Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Zona Térmica  Voltar

Zona Térmica

ZONAS CLIMÁTICAS (TÉRMICAS)

Sabemos que na terra existem áreas onde faz muito calor e áreas muito frias. por exemplo, nos pólos faz muito frio praticamente o ano todo, já nas regiões próximas a linha do equador, a temperatura em geral é elevada todos os meses do ano.

Como se explica essa diferença de temperatura entre essas duas regiões?

Você sabe que o calor que sentimos vem dos raios solares. Nas áreas equatoriais, esses raios alcançam a terra mais diretamente, isto é, a inclinação dos raios solares. Já nas zonas polares, eles são bastantes inclinados. É por isso que próximo do equador a temperatura é elevada e próximo dos pólos é baixa.

Como resultado do aquecimento maior que ocorre na região equatorial, e do menor aquecimento na região dos pólos, a superfície terrestre foi dividida em zonas climáticas ou zonas térmicas.

Os climas da Terra se encontram divididos em zonas. O planeta realiza diversos movimentos e esses interferem diretamente na composição climática em razão da quantidade de luz solar recebida pela superfície terrestre. Nesse caso, o movimento em questão é o de rotação (quando a Terra gira em torno de si mesma).

Com base na forma esférica que a Terra possui, os raios solares incidem na superfície de forma desigual. Quanto mais próximo da linha do Equador mais elevada é a temperatura, pois os raios atingem a superfície terrestre formando um anglo de 90°. Em contrapartida, os pólos recebem luz solar de maneira extremamente inclinada. Podemos encontrar áreas muito quentes e outras muito frias, mas também existem regiões não muito quentes e nem muito frias.

O planeta está dividido em zonas térmicas.

As principais são:

Zonas polares: regiões localizadas nos pólos que recebem luz solar de maneira extremamente inclinada, por isso não ocorre o aquecimento da superfície com a mesma intensidade que outras zonas, nelas são registradas as menores temperaturas do mundo.

Zonas temperadas: compreendem as áreas cujos raios solares atingem a superfície de maneira não muito inclinada e nem perpendicular, essa característica produz temperaturas amenas.

Zonas tropicais ou intertropicais: são áreas próximas à linha do Equador, onde os raios solares incidem na superfície de maneira perpendicular, ou seja, com grande intensidade. Nessas regiões as temperaturas são elevadas, sendo assim, são consideradas as mais quentes do planeta.

As zonas polares são zonas térmicas da Terra, e constituem-se nas regiões compreendidas ao Norte do Círculo Polar Ártico, e ao Sul do Círculo Polar Antártico. Nas zonas polares a radiação UV que se recebe é mínima, o índice UV não ultrapassa o valor de 5. Além disso, os valores de 5 ocorrem por um período de tempo relativamente curto (somente do final de maio até meados de julho).

Nas Zonas Polares o dia tem 24 horas de duração no solstício de verão enquanto que, no Solstício de inverno, o Sol somente chega no horizonte durante o meio-dia. A medida que viajamos mais para o norte, os valores máximos do índice diminuem notavelmente. Por exemplo, na latitude 75º o índice máximo é de 1, no solstício de verão. No período que vai do equinócio de outono ao equinócio de primavera o Sol se encontra abaixo do horizonte no Pólo Norte e é dia no Pólo Sul (entre o Pólo Norte e o Círculo polar ártico).

A Zona Temperada é uma das Zonas térmicas da Terra, e sua área está compreendida entre os trópicos e os círculos polares, apresentando estações do ano bem definidas com verões quentes e invernos frios (Entre o Círculo polar ártico e o Trópico de Câncer).

A zona tropical está situada entre as latitudes 27°27’30” norte e sul do Equador, ou seja, entre os trópicos de Câncer e Capricórnio. As principais regiões tropicais são a África (exceto os extremos norte e sul), a Ásia das monções (sul e sudeste asiáticos), o norte da Austrália, o México, a América Central e a maior parte da América do Sul (centro e norte), além de centenas de ilhas dos oceanos Pacífico, Atlântico e Indico.

Quanto ao clima, sua principal característica é o predomínio de temperaturas elevadas, bem como a ausência de uma estação propriamente fria. Como as temperaturas são em geral elevadas, o principal elemento diferenciador dos sub-tipos climáticos é a pluviosidade (e às vezes a altitude). Assim vamos encontrar, por exemplo, clima quente e úmido, quente e seco e tropical de altitude. (Entre o Trópico de Câncer e o Trópico de Capricórnio).

Tipos de Clima

Devido à sua inclinação a Terra recebe diferentes quantidades de calor/radiação solar em suas regiões. Por exemplo, aprendeu que a região Equatorial recebe a maior quantidade de calor, sendo a mais quente do planeta.

Por outro lado as regiões polares do Norte e do Sul, não recebem praticamente nada de energia solar, sendo as regiões polares as mais frias da Terra.

O clima de um local é determinado por inúmeros fatores, o principal é a zona climática aonde se encontra nosso local de análise.

Mas para ter uma informação mais precisa sobre o clima de um local, precisamos de outras variáveis, estas podem ser: Altitude, latitude, maritimidade, continentalidade, correntes marítimas e a circulação atmosférica.

Todas essas variáveis fazem com que dois pontos em uma mesma zona climática tenham dois clima diferentes.

De forma geral, os tipos de climas são os seguintes:

Clima Equatorial – Ocorre na região mais próxima a linha do Equador, onde os ventos alísios carregam umidade extra. São características deste tipo climático: Chuvas durante praticamente o ano inteiro, com totais acima de 2 000 m/m. As temperaturas são elevadas devido a alta insolação, e a amplitude térmica é baixa.

Clima tropical – Este tipo climático esta localizado ao Norte e ao Sul do Equador (ainda na zona tropical). São características deste tipo climático: Regime de chuvas bem definido, no Verão e Inverno, embora neste, as temperaturas não sejam muito baixas. A temperatura média do mês mais frio é de no mínimo 18ºC.

Na prática, pode é possível perceber variância do clima em duas estações Verão e Inverno prolongados, que pode ser identificados por períodos de chuva e seca.

Clima temperado – Ocorre nas médias latitudes, na zona temperada. Neste tipo climático a influência das massas de ar tropicais no Verão e polares no Inverno faz com a amplitude térmica seja alta, as estações do ano são bem definidas, os verões pode ter temperaturas de 30ºC e os invernos abaixo de 0ºC. Neste, a baixa temperatura faz a precipitação cair em forma de neve (nivação). As quatro estações são bem definidas: Verão quente e úmido, Inverno Frio e seco, e Outono e Primavera como estações de transição entre as estações principais.

Clima Mediterrâneo – Pode ser considerado como uma variação do clima temperado. Sua principal característica é que os verões são quentes e secos e os invernos com temperatura mais amenas e maior umidade. É característico da Europa Meridional e Norte da África, sob a influencia das massas de ar quentes vindas do Saara.

Outras regiões do mundo tem clima parecido com o mediterrâneo europeu, chegando a usar o mesmo nome (mediterrâneo), estas regiões são: Pequenas porções do Sul da África, parte da Austrália e litoral da Califórnia.

Clima subtropical – É considerado um clima de transição entre o temperado e o tropical, entre as latitudes 23º e 30º (N/S). Nele as chuvas são bem distribuídas ao longo do ano, as temperaturas médias anuais são superiores a 20ºC e no mês mais frio a mínima nunca fica abaixo dos 0º. Pode ser bem percebido no sudeste norte americano e parte da China. Na América do Sul esta presente na bacia do prata. No Brasil, é o clima dos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Sta Catarina e Rio gde do Sul.

Clima semi-árido - Clima característicos das latitudes temperadas, caracterizado pelas baixas precipitações ao longo do ano, chegando aos 500 mm. É encontrado em regiões da Ásia, América do Norte e América do Sul, sem influencia das massas de ar provenientes dos oceanos devido à presença de montanhas elevadas que não permitem sua chegada. É quente no verão e o inverno é rigoroso.

Clima polar - Característico das altas latitudes em ambos os hemisférios, como no Ártico e Antártica. Os invernos são gelados, as temperaturas podem chegar aos – 30°C, o verão é relativamente quente, com temperaturas abaixo dos 10°C.

Clima frio de montanha - Este tipo climático não corresponde às condições gerais da atmosfera nem à circulação dos ventos, mas a um fator que pode ser considerado peculiar, a presença de altas montanhas. É característicos dos Andes e Himalaia, a elevada altitude é responsável pelas baixas temperaturas, e a amplitude térmica é mínima. As massas de ar úmidas que chegam as altas montanhas provocam a ocorrência de precipitações em forma de neve.

Fonte: saojose.palotinas.com.br

Zona Térmica

As Zonas Térmicas da Terra

As zonas térmicas da Terra são regiões da superfície da Terra que possuem características climáticas semelhantes.

Essas zonas podem ser divididas em:

 Zona Tropical: região compreendida entre os dois trópicos (Câncer e Capricórnio): apresenta altas temperaturas e grande quantidade de chuva. Os principais produtos cultivados aqui são: cana-de-açúcar, café, cacau, frutas tropicais, laranja, banana, abacaxi, melancia, etc.

Zonas temperadas: (norte e sul): compreendidas entre os trópicos e os Círculos Polares: apresenta temperaturas amenas e as estações do ano bem definidas. Os principais produtos cultivados aqui são: trigo, aveia, soja, cevada, beterraba, batata, frutas (pêra, maçã, uva..., etc.

Zonas Polares: são as áreas mais distantes do Equador. Portanto, as áreas mais frias (geladas) do planeta. Localizam-se entre os Círculos Polares e os Pólos (norte e sul). Aqui não há solos em vastas extensões devido as grossas camadas de gelo e quando aparecem são bastante pobres, pois tem uma espessura muito pequena e pouca vida microbiana.

Zona Térmica
Latitudes e zonas térmicas

O Brasil tem a maioria de seu território localizado na Zona Tropical.

Por isso, produz e exporta produtos tropicais, tais como: cana-de-açúcar, café, cacau, etc...

Vale ressaltar que nem sempre a zona térmica determina, ou mesmo é um obstáculo para a produção de determinados produtos, pois com o uso de tecnologias apropriadas torna-se possível por exemplo produzir em áreas desérticas com a utilização de técnicas de irrigação e em áreas frias por meio de estufas.

Fonte: pt.scribd.com

Zona Térmica

Zona tropical ou inter tropical: esta localizada entre o tropico de câncer e o tropico de capricórnio. É a região mais quente da terra.

Zona temperada do norte:  entre o tropico de câncer e o circulo polar ártico. Como recebem  raio do sol mais inclinados,são menos aquecidas e iluminadas . nessas zonas, é fácil receber a passagem das quatro estações do ano, pois ai cada estação apresenta as características que a diferenciam nitidemente das outras.

Zona temperada do sul: entre o tropico de capricórnio eo circulo polar antártico.

Zona polar do sul: abrange  as áreas localizadas dentro do circulo polar antártico.

Zona polar do norte: abrange as áreas situadas dentro do circulo polar ártico. 

Atributos ou elementos do clima

Temperatura

É medida através de graus Celsius (°C), determinando a intensidade do calor presente em um local da atmosfera. Pode variar de uma localização para outra, dependendo da circulação atmosférica que pode ser encontrada na região. Através dela, podemos compreender as grandezas dos diversos tipos de energia que diagnosticamos no mundo, que atuam por meio do entrosamento dos fatores climáticos.

Umidade

Entendida por ser a quantidade de vapor de água que estão presentes no meio atmosférico num certo momento, resultado da união do seguimento de evaporação das águas do ambiente da Terra e da procedência de evapotranspiração realizado pelas plantas. Pode ser dividida em quantidade absoluta, que é a porção de vapor d’água em gramas, e relativa, que é alcançada por meio da ligação da umidade absoluta com o sinal de saturação de um lugar e momento.

Pressão Atmosférica

É a grandeza da força praticada pelo peso do ar, opondo-se a uma superfície. Quanto menor for à temperatura, maior será a pressão atmosférica presente no ar, e assim também ocorre inversamente, quanto maior for à temperatura da região, ocasionando teremos menor pressão atmosférica. É medida através de equipamento que recebe o nome de barômetro e pode variar de acordo com a massa de ar encontrada no local.

Fatores Climáticos

Um conjunto de fatores climáticos vai definir um tipo de clima de determinado lugar. Ressalta-se que esses fatores não podem ser estudados isoladamente para a definição de um clima, mas sim de forma integrada.

Abaixo segue os principais fatores:

Latitude: ela interfere na incidência de raios solares recebidos por determinada região. Latitudes próximas ao Equador recebem maiores quantidades de raios solares, incidindo sobre uma área maior da superfície terrestre. Consequentemente, as temperaturas médias desses lugares próximos ao Equador serão maiores; e, quanto mais afastado do Equador for o lugar, menores serão as temperaturas. A latitude é o fator responsável pela diferenciação das zonas climáticas: tropical, temperada e polar.

Altitude: quanto maior a altitude, mais rarefeito se torna o ar. Consequentemente, a temperatura tende a ser menor, pois nessas condições as moléculas de ar, em baixa concentração, não conseguem reter calor e umidade.

Massas de ar: são grandes porções de ar da atmosfera que se estendem por milhares de quilômetros. Formam-se numa superfície homogênea, pela pressão atmosférica. Suas características – quente, fria, úmida, seca – dependerão das condições do ambiente em que se formaram e por onde farão sua trajetória. Existem seis tipos de massas de ar: oceânica (úmida), continental (seca), tropical e equatorial (quente), temperada e polar (frias). Não raro, muitas dessas massas se encontram durante seu deslocamento, havendo uma troca de calor e umidade entre elas.

Continentalidade e Maritimidade: correspondem à maior ou menor proximidade de grandes massas de água. Além de exercerem variação na umidade, interferem também na temperatura da região. Por exemplo, em lugares que sofrem influência da continentalidade (localizados no interior do continente, distantes dos oceanos) há uma variação maior da temperatura ao longo do dia, com altas taxas de amplitude térmica.

Correntes Marítimas: são porções de águas extensas que fazem um movimento de descolamento nos oceanos. São movimentadas pelas ações dos ventos e pelo movimento de rotação da Terra. As correntes marítimas têm o poder de interferir na temperatura atmosférica e no movimento das massas de ar.

Fonte: www.colegiogonzaga.com.br

Zona Térmica

Zona Térmica
As zonas térmicas da Terra

A Terra realiza vários movimentos, um deles é o de rotação, durante o qual gira em torno de si mesma epor isso toda face da Terra recebe luz solar.

Em virtude daforma esférica do planeta Terra, os raios solares incidem de forma diferente quanto àintensidade em distintos lugares do planeta, sendo que nas áreas próximas à linha do Equador, ou zonaintertropical, a luz atinge a superfície terrestre de forma perpendicular, desse modo, automaticamente,maior a intensidade e o calor.

A partir da zona intertropical em direção aos pólos, os raios, devido à forma arredondada do planeta,incidem na superfície dessas regiões com menor intensidade, pois atingem o planeta de maneirainclinada e, consequentemente, as temperaturas são menores.

A partir dessa ideia, fica claro que entre dois pólos existe uma grande oscilação de temperaturas,decorrente principalmente do modo e da intensidade com que os raios solares incidem na superfície, quedeterminam a existência de elevadas, baixas e médias temperaturas dispersas em toda extensão doplaneta.

Para regionalizar as áreas similares quanto ao recebimento de luz solar, o globo terrestre foi classificadoem cinco zonas térmicas, que são: zona tropical ou intertropical, zonas temperadas, essa apresenta nonorte e no sul, que ocorre também nas zonas polares.

Zonas Polares: os raios solares atingem a superfície terrestre de maneira bastante inclinada, portanto, astemperaturas são as mais baixas da Terra.

Zonas temperadas: os raios incidem à superfície de forma relativamente inclinada em relação à zonaintertropical, desse modo as temperaturas são mais amenas.

Zona tropical: áreas que recebem luz solar de forma praticamente vertical em sua superfície, o fatoproduz regiões com temperaturas elevadas, conhecida como zona tórrida do planeta.

Qual a diferença entre tempo e clima?

As pessoas geralmente utilizam as palavras “clima” e “tempo” como sinônimas, porém tais empregosocorrem de forma incorreta, pois cada palavra representa um significado distinto, ou seja, são diferentes.

O tempo refere-se ao estado momentâneo que ocorre em um determinado local a partir do ar atmosféricoque pode ocorrer de maneira lenta ou rápida. Em diferença, o clima refere-se ao conjunto de condiçõesatmosféricas que ocorrem em determinados locais de forma marcante. Dessa forma, pode-se simplificardizendo que o clima é a junção dos tipos de tempo que ocorrem em uma determinada região, tornando-seuma característica dela.

O tempo pode mudar de uma hora pra outra. Uma região onde o Sol está forte pode em questão deminutos ter o céu coberto por nuvens que inibem o calor do Sol, trazendo um clima agradável. Isso épossível graças às massas de ar que se deslocam e flutuam pela troposfera, influenciando o tempo econsequentemente o clima de diversos locais do planeta.

O tempo pode se modificar diversas vezes em um só dia: de manhã o céu está claro com ausência denuvens; ao meio-dia o céu já apresenta poucas nuvens; às 14:00 o céu está completamente coberto pornuvens; porém às 16:00 as nuvens se dissipam e o dia se torna abafado.

As condições do tempo e as características do clima conseguem influenciar em toda a rotina humana, poisexistem atividades que somente são realizadas em um determinado tempo com distintas característicasclimáticas, ou seja, não é possível realizar algumas atividades se o tempo e o clima não estiverempropensos para tal. Além do tempo, que pode influenciar o clima de uma região, existem outros fatoresque também marcam esse processo, como a latitude, altitude, maritimidade, continentalidade, correntesmarítimas, relevo e vegetação.

Latitude

Quanto mais nos afastarmos do Equador, menor a temperatura. A Terra é iluminada pelos raios solarescom diferentes inclinações. Quanto mais longe do Equador a incidência de luz solar é menor.

Altitude

Quanto mais alto estivermos menor será a temperatura. Isto porque o ar se torna rarefeito, ou seja, aconcentração de gases e de umidade à medida que aumenta a altitude, é menor, o que vai reduzir aretenção de calor nas camadas mais elevada da atmosfera. Há a questão também que o oceano oucontinente irradiam a luz solar para a atmosfera, ou seja, quanto maior a altitude menos intensa será airradiação.

Continentalidade/Maritimidade

A proximidade de grandes quantidades de água exerce influência na temperatura. A água demora a seaquecer, enquanto os continentes se aquecem rapidamente.

Por outro lado, ao contrário dos continentes, aágua demora irradiar a energia absorvida. Por isso, o hemisfério Norte tem invernos mais rigorosos everões mais quentes, devido a quantidade de terras emersas ser maior, ou seja, sofre influência dacontinentalidade, boa parte deste hemisfério.

Correntes Marítimas

São massas de água que circulam pelo oceano. Tem suas próprias condições de temperatura e pressão.Tem grande influência no clima. As correntes quentes do Brasil determinam muita umidade, pois a elaestá associada massas de ar quente e úmida que provocam grande quantidade de chuva.

Relevo

O relevo pode facilitar ou dificultar as circulações das massas de ar, influindo na temperatura. No Brasil,por exemplo, as serras no Centro-Sul do país formam uma “passagem” que facilita a circulação da massapolar atlântica e dificulta a massa tropical atlântica.

Vegetação

A vegetação impede a incidência total dos rios solares na superfície. Por isso, com o desmatamento hádiminuição de chuvas, visto a umidade diminuir, e há um aumento da temperatura na região.

Tipos de clima

Os principais tios são:

Climas polares

São climas de baixa temperatura o ano inteiro, chegando por volta, no máximo 10°.Pois não há concentração de calor, o sol fica sempre baixo no horizonte na época do verão, e no invernoele nem aparece. Portanto essas regiões polares (próximas aos círculos polares Ártico e Antártico) estãosempre cobertas de neve e gelo.As temperaturas mais baixas foram registradas em Vostok, Antártida, -88°C.

Climas temperadosOs climas temperados são caracterizados por ser possível ver as quatro estações do ano de uma maneirabem clara, sendo possível as atividades humanas durante a maior parte do ano.

Dividem-se em:

Marítimo: Sofre influencia dos oceanos, por isso as temperaturas são constantes

Continental: apresenta verões mais quentes e invernos mais frios e secos.

Clima mediterrâneo

Apresentam invernos mais brandos e chuvosos, verões quentes e secos.As chuvas ocorrem no outono e inverno.

Algumas áreas de sua ocorrência são: o sul da Califórnia, partemeridional da África do Sul e sul da Austrália.

Clima tropical

É considerado como transição entre o clima equatorial e o desértico. Apresenta temperatura elevada o anointeiro.

Tem duas estações bem definidas: verão, que ocorre as chuvas, e inverno ameno e seco.Este tipo de clima ocorre na maior parte do território brasileiro.

Clima equatorial

Ocorre na zona climática mais quente do planeta, faixa Equatorial.A temperatura média anual é superior a 24°C. As chuvas são abundantes, cerca de 2000mm, com pequenaamplitude entre o dia e a noite.

Clima subtropical

Ocorre entre os climas tropicais e temperados. Apresentam chuvas abundantes, verões quentes e invernosfrios. É característico das médias latitudes.

Clima desértico

Os desertos baixo índice pluviométrico, cerca de 250mm por ano. É comum uma temperatura acima de42°C durante o dia, mas à noite pode chegar a menos de 0°C principalmente no inverno.

Algumas áreas de desertos são: África do Norte (Saara) e Ásia Ocidental (Arábia).

Clima semi-árido

Apresenta poucas chuvas, sendo mal distribuídas durante o ano. São climas de transição, encontradostanto em regiões tropicais como em zonas temperadas.

Climas no Brasil

No Brasil predomina climas quentes e úmidos, por possuir maior parte do seu território na zona intertropical.

Equatorial

É um clima quente e úmido, que fica ao redor da linha do Equador. As chuvas são abundantes e maiorparte de convecção.

Este tipo de clima fica na região Norte do Brasil.

Com temperaturas que variam de 24°C a 27°C.

Nessa região o índice pluviométrico é de 2000mm por ano.

Tropical úmido

Se situa na costa leste do Brasil, desde o Rio Grande do Norte até São Paulo.

No inverno se formam frentes frias e em alguns dias a temperatura fica baixa.

As chuvas ocorrem no verão, apenas no litoral nordeste que chove mais no inverno.

É um clima quente e úmido, apesar das “ondas de frios” que ocorrem às vezes.

Tropical típico ou semi-úmido

Este tipo de clima ocorre na região central do Brasil.

As médias de temperatura variam de 20° a 28°C.

Chove por volta de 1500mm por ano.

É um tipo de clima quente e semi-úmido, com chuvas no verão e seco no inverno.

Semi-árido

Ocorre no sertão nordestino. Com chuvas inferiores a 800mm por ano.

É seco e árido, mas não como o deserto.

Tem quatro massas que exercem influência, duas equatoriais e duas tropicais, que terminam sua trajetóriano sertão.

Subtropical

Este tipo de clima se localiza no sul do país até o sul do trópico de Capricórnio.

Tem temperaturas médias nem quentes e nem frias. Com chuvas abundantes e bem distribuídas durantetodo o ano.

O verão é bem quente e o inverno é bem frio, em lugares mais altos ocorrem geadas. Em alguns lugareschegou a cair neve, mais é raro.

Fonte: escolavilaprado.files.wordpress.com

Zona Térmica

As Zonas térmicas da Terra são as faixas compreendidas entre as linhas dos Paralelos.

Também conhecidas como Zonas climáticas, elas se dividem em:

a) Zona Polar Ártica, entre o Pólo Norte e o Círculo polar Ártico

b) Zona Temperada Norte entre o Círculo polar Ártico e o Trópico de Câncer

c) Zona Tropical entre o Trópico de Câncer e o Trópico de Capricórnio

d) Zona Temperada Sul entre o Trópico de Capricórnio e o Círculo Polar Antártico

e) Zona Polar Antártica entre o Círculo Polar Antártico e o Pólo Sul.

Os climas do planeta são determinados de acordo com a localização geográfica do lugar e a intensidade de luz solar que o mesmo recebe em certos períodos do ano. A Terra possui forma esférica, por isso a luz solar que incide na superfície do planeta não atinge com a mesma intensidade todos os pontos do mesmo.

A quantidade de luz que atinge a superfície em áreas próximas à Linha do Equador é diferente das recebidas em regiões do Círculo Polar Ártico, isso acontece porque os raios que atingem os pontos próximos incidem de maneira mais intensa. O direcionamento dos raios solares influencia na formação de áreas mais quentes ou mais frias de nosso planeta, e para facilitar a classificação dos climas e a sua localização no globo, o homem estabeleceu as zonas térmicas.

Fonte: www.geografia.seed.pr.gov.br

 

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal