Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Alimentação dos Tubarões  Voltar

Alimentação dos Tubarões



 

É fácil acreditar na imagem popular de um tubarão como um predador voraz, mas a maioria dos tubarões está adaptada para comer outro tipo de alimento.

O maior tubarão de todos vive de comer plâncton e pequenos peixes

Ironicamente, o maior tubarão de todos, o tubarão-baleia, vive quase exclusivamente de uma dieta de plâncton e pequenos peixes, enquanto caçadores como os tubarões-brancos comem de tudo, desde grandes peixes a focas; incluindo carcaças de baleias.

Entre estes dois extremos, sabe-se que os tubarões podem comer de tudo, desde pequenos crustáceos, como caranguejos e lagostas, a lulas, cardumes de peixes, moluscos do fundo do mar; e até pássaros marinhos.

O tubarão-tigre é talvez famoso por ser o mais guloso e mais oportunista de todos os tubarões.

Já foi encontrado todo o tipo de coisas dentro dos estômagos destes tubarões, incluindo placas de automóveis, latas de gasolina, pedaços de correntes de ferro e outros objetos fabricados; além de cobras-do-mar, tartarugas e albatrozes.

Tubarões
Um tubarão-baleia se alimentando de plâncton.

COMO OS TUBARÕES COMEM?

Os tubarões desenvolveram uma grande variedade de mecanismos de alimentação, como forma de se adaptarem a suas dietas variadas.

A estrutura um pouco solta das suas mandíbulas permite que eles projetem o maxilar superior para fora.

Esta flexibilidade das mandíbulas, junto com uma impressionante seleção de diferentes tipos de dentes, permite uma combinação de técnicas de alimentação, que vão desde o despedaçar e cortar de carne, evidenciado pelas espécies mostradas nos filmes, ao aspirar de comida dos fundos marinhos; que é depois esmigalhada e triturada.

As espécies que se alimentam de plâncton, como o tubarão-frade e o tubarão-baleia, tiveram que evoluir para se adaptarem aos seus hábitos alimentícios, alterando por completo o tamanho e formato das suas mandíbulas, reduzindo significativamente o tamanho dos seus dentes e modificando a estrutura das suas fendas branquiais, para tornarem-se enormes receptáculos para plâncton.

Um grupo de tubarões, os tubarões-raposo, até usam a parte superior alongada da sua cauda para atingir cardumes de peixes, atordoando-os antes de comê-los. Mas talvez a mais impressionante adaptação de hábito alimentar seja a demonstrada pelos tubarões-serra, que desenvolveram um focinho distintamente achatado, em forma de espada e armado de dentes afiados, que o animal usa para atordoar peixes pequenos e outras criaturas.

Tubarões
Um tubarão-serra com seu característico
focinho em forma de serrote

Fonte: www.discoverybrasil.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal