Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Roda - Página 3  Voltar

Roda



Técnica de rolagem

Uma prefiguração da criação da roda pode ser vista nesta utilização de rolos de madeira em paralelo para deslocar o urso abatido.

O grande peso da caça tornava penoso seu deslocamento através unicamente da força muscular, mesmo através do arrasto com auxílio de galhos. Vemos aqui, portanto, o aparecimento de uma nova solução técnica.

É importante também notar o uso de alavancas, outra importante invenção

Roda

A origem da roda

Existem diversas teorias acerca do surgimento da roda, mas nenhum achado arqueológico provou sua origem pré-histórica. Pode-se supor que esta tenha existido antes do período histórico, talvez antes do domínio das técnicas metalúrgicas pelo homem, ou durante esta fase.

Os primitivos instrumentos de pedra ou metal poderiam ter sido utilizados para se lavrar ou talhar as primeiras rodas. Os primeiros testemunhos de seu aparecimento, contudo, ligam sua origem à civilização Suméria, aproximadamente em 3000 A.C

Roda

Trenó primitivo

Roda

Esta modalidade de trenó, feita com pele de animal ou casca de árvore, foi uma das primeiras soluções que o homem pré-histórico criou para o transporte de cargas. Sua forma plana permitia o arrasto de objetos não somente na neve, mas também sobre o capim e os charcos semi-alagados.

O Travois

Roda

Criado na pré-história, o travois é um dos dispositivos de arrasto extremamente primitivo. É composto por duas varas longitudinais, presas por travessas, formando uma armação em forma de H ou A sobre a qual a carga é colocada. As varas são presas ao dorso do animal, por exemplo um cavalo ou um cão. Era o meio de deslocamento de cargas utilizado pelos indígenas da América do Norte. Na fotografia de 1888, vemos um casal indígena transportando seus pertences, obrigado a se mudar contantemente, fugindo do invasor branco

No limiar da história

Roda

O modelo apresentado reproduz uma relíquia encontrada em escavações na região do vale do rio Indus, na localidade de Mohenjo-Daro. Esse objeto data do terceiro milênio antes de Cristo, e atesta a existência e o uso cotidiano da roda em veículos de transporte. Os povos do vale do rio Indus estão entre as mais antigas civilizações conhecidas

Suméria

A invenção da roda foi de grande valia em lugares em que o terreno favorecia sua utilização: planícies, cobertas por plantas rasteiras. Ela facilitou enormemente o transporte dos fardos pesados, desta forma permitindo o aumento da atividade econômica. Segundo a arqueologia, ela teria surgido na Suméria.

Roda

A imagem exibida é a do célebre Estandarte de Ur, um mosaico que era carregado em procissões. Ele mostra uma cena de transporte, e podemos observar a presença de carros de combate e transporte, com suas rodas peculiares formadas de duas peças de madeira, sendo tracionados por onagros (2500 A.C.)

Mesopotâmia

Roda

Os mesopotâmicos, babilônicos e assírios prosseguiram o desenvolvimento dos carros originalmente criados pelos sumérios, introduzindo novos aperfeiçoamentos, seja para uso pacífico, seja bélico. Uma das mais importantes foi a criação da roda com aros, de fabricação muito mais trabalhosa e especializada. Esta roda permitia uma maior velocidade dos carros, um fator importante nos combates.

Outra novidade introduzida foi o uso do cavalo como força motriz, mais veloz que as mulas. Vemos acima um baixo-relevo em alabastro, descoberto em Nínive, datando de 668-628 a.C. Observe que os cavalos eram atrelados no pescoço, uma técnica que perdurou até a Idade Média (668 A.C.).

Diáspora

As guerras de conquista eram uma constante nesta região do mundo, um dos pólos da civilização da época. Aqueles que eram derrotados, caso não perdessem sua vida em combate, eram reduzidos à escravidão, sendo levados para o país do vencedor, juntamente com sua família, numa diáspora forçada.

Roda

Na ilustração vemos soldados assírios conduzindo prisioneiros — homens e mulheres — numa carroça, de volta da guerra. O veículo de transporte, nesse caso, os conduz ao cativeiro. Observar o uso da roda de aros (668 A.C.).

Carros Egípcios

Os egípcios tornaram o carro de guerra mais leve, e sua construção tornou-se extremante refinada. A escolha de materiais era cuidadosa, e para cada parte era empregada a madeira que melhor se adequasse à função. O encaixe das peças era perfeito. Os raios das rodas, por exemplo, eram compostos de duas peças separadas, que eram coladas a seguir. Isto visava obter uma maior elasticidade.

As imagens nos dão uma idéia da leveza destes veículos, os quais, nas vastas planícies do Egito, certamente permitiam aos combatentes alcançar grande velocidade, uma vantagem decisiva nos confrontos (aproximadamente 1400 A.C):

Roda

1 — Biga da época da 18ª Dinastia

2 — Carro de guerra da época de Amenófis III

3 — Carro de guerra, encontrado na tumba de Tutankhamon

4 — Carro de guerra, proveniente de Tebas

Os Hicsos

Roda

A civilização egípcia, já existente há milênios, conheceu o carro através da invasão de um povo, os Hicsos, aproximadamente em 1670 a.C. Este fato é atestado notadamente pela origem semítica dos termos através dos quais os egípcios designavam o carro e seus diferentes componentes. As pinturas de tumba nas quais o carro está presente só ocorrem após a XVIIIª dinastia, como na imagem acima, que mostra um carro de guerra. Esta pintura está na tumba de Menna, na época de Tutmés IV (1420-1411 A.C).

O carro da Princesa Núbia

Embora as invasões de outros povos tenham estejam entre os principais responsáveis pela difusão da tecnologia do carro, nem toda a iconografia resgatada mostra um caráter bélico. A pintura mural encontrada tumba do vice-rei de Kush, mostra uma princesa da Núbia levada por um carro puxado por bois.

Roda

A peculiaridade da cena é que o carro é conduzido por uma mulher, e, além disso, o escravo acaricia os bois. A dominação egípcia era muito ampla, tanto ao norte, na Palestina, por exemplo, quanto na própria África, de onde vinha esta princesa. (1338 A.C).

Roda 12345678Roda
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal