Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Vocativo  Voltar

Vocativo

 

Vocativo - O que é

Vocativo é a palavra ou conjunto de palavras, de caráter nominal, que empregamos para expressar uma invocação ou chamado.

O vocativo é um elemento que, embora colocado pelos gramáticos dentre os termos da oração, isola-se dela.

Isto é, o vocativo não se integra sintaticamente aos termos essenciais da oração (sujeito e predicado) e pode, sozinho, constituir-se uma frase.

Essa propriedade advém do fato de que o vocativo insere, na oração, o interlocutor discursivo, ou seja, aquele a quem o falante se dirige na situação comunicativa.

Exemplos:

Por Deus, Amélia, vamos encerrar essa discussão!

Posso me retirar agora, senhor?

Meninos!
...[vocativo constituindo uma frase]

A entonação melódica da língua falada costuma acentuar os vocativos. Essa forma de expressão é reproduzida, na língua escrita, por meio de sinais de pontuação.

Assim, o vocativo é obrigatoriamente acompanhado de uma pausa: curta, através do recurso da vírgula; longa, através do recurso da exclamação ou das reticências.

Não há posição definida para o vocativo na sentença, porém, quando se apresenta no interior da oração, deve ser colocado entre vírgulas.

Além disso, é bastante comum encontrarmos o vocativo associado a alguma forma de ênfase. Se não através da pontuação, o recurso mais popular é vê-lo associado a uma interjeição.

Exemplos:

Ah, mãe! Deixe-me ir ao jogo hoje!

Ó, céus, para quê tanto espetáculo em dias tão desastrosos?

Há de atentarmos para uma distinção entre o vocativo e frases constituídas por um único substantivo. Nestas não se verifica qualquer invocação ao interlocutor do discurso, mas, antes, se dirigem a alguém expressando um aviso, um pedido ou um conselho.

No vocativo, porém, o interlocutor é chamado a integrar o discurso do falante.

Exemplos:

Perigo!
...[frase constituída por um substantivo]

Rebeca!
...[vocativo]

Vocativo - Palavra

Vocativo é a palavra, termo, expressão utilizada pelo falante para se dirigir ao interlocutor (real ou imaginário) por meio do próprio nome, de um substantivo, adjetivo (característica) ou apelido.

O vocativo aparece isolado por vírgulas ou seguido de ponto de exclamação e pode vir precedido da interjeição Ó.

Vocativo - Termo

Vocativo é um termo que não possui relação sintática com outro termo da oração. Não pertence, portanto, nem ao sujeito nem ao predicado.

É o termo que serve para chamar, invocar ou interpelar um ouvinte real ou hipotético. Por seu caráter, geralmente se relaciona à segunda pessoa do discurso.

Veja os exemplos:

Não fale tão alto, Rita!
Senhor presidente, queremos nossos direitos!
A vida, minha amada, é feita de escolhas.

Nessas orações, os termos destacados são vocativos: indicam e nomeiam o interlocutor a que se está dirigindo a palavra.

Obs.: o vocativo pode vir antecedido por interjeições de apelo, tais como ó, olá, eh!, etc.

Ó Cristo, iluminai-me em minhas decisões.
Olá professora, a senhora está muito elegante hoje!

Distinção entre Vocativo e Aposto

– O vocativo não mantém relação sintática com outro termo da oração.

Crianças, vamos entrar.

– O aposto mantém relação sintática com outro termo da oração.

A vida de Moisés, grande profeta, foi filmada.

Vocativo - Origem

Em Latim, "vocare" significa chamar. É daí que provém a palavra,vocativo. E é uma função muito usada na nossa Língua Portuguesa. No início de toda conversa, na maioria das vezes, ele aparece determinando a pessoa a quem é dirigida a fala. É um caso de chamamento.

Vejamos:

Linda, como esteve a dança domingo ?

Bernadete, como anda Heidy na escola ?

Como anda Heidy na escola, Bernadete ?

O Vocativo corresponde ao nome do ser, usado na comunicação como determinação da pessoa a quem (a outra) se dirige. É um respeito, um tratamento, uma consideração, uma liberdade que se dispensa através de um nome à pessoa com quem se mantém o diálogo. O vocativo representa a pessoa do diálogo e o tratamento que lhe é dispensado depende do nível cultural do falante... E por isso, nem sempre o nome usado corresponde ao da pessoa, é um alcunha, às vezes, um cognome, um nome qualquer pelo qual ela atende a chamados no dia-a-dia.

Vamos trabalhar com vários exemplos, identificando o vocativo com um“ colorido “ ou um traço e quando necessário, com algum esclarecimento.

Eis alguns exemplos:

a) Quando encontrarmos paz, gente ,vivenciaremos o amor.
b) Se quiseres sorrir, menina, vai ao circo!
c) Maristela, eu gostaria de que tu me esperasses no portão...
d) Feia, dá-me um gole da tua cerveja!
e) Dê-me um pouco de água, linda!
f) Lá no alto do céu, Elísia, passa um grande avião.
g) Oh cavalo, vais ao baile logo ?!
h) Vais ao baile logo, cavalo?!
i) Majestade, o povo espera justiça.
j) O povo espera justiça, Majestade!
l) O povo, Majestade, espera justiça!
m) Lurdes, quando me visitarás ?
n) Meus pais e irmãos! Quando nos reuniremos ?
o) Quero-te sempre, boneca!
p) Coisinha querida, vale procurar um esconderijo!

O vocativo pode aparecer antecedido das interjeições, oh, ou ó, o

Exemplos:

Lurdes, vamos a um encontro?
Roberta, estás elegante.
Oh Maristela, vamos ao baile?!
Ó jovem! Vamos ao baile?
Oh amigo, ainda não tens carro?

Já vimos que a posição do vocativo depende só do falante e assim qualquer outra palavra...

As letras, i, j e l, ilustram a posição do vocativo e justificam o estilo e o modo de falar de cada falante.

Cada pessoa procura trabalhar a linguagem dentro de um estilo próprio. A expressão de um diverge da de outro falante e corresponde ao seu estilo.

Fonte: www.nilc.icmc.usp.br/br.geocities.com/www.graudez.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal