Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Vaticano - Página 2  Voltar

Vaticano

Nome completo: Estado da Cidade do Vaticano

População: 500 (ONU 2009)

Capital: Cidade do Vaticano

 

Área: 0,44 km ² (0,17 milhas sq)

Principais idiomas: Latino (oficial), Italiano

Principal religião: Cristianismo

Expectativa de vida: 74 anos (homens), 81 anos (mulheres)

Unidade monetária: 1 euro = 100 centavos

Principais exportações: Selos postais, publicações, lembranças turísticas

RNB per capita: n / a

Domínio da Internet:. Va

Código de discagem internacional: 39

Perfil

Vaticano
Guarda Suíça, vestidos com traje cerimonial tradicional, são responsáveis pela segurança do Papa

O Vaticano é o menor estado independente do mundo e residência do líder espiritual da Igreja Católica Romana.

Seu território é rodeado pelo capital italiana da cidade de Roma, e os padres e freiras de muitas nacionalidades compõem a quase totalidade da população.

A Cidade do Vaticano é tudo o que resta dos Estados outrora extensos papais da Itália central, que foram conquistados pelas forças da unificação italiana em meados do século 19. Os papas, em seguida, tornou-se "prisioneiros no Vaticano", não querendo deixar os limites do Palácio Apostólico até 1929, quando o governo fascista da Itália negociou o Tratado de Latrão, que criou o atual mini-estado.

O papa atual é Francisco, o primeiro latino-americano a ser eleito para o cargo. Ele sucedeu o Papa Bento XVI, que reinou de 2005 até 2013, quando anunciou sua renúncia por motivos de idade avançada.

Papa Bento XVI continuou as políticas conservadoras de escritório de seu antecessor, João Paulo II.

Papado de João Paulo de 26 anos viu tremenda agitação na Europa Oriental, incluindo a sua terra natal na Polônia.

Ele pregou o diálogo ea reconciliação entre antigos adversários políticos e religiões. Durante uma visita a Israel - a primeira de um Papa - João Paulo expressou tristeza para a história do anti-semitismo na Igreja Católica.

Ele também procurou curar divisões com outras igrejas cristãs. Alguns desses movimentos foram bem sucedidos, outros nem tanto.

Críticos dentro e fora da Igreja Católica disse que o Vaticano política social foi-de-passo com a realidade moderna.

Vaticano
Peregrinos de viagens de todo o mundo para reunir na Praça de São Pedro para várias cerimônias,
como esta beatificação do Papa João Paulo II mai 2011

Eles disseram que o ensino rigoroso Papa João Paulo II contra o aborto ea contracepção falhou a maioria dos católicos, e desqualificada a igreja de qualquer papel na resolução dos problemas sociais que enfrentam centenas de milhões de crentes.

Estas questões voltarão a dominar a agenda do próximo papa.

A Cidade do Vaticano pacotes de edifícios imponentes em sua pequena área. Estes incluem Basílica de São Pedro. Concluído no início do século 17, o edifício de cúpula é um local de peregrinação. Os Museus do Vaticano ea casa de galerias de arte as coleções de arte de valor inestimável dos papas.

Em um nível mais profano, o Vaticano mudou-se para atender às demandas internacionais de transparência financeira mais sequência de uma investigação em 2010 para o Banco do Vaticano sobre as violações de regras de lavagem de dinheiro.

É colocar em leis lugar que o trazem em linha com os padrões internacionais de transparência, prevenção de terrorismo falsificação e fraude, mas presidente do Banco Ettore Gotti Tedeschi, no entanto teve de renunciar em 2012 para abandono do dever,

Fonte: news.bbc.co.uk

Vaticano

No coração de Roma, uma bandeira amarela e branca anuncia soberania por mais de 40 hectares de jardins, palácios, museus e igrejas. É a bandeira da Cidade do Vaticano, domínio temporal do papa.

Esse território abriga uma população flutuante de cerca de mil pessoas e proporciona uma base política independente à esfera de atuação mais ampla do papa: a Santa Sé, que mantem vínculos diplomáticos com quase cem países e decide sobre as questões de fé para os católicos romanos do mundo inteiro.

Vaticano
Vaticano

A administração da Santa Sé, a Cúria, cuida dos extensos trabalhos pastorais e evangélicos, além de administrar as complexas finanças do Vaticano. A Cidade do Vaticano é o que resta dos abastados Estados da Igreja do passado, mas a jurisdição espiritual do Papa continua crescendo, com uma população católica superior a 1 bilhão de pessoas no mundo inteiro.

Geografia

Nome do país: Santa Sé (Estado da Cidade do Vaticano).

Denominação Local: Santa Sede (Stato della Citta del Vaticano).

Tipo de governo: Monarquia Eclesiástica.

Constituição: Nova Lei Fundamental, promulgada pelo Papa João Paulo II, em 26 de Novembro de 2000, efetivada em 22 de Fevereiro de 2001 (restabelecendo a Primeira Lei Fundamental de 1929).

Independência: 11 de fevereiro de 1929 (da Itália).

Nota: em 11 de fevereiro de 1929, três tratados assinados com a Itália, reconhecia, entre outras coisas, a soberania do Vaticano e estabelecia a extensão atual do território; contudo, os originais Estados Papais estabelecidos por vastas extensões de terras por mais de oito séculos não foram restituídos, e foram incorporados ao Estado Italiano.

Área total: 0,44 km². Trata-se de um enclave em Roma, Itália. É o menor Estado do mundo; fora da Cidade do Vaticano existem ainda, 13 edifícios em Roma e em Castel Gandolfo (a residência de verão do Papa), onde ele tem direito ao descanso fora do território.

Climate: temperado do tipo mediterrâneo.

Nota: A defesa militar é de responsabilidade da Itália; A Guarda Suíça Papal guarda as entradas da Cidade do Vaticano e é reponsável pela segurança e proteção do Papa.

Economia

É um Estado de economia não-comercial, sustentada pelas contribuições anuais dos Católicos Romanos das dioceses de todo o mundo, através do "Fundo de São Pedro", e também pela excelente coleção de selos postais, medalhas, moedas e souvenir's para turistas, além de bilhetes de entradas para museus, bibliotecas e castelos, e venda de publicações relacionadas ao catolicismo. Além disso, é contabilizada como renda os lucros advindos de investimentos e empréstimos realizados no Banco do Vaticano.

Moeda: euro (EUR)

Industrias: impressões; produção de moedas, medalhas, selos postais especiais, mosaicos e peças dos hábitos e fardamentos religiosos, além das rendas mundiais dos investimentos financeiros.

Vaticano
Deus ressucitando Jesus Cristo com a Virgem Maria ao Seu lado. Pintura de MIchelangelo no teto da Capela Sistina, pintada sob encomenda do Papa Sixto IV.

Fonte: www.geomundo.com.br

Vaticano

Sede da Igreja Católica e residência oficial do Papa, o Vaticano é o menor país do mundo. Seu território se resume a um enorme quarteirão às margens do Rio Tibre, no coração de Roma, a capital da Itália.

Diariamente, milhões de turistas lotam o pequeno Estado habitado apenas por membros da Igreja e da seleta guarda suíça para apreciar suas obras de arte.

O único Estado do mundo que cabe dentro de uma cidade consegue reunir, em menos de meio quilômetro quadrado, alguns dos mais sagrados templos católicos do planeta: a Basílica de São Pedro, onde está a famosa Pietà, de Michelangelo, e a Capela Sistina, em cujo teto há afrescos também pintados pelo artista.

Esta última faz parte do complexo dos Museus do Vaticano, onde estão reunidas obras de Rafael e Da Vinci e um bom acervo de objetos egípcios e etruscos.

DDI: 39
Língua oficial: italiano
Visto: não
Moeda: euro
Informações turísticas: www.vatican.va

Fonte: viajeaqui.abril.com.br

Vaticano

O primeiro Papa que viveu no Vaticano foi o Papa Simaco em 498.

Papas sucessores gradualmente estenderam o seu controle e governaram grande parte da península italiana até 1861, quando a Itália foi unificada. As atuais fronteiras e soberania do Vaticano foram estabelecidas em 1929, quando um acordo que originou o Tratado de Latrão foi assinado entre Mussolini e o Papa Pio XI.

A residência do Papa também forma o território da Santa Sé, a autoridade central da igreja católica romana. Com sua significação simbólica e religiosa, a Santa Sé tem uma considerável influência política. O pontificado encontrou-se vacante depois da morte do Papa João Paulo II em 2 de abril de 2005. O conclave se reuniu no dia 18 de abril para realizar a eleição papal. O escolhido foi o alemão Joseph Ratzinger, o Papa Bento XVI.

A cidade tem uma enorme importância cultural, pois é o lugar onde estão algumas das melhores obras de arquitetura e arte, visitadas por peregrinos cristãos ou não-cristãos.

A Santa Sé

A Santa Sé é a jurisdição eclesiástica do Papa e forma o “governo central” da igreja. Contrariando a crença popular, é a Santa Sé e não o Vaticano quem entra em acordos internacionais e recebe e envia representantes diplomáticos. A Santa Sé tem relações formais diplomáticas com 174 nações, é observadora permanente nas Nações Unidas e é especialmente ativa em organizações internacionais.

Como Pontífice da Santa Sé, o ex-Papa João Paulo II exerceu uma influência considerável, que pôde ser notada no seu funeral que atraiu mais de 4 milhões de pessoas, incluindo líderes mundiais como o secretário mundial das Nações Unidas Kofi Annan e o Presidente dos Estados Unidos George W. Bush.

Construindo o Vaticano

No século I, a imperatriz Agripina secou o pântano do vale e criou seu jardim imperial. Mas, rapidamente, o Imperador Nero o transformou em um circo romano onde eram realizadas corridas de carruagens – é provavelmente aqui que São Pedro e outros cristãos foram martirizados.

Somente em 315, durante o reinado do Imperador Constantino, a Basílica foi construída no lugar do túmulo de São Pedro. No século XV, ela estava em ruínas, e o Papa Júlio II colocou a primeira pedra da nova igreja. A Basílica foi finalizada 120 anos depois, e todos os grandes arquitetos do Renascimento, de Bramante a Maderno, ajudaram a desenhá-la.

Os muros de proteção que cercam a cidade foram construídos Pelo Papa Leão IV em 846. O palácio do Vaticano, construído no século XII, se tornou a residência oficial dos Papas depois que o Papado voltou de Avignon em 1377. Havendo voltado do exílio, os Papas transformaram o Vaticano em um centro de cultura durante o alto renascimento, encomendando trabalhos de artistas como Da Vinci, Rafael e Ticiano.

Eventos na Cidade do Vaticano

As audiências papais, o momento mais popular para visitar a cidade, são ministradas pelo Papa todas as quartas-feiras de manhã. Também na missa do domingo, em datas que comemoram celebrações religiosas, o Papa faz audiências na varanda que fica sobre a Praça de São Pedro, de onde se dirige à multidão e a abençoa.

O funeral do Papa João Paulo II durou seis dias e foi um evento memorável.

Rituais de centenas de anos foram realizados neste funeral: esmagar o Anel de Pescador, a procissão do Palácio Apostólico através da Praça de São Pedro, a Missa pelo descanso do Papa, o Cerimônia da visitação, a Missa de Réquiem e o enterro. O funeral se transformou na maior peregrinação da história do cristianismo, atraindo mais de quatro milhões de pessoas à cidade do Vaticano, incluindo reis, presidentes e líderes religiosos.

Os Cardeais se prepararam para o conclave secreto cheio de rituais, iniciado no dia 18 de abril, a fim de eleger o Papa 265. O anúncio do novo Papa foi seguido de uma grande procissão e da coroação.

Poderes do Papa

Como cada Papa é o sucessor de São Pedro, o status e autoridade de um Papa originam-se do poder que Cristo concedeu a Pedro. Uma grande quantidade dos poderes papais se deriva da garantia que Pedro recebeu na hora que Cristo o escolheu para liderar a sua igreja.

Os poderes do Papa foram aumentados pelo primeiro Conselho Vaticano em 1870, quando 433 bispos aprovaram um decreto de infalibilidade papal na Constituição Dogmática da Igreja de Cristo. Este decreto declara que o Papa é infalível em material de fé e moral.

Fatos e Figuras

Até hoje existiram 264 Papas. 81 são reconhecidos como santos e 9 como abençoados. Dos primeiros 32 Papas, 28 foram mártires. 10 Papas tiveram mortes violentas. Pelo menos 14 Papas abdicaram ou foram destituídos.

A grande maioria dos Papas foi italiana ou de origem romana. O menor reinado foi o do Papa Estevão II, que morreu quatro dias após a sua eleição. O maior foi o de Pio IX, que liderou a Santa Sé por 32 anos. O mais novo foi João II, eleito com aproximadamente 18 anos de idade. O mais velho Gregório IX viveu mais de 14 anos após a sua eleição, até os 86 anos de idade.

Os Papas costumavam manter seus próprios nomes após a eleição. A tradição de escolher um novo nome começou quando o padre romano Mercúrio assumiu o nome de João II, em 533, para que a igreja não tivesse um Papa com o nome de um deus pagão.

Elegendo um novo Papa

O colégio cardinalício elege um novo papa em uma reunião chamada de “conclave”, onde os membros votantes ficam encerrados dentro da Capela Sistina sem contato com o resto do mundo. Eles não podem sair até que o novo sucessor seja eleito. Cédulas eleitorais são contadas diariamente até um novo Papa ser eleito com pelo menos dois terços da maioria dos votos.

Depois de serem contadas, as cédulas eleitorais são queimadas em um forno especial. Curiosos observam a chaminé da Capela Sistina. Se a fumaça for preta, significa que o conclave não chegou a um acordo, mas se for branca o novo papa é eleito.

O decano do colégio cardinalício anuncia aos fieis “Habemus Papam”, e o novo Papa, usando as vestimentas apropriadas, aparece e recebe o Anel do Pescador.

O Papa então assume o lugar de honra, enquanto o resto dos cardeais oferece sua primeira obediência e recebe a primeira benção. A coroação é realizada no dia seguinte.

A Praça de São Pedro (Piazza San Pietro)

A imensa praça elíptica, uma das maiores do mundo, está feita de quatro fileiras, com um total de 284 majestosas colunas dóricas. No centro da praça, há um obelisco egípcio do antigo circo de Nero rodeado por fontes do século XVII.

Bernini criou uma entrada triunfal para que os fiéis fossem abraçados pelos “braços maternais da igreja” à medida que se aproximassem. Uma vez dentro da praça, as colunas dóricas se convertem em um cerco para os fiéis e em um palco para procissões e outros eventos sagrados da igreja católica.

A Basílica de São Pedro (Basilica di San Pietro)

A idéia da reconstrução da Basílica original data do século V, mas a reconstrução completa só começou quando Júlio II contratou Donato Bramante.

A nova Basílica levou mais de 150 anos para ser finalizada e já para essa data todos os grandes arquitetos do renascimento (Raphael, Bernini, Giacamo della Porta e Maderno) haviam contribuído para o seu desenho. Mas o mérito da Basílica de São Pedro deve-se muito a Michelangelo, responsável pelo desenho da cúpula.

A maior Basílica do mundo tem monumentos, estátuas, mosaicos e esculturas em relevo. O mais famoso tesouro artístico é talvez A Pietà de Michelangelo, a magnífica e emocionante escultura em que Maria carrega Cristo morto.

Fonte: www.discoverybrasil.com

voltar 123avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal