Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Placas de Trânsito - Página 7  Voltar

Placas de Trânsito



Significado das placas

Um dos itens da prova teórica e eliminatória do processo de habilitação, a sinalização de trânsito pode pregar peças até entre os que acham que dirigem bem.

É que algumas placas não são comuns nas vias urbanas ou são bem específicas de determinadas rodovias. Resultado: tem motorista que, mesmo com bom tempo de estrada, jamais viu na prática certas sinalizações gráficas verticais.

As placas têm a finalidade de contribuir para o bom fluxo do trânsito e a segurança, estando divididas entre as placas de regulamentação, advertência e indicação.

As placas de regulamentação, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, têm a finalidade de informar aos usuários as condições, proibições, obrigações ou restrições das vias. Entre as 34 placas desta espécie, a maioria é conhecida (apesar de ser ignorada por muitos motoristas) e está presente nos centros urbanos: "sentido proibido", "proibido virar à direita", "largura máxima permitida" com os números indicados, "velocidade máxima permitida" também com a velocidade indicada, e "proibido acionar buzina ou sinal sonoro".

As menos conhecidas provavelmente são "uso obrigatório de correntes" - mostrando o desenho de um pneu coberto pelas correntes - e "alfândega" - com o desenho de uma barreira. Mas há quem se esqueça do significado de outras placas de regulamentação, como "dê a preferência" - uma placa triangular com borda vermelha e fundo branco.

Advertência

Com fundo amarelo e legendas pretas, no formato quadrado, as placas de advertência têm a finalidade de alertar os usuários das condições potencialmente perigosas na via. São ao todo 45 tipos de advertências, como curvas, cruzamentos, estreitamento de pista, sentido e outras ocorrências, porém nem todos motoristas conseguem memorizar o significado de metade destas placas.

Bifurcação em "Y" ou "T", confluência à direita ou à esquerda, junções sucessivas contrárias, ponte estreita podem ser alguns dos avisos que geram dúvidas entre os motoristas, que normalmente encontram estas placas em estradas. Mas, por questões óbvias, quem nunca foi muito longe de carro não deve ter visto na prática placas de alerta como "bonde", "ponte móvel", "ventos laterais" e "animais selvagens".

Quando qualquer uma das placas estiver no caminho, é preciso ter atenção dobrada. Na situação de encontrar a sinalização "passagem de nível sem barreira", o motorista pode estar prestes a atravessar uma linha férrea. Antes, deve olhar para os dois lados e prestar atenção se escuta a chegada de um trem.

Indicação

O objetivo das placas de indicação é o de identificar as vias, os destinos e os locais de interesse, além de orientar quanto aos percursos, distâncias e serviços auxiliares. Também podem ter função educativa.

São divididas em vários tipos de placas: as de localização e identificação de destino, que posicionam o condutor ao longo do seu deslocamento ou em relação à distância ou aos locais de destino; as de orientação de destino, indicando a direção que o condutor deverá seguir para atingir determinados lugares, com percursos e distâncias; as educativas, com a função de educar condutores e pedestres quanto ao comportamento no trânsito; e as de serviços auxiliares e atrativos turísticos, que sinalizam locais como pronto-socorro, serviço mecânico, restaurante etc.

É bom saber que ...

1 - As mensagens das placas de regulamentação são imperativas e a sua violação constitui em infração prevista no Código de Trânsito Brasileiro.

2 - As placas de regulamentação indicam obrigação e, com tarja vermelha, proibição.

3 - As placas de regulamentação são sempre circulares, com exceção da placa octogonal de "parada obrigatória" e triangular "dê a preferência".

4 - As cores das placas (as bordas, o fundo e as legendas) obedecem a determinados procedimentos: vermelhas para obrigação de parada e regulamentação (proibição ou obrigação) em geral, verde para passagem permitida e orientação direcional, azul para indicação de serviços auxiliares, amarelo para atenção generalizada, preta para regulamentação e informação, e branca - para regulamentação e informação.

5 - As mensagens das placas de advertência possuem caráter de recomendação.

6 - As mensagens das placas de indicação são de caráter meramente informativo ou educativo, não sendo uma imposição.

Pedestres também têm que estar atentos

O motorista não é único que deve estar atento às placas de sinalização e seus significados. Pedestres, ciclistas, motociclistas e até condutores de veículos de tração animal têm que estar de olho em como proceder, conhecendo as proibições e os direitos. Além disso, entre a sinalização de indicação existem as placas com mensagens de educação e comportamento no trânsito.

Entre os conjuntos de sinais de regulamentação, existem as placas "proibido trânsito de bicicletas", "proibido trânsito de máquinas agrícolas", "proibido trânsito de pedestres" e "proibido trânsito de veículos de tração animal", além de indicações para o pedestre andar pela direita ou esquerda.

Mas os transeuntes devem ficar atentos para sinalizações aparentemente voltadas para os condutores de carros. Placas do tipo "duplo sentido de circulação", "passagem obrigatória" e "vire à esquerda" podem significar a vida do pedestre.

Especiais

No conjunto de sinais de advertência, há as placas especiais para pedestres, chamando a atenção para a existência ou natureza de perigo na via. Entre as placas de indicação, há aquelas educativas, com mensagens do tipo "pedestre, aguarde o sinal verde", "utilize a passagem subterrânea" ou "pedestre, atravesse na faixa". Em qualquer caso, é sempre bom ler e respeitar o que está indicado.

Fonte: perkns.com.br

Placas de Trânsito

PLACAS

A sinalização através de placas é um sub-sistema de sinalização viária, que se utiliza de dispositivos de controle de trânsito, onde o meio de comunicação (sinal) está na posição vertical, fixado ao lado ou suspenso sobre a pista, transmitindo mensagens de caráter permanente.

Formas das Placas

As placas possuem formas padronizadas associadas de maneira biunívoca com o tipo de mensagem que pretendem transmitir (regulamentação, advertência ou indicação).

As formas estabelecidas para as placas de sinalização são as seguintes:

Circular - essa forma é destinada às placas de regulamentação;

Octogonal - forma destinada, exclusivamente, à placa de regulamentação de parada obrigatória;

Triangular - forma destinada, exclusivamente, à regulamentação das vias de acesso à via preferencial. Sua posição correta é com o vértice do triângulo apontado para baixo;

Quadrada - forma destinada às placa de advertência, devendo uma das diagonais ficar na posição vertical;

Retangular - forma destinada às placas de indicação em geral, podendo ter sua maior dimensão na horizontal ou na vertical, conforme o tipo de indicação. As placas de advertência que indicam sentidos de movimento, enquadram-se também nessa forma;

Cruz - forma para advertir da presença, adiante, de uma passagem de nível (cruzamento rodo ferroviário em nível);

Formas Especiais - formas destinadas às placas de identificação de rodovias. Tais placas tem forma de um brasão.

Cores nas Placas

A utilização das cores nas placas deve ser feita, obedecendo-se aos seguintes critérios:

Vermelha - fundo da placa de obrigação de parada, orla e tarja das placas de regulamentação em geral. Também utilizada no símbolo da placa indicativa de serviço auxiliar denominada pronto socorro e na plaqueta indicativa de via interrompida;

Verde - placas indicativas de localização, direção, distância e via interrompida;

Azul - indicação de serviços auxiliares;

Amarela - placas de advertência;

Preta - símbolos e legendas das placas de regulamentação, advertência e indicação;

Branca - fundo de placa de regulamentação e indicação, legenda de placas de indicação, de fundo de outra cor, e da placa de Parada Obrigatória.

Eficiência das Placas

A eficiência das placas depende dos seguintes fatores:

Colocação correta no campo visual;

Propriedade e clareza da mensagem transmitida;

Legibilidade;

Entendimento por parte do condutor.

As placas classificadas de acordo com suas funções, são agrupadas da seguinte forma:

Placas de Regulamentação:

As placas de regulamentação têm por finalidade comunicar aos usuários as condições, proibições, restrições ou obrigações, no uso da via. Suas mensagens são imperativas e seu desrespeito constitui infração.

Quanto à sua funcionabilidade, podemos distinguir os seguintes tipos de regulamentação:

do Direito da Via: Parada Obrigatória, Via Preferencial;

de Velocidade;

de Sentido de Circulação;

de Normas de Circulação;

de Controle dos Veículos;

de Estacionamento;

do Trânsito de Pedestres.

Placas de Advertência:

As placas de advertência têm por finalidade alertar aos usuários da via para condições potencialmente perigosas, indicando sua natureza. Suas mensagens possuem caráter de recomendação. Essa espécie de placa exige geralmente do condutor uma redução de velocidade de velocidade com objetivo de aumentar a segurança.

As condições típicas existentes na via que justificam placas de advertência são:

Situações potencialmente perigosas de alinhamento vertical ou horizontal;

Curvas reversas ou sinuosas ou separadas por pequenas tangentes;

Existência de dispositivo de controle de tráfego;

Interseções;

Estreitamento de pista;

Ocorrência de condições perigosas (desmoronamentos, ventos laterais fortes, superfície rodante inadequada, etc.);

Travessia de pedestres;

Passagem de nível;

Outras condições conforme indicação na apresentação de cada uma das placas.

Placas de Indicação:

As placas de indicação têm por finalidade identificar as vias, os destinos e os interesses, bem como indicar as direções, as distâncias e os Serviços Auxiliares, podendo, também, ter como função a educação do usuário. Suas mensagens possuem um caráter meramente informativo ou educativo, não constituindo imposição.

As placas de indicação estão divididas em:

Placas de Identificação de rodovias;

Placas Indicativas de Sentido (Direção);

Placas Indicativas de Distância;

Placa Indicativa de Via Interrompida;

Placas Indicativas de Sentido de Circulação;

Placas de Localização;

Placas de Serviços Auxiliares;

Placas Educativas;

Placas de Atrativos Turísticos.

Fonte: www.cfcamerica.com.br

voltar 1234567avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal