Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Adjunto Adverbial  Voltar

Adjunto Adverbial

 

Adjunto Adverbial - O que é

Adjunto Adverbial é o termo da oração que se ligam a um verbo, a fim de indicar uma circunstâncias qualquer, ou intensificar o sentido do verbo.

O adjunto adverbial pode também estar ligado a adjetivos ou advérbios, intensificando o sentido de ambos.

Os adjuntos adverbiais podem especificar:

Tempo: Cheguei cedo.

Lugar: Nós chegamos em Petrópolis.

Modo: Nadava bem.

Causa: Ele morreu de gripe suina.

Intensidade: Ontem choveu muito.

Negação: O garoto não era muito criativo

Finalidade: Estava sempre preparado para a prova.

Afirmação: O juíz certamente condenará o réu.

Dúvida: Talvez ele se candidate ao cargo de governador.

Assunto: Falavam sobre futebol.

Instrumento: Cortou-se com a faca.

Adjunto Adverbial - Elementos

É a palavra ou expressão que acompanha um verbo, um adjetivo ou um advérbio modificando a natureza das informações que esses elementos transmitem.

Por esse seu caráter, o adjunto adverbial é tido como um modificador.

Pelo fato de não ser um elemento essencial ao enunciado, insere-se no rol dos termos acessórios da oração.

A modificação que os adjuntos adverbiais conferem aos elementos aos quais se liga na sentença é de duas naturezas: a primeira, de modificação circunstancial, e a segunda, de intensidade.

Exemplos:

Os candidatos foram selecionados aleatoriamente.
...[aleatoriamente: modifica o segmento verbal "foram selecionados"]

...[natureza do adjunto adverbial: modificador]

Os preços dos remédios aumentaram demais.
...[demais: intensifica o segmento verbal "aumentaram"]

...[natureza do adjunto adverbial: intensificador]

Os adjuntos adverbiais podem ser representados por meio de um advérbio, uma locução adverbial ou uma oração inteira denominada oração subordinada adverbial.

Exemplos:

Os ingressos para o espetáculo de dança esgotaram-se hoje.
...[hoje: advérbio = adjunto adverbial]

Acompanharemos de perto todos os teus passos!
...[de perto: locução adverbial = adjunto adverbial]

Eles sabiam que me magoavam com aquela maneira de falar.
...[com aquela maneira de falar: oração subordinada adverbial]

Freqüentemente observa-se certa confusão estabelecida entre o adjunto adverbial expressado por uma locução adverbial e o objeto indireto. Isso se dá porque ambas as construções são introduzidas por uma preposição.

Deve-se ter claro, no entanto, que o objeto indireto é essencial para complementar o sentido de um verbo transitivo indireto, ao passo que o adjunto adverbial é elemento dispensável para a compreensão do sentido tanto de um verbo como de qualquer outro elemento ao qual se liga.

Além disso, o objeto indireto é complemento verbal; já o adjunto adverbial pode ou não estar associado a verbos.

Exemplos:

Essa minha nota equivale a um emprego.
...[a um emprego: complementa o sentido do verbo transitivo indireto"equivaler"]

...[a um emprego: objeto indireto]

Estávamos todos reunidos à mesa.
...[à mesa: modifica a informação verbal "estávamos reunidos"]

...[à mesa: adjunto adverbial (de lugar)]

Adjunto Adverbial - Termo

Adjunto adverbial é o termo que exprime uma circunstância (de tempo, lugar, modo, etc.).

Sempre que o adjunto adverbial ou a oração adverbial vierem deslocados da ordem direta da frase, é necessário o uso da vírgula para marcar esse deslocamento.

O adjunto adverbial é o último elemento da frase, e a oração subordinada adverbial deve vir após a oração principal (seqüência lógica ou ordem direta).

Diante disso, alguns gramáticos afirmam que, sempre que o adjunto adverbial ou a oração adverbial vierem deslocados da ordem direta da frase, é necessário o uso da vírgula para marcar esse deslocamento.

Outros, dizem que a vírgula é optativa.

Outros, porém, ensinam que, nesses casos, o uso da vírgula deve condicionar-se ao número de palavras que contém o adjunto adverbial ou a oração subordinada adverbial.

Outros, ainda, dizem que, mesmo a oração subordinada adverbial estando posposta (após) a principal, somente não é usada a vírgula nas orações subordinadas adverbiais finais e orações subordinadas adverbiais conformativas.

E outros gramáticos estabelecem outras regras. Então, qual regra usar? Se for num vestibular ou concurso, use as regras do livro indicado no edital. Agora, no dia-a-dia, creio que se deva buscar a harmonia, o ritmo, a melodia, o equilíbrio e, principalmente, a clareza.

Adjunto Adverbial - Palavra

O Adjunto Adnominal é a palavra ou expressão que acompanha um ou mais nomes conferindo-lhe um atributo.

Os adjuntos adnominais não determinam ou especificam o nome, tal qual os determinantes. Trata-se, portanto, de um termo de valor adjetivo que modificará o nome a que se refere.

O Adjunto Adnominal confere uma nova informação ao nome e por isso são chamados de modificadores.

Além disso, os adjuntos adnominais não interferem na compreensão do enunciado. Por esse motivo, eles pertencem aos chamados termos acessórios da oração.

Ele é o termo que determina, especifica ou explica um substantivo.

Os adjuntos adnominais podem ser formados por artigo, adjetivo, locução adjetiva, pronome adjetivo, numeral e oração adjetiva.

O que não se pode confundir é o Adjunto Adnominal com o complemento nominal. O complemento nominal equivale a um complemento verbal, ou seja, só se relaciona a substantivos cujos significados transitam, enquanto os substantivos podem ser acompanhados de adjuntos adnominais; já os complementos nominais podem ligar-se a substantivos, adjetivos e advérbios.

Exemplos:

Nosso velho mestre sempre nos voltava à mente.
…[nosso: pronome adjetivo]
…[velho: adjetivo]

Todos querem saber a música que cantarei na apresentação.

…[a: artigo]
…[que cantarei na apresentação: oração adjetiva]

Fonte: www.colegiosaofrancisco.com.br/www.nilc.icmc.usp.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal