Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Cultura Turca  Voltar

Cultura Turca

Numerosas culturas deixaram mostras de sua passagem pela República de Turquia. Do Paleolítico até o tempo de máximo esplendor, durante o Império otomano, a arte turca foi refletida em numerosas e estupendas obras.

Nas cavernas de Antalya foram encontradas pedras esculpidas e foram esmaltadas, pinturas rupestres e relevos de mais de 8.000 anos atrás, enquanto em Catal Huyük uma escavação arqueológica descobriu uma pequena cidade com casas e câmaras religiosas que datam dos 6.500 a.C.

Hititas, Urarteos, Frigios, Lidios e Carios

Também são conservadas construções impressionantes erguida. pelos hititas nos anos 1750-1450 a.C. como castelos, muralhas e templos. Foram resgatados textos cuneiformes que uma vez estudados oferecem uma marca de referência incomparável sobre a sociedade hitita na qual se falavam dois idiomas.

Os restos dos urarteos confirmaram o caráter independente e criativo deste povo. Chegaram até nossos dias ruínas de edifícios construídos em barro, sepulcros, objetos de cozinha, jóias e armas. Também estão conservados restos arqueológicos do frigios cujas inscrições não foram possíveis decifrar na sua totalidade; dos lidios com um excelente cerâmica e dos carios com um mausoléu funerário em estado bastante bom erguido em Milas.

Arte Grega e Romana

Os gregos influenciaram notavelmente a Ásia Menor. A maioria das cidades foram construídas seguindo o plano das acrópoles e foram encontradas grandes quantidades de estátuas, cerâmica, sarcófagos, etc. Os romanos, por sua vez, revestiram estas acrópoles asiáticas de grandes luxos, mas principalmente, levantaram impressionantes obras funcionais que encontram-se em numerosos lugares do país, como são aquedutos, pontes, banhos térmicos, circos e teatros entre outros.

Manifestações Artísticas Bizantinas

O Império Bizantino construiu um dos monumentos mais importantes na República da Turquia, a Igreja de Santa Sofia. As igrejas bizantinas se levantaram orgulhosas em todo território como amostra de uma arte majestosa e colorida. No interior delas estão bonitos afrescos e mosaicos de grande beleza.

Grandeza dos Selyúcidas

Em contraste com a arte bizantina, a arte dos selyúcidas se distingue por ter assumido grande parte dos elementos árabes e soube misturar com características persas conseguindo uma característica de estilo de grande originalidade. Por exemplo, as mesquitas construídas com uma colunaria aberta tipicamente árabe, acrescentando o característico pórtico abobadado persa. Os selyúcidas se destacaram, também, no tecido de tapeçarias, no esculpido de materiais diferentes e na produção de louça. Mas não só desenvolveram a arte como foram também excelentes impulsores da cultura e da educação com importantes centros educacionais, filosóficos e religioso.

O Império Otomano

A arte e a cultura da Ásia Menor alcançaram seu máximo esplendor com o Império Otomano. Os edifícios mais bonitos erguidos neste período são as mesquitas que têm uma distribuição interior realmente espetacular. As mesquitas grandes têm um lugar no qual estão as fontes para lavar-se antes de iniciar os ofícios religiosos, dali passa-se ao oratório, sempre orientado para A Meca, no qual estão localizados o mihrab ou nicho de orar, o mimbar desde do qual o imam pronuncia o sermão de sexta-feira, a tribuna dos cantores e o palco para as máximas autoridades da cidade. Ao lado das mesquitas encontram-se normalmente outros edifícios como escolas, farmácias, hospitais, refeitórios para pobres e sepulcros de especial beleza. Além das mesquitas os otomanos construíram palácios impressionantes com o mármore como principal material de construção. Neles podem ser vistos bonitos azulejos, abóbadas impressionantes e marquises em forma de estalactites. Outro elemento tipicamente otomano são as fontes que podem estar em qualquer praça ou rua das diferentes cidades de Turquia. Estas fontes são adornadas ricamente e freqüentemente podem ser vistas inscrições nelas. As casas otomanas foram distribuídas em andares diferentes, no térreo estava o recepção e no primeiro andar os quartos. O material de construção destas moradias era a madeira.

O Império otomano conseguiu desenvolver uma caligrafia excelente. Os peças mais conhecidas são o "turgra" e o monograma do sultão nos diplomas.

Arte Popular

Verdadeiras obras de arte são as tapeçarias e os tapetes turcos. Podem ser encontrados nas mais variadas cores e diferentes desenhos e tecidos mas todos de uma beleza e uma qualidade dificilmente superáveis.

Fonte: www.rumbo.com.br

Cultura Turca

Cultura Turca

A cultura turca é muito antiga, confundindo-se com a longa História do país. Desde a música à arquitectura, passando pelas artes plásticas, sobressaem múltiplas influências culturais.

No campo artístico, destaca-se a arte hitita, uma mistura das artes da Anatólia, da Mesopotânia e do Egipto. O azulejo é muito usado como elemento decorativo em mesquitas e nos balneários públicos. As tapeçarias bordadas e os almofadões de cores fortes embelezam muitos palácios.

O banho turco é originário dos banhos tradicionais romanos e bizantinos. O responsável pela sauna escova e lava o cliente, que depois descansa numa sala de temperatura amena.

A cozinha turca é muito rica em sabores. Quase todos os pratos tradicionais contêm uma base de iogurte. O chá preto é a bebida mais consumida pelos turcos.

O comércio tradicional é muito antigo e continua a ter uma grande influência na vida quotidiana. O grande bazar de Istambul (Kapalicarsi) possui quase 4000 lojas cobertas, onde se vende de tudo, desde sapatos em segunda mão até pedras preciosas e diamantes. Regatear preços é essencial para o cidadão turco.

Uma das danças mais populares é a dança do ventre. Criada sob a influência de diversos povos, é considerada pela mulher como uma dança sagrada. É um estilo exclusivamente feminino, com contornos muito eróticos. As dançarinas utilizam diversos adornos, desde espadas, véus, candelabros até serpentes. Estas são um símbolo de imortalidade para o povo turco.
A tradição manda que os rapazes sejam circuncisados à nascença, sendo esse momento um motivo de alegria para a família.

As lutas de camelos e o folclore popular são presença habitual nas festas da Turquia.

Fonte: www.icicom.up.pt

Cultura Turca

A literatura Otomana e música de corte eram maioritariamente religiosas, e ambas parecem pomposas e lúgubres aos ouvidos ocidentais. As artes visuais foram interditas pela lei Muçulmana que proíbe as representações de todo o ser “com uma alma imortal”, por isso os artistas islâmicos aderiram às artes não representativas. Os museus turcos estão repletos de delicadas telas coloridas, graciosos vasos de vidro, portas de mesquitas em madeira, corãos iluminados, jóias complicadas e vestuário sumptuoso. Ataturk alterou a imagem cultural da Turquia, encorajando a pintura, escultura, literatura, música ocidental (ele adorava ópera), dança e drama representativos. A introdução de um novo alfabeto turco baseado no latim deu origem a que muitos cidadãos aprendessem a ler e a escrever. Vários escritores turcos, tais como Nazim Hikmet, Yashar Kemal e Orhan Pamuk foram aclamados pela crítica e povo na Turquia. Recentemente, as artes Otomanas tais como papel-mármore e teatro de marionetas têm ressurgido com agrado. A tapeçaria continua a ser uma paixão turca.

A música folclórica era (e ainda é) alegre. A música Turku, muito ouvida na rádio, é música folclórica tradicional com influência urbana e moderna. A tradição milenária dos trovadores turcos tem sido aniquilada pela TV e cassetes, mas as cantigas dos grandes trovadores continuam populares e frequentemente tocadas e gravadas. A indústria de cinema turco começou cedo, nos anos ’20, expandiu-se rapidamente após a II Guerra Mundial e mergulhou em questões sociais e políticas nos anos ’60 e ’70. O cinema turco caracteriza-se pela honestidade, naturalismo e humor seco. Os principais realizadores são Yilçmaz Guney, Tunç, Basaran, Zulfu e Omer Kavur.

Embora o Turco seja uma língua simples e elegante, as regras da estrutura de frases e formação de verbos são muito diferentes das línguas Indo-Europeias, tornando-a mais difícil na aprendizagem. Os verbos podem ser tão complexos que constituem por si só frases inteiras – tente esta por exemplo : Afyonkarahisarliastiramadiklarimizdanmisiniz? (Não é uma das pessoas que nós tentámos –sem sucesso- assemelhar aos cidadãos de Afyonkarhisar?) É mais fácil perguntar pela casa de banho!

A Turquia é composta por 99% de Muçulmanos, predominantemente Sunni com Shiites e Alacuites no leste e sudeste. Muitos costumes e práticas turcas derivam de práticas islâmicas. A etiqueta requer que vista roupa modesta e descalce os sapatos quando visitar mesquitas. Em zonas não frequentadas por turistas (ou onde sentir marcas islâmicas conservadoras) as mulheres devem tapar a cabeça, braços e ombros e vestir vestidos ou saias modestas, de preferência até ao joelho. Evite visitar mesquitas na hora da oração ou à Sexta-feira, o dia santo dos Muçulmanos. Outros costumes turcos nada têm a ver com o respeito – até os Turcos se queixam – mas se tentar aderir a estes costumes certamente irá agradar aos seus anfitriões turcos.

Muitas mulheres queixam-se do assédio verbal e físico na Turquia. Embora não se deva preocupar excessivamente, deve no entanto, tomar algumas precauções. Tente manter o corpo, pernas e ombros cobertos, sobretudo se viajar para leste. Também se aconselha o uso de uma aliança de casamento. Ao caminhar, adopte uma postura firme, ignore chamamentos e afaste-se de ruas solitárias à noite. Se comer sozinha, peça o aile salonu (sala de jantar familiar). Sair sozinha À noite é basicamente arriscado.

Leve o seu apetite para a Turquia. Shish Kebab (borrego grelhado) é uma invenção turca e encontrará kebapçis em todo o lado. Os pratos de borrego e peixe ( que podem ser muito dispendiosos são os pratos principais nos restaurantes. Se for muito poupado, a refeição mais barata e saborosa é a pizza turca. “Eggplant” é o legume número um: peça um imam bayildi (“o padre desmaiado”), um delicioso prato de “eggplant”. As sobremesas são deliciosas (frequentemente com sabor a mel) e tendem a incorporar fruta, nozes e doces em combinações várias. Os vegetarianos não têm muita sorte, mas nunca morrerão à fome – ao fazerem uma refeição completa com meze (hors d’oeuvres=entradas). A bebida nacional é çay (chá). Cerveja é servida em quase todo o lado e os vinhos turcos são baratos e surpreendentemente bons. Raki, um brandy de uva com sabor a anís, é a melhor escolha para bebida alcoólica.

Fonte: www.saltlake.com.br

Cultura Turca

     
     

No mundo é rico em costumes e cultura. Isso é sentido quando uma pessoa visita um outro pais e se choca com algo que não lhe seja "normal".

Vamos enumerar alguns costumes Turcos que são interessantes:

Os turcos tem o costume de tirar os sapatos antes de entrarem em suas casa. Portanto se você for visitar uma família Turca e ver na entrada da casa ou mesmo na porta da entrada da casa ( do lado de fora da casa mesmo) um monte de sapatos não se espante ! A razão é boa e simples: limpeza ! Ao andar na rua o sapato estará em contacto com todo o tipo de sujeira e os Turcos não querem trazê-la para sua casa.

o casamento no cartório dura cerca de 5-10 minutos. A noiva geralmente veste uma roupa ocidental de noiva e o par é aplaudido pela família e amigos depois do SIM !

Depois de se casarem a noiva geralmente é presenteada com muito ouro e dinheiro !! Isso mesmo !! Pessoas da família e amigos dependuram na noiva moedas de ouro com laços vermelhos, colares de ouro, pulseiras de ouro, notas de dinheiro, etc... Se há um jantar de comemoração a noiva usa os presentes de ouro durante a festa. A noiva também carrega uma sacolinha aonde ela guarda alguns dos presentes de ouro que ganhou, no caso de serem muitos. Dependendo da riqueza da família e dos amigos, o arrecadamento da festa de casamento paga a festa e ainda sobra para usufruto dos pombinhos...

O casamento oficial na Turquia é feito no cartório e o religioso com uma festa religiosa. Como a Turquia é um país laico, um homem só pode se casar com uma mulher no cartório, mas um homem pode se casar com até 4 mulheres pela religião islâmica. O percentual de homens casados com varias mulheres é muito pequeno e geralmente não é bem visto pela população.

Quando uma criança nasce ou faz a circuncisão é costume de amigos e familiares de presentearem a criança com uma moeda de ouro com um laço vermelho.

Em vilarejos geralmente há um café publico. Neste café você verá somente homens sentados bebendo chá ou café, fumando e conversando. A permanência das mulheres não é proibida neste tipo de cafés, as mulheres também se reúnem em suas casas para tomar chá e colocar as fofocas em dia !

Um turco típico bebe aproximadamente cerca de 10 chicaras de vidro de chá negro por dia. O chá é a bebida mais popular da Turquia.

Se você estiver na Turquia no dia 10 de novembro as 9:05 da manhã verá algo muito interessante. Quase toda a população faz um minuto de silencio. É interessante ver uma metrópole como Istambul em um centro onde circulam milhões de pessoas e carros parados por um minuto. Seria como parar um filme. Este ato é em memoria da morte do fundador da republica Turca Mustafa Kemal Ataturk. Alguns relógios em alguns museus estão parados as 9:05, isto também é em respeito a Ataturk.

Os turcos são muito supersticiosos !!

O uso de um protetor contra mal olhado em crianças recém nascidas e pequenas é muito comum. Geralmente a família dependura na criança um objeto que se chama em turco "nazar boncuk" (veja figura nesta pagina) que é um olhinho azul. O objeto pode ser de ouro dependendo da riqueza da família.

O"nazar boncuk" pode também ser colocado na porta da casa (a pessoa já entra e vê que a casa está protegida), fora da casa, no escritório, no carro, pode ser também usado em forma de jóia ou bijoteria. O "nazar boncuk" tem a forma original do olho azul e pode ser também representado em uma pulseira ou em um brinco por uma pedra azul. Como são muitos os costumes daremos continuação a esse assunto em uma outra oportunidade !

Ao se cumprimentar os homens turcos se beijam nas faces. Isso é um ato muito normal de se ver na Turquia. Homem beija homem, mulher beija mulher e mulher beija homem nas duas face do rosto. Mulheres mais religiosas não beijam homens nas faces

Existe um ritual quando uma pessoa mais nova cumprimenta uma pessoa mais velha da mesma família ou uma pessoa mais chegada. A pessoa mais velha estende a mão e a pessoa mais nova beija o dorso da mão e depois a eleva em direção a sua testa. Isso é sinal de respeito aos mais velhos.

As famílias turcas gostam muito de oferecer alguma coisa ao visitante, seja um almoço, jantar ou um chá. Se você for convidado para ir visitar uma família turca, vá de estomago vazio ! Geralmente a mulher da casa cozinhará o dia inteiro pratos deliciosos e lhe oferecerá um banquete . Prove de tudo um pouquinho pois se você rejeitar alguma coisa é sinal de desapreciação.

Como são muitos os costumes daremos continuação a esse assunto em uma outra oportunidade !

Fonte: www.business-with-turkey.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal