Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Tâmara  Voltar

Tâmara

 

Fruto da tamareira, que fornece um dos principais alimentos do norte da África e do Oriente Médio.

Quando nas árvores, as tâmaras apresentam cor verde e em seguida adquirem tonalidade vermelha ou dourada bastante intensa.

Comem-se as tâmaras frescas ou secas.

Mais conhecidas quando já secas, são doces, carnudas, têm cerca de 2,5 cm e cor de ferrugem ou castanho-escura.

A semente, longa e dura, apresenta um sulco longitudinal.

Tâmara
Tâmaras Secas

As tâmaras servem também para o preparo de alimentos.

O Egito e o Iraque estão entre os principais produtores mundiais de tâmara.

Outros países importantes no cultivo são Arábia Saudita, Irã, Argélia, Paquistão, Marrocos e EUA.

A Árvore. Depois do coqueiro, a tamareira é a planta mais útil da família das palmeiras.

O caule é alto e ereto, mantendo quase a mesma espessura em toda a extensão. Da base saem brotos, que são removidos, exceto quando aproveitados para mudas. Uma coroa de grandes folhas, em feitio de penas, cresce no topo do caule.

As flores que crescem entre as folhas quase não chamam a atenção, e as masculinas e femininas brotam em árvores separadas. Nos pomares, os fruticultores fazem a polinização manualmente, isto é, transportando o pólen das flores masculinas para as femininas.

Os frutos crescem e amadurecem depois de as flores receberem o pólen.

As tamareiras começam a produzir fruto de quatro a dez anos depois de plantadas. Exigem clima quente e seco. Desenvolvem-se melhor em uma temperatura que se mantenha em torno de 30°C durante três meses do ano.

Crescem bem em solos arenosos e alcalinos e atingem de 10 a 30 m de altura.

Produzem anualmente de 45 a 90 kg de tâmaras.

Fonte: www.klickeducacao.com.br

Tâmara

Nome Científico: Phoenix dactylifera L.

Família: Arecaceae (Palmae)

Origem: No Golgo Pérsico é provável área de origem. No Brasil, é citada desde 1590 não tendo, entretanto, importância como cultivo comercial.

As palmeiras de tâmaras são membros da família Palmaceae, subfamília Phoenix (fênix) a qual tem de 15 a 20 variedades, a maioria encontradas em regiões tropicais.

É dito que o fruto originou-se no Golfo Pérsico.

Seu fruto é conhecido a pelos 5 mil anos. Cresce principalmente no hemisfério Norte, porém, pode ser encontrada desde 38° Norte até 47° Sul.

As partes que compõe a árvore da tâmara são a cobertura, a espinha vertebral (sistema central), as folhas (pinas) e os espinhos.

A espinha vertebral é na verdade o caule que tem de 2 a 3m de comprimento e seu período de crescimento é de aproximadamente 50 dias.

Ao invés de folhas, desenvolvem-se espinhos na base da espinha.

Dentro de cada palmeira existe um tecido – um broto de embrião, o qual a árvore nova troca em certo estado vegetativo e o transforma em um enxerto. Dos 4 aos 5 anos este enxerto se converte em tecido reprodutivo desenvolvendo inflorescências. O número de inflorescêncas é flexíel.

A tâmara é hermafrodita, por isso tem brotos femininos e masculinos.

A prática usual de plantio é plantar uma árvore masculina para cada 50 femininas para permitir que a polinização seja efetiva.

O fruto é composto pela casca, polpa e semente. As frutas desenvolvem-se ao longo de vários meses. A maturação começa quando a casca muda de cor, de verde para amarelo e logo para vermelho.

Durante este período ocorre o acúmulo de açúcares no fruto. O fruto perde água através de fissuras na casca.

O enxerto da tâmara tem raízes aéreas e que por consequência podem sobreviver na água.

A tâmara tem raízes profundas e finas que crescem para cima as quais estão ativas para absorver água e nurientes para a planta.

Tâmara
Tâmaras

Fonte: www.netafim.com.br

Tâmara

A tamareira é outro tipo de palmeira em Israel que dá fruto. Estas palmeiras só crescem em países onde faz muito calor. Muitas vezes elas se encontram em desertos, perto dos oásis (poços de água).

A tâmara era a parte mais importante da tamareira para o povo de Israel e outros que viviam naquela terra. As tâmaras são pequenas, doces, e de cor marrom.

Elas crescem em cachos grandes.

Cada tâmara tem de uma a duas polegadas de comprimento e contém uma semente grande no meio. A carne da tâmara tem um sabor doce e é muito nutritiva.

Em Israel as tâmaras eram comidas, ou frescas, ou secas. Às vezes faziam-se bolos delas para poder guardar e usar mais tarde.

As tamareiras têm troncos retos e podem chegar a ter uns 20 metros. Usava-se o suco do tronco da tamareira para fazer uma bebida doce, e a madeira do tronco para fazer cercas.

As folhas desta palmeira crescem bem na copa da árvore todas juntas e têm o formato de penas compridas. O povo de Israel usava as folhas para fazer barracas ou para tecer capachos e cestos. Para dar as boas vindas a uma pessoa importante, assim como um rei, o povo às vezes cortava ramos de palmeiras e os abanava como sinal de que honrava aquela pessoa.

A tâmara

A tâmara é uma fruta muito nutritiva por conter proteínas, açúcar, minerais e vitaminas, sobretudo, a vitamina C.

A tâmara fresca contém entre 20% e 36% de açúcar, enquanto as secas portam entre 55% e 80%.

Além disso, esta fruta contém de 300 a 600 miligramas de vitamina C, entre 50 e 100 vezes mais do que a banana, 8 a 17 vezes mais do que a laranja, de 75 a 150 vezes às pêras e 50 vezes mais do que a maçã.

Tâmara
Tâmara

Alem de ser muito nutritiva, a tâmara serve como calmante.

Dizem que se uma pessoa comer 3 tâmaras por dia levará uma longa vida. Os estudos comprovam que as tâmaras misturadas com outros tipos de alimentos também ajudam no combate à anemia, hipertensão, hepatite crônica e agudas etc.

Apresentaremos a seguir receitas para melhorar algumas doenças:

1. Hipertensão: Fazer uma sopa com 10 tâmaras misturadas com 30 gramas de cebola, 20 gramas de aipo e uma porção de arroz glutinoso;
2. Hepatite:
Cozinhar uma sopa com 50 gramas de tâmara, amendoim e açúcar cristalizado. Toma-la 3 vezes por dia e 15 dias completam um processo.
3. Anemia:
Fazer sopa com 20 tâmaras e 7 alhos franceses. Tomar a sopa antes de dormir.
4. Indigestão:
Preparar chá com água fervida e 10 tâmaras assadas, 10 gramas de casca de laranja. Ele deve ser servido antes e depois das refeições.
5. Diarréia:
Preparar sopa de arroz com 10 gramas de tâmara, 20 sementes de lágrimas de cristo, 3 fatias de gengibre, 30 gramas de inhame, 30 gramas de arroz glutinoso e 15 gramas de açúcar mascavo.
6. Anemia:
Preparar sopa com 50 gramas de tâmaras e 50 gramas de feijão verde e a quantidade adequada de açúcar mascavado. Deve ser servido uma vez por dia por 15 dias.
7. Insônia:
Cozinhe 10 tâmaras misturadas com 15 gramas de liceum chinês por 30 minutos. Depois, adicione dois ovos batidos na sopa até cozinhar. Sirva-a duas vezes por dia.

Fonte: portuguese.cri.cn

Tâmara

A tamareira Phoenix dactylifera l. é uma palmeira originária do Oriente Médio, de regiões áridas e semi-áridas, que produz a tâmara, fruta apreciada em todo o mundo.

No Brasil, devido às condições de cultivo encontradas na região Nordeste, a tamareira é cultivada com bastante sucesso.

A tâmara é uma fruta saborosa, rica em açúcares, e muito utilizada na produção de licores e geléias, além de ser amplamente aplicada na fabricação de xaropes expectorantes.

Também pode ser matéria-prima na produção de álcool e vinagre, entre outras utilizações possíveis.

Tâmara
Tâmara

Existem muitas variedades sendo que, em geral, as tamareiras começam a dar frutos após o segundo ano, quando cultivadas na região Nordeste. Em alguns casos, dependendo da variedade, a produção só começa no quarto ano.

A propagação é feita, geralmente, com filhotes que surgem no caule da palmeira. Essas mudas são consideradas muito boas, pois apresentam as mesmas qualidades da palmeira-mãe. Também pode ser propagada com mudas cultivadas à partir de sementes.

Essas mudas são produzidas em viveiros e ficam prontas para o transplante em um ano.

No brasil, na região Nordeste, a tamareira se adaptou tão bem que, em geral, frutifica aos dois anos de idade. Isto representa uma enorme precocidade.

Para termos uma idéia, a tamareira, em sua região de origem, frutifica aos oito anos de idade.

Além de apresentar uma grande precocidade no Nordeste brasileiro, as tamareiras também se mostram mais resistentes às pregas e doenças, sofrendo, apenas, com alguns fungos que atacam as folhas mas não chegam a causar prejuízos à produção das frutas.

Em sua composição, encontramos ferro, fósforo, cálcio, proteínas e as vitaminas A, B1, B2 e C. Uma característica marcante na composição da tâmara é o fato de ser rica em potássio.

Quando ao natural seu valor energético é de 178 calorias em cada 100g. Quando dessecada, o valor calórico da tâmara é bem maior, chegando a mais de 310 calorias para cada 100g de fruta.

Fonte: www.ruralnews.com.br

Tâmara

Também é considerada uma opção muito energética, devido ao alto conteúdo de hidratos de carbono simples e complexos nela presentes.

É rica em ferro, potássio, cobre, magnésio e cálcio. Possui açúcares complexos, que são metabolizados pelo organismo de forma demorada.

Isso é vantajoso para quem precisa de energia por um longo período de tempo.

Vitaminas A, B e C também completam a constituição da fruta.

Tâmara
Tâmaras

A tâmara é aconselhada para quem sofre de alterações hepáticas e de anemia.

Atua também como suave laxante. Livre de colesterol, é ótima opção na luta contra o câncer.

Ajuda, ainda, na prevenção de gripes, viroses e outros tipos de infecções nos aparelhos respiratório e urinário.

Fonte: www.capitalgourmet.com.br

Tâmara

Propriedades

Fruta rica em potássio, cobre, cálcio, magnésio e ferro, fonte das vitaminas A, B, B5 e C.

Recomendações

A tâmara possui efeito tranqüilizante e laxativo. Seu consumo auxilia nos casos de anemia, pois contém quantidades expressivas de ferro.

Tâmara
Tamareira

Tâmara
Tâmaras

Restrições

O consumo de tâmara não é recomendado às pessoas que ingerem inibidores de monoamina oxidase (MAO) para tratamento de depressão ou pressão alta, pois a tiramina pode interagir com essas substâncias e elevar a pressão arterial.

Compra

As tâmaras são frutos fibrosos, de coloração amarelo-alaranjada e sabor agridoce.

Elas são classificadas comercialmente em três grupos: moles, semi-secas e secas. Guarde em local fresco e ventilado.

Fonte: www.prepgc20.cnptia.embrapa.br

Tâmara

A tâmara é uma fruta rica em vitaminas do complexo B, ferro, cálcio, fibras e potássio.

De sabor doce e suave, pode ser consumida crua ou seca. Quando seca possui mais açúcar, pois o mesmo fica mais concentrado.

Deve ser consumido com grande restrição, já que é muito calórico. Quando seca, tem a vantagem de concentrar nutrientes e durar muito tempo.

Tâmara
Tamareira

Disponível para consumo o ano todo na forma desidratada.

Informação Valor Nutricional

(100 gramas de tâmara seca):

Calorias 274 cal  
Água 20,0 g
Carboidratos 75,4gr
Fibras 8gr
Proteínas  2,45gr
Gordura 0,6gr
Potássio 611mg
Cobre 0,24 mg
Magnésio 65 mg
Cálcio 39 mg
Fósforo 60mg
Sódio 51mg
Ferro 2,1mg
Vitamina A 150 UI
Ácido Ascórbico

Vitamina C

30mg
Vitamina B1 21mcg
Vitamina B2 1750mcg
Ácido Nicotínico

Vitamina B3

0,5mg
Ácido pantoténico

vitamina B5

4,0mg

Fonte: www.diabetes.org.br

Tâmara

Tâmara é um alimento muito importante no Médio Oriente, em especial nas zonas mais desérticas, devido à escassez de alimentos. Este fruto é muito rico a nível nutricional, tem enormes benefícios na saúde, conheça as fantásticas propriedades este alimento.

É altamente nutritiva devido à sua composição rica em proteínas, açúcares, sais minerais, vitaminas principalmente a vitamina C, fibras, potássio, ferro e cálcio.

Além de 72% de sua composição se de hidratos de carbono simples e complexos, o que faz deste fruto um alimento muito energético, seno um alimento ideal, para desportistas, crianças e trabalhos enérgicos.

Benefícios nutricionais

As tâmaras, devido ao alto conteúdo de hidratos de carbono simples e complexos (72%) constituem um alimento muito energético (274 Kcal por 100 gramas de tâmara seca). São ideais para aqueles que precisam de muita energia, como crianças e esportistas.

Falando em esportes, as tâmaras são ricas em potássio (790 mg por 100 g de tâmara seca), cobre (0,24 mg), magnésio (65 mg) y cálcio (59 mg).

Além disso, pelo seu conteúdo em açucares complexos, são metabolizadas pelo organismo de forma demorada. Isto é uma qualidade interessante quando temos que manter um ritmo intenso de esforço físico ou mental por um período longo de tempo (esportes de resistência ou probas de longa duração).

As tâmaras são também ricas em ácido pantoténico o vitamina B5, conhecida pelos seus efeitos tranqüilizantes. Assim, têm quem chame as tâmaras de “doses naturais de anti-estressante” pela capacidade que tem de relaxar e proporcionar uma sensação de bem-estar.

Também pode ser interessante comer algumas tâmaras antes de dormir por conter triptófano que estimula a formação de melatonina, que pode contribuir a conciliar o sono e evitar a insônia.

Tâmara
Tamareira

Benefícios para a saúde

Muitas das virtudes curativas das tâmaras já eram conhecidas e aproveitadas na antiguidade. Hoje em dia essas propriedades tem sido confirmadas e tem se descoberto que grande parte delas se deve à riqueza destes frutos em celulose e frutose.

Ricas em ferro, são aconselhadas para quem padece alterações hepáticas e anemias. Devido ao alto conteúdo de celulose e outra fibras se recomendam nos casos de intestino preso por atuarem como suave laxante.

As tâmaras estimulam o apetite, resultando assim muito benéficas nas aflições intestinais e estomacais associadas à inapetência.
Ricas em vitaminas A, B, C e minerais como cálcio, ferro e potássio. Livres de colesterol são um aliado magnífico na luta contra o câncer.

As tâmaras são eficientes defensoras do organismo frente a gripes, viroses e outras infecções, tanto do aparelho respiratório como urinário.

Outros nomes

As tâmaras são chamadas dátiles em espanhol e dates em inglês. Já as tamareiras são Palmeras datileras em espanhol e Palm date em inglês.

Variedades

O teor de umidade e os teores de açucares solúveis dos frutos, quando atingem o estádio final de amadurecimento (Tamar), permitem classificar as tâmaras em três categorias: tâmaras moles, tâmaras semi–secas e tâmaras secas.

O teor de água dos frutos da tamareira pode variar de acordo com o grau de maturação, porém depende também da característica varietal: as tâmaras moles, em estádio tamar, apresentam teor de umidade geralmente superior a 30%; as tâmaras semi-secas entre 20 e 30% e as tâmaras secas menos de 20%.

Independente da variedade, quando a tâmara atinge o final do amadurecimento, mais de ¾ de sua composição é constituída pelos açucares solúveis. Já foi constatado que as tâmaras moles, contém muito pouco ou nenhum açúcar não redutor (sacarose); as tâmaras semi-secas, possuem em torno de 1/4 de açucares não redutores e ¾ de açucares redutores (frutose e glicose); e as tâmaras secas, apresentam aproximadamente 1/3 de açucares não redutores e 2/3 de açúcares redutores.

Fonte: www.cpatsa.embrapa.br

Tâmara

Com cerca de 60% a 70% de seu peso constituído de açúcar, a tâmara é uma das frutas mais doces, sendo também uma das mais calóricas. No entanto, são também muito nutritivas, sendo ricas em potássio, ferro, niacina e vitamina B6.

Todas as nove variedades de tâmara cultivadas em Israel e encontradas em qualquer prateleira de supermercado têm características que as tornam melhores do que outras variedades em ajudar a proteger aqueles que as consomem contra doenças cardiovasculares.

As tâmaras têm alto conteúdo de açúcar, mas também são uma rica fonte de fibras, aderem a radicais danosos e sem oxigênio e os removem do corpo. Também têm uma abundância de minerais como potássio, zinco, magnésio e cálcio.

Tâmara
Tâmaras

Benefícios do Tâmara Seca

Minerais: Os minerais são importantíssimos no nosso organismo, a tâmara ajuda a manter os níveis necessários. Os sais minerais são fundamentais e ajudam a manter o equilíbrio de fluidos, controlar a contração muscular, o transporte do oxigénio para a parte muscular e regular o metabolismo energético do organismo.
Açúcares complexos:
Devido à sua composição de açucares complexos, permite que o organismo tenha um metabolismo lento e demorado. Assim é uma propriedade muito interessante para quem pratica esforço físico ou mental muito prolongado, onde é exigido enorme resistência.
Vitaminas:
As tâmaras para além da já referida vitamina C, também é rica em vitamina B5, que proporciona efeitos tranquilizantes e relaxantes, criando um bem-estar e funcionando muito bem como um anti-stress. Também é um fruto óptimo para que sofre de insónias ou tem dificuldades em dormir, isto porque tem na sua composição triptófano que estimula a formação de melatonina de moda a contribuir para ter um sono tranquilo e descansado.

Celulose e frutose:

O seu valor deve-se em grande parte a composição em celulose e frutose, que são recomendadas para situações de mau funcionamento da flora intestinal, pois funcionam como um ligeiro laxante.

O ferro: É também um nutriente que compõe a tâmara, é recomendado para quem padece de problemas hepáticos e anemias.
Potássio: Importante para preservar os nossos ossos, pois ajuda a manter a estrutura óssea. Regula e mantém a pressão sanguínea. Mas tenha sempre em atenção que o potássio é eliminado do corpo sem risco de toxidade para as pessoas que não tenham problemas renais. Pois para as pessoas com função renal anormal devem, monitorizar a ingestão porque podem não ser capaz de eliminar a quantidade adequada.

Quantidade recomendada de Tâmara Seca

De acordo com especialistas, para obter todos os nutrientes dessa fruta o consumo diário deve ser de 3 tâmaras.

Fonte: www.cozinhaai.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal