Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  combatendo a tpm  Voltar

Combatendo a TPM

Extrato de ervas ajuda no combate à TPM

TPM

Produto melhora o humor

Um extrato de ervas pode ajudar no combate à tensão pré-menstrual (TPM).

Segundo pesquisa de cientistas alemães, 86% das mulheres tratadas com uma substância à base de uma planta conhecida como agnus castus passaram a sofrer menos com sintomas da TPM como mal humor, dor de cabeça e nos seios.

A receita não é nova. Há 2.500 anos os gregos já usavam a planta para amenizar a TPM .

O problema atinge 40% das mulheres britânicas. E mais: 2% delas faltam ao trabalho dois dias por mês por conta da síndrome pré-menstrual.

"O extrato de agnus castus combate os sintomas da tensão pré-menstrual de forma eficaz", diz Rued Schellemberg, um dos pesquisadores responsáveis pelo estudo, publicado no British Medical Journal.

Eficácia

"O remédio é bem tolerado pelo organismo e deve ser considerado uma opção terapêutica para as mulheres", acrescenta o cientista.

O tratamento é, porém, ineficaz no combate à sensação de inchaço que atinge parte das mulheres no período pré-menstrual.

Para a Associação Nacional da Síndrome Pré-Menstrual na Grã-Bretanha, o estudo deve ser levado a sério.

Mas a conselheira da entidade Gaynor Bussel alerta para a necessidade de novas pesquisas sobre o assunto.

Ela também recomenda às mulheres que tomam hormônios que consultem um médico antes de experimentar o extrato, já que a substância contém progesterona.

Fonte: www.bbc.co.uk

Combatendo a TPM

Pressionar nos pés pontos que correspondem aos órgãos afetados pela síndrome menstrual traz alívio

Não é mágica, mas pode amenizar tensões pré-menstruais. A famosa TPM, gerada por alterações hormonais na mulher quando se aproxima o período menstrual, pode ser tratada através da união de duas técnicas orientais, a reflexologia e a massoterapia, controlando sintomas típicos do distúrbio, como insônia, ansiedade, mau humor e dores de cabeça e musculares.

A reflexologia defende que todos os órgãos do corpo estão refletidos em diferentes pontos das plantas do pé que, quando pressionados, estimulam o funcionamento desses órgãos e aliviam dores.

Os pés concentram uma infinidade de terminações nervosas sensíveis, chamadas zonas reflexas que, quando massageadas, enviam sinais para o cérebro ativando a circulação no órgão correspondente.

Energia fica estagnada nos canais corporais

No caso da TPM, o especialista aplica a massoterapia, fazendo pressão com as pontas dos dedos, durante dois minutos, nos pontos ginecológicos – correspondentes ao útero e ao ovário – dos pés. Presidente da Associação Brasileira de Ayurveda, o acupunturista Aderson Moreira da Rocha explica que, na visão oriental, a TPM é uma estagnação dos fluxos da energia vital dentro dos canais energéticos do corpo, provocando a dor. A união dessas duas técnicas normaliza o fluxo energético, aliviando dores e tensões.

Aprendendo a localização dos pontos e a que órgãos correspondem, o especialista recomenda que o paciente, todas as noites, faça a auto-massagem em casa.

Combatendo a TPM Clique aqui para ampliar.

Pressão produz analgésico

Além da sensação de relaxamento, a pressão nos pontos da reflexologia induz o organismo a produzir endorfina, analgésico natural que neutraliza a adrenalina, responsável pelo estresse.

“Antes de iniciarmos o tratamento, fazemos o diagnóstico para saber qual o nível de desequilíbrio de energia do paciente. Além de trabalharmos os pontos específicos dos pés, fazemos massoterapia em outros pontos para trazer maior sensação de bem-estar”, explica Aderson Rocha.

Para o alívio imediato da TPM, é recomendado fazer aproximadamente 10 sessões depois do período de ovulação (a partir do 14º dia), mas o especialista alerta que esse não é o propósito da técnica.

“Esse é um tratamento complementar e a longo prazo. As tensões diminuem progressivamente. Dependendo da gravidade do desequilíbrio da paciente, são necessários tratamentos complementares, como, por exemplo, o emprego de fitoterápicos (ervas medicinais)”, diz Rocha.

Fonte: www.wgate.com.br

 

voltar 123avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal