Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Fundamentos do Voleibol  Voltar

Fundamentos do Voleibol

Um set no jogo de Voleibol dura aproximadamente 25 minutos. Como durante um set cada time toca na bola aproximadamente 150 vezes e cada contato dura menos de um décimo de segundo, podemos concluir que nos os 25 minutos do set, somente durante 30 segundos alguém estará em contato com a bola. (150 toques na bola x 0.1 segundos x 2 equipes). Isso significa que sua equipe terá aproximadamente 15 segundos de "posse de bola". Mesmo que a equipe vencedora tenha, teoricamente, mais "posse de bola" que o time perdedor, o tempo adicional é desprezível. Provavelmente menos de um segundo. A diferença entre ganhar e perder depende de como usar os seus 15 segundos melhor que os 15 segundos do adversário.

Obviamente, pensamos que o domínio perfeito dos fundamentos garantirá o melhor uso destes 15 segundos. Porém, tão ou mais importante que as ações executadas durante os 15 segundos de contato com a bola, é o que fazemos durante os outros 24 minutos e 45 segundos. Para controlar a bola efetivamente, os jogadores precisam saber o que fazer durante o tempo que estiverem sem ela ( a maior parte do tempo). Por isso os primeiros fundamentos na lista abaixo requerem bastante atenção e importância dos técnicos:

Movimento no espaço da quadra.

Movimento em relação a bola: Tempo e espaço.

Posicionamento do corpo antes do contato com a bola.

Saque

Toque.

Manchete.

Cortada

Bloqueio

Percentual de participação de cada fundamento no total do jogo.

Saque l3%

Levantamento 20%

Ataque 21%

Recepção de saque 12%

Bloqueio 20%

Defesa 14%

Saque

Definição: É o ato de enviar a bola da área de saque para a quadra contrária pelo atleta da posição 1, que deverá golpeá-la com parte do braço. Para o golpe, a bola deverá estar solta. Será direcionada para a quadra do adversário e passar por sobre a rede e entre as antenas.

Informações gerais

E um fundamento classificado como princípio de ataque;

Inicialmente destinava-se apenas a colocar a bola em jogo;

É iniciador do jogo e de uma cadeia de ações vantajosas para a equipe que executa;

Com o saque começa o jogo ofensivo;

Em partidas entre equipes de nível próximo, pode ser decisivo;

Em 1964 e 1980, houve grande mudança na técnica e na tática individual.

Dados estatísticos

Participação nos fundamentos

Obtenção de pontos diretos

Erros de execução

Efeitos táticos

Informações técnicas

Classificação dos saques

Trajetória regular:

Tênis

Balanceado americano

Tênis cortada (viagem)

Trajetória irregular (flutuantes):

Tênis.

Balanceado japonês.

São qualidades desejáveis no saque:

Regularidade.

Precisão.

Potência.

Pontos mais importantes na realização do saque:

Controle da bola.

Sua velocidade.

Mudança de direção.

Efeito da bola no espaço

Com rotação.

Sem rotação

Tática individual

Com o saque, o sacador deve visar:

Obtenção de um ponto

Forçar um efeito tático

Máxima segurança

Para aumentar a eficácia

Efetuar mudanças rápidas do tipo de saque

Sacar nos pontos vulneráveis

Dificultar a trajetória

Aumentar a violência

Na escolha do objetivo, considerar:

Seu conhecimento

Pontos fracos e fortes do adversário

-seu estado psíquico

-as condições externas

Na execução do saque deve-se:

Ir calmamente para a área de saque

Decidir no caminho como e onde deverá sacar

Na área de saque, verificar a armação da equipe adversária

Concentrar-se somente na execução do movimento depois de fixar seu objetivo

OS TIPOS DE SAQUE

SAQUE POR BAIXO

Fique de pé de frente para a rede com o pé oposto à mão do saque à frente.

Segure a bola na altura do quadril.

Incline-se para frente e movimente o braço para trás e para frente para bater na bola.

Este movimento é parecido com o arremesso de uma bola de boliche.

A bola é solta um pouco antes do contato com a mão.

A bola é batida com o talo da mão.

O movimento do braço segue a direção do alvo.

ERROS MAIS FREQUENTES

Jogar a bola para cima e muito alto antes de bater.

O pé do mesmo lado do saque à frente..

SAQUE POR CIMA

Arremesso da bola

Com o pulso firme, arremesse a bola para para cima aproximadamente uns 50 cm,

de maneira que a bola caia bem em frente ao ombro do saque.

Movimento do corpo e do braço de ataque

Mantenha a mão para cima e para trás antes de arremessar a bolas para cima.

Desloque seu peso para a perna da frente, que é contrária ao braço do saque.

Este deslocamento pode ser feito com um paso à frente.

Pulso deve estar firme durante todo o saque.

Bata com o talo da mão na parte de tras da bola. Se voce imaginar a bola como um globo,

quanto mais proximo do 'equador' voce bater mais força e velocidade serão necessárias.

Quanto mais ao sul, menor a necessidade de velocidade.

Obviamente se voce bater no hemisfério norte da bola, ela não passará da rede, a não ser que voce salte muito.

O som da batida deve ser seco, não como um tapa.

A mão acompanha a direção do alvo.

O braço contrário termina em direção ao meio do corpo

Ataque ou Cortada

Definição

É o gesto mais espetacular do jogo. Consiste no ato de golpear a bola para a quadra adversária na tentativa de vencer o bloqueio e adefesa contrária.

Informações Gerais

Principal fundamento de ataque

É o gesto mais espetacular do jogo

Exigem domínio, força, velocidade e precisão

Suas qualidades desejáveis são:

Regularidade

Precisão

Potência

Dados estatísticos

- eficácia do ataque

- erros de ataque

- ataques defendidos

Informações técnicas

Alcança velocidade máxima (97,5 Km/h):

O impacto de uma bola cortada poderá ser calculado pela fórmula:

Ec - Mv² / 2

E = energia cinética

M = massa

v = velocidade

A potência de um ataque estará sesmpre dependendo de dois fatores:

P = F x V

Para atingir a impulsão máxima em duas pernas, o atleta deverá correr de 3 a 4 metros

A faixa considerada de eficácia para ataques de bolas altas é de:

homens - de 3,30 a 3,50 m

mulheres - de 2,70 a 2,90 m

Para aumentar a velocidade do braço, deve-se encurtar o raio

Classificação:

Tipo Tênis

No prolongamento da corrida

Com giro do corpo

Com quebra de punho

Tipo Balanceado (gancho)

Golpe lateral

Largadas

Golpe suave (ação de ataque que visa fintar o defensor; o cortador simula uma cortada, mas toca suavemente a bola por sobre o bloqueio adversário).

Descrição técnica da cortada

Corrida

Salto e movimento dos braços

O golpe

A queda

Estudo da mecânica do golpe

Rotação do tronco

Flexão do tronco

Trabalho do braço

Flexão do punho

Progressão pedagógica

Faltas mais comuns

Adaptação técnica da cortada

Ataque da posição 4, 3 ou 2

Ataque de fundo posições 5, 6 ou 1

Posição do corpo ao saltar

Tática individual

O cortador deverá considerar:

Seu repertório técnico

A qualidade do lavantamento

A área coberta pelo bloqueio

Armação de defesa adversária

Seu estado psíquico

A situação de jogo e do set

Recomendações aos cortadores

Dominar cortadas no corredor, diagonal e outras técnicas

Para levantamentos nas pontas, usar o corredor e para levantamentos curtos, usar as diagonais

Evitar usar sempre a mesma forma de ataque

Utilizar o bloqueio nas pontas

Procurar analisar a ação no momento da jogada

Saber largar

Ser eclético, ou seja, saber executar cortadas de diferentes posições de quadra e rede.

Levantamento

Definição

É o passe que antecede ao ataque.

Informações Gerais

Os soviéticos consideram como a "alma do ataque"

Máxima precisão com grande variedade e raramente são reconhecidos,

mesmo no campo internacional

Proporcionalmente existem muito menos levantadores de bom nível que cortadores

A maior ou menor habilidade dos levantadores define o próprio sistema de jogo de uma equipe

Dados estatísticos

Participam em 20% das ações de jogo

Provocam 6% de todos erros de um jogo

Apresentam o índice de eficácia média de 70% em equipes masculinas e 66% nas femininas (perfeição)

Apresentam o índice médio de erros da ordem 2,54% para homens e 2,0% para mulheres.

Informações técnicas

Classificação

Quanto ao tipo

para frente

para trás

lateral

Quanto à trajetória

altura - baixa, média e alta

distância - curta, média e longa

ângulo - paralela e diagonal

Observações: Os levantamentos para frente, para trás ou laterais podem ser executados com ou sem salto, com as duas ou uma das mãos.

Técnicas de levantamento

Postura e posição das mãos

Toque

Manchete

Com uma das mãos

Deslocamento

Para frente

Para trás

Lateral com salto e parado

Passar colocando-se sob a bola com rolamento

Para trás

Lateral

Condições de execução do levantamento

Levantamento próximo à rede

Para frente

Com duas mãos

Bolas altas

Para trás

Com uma das mãos

Bolas rápidas

Lateral

Com salto

Levantamento de fora da rede

Deslocando-se para a frente

Deslocando-se para trás

Deslocando-se para os lados

Saltando

Tática Individual

Normas básicas

Observe êxitos de seus companheiros e adversários

Tente sempre a máxima precisão

Evite a esquematização

Utilize toda a rede

Faça valer os pontos fortes dos seus atacantes sobre os fracos do bloqueio adversário

Não use um só atacante

Seja objetivo

Use levantamentos compatíveis com as combinações de ataque de sua equipe e o nível dos seus atacantes.

Lembre-se: Quanto mais longos os passes ou levantamentos, maior o perigo da imprecisão.

Para fazer levantamentos inteligentes e com êxito, o levantador deverá levar em conta o seguinte:

O sistema de jogo

A qualidade do passe

Seu conhecimento técnico

O rendimento de seus atacantes

A distribuição e rendimento dos bloqueadores adversários

Condições externas

Recepção de Saque

Definição

É uma ação de defesa em que, dentro de um dispositivo próprio, o jogador tentará receber o saque adversário efetuando um passe para o levantador.

Informações Gerais

- erros resultam em pontos para o adversário

- inflluência e continuidade do jogo, principalmente o ataque

- a forma de recepção básica é através da manchete, que favorece armações mais afastadas da rede

- a possibilidade de recepção de toque obrigará armações mais próximas da rede

- é considerado um princípio de defesa

Dados Estatísticos

Faltas com pontos diretos

Participação dos fundamentos

seguraça e precisão na recepção

perfeição na recepção

tempo de reação do corpo varia de 0,30 a 0,35 segundos

Informações técnicas

Postura

Posição inicial

Habilidade de antecipação

Reação em direção à bola, movimentação

recepção

à frente do corpo

na lateral

na diagonal

atrás do corpo

Correr na direção

passo cruzado

Movimento para frente

Movimento para o lado

Movimento para trás

passo lateral

passo para atrás

Outros recursos para a recepção

com mergulho

com rolamento

Geralmente o ângulo de incidência da bola com o antebraço é aproximadamente igual ao de retorno.

Tática individual

Existe uma grande dependência em relação ao saque adversário, à posição na quadra e ao local para onde a bola deve ser enviada.

As ações do jogador são ditadas pela tática da equipe.

O tipo de saque deve ser reconhecido e a trajetória e o ponto de impacto calculados.

Cada jogador cobrirá sua área de responsabilidade que será maior ou menor, de acordo com suas habilidades técnicas ou armação de recepção da equipe.

A tática individual está sujeita

Ao tipo de saque e local de sua execução

À posição dentro da armação

À escolha da variante técnica

Para onde enviar a bola

À área a se coberta

Na escolha da melhor posição, considerar

Anda-se mais rápido para a frente

O canhoto deve se colocar mais à direita

Quem se movimenta primeiro, deve receber

Bola entre dois atletas será do mais hábil

Na execução do passe, atentar

Para segurança, antes da precisão

Que são preferíveis passes mais altos que muitos rasantes

Que é preferível a utilização de passes adequados ao sistema tático e nível da equipe

Defesa

Definição

É a ação de recuperar as bolas vindas do ataque adversário que ultrapassam o bloqueio e de criar condições para o contra-ataque.

Informações Gerais

É um dos fundamentos mais difíceis, exigindo concentração, coragem, agilidade, etc.

As defesas e suas quedas imprimem a dinâmica e o espírito de luta do voleibol

O tipo de defesa mais usado é a manchete

Dados estatísticos

Ocupa 14% das ações de jogo

É a causa de 32% (homens) e 25% (mulheres) de todos os erros

Somente 25% (H) e 35% (M) de todos os ataques são defendidos

Desperdiçam aproximadamente 27% (H) e 26% (M) de todos os pontos

Tempo de reação para levantar ou baixar os braços é de 0,44 seg. (H) e 0,39 seg. (M)

Por falhas na sua execução, são desperdiçados 16% de pontos que poderiam ser obtidos

Apresenta índice de eficácia de 18%

Informações técnicas

Classificação quanto ao tipo:

Defesa de manchete

Parado ou movimento

Com quedas

Defesa com um dos braços

Sem quedas

Com quedas

Manchetes no 2º e 3º toque

Outros tipos de defesa

Com os pés

Com outro segmento do corpo

Tática individual

Basicamente, dentro do seu raio de ação, avaliar e ocupar antecipadamente o lugar onde a bola deverá cair

Há situações em que o atleta terá necessidade de grande empenho até o final; bolas que batem no bloqueio, fintas, erros táticos, etc

As áreas de defesa são, normalmente, diretamente proporcionais à distância da rede

Exige análise da ação adversária, decisão e execução motora

Indicações para os defensores

Bolas cobertas pelo bloqueio não podem atingir pontos cobertos em impactos diretos

Raciocínio tático e colocação inteligente não excluem a utilização do corpo, quedas, etc.

Para facilitar as quedas, a posição de defesa baixa é a melhor

A meta principal é defender com a máxima precisão para facilitar o contra-ataque

Os defensores devem analisar

Armação de defesa da própria equipe

Forma e tipo de levantamento do adversário

Distribuição imediata dos demais defensores e bloqueadores

Suas próprias condições técnicas e físicas

BLOQUEIO

Definição

É a tentativa de interceptar a bola vinda da quadra contrária, atacada sobre a rede por um ou mais jogadores de ataque.

Informações Gerais

É um princípio básico de defesa

Apareceu no início da década de 20 com cortadas e foi usado somente com um jogador (simples) até o final dos anos 30, quando evoluiu para duplo.

Sua introdução provocou diversas mudanças no voleibol, principalmente as de ordem tática.

É a base de toda defesa e o ponto de partida para o sistema defensivo

São finalidades do bloqueio:

Deter ou amortecer a bola vinda do adversário

Reduzir as áreas de ataque

Dificultar a ação do atacante

Dados estatísticos

Participa em 20% das ações do jogo

Por sua interferência direta, ocorrem 6% dos erros no ataque do adversário

Por falhas na sua execução, são desperdiçados 16% de pontos que poderiam ser obtidos

Apresenta índice de eficácia de 18%

Informações técnicas

Quanto ao tipo:

Ofensivo

Defensivo

Quanto ao nº de participantes:

Simples - 23,5%

Duplo - 72,0%

Triplo - 4,5%

O êxito é determinado basicamente por condições táticas e atléticas

Altura e alcance do bloqueio podem ser melhorados pela corrida

O bloqueio ofensivo só tem razão de ser utilizado se as mãos do bloqueador dominam totalmente a bola

A formaa básica é o bloqueio duplo

Os erros táticos de bloqueio resultam basicamente da falta de observação

Os jogadores de defesa devem orientar os bloqueadores para a correção dos erros

As mãos devem dirigir a bola para dentro da quadra

Tipos de deslocamentos:

Lateral (distâncias curtas)

Frontal (distâncias longas)

Cruzado (distâncias intermediárias)

Misto

Recomendações:

Use a passada correta e o tipo de bloqueio adequado

Observe as ações táticas e características individuais do adversário

Procure chegar a tempo no ponto de ataque e use o tempo certo

Não tente advinhar

Desloque-se próximo à rede

Nos bloqueios coletivos cuide basicamente de sua área de responsabilidade

Lembre-se que mesmo não tocando na bola, você estará reduzindo as áreas de defesa

Use as mesmas referências que seus companheiros para a tomada de decisão

Fonte: www.geocities.com/clg2023

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal