Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Urano  Voltar

Urano

 

Urano
Urano - Planeta

Urano é um dos gigantes azuis e rodeados de anéis.

A peculiaridade que o caracteriza é que se translada "inclinado" em torno do Sol.

Durante sua formação, um objeto do tamanho da Terra o golpeou.

Como conseqüência, durante uma das metades do recorrido orbital, um pólo localiza-se em frente ao Sol, e durante a outra metade o outro pólo assume esta localização.

Possui 15 luas, 11 anéis e um poderoso campo gravitacional.

DADOS TÉCNICOS

DIÂMETRO EQUATORIAL: 51.800 km
DISTÂNCIA MÉDIA DO SOL:
 2.871.000.000 km
PERÍODO DE TRANSLAÇÃO (ANO): 
84 anos terrestres
PERÍODO DE ROTAÇÃO (DIA): 
17 horas e 12 minutos.
PRINCIPAIS COMPONENTES ATMOSFÉRICOS:
 hidrogênio, hélio e metano
TEMPERATURA SUPERFICIAL: 
-212° C
GRAVIDADE: 
0,93 g (1 g = 9,8 m/s2)
ATMOSFERA (VALORES APROXIMADOS):

83% de Hidrogênio
15% de Hélio
2% de Metano

Urano - Planeta

Urano

Urano, em homenagem ao pai do deus romano Saturno, é o sétimo planeta do Sistema Solar e terceiro dos gigantes de gás.

É o terceiro maior planeta pelo diâmetro, mas o quarto em maior massa.

Urano é o sétimo planeta a contar do Sol.

Sua distância média ao Sol é de cerca 2.870 milhões de km.

É o terceiro maior planeta do Sistema Solar com um pouco mais de 51.000 km de diâmetro no equador.

Urano , tal como Júpiter, Saturno e Neptuno, é um planeta gasoso.

Sua atmosfera é constituída principalmente por hidrogênio e hélio; existe também uma quantidade significativa de metano, fazendo com que este planeta apresente uma coloração azulada.

Urano demora menos de 18 horas a dar uma volta sobre si próprio, porém essa rotação é feita no sentido retrógrado (tal como Vênus). Em termos de translação, Urano demora cerca de 84 anos a completar uma volta ao redor do Sol.

Este planeta também possui um sistema de anéis, apesar destes serem tênues. Os primeiros anéis foram descobertos em 1977.

Este foi o primeiro planeta a ser descoberto com recurso ao telescópio, a 13 de Março de 1781 pelo astrônomo inglês de origem alemã William Herschel.

O brilho de Urano a partir da Terra está no limite daquilo que é possível ser visto a olho nú, pelo que antes dessa data já fora visto por outros astrônomos, mas estes pensaram que se tratava de uma estrela, como é o caso do astrônomo inglês John Flamsteed que em 1690 o catalogou como sendo a estrela 34 Tauri.

Até à data apenas uma sonda espacial passou por Urano , revelando muito sobre este planeta. Foi Voyager 2 que 1986 passou a menos de 81.500 km do topo das nuvens. Esta sonda enviou para a Terra 7.000 fotografias de Urano e de seus satélites.

Urano possui atualmente 27 satélites naturais conhecidos.

Composição de Urano

O planeta possui um núcleo rochoso envolvido por uma atmosfera super densa composta por gelo água, metano e amônia em estado líquido. Acima desta camada existe uma atmosfera de hidrogênio, hélio com nuvens de amônia e metano.

O vento, à superfície, circula a velocidades que oscilam entre os 150 e 500 km por hora sendo a temperatura é de -214º .

O núcleo de Urano deve ser composto de uma mistura de rocha e gelo, de massa provavelmente não superior à da Terra. A este núcleo seguir-se-á um “manto” composto por uma mistura de gelos de água, metano e amônia, possivelmente em estado sólido mas plástico. Daí até à superfície encontra-se uma atmosfera de hidrogênio, hélio e metano moleculares, que absorvem a luz no vermelho, o que confere ao planeta a sua característica cor azul.

Urano - Descoberto

Urano

Urano foi descoberto em 1781 pelo astrônomo amador William Herschel, que pensou inicialmente que se tratava de um cometa. O movimento lento indicava que o corpo estava além da órbita de Saturno. Baseado nas primeiras observações, o astrônomo Anders Lexell calculou a órbita do corpo como sendo circular.

Quem sugeriu o nome Urano ao planeta foi Johann Bode, mas passaram cinco décadas até que o nome fosse completamente aceito.

Urano se encontra a uma distância média de 19 UA do Sol e leva 84 anos para completar uma revolução em torno do Sol. A inclinação de seu eixo de rotação é de 98°, o que faz com que um dos polos fique iluminado e o outro não por décadas. Seu período de rotação é 17.3 horas.

Quando visto através de telescópio, o planeta apresenta uma coloração esverdeada, esta cor se deve a existência de metano em sua atmosfera.

A estrutura interna de Urano é prevista como sendo diferente dos outros planetas gasosos. Há um núcleo rochoso e ao redor deste há uma camada de água, esta por sua vez fica envolta por um manto formado por hidrogênio e hélio.

Urano possui campo magnético, a existência deste é devido a existência da mistura de água, metano e amônia no interior do planeta, que devido a alta pressão se dissociam em íons, fazendo com que o meio se torne um eletrólito; as correntes de convecção existentes neste meio são as geradoras do campo magnético. A intensidade do campo magnético no topo das nuvens é similar ao terrestre, mas como Urano é maior que a Terra, a força de seu campo magnético é maior. O campo magnético de Urano está inclinado 60° com relação ao eixo de rotação, sendo o planeta onde esta inclinação é máxima.

Urano possui anéis, estes foram descobertos em 1977 durante uma ocultação estelar.

Hoje conhecemos 10 aneis ao redor do planeta, 9 descoberdos da Terra e um pela sonda Voyager2.

Todos anéis são escuros e pequenos, com metros ou alguns kilometros de espessura. A sonda Voyager2 mostrou que estes são constituidos de poeira muito fina, assim como os de Júpter e Saturno. A poeira é mais escura que qualquer material conhecido e a origem de sua coloração é desconhecida.

Urano possui 15 satélites naturais, sendo que 10 foram descobertos pela sonda Voyager2.

A composição dos satélites é similar a dos planetas gasosos e sua densidade média é próxima a da água. Miranda ocupa a órbita mais interna dos maiores satélites de Urano, possui formações geológicas em forma de 'V', é possivel que isto indique que estas formações resultem de uma colisão com outro corpo.

Umbriel é outra lua, que apresenta uma coloração escura, sua superfície é coberta por crateras sem sinais de atividade geológica.

São os satélites de Urano: Ariel, Umbriel, Titania, Oberon, Miranda, Cordelia, Ophelia, Bianca, Cressida, Desdemona, Juliet, Portia, Rosalind, Belinda e Puck.

Estrutura de Urano

Urano
Estrutura de Urano

As evidências indicam que Urano pode ter um núcleo de silicato de rocha (talvez rico em ferro e magnésio), o qual é de 4.800 km de diâmetro (cerca de 40% da massa do planeta).

O manto é provável gelo ou mistura de gelo-rock (gelo água, gelo de metano, amônia gelo) que pode ser fundida em parte (talvez evidência de convenção produzido no campo magnético).

Acima do manto é a atmosfera mais baixa, que consiste de hidrogênio molecular (gasoso), hélio, e vestígios de outros gases (aproximadamente 10% da massa do planeta).

Finalmente, a atmosfera superior é o metano, com camadas de nuvens de amônia ou água gelada.

O campo magnético descoberto e mapeado pela Voyager 2 implica uma região gerador de campos em Urano interior que se estende para fora para 0,7 de raio Uranus do centro, e que parte de Urano interior é um fluido e tem uma alta temperatura interna.

Satélites de Urano

Urano
Satélites de Urano

TITANIA

Titania é o maior dos satélites de Urano.
Descoberto em 1787, tem um diâmetro de cerca de 1578 km.
Orbita em torno do planeta a uma distância média de 435.840 km durante aproximadamente 8,7 dias.

OBERON

Oberon é o segundo maior dos satélites de Urano.
Descoberto em 1787, tem um diâmetro de cerca de 1523 km.
Órbita em torno do planeta a uma distância média de 582.600 km durante aproximadamente 13,46 dias.

UMBRIEL

Umbriel é o terceiro maior dos satélites de Urano.
Descoberto em 1851, tem um diâmetro de cerca de 1170 km.
Orbita em torno do planeta a uma distância média de 265.970 km durante aproximadamente 4,14 dias.

ARIEL

Ariel é o quarto maior dos satélites de Urano.
Descoberto em 1851, tem um diâmetro de cerca de 1158 km.
Orbita em torno do planeta a uma distância média de 191.240 km durante aproximadamente 2,52 dias.

MIRANDA

Miranda é o quinto maior dos satélites de Urano.
Descoberto em 1948, tem um diâmetro de cerca de 472 km.
Orbita em torno do planeta a uma distância média de 129.780 km durante aproximadamente 1,41 dias.

SYCORAX

Sycorax é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1997, tem um diâmetro de cerca de 190 km.

PUCK

Puck é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1997, tem um diâmetro de cerca de 162 km.

PORTIA

Portia é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1986, tem um diâmetro de cerca de 136 km.

CALIBAN

Caliban é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1997, tem um diâmetro de cerca de 96 km.

JULIET

Juliet é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1986, tem um diâmetro de cerca de 94 km.

S/1986 U10

S/1986 U10 é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1986, tem um diâmetro de cerca de 80 km.

BELINDA

Belinda é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1986, tem um diâmetro de cerca de 80 km.

CRESSIDA

Cressida é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1986, tem um diâmetro de cerca de 80 km.

ROSALIND

Rosalind é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1986, tem um diâmetro de cerca de 72 km.

DESDEMONA

Desdemona é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1986, tem um diâmetro de cerca de 64 km.

BIANCA

Bianca é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1986, tem um diâmetro de cerca de 54 km.

OPHELIA

Ophelia é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1986, tem um diâmetro de cerca de 42 km.

CORDELIA

Cordelia é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 1986, tem um diâmetro de cerca de 42 km.

MARGARET

Margaret (S/2003 U3) é um dos satélites menores de Urano.
Descoberto em 2003, tem um diâmetro de cerca de 12 km.

Urano - Resumo

Descoberto por William Herschel
Data da descoberta 1781
Massa (kg) 8.686e+25
Massa (Terra = 1) 1.4535e+01
Raio equatorial (km) 25,559
Raio equatorial (Terra = 1) 4.0074
Densidade média (gm/cm³) 1.29
Distância média ao Sol (km) 2,870,990,000
Distância média ao Sol (Terra = 1) 19.1914
Período de rotação (horas) -17.9
Período orbital (anos) 84.01
Velocidade orbital média (km/seg) 6.81
Excentricidade orbital 0.0461
Inclinação do eixo (graus) 97.86
Inclinação orbital (graus) 0.774
Gravidade à superfície no equador (m/seg²) 7.77
Velocidade de escape no equador (km/seg) 21.30
Albedo geométrico visual 0.51
Magnitude (Vo) 5.52
Temperatura média das nuvens -193°C
Pressão atmosférica (bars) 1.2
Composição atmosférica
Hidrogênio 83%
Hélio 15%
Metano 2%

Fonte: educar.sc.usp.br/www.astro.110mb.com/science.jrank.org

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal