Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  História do Taekwondo  Voltar

História do Taekwondo

A origem do Taekwondo, na Coreia, remonta à dinastia Koguryo. A este período pertencem os túmulos reais Muyong-Chong e Kakchu-Chong, descobertos por um grupo de arqueólogos japoneses em 1935, na localidade de Tongku, distrito de Chian e província de Tung-Hua, na Manchúria, onde Koguryo tinha a sua capital.

Pode-se observar, numa pintura no tecto do túmulo de Muyong-Chong, dois homens de frente em posturas de Taekkyon (antigo nome do Taekwondo), e no túmulo de Kakchu-Chong há um mural com dois homens a lutar. Estas descobertas levam-nos a crer que o Taekkyon já se praticava há séculos, visto que a construção destes túmulos data do período compreendido entre o ano 3 a.C. e o ano 427 d.C.

Existem muitas teorias acerca da origem dos métodos de combate com e sem armas, mas uma coisa parece ser certa - os povos primitivos, independentemente do local ou região, desenvolveram métodos de combate que lhes possibilitavam resistir a agressões por parte de animais selvagens ou dos seus inimigos.

Além dos confrontos a que estavam sujeitos, muitas das práticas ocorriam sob a forma de jogos e actos religiosos.

Na Coreia, muitas dessas actividades desportivas entraram na prática dos povos após o período neolítico, tendo depois sido transformadas em artes que lhes permitiam manter-se preparados física e psicologicamente. Essas artes são hoje conhecidas como artes marciais.

Imitando posições defensivas e ofensivas assumidas por animais, os praticantes foram-nas progressivamente transformado em métodos de combate eficazes. Mesmo em período de paz, estas actividades eram incorporadas nos rituais das várias comunidades tribais.

O desenvolvimento destas cerimónias e dos confrontos entre tribos contribuiu para o surgimento do antigo método de Taekkyon.

O Taekwondo foi igualmente praticado durante a dinastia Silla, reino fundado a sudeste da Península Coreana vinte anos antes do surgimento de Koguryo. Kyonchu, capital do antigo reino de Silla, contempla muitos monumentos com valores históricos, podendo encontrar-se, no vale Sokkuram, duas estatuetas em posição de Taekkyon (famoso guerreiro Keumgang Yoksa), esculpidas numa parede do templo Pulguksa. O templo Pulguksa tem quase dois mil anos, o que representa também um importante testemunho da prática do Taekwondo antigo.

Há 1.400 anos, ainda o Taekwondo se chamava Taekkyon ou Soobak, no reinado de Ching Heung de Silla, concentrava-se um grupo de elite composto por jovens oficiais recrutados e rigorosamente seleccionados entre os filhos das famílias distintas. A este grupo deu-se o nome de Hwarangdo.

Com o propósito de defender o seu reino, os Hwarangdo dedicavam-se apenas ao estudo e à prática de artes marciais. Graças a este grupo, o reino de Silla, apesar de ser o mais pequeno dos três reinos que dividiam a Coreia de então, ganhou muitas batalhas históricas e lendárias, conseguindo conquistar e unificar pela primeira vez a península como um país.

As mais antigas crónicas coreanas, Samguk-Gaghi e Samguk-Yusa, descrevem em vários parágrafos que os Hwarangdo se exercitavam basicamente na prática do Taekkyon.

Esta dinastia foi estabelecida no ano 935, durou 457 anos e, com o moderno nome de Koryo (Coreia) começou a ser conhecida em todo o mundo, graças às mercadorias traficadas pelos comerciantes.

Neste período, o Soobak era popular e muito praticado entre toda a população, chegando inclusive às lides da corte. Narra-se que o rei Uichong ficou tão admirado com as técnicas demonstradas por Yi Ui-Min, que o promoveu imediatamente a Pyoljang (grau militar equivalente a coronel).

Um famoso pintor da época, Hong Do Kim, descreve, num desenho, como decorria um concurso de Soobak nos terrenos do palácio real.

Depois da queda da dinastia Koryo, foi estabelecida uma nova dinastia, a de Yi, ou Chosun, criada por Yi Kye.

Em 1392, o Soobak ganhou mais popularidade. Era imprescindível a sua prática para as sociedades militares, sendo mesmo exigido para as promoções.

Durante esta época, o rei Chong Jo ordenou a Duk Moo-Yi que publicasse um livro ilustrado sobre as artes marciais, o Muyedobo-Tongji. Este livro tem um importante significado, porque, na época da dinastia Koryo, o Soobak era de certo modo monopolizado pelos militares, permitindo assim a sua descentralização.

Contudo, o êxito começou a declinar a partir da segunda metade da dinastia, devido à negligência e oposição da corte real, que se encontrava turvada por problemas políticos.

Depois da libertação do domínio Japonês, a 15 de Agosto de 1945, os anciãos da Comunidade Coreana de Artes Marciais reuniram-se para fazer reviver as Artes Marciais Tradicionais. Um desses mestres, Song Duk-ki, hoje com a idade de mais de 80 anos, testemunha que o seu mestre foi Im Ho, dono de uma excelente reputação pelas suas habilidades em taekkiondo. Destes esforços conjuntos nasceu, em 1961, a KTA (Korea Taekwondo Association - Associação Coreana de Taekwondo).

Em Fevereiro de 1963, o Taekwondo foi aceite como prova oficial do 43º Festival Atlético Nacional, demarcando a estreia oficial do Taekwondo como um desporto Nacional.

Desde o princípio dos anos 60, muitos Mestres de Taekwondo Coreanos fixaram residência por todo o mundo, promovendo o Taekwondo nos seus países de acolhimento.

Em consequência, o Taekwondo começou a gozar de uma popularidade global como Arte Marcial e desporto Internacional. Este acontecimento foi também marcado pela ascensão do Combate Livre (Kyorugi) como a principal matéria de Taekwondo desenvolvida pelos milhares de praticantes espalhados pelo mundo.

Em Novembro de 1972, foi fundada a Kukkiwon, sede do Taekwondo a nível mundial.

Em Maio de 1973, teve lugar o 1º Campeonato Mundial de Taekwondo, realizado em Seul, capital da Coreia, que contou com a participação de dezoito países. Nesta altura constituiu-se a WTF (World Taekwondo Federation - Federação Mundial de Taekwondo), como forma de apoiar o movimento mundial do Taekwondo e de o desenvolver de um modo mais estruturado.

Em Outubro de 1975, o GAISF (General Association of International Sports Federations) reconhece oficialmente a Federação Mundial de Taekwondo e, em Julho de 1980, ocorreu o facto mais importante para o Taekwondo enquanto desporto mundial - o reconhecimento pelo Comité Olímpico Internacional.

Desde 1973, os Campeonatos Mundiais têm-se realizado de dois em dois anos, tendo sido abertos em 1987 à participação feminina. Também neste ano, o Taekwondo foi aceite nos jogos Pan-Americanos como modalidade de competição.

Em 1988, decorreu a primeira manifestação do Taekwondo de âmbito Olímpico, com a participação do Taekwondo como modalidade de demonstração nos 24ºs Jogos Olímpicos, realizados em Seul.

Em 1992, o Taekwondo participou como modalidade de competição nos 25ºs Jogos Olímpicos, realizados em Barcelona.

Em Setembro de 2000, o Taekwondo participou com cerca de 100 atletas nos 27ºs Jogos Olímpicos, realizados em Sydney. Esta foi a melhor participação da modalidade em eventos desta natureza, tendo ocorrido inúmeras adaptações no modelo de competição desde a última participação, como forma de promover um espectáculo desportivo mais grandioso.

Fonte: clientes.netvisao.pt

História do Taekwondo

História do Taekwondo

O TAEKWON-DO

Traduzindo literalmente do coreano, Taekwon-do significa:

TAE: Saltar, voar, chutar ou quebrar com o pé.

KWON: Socar ou destruir com os punhos.

DO: Arte, caminho, método (segundo a filosofia oriental, "o caminho construído pelos santos e sábios")

Conceitualmente, Taekwon-do é a técnica de combate sem armas, para defesa pessoal, envolvendo a habilidade do emprego de pés, mãos e punhos.

Taekwon-do é:

-Espírito de aperfeiçoamento
-Defesa pessoal
-Destreza física
-Arte

Não impondo barreiras de idade ou sexo para a sua prática, o Taekwon-do oferece uma série de benefícios à saúde mental e física, uma vez que atua como um todo nos sistemas cárdio-pulmonar e locomotor do indivíduo, desenvolvendo coordenação, equilíbrio, força muscular, etc.

A repetição dos movimentos desenvolve a paciência, e o poder que o aluno adquire lhe dá autoconfiança.

A luta ensina humildade, coragem, estado de alerta e autocontrole.

Os exercícios fundamentais proporcionam precisão e conhecimento do método, princípio e
propósito.

Os tuls (formas) desenvolvem harmonia e beleza nos movimentos.

O Taekwon-Do contribui no processo de amadurecimento do praticante estimulando a sensibilidade e percepção.

Através do convívio com pessoas sadias, o Taekwon-do pretende colaborar no processo de formação do indivíduo para sua participação ativa na sociedade.

Origem e história do TAEKWON-DO

Apesar de recentemente introduzido no Ocidente, o Taekwon-do (pronuncia-se têcuondô) possui raízes muito antigas, embora tenha sido institucionalizado com este nome apenas no ano de 1955.

Em 670 d.c. a Coréia era dividida em três reinos: Kogoryo, Baek Je e Silla, este o menor deles, que era constantemente invadido e saqueado pelos seus dois vizinhos.

Para defender Silla, foi criado um grupo de guerreiros, formado por jovens oficiais militares e aristocratas, que além de treinados em diversas formas de luta e manejo de armas (lança, arco e flecha, bastão,...) tinham severa disciplina física e mental. Este grupo transformou-se em um temido e respeitado corpo de guerreiros de elite chamado HWA-RANG (semelhante aos samurais do Japão).

O Hwa-Rang tinha o seguinte código de honra:

1- Ser leal ao rei.
2- Ser obediente aos pais.
3- Honrar os amigos.
4- Nunca se retirar de uma batalha.
5- Matar com justiça.

Evidências históricas comprovam que essas lutas se assemelhavam ao Taek Kyon, que foi o aprimoramento de várias lutas, dentre elas o Soo Bak Gi.

Com certeza essa é a origem do desenvolvimento das artes marciais na Coréia, porém com o passar do tempo, as dinastias que se seguiram passaram a adotar uma postura antimilitar, o que veio a marcar o início de um período de cultura civil que quase culminou com o fim das artes marciais da Península Coreana.

No ano de 1909 o quadro se agravou mais ainda com a ocupação japonesa que proibia a prática do Taek Kyon e outras artes marciais coreanas, que passaram a ser praticadas secretamente.

Após a libertação da Coréia em 1945, (rendição do Japão na Segunda Guerra Mundial) com a formação da nova República Coreana e a reorganização de suas Forças Armadas (1946), um jovem segundo-tenente chamado CHOI GONG HI, recentemente solto de um campo de prisão japonês, começou a ensinar artes marciais para alguns de seus soldados.

Os anos de pesquisa e desenvolvimento do então General CHOI HONG HI, resultaram no estilo CHANG HUN (seu pseudônimo). Apesar de baseado principalmente nas técnicas de SOO BAK GI, TAEK KYON E KARATÊ, muitas técnicas foram adicionadas e aperfeiçoadas.

Em 1955 (durante a Guerra da Coréia), uma junta de instrutores e historiadores e outras personalidades proeminentes liderados pelo General CHOI, escolheu como TAEKWON-DO (TAE: ação dos pés; KWON: ação das mãos e punhos; DO: caminho -filosoficamente) o nome da nova arte marcial coreana, por significar adequadamente o que representa e também por lembrar o antigo TAEK KYON, reanimando, assim, o senso de patriotismo coreano.

A combinação das técnicas tradicionais e novas modificações resultaram em uma forma de autodefesa e condicionamento físico-mental incomparável no mundo moderno.

Finalmente, em 22 de março de 1966 foi fundada a International Taekwon-do Federation (I.T.F.), formada inicialmente com a associação de nove países:
Vietnã, Malásia, Singapura, Alemanha Ocidental, Estados Unidos, Turquia, Egito, Itália e Coréia do Sul e com sede na Coréia. A partir daí, seu presidente, o próprio General CHOI HONG HI, começa a organizar e formar turmas de instrutores internacionais espelhando-os pelo mundo com o intuito de divulgar o TAEKWON-DO.

Como uma organização Internacional de esporte puramente amador, a I.T.F tem por objetivo contribuir para a paz e justiça no mundo.

Vendo que era impossível desenvolver o nobre ideal do Taekwon-do sob o regime de então da Coréia do Sul, que tentava reduzir o Taekwon-do a instrumento político, o General CHOI HONG HI mudou a sede da I.T.F de Seul para Toronto (Canadá) em 1972, e novamente a mudou, em 1985, para Viena (Áustria), a fim de ter um centro de atividades mais proveitoso.

O General CHOI HONG HI foi o responsável pela unificação técnica dos estilos de "Karate Coreano" (Song Moo Kwan, Chung Do Kwan, Moo Do Kwanm Ji Do Kwan...), Karatê Japonês, Taek Kyon e Soo Bak Gi, criando o Taekwon-do, além de elaborar os vinte e quatro tuls e ser o mentor intelectual da parte filosófica.

Fonte: www.taekwondoitf.com.br