Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Superlativo - Página 2  Voltar

Superlativo



O Grau dos Adjetivos

Adjetivo é um atributo, acessório ou epíteto que acompanha o substantivo, determinando-o ou qualificando-o.

ADJETIVOS: Eis alguns adjetivos que se reportam a qualidades das pessoas:

compreensivo, temperamental, confiável, honesto, desonesto, interessante, chato, carinhoso, simpático, generoso, ciumento, invejoso, inseguro, ambicioso, ansioso, bondoso, sensato, sensível, teimoso, preguiçoso, trabalhador, calmo, paciente, inteligente, esperto, astuto, neurótico, ousado, apático, cínico, sarcástico, irónico, cético, alegre, conservador, machista, pessimista, otimista, tolerante, corajoso, preconceituoso, educado, tendencioso, bem-informado, mal-educado, determinado, liberal, sociável, solidário, arrogante, maldoso, desajeitado, burro, independente, dependente, organizado, experiente, ingénuo, sincero, responsável, retraído, reservado, tímido, engraçado, leal, fiel, curioso, interesseiro, relaxado, talentoso, autoconfiante, lindo, feio, bonita, bonito, alto, baixo, pequeno, grande, gordo, obeso, magro, magricela, esbelto, musculoso, forte, dedicado, feliz, contente, triste, calmo, etc.

 

FORMAÇÃO DOS ADJETIVOS
SUBSTANTIVO ADJETIVO
CIÚME CIUMENTO(A)
SABOR SABOROSO(A)
APETITE APETITOSO(A)
DIGNIDADE DIGNO(A)
VIGOR VIGOROSO(A)
CELEBRIDADE CÉLEBRE
LIBERDADE LIVRE
RAPIDEZ RÁPIDO(A)
LENTIDÃO LENTO(A)
HONESTIDADE HONESTO(A)
RAZÃO RACIONAL
GIGANTE GIGANTESCO(A)
SAÚDE SAUDÁVEL
VELHICE VELHO(A)
RIQUEZA RICO(A)
SIMPLICIDADE SIMPLES
DIFICULDADE DIFÍCIL
JOVEM JUVENIL
AMBIÇÃO AMBICIOSO(A)
SIMPATIA SIMPÁTICO(A)

 

GRAU DOS ADJETIVOS
Ao exprimirmos a qualidade, podemos designar a maior ou menor intensidade dessa qualidade. Para isso recorremos ao grau dos adjetivos, que se dividem em: normal, comparativo e superlativo.
NORMAL

Quando não estabelece relação, nem realça a qualidade.

COMPARATIVO

Quando estabelece a comparação da qualidade: de inferioridade, de igualdade e superioridade.


SUPERLATIVO
Indica que um adjetivo tem uma caraterística superior a qualquer outra com que se possa comparar.
RELATIVO
Realçando a qualidade atribuindo-se um elevado grau, mas sem estabelecer qualquer relação:
ABSOLUTO
Estabelecendo a relação da qualidade em elevado grau
inferioridade igualdade superioridade inferioridade superioridade analítico sintético
ciumento menos ciumento do que tão ciumento como mais ciumento do que o menos ciumento o mais ciumento muito ciumento ciumentíssimo
simples menos simples do que tão simples como mais simples do que o menos simples o mais simples muito simples simplicíssimo
fácil menos fácil do que tão fácil como mais fácil do que o menos fácil o mais fácil muito fácil facilíssimo
difícil menos difícil do que tão difícil como mais difícil do que o menos difícil o mais difícil muito difícil dificílimo
frio menos frio do que tão frio como mais frio do que o menos frio o mais frio muito frio frigidíssimo
quente menos quente do que tão quente como mais quente do que o menos quente o mais quente muito quente quentíssimo
doce menos doce do que tão doce como mais doce do que o menos doce o mais doce muito doce dulcíssimo
bom menos bom do que tão bom como melhor do que o menos bom o melhor muito bom ótimo
mau menos mau do que tão mau como pior do que o menos mau o pior muito mau péssimo
grande menos grande do que tão grande como maior do que   o maior muito grande grandíssimo
pequeno menos pequeno do que tão pequeno como menor do que   o menor muito pequeno pequeníssimo

 

EXEMPLOS

Normal: A cozinha portuguesa é saborosa.
Comparativo de inferioridade: a cozinha portuguesa é menos saborosa do que a grega.
Comparativo de igualdade: a cozinha portuguesa é tão saborosa como a grega.
Comparativo de superioridade: a cozinha portuguesa é mais saborosa do que a grega.
Superlativo absoluto sintético: a cozinha portuguesa é saborosíssima.
Superlativo absoluto analítico: a cozinha portuguesa é muito saborosa.
Superlativo relativo de inferioridade: a cozinha portuguesa é a menos saborosa de todas.
Superlativo relativo de superioridade: a cozinha portuguesa é a mais saborosa de todas.

Fonte: www.teiaportuguesa.com

Superlativo

Pergunta:
Qual o aumentativo de feliz?

A palavra feliz pertence à classe dos adjetivos. Para expressar o aumentativo ou diminutivo dos adjetivos usa-se a palavra 'grau'. Para indicar que uma qualidade ultrapassou o seu grau comum, usa-se o grau comparativo ou o superlativo.

O grau mais alto do adjetivo feliz é felicíssimo.

O grau comparativo como o próprio nome diz, compara uma qualidade com outras: tão... quanto../ mais... do que../ menos .. do que../

O grau superlativo eleva ao máximo uma qualidade e subdivide-se: Superlativo relativo e Superlativo absoluto.

* Relativo (2 posições) - superioridade e inferioridade:
- superioridade: Ela é a mais alta da escola.
- inferioridade: Ela é a menos alta da escola.

* Absoluto (2 posições) - analítico e sintético:
- analítico: Ela é muito alta.
- sintético: Ela é altíssima.

Exemplos de superlativos absolutos sintéticos de alguns adjetivos:

admirável admirabilíssimo
ágil agilíssimo
amável amabilíssimo
amargo amaríssimo
amigo amicíssimo
antigo antiquíssimo
áspera aspérrimo
bélico belicíssimo
bom ótimo, boníssimo
cru cruíssimo
elegante elegantíssimo
fácil facílimo
feroz ferocíssimo
fiel fidelíssimo
frágil fragílimo
geral gerenalíssimo
grande máximo
humilde humílima
livre libérrimo
magro macérrimo
mal péssimo
manso mansuetíssimo
negro nigérrimo
miúdo minutíssimo
pequeno mínimo
pobre paupérrimo
preguiçoso pigérrimo
provável probabilíssimo
sábio sapientíssimo
salubre salubérrimo
soberbo superbíssimo
tétrica tetérrima
velha vetérrima

 

O que é superlativo absoluto?

Há dois graus para o adjetivo: grau comparativo e grau superlativo. Falamos agora sobre o grau superlativo. Clique em Graus do adjetivo - comparativo para visualizar o artigo correspondente.

Grau superlativo

Usamos o grau superlativo para elevar ao máximo uma qualidade, o que pode ser feito de duas maneiras: o superlativo relativo e o absoluto.

Superlativo relativo

Trata-se de elevar a qualidade de um ser comparando-o com outro ser, podendo ocorrer superioridade ou inferioridade:

Esta árvore é a mais alta de todas. (superioridade)
Paulo é o atleta menos ágil do time.
(inferioridade).

Superlativo absoluto

O superlativo absoluto assume duas formas: absoluto sintético e absoluto analítico. O absoluto sintético divide-se em regular e irregular.

Absoluto sintético regular - sufixo -íssimo logo depois da palavra:
limpo - limpíssimo
Absoluto sintético irregular - sufixo -rimo ou -íssimo após a forma erudita da palavra, ou seja, a sua forma latina ou até mesmo uma forma especial:
áspero - aspérrimo

O absoluto analítico é formado com auxílio de uma palavra intensiva, seja adjetivo ou advérbio:
Ela é muito alta.
Ela é muitíssimo inteligente.
Paulo é extraordinariamente atencioso.

Alguns superlativos absolutos sintéticos regulares:

 

bela belíssima
cheio cheíssimo
estranho estranhíssimo
feio feíssimo
feliz felicíssimo
ímpio impiíssimo
normal normalíssimo
popular popularíssimo

 

Alguns superlativos absolutos sintéticos irregulares:

 

amável amabilíssimo
alto supremo, sumo, altíssimo
amargo amaríssimo
amigo amicíssimo
antigo antiquíssimo
baixo ínfimo, baixíssimo
bom ótimo, boníssimo
célebre celebérrimo
difícil dificílimo
feliz felicíssimo
feroz ferocíssimo
fiel fidelíssimo
frio frigidíssmo
grande máximo, grandíssimo
íntegro intergérrimo
jovem juveníssimo
livre libérrimo
magro macérrimo, magérrimo
mal malíssimo
mau péssimo
manso mansuetíssimo
pequeno mínimo / pequeníssimo
pessoal personalíssimo
pobre paupérrimo / pobríssimo
preguiçoso pigérrimo
sábo sapientíssimo
senilíssimo senilíssimo
simples simplíssimo
veloz velocíssimo

 

Superlativo absoluto sintético terminado em '-il'

Pergunta do usuário:
Qual é o grau superlativo absoluto sintético de útil? Há alguma norma para os adjetivos terminados em -il ?

Resposta:
O grau absoluto sintético regular de útil é utilíssimo. O que ocorre é que os adjetivos terminadas em consoante, por não terem a vogal de determinação de gênero (masculino/feminino), 'ganham' essa vogal no final da nova palavra:
-> útil = utilíssimo;
quando os adjetivos primitivos já possuem essa vogal que determina o gênero, eles transferem essa vogal para o final da nova palavra:
-> limpo = limpíssimo.

Alguns exemplos:
bela -> belíssima; cheio -> cheíssimo; feliz -> felicíssimo; normal -> normalíssimo etc.

Não esquecendo que no grau absoluto sintético irregular o novo vocábulo toma a sua raiz erudita (origem latina, normalmente):
amabilíssimo, notabilíssimo, acérrimo, ferocíssimo etc.

Fonte: www.lpeu.com.br

voltar 123avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal