Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Vagem  Voltar

Vagem

Vagem

Conhecida como vagem, feijão-vagem, vage, vaja e bagem.

A vagem é composta pela bainha (parte que envolve a semente) e semente ou grãos das plantas leguminosas do feijão e ervilha.

Para ser considerada como legume, a vagem deve ser colhida antes que os grãos internos amadureçam.

As variedades mais conhecidas são: vagem manteiga e vagem macarrão.

Na área nutricional, a vagem é pouco calórica, sendo indicada para regimes. Contém vitaminas do complexo B e vitamina C.

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL
Porção: 100 gramas
Quantidade por porção
  %VD (*)
Valor Calórico
31 kcal
1%
Carboidrato
7.14 g
2%
Proteína
1.85 g
4%
Gorduras Totais
0.14 g
0%
Gorduras Saturadas
0 g
0%
Colesterol
0 mg
0%
Fibra Alimentar
3.43 g
11%
Cálcio
37 mg
5%
Ferro
1 mg
7%
Sódio
6 mg
0%
* Valores Diários de referência com base em uma dieta de 2500 calorias

Fonte: www.demarchi.com.br

Vagem

Vagem

Considerações gerais

A vagem também conhecida como feijão-vagem.

Planta anual, pertencente à família Fabaceae (Ieguminosae). Originária da América do Sul, provavelmente do sul do Brasil e rgiões do Paraguai, daí, por volta de 1540 foi para a Europa e espalhou por todo o mundo Suas vagens são tenras e utilizadas na alimentação humana cozidas ou em forma industrializada (congelada e em conserva). E a principal leguminosa hortícola.

Variedades

Existem dois grupos, as variedades anãs e as trepadeiras, que podem chegar a três metros de altura. O grupo conhecido por macarrão tem vagens arredondadas e o grupo das manteiga, com vagens achatadas. Existem dezenas de variedades adaptadas a cada região.

Plantio

Nas regiões quentes e litorâneas plantar no período de abril a junho; nas regiões mais frias, no período de agosto a março e nas demais regiões com clima quente para ameno, pode ser plantada o ano todo.

O espaçamento para as variedades trepadeiras são de : 1,00m x 0,50m a 0,70m e 1,20 x 0,50m; para as variedades anãs, de 0,50 x 0,20m.

Pode-se cultivar até 20.000 plantas/ha para as variedades trepadeiras e de 100.000 plantas/ha para as anãs.

A semeadura é direta, a 2,5cm de profundidade, em sulcos, podendo ser manual ou mecanizada.

Clima e Solo

É hortaliça própria de clima quente para ameno, com temperatura variando entre entre 20 e 25ºC. Não gosta de frio intenso ou geadas. Os ventos, durante a floração, prejudicam a polinização ou promovem a queda de flores por desidratação. Evitar solos muitos argilosos, rasos e com baixos teores de matéria orgânica. Os solos argilosos causam maior apodrecimento de sementes. O solo deve ser fértil e ter acidez de média a fraca.

Tratos Culturais

A análise do solo indicará a calagem necessária para adequar a acidez ideal e a adubação de NPK, Zinco, Boro e Magnesio que deve ter um teor mínimo de 8mmol/dm3. Em cobertura, aplicar 120 kg/ha de N e 40 kg/ha de K2O5, parcelando em duas vezes, aos 20 e 40 dias após a emergência das plântulas. Dispensar a adubação de plantio se a cultura suceder outras normalmente bem adubadas, como as de tomate e batatinha; entretanto, a adubação de cobertura deve ser mantida. As capinas devem ser feitas se necessário e a irrigação devem ser diárias até a germinação, após de tres aquatro dias, observando a necessidade.

Fazer tutoramento no caso da variedade trepadeira, podendo ser com varas em “X” ou estaca com galhos junto à haste principal, para que a planta possa se espalhar. Fazer a amontoa de terra no pé da planta, nas trepadeiras. Desbastar.

Pode ser consorciada com hortaliças, como milho, pepino, rabanete, nabo e cenoura; podendo fazer rotação com hortaliças de outras famílias e de variedades que resistem ao calor(cenoura, tomate, batata, etc.)

Colheita e Embalagem

A colheita das variedades rasteiras pode iniciar-se aos 50 dias após a semeadura, perdurando por 15 dias, enquanto as trepadeiras iniciam a produção com 70 dias, perdurando por até 30 dias, sempre levando em consideração o vigor das plantas. O ponto ideal de colheita é quando as vagens tipo manteiga estão com cerca 23 cm de comprimento e, as do tipo macarrão, com cerca de 15 cm. As vagens devem ser tenras, partindo-se as pontas ao serem dobradas. A cada dois dias deve ser feita a colheita das vagens.

Pragas e Moléstias

Os insetos mais frequentes são o ácaros, pulgões, tripes, lesmas e lagartas. As moléstias mais comuns são a ferrugem, antracnose, o oídio e a murcha de fusarium, todas causadas por fungos.

Períodos quentes e úmidos favorecem o aparecimento de bacterias causadoras do crestamento e da antracnlose.

Fonte: www.criareplantar.com.br

voltar 1234567avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal