Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Calendário de Vacinação  Voltar

Calendário Básico de Vacinação

Calendário de Vacinas Até os 30 Meses

Desde que nasce, o bebê deve ser vacinado contra diversas doenças. Em certos casos, ele poderá apresentar reações como febre, dor ou inchaço local, normais e passageiras. Acompanhe o calendário, sem esquecer as doses de continuação. Em caso de dúvida, consulte o pediatra.

MESES DE APLICAÇÃO E DOSES

Vacinas Nasc 1 2 3 4 5 6 7 9 12 15 18 19
4 anos
5 anos
6 anos
10 anos
12 anos
14 anos
BCG
Intradér-mico
                            R      
Hepatite B                                
Tríplice Bacteriana               R       R      
Pólio
oral
ou Pólio
              R       R      
Tríplice
adulto
                                    R
Influenza
(Gripe)
                  R - Anual
Varicela                   U                  
Tríplice viral                              
Hepatite A                                  
Meningite
B e C
                           
Antipneu-mocócica conjugada               R                
Antipneu-mocócica C conjugada                                
Febre
Amarela
                                   
U = dose única
1ª/2ª/3ª = doses parciais
R = dose de reforço

Saiba mais

BCG

Previne contra: Formas graves de Tuberculose (Meniningite tuberculosa, Tuberculose Miliar ou Sistêmica)

Forma de aplicação: injeção

Reações mais comuns e o que pode aliviar: erupções no local. A casquinha não deve ser tirada na hora do banho.

Quando é melhor adiar a vacinação: nos recém-nascidos com menos de 2kg e quando houver lesões na pele

Continuidade: reforço entre 6 e 10 anos - Norma do Ministério da Saúde, de 1995

Hepatite B

Previne contra: Hepatite B

Forma de aplicação: injeção, em geral na face lateral da coxa

Reações mais comuns e o que pode aliviar: febre e (raramente) dores locais.

Acima de 38º, usar antitérmicos. Aplicar compressas geladas no local.

Quando é melhor adiar a vacinação: nos quadros infecciosos febris

Tríplice

Previne contra: Difteria, Tétano e Coqueluche

Forma de aplicação: injeção no bumbum e na coxa

Reações mais comuns e o que pode aliviar: febre, dor e carocinho no local nas primeiras 48 horas depois. Acima de 38º, usar antitérmicos. No local, compressas de gelo, sem massagear. (A Vacina Tríplice Acelular não apresenta reação).

Quando é melhor adiar a vacinação: nos casos de febres e convulsões

Continuidade: De 10 em 10 anos, contra difteria e tétano

Vacina anti-pólio

Previne contra: Paralisia Infantil

Forma de aplicação: duas gotinhas, via oral

Reações mais comuns e o que pode aliviar: diarréia. Usar vacina pentavalente injetável. Já existe a vacina anti-pólio injetável, associada, na mesma injeção, à DPT e à Hemophilus

Quando é melhor adiar a vacinação: de modo geral, não há contra-indicação, mas em caso de febre alta, é melhor adiar. Vômitos e diarréia, embora não contra-indiquem, complicam a aplicação

Hemophilus B

Previne contra: Meniningite bacteriana, Pneumonia e outras infecções

Forma de aplicação: injeção intramuscular (pode ser na coxa)

Reações mais comuns e o que pode aliviar: acima de 38º, usar antitérmicos

Quando é melhor adiar a vacinação: nos casos de febre

Gripe

Previne contra: Gripe

Forma de aplicação: injeção

Reações mais comuns e o que pode aliviar: dor no local e febre. Acima de 38º, antitérmicos

Quando é melhor adiar a vacinação: nos casos de febre e infecção viral ativa

Continuidade: fazer reforço anual

Varicela

Previne contra: Catapora

Forma de aplicação: injeção, geralmente no bumbum

Reações mais comuns e o que pode aliviar: dor, manchas no local e febre baixa. Acima de 38º, usar antitérmicos. Compressas frias

Quando é melhor adiar a vacinação: nos casos de febre ou erupções na pele

Continuidade: reforço entre os 12 e 15 anos

Tríplice viral

Previne contra: Caxumba, Rubéola, Sarampo

Forma de aplicação: injeção, geralmente no bumbum

Reações mais comuns e o que fazer: coriza, febre baixa. Acima de 38º, usar antitérmicos. Compressas frias

Quando é melhor adiar a vacinação: em caso de febre alta

Continuidade: reforço entre 4 e 6 anos

Hepatite A

Previne contra: Hepatite A

Forma de aplicação: injeção

Reações mais comuns e o que fazer: dor local. Aplicar compressas frias

Quando é melhor adiar a vacinação: nos casos de febre, icterícia, vômitos ou suspeita de doença hepática

Meningite meningocócica

Previne contra: Meningite causada pelos sorotipos B e C

Forma de aplicação: injeção

Reações mais comuns e o que fazer: dor no local e febre. Acima de 38º, antitérmicos. No local: compressas frias

Quando é melhor adiar a vacinação: nos casos de febre, erupções na pele, vômitos e dor de cabeça

Continuidade: fazer reforço bianual

Antipneumocócita

Previne contra: Infecções bacterianas (Pneumonia)

Forma de aplicação: injeção

Reações mais comuns e o que fazer: dor no local e febre. Acima de 38º, usar antitérmicos

Quando é melhor adiar a vacinação: nos casos de febre e infecções agudas, como otite, gripe, etc

Fonte: www2.uol.com.br

Calendário Básico de Vacinação

Calendário Básico de Vacinação

Idade Vacinas Doenças Evitadas
Ao nascer BCG Tuberculose
HB (hepatite B) Hepatite B
1 mês HB (hepatite B) Hepatite B
2 meses DTP (tríplice bacteriana) Difteria, tétano e coqueluche
VOP (Sabin) Poliomielite (paralisia infantil)
Hib (Haemophilus influenzae tipo B) Meningite e outras infecções causadas pelo Hib
4 meses DTP (tríplice bacteriana) Difteria, tétano e coqueluche
VOP (Sabin) Poliomielite (paralisia infantil)
Hib (Haemophilus influenzae tipo B) Meningite e outras infecções causadas pelo Hib
6 meses DTP (tríplice bacteriana) Difteria, tétano e coqueluche
VOP (Sabin) Poliomielite (paralisia infantil)
Hib (Haemophilus influenzae tipo B) Meningite e outras infecções causadas pelo Hib
HB (hepatite B) Hepatite B
9 meses S (Sarampo) Sarampo
FA (febre amarela) Febre amarela
15 meses DTP (tríplice bacteriana) Difteria, tétano e coqueluche
VOP (Sabin) Poliomielite (paralisia infantil)
SRC (Tríplice Viral) Sarampo, Rubéola e Caxumba
6-10 anos BCG Tuberculose
10-11 anos (reforço a cada 10 anos) DT (dupla adulto) Difteria e tétano
FA (febre amarela) Febre amarela
12-49 anos (grávidas) R (Rubéola) ou RS (dupla viral) ou SRC (tríplice viral) Rubéola, ou Rubéola e Sarampo ou Sarampo, Rubéola e Caxumba 
60 anos ou mais (reforço anual) Gripe (influenza) Gripe
60 anos ou mais (em asilos, casas geriátricas e hospitais - reforço a cada 5 anos) Antipneumocócica Pneumonia e infecções respiratórias

IMPORTANTE

Para ter-se certeza de que se deve tomar ou não alguma vacina, informe-se com o seu médico ou com o posto de saúde mais próximo.

O calendário pode variar de estado para estado, principalmente no que se refere à vacinação contra febre amarela.

Fonte: Ministério da Saúde FUNASA

Calendário de Vacinação

Calendário Básico de Vacinação da Criança

IDADE VACINAS DOSES DOENÇAS EVITADAS
Ao nascer
BCG - ID dose única Formas graves de tuberculose
Vacina contra hepatite B (1) 1ª dose Hepatite B
1 mês
Vacina contra hepatite B 2ª dose Hepatite B
2 meses
 Vacina tetravalente (DTP + Hib) (2)  1ª dose   Difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b
VOP (vacina oral contra pólio) 1ª dose Poliomielite (paralisia infantil)
VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano) (3) 1ª dose Diarréia por Rotavírus
Vacina tetravalente (DTP + Hib) 2ª dose Difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b
4 meses
VOP (vacina oral contra pólio) 2ª dose Poliomielite (paralisia infantil)
VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano) (4) 2ª dose Diarréia por Rotavírus
6 meses
Vacina tetravalente (DTP + Hib) 3ª dose Difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b
VOP (vacina oral contra pólio) 3ª dose Poliomielite (paralisia infantil)
Vacina contra hepatite B 3ª dose Hepatite B
9 meses
Vacina contra febre amarela (5) dose inicial Febre amarela
12 meses
SRC (tríplice viral) dose única Sarampo, rubéola e caxumba
15 meses
VOP (vacina oral contra pólio) reforço Poliomielite (paralisia infantil)
DTP (tríplice bacteriana) 1º reforço Difteria, tétano e coqueluche
4 - 6 anos
DTP (tríplice bacteriana 2º reforço Difteria, tétano e coqueluche
SRC (tríplice viral) reforço Sarampo, rubéola e caxumba
10 anos
Vacina contra febre amarela reforço Febre amarela

(1) A primeira dose da vacina contra a hepatite B deve ser administrada na maternidade, nas primeiras 12 horas de vida do recém-nascido. O esquema básico se constitui de 03 (três) doses, com intervalos de 30 dias da primeira para a segunda dose e 180 dias da primeira para a terceira dose.

(2) O esquema de vacinação atual é feito aos 2, 4 e 6 meses de idade com a vacina Tetravalente e dois reforços com a Tríplice Bacteriana (DTP). O primeiro reforço aos 15 meses e o segundo entre 4 e 6 anos.

(3) É possível administar a primeira dose da Vacina Oral de Rotavírus Humano a partir de 1 mês e 15 dias a 3 meses e 7 dias de idade (6 a 14 semanas de vida).

(4) É possível administrar a segunda dose da Vacina Oral de Rotavírus Humano a partir de 3 meses e 7 dias a 5 meses e 15 dias de idade (14 a 24 semanas de vida). O intervalo mínimo preconizado entre a primeira e a segunda dose é de 4 semanas.

(5) A vacina contra febre amarela está indicada para crianças a partir dos 09 meses de idade, que residam ou que irão viajar para área endêmica (estados: AP, TO, MA MT, MS, RO, AC, RR, AM, PA, GO e DF), área de transição (alguns municípios dos estados: PI, BA, MG, SP, PR, SC e RS) e área de risco potencial (alguns municípios dos estados BA, ES e MG). Se viajar para áreas de risco, vacinar contra Febre Amarela 10 (dez) dias antes da viagem.

Calendário de Vacinação

Calendário Básico de Vacinação do Adolescente

IDADE VACINAS DOSES DOENÇAS EVITADAS
De 11 a 19 anos (na primeira visita ao serviço de saúde) Hepatite B 1ª dose Contra Hepatite B
dT  (Dupla tipo adulto) (2) 1ª dose Contra Difteria e Tétano
Febre amarela (3) Reforço Contra Febre Amarela
SCR (Tríplice viral) (4) dose única Contra Sarampo, Caxumba e Rubéola
1 mês após a 1ª dose contra Hepatite B Hepatite B 2ª dose contra Hepatite B
6 meses após a 1ª dose contra Hepatite B Hepatite B 3ª dose contra Hepatite B
2 meses após a 1ª dose contra Difteria e Tétano
dT (Dupla tipo adulto) 2ª dose Contra Difteria e Tétano
4 meses após a 1ª dose contra Difteria e Tétano
dT (Dupla tipo adulto) 3ª dose Contra Difteria e Tétano
a cada 10 anos, por toda a vida dT (Dupla tipo adulto) (5) reforço Contra Difteria e Tétano
Febre amarela reforço Contra Febre Amarela

(1) Adolescente que não tiver comprovação de vacina anterior, seguir este esquema. Se apresentar documentação com esquema incompleto, completar o esquema já iniciado.

(2) Adolescente que já recebeu anteriormente 03 (três) doses ou mais das vacinas DTP, DT ou dT, aplicar uma dose de reforço. É necessário doses de reforço da vacina a cada 10 anos. Em caso de ferimentos graves, antecipar a dose de reforço para 5 anos após a última dose. O intervalo mínimo entre as doses é de 30 dias.

(3) Adolescente que resida ou que for viajar para área endêmica (estados: AP, TO, MA, MT, MS, RO, AC, RR, AM, PA, GO e DF), área de transição (alguns municípios dos estados: PI, BA, MG, SP, PR, SC e RS) e área de risco potencial (alguns municípios dos estados BA, ES e MG). Em viagem para essas áreas, vacinar 10 (dez) dias antes da viagem.

(4) Adolescente que tiver duas doses da vacina Tríplice Viral (SCR) devidamente comprovada no cartão de vacinação, não precisa receber esta dose.

(5) Adolescente grávida, que esteja com a vacina em dia, mas recebeu sua última dose há mais de 5 (cinco) anos, precisa receber uma dose de reforço. A dose deve ser aplicada no mínimo 20 dias antes da data provável do parto. Em caso de ferimentos graves, a dose de reforço deve ser antecipada para cinco anos após a última dose.

Calendário de Vacinação

Calendário Básico de Vacinação do Adulto e do Idoso

IDADE VACINAS DOSES DOENÇAS EVITADAS
A partir de 20 anos dT (Dupla tipo adulto)(1) 1ª dose Contra Difteria e Tétano
Febre amarela (2) dose inicial Contra Febre Amarela
SCR (Tríplice viral) (3) dose única Contra Sarampo, Caxumba e Rubéola
2 meses após a 1ª dose contra Difteria e Tétano dT (Dupla tipo adulto) 2ª dose Contra Difteria e Tétano
4 meses após a 1ª dose contra Difteria e Tétano dT (Dupla tipo adulto) 3ª dose Contra Difteria e Tétano
a cada 10 anos, por toda a vida dT (Dupla tipo adulto) (4) reforço Contra Difteria e Tétano
Febre amarela reforço Contra Febre Amarela
60 anos ou mais Influenza (5) dose anual Contra Influenza ou Gripe
Pneumococo (6) dose única Contra Pneumonia causada pelo pneumococ

(1) A partir dos 20 (vinte) anos, gestante, não gestante, homens e idosos que não tiverem comprovação de vacinação anterior, seguir o esquema acima. Apresentando documentação com esquema incompleto, completar o esquema já iniciado. O intervalo mínimo entre as doses é de 30 dias.

(2) Adulto/idoso que resida ou que for viajar para área endêmica (estados: AP, TO, MA, MT, MS, RO, AC, RR, AM, PA, GO e DF), área de transição (alguns municípios dos estados: PI, BA, MG, SP, PR, SC e RS) e área de risco potencial (alguns municípios dos estados BA, ES e MG). Em viagem para essas áreas, vacinar 10 (dez) dias antes da viagem.

(3) A vacina tríplice viral - SCR (Sarampo, Caxumba e Rubéola) deve ser administrada em mulheres de 12 a 49 anos que não tiverem comprovação de vacinação anterior e em homens até 39 (trinta e nove) anos.

(4) Mulher grávida que esteja com a vacina em dia, mas recebeu sua última dose há mais de 05 (cinco) anos, precisa receber uma dose de reforço. A dose deve ser aplicada no mínimo 20 dias antes da data provável do parto. Em caso de ferimentos graves, a dose de reforço deverá ser antecipada para cinco anos após a última dose.

(5) A vacina contra Influenza é oferecida anualmente durante a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso.

(6) A vacina contra pneumococo é aplicada durante a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso nos indivíduos que convivem em instituições fechadas, tais como casas geriátricas, hospitais, asilos e casas de repouso, com apenas um reforço cinco anos após a dose inicial.

Fonte: portal.saude.gov.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal