, é preciso dominar o conhecimento do método de pesquisa e informar a metodologia utilizada na pesquisa.

Dissertação científica, ou simplesmente exercitação, é o trabalho feito nos moldes da tese, com a peculiaridade de ser ainda uma tese inicial ou em miniatura.

A dissertação tem ainda finalidade didática, uma vez que constitui o grande treinamento para a tese propriamente dita.

Chama-se memória a dissertação sobre assunto científico, literário ou artístico, destinada a ser apresentada ao governo, a uma corporação ou academia.

Dissertação

Tipos de dissertação

A dissertação consiste na explanação ou discussão de conceitos ou idéias. Ela pode ser expositiva ou argumentativa.

Na dissertação expositiva, o autor apresenta uma idéia, uma doutrina e expõe o que ele ou outros pensam sobre o tema ou assunto. Geralmente faz a amplificação da idéia central, demonstrando sua natureza, antecedentes, causas próximas ou remotas, conseqüências ou exemplos.

Na dissertação argumentativa, o autor quer provar a veracidade ou falsidade de idéias; pretende convencer o leitor ou ouvinte, dirige-se à sua inteligência através de argumentos, de provas evidentes, de testemunhas.

Se a dissertação é objetiva, o tratamento dado ao texto é impessoal, com argumentação lógica partindo de elementos gerais e indo para os particulares. Na dissertação subjetiva, o autor dirige-se não só à inteligência, mas também, de modo pessoal, aos sentimentos de quem ele pretende convencer. Além da emoção, às vezes há ironia, sarcasmo, ridículo.

São partes importantes da dissertação a introdução, o desenvolvimento e a conclusão.

Exemplos de dissertação

Através de dois textos distintos, a dissertação pode ser exemplificada:

"A fim de aprender a finalidade e o sentido da vida, é preciso amar a vida por ela mesma, inteiramente; mergulhar, por assim dizer, no redemoinho da vida, somente então apreender-se-á o sentido da vida, compreender-se-á para que se vive. A vida é algo que, ao contrário de tudo criado pelo homem, não necessita de teoria, quem apreende a prática da vida também assimila sua teoria".

Wilhelm Reich. A Revolução Sexual. Rio de Janeiro, Zahar, 1974. O texto expõe um ponto-de-vista (finalidade da vida é viver) sobre um assunto-tema (no caso, o sentido e a finalidade da vida). Além de apresentar um ponto-de-vista do autor, o texto faz também a defesa desse ponto-de-vista: onde ele defende os motivos que fundamentam a opinião de que a prática intensa de viver é que revela o sentido da vida.

"Eu disse uma vez que escrever é uma maldição. (...) Hoje repito: é uma maldição, mas uma maldição que salva. Não estou me referindo a escrever para jornal. Mas escrever aquilo que eventualmente pode se transformar num conto ou num romance. É uma maldição porque obriga e arrasta como um vício penoso do qual é quase possível se livrar, pois nada o substitui. E é uma salvação. Salva a alma presa, salva a pessoa que se sente inútil, salva o dia que se vive e que nunca se entende a menos que se escreva. Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador. Escrever é também abençoar uma vida que não foi abençoada... Lembrando-me agora com saudade da dor de escrever livros." Clarice Lispector. A Descoberta do Mundo.

Dissertação - Dicas

A folha em branco, o tempo passando. As unhas roídas, o tema dado e nenhuma idéia. Muitas pessoas já passaram por uma situação semelhante, em que não sabiam absolutamente por onde começar a escrever sobre determinado assunto.

Escrever pode ser fácil para qualquer pessoa, desde que esta queira se empenhar para tanto. Não há mágicas ou fórmulas práticas para aprender a escrever. Na verdade, é um trabalho que depende sobremaneira do empenho do interessado em aprender.

Para este intento, algumas dicas práticas podem ser dadas para auxiliar, mas nada substitui a necessidade de escrever sempre. O ato da escrita deve se tornar algo natural, a fim de afastar o fantasma do “branco total”. Além disso, a leitura e a atualização de informações também colaboram muito na qualidade do texto.

O objetivo da redação é chegar a um texto que será tão repleto de escolhas pessoais (idéias, palavras, estruturas frasais, organização, exemplos) que, até partindo de um mesmo assunto geral, milhares de pessoas podem chegar a um bom resultado apresentando trabalhos nitidamente diferentes.

Para desenvolver esse trabalho, a presente apostila direciona-se ao estudo dissertativo. Será considerada uma média de trinta linhas para as redações, sobretudo no tocante à distribuição destas linhas nas subdivisões textuais apresentadas

Muitas vezes, as maiores dificuldades estão na concretização das idéias no papel. Para auxiliar neste processo, a apostila conta também com um suporte de Língua Portuguesa. A preocupação aqui não é de nomenclaturas ou classificações, o que teve relevo foi a funcionalidade lingüística no momento da escrita.

Alguns pontos merecem destaque especial para um aprimoramento da escrita:

ler mais
adquirir o hábito de escrever
pontuar adequadamente
organizar idéias
construir períodos mais curtos

Estrutura textual

Assunto

Delimitar um aspecto acerca do tema proposto é importante para uma boa abordagem do assunto. Não se poderá fazer uma análise aprofundada se o tema for amplo, por isso especifica-se o assunto a ser tratado.

A escolha do aspecto, entretanto, não pode restringir demais o tema ou corre-se o risco da falta de idéias.

Essa delimitação deve ser feita na introdução e, a partir daí, o leitor sabe que aquele aspecto será explorado no decorrer do texto e a conclusão fará menção direta a ele.

Observe alguns exemplos:

Televisão - a violência na televisão / a televisão e a opinião pública
A vida nas grandes cidades -
a vida social dos jovens nas grandes cidades / os problemas das grandes cidades
Preconceitos -
preconceitos raciais / causas do preconceito racial
Progresso -
vantagens e desvantagens sociais do progresso / progresso e evolução humana

Agora delimite 3 aspectos que poderiam ser abordados acerca dos seguintes temas:

Modernidade
Esporte
Comunicação de massa

Parágrafos

São blocos de texto, cuja primeira linha inicia-se em margem especial, maior do que a margem normal do texto. Concentram sempre uma idéia-núcleo relacionada diretamente ao tema da redação.

Não há moldes rígidos para a construção de um parágrafo. O ideal é que em cada parágrafo haja dois ou três períodos, usando pontos continuativos (na mesma linha) intermediários.

A divisão em parágrafos é indicativa de que o leitor encontrará, em cada um deles, um tópico do que o autor pretende transmitir. Essa delimitação deve estar esquematizada desde antes do rascunho, no momento do planejamento estrutural, assim a redação apresentará mais coerência.

Planejamento

Escrever não significa apenas preencher o papel com frases, mas também não se constitui num martírio. Um texto pressupõe simples operações anteriores, entre as quais está o planejamento.

Assim que se recebe uma proposta de redação, uma série de idéias sobre o assunto vêm à cabeça. Deve-se registrar todos os pensamentos no papel. Fatos, informações, opiniões, um caso que aconteceu na sua rua, tudo deve ser anotado em forma de esquema. Não deve ser preocupação, nessa fase, a ordenação dessas idéias.

Esta primeira fase, denominada fluxo de idéias, é fundamental para a execução da redação. Muitas idéias anotadas talvez nem sejam utilizadas depois, enquanto outras idéias podem surgir adiante.

É claro que as idéias não vão aparecer do nada. Elas fazem parte de um repertório de opiniões, fatos, informações a que se está exposto todos os dias.

Partindo desse conjunto desordenado de idéias, pode-se perceber a possibilidade de agrupá-las segundo certas semelhanças. Uma divisão possível seria em causas, conseqüências e soluções.

Dica para captação de idéias: relacionar o tema proposto com a sociedade brasileira atual e fazer a pergunta “por quê” a cada argumento levantado, a fim de promover uma reflexão mais profunda sobre o assunto.

Lembrar-se de que, ao redigir, não se deve esquecer de:

Anotar todas as idéias, frases, palavras, sensações que surgirem sobre o tema;
Fazer uma seleção das idéias que surgiram;
Pensar num plano para o texto, estruturando-o em introdução, desenvolvimento e conclusão;
Revisar no rascunho, ao final, a grafia das palavras, a pontuação das frases e a eufonia das palavras usadas, assim como a adequação vocabular ao contexto.

Com o planejamento abaixo, produza uma dissertação:

O acesso ao ensino superior no Brasil
Papel do vestibular no sistema de ensino brasileiro
Vantagens e desvantagens do vestibular como mecanismo de seleção ao curso superior
Solução para o desequilíbrio entre oferta e demanda de vagas no ensino superior

Qualidades de uma dissertação

O texto deve ser sempre bem claro, conciso e objetivo. A coerência é um aspecto de grande importância para a eficiência de uma dissertação, pois não deve haver pormenores excessivos ou explicações desnecessárias. Todas as idéias apresentadas devem ser relevantes para o tema proposto e relacionadas diretamente a ele.

A originalidade demonstra sua segurança e faz um diferencial em meio aos demais textos. Só não se pode, em aspecto nenhum, abandonar o tema proposto.

Toda redação deve ter início, meio e fim, que são designados por introdução, desenvolvimento e conclusão, respectivamente. As idéias distribuem-se de forma lógica, sem haver fragmentação da mesma idéia em vários parágrafos.

Elementos de coesão: Algumas palavras e expressões facilitam a ligação entre as idéias, estejam elas num mesmo parágrafo ou não. Não é obrigatório, entretanto, o emprego destas expressões para que um texto tenha qualidade.

Seguem algumas sugestões e suas respectivas relações:

assim, desse modo - têm valor exemplificativo e complementar. A seqüência introduzida por eles serve normalmente para explicitar, confirmar e complementar o que se disse anteriormente.
ainda - serve
, entre outras coisas, para introduzir mais um argumento a favor de determinada conclusão; ou para incluir um elemento a mais dentro de um conjunto de idéias qualquer.
aliás, além do mais, além de tudo, além disso
- introduzem um argumento decisivo, apresentado como acréscimo. Pode ser usado para dar um “golpe final” num argumento contrário.
mas, porém, todavia, contudo, entretanto... (conj. adversativas)
- marcam oposição entre dois enunciados.

Embora, ainda que, mesmo que - servem para admitir um dado contrário para depois negar seu valor de argumento, diminuir sua importância. Trata-se de um recurso dissertativo muito bom, pois sem negar as possíveis objeções, afirma-se um ponto de vista contrário.

este, esse e aquele - são chamados termos anafóricos e podem fazer referência a termos anteriormente expressos, inclusive para estabelecer semelhanças e/ou diferenças entre eles.

Reescreva os fragmentos a seguir, fazendo as adaptações necessárias para uma perfeita compreensão da idéia apresentada.

No Brasil não se sente uma necessidade de ajudar o próximo muito forte
Todos devem escolher o que mais lhes agrada e não a sociedade.
A imprensa é mais uma realização do homem que sofreu, desde a sua descoberta, gradativos aperfeiçoamentos.

O que é dissertação

Dissertar é um ato praticado pelas pessoas todos os dias. Elas procuram justificativas para a elevação dos preços, para o aumento da violência nas cidades, para a repressão dos pais. É mundial a preocupação com a bomba atômica, a AIDS, a solidão, a poluição. Muitas vezes, em casos de divergência de opiniões, cada um defende seus pontos de vista em relação ao futebol, ao cinema, à música.

A vida cotidiana traz constantemente a necessidade de exposição de idéias pessoais, opiniões e pontos de vista. Em alguns casos, é preciso persuadir os outros a adotarem ou aceitarem uma forma de pensar diferente. Em todas essas situações e em muitas outras, utiliza-se a linguagem para dissertar, ou seja, organizam-se palavras, frases, textos, a fim de, por meio da apresentação de idéias, dados e conceitos, chegar-se a conclusões.

Em suma, dissertação implica discussão de idéias, argumentação, organização do pensamento, defesa de pontos de vista, descoberta de soluções. É, entretanto, necessário conhecimento do assunto que se vai abordar, aliado a uma tomada de posição diante desse assunto.

Argumentação

A base de uma dissertação é a fundamentação de seu ponto de vista, sua opinião sobre o assunto. Para tanto, deve-se atentar para as relações de causa-conseqüência e pontos favoráveis e desfavoráveis, muito usadas nesse processo.

Algumas expressões indicadoras de causa e conseqüência:

Causa : por causa de, graças a, em virtude de, em vista de, devido a, por motivo de
Conseqüência :
conseqüentemente, em decorrência, como resultado, efeito de

Algumas expressões que podem ser usadas para abordar temas com divergência de opiniões: em contrapartida, se por um lado... / por outro... , xxx é um fenômeno ambíguo, enquanto uns afirmam... / outros dizem que...

Exemplo de argumentação para a tese de que as abelhas são insetos extraordinários:

porque tem instinto muito apurado
porque são organizadas em repúblicas disciplinadas
porque fornecem ao homem cera e mel
apesar de seus ferrões e de sua força quando constituem um enxame

Observação

Mesmo quando se destacam características positivas, é bom utilizar ponto negativo. Neste caso, destaca-se que a importância dos pontos positivos minimizam a negatividade do outro argumento.

Pratique levantando argumentos para os seguintes temas:

Orfandade
Escravidão ontem e hoje

Observação

lembre-se de que a razão prevalece sobre a emoção sempre em dissertações

Determine causas e conseqüências para o analfabetismo no Brasil e consumo de tóxicos pelos jovens .

Partes de uma dissertação

Introdução

Constitui o parágrafo inicial do texto e deve ter, em média, 5 linhas. É composta por uma sinopse do assunto a ser tratado no texto. Não se pode, entretanto, começar as explicações antes do tempo. Todas as idéias devem ser apresentadas de forma sintética, pois é no desenvolvimento que serão detalhadas.

A construção da introdução pode ser feita de várias maneiras:

constatação do problema

Ex.: O aumento progressivo dos índices de violência nos grandes centros urbanos está promovendo uma mobilização político-social.

delimitação do assunto

Ex.: A cidade do Rio de Janeiro, um dos núcleos urbanos mais atrativos turisticamente no Brasil, aparece nos meios de comunicação também como foco de violência urbana.

definição do tema

Ex.: Como um dos mais problemáticos fenômenos sociais, a violência está mobilizando não só o governo brasileiro, mas também toda a população num esforço para sua erradicação.

Na construção da introdução, a utilização de um dos métodos apresentados não seria suficiente. Deve-se, num segundo período, lançar as idéias a serem explicitadas no desenvolvimento. Para tanto pode-se levantar 3 argumentos, causas e conseqüências, prós e contras. Lembre-se de que as explicações e respectivas fundamentações de cada uma dessas idéias cabem somente ao desenvolvimento.

Observe alguns exemplos:

A televisão - Se por um lado esse popular veículo de comunicação pode influenciar o espectador, também se constitui num excelente divulgador de informações com potencial até mesmo pedagógico.

(as três idéias: manipulador de opiniões, divulgador de informações e instrumento educacional.)

Escassez de energia elétrica - Destacam-se como fatores preponderantes para esse processo o aumento populacional e a má distribuição de energia que podem acarretar novo racionamento.

(as três idéias: crescimento da população e da demanda de energia, problemas com distribuição da energia gerada no Brasil e a conseqüência do racionamento do uso de energia)

A juventude e a violência - Pode-se associar esse crescimento da violência com o número de jovens envolvidos com drogas e sem orientações familiares, o que gera preconceito em relação a praticantes de esportes de luta e “funkeiros”

Desenvolvimento

Esta segunda parte de uma redação, também chamada de argumentação, representa o corpo do texto. Aqui serão desenvolvidas as idéias propostas na introdução. É o momento em que se defende o ponto de vista acerca do tema proposto. Deve-se atentar para não deixar de abordar nenhum item proposto na introdução.

Pode estar dividido em 2 ou 3 parágrafos e corresponde a umas 20 linhas, aproximadamente.

A abordagem depende da técnica definida na introdução: 3 argumentos, causas e conseqüências ou prós e contras. O conceito de argumento é importante, pois ele é a base da dissertação. Causa, conseqüência, pró, contra são todos tipos de argumentos; logo pode-se apresentar 3 causas, por exemplo, num texto.

A reflexão sobre o tema proposto não pode ser superficial, para aprofundar essa abordagem buscam-se sempre os porquês.

De modo prático o procedimento é:

Levantar os argumentos referentes ao tema proposto.

Fazer a pergunta por quê? a cada um deles, relacionando-o diretamente ao tema e à sociedade brasileira atual.

A distribuição da argumentação em parágrafos depende, também, da técnica adotada:

3 argumentos - um parágrafo explica cada um dos argumentos
causas e conseqüências
- podem estar distribuídas em 2 ou 3 parágrafos. Ou agrupam-se causas e conseqüências, constituindo 2 parágrafos; ou associa-se uma causa a uma conseqüência e com cada grupo constroem-se 2 ou 3 parágrafos.
prós e contras
- são as mesmas opções da técnica de causas e conseqüências, substituídas por prós e contras
abordagem histórica
- compara-se o antes e o hoje, elucidando os motivos e conseqüências dessas transformações. Cuidado com dados como datas, nomes etc. de que não se tenha certeza.
abordagem comparativa
- usam-se duas idéias centrais para serem relacionadas no decorrer do texto. A relação destacada pode ser de identificação, de comparação ou as duas ao mesmo tempo.

É muito importante manter uma abordagem mais ampla, mostrar os dois lados da questão. O texto esquematizado previamente reflete organização e técnica, valorizando bastante a redação. Logo, um texto equilibrado tem mais chances de receber melhores conceitos dos avaliadores, por demonstrar que o candidato se empenhou para construí-lo.

Recurso adicional - para elucidar uma idéia e demonstrar atualização, pode-se apresentar de forma bastante objetiva e breve um exemplo relacionado ao assunto.

Encontre uma causa e uma conseqüência relacionados à proposição abaixo e construa um parágrafo para cada argumento:

O Brasil tem enfrentado graves problemas na área de saúde e previdência públicas
A campanha contra a miséria e a fome está mobilizando toda a nação

Indique três causas das proposições a seguir e justifique cada uma através de uma frase:

Precariedade do sistema de transportes
Alto índice de mortalidade infantil
Congestionamento nas grandes cidades

Aponte três conseqüências para os temas abaixo e construa um parágrafo fundamentando cada uma:

Baixo índice de mão-de-obra especializada
Falta de investimento em tecnologia
Uso de agrotóxicos

Levante um argumento favorável e um desfavorável para a proposição a seguir. Construa um parágrafo envolvendo suas idéias.

As greves dos trabalhadores em relação à sociedade e à nação

Conclusão

Representa o fecho do texto e vai gerar a impressão final do avaliador. Deve conter, assim como a introdução, em torno de 5 linhas.

Pode-se fazer uma reafirmação do tema e dar-lhe um fecho ou apresentar possíveis soluções para o problema apresentado.

Apesar de ser um parecer pessoal, jamais se inclua.

Evite começar com palavras e expressões como: concluindo, para finalizar, conclui-se que, enfim...

Evitar numa dissertação

Após o título de uma redação não coloque ponto.
Ao terminar o texto, não coloque qualquer coisa escrita ou riscos de qualquer natureza. Detalhe: não precisa autografar no final também, e ainda assim será uma obra-prima.
Prefira usar palavras de língua portuguesa a estrangeirismos.
Não use chavões, provérbios, ditos populares ou frases feitas.
Não use questionamentos em seu texto, sobretudo em sua conclusão.
Jamais usar a primeira pessoa do singular, a menos que haja solicitação do tema (Ex.: O que você acha sobre o aborto - ainda assim, pode-se usar a 3ª pessoa)
Evite usar palavras como “coisa” e “algo”, por terem sentido vago. Prefira: elemento, fator, tópico, índice, item etc.
Repetir muitas vezes as mesmas palavras empobrece o texto. Lance mão de sinônimos e expressões que representem a idéia em questão.
Só cite exemplos de domínio público, sem narrar seu desenrolar. Faça somente uma breve menção.
A emoção não pode perpassar nem mesmo num adjetivo empregado no texto. Atenção à imparcialidade.
Evite o uso de etc. e jamais abrevie palavras
Não analisar assuntos polêmicos sob apenas um dos lados da questão

Exemplo de texto dissertativo

A posição social da mulher de hoje

Ao contrário de algumas teses predominantes até bem pouco tempo, a maioria das sociedades de hoje já começam a reconhecer a não existência de distinção alguma entre homens e mulheres. Não há diferença de caráter intelectual ou de qualquer outro tipo que permita considerar aqueles superiores a estas.

Com efeito, o passar do tempo está a mostrar a participação ativa das mulheres em inúmeras atividades. Até nas áreas antes exclusivamente masculinas, elas estão presentes, inclusive em posições de comando. Estão no comércio, nas indústrias, predominam no magistério e destacam-se nas artes. No tocante à economia e à política, a cada dia que passa, estão vencendo obstáculos, preconceitos e ocupando mais espaços.

Cabe ressaltar que essa participação não pode nem deve ser analisada apenas pelo prisma quantitativo. Convém observar o progressivo crescimento da participação feminina em detrimento aos muitos anos em que não tinham espaço na sociedade brasileira e mundial.

Muitos preconceitos foram ultrapassados, mas muitos ainda perduram e emperram essa revolução de costumes. A igualdade de oportunidades ainda não se efetivou por completo, sobretudo no mercado de trabalho. Tomando-se por base o crescimento qualitativo da representatividade feminina, é uma questão de tempo a conquista da real equiparação entre os seres humanos, sem distinções de sexo.

Escrevendo uma dissertação

Partes que compõem a dissertação:

Introdução - deve ser breve e anunciar ao leitor o que será desenvolvido no texto;
Desenvolvimento
- representa o corpo do texto; aqui serão utilizadas as idéias propostas na introdução; é o momento em que se defende o ponto-de-vista acerca do tema proposto;
Conclusão
- serve para finalizar o que foi exposto; deve ser breve e não pode conter nenhuma idéia nova e nenhum exemplo; trata-se de um resumo da dissertação como um todo.

Dicas para escrever uma boa dissertação:

  1. Só abordar na introdução e na conclusão o que realmente estiver no desenvolvimento;
  2. Evitar períodos muitos longos ou seqüências de frases muito curtas;
  3. Evitar, nas dissertações tradicionais, dirigir-se ao leitor;
  4. Evitar as repetições exageradas e umas próximas das outras, tanto de palavras, quanto de informações;
  5. Manter-se rigorosamente dentro do tema;
  6. Evitar expressões desgastadas, "batidas";
  7. Utilizar exemplos e citações relevantes;
  8. Não usar religião como argumento;
  9. Fugir das palavras muito "fortes";
  10. Evitar gírias e termos coloquiais;
  11. Evitar linguagem rebuscada;
  12. Evitar a argumentação generalizadora e baseada no senso comum;
  13. Não ser radical;
  14. Ter cuidado com palavras duvidosas como coisa e algo, por terem sentido vago; prefirir elemento, fator, tópico, índice, ítem, etc.
  15. Após o titulo de uma redação não colocar ponto;
  16. Não usar chavões, provérbios, ditos populares ou frases feitas;
  17. Não usar questionamentos no texto, sobretudo na conclusão;
  18. Jamais usar a primeira pessoa do singular, a menos que haja uma solicitação do tema;
  19. Repetir muitas vezes as mesmas palavras empobrece o texto; lançar mão de sinônimos e expressões que representem a idéia em questão;
  20. Somente citar exemplos de domínio público, sem narrar seu desenrolar, fazendo somente uma breve menção.

Dissertação - Discurso

A dissertação é uma exposição, discussão ou interpretação de uma determinada idéia.

Pressupõe um exame crítico do assunto, lógica, raciocínio, clareza, coerência , objetividade na exposição, um planejamento de trabalho e uma habilidade de expressão.

No discurso dissertativo propriamente dito, não se verifica, como na narração, progressão temporal entre as frases e, na maioria das vezes, o objeto da dissertação é abstraído do tempo e do espaço .

Alguns pontos essenciais desse tipo de texto são:

a- toda dissertação é uma demonstração, daí a necessidade de pleno domínio do assunto e habilidade de argumentação;
b
- em conseqüência disso, impõem-se a fidelidade ao tema;
c-
a coerência é tida como regra de ouro da dissertação;
d-
impõem-se sempre o raciocínio lógico;
e-
a linguagem deve ser objetiva, denotativa; qualquer ambigüidade pode ser um ponto vulnerável na demonstração do que se quer expôr. Deve ser clara, precisa, natural, original, nobre , correta gramaticalmente. O discurso deve ser impessoal ( evitar-se o uso da primeira pessoa.)

O parágrafo é a unidade mínima do texto e deve apresentar: uma frase contendo a idéia principal (frase nuclear) e uma ou mais frases que explicitem tal idéia.

Exemplo: “ A televisão mostra uma realidade idealizada ( idéia central) porque oculta os problemas sociais realmente graves. ( idéia secundária)

1- Exercício - Desenvolva as idéias apresentadas, construindo frases adequadas:

a- Muitas pessoas que vivem em grandes cidades sonham com a vida no campo porque...
b-
O jornal pode ser um excelente meio de conscientização das pessoas, a não ser que ...
c-
As mulheres vêm conquistando um espaço cada vez maior na vida social e política de muitos países, no entanto...
d-
Muitas pessoas propõem a pena de morte como medida para conter a violência; outras, porém, ...
e-
Muita gente acha que arte é dispensável, mas ...
f-
Devemos lutar para a preservação do meio ambiente, pois ...
g-
O lazer é necessário ao homem, no entanto...
h-
Muitos são contra as pesquisas espaciais, porque ...
i-
Geralmente os alunos acham dificuldade em elaborar uma dissertação, pois ...

2- Exercício - Com base no exemplo, desenvolva as frases apresentadas, colocando argumentos que apóiem as idéias expressas:

Exemplo: idéia central - A poluição atmosférica deve ser combatida urgentemente.

Desenvolvimento - A poluição atmosférica deve ser combatida urgentemente, pois a alta concentração de elementos tóxicos põe em risco a vida de milhares de pessoas, sobretudo daquelas que sofrem de problemas respiratórios.

a- A propaganda intensiva de cigarros e bebidas tem levado muita gente ao vício.
b-
A televisão é um dos mais eficazes meios de comunicação criados pelo homem.
c-
A violência tem aumentado assustadoramente nas cidades e hoje parece claro que esse problema não pode ser resolvido apenas pela polícia.
d-
O diálogo entre pais e filhos parece estar em crise atualmente.
e-
O problema dos sem-terra preocupada cada vez mais a sociedade brasileira.

O parágrafo pode processar-se de diferentes maneiras:

1- Enumeração

Caracteriza-se pela exposição de um série de coisas, uma a uma. Presta-se bem à indicação de características, funções, processos, situações, sempre oferecendo o complemente necessário à afirmação estabelecida na frase nuclear. Pode-se enumerar, seguindo-se os critérios de importância, preferência, classificação ou aleatoriamente.

Exemplo: O adolescente moderno está se tornando obeso por várias causas: alimentação inadequada, falta de exercícios sistemáticos e demasiada permanência diante de computadores e aparelhos de tv.

Exercícios - No seu caderno , coloque a frase núcleo. Abaixo dela, apenas enumere os elementos que completarão a frase. Depois monte um parágrafo.

Exemplo: Devido à expansão das igrejas evangélicas, é grande o número de emissoras que dedicam parte da sua programação à veiculação de programas religiosos de crenças variadas.

Enumeração

a- A Santa Missa em seu lar
b-
Terço Bizantino
c-
Despertar da Fé
d-
Palavra de Vida
e-
Igreja da Graça no Lar

1- Inúmeras são as dificuldades com que se defronta o governo brasileiro diante de tantos desmatamentos, desequilíbrios sociológicos e poluição.

2- Existem várias razões que levam um homem a enveredar pelos caminhos do crime.

3- A gravidez na adolescência é um problema seríssimo , porque pode trazer muitas conseqüências indesejáveis.

4- O lazer é uma necessidade do cidadão para a sua sobrevivência no mundo atual e vários são os tipos de lazer .

5- O Novo Código Nacional de trânsito divide as faltas em várias categorias.

2- Comparação

A frase nuclear pode-se desenvolver através da comparação, que confronta idéias, fatos, fenômenos e apresenta-lhes as semelhanças ou dessemelhanças.

Exemplo: “A juventude é uma infatigável aspiração de felicidade; a velhice, pelo contrário, é dominada por um vago e perrsistente sentimento de dor, porque já estamos nos convencendo de que a felicidade é uma ilusão, que só o sofrimento é real. “ ( Arthur Schopenhauer)

Exercícios - A partir das frases abaixo, desenvolver parágrafos com comparações.

1- A tensão do futebol é igual à tensão da vida.
2-
Uma coisa é escrever como poeta, outra como historiador.
3-
Assim como as palavras, as expressões fisionômicas também têm a sua linguagem.
4-
Indubitavelmente, o vestibular pode ser comparado a uma angustiante corrida de obstáculos.
5-
Comparando-se o antigo Código Nacional de Trânsito com o atual, percebe-se claramente que a lei exige mais responsabilidade do motorista.

3- Causa e conseqüência

A frase nuclear , muitas vezes, encontra no seu desenvolvimento um segmento causal ( fato motivador) e , em outras situações, um segmento indicando conseqüências ( fatos decorrentes).

Exemplo: O homem , dia a dia, perde a dimensão de humanidade que abriga em si, porque os seus olhos teimam apenas em ver as coisas imediatistas e lucrativas que o rodeiam.

O espírito competitivo foi excessivamente exercido entre nós, de modo que hoje somos obrigados a viver numa sociedade fria e inamistosa.

Exercícios - Para cada assunto apresentado, redija um parágrafo dissertativo com relações de causa ou conseqüência.

1- O homem atua com vantagem sobre os outros animais pela sua capacidade de transformar elementos naturais em instrumentos de dominação.
2-
A tecnologia desenvolveu meios que possibilitam a comunicação entre pessoas separadas por milhares de quilômetros.
3-
Todo município conta , geralmente, com um sistema de tratamento da água a ser consumida pela população.
4-
Na maioria dos povos primitivos e civilizados , o casamento monogâmico é encontrado com maior freqüência que o poligâmico.
5-
A punição dos infratores está mais rigorosa e cara.

4- Tempo e Espaço

Muitos parágrafos dissertativos marcam temporal e espacialmente a evolução de idéias, processos.

Exemplo: Tempo - A comunicação de massas é resultado de uma lenta evolução . Primeiro, o homem aprendeu a grunhir. Depois deu um significado a cada grunhido. Muito depois, inventou a escrita e só muitos séculos mais tarde é que passou à comunicação de massa.

Espaço - O solo é influenciado pelo clima. Nos climas úmidos, os solos são profundos. Existe nessas regiões uma forte decomposição de rochas, isto é, uma forte transformação da rocha em terra pela umidade e calor. Nas região temperadas e ainda nas mais frias, a camada do solo é pouco profunda.( Melhem Adas)

Exercícios - Partindo das frases nucleares abaixo, construir parágrafos dissertativos ordenados por tempo e espaço.

1- Em todos os tempos, o mar tem exercido fascinante atração sobre o homem.
2-
O homem sempre buscou proteção ao longo de sua história.
3-
O Brasil conta com tipos de aficcionados por vários esportes.
4-
As novelas brasileiras tentam mostrar não mais apenas o Rio de Janeiro, mas também outras regiões brasileiras.
5-
O homem sempre quis voar como os pássaros.
6-
O uso do cinto de segurança tem evitado mortes em acidentes de trânsito.

5- Explicitação

Num parágrafo dissertativo, pode-se conceituar, exemplificar e aclarar as idéias para torná-las mais compreensíveis.

Exemplo: “Artéria é um vaso que leva sangue proveniente do coração para irrigar os tecidos. Exceto no cordão umbilical e na ligação entre os pulmões e o coração, todas as artérias contém sangue vermelho-vivo, recém oxigenado. Na artéria pulmonar, porém, corre sangue venoso, mais escuro e desoxigenado, que o coração remete para os pulmões para receber oxigênio e liberar gás carbônico.”

Exercícios - Explicitar as idéias contidas nas frases nucleares.

1- Cada pessoa define a seu modo quais as pessoas que devem presentar , e com o quê.
2-
Os benefícios do esporte são muito apregoados hoje em dia.
3-
A Internet é um auxílio rápido e eficaz às pesquisas escolares.
4-
Uma mãe que vai buscar seu filho na escola pode somar muitos pontos e arcar com uma grande quantidade de dinheiro em multas, se não obedecer ao novo Código Nacional de Trânsito.

Antes de se iniciar a elaboração de uma dissertação, deve delimitar-se o tema que será desenvolvido e que poderá ser enfocado sob diversos aspectos.

Se , por exemplo, o tema é a questão indígena, ela poderá ser desenvolvida a partir das seguintes idéias:

a- A violência contra os povos indígenas é uma constante na história do Brasil.
b-
O surgimento de várias entidades de defesa das populações indígenas.
c-
A visão idealizada que o europeu ainda tem do índio brasileiro.
d-
A invasão da Amazônia e a perda da cultura indígena.

Depois de delimitar o tema que você vai desenvolver , deve fazer a estruturação do texto.

A estrutura do texto dissertativo constitui-se de:

1- introdução - deve conter a idéia principal a ser desenvolvida ( geralmente um ou dois parágrafos. ) É a abertura do texto, por isso é fundamental. Deve ser clara e chamar a atenção para dois itens básicos: os objetivos do texto e o plano do desenvolvimento. Contém a proposição do tema, seus limites, ângulo de análise e a hipótese ou a tese a ser defendida.

2- desenvolvimento - exposição de elementos que vão fundamentar a idéia principal que pode vir especificada através da argumentação, de pormenores , da ilustração, da causa e da conseqüência, das definições, dos dados estatísticos, da ordenação cronológica, da interrogação e da citação. No desenvolvimento são usados tantos parágrafos quantos forem necessários para a completa exposição da idéia. E esses parágrafos podem ser estruturados das cinco maneiras expostas acima.

3- conclusão - é a retomada da idéia principal, que agora deve aparecer de forma muito mais convincente, uma vez que já foi fundamentada durante o desenvolvimento da dissertação. ( um parágrafo) .Deve, pois, conter de forma sintética, o objetivo proposto na instrução, a confirmação da hipótese ou da tese, acrescida da argumentação básica empregada no desenvolvimento.

Observe o texto abaixo:

Vida ou Morte

INTRODUÇÃO A grande produção de armas nucleares, com seu incrível potencial destrutivo, criou uma situação ímpar na história da humanidade: pela primeira vez, os homens têm nas mãos o poder  de extinguir totalmente a sua própria raça da face do planeta.
DESENVOLVIMENTO A capacidade de destruição das novas armas é tão grande que, se fossem usadas num conflito mundial, as conseqüências de apenas algumas explosões seriam tão extensas que haveria forte possibilidade de se chegar ao aniquilamento total da espécie humana. Não haveria como sobreviver a um conflito dessa natureza, pois todas as regiões seriam rapidamente atingidas pelos efeitos mortíferos das explosões.
CONCLUSÃO Só resta, pois, ao homem um saída: mudar essas situação desistindo da corrida armamentista e desviando para fins pacíficos os imensos recursos econômicos  envolvidos nessa empreitada suicida. Ou os homens aprendem a conviver em paz , em escala mundial, ou simplesmente não haverá mais convivência de espécie alguma, daqui a algum tempo. ( Texto adaptado do artigo "Paz e corrida armamentista"  in Douglas Tufano, p. 47)

Na introdução, o autor apresenta o tema ( desenvolvimento científico levou o homem a produzir bombas que possibilitam a destruição total da humanidade), no desenvolvimento, ele expõe os argumentos que apóiam a sua afirmação inicial e na conclusão, conclui o seu pensamento inicial , com base nos argumentos.

Na dissertação, podem-se construir frases de sentido geral ou de sentido específico, particular. Às vezes, uma afirmação de sentido geral pode não ser inaceitável, mas se for particularizada torna-se aceitável.

Exemplo: É proibido falar ao telefone celular . ( sentido geral ) É proibido falar ao telefone celular dirigindo. ( sentido específico)

Exercícios - Faça as especificações das afirmações, tornando-as aceitáveis.

a- A liberdade é perigosa.
b-
Caminhar faz mal ao coração.
c-
Assistir a televisão é prejudicial à criança.
d-
Conduzir motocicleta é proibido.

Quando o autor se preocupa principalmente em expor suas idéias a respeito do tema abordado, fica claro que seu objetivo é fazer com que o leitor concorde com ele. Nesse caso , tem-se a dissertação argumentativa Para que a argumentação seja eficiente, o raciocínio deve ser exposto de maneira lógica, clara e coerente.

O autor de uma dissertação deve ter sempre em mente, as possíveis reações do leitor e por isso, devem-se considerar todas as possíveis contra-argumentações, a fim de que possa “ cercar” o leitor no sentido de evitar possíveis desmentidos da tese que se está defendendo. As evidências são o melhor argumento.

As referências bibliográficas estar de acordo com as normas da ABNT ( Associação Brasileira de Normas Técnicas).

A bibliografia final deve seguir o seguinte padrão:

a- Autor - último sobrenome com letra maiúscula, separado dos vírgula dos outros prenomes;( ponto e dois espaços ou travessão )
b-
Título - sublinhar ou colocar em itálico ;( ponto)
c-
Anotador ou tradutor -( ponto)
d-
Número da edição - se for a primeira , não se indica. Algarismo arábico, ponto, ed.(vírgula)
e-
Casa publicadora - nome da casa ( vírgula)
f-
Ano da Publicação - em algarismo arábico ( ponto)
g-
Número de páginas ou volumes - em algarismos arábicos ( ponto ) Abrevia-se p. e não pag ou pg.
h-
Ilustrações - se necessário ( ponto)
i-
Série ou coleções - em algarismos arábicos, entre parênteses (ponto )

Esquema comparativo

  DESCRIÇÃO NARRAÇÃO DISSERTAÇÃO
Conteúdo específico Retrato verbal: imagem: aspectos que caracterizam, singularizam o ser ou objeto descrito. Fatos - pessoas e ações que geram o fato e as circunstâncias em que este ocorre: tempo, lugar, causa, conseqüência, etc. Idéias - exposição , debate, interpretação, avaliação - explicar, discutir, interpretar, avaliar idéias.
Faculdade humana observação- percepção-relativismo desta percepção imaginação (fatos fictícios) - pesquisa- observação (fatos reais) predomínio da razão - reflexão - raciocínio- argumentação.
Trabalhho de composição coleta de dados - . .seleção de imagens, aspectos - os mais singularizantes

classificação - enumeração das imagens e/ou aspectos selecionados

levantamento (criação ou pesquisa) dos fatos

organização dos elementos narrativos (fatos, personagens, ambiente, tempo e outras circunstâncias)

.classificação-sucessão

levantamento das idéias

definição do ponto de vista dissertativo: exposição,discussão, interpretação.

Formas descrição subjetiva: criação, estrutura mais livre

descrição objetiva: precisão, descrição e modo científico.

Narração artística : subjetividade, criação, fatos fictícios

Narração objetiva: fatos reais, fidelidade.

Dissertação científica - objetividade, coerência, solidez na argumentação, ausência de intervenções pessoais, emocionais, análise de idéias.

Dissertação literária - criatividade e argumentação.

Além da narração e da descrição há um terceiro tipo de redação ou de discurso: a DISSERTAÇÃO.

Dissertar é refletir, debater, discutir, questionar a respeito de um determinado tema, expressando o ponto de vista de quem escreve em relação a esse tema.

Dissertar, assim, é emitir opiniões de maneira convincente, ou seja, de maneira que elas sejam compreendidas e aceitas pelo leitor ; e isso só acontece quando tais opiniões estão bem fundamentadas, comprovadas, explicadas, exemplificadas, em suma: bem ARGUMENTADAS (argumentar= convencer, influenciar, persuadir). A argumentação é o elemento mais importante de uma dissertação.

Embora dissertar seja emitir opiniões, o ideal é que o seu autor coloque no texto seus pontos de vista como se não fossem dele e sim, de outra pessoa ( de prestígio, famosa, especialista no assunto, alguém...), ou seja, de maneira IMPESSOAL, OBJETIVA e sem prolixidade ("encher lingüiça"): que a dissertação seja elaborada com VERBOS E PRONOMES EM TERCEIRA PESSOA. O texto impessoal soa como verdade e, como já citado, fazer crer é um dos objetivos de quem disserta.

Na dissertação, as idéias devem ser colocadas de maneira CLARA E COERENTE e organizadas de maneira LÓGICA:

a) o elo de ligação entre pontos de vista e argumento se faz de maneira coerente e lógica através das CONJUNÇÕES (=conectivos) - coordenativas ou subordinativas, dependendo da idéia que se queira introduzir e defender; é por isso que as conjunções são chamadas de MARCADORES ARGUMENTATIVOS.
b)
todo texto dissertativo é composto por três partes coesas e coerentes: INTRODUÇÃO, DESENVOLVIMENTO e CONCLUSÃO.

A introdução é a parte em que se dá a apresentação do tema, através de um CONCEITO ( e conceituar é GENERALIZAR, ou seja, é dizer o que um referente tem em comum em relação aos outros seres da sua espécie) ou através de QUESTIONAMENTO(s) que ele sugere, que deve ser seguido de um PONTO DE VISTA e de seu ARGUMENTO PRINCIPAL.

Para que a introdução fique perfeita, é interessante seguir esses passos:

1. Transforme o tema numa pergunta;
2.
Responda a pergunta ( e obtém-se o PONTO DE VISTA);
3.
Coloque o porquê da resposta ( e obtém-se o ARGUMENTO).

O desenvolvimento contém as idéias que reforçam o argumento principal, ou seja, os ARGUMENTOS AUXILIARES e os FATOS-EXEMPLOS ( verdadeiros, reconhecidos publicamente).

A conclusão é a parte final da redação dissertativa, onde o seu autor deve "amarrar" resumidamente ( se possível, numa frase) todas as idéias do texto para que o PONTO DE VISTA inicial se mostre irrefutável, ou seja, seja imposto e aceito como verdadeiro.

Antes de iniciar a dissertação, no entanto, é preciso que seu autor:

1. Entenda bem o tema;
2.
Reflita a respeito dele;
3
. Passe para o papel as idéias que o tema lhe sugere;
4.
Faça a organização textual ( o "esqueleto do texto"), pois a quantidade de idéias sugeridas pelo tema é igual a quantidade de parágrafos que a dissertação terá no DESENVOLVIMENTO do texto.

Dissertar

Dissertar é desenvolver uma idéia, uma opinião, um conceito ou tese sobre um determinado assunto.

Como outras formas de redação a dissertação se apóia em alguns elementos:

Introdução ou Prólogo- Apresenta-se ao leitor o assunto que será discutido. Aparece a idéia central do texto já sugerido, "pistas" do desenvolvimento dessa idéia.

Desenvolvimento ou explanação mergulha-se no assunto expondo-se fatos e argumentos em favor da idéia central. Conclusão ou Fecho- Encerra-se a redação fechando a idéia e concluindo o ponto de vista exposto.

A dissertação pode ser expositiva ou argumentativa.

A dissertação expositiva apresenta e discute um assunto de forma impessoal, explicando-a da maneira mais clara e objetiva possível.

Ex: "O estudo do meio é muito importante para a formação dos jovens", "A viagem promovida pela turma vai no proporcionar o conhecimento de piscinas, quadras de esportes, discotecas e salão de jogos, sendo assim Pedrinho não poderia perder essa oportunidade.

A dissertação argumentativas apresenta provas e argumentos para convencer o leitor do assunto que trata. Ex: Estudar constantemente sem descanso, pode ser perigoso para a saúde do estudante.Estudos provam que o nível de "stress" dos adolescentes, nos meses de junho e novembro aumenta 50%.

Portanto deixar o Léo faltar a aula hoje contribuirá sensivelmente para diminuir seu nível de "stress".

Narração (Onde o escritor é você)

Para se escrever um texto narrativo precisa-se saber de tudo que será comentado na história; por exemplo se eu for contar uma história sobre o espaço, eu terei que saber o que existe lá, e pelo menos ter uma pequena noção de como é o espaço, como ele funciona e etc...

Em um texto narrativo pode-se misturar fatos científicos e ficção.

Descrição (objetiva)

Havia um bolo sobre a mesa, num prato branco e redondo, coberto de creme também marrom e raspas de chocolate, parecia macio e exalava cheiro de cacau.

Descrição (subjetiva)

O bolo sobre a mesa, atraia olhos e narizes círculo marrom perfumado a destacar-se no prato claro, em sua cobertura de creme e raspas de chocolate, despertavam desejos e gulodices das pessoas que rodeavam a mesa.

Descrição (de processo)

Misture 3 (três) xícaras de farinha, 2 (duas) de açúcar, e uma de chocolate em pó, peneirados, e uma colher de sopa de fermento. Adicione 2 (dois) ovos inteiros, meia xícara de óleo e um copo de água fervendo; misture bem e asse durante 20 minutos em forno previamente aquecido.

Fonte: www.colegiosaofrancisco.com.br/www.lanavision.com/www.graudez.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal