Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Taekwondo  Voltar

Taekwondo

Traduzindo literalmente o significado da palavra Taekwondo é :

Taekwondo

Tae

Um sistema de técnicas de pernas

Kwon

Um sistema de técnicas de braços

Do

A arte, o caminho ou método

Mas...definir Taekwondo não é tão simples como possa parecer...

No sentido mais prático, simples e direto, o Taekwondo pode ser definido como uma Arte Marcial e um moderno desporto Olímpico de combate. É claro que, na sua essência, o Taekwondo é muito mais que isso. O Taekwondo faz parte do modo de vida e da cultura do povo Coreano desde a sua origem à mais de dois mil anos.

Devido ao fenômeno da globalização o Taekwondo "pratica-se", hoje, em quase todo o mundo. Porém, para na realidade "praticar" Taekwondo é preciso em primeiro lugar aprendê-lo. Durante esse processo o estudante de Taekwondo é conduzido por intermédio de um Mestre numa longa caminhada para se tornar um ser humano perseverante, cortês, integro, com auto-domínio e um espírito invencível.

Estes fatores podem não parecer à primeira vista, os mais determinantes para se ter sucesso na modalidade no sentido em que não é necessário ser um ser humano com as qualidades atrás mencionadas elevadas aos 100% para se conseguir executar pontapés espetaculares e partir tábuas de madeira com os pés. Na verdade, a real odisséia do Taekwondo não é unicamente conseguir atingir estes feitos mas, entender o seu verdadeiro significado.

A verdadeira vitória do Taekwondo é atingir uma maturidade intelectual, psicológica e física que se manifesta através de um sistema elaborado de defesa pessoal e de um verdadeiro estado de paz de espírito . Mas pode perguntar-se...porquê os pontapés e os murros ? Simples. Desde a pré-história, o ser humano sempre teve necessidade de se defender fosse de inimigos ou ataques de animais. Haverá instinto mais básico que o da sobrevivência ? Haverá reação mais instintiva que a de protegermos a nossa própria vida ?

É lógico que não. A mente e o corpo são um só e é nos momentos em que a nossa vida ou daqueles que nos são queridos corre perigo que se manifesta a verdadeira essência do ser humano e das suas reais capacidades. Os pontapés e os murros no Taekwondo são apenas uma ferramenta que alia o treino do corpo e da mente numa só matéria de forma perfeita e irrepreensível para promover o auto-controlo em todas as situações.

A mais drástica simbiose entre a mente e o corpo. É a partir deste instinto inato do ser humano que assenta a aprendizagem da modalidade. Treinando a auto-defesa e as técnicas inerentes conferindo-lhes sempre um motivo lógico para serem treinados e conduzindo o nosso auto-questionamento para aquilo que é verdadeiramente importante na vida. Partir uma tábua de madeira colocada a dois metros de altura do chão não significa poder de impulsão, técnica ou força. Significa, isso sim, que é possível atingir feitos notáveis, sejam eles quais forem e por mais inalcançáveis que possam parecer. Que se tenha sempre em mente que o praticante de Taekwondo começou por experimentar partir essa tábua a um metro do chão, depois a um metro e meio e que, por agora, já consegue fazê-lo a dois metros de altura. E digo, por agora porque a busca de novos objetivos no Taekwondo é continua e não procura um fim mas sim um recomeço. Penso que é neste contexto que deve ser encarada a modalidade embora continue a ser importante que cada um retire do Taekwondo aquilo que lhe der mais proveito.

É bom ter sempre em mente que a história do Taekwondo não está encerrada. Ela é escrita todos os dias cada vez que treinamos e conseguimos receber coisas positivas em troca. Não nos julguemos demasiado pequenos para alterar seja aquilo que for. A capacidade existe dentro de cada um de nós e espera apenas que a levemos para os treinos de Taekwondo.

Fonte: clientes.netvisao.pt

Taekwondo

O Taekwondo, Tae Kwon Do ou Taekwon-Do é uma arte marcial coreana que surgiu há cerca de dois mil anos. Hoje em dia, é um esporte difundido em todos os continentes. Nos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988, teve seu "batismo de fogo", quando se converteu num esporte olímpico de exibição. Em Atlanta, 1996, já constava para a disputa de medalhas, consagrando-se como esporte olímpico oficial nas Olimpíadas de Sydney, em 2000.

História

No século VII, a Coreia estava dividida em três reinos: Koguryo, Paekche e Silla. Descobertas arqueológicas de pinturas nas paredes de Muyong-Chong, uma tumba real que remonta à época da dinastia Koguryo, permitem-nos evidenciar a prática de Tae-Kyon (a mais antiga forma de taekwondo) em um período anterior ao ano de 50 a.C.

As pinturas não deixam dúvidas sobre se realmente representam uma manifestação da antiga arte do Tae-Kyon: mostram homens desarmados praticando um combate e se utilizando de técnicas bastante características da arte, como a "faca da mão", o punho cerrado e a posição de luta clássica.

Nesta época, destes três reinos que viviam em constantes conflitos, Silla (o menor e menos desenvolvido deles) estava sempre sendo invadido pelo outros, bem como por piratas japoneses, que se aproveitavam de sua fraqueza e incompetência militar para saqueá-los. Ignorando suas diferenças com seu vizinho mais próximo, e preocupado com a segurança de seu próprio reino, o rei de Koguryu amedronta-se frente aos ataques dos piratas japoneses e resolve enviar forças militares para prestar treinamento a alguns guerreiros da nobreza de Silla e ajudá-los a combaterem e livrarem-se, e à própria península, dos ataques inimigos. Esta foi a primeira vez que o taekwondo (naquela época conhecido como Tae-Kyon) foi introduzido no reino de Silla, que seria, a partir de então, seu maior propagador.

Uma vez contando com o apoio militar de Koguryo, o rei de Silla convocou a nobreza do reino para que formassem um grupo de elite, que se responsabilizaria pela defesa e proteção da nação. Esses nobres criaram um grupo que ficou conhecido como os Hwarang. Os Hwarang foram então treinados em diversas modalidades: arco e flecha, marcha, espada, bastão, lança, táticas militares e Tae-Kyon. Tornaram-se conhecidos em todo o reino. Seu rei, porém, acreditava que ainda lhes faltava uma ideologia, pois do contrário seriam nada mais que um grupo de assassinos bem treinados. Estudaram, então, história, filosofia confuciana, ética e moral budista. Daí formularam seu código de honra:

Fidelidade ao rei;
Lealdade aos amigos;
Respeito aos pais;
Nunca recuar perante o inimigo;
Só matar quando não houver alternativa.

Com a formulação deste código de honra, o movimento passou a denominar-se Hwarang-Do ("Do" significa "o caminho" em todas as artes marciais orientais).

A partir da formação do grupo dos Hwarang, Silla tornou-se tão poderosa frente a seus inimigos vizinhos que, no ano de 670 d.C., consegue unificar os três reinos da península sob a sua bandeira. É por isso que algumas fontes de pesquisa indicam este ano como o ano de surgimento oficial do taekwondo, na cidade de Surabul da Silla; mas na verdade, a prática desta arte é bem anterior a este período, como nos provam as pinturas encontradas na tumba Muyong-Chong, e que remontam ao século I a.C.

A partir daí, os Hwarang viajam pelo interior da península para conhecer mais sobre a região e a população, e desta forma vão espalhando o taekkyon por todo o reino durante toda a dinastia Silla , que se estende de 668 d.C. até 935 d.C. Durante esta época, o TaekKyon se torna popular como uma atividade de recreação ou um sistema de desenvolvimento físico, ainda que fosse também uma excelente forma de defesa pessoal. Somente durante a dinastia Koryo (935 d.C. - 1392 d.C.) esse foco começa a mudar. Nessa época o Tae-Kyon passa a ser conhecido como Subak e deixa de ser visto como um sistema de desenvolvimento físico, passando a ser encarado como uma arte marcial.

No período de ocupação japonesa, a prática do Taekkyon foi proibida. Neste mesma época, muitos coreanos imigraram para o Japão em busca de melhores condições de vida, sendo que algum destes aprenderam as artes marciais japonesas, como o Karate (Tang Soo Do em coreano).

No pós guerra, começam a surgir as escolas marciais de Tang Soo Do (Kwan): -Chang MOO KWAN, onde o Mestre Byung IN YOON praticou kung fu Chuan Fa e Karate Shudokan; -Moo DUK KWAN, onde o Mestre Hwang KEE praticou Taekkyon e um estilo de luta chinês quando viveu na Manchúria. Teve acesso a informações do Karate de Okinawa, sistematizando suas formas com base nos katas japoneses; - Ji DO KWAN, originada pelo Mestre CHUN SANG SUP que sabia Judo e Karate, sendo posteriormente liderada pelos mestres Kwe BYUNG YOON (4º dan karate shudokan) e CHONG WOO LEE; - Chung DO KWAN, pelo mestre WON KOOK LEE, praticante de Karate Shotokan. - Oh DO KWAN, escola voltada para militares, principalmente oriundos da Chung Do Kwan, liderada por CHOI HONG HI(praticou Taekkyon na juventude, foi faixa preta no Japão no estilo Shotokan de Karatê )e Nam Tae Hi (treinado na Chung Do Kwan).

Esta escola teve papel importante na identificação de uma nova luta na Coreia, tendo em vista que o Gal. Choi Hong Hi propos o nome Taekwondo em 11 de Abril de 1955, e em 22 de março de 1966 foi fundada a International Taekwon-do Federation (I.T.F.), que enviou professores pelo mundo para a divulgação da luta, e elaborou 24 novos katas (conhecidos como Hyong ou Tul), técnicas e regras específicas, resgatando os chutes muito valorizados no Taekkyon (estilo CHANG HUN), que mantem as posturas marciais de combate). No iníco eram utilizados os katas japoneses, com nomes em coreano, daí a semelhança dos estilos, conhecido na década de 70 como karate coreano.

Houve uma centralização das escolas em torno da ITF, todavia alguns mestres não concordaram, e continuaram mantendo suas escolas. No início da década de 70, problemas políticos levaram o Gal. Choi ao exílio, levando consigo a sua federação para o Canadá. O vazio provocado com essa ruptura gerou a formação da WTF em 28 de maio de 1973, que passou a subsidiar os mestres, formando um instrumento marcial controlado pelo governo coreano (estilo KuKiwon), que elaborou novas formas (Palgwe e Poonse), e enfase em competições olímpicas). A STF ,do Mestre Haeng Ung Lee que veio da ITF e em 1983 desenvolveu o estilo Songahm, criando suas próprias formas, chamadas de fórmulas. A GTF foi cirada pelo Mestre Park Jung Tae, também um dos mentores da ITF.

No Brasil em julho de 1970 em São Paulo, trazido pelo mestre Sang Min Cho, enviado oficialmente pela International Taekwondo Federation. Depois vieram os mestres Sang Min Kim ,Kun Mo Bang, Kum Joon Kwon, Woo Jae Lee, Kwang Soo Shin, Hee Song Kim (tambem chamado de Shri Swami Vyaghrananda), Chang Seun Lim, Soon Myong Choi, Ju Yol Oh, Te Bo Lee, Hong Soon Kang, Sung Jang Hong, entre outros, também se estabeleceram aqui no Brasil, proporcionando um desenvolvimento maior da arte.

Em Portugal, o Taekwon-Do foi introduzido em 1974 pelo Grão-Mestre Chung Sun Yong, atualmente 9º Dan e mais tarde pelo Mestre Hee Song Kim (tambem chamado de Shri Swami Vyaghrananda). Mestre Song ou Swamiji, como era chamado, era 8º Dan e mais tarde, para o Brasil onde passou a residir definitivamente, dedicando-se a pratica espiritual do Raja Vidya Yoga.

É inquestionável a forte influência japonesa na estruturação e diagramação das formas, bases, golpes e defesas, com a herança dos movimentos rápidos e precisos do chutes do Taekkyon. Muitas artes marciais orientais foram originadas Vajramushti, arte marcial indiana, distante da peninsula coreana, todavia a diversas evoluções ao longo dos séculos tornaram cada sistema com suas distintas peculiaridades, de acordo com a cultura e estilo de vida de cada povo. No caso do Taekkyon que tem uma dinâmica corporal circular e estratégia fluída de luta, onde as técnicas de punho assemelham-se aos dos estilos Chen e Wu do Kung Fu interno Tai Ji Quan e as movimentações caracterizado pela “translação em onda” no andar e na aplicação das técnicas de chute, semelhantes aos sistemas de BaGua chinês, além dos movimentos lentos e respiração específica para Ki Gong, entremeados com técnicas rápidas e fluídas.Diversas lutas contribuiram, mas o Taekwondo é uma moderna arte, estabelecida na metade do século XX e em constante aprimoramento.

A palavra "taekwondo" significa = "caminho dos pés e das mãos através da mente".

Para praticar é necessário um juramento:

Eu prometo,
Observar as regras do taekwondo.
Respeitar o instrutor e os seus superiores.
Nunca fazer mau uso do taekwondo.
Construir um mundo mais pacífico.
Ser campeão da liberdade e da justiça.

Graus de aperfeiçoamento

A caminhada do praticante dentro do taekwondo é divida inicialmente em Gubs e em seguida em Dans. Cada Gub corresponde a uma faixa colorida que o taekwondista amarra na cintura, por sobre o dobok, a vestimenta característica dessa arte marcial.

A sequência tradicional é a seguinte:

Branca (10º Gub)
Branca com Ponta Amarela (9º Gub)
Amarela (8º Gub)
Amarela com Ponta Verde (7º Gub)
Verde (6º Gub)
Verde com Ponta Azul (5º Gub)
Azul (4º Gub)
Azul com Ponta Vermelha (3º Gub)
Vermelha (2º Gub)
Vermelha com Ponta Preta (1º Gub)

Algumas academias têm o costume de substituir as faixas de ponta por outras cores, tais como cinza, laranja, roxa e marrom. Não tem problema algum, pois o que importa mesmo é o Gub.

A partir daí, o praticante chega aos Dans, cujos sinais exteriores limitam-se à presença não-obrigatória de pequenos traços perpendiculares na faixa preta, indicando 1º Dan, 2º Dan etc, até o 10º Dan, que só é concedido ao 9º Dan quando o 10° Dan morre. Ou seja o 10° Dan é o ultimo e mais importante posto no taekwondo.

Os benefícios do taekwondo

O Taekwondo é excelente para aqueles que procuram fazer uma atividade física e já estão cansados das aulas convencionais de ginásticas oferecidas nas academias. O Taekwondo é um esporte que desenvolve a parte física e mental do praticante, seja ele adulto ou criança. Ele desenvolve a coordenação motora, trabalha a memória, ensina disciplina e valores, bem como noções de hierarquia e respeito. Além disso, desenvolve o espírito de luta, a auto-confiança, o espírito de liderança, a seriedade, a paciência e a humildade e também é um método eficiente de defesa pessoal.

O espírito do taekwondo

O "espírito do taekwondo" consiste nos princípios éticos de cortesia, integridade, perseverança, auto-controle e espírito indomável.

Fonte: pt.wikipedia.org

voltar 1234avançar