Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Biotina  Voltar

Biotina

 

Histórico: em 1916, Bateman observou que ratos alimentados com clara de ovo como única fonte de proteínas desenvolviam desordens neuromusculares, dermatite e perda de cabelos. Esta síndrome poderia ser prevenida caso se cozinhasse a clara ou se fosse acrescentado fígado ou levedura à dieta. Em 1936, Kögl e Tönis isolaram da gema do ovo uma substância que era essencial para o crescimento da levedura e a denominaram de biotina. Depois, verificou-se que esse fator e aquele que prevenia a intoxicação da clara de ovo cozida eram o mesmo.

Sinônimos: vitamina B8. Da biotina existem 3 variantes que são a biocitina, a lisina e o dextro e levo sulfoxido de biocitina. São úteis para o crescimento de certos microorganismos e sua utilidade para o homem não é conhecida.

Doses diárias recomendadas: 100 a 200 microgramas.

Principais fontes: carnes, gema de ovos, leite, peixes e nozes. A biotina é estável ao cozimento.

Principais funções: função importante no metabolismo de açúcares e gorduras.

Manifestações de carência: muito raras e praticamente só aparecem se houver destruição das bactérias intestinais, administração de antimetabólicos da biotina e alimentação com clara de ovo crua para que aconteça a carência de biotina. Nestes casos surgem glossite atrófica, dores musculares, falta de apetite, flacidez, dermatite e alterações do eletrocardiograma. Pessoas que se alimentam por longo tempo somente de ovos crus têm apresentado estas manifestações. Pessoas alimentadas por via parenteral também podem apresentar sinais e sintomas de carência de biotina. As lesões da pele caraterizam-se por dermatite esfoliativa severa e queda de cabelos que são reversíveis com a administração de biotina.

Crianças com seborréia infantil e pessoas com defeitos genéticos são tratados com doses de 5 a 10 mg/dia de biotina.

Manifestações de excessos: grandes doses de biotina podem provocar diarréia.

Fonte: www.fisioquality.com.br

Biotina

VITAMINA H

Faz parte do complexo B

Sinonímia: vitamina B7, biotina.

FUNÇÃO

É uma vitamina sintetizada por bactérias. Ela serve como transportador de dióxido de carbono ativado. A deficiência espontânea de erotina ocorre raramente, se ocorrer em seres humanos à necessidade diária é pequena, e os micróbios intestinais sintetizam quantidades suficientes, que podem ser absorvidas sem fontes nutricionais adicionais. A clara de ovo contém uma proteína chamada de avidina, que se liga a biotina muito fortemente (muito ativamente). O cozimento da clara de ovo desnatura a avidina e abole a atividade de ligação à biotina. A biotina tem a capacidade de neutralizar o efeito tóxico da clara de ovo cru, combinando-se neutralizando o efeito da assim chamada avidina, que é uma secreção da mucosa do oviduto da ave. Funciona no metabolismo das proteínas e dos carboidratos. Ajuda no tratamento preventivo da calvície. Acalma as dores musculares. Alivia a eczema e a dermatite. Mantém a pele e sistema circulatório saudáveis. Quebra gorduras e proteínas. Papel importante no crescimento de cabelos. Ajuda no trabalho das outras vitaminas B, antidermático.

CLASSIFICAÇÃO

Hidrossolúveis.

METABOLISMO

A biotina ingerida na alimentação é absorvida pelo intestino delgado, sendo logo em seguida encontrada no sangue e nos tecidos. A pele é especialmente rica em biotina. A biotina é eliminada em parte da urina, e em parte pelas fezes. É impossível diferenciar nas fezes a biotina ingerida e a biotina sintetizada pela flora intestinal, sendo que as quantidades excretadas pelas fezes diariamente poderiam representar o dobro ou até o quíntuplo das quantidades ingeridas.

DEFICIÊNCIA

Depressão, sonolência, dores musculares, anorexia, descamação da pele, distúrbios cutâneos (dermatite esfoliativa). Conjuntivite, lassidão. A síndrome da deficiência expontânea no homem tem sido observada em indivíduos que consumiram claras de ovo cruas durante longo tempo.

EXCESSO

A biotina é tolerada pelo homem sem efeitos colaterais, mesmo em doses altas.

FONTES

Fígado e rim de boi, gema de ovo, batata, banana, amendoim.

Fonte: vitaminas.netsaber.com.br

Biotina

O terceiro componente do Max Burn, a biotina (os outros dois são phisilium e quitosana) é chamada por uns de vitamina B8, e por outros de vitamina H (fora os que a chamam de vitamina B7). Funciona diretamente no metabolismo da pele, das unhas e do cabelo, proporcionando a construção destes tecidos a partir dos carboidratos e das proteínas ingeridas.

Onde encontrar na natureza

O corpo humano não é capaz de sintetizar a biotina, por isso devemos consumir alimentos ricos nessa vitamina, tais como:

pólen de flores;
gérmen de trigo;
levedo;
laranja;
alfafa germinada;
nozes;
melão;
iogurte;
soja;
gema de ovo;
suco de espinafre;
abacate;
aveia.
Biotina e queda de cabelo
A biotina se tornou bastante famosa depois que a televisão começou a mostrar depoimentos de celebridades que disseram estar combatendo com sucesso a queda de cabelo ingerindo doses diárias de biotina.

Biotina para emagrecer

Embora não seja a função na qual a biotina é mais eficiente, ela pode ser utilizada nos tratamentos para emagrecer, por atuar diretamente no metabolismo dos carboidratos e das proteínas.

Entretanto, o principal benefício de ingerir biotina durante a dieta de emagrecimento diz respeito justamente à acelerada regeneração da pele (que tende a ficar flácida com a eliminação das gordurinhas extra). Além do mais, quem não quer ficar com cabelos e unhas fortes, brilhantes e bonitos?

Fonte: www.emagrecersaude.info

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal