Breaking News
210-060 vce 70-412 vceMicrosoft Real Exam Questions - 100% Free VCE Files 700-501 vce 70-417 vce 200-125 exam Cisco CCENT/CCNA ICND1 100-105 exam Training 210-260 exam 300-075 exam 300-070 exam 200-105 exam 300-101 exam Pass CISCO 300-115 exam - test questions 200-310 exam SY0-401 exam 400-101 exam EX200 exam Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS EX300 exam 400-051 exam 200-355 exam 300-320 exam Download 3I0-012 exam PDF Questions Answers 070-463 exam 300-206 exam 640-916 exam Exam Ref 70-697 exam Configuring Windows 210-451 exam 1Y0-201 exam 070-346 exam 100% Pass Guarantee of Your 640-911 exam
Home / Esoterismo / I Ching

I Ching

 

História

Existem basicamente duas versões da origem do I Ching :a mítica e a histórica. Algumas traduções ainda apresentam a versão mítica como se fosse verdade, mas não é.

O mito da origem do I Ching foi aceito como uma verdade histórica durante séculos na China. Foi somente no Sec. XIX que algumas descobertas arqueológicas começaram a revelar uma história diferente do I Ching .

Estas descobertas eram fascinantes, e imensamente valiosas para os usuários do I Ching pela luz que eles jogam nos significados dos textos mais antigos. Porém, eles não substituem o mitos. A vai uma pequena descrição de ambas as verdades. Assim você poderá perceber a notável correspondência entres as duas.

A Verdade Mítica

A estória do I Ching começa do a descoberta dos trigramas por Fu Hsi, o primeiro imperador da China que renunciou 2852-2737 AC.. Fu Hsi, que observava a natureza com cuidado e atenção, caminhava a longo do Rio Amarelo quando ele viu uma tartaruga saindo da água. Naturalmente ele a observou com atenção; e compreendeu que a sabedoria vinha quando se observava a natureza atentamente. As tartarugas são animais significativos na cultura Chinesa, pois o domo de seus cascos representam o domo do céu e seu fundo achatado a terra. , assim a tartaruga parece encorporar o cosmos. Na costas desta tasrtaruga, Fu Hsi viu oito trigramas – símbolos que consistem em uma pilha de três linhas, inteiras ou partidas.. Estudando-as juntamente com o mundo a sua volta e dentro de si mesmo, Fu Hsi chegou à compreensão como os trigramas refletem as verdades básicas sobre como as energias se movem. E ao fazê-lo ele criou a fundação tanto da tradicional visão de mundo Chinesa como também para o I Ching .

O I Ching não foi criado até a dinastia Shang (1766-1122AC) que injustamente aprisionou a sua esposa e seu honesto vassalo Chou , Rei Wen (que recebeu o título de Rei postumamente), Wen cumpriu a sua pena refletindo sobre os trigramas, re-arranjando-os e , combinando-os em hexagramas. Ele também escreveu o nome para cada um dos 64 hexagramas, e algumas poucas linhas sobre seus significados, que nós agora conhecemos como o Julgamento.

Eventualmente, o filho do Rei Wen destronou o cruel e extravagante Shang e estabeleceu a nova dinastia Chou, que durou até 221 AC. Seu neto se tornou um governante, e o tio do garoto, o Duque de Chou, foi apontado como regente. O Duqye de Chou terminou o trabalho do Rei Wen escrevendo textos curtos associados coda uma das seis linhas de cada hexagrama.

Finalmente, Kung Fu Tsu, o próprio Confucius (551-479AC) estudou o I Ching exaustivamente e escreveu intensos comentários sobre ele, que são conhecidos como a “Asas” do I Ching . Estes incluiam O Conselho (ou Imagem), o Comentários sobre o Julgamento e sobre as linhas, como tambéwm os Contrastes, as Sequências, as Evidências atribuidas mais uma Discussão dos Trigramas e o Grande Tratado. Com as origens nos grandes governantes da China antiga, e a iluminação que Confucius ofereceu, o I Ching se formou como um todo.. Foi considerado um clássico e sua leitura era imperativa para que quizesse entrar nas altas rodas da sociedade Chinesa.

A Verdade Histórica

O mais antigos sistema de adivinhação na China data da disnatia Shang. Consistia em esquentar os ossos de animais no fogo e estudava-se as rachaduras produzidas neles., para se descobrir a época exata para se fazer um sacrifício.

Traços desta prática antiga ainda está presente em quatro dos ideogramas mais antigos do I Ching :Yuan, Heng, Li, Chen. Eles possuem um enorme leque de significados e associações – eles representam as quatro estações, e também as qualidades de fundamentabilidade, sucesso, competência e perseverança.

Em seu primeiro uso, entretanto, esta frase parecia significar ‘o início de uma comunicação bem sucedida com os espíritos; perguntar mais seria ajustar-se a um nível mais profundo”. na verdade, esta prática nos mostra os princípios mais básicos da adivinhação Chinesa.

Os cascos das tartarugas eram usados também, da mesma forma que os osssos dos animais, para produzirem padrões de rachaduras para os adivinhadores interpretar. Mas os cascos das adivinhações antigas podiam ser guardados para referências futuras – e neste ponto os adivinhadores antigos começaram a inventar a escrita. Imagens eram gravadas nos cascos como um registro do que foi perguntado, e que resultado se obteve.

Os arquivos remanecentes mostram que o oráculos da tartaruga era consultado para questões de estado:guerra, propostas de casamento, o nascimento de uma princesa.

A partir de 1.000 AC, até um pouco depois da disnatia Chou ser fundada, os textos do I Ching como nós conhecemos começaram a ser escritos. Eles provavelmente vieram de uma tradição antiga oral, portanto é difícil estabelecer a mais antiga camada do I Ching . Foi também nesta época que o método dos palitos para a adivinhação foi criado. Isto pode muito bem ter sido, pelo menos em parte, uma resposta ao perigo de extinção das tartarugas. Este método teve um efeito de tornar a adivinhação mais fácil, mais prático e mais disponível. O que havia sido uma prerrogativa de imperadores começou a se espalhar por toda a China popular.

As raízes do I Ching que nós temos hoje pode ser datado com segurança do Séc. VIII AC. Primeiro pelos vocabulário comum em documentos da época e que não foram usados desde então. Segundo, porque algumas referências de eventos históricos da época foram identificados. Em particular, o julgamento do Hexagrama 35 se refere ao Príncipe Kang, um príncipe Chou que é conhecido por ter abandonado o nome Kang logo após a conquista Chou. Talvez este nome antigo tenha sido lembrado e somente atualmente escrito – mas isto pelo menos nos dá a data para a tradição do I Ching . Os hexagramas básicos do I Ching , seus nomes, Julgamentos e os textos da linahs foram muito provavelmente completados por volta de 700 AC. Os hexagramas, como um meio de se referir aos textos.

vieram bem depois, no séc V AC. Esta foi uma descoberta crucial, tornando possível verficar o movimento da energia que os textos descrevem.

O Comentário Tso, que data de 672 AC, se refere ao uso histórico de Chou centenas de anos antes – mas não podemos assegura que estas datas seja confiáveis.

Nós sabemos que naquela época em que foi escrito, a popularidade do I Ching estava crescendo visivelmente.

Durante o período de Guerra dos Estados(475-221 AC) o I Ching se firmou. Este foi um período de grandes mudanças políticas e culturais, cheio de incertezas.

os textos do I Ching eram coletados em forma de livro, e os adivinhadores os carregavam por toda a China. E quando a ordem foi finalmente, mas brutalemnte restabelecida em 221 AC, os novos governantes ( a dinastia Ch’in , que durou pouco) ordenou que se queimassem todos os livros.

O I Ching foi foi um dos poucos volumes que foi poupado, por causa de seu valor prático.

Durante a mais pacífica dinastia Han que se seguiu, o I Ching foi ‘canonizado’ como um clássico (‘I’) e se tornou um objeto de intense trabalho acadêmico.

Durante este período – do séc III AC até a virada do milênio – as “Asas”do I Ching foram adicionadas, com um comentário detalhadodas interrelações das linhas dos hexagramas e a descoberta dos trigramas. Confucius não deve ter escrito nada disto, apesar deles terem sido, em parte, baseados em suas idéias. Os acadêmicos também devem ter feito uso das tradições orais antigas, certamente, os textos do Conselho ( ou Imagens) parecem enfraquecer sutilmente o Comentário mais convencional.

Esta é, nominalmente, quase que o fimn da ‘história’do I Ching . O manuscrito Ma Wang Dui, enterrado em 168 AC, é considerado ser substancialmente a mesma versão que nós temos hoje. , apesar dos hexagramas estarem em uma ordem diferente. A ordem atual foi sugerida pela primeira vez no Séc. 2 AC, mas foi somente estabelecida como a ordem padrão por Wang Bi (226-250 DC).

O I Ching não é somente um livro:é uma conversação entre inúmeras gerações de questionadores, por mais de mil anos, e o espírito que fala através do livro.

A conversa continua, com cada pergunta revelando novas fronteiras e padrões de significados.

A necessiadade pelo I Ching é mais sentida em tempos de mudanças radicais – e ele responde a uma necessidade profunda de nossa era.

Fonte: www.salves.com.br

I Ching

O Surgimento do IChing

O IChing surgiu na China a aproximadamente 3.000 anos antes de Cristo, no tempo do imperador Fu Hsi, a quem se atribui a invenção dos 8 trigramas básicos.

Por volta de 1.150 antes de Cristo, estes trigramas foram apresentados pelo rei Wen, e nasceram as combinações que deram a origem aos 64 hexagramas.Este rei deu as primeiras interpretações para os hexagramas, chamadas de sentenças ou julgamentos, posteriormente seu filho, ao dedicar-se ao estudo do IChing acrescentou suas interpretações ao livro.

Confúcio (Filósofo chinês 551-479 a.C.) quando descobriu o IChing estudou-o intensamente. Já com idade avançada, disse que se lhe fossem dados mais anos de vida, dedicaria 50 deles ao estudo do IChing. Devemos a ele várias explicações para cada hexagrama.

No Ocidente o IChing chegou em 1834, mas só em 1923 surgiu sua melhor tradução por Richard Wilhelm, sinólogo alemão.

Tradicionalmente, na China, a consulta ao IChing era envolvida de certos cuidados ritualísticos. Ela deveria ser feita pela pessoa voltada para o lugar do nascimento do sol, para representar o desejo de voltar-se para o que permite enxergar e entender. Também durante a consulta era usado o incenso para purificar o ambiente. O livro era guardado em um pedaço de seda, e, para se evitar a idolatria, colocado em um lugar não superior à altura de seu dono.

A Importância da Atitude do Consultante

Qualquer pessoa receptiva a sabedoria chinesa, pode recolher nas sentenças do IChing respostas para suas perguntas, anseios e desejos, basta lembrar que atitude de respeito ajuda a concentração do pensamento na pergunta a ser questionada.

Este é o ponto principal da consulta a qualquer oráculo. Deve-se concentrar o pensamento da pessoa, na pergunta a ser questionada, e a formular de forma clara, evitando o tipo de pergunta “ou/ou”, e o tipo que deve ser respondido de forma positiva ou negativa.

Trigrama

 I Ching

Trigrama é a metade de um Hexagrama. É formado por 3 linhas, que por sua vez podem ser combinações de linhas contínuas ou separadas. Existem 8 tipos diferentes de Trigramas que podem formar um total de 64 hexagramas.

Hexagrama

 I Ching

O hexagrama é formado por 2 trigramas sobrepostos.

Assim ele formado por 6 linhas, cada uma podendo assumir 2 estados:linha contínua e linha dividida. Ao lado temos o hexagrama da paz.

As perspectivas quanto ao futuro

Quando a linha do hexagrama for formada por três lados iguais da moeda ela será desenhada na cor azul. Isto significa que há perspectivas de mudança para a consulta executada. Automaticamente, quando o programa mostrar o resultado (sentença) da consulta, estará disponível um botão nomeado ‘futuro’ que o levará para o hexagrama relacionado ao futuro da questão consultada.

O hexagrama relacionado ao futuro da questão é formado pelo hexagrama da atual com as linhas azuis tendo seu valor invertido, ou seja, se ela for contínua passará a ser dividida e vice-versa.

O I Ching pode ser descrito como um poço de água pura e cristalina. Um poço que está sempre lá, no meio do campo e disponível para todos. Por gerações que vêem e vão, e os modos de vida em constante mudança, o poço nunca muda e sua água nunca seca. Como você pode alcançar a água e satisfazer sua sede de conhecimento? Para isto , você precisa compreender a própria estrutura antiga do poço e como usá-la. E assim você é convidado a beber da água do poço.

O I Ching é um livro extraordinário, repleto de beleza e sabedoria. É o oráculo mais antigo do mundo onde seus primeiros esboços começaram a ser escritos há mais de 3.000 anos atrás, mas muito dele deriva principalmente de tradições antigas transmitidas de forma oral. Através dos milênios, as pessoas que consultavam o I Ching acrescentaram observações e comentários explicando os padrões de significados que elas próprias descobriram.

Portanto o I Ching que usamos hoje vem de incontáveis gerações de observação e sabedoria.

Os Hexagramas

 I Ching

O estudo dos hexagramas ajudam você a compreender melhor seus estados de consciência, mas por si só, eles não podem e nem devem ser a única referência para suas decisões existenciais e escolhas que você venha a tomar.

A interpretação completa de um hexagrama se apóia em um comentário de cada linha em sua posição específica naquele hexagrama:64 hexagramas, cada um com 6 linhas resulta em 384 ‘comentários’! Não recriamos esses comentários aqui, mas a tabela abaixo resume estes comentários mantendo os seus significados mais importantes.

É feita toda uma correlação entre o mundo interior e o mundo exterior onde as primeiras três linhas do hexagrama (começando a contagem de baixo para cima) constituem o trigrama inferior e simbolizam o mundo interior. O trigrama superior( ass linhas 4, 5 e 6) simbolizam o mundo exterior. O trigrama inferior representa sua atitude em direção à motivação; o trigrama superior representam uma atitude em direção em direção à intenção. Existem 64 possíveis combinações de seis linhas Yang (inteiras) e/ou Yin (partidas). Este sistema foi criado pelos Chineses para ajudá-lo a alcançar o seu estado criativo a partir de um alinhamento apropriado de suas atitudes internas e externas.

Portanto o I Ching é mais um Oráculos para ser consultado usando um processo de seleção randômica para se escolher um os 64 hexagramas para responder a uma pergunta feita.

História

Existem basicamente duas versões da origem do I Ching :a mítica e a histórica.

Algumas traduções ainda apresentam a versão mítica como se fosse verdade, mas não é.

O mito da origem do I Ching foi aceito como uma verdade histórica durante séculos na China. Foi somente no Sec. XIX que algumas descobertas arqueológicas começaram a revelar uma história diferente do I Ching . Estas descobertas eram fascinantes, e imensamente valiosas para os usuários do I Ching pela luz que eles jogam nos significados dos textos mais antigos. Porém, eles não substituem o mitos. A vai uma pequena descrição de ambas as verdades. Assim você poderá perceber a notável correspondência entres as duas.

A Verdade Mítica

A estória do I Ching começa do a descoberta dos trigramas por Fu Hsi, o primeiro imperador da China que renunciou 2852-2737 AC.. Fu Hsi, que observava a natureza com cuidado e atenção, caminhava a longo do Rio Amarelo quando ele viu uma tartaruga saindo da água. Naturalmente ele a observou com atenção; e compreendeu que a sabedoria vinha quando se observava a natureza atentamente. As tartarugas são animais significativos na cultura Chinesa, pois o domo de seus cascos representam o domo do céu e seu fundo achatado a terra. , assim a tartaruga parece encorporar o cosmos. Na costas desta tasrtaruga, Fu Hsi viu oito trigramas – símbolos que consistem em uma pilha de três linhas, inteiras ou partidas.. Estudando-as juntamente com o mundo a sua volta e dentro de si mesmo, Fu Hsi chegou à compreensão como os trigramas refletem as verdades básicas sobre como as energias se movem. E ao fazê-lo ele criou a fundação tanto da tradicional visão de mundo Chinesa como também para o I Ching .

O I Ching não foi criado até a dinastia Shang (1766-1122AC) que injustamente aprisionou a sua esposa e seu honesto vassalo Chou , Rei Wen (que recebeu o título de Rei postumamente), Wen cumpriu a sua pena refletindo sobre os trigramas, re-arranjando-os e , combinando-os em hexagramas. Ele também escreveu o nome para cada um dos 64 hexagramas, e algumas poucas linhas sobre seus significados, que nós agora conhecemos como o Julgamento.

Eventualmente, o filho do Rei Wen destronou o cruel e extravagante Shang e estabeleceu a nova dinastia Chou, que durou até 221 AC. Seu neto se tornou um governante, e o tio do garoto, o Duque de Chou, foi apontado como regente. O Duqye de Chou terminou o trabalho do Rei Wen escrevendo textos curtos associados coda uma das seis linhas de cada hexagrama.

Finalmente, Kung Fu Tsu, o próprio Confucius (551-479AC) estudou o I Ching exaustivamente e escreveu intensos comentários sobre ele, que são conhecidos como a “Asas” do I Ching . Estes incluiam O Conselho (ou Imagem), o Comentários sobre o Julgamento e sobre as linhas, como tambéwm os Contrastes, as Sequências, as Evidências atribuidas mais uma Discussão dos Trigramas e o Grande Tratado. Com as origens nos grandes governantes da China antiga, e a iluminação que Confucius ofereceu, o I Ching se formou como um todo.. Foi considerado um clássico e sua leitura era imperativa para que quizesse entrar nas altas rodas da sociedade Chinesa.

A Verdade Histórica

O mais antigos sistema de adivinhação na China data da disnatia Shang. Consistia em esquentar os ossos de animais no fogo e estudava-se as rachaduras produzidas neles., para se descobrir a época exata para se fazer um sacrifício.

Traços desta prática antiga ainda está presente em quatro dos ideogramas mais antigos do I Ching :Yuan, Heng, Li, Chen.

Eles possuem um enorme leque de significados e associações – eles representam as quatro estações, e também as qualidades de fundamentabilidade, sucesso, competência e perseverança. Em seu primeiro uso, entretanto, esta frase parecia significar ‘o início de uma comunicação bem sucedida com os espíritos; perguntar mais seria ajustar-se a um nível mais profundo”. na verdade, esta prática nos mostra os princípios mais básicos da adivinhação Chinesa.

Os cascos das tartarugas eram usados também, da mesma forma que os osssos dos animais, para produzirem padrões de rachaduras para os adivinhadores interpretar. Mas os cascos das adivinhações antigas podiam ser guardados para referências futuras – e neste ponto os adivinhadores antigos começaram a inventar a escrita. Imagens eram gravadas nos cascos como um registro do que foi perguntado, e que resultado se obteve.

Os arquivos remanecentes mostram que o oráculos da tartaruga era consultado para questões de estado:guerra, propostas de casamento, o nascimento de uma princesa.

A partir de 1.000 AC, até um pouco depois da disnatia Chou ser fundada, os textos do I Ching como nós conhecemos começaram a ser escritos. Eles provavelmente vieram de uma tradição antiga oral, portanto é difícil estabelecer a mais antiga camada do I Ching . Foi também nesta época que o método dos palitos para a adivinhação foi criado. Isto pode muito bem ter sido, pelo menos em parte, uma resposta ao perigo de extinção das tartarugas. Este método teve um efeito de tornar a adivinhação mais fácil, mais prático e mais disponível. O que havia sido uma prerrogativa de imperadores começou a se espalhar por toda a China popular.

As raízes do I Ching que nós temos hoje pode ser datado com segurança do Séc. VIII AC. Primeiro pelos vocabulário comum em documentos da época e que não foram usados desde então. Segundo, porque algumas referências de eventos históricos da época foram identificados. Em particular, o julgamento do Hexagrama 35 se refere ao Príncipe Kang, um príncipe Chou que é conhecido por ter abandonado o nome Kang logo após a conquista Chou. Talvez este nome antigo tenha sido lembrado e somente atualmente escrito – mas isto pelo menos nos dá a data para a tradição do I Ching . Os hexagramas básicos do I Ching , seus nomes, Julgamentos e os textos da linahs foram muito provavelmente completados por volta de 700 AC. Os hexagramas, como um meio de se referir aos textos.

Vieram bem depois, no séc V AC. Esta foi uma descoberta crucial, tornando possível verficar o movimento da energia que os textos descrevem.

O Comentário Tso, que data de 672 AC, se refere ao uso histórico de Chou centenas de anos antes – mas não podemos assegura que estas datas seja confiáveis.

Nós sabemos que naquela época em que foi escrito, a popularidade do I Ching estava crescendo visivelmente.

Durante o período de Guerra dos Estados(475-221 AC) o I Ching se firmou. Este foi um período de grandes mudanças políticas e culturais, cheio de incertezas.

Os textos do I Ching eram coletados em forma de livro, e os adivinhadores os carregavam por toda a China. E quando a ordem foi finalmente, mas brutalemnte restabelecida em 221 AC, os novos governantes ( a dinastia Ch’in , que durou pouco) ordenou que se queimassem todos os livros.

O I Ching foi foi um dos poucos volumes que foi poupado, por causa de seu valor prático.

Durante a mais pacífica dinastia Han que se seguiu, o I Ching foi ‘canonizado’ como um clássico (‘I’) e se tornou um objeto de intense trabalho acadêmico.

Durante este período – do séc III AC até a virada do milênio – as “Asas”do I Ching foram adicionadas, com um comentário detalhadodas interrelações das linhas dos hexagramas e a descoberta dos trigramas. Confucius não deve ter escrito nada disto, apesar deles terem sido, em parte, baseados em suas idéias. Os acadêmicos também devem ter feito uso das tradições orais antigas, certamente, os textos do Conselho ( ou Imagens) parecem enfraquecer sutilmente o Comentário mais convencional.

Esta é, nominalmente, quase que o fimn da ‘história’do I Ching . O manuscrito Ma Wang Dui, enterrado em 168 AC, é considerado ser substancialmente a mesma versão que nós temos hoje. , apesar dos hexagramas estarem em uma ordem diferente. A ordem atual foi sugerida pela primeira vez no Séc. 2 AC, mas foi somente estabelecida como a ordem padrão por Wang Bi (226-250 DC).

O I Ching não é somente um livro:é uma conversação entre inúmeras gerações de questionadores, por mais de mil anos, e o espírito que fala através do livro.

A conversa continua, com cada pergunta revelando novas fronteiras e padrões de significados. A necessiadade pelo I Ching é mais sentida em tempos de mudanças radicais – e ele responde a uma necessidade profunda de nossa era.

Fonte: www.esoterikha.com

I Ching

Para entender o I Ching

O Livro está constituído essencialmente de 64 conjuntos de símbolos, que revelam detalhadamente as 64 etapas dos ciclos universais, tais como os santos sábios observaram no céu e na terra.

Traduzidos genericamente por hexagramas, cada um desses conjuntos ou seções contém os seguintes elementos:

O ideograma, isto é, a escrita do nome chinês, por si só repleto de significados simbólicos. O exemplo ao lado é Tai, o nome do Hexagrama 11, que se traduz por Paz.

 I Ching
Ideograma

O hexagrama propriamente dito, que é a representação abstrata, geométrica, de cada estágio de transmutação. Recebeu esse nome, nas línguas européias, por ser constituído de 6 linhas. Ao lado o Hexagrama 37 – A Família.

 I Ching
Hexagrama

O texto, também chamado julgamento ou oráculo, que revela em linguagem simbólica o significado do hexagrama. Cada julgamento vem acompanhado de comentários e interpretações que ajudam a traduzir o ensinamento do texto.

A imagem ou símbolo, que consiste em um modelo de conduta, um verdadeiro conselho estratégico, para lidar com a situação indicada pelo hexagrama.

O texto das linhas, em número de seis, que indicam as alternativas de transformação das condições retratadas no hexagrama.

Nota sobre o Nome

I Ching é a grafia corrente no Brasil. Aparece também Yi King em algumas transliterações francesas e inglesas. No entanto, a melhor grafia seria Yìjïng, segundo a transcrição oficial chinesa, denominada Pinyin, que é utilizada atualmente pela ONU, UNESCO e demais organismos internacionais.

A história do Livro

O I Ching é considerado o mais antigo livro da China. Sua origem, ou pelo menos a de seus oito símbolos fundamentais, denominados trigramas, é atribuída a Fu Xi, que teria vivido por volta de 5500 anos antes de Cristo, para alguns, ou 2850 a.C., para outros. É pela combinação dos 8 trigramas que se formam os 64 hexagramas, portadores do corpo de ensinamentos do Livro.

Fu Xi, esse lendário imperador, também é representado como um deus-montanha. A fonte inspiradora do Livro remonta à Era de Ouro da humanidade, durante a qual se diz que os guias e instrutores bebiam direto da fonte da consciência.

O segundo personagem ligado ao I Ching é o Rei Wen, fundador da Dinastia Chou (1121-256 a.C.), a quem se atribui a autoria dos 64 Julgamentos, ou seja, os textos que explicam os hexagramas. Decorridos 4400 anos desde os tempos de Fu Xi, e estando mais afastados da fonte, mesmo os buscadores do conhecimento tinham necessidade de maiores ajudas e orientações para compreender os símbolos primordiais que começavam a parecer herméticos.

Ao Duque Chou, filho do Rei Wen, são atribuídos os textos das 6 linhas de cada um dos 64 hexagramas, num total de 384 “Julgamentos das linhas”. Com ele completaram-se os textos tradicionais do Livro, que hoje contam mais de 3000 anos.

Finalmente, coube a Confúcio (551-479 a.C.) dar ao I Ching a feição que conhecemos modernamente. Seus comentários, registrados em sete obras, boa parte das quais agregadas ao corpo do próprio Livro, facilitam a aproximação aos ensinamentos esotéricos dessa corrente de transmissão espiritual.

O I Ching e o Ocidente

O contato do mundo ocidental com o I Ching se estabeleceu a partir do final do século 14, através dos relatos dos jesuítas que residiam na corte de Pequim. A primeira tradução completa do livro para o latim, feita pelo Padre Regis, surgiria apenas em 1834. No final do século 19, outras duas versões, de Legge e Filastro, ampliam a divulgação do livro na Europa.

Atualmente, a mais respeitada versão ocidental do I Ching é a obra de Richard Wilhelm, um pastor protestante que viveu muitos anos na China. Feita de início para o alemão, foi a seguir traduzida para praticamente todas as línguas ocidentais.

É um acontecimento extraordinário que religiosos católicos e protestantes tenham reconhecido a profundidade dos ensinamentos do I Ching e enfrentado todas as dificuldades que trazem a tradução de um clássico chinês para torná-lo acessível a nós, ocidentais. Trata-se de mais uma evidência do poder incomparável desse legado para a humanidade, que encontrou uma linguagem a tal ponto universal, que não levanta reações de natureza religiosa nem obstáculos culturais intransponíveis para tocar a alma de todos os seres que buscam qualidade.

Os Hexagramas

Hexagrama é o nome dado, nas versões ocidentais, a cada um dos 64 símbolos que constituem o I Ching . É um símbolo abstrato, mas que com o tempo vai se tornando compreensível. O hexagrama é formado por seis linhas superpostas, contadas de baixo para cima, que podem ser inteiras ou partidas .

Essa combinação de linhas inteiras e partidas tem uma característica notável:constitui talvez a mais antiga estrutura simbólica a utilizar o sistema binário, o mesmo que, modernamente, é aplicado na linguagem dos computadores.

A linha inteira, ou cheia, representaria o algarismo 1, a passagem da corrente, o sim, o positivo, enquanto que a linha interrompida, ou quebrada, representaria o algarismo 0, a interrupção da corrente, o não, o negativo.

O número máximo de combinações possíveis dos dois tipos de linhas em seis posições é 64.

 I Ching

Na verdade, quando se estudam os 64 hexagramas não se parte da simples combinação dos dois tipos de linha, mas sim de um arranjo ternário, denominado trigrama por ter três linhas. É a partir desses símbolos básicos, oito no total, que se constróem os hexagramas (8 x 8 = 64)

As linhas

Nos trigramas e hexagramas do I Ching , as linhas inteiras, simbolizam as qualidades do chamado princípio yang, ou seja, o ativo, o positivo, o céu, o homem, o luminoso, o quente, o firme.

As linhas interrompidas, simbolizam o princípio yin, cujos atributos são:receptivo, negativo, terra, mulher, sombrio, frio, maleável.

Tal como aparece descrito no Gênesis da tradição judaico-cristã, a criação se faz por um processo de polarização, ou seja, a partir de uma particular separação das energias sem forma, adormecidas no Caos primordial. E toda manifestação se processa mediante a dança ou luta infindável entre as duas polaridades – yang e yin, positiva e negativa, masculina e feminina, diurna e noturna, e assim por diante.

Esse jogo de forças está representado no conhecido símbolo chinês do Tai Chi, no qual a parte branca simboliza a força criativa, masculina, ativa, yang, e a parte negra a força receptiva, feminina, negativa, yin. Os dois pequenos pontos de cor oposta, na porção mais larga de cada metade, revelam que a intensificação máxima de um pólo já traz o germe da forma oposta complementar. Nada permanece estático no mundo da manifestação. Quando uma qualidade se intensifica, ela tende a se transformar (ou se mover) em direção à qualidade oposta, gerando a eterna dança das polaridades.

Tal situação de intensidade que gera a mutação para a qualidade oposta é representada, no caso do I Ching , pelas linhas móveis ou linhas em mutação. Estas podem ser tanto yin quanto yang. Uma linha yang móvel é representada por, e uma linha yin móvel por.

As duas forças primordiais do universo – o yang e o yin – estão sempre presentes, em proporções variáveis, em todas as coisas existentes. Qualquer fenômeno ou acontecimento contém essa polaridade fundamental, que vai se modificando no tempo e no espaço. A própria vida resulta do jogo dessas forças em permanente processo de transformação.

Os santos sábios que promoveram as civilizações humanas compreenderam as leis da transmutação que atuam igualmente no céu, na terra e no homem. É por isso que eles podiam prever os acontecimentos e agir de modo adequado, no momento oportuno. Eles são exemplos e modelos para o nosso esforço evolutivo.

Os Trigramas

 I Ching

Os oito trigramas – os símbolos formados por três linhas – são os componentes básicos dos hexagramas. É a partir de seus atributos que se deduzem o sentido e os diferentes significados de cada um dos 64 hexagramas.

Os trigramas não são considerados apenas para traduzir o conteúdo dos hexagramas. Os mestres chineses são hábeis para compreender os ciclos e deduzir seus aconselhamentos a partir de diferentes distribuições circulares dos oito trigramas.

Nomes e alguns exemplos de atributos de cada trigrama

Céu Criador, forte. É espacial, invisível e ilimitado.
Representa o pai. Parte do corpo: cabeça. Símbolo animal: cavalo.
Terra Receptivo, maleável, dedicado. É formal, visível e limitado.
Representa a mãe. Parte do corpo: ventre. Animal: vaca.
Montanha Quietude. É o concreto, o sólido e a acumulação sólida.
Representa o filho mais novo. Parte do corpo: mão. Animal: cão.
Lago Alegria, jovialidade. É a incógnita, a acumulação líquida.
Representa a filha mais nova. Parte do corpo: boca. Animal: carneiro.
Trovão O que desperta e movimenta. Desperta o mundo interior.
Representa o filho mais velho. Parte do corpo: pé. Animal: dragão.
Vento Madeira, suave, penetrante. Desperta o movimento exterior.
Representa a filha mais velha. Parte do corpo: coxa. Animal: galo.
Fogo Sol. Luminoso, aderente. É o impulso ascendente.
Representa a filha do meio. Parte do corpo: olho. Animal: faisão.
Água Nuvens, abismo, perigo. É o impulso descendente.
Representa o filho do meio. Parte do corpo: ouvido. Animal: porco.

Como formular as perguntas para o I Ching

O I Ching é a representação viva e generosa do Velho Sábio, ao qual podemos recorrer sempre que necessitarmos. Não cabe diante dele qualquer sentimento de apreensão ou de respeito exagerado, que acabariam nos afastando e nos privando de sua boa influência. Para este mestre compassivo e justo, qualquer interrogação, mesmo a de aparência mais banal, terá boa acolhida se for sincera.

Embora seja uma grande fonte de ensinamentos e de conselhos estratégicos, o I Ching é principalmente utilizado por sua função oracular.

Como a linguagem do livro é simbólica, suas respostas às nossas perguntas deverão ser interpretadas em função do assunto que estamos tratando. Muitos iniciantes sentem dificuldade para entender a reposta porque viciam a consulta com perguntas tipo “sim ou não”. Na verdade, na maior parte das vezes a resposta do oráculo consiste mais em orientar o consulente para chegar a um bom resultado, e não simplesmente em responder com um sim ou não. Uma pessoa, por exemplo, pode estar doente e, nesse caso, a resposta mais útil para uma pergunta sobre saúde será a orientação para encontrar a cura e não apenas para confirmar, com um sim ou não, que de fato ela se encontra doente, o que provavelmente ela já deve estar sabendo.

A postura mais eficaz para a consulta, portanto, é a de expor a questão da maneira mais clara possível e pedir uma orientação ou prognóstico, de acordo com o que for mais importante naquele determinado momento.

O I Ching não exige ritos ou complicações. É preferível imaginá-lo como um bom e sábio avô que, sem formalidades, está, antes de mais nada interessado em dar a melhor ajuda possível. Não existe, porém, qualquer contra-indicação aos rituais, se isso fizer bem ao consulente. Acender incenso, fazer orações ou meditação constituem para algumas pessoas recursos benéficos para abrir a receptividade. É bom lembrar, porém, que as forças de ajuda celeste estão sempre disponíveis. Elas não precisam ser seduzidas ou compradas. O que estabelece uma conexão verdadeira é o nosso desejo de compreender a situação.

Como fazer o sorteio

Para se obter do I Ching uma orientação específica, existem várias maneiras de sortear o hexagrama que responderá à nossa questão. Alguns recorrem ao modo direto e simples de abrir o Livro das Transmutações ao acaso, enquanto outros preferem um sistema mais elaborado, que exige o manuseio de 50 varetas.

A forma mais comum de sorteio utiliza três moedas. Que moedas usar? Qualquer moeda serve. Os chineses usam moedas chinesas porque as encontram à mão. No Brasil, o simples e óbvio será utilizar as nossas moedas. Muitas pessoas, porém, se confundem e deixam de consultar o livro porque não têm moedas chinesas. Não devemos cair nesse equívoco. Se o mais importante, o texto, já é uma versão brasileira, por que não as moedas?

Para sortear as respostas do I Ching , no entanto, faz sentido para muitas pessoas guardar moedas exclusivas para isso ou usar moedas que tenham alguma história pessoal, porque podem ajudar a estabelecer um vínculo. Mas a criatividade poderá dar outras soluções, como a utilização de medalhas ou moedas antigas.

Todas as possibilidades de sorteio funcionam bem. O I Ching , tal como todos os textos sagrados, está acima das formalidades.

O sorteio é simples:lançamos as três moedas 6 vezes, uma vez para cada linha. As linhas sorteadas são yin ou yang, dependendo das combinações de cara e coroa das moedas.

O sorteio com moedas

Explicar por escrito é sempre mais complicado que demonstrar. Com um pouco de paciência, porém, seguindo passo a passo as instruções, logo se aprende.

Como o hexagrama tem seis linhas, é preciso lançar seis vezes as três moedas escolhidas para o sorteio.

Em primeiro lugar precisamos convencionar com clareza qual é a cara e qual é a coroa das moedas, ou seja, qual é a face yang e qual a yin. Como sugestão, vamos considerar que a face na qual está cunhado o valor da moeda, a cara, é o lado yin. A face com o brasão ou qualquer outro elemento decorativo, a coroa, é o lado yang.

Podemos também acolher a explicação de Blofeld, que considera a face com o valor inscrito como sendo yin (2), porque o yin é receptivo, isto é, “recebe e grava a cunhagem do valor”, enquanto que a outra face, que em muitas moedas antigas era lisa, representa o yang (3).

O consulente, com as três moedas na mão, mantém em mente o assunto para o qual deseja obter orientação. A seguir, lança as três moedas ao mesmo tempo. A primeira jogada revela a linha inferior do hexagrama; a segunda jogada indica a segunda linha de baixo para cima e, assim por diante, até a sexta e última jogada, que indica a última linha superior.

Há quatro combinações possíveis de coroa-yang e cara-yin nos lançamentos das três moedas, e cada uma delas indica um tipo de linha, como pode ser visto na tabela que se segue:

Tabela das moedas

Na tabela, a cara da moeda está representada pelo valor 50, e a coroa pelo desenho. O lado com o valor inscrito é yin; o lado com o desenho é yang.

Cada linha também pode ser designada por um número específico, que se obtém pela soma dos valores atribuídos às faces yin e yang da moeda.

O lado yin vale 2 e o lado yang vale 3.

Exemplo:se saírem duas moedas com a face yang e uma com a face yin, somaremos 3 + 3 + 2 = 8. Isso quer dizer que obtivemos uma linha 8, ou seja, uma linha yin em repouso, ou estática,Linha Partida.

Não precisamos nos preocupar inicialmente com esses valores.

Eles estão sendo mencionados porque, nos livros, as linhas são indicadas; por exemplo:“9 na primeira posição”, “6 na quarta posição” e assim por diante.

Exemplo de um sorteio

Para facilitar a compreensão, vamos imaginar um sorteio em que as moedas deram os seguintes resultados:

6ª linha:3 yang =Linha Yang Móvel
5ª linha:2 yang, 1 yin =Linha Partida
4ª linha:2 yang, 1 yin =Linha Partida
3ª linha:1 yang, 2 yin =Linha Inteira
2ª linha:1 yang, 2 yin =Linha Inteira
1ª linha:2 yang, 1 yin =Linha Partida

Esse hexagrama é formado pelos seguintes trigramas:

 I Ching
O trigrama Vento (as três linhas inferiores)

 I Ching
e o trigrama Montanha (as três linhas superiores).

Para encontrar no I Ching o texto correspondente a esse símbolo, basta procurar, na Tabela a seguir, o número do hexagrama sorteado, ou seja, o número de ordem em que se encontra no Livro.

Procure o trigrama inferior na coluna à esquerda (o 6º de cima para baixo, no exemplo), e o trigrama superior na fila de cima da Tabela (o 4º da esquerda para a direita, no exemplo); no cruzamento da coluna com a linha está o número do hexagrama procurado (no nosso caso, o 18).

A leitura

Caso não ocorram linhas móveis durante o sorteio, os textos do hexagrama obtido (Julgamento, Comentários e Imagem) contêm todos os elementos para orientar a questão formulada.

No caso de saírem linhas móveis, deve ser traçado um segundo hexagrama resultante da mutação destas linhas. A linha yang móvel,Linha Yang Móvel, transforma-se numa yin em repouso,Linha Partida, e a linha yin móvel,Linha Yin Móvel, numa yang em repouso,Linha Inteira.

 I Ching

Em nosso exemplo, só a sexta linha é móvel, fazendo com que o hexagrama 18 dê origem ao 46.

Quando existem linhas móveis, além da leitura do Julgamento e da Imagem do hexagrama inicial, devemos ler também os textos referentes a essas linhas móveis (que no nosso exemplo seria a sexta linha do hexagrama 18) e, a seguir, completar com a leitura do Julgamento, Comentários e Imagem do hexagrama final (46, no exemplo). Deste último, por ser a conclusão e não ter mais linhas móveis, não precisaremos ler os textos referentes às linhas.

O conjunto desses textos representa a resposta do I Ching ao consulente.

A interpretação

Quanto mais utilizamos o I Ching , para nós próprios ou ajudando outras pessoas, tanto mais rápido compreendemos as respostas e confiamos nelas. A convivência é a via mais eficaz para a aprendizagem e serve para demonstrar na prática o poder magnífico do Livro.

Uma dúvida muito comum entre os iniciantes, quando interessados em previsões, refere-se ao tempo em que ocorrerão os prognósticos dados pelo Livro. De um modo geral, podemos considerar que existe uma sequência temporal que começa com o hexagrama inicial, passa pelas linhas móveis e conclui com o hexagrama final.

Com um pouco de prática e à medida que deixamos bem clara a pergunta para nós próprios, aprendemos a identificar qual passagem dos textos se refere ao nosso presente.

Não existe uma regra fixa para isso:às vezes, o presente é retratado pelo hexagrama inicial, enquanto que o futuro fica indicado pelas linhas móveis e pelo hexagrama final. Outras vezes, no entanto, poderemos reconhecer que o hexagrama inicial e as linhas falam dos antecedentes de nossa questão e que o hexagrama final retrata o presente ou o futuro imediato.

Constantino K. Riemma

Bibliografia

1. Richard Wilhelm. I Ching , o Livro das Mutações. Ed. Pensamento.
É considerada a melhor versão do texto chinês, feita originalmente para o alemão. Tem mais de 500 páginas; a parte essencial para consultas, no entanto, está entre as páginas 29 e 196, e apresenta todos os hexagramas.
Livro indispensável para quem quiser conhecer a fundo a simbologia do I Ching .
Para o iniciante, a dificuldade está em encontrar, no meio do livro, as instruções para sorteio.

2. John Blofeld. I Ching , o Livro das Transmutações. Ed. Record.
Tradução simplificada, cujo valor principal está na introdução acessível e didática para utilização do livro. A apresentação da edição brasileira traz uma visão geral dos princípios yin-yang, que pode ser muito útil aos iniciantes.
Tome cuidado com um ponto: a tabela de sorteio com moedas, na página 75, está incorreta.

3. Carol Anthony. O Guia do I Ching . Rio de Janeiro, Ed. Nova Fronteira.
Um bom livro de estudo de cada hexagrama, que discute a compreensão dos significados práticos dos símbolos e imagens do texto traduzido por Wilhelm.

4. Wu Jyh Cheng. I Ching , a Alquimia dos Números. Editora Objetiva.
Livro que estuda elementos simbólicos do I Ching sob vários ângulos, inclusive o numerológico. Seu autor, radicado no Rio Janeiro, traduziu material diretamente do chinês para o português e dá uma ótima contribuição para os estudos do Livro.
Não está voltado para o iniciante que quer aprender a utilizar o I Ching como oráculo, mas é indispensável aos estudiosos brasileiros.

5. Richard Wilhelm. A Sabedoria do I Ching . Mutação e Permanência. Ed. Pensamento.
Estudo do próprio tradutor do I Ching ao alemão, que trata dos princípios filosóficos do Livro.

6. James Legge. I Ching , o Livro das Mutações. Hemus, Livraria Editora
Uma tradução clássica, que ajuda os estudiosos a encontrarem alternativas dos significados dos hexagramas. Sua leitura, entretanto, é muito confusa para os iniciantes.

7. Pe. Joaquim A. de Jesus Guerra. O Livro das Mutações (Yeg Keq). Macau, Jesuítas Portugueses, 1984.
Apresenta a mesma dificuldade de leitura que a tradução de Legge, agravada pela edição mal cuidada. Pode ser muito útil, contudo, para o estudioso examinar outras possibilidades de compreensão do original chinês.

Fonte: www.pakshaolin.org

I Ching

O I Ching pode ser descrito como um poço de água pura e cristalina. Um poço que está sempre lá, no meio do campo e disponível para todos. Por gerações que vêem e vão, e os modos de vida em constante mudança, o poço nunca muda e sua água nunca seca. Como você pode alcançar a água e satisfazer sua sede de conhecimento? Para isto , você precisa compreender a própria estrutura antiga do poço e como usá-la. E assim você é convidado a beber da água do poço.

O I Ching é um livro extraordinário, repleto de beleza e sabedoria. É o oráculo mais antigo do mundo onde seus primeiros esboços começaram a ser escritos há mais de 3.000 anos atrás, mas muito dele deriva principalmente de tradições antigas transmitidas de forma oral. Através dos milênios, as pessoas que consultavam o I Ching acrescentaram observações e comentários explicando os padrões de significados que elas próprias descobriram.

Portanto o I Ching que usamos hoje vem de incontáveis gerações de observação e sabedoria.

Os Hexagramas

O estudo dos hexagramas ajudam você a compreender melhor seus estados de consciência, mas por si só, eles não podem e nem devem ser a única referência para suas decisões existenciais e escolhas que você venha a tomar.

A interpretação completa de um hexagrama se apóia em um comentário de cada linha em sua posição específica naquele hexagrama:64 hexagramas, cada um com 6 linhas resulta em 384 ‘comentários’! Não recriamos esses comentários aqui, mas a tabela abaixo resume estes comentários mantendo os seus significados mais importantes.

É feita toda uma correlação entre o mundo interior e o mundo exterior onde as primeiras três linhas do hexagrama (começando a contagem de baixo para cima) constituem o trigrama inferior e simbolizam o mundo interior. O trigrama superior( ass linhas 4, 5 e 6) simbolizam o mundo exterior. O trigrama inferior representa sua atitude em direção à motivação; o trigrama superior representam uma atitude em direção em direção à intenção. Existem 64 possíveis combinações de seis linhas Yang (inteiras) e/ou Yin (partidas). Este sistema foi criado pelos Chineses para ajudá-lo a alcançar o seu estado criativo a partir de um alinhamento apropriado de suas atitudes internas e externas.

Portanto o I Ching é mais um Oráculos para ser consultado usando um processo de seleção randômica para se escolher um os 64 hexagramas para responder a uma pergunta feita.

Consultando o I Ching

Uma boa preparação também pode ser feita lavando as mãos, ascendendo um incenso e se posicionar encarando o Sul (como faziam todas as autoridades na China antiga) .

Cada hexagrama selecionado pode se transformar em um outro por meio da mudança das linhas onde uma linha yin pode ser mudada em um yang. Esta seleção randômica pode ser feita através de um complicado método onde se usa 50 palitos, ou simplesmente jogando três moedas. Cara ( Yang) vale três, Céu-yang. Coroa (Yin) vale dois, Terra-yin. As possibilidades de mudança das linhas são quando você obtém um valor = 6 (Grande Yin __x__ ) ou um valor = 9 (Grande Yang ___o____ )

3 coroas ->2=2=2 = 6 (Grande Yin) ___x___ => _______ yin que se transforma em yang

2 coroas, 1 cara ->2+2+3 = 7 (Pequeno Yang)_______ yang que não se transforma

2 caras, 1 coroa ->3+3+2 = 8 (Pequeno Yin) ___ ___ yin que não se transforma

3 caras ->3+3+3 = 9 (Grande Yang) ___o___ => ___ ___ yang que se transforma em yin

O processo de consulta inicia-se com a formulação de uma pergunta prática de sua vida real que envolva um problema que você esteja enfrentando ou uma decisão que você deve tomar. Definindo a sua pergunta claramente, facilitará a leitura para que ela seja relevante à sua situação. É melhor ser preciso e pouco vago. Após formular a pergunta e selecionado o(s) hexagrama(s), este(s) lhe dará (ão) uma idéia de como deverá ser sua ação e qual deverá ser sua atitude interna.

O simbolismo inserido nos comentários de cada linha do hexagrama é generalizado pois parece que o livro das mutações, o I Ching foi escrito ao longo da história de mais de mil anos por uma centena de sábios e acadêmicos. Entretanto, os lendários governantes Chineses Rei Wen e o Duque de Chou, juntamente com Kung Fu Tsu (Confúcio) receberam os créditos da maiorias dos escritos.

As seis linhas de cada hexagrama se referem aos sete estados de consciência( quatro funções e três reinos) com a supressão da função do meio , que é a vontade. Portanto a primeira linha representaria a sensação, a segunda o pensamento, a terceira o sentimento, a quarta o corpo, a quinta a alma e a sexta o espírito.

Usando a terminologia Confuciana, a primeira linha( ao fundo do hexagrama) é a linha da sensação, chamada de “a causa externa”. A sexta linha (no topo), a linha do espírito, que é o “resultado”. Esta sexta linha, como a primeira também não depende de sua consciência. A segunda linha é o “oficial”; a quinta “o príncipe”; a terceira ” é a sua motivação que o levará à quarta linha que é o Karma.

Resultado 6———-Espírito

Príncipe 5———Alma

Karma 4———Corpo

Motivação 3———Sentimento

Oficial 2——–Pensamento

Causa Externa 1———Sensação

Este sistema randômico é extremamente poderoso e efetivo pois te conecta com o TAO. O hexagrama selecionado lhe servirá de guia para qual sua atitude deve ser com relação à sua questão em particular. A lei que rege esta relação entre o interno e o externo é o que C.G. Jung chamou de “Sincronicidade”; uma relação de princípio acausal que liga a sua realidade física à seu próprio inconsciente.

No quadro abaixo você poderá identificar os hexagramas. As linhas representam os trigramas superiores e as colunas, os trigrama inferiores.

Ch’ien

Acima: CÉU, masculino, ativo, criador
Abaixo:CÉU, ativo, masculino , criador

O Julgamento
O Criativo trabalha o sucesso sublime, conquistado pela perseverança.

A Imagem
O movimento do Céu é cheio de poder. Assim o homem superior se torna forte e imbatível.

Persevere, e use seu esforço criativo dentro das Leis da Natureza para ser bem sucedido. Tudo indica que Boa Sorte se manifestará se você o fizer!

K’un

Acima:TERRA, feminino, passivo, receptivo
Abaixo:TERRA, feminino, passivo, receptivo
O Julgamento
O Receptivo lhe proporciona sublime sucesso se você tiver a firmeza de uma égua. Se o homem superior toma a iniciativa, ele estará perdido; mas se ele segue, ele encontrará   suporte. É favorável procurar por amigos a Oeste e ao Sul e deixar ir os amigos do Leste e do Norte. Perseverança concentrada lhe trará Boa Sorte.

A Imagem
A condição da Terra é uma devoção receptiva.  Assim  o homem  superior que cultiva o caráter, conduz o mundo.

Escute aos outros e pondere calmamente sobre seus conselhos para poder retornar ao caminho seguro. Os problemas diminuirão e a Boa Sorte lhe surgirá se você assim o fizer!

Chun

Acima:ÁGUA, abismo, perigo
Abaixo:TROVÃO, movimento, perigo
O Julgamento
Dificuldade no começo trabalha com o sucesso supremo através da perseverança. Nada deve ser empreendido. é aconselhável delegar ajudantes.

A Imagem
Nuvens e trovões. Assim o homem superior traz ordem à confusão.

É aconselhável prosseguir  em pequenos objetivos enquanto o “grande cenário” se torna mais claro. Lide com um problema de cada vez para controlar o ‘caos’.

Mêng

(Insensatez Juvenil)
Acima:MONTANHA, progresso interrompido
Abaixo:ÁGUA, abismo, perigo
O Julgamento
A insensatez juvenil tem sucesso. Eu não busco pelo tolo; é o tolo quem me procura. ã primeira consulta eu respondo. Se ele me pergunta duas, três vezes mais, se torna inoportuno. E se ele me importuna, eu não respondo. A perseverança prevalecerá.

A Imagem

um fonte jorra ao pé da montanha: a imagem do jovem. Assim o homem superior cuida de seu caráter com perspicácia em tudo que ele faz.

Seja cuidadoso em tudo que fizer, mas principalemnte cuide para que estejam sendo honesto com você. Observe tudo cuidadosamente, cultive a honestidade, e somente dê conselhos quando você estiver 100% certo!

Hsü

Acima:ÁGUA, abismo , perigo
Abaixo:CÉU, masculino, ativo, criativo
O Julgamento
Se você for sincero, você encontrará a luz e o sucesso. Perseverança lhe trará boa sorte. Será vantajoso atravessar a grande água.

A Imagem
A nuvens surgem no céu; assim o homem superior come e bebe. Ele é jovial e alegra.

Espere a hora certa de agir. O sucesso surgirá se voc6e for paciente. Seja verdadeiro com voc6e mesmo, e forte em seus objetivos enquanto voc6e espera.

Sung

Acima:CÉU, masculino, ativo, criativo
Abaixo:ÁGUA, abismo, perigo
O Julgamento
Você é sincero(a) e é obstruído(a). Uma parada estratégica lhe trará boa sorte. Forçar a contenda até o fim será desastroso. Será vantajoso ver o grande homem. Não será vantajoso atravessar a grande água.

A Imagem
Céu e água indo em direções opostas. Assim o homem superior em todas as suas transações cuidadosamente considera o início.

Existem obstáculos por todos os lugares. Aconselhe-se com pessoas mais experientes e seja cuidadoso com sua estabilidade e segurança. Preste muita atenção! mantenha o que você tem ao invés de querer mais!

Shih

Acima:TERRA, feminino, passivo, receptivo
Abaixo:ÁGUA, abismo, perigo
O Julgamento
O exército precisa de perseverança e um homem forte. Boa sorte sem culpa.

A Imagem
No meio da terra está a água. Assim o homem superior aumenta o seu povo por sua generosidade para com os seus.

Você deve mostrar Liderança e respeito por aquele que se apóiam em você. Edifique confiança e segurança nos outros. Tenha cuidado com  rebeliões invejosas. Haverá sucesso se você assim o fizer!

Pi

(Atar)
Acima:ÁGUA, abismo, perigo
Abaixo:TERRA, feminino, passivo, receptivo
O Julgamento
Há boa sorte. pergunte ao oráculo uma vez mais. Se você possui elevação, constância e perseverança, não há o que se sentir culpado. Aqueles que estão incertos eventualmente se unirão. Para os que chegam muito atrasados haverá azar.

A Imagem
Água sobre a terra. Assim os reis da antiguidade conferiam feudos aos diferentes estados e cultivavam amizades com os senhores feudais. 

Honestidade e sinceridade o levarão ao sucesso. se você cooperar. Qualquer hesitação em sua honestidade lhe trará mau agouro. Haverá boa sorte!

Hsiao Ch’u

Do Pequeno
Acima:VENTO, madeira , suavidade,  penetração
Abaixo:CÉU, ativo, masculino,  criativo
O Julgamento
Haverá sucesso. Nuvens densas mas sem chuva de nossa região ocidental.

A Imagem
O vento corta os céus. Assim o homem superior purifica os aspectos externos de sua natureza.

Conserve sua energia e junte coisa que você irá precisar em seus planos futuros para ter sucesso. Não faça nada mais além de ser paciente e flexível.

Acima:CÉU, ativo, masculino, criativo
Abaixo:LAGO, pântano, agradável compensação
O Julgamento
Pisar cuidadosamente no rabo do tigre. Ele não morde o homem. Sucesso.

A Imagem
Céu sobre o lago. Assim o homem superior discrimina o alto do baixo, e desta forma fortifica o pensamento das pessoas.

Pise gentil e cuidadosamente, e aja com humildade depois de planejar cuidadosamente e com cautela. Boa sorte será certa se você assim o fizer!

T’ai

(Contentamento)
Acima:TERRA, feminino, passivo, receptivo
Abaixo:CÉU, masculino, ativo, criativo
O Julgamento
O pequeno parte, o grande se aproxima. Boa sorte. Sucesso.

A Imagem
Céu e terra unidos. Assim o governante divide e completa o curso do céu e da terra; ele promove e regula as dádivas dos céus e da terra, a assim ajuda o povo.

Sucesso ligado à tranquilidade Este é um tempo de paz, prosperidade, contentamento, florescer e boa sorte. Seja flexível, mas seja sempre verdadeiro com você mesmo.

P’i

(Estagnação)
Acima:CÉU, masculino, ativo, criativo
Abaixo:TERRA, feminino, passivo, receptivo
O Julgamento
Pessoas más não favorecem a perseverança do homem superior. O grande parte; o pequeno se aproxima.

A Imagem
Céu e terra não se unem. Assim o homem superior se retrai aos seus valores internos para escapar às dificuldades Ele não se permite se honrado enganosamente.

Acautele-se do orgulho sem substância. Cuidado com a falta de harmonia. Haverá um atraso antes de você ser bem sucedido!

T’ung Jên

Com as Pessoas
Acima:CÉU, masculino, ativo, criativo
Abaixo:FOGO, claridade, beleza
O Julgamento
Camaradagem às claras com os homens. Sucesso. É aconselhável atravessar a grande água. A perseverança do homem superior favorece.

A Imagem
Céu junto com o fogo. Assim o homem superior organiza os seus e faz distinções entre as coisas.

Parcerias e casamentos serão bem sucedidos. E tudo estará bem se você agir com honestidade e flexibilidade, mas coopere e seja leal e constante!

Ta Yu

Em grande medida
Acima:FOGO, claridade, beleza
Abaixo:CÉU, masculino, ativo, criativo
O Julgamento
Sucesso supremo.

A Imagem
Fogo no céu Assim o homem superior impede o mal e favorece o bem. O desta forma a vontade dos céus obedece o benevolente.

Um pequeno impecilho inicial será superado  e o leverá a um sucesso garantido. Mostre respeito pelos outros e acautele-se para não se tornar preguiçoso e arrogante, pois senão, você arriscará perder tudo que você tem. Agir sabiamente, e tudo estará bem!

Ch’ien

Acima:TERRA, feminino, passivo, receptivo
Abaixo:MONTANHA, progresso interrompido
O Julgamento
Sucesso.O homem superior terá bons resultados.

A Imagem
Dentro da terra, a montanha. Assim o homem superior reduces aquilo que escede, e aumenta aquilo que é escasso. Ele pesa as coisas e as torna iguais.

Parcerias equalitárias beneficiam a todos. Agir com humildade com todos; restaurar o equilíbrio entre o excedente e o carente para ser bem sucedido.

(Harmonia)
Acima:TROVÃO, Abaixo:TERRA, feminino, passivo, receptivo
O Julgamento
Isto favorece a localização de ajudantes e o plano para colocar o exército em marcha.

A Imagem
Trovão ressoa na terra Assim os reis antigos comporam músicas para honrarem o mérito e as ofereceram com esplendor à Suprema Divindade, convidando os seus ancestrais a estarem presentes.

Tudo está do jeito que devia ser! Pegue as oportunidades medidas que elas aparecem, e atue com convicção, mas certifique-se para não parecer por demais confiante ou sem modéstia.

Sui

Acima:LAGO, pântano, compensação agradável
Abaixo:TROVÃO
O Julgamento
Existe sucesso supremo Following has supreme success. Perseverança é favorecida. Nenhuma culpa.

A Imagem
Trovão no meio do lago. Assim o homem superior, à noite, vai para dentro de casa para descansar e se recuperar.

Há boa sorte no presente momento, que deveria ser aproveitada sem a necessiadade de forçar maiores mudanças. O ciclo do crescimento e declínio está presente, mas use de qualquer declínio como um período para fortalecer e se preparar para futuras oportunidades.

Ku

interrompida (Decadência)
Acima:MONTANHA, progresso interrompido
Abaixo:VENTO, madeira , suavidade,  penetração
O Julgamento
Aqui há sucesso supremo. Há favorecimento para se cruzar a grande água. Antes do ponto de partida, três dias; depois do ponto de partida, três dias.

A Imagem
O vento sopra baixo na montanha. Assim o homem superior agita o povo e fortalece seu espírito.

Há uma escolha a ser feita que pode terminar em sucesso ou fracasso. Pondere suas decisões, Aqui é pedido uma ação cuidadosa, evitando-se novos comprometimentos. Cuidado produzirá sucesso.com algum risco de fracasso. Evite decisões em parcerias ou casamento.

Lin

(tornar-se grande)
Acima:TERRA, feminino, passivo, receptivo
Abaixo:LAGO, pântano, compensação agradável
O Julgamento
Aqui há sucesso supremo. Perseverança é favorecida. Quando o oitavo mês chegar, haverá prejuízos.

A Imagem

A terra sobre o lago. Assim o homem superior torna-se enexaurível em seu impulso para ensinar, e sem limites em sua tolerância e proteção para com o seu povo.

Os problemas diminuirão e reconhecimento se seguirá com muito benefícios tornando-se disponíveis para você se você tratar os outros com gentileza e modéstia. Existe a possibilidade de problemas posteriores e o sucesso pode ser curto, portanto aproveite o máximo enquanto ele acontece.

Kuan

(Visão)
Acima:VENTO, madeira , suavidade,  penetração
Abaixo:TERRA, feminino, passivo, receptivo
O Julgamento
O batismo aconteceu mas não a oferenda. Cheios de confiança eles olham por ele.

A Imagem
O vento sopra sobre a terra. Assim os reis da antiguidade visitam as regiões do mundo, contemplam as pessoas e lhes dão instruçòes.

O futuro imediato é difícil com você se sentindo “solto ao léu” e incapaz de conquistar qualquer coisa. Melhoras virão. Seja paciente e use este tempo para observar, examinar (inclusive a você mesmo), ganhar sabedoria e planejar. Melhoras virão.

Shih Ho

(Julgar)
Acima:FOGO, claridade, beleza
Abaixo:TROVÃO, movimento, perigo.
O Julgamento
Há sucesso. ë favorável que a justiça seja administrada.

A Imagem
Trovão e relâmpago. Assim os rei dos tempos antigos firmam as suas leis por meio de penalidades claramente definidas.

As dificuldades pelas quais você está passando podem ser “trituradas”, levando-o ao sucesso e à boa sorte sorte. Seja claro e forte em seus objetivos. Assim você terá sucesso. Evite o mau humor e palavrões qie poderiam produzir problemas.

Pi

(Adorno)
Acima:MONTANHA, progresso interrompido.
Abaixo:FOGO, claridade, beleza
O Julgamento
Há sucesso. Em pequenos assuntos é favorável que se faça alguma coisa.

A Imagem
Fogo ao pé da montanha Assim o homem superior procede quando está resolvendo os assunto presentes. Mas ele não se atreve a decidir controbersias ao longo do caminho.

Boa sorte resultante de ações flexíveis mas firmes produzem uma época tranquila para você. Lembre-se que o adorno é bonito mas não é essencial. Portanto certifique-se de que a realidade do futuro não seja camuflada por algo colorido do presente.

Po

(Desintegração)
Acima:MONTANHA, progresso interrompido
Abaixo:TERRA, feminino, passivo, receptivo
O Julgamento
Não é favorável ir a lugar nenhum.

A Imagem
A montanha pousa na terra. Assim aqueles acima pode se certificar suas posições com um simples ato de caridade para com aqueles abaixo.

As dificuldades presentes terminarão no ciclo natural da regeneração. Seja paciente, e continue a dar duro na preparação de tempos melhores que virão.

Fu

(O Ponto de Mutação)
Acima:TERRA, feminino, passivo, receptivo
Abaixo:TROVÃO, movimento, perigo.
O Julgamento
Sucesso. Saindo e entrado sem errosO amigos chegam sem culpa.Num ir e vir a caminho se segue. No sétimo dia virá o retorno. Isto favorecerá você a ter um lugar para ir.

A Imagem
Trovão dentro da terra. Assim os reis da antiguidade fecharam os suas passagens na época do solistício. Mercadores e estranhos não podiam passar e os governantes não viajavam pelas provincias.

Tudo é arranjado para o renascimento do ser. Os problemas presentes, tristeza e confusões darão lugar à melhorias que já começaram a acontecer mas que ainda não foram percebidas. Paciência é requerida aqui.

Wu Wang

(O Inesperado)
Acima:CÉU, masculino, ativo, criativo
Abaixo:TROVÃO, movimento, perigo.
O Julgamento
Sucesso supremo. Perseverança favorece. Se a pessoa não for com deveria ser, então ela terá azar, e não terá nenhuma chance de empreender qualquer coisa.

A Imagem
Sob o céu o trovão ressoa. Todas as coisas adquirem seu estado natural de inocência. Assim o rei de antigamente, rico em virtude, e em harmonia com o tempo, criou e cuidou de todas as coisas.

Estja preparado para acontecimentos inesperados, e seja flexível em como lidar com eles. Planos rígidos e inflexíveis devem ser evitados. Aja naturalmente, com honra e pureza no coração, sem mesquinharias, ambições ou desejos, como o faria o “Inocente”.

Ta Ch’u

Domadora do Grande
Acima:MONTANHA, progresso interrompido
Abaixo:CÉU, masculino, ativo, criativo
O Julgamento
Perseverança prevalece. Não comer em casa lhe tras boa sorte. é Favorável atravessar a grande água.

A Imagem
O céu dentro da montanha.Assim o homem superior torna-se conhecido por meio de muitas estórias de antigamente e feitos do passado, para fortalecer, desta forma, o seu carater.

Grande força interior e sabedoria já existem preparados para um novo caminho. Os obstáculos presentes desaparecerão e outros menores virão. Um trabalho considerável será necessário ser feito, como também é necessário vencer em vez de se submeter àqueles que se opõem a você.

I

nutrição (Os cantos da boca)
Acima:MONTANHA, progresso interrompido
Abaixo:TROVÃO, movimento, perigo.
O Julgamento
Perseverança tras boa sortece brings good fortune. Tome cuidado ao prover alimento e a oque o homem procura para encher a sua própria boca.

A Imagem
Ao pé da montanha, trovão.Assim o homem superior é cuidadoso com suas palavras e é moderado em comer e beber.

Boa sorte se seguirá depois de um período de trabalho duro, se você aplicar-se com moderação e humildade. Procure satisfação e procure conselhos dos mais “sábios”, mas aja de acordo com as leis naturais e evite “usar” as pessoas.

Ta Kuo

(Excesso)
Acima:LAGO, pântano, compensação agradável
Abaixo:VENTO, madeira, suavidade,  penetração
O Julgamento
Preponderância do Grande. A pinguela cede no ponto de quebra. É favorável ter aonde ir. Sucesso.

A Imagem
O lago surge acima das árvores. Assim o homem superior, quando fica sozinho, é indiferente, e se ele tem que renunciar do mundo, ele é destemido.

Evite fazer novox planos, e seja paciente: as coisas irão melhorar. Evite ser arrogante e agressivo, mas um esforço ajudará a trazer melhores resultados; mais do que ambição.  

K’an

(Armadilhas)
Acima:ÁGUA, abismo, perigo
Abaixo:ÁGUA, abismo, perigo
O Julgamento
O Abismo se repete. Se você for sincero, você terá sucesso em seu coração e será bem sucedido em qualquer coisa que faça.

A Imagem
A água flue ininterruptamente e chega à seu objetivo. Assim o homem superior caminha em virtude duradoura e continua em sua tarefa de ensinar.

Este é um tempo para ficar parado e conservar as energias para os perigos que estão em seu caminho. Não tente lidar com todas as dificuldades: não é necessário. Tanha cautela e paciência Encontre o curso “natural” das coisas e o siga: como a água em seu leito.

Li

Acima:FOGO, claridade, beleza
Abaixo:FOGO, claridade, beleza
O Julgamento
Perseverança favorece. Ela tras sucesso. Cuidar da vaca traz boa sorte.

A Imagem
Aquilo que brilha se levanta duas vezes. Assim o grande homem, ao perpetuar este brilho, ilumina os quatro cantos do mundo.

Tenha paciência, permaneça no controle e focado em seus planos ainda que tudo esteja mudando à sua volta. Seja flexível, mas somente mude se for realmente necessário. Boa sorte se seguirá se vocêexercitar auto-controle.

Hsien

(Galanteio)
Acima:LAGO, pântano, compensação agradável
Abaixo:MONTANHA, progresso interrompido
O Julgamento
Influência. Sucesso. Perseverança prevalece. Tomar uma donzela omo esposa trará boa sorte.

A Imagem

Um lago sobre a monhtanha. Assim o homem superior encoraja as pessoas a se aproximarem dele por sua presteza em recebê-los.

Paciência e sensibilidade às necessiadades dos outros, e permanecer forte em suas resoluções lhe trará boa sorte. Seja flexível e uma nova conquista será bem-sucedida. Aja somente quando for a hora certa.

Hêng

(Continuidade)
Acima:TROVÃO, movimento, perigo.
Abaixo:VENTO, madeira , suavidade,  penetração
O Julgamento
Sucesso. Sem culpa. Perseverança prevalece. Isto favorece você a ter algum lugar para ir.

A Imagem
Trovão e vento Assim o homem superior permanece firme e não muda o seu rumo.

Uma situação difícil deve acabar. Parcerias e casamento irão se prolongar e se fortalecer com o tempo. Siga um curso natural para ter sucesso.

Ting

Tigela A Nave sagrada)
Acima:FOGO, claridade, beleza
Abaixo:VENTO, madeira , suavidade,  penetração
O Julgamento
O Caldeirão. Muito boa sorte. Sucesso..

A Imagem
Fogo sobre a madeira. Assim o homem superior consolida seu destino tornando sua posição correta.

Sucesso material e espiritual está pairando em sua harmonia.  Mantenha o equilíbrio e a compreensão do mundo em suas ações, e projetos novos e já existentes terão bons progressos.

Chên

(Choque)
Acima:TROVÃO, movimento, perigo.
Abaixo:TROVÃO, movimento, perigo.
O Julgamento
Sucesso. Haverá alegria. O trovão aterroriza em um raio de cem li , e ele não se desfaz de sua concha e cálice para o sacrifício.

A Imagem
Trovão repetido. Assim, com medo e tremendo, o homem superior prepara a sua vida e se examina.

Depois de um curto (mas significante) período de confusão, possivelmente com notícias que trazem um ‘choque’, este deve ser um período de sucesso e pleno. A calmaria seguirá à ‘tempestade’. Tome consciência das fofocas que causam problemas.

Kên

Acima:MONTANHA, progresso interrompido
Abaixo:MONTANHA, progresso interrompido
O Julgamento
Mantenha suas costa imóveis até você não sentir mais o seu corpo. Mesmo indo ao seu quintal não se verá o seu povo. Nenhuma culpa.

A Imagem
Montanhas reunidas.  Assim o homem superior não permite seus pensamentos irem além de sua situação.

É tempo de esperar e ser paciente. Nada pode ser adquirido pela açào, mas você deve continuar trabalhando calmamente nos bastidores. Evite novas parcerias, e seja verdadeiro com as já existentes.

Chien

(Progresso Gradual)
Acima:VENTO, madeira , suavidade,  penetração
Abaixo:MONTANHA, progresso interrompido
O Julgamento
A donzela é oferecida em casamento. Boa sorte. A perseverança prevalesce.

A Imagem
Sobre a montanha, uma árvore.  Assim o homem superior permanece na dignidade e virtude, para melhorar os costumes.

Trabalhe pacientemente e gradualmente em direção aos seus objetivos.Resultados estarão em fundaçòes firmes, portanto devem sobreviver s tempestades que virão. Planeje bem, seja honesto e verdadeiro. e tudo estará bem.

Kuei Mei

Noiva(Amor)
Acima:TROVÃO, movimento, perigo.
Abaixo:LAGO, pântano, compensação agradável
O Julgamento
Comprometer-se lhe trará desvantagens.Nada progredirá.

A Imagem
Trovão sobre o lago. Assim o homem superior compreende a transitoriedade sob a luz da eternidade do fim.

Tome cuidado e fique preparado para ficar com menos, ou para recuar se necessário.Certifique-se de que você não está seduzido pelo superficial ou pelo efêmero, mas procure pela verdade e objetividade. Não “morda mais do que você pode engolir”.

Fêng

(Completude)
Acima:TROVÃO, movimento, perigo.
Abaixo:FOGO, claridade, beleza
O Julgamento
Sucesso. O rei obtem abundância. Não fique triste Seja como o sol do meio dia.

A Imagem
Trovão e relâmpago chegam. Assim o homem superior decide processar e levar adiante as punições.

Boa sorte se seguirá, levando à abundância e prosperidade. Use esta abundância para se preparar para tempos difíceis que provavelmente se seguirão. Este momento e a abundância devem também ser usados para identificar novos objetivos e planos para conseguí-los.

(O Andarilho)
Acima:FOGO, claridade, beleza
Abaixo:MONTANHA, progresso interrompido
O Julgamento
Sucesso através do pequeno. Perseverança traz boa sorte para o sonhador.

A Imagem
Fogo sobre a montanha. Assim o homem superior tem sua mente limpa e é precavido ao impor penalidades e não perpetua nenhum processo legal.

Como o ‘Louco’ no Tarot, isto indica iniciar uma jornada com lições a serem aprendidas. Tentar chegar à seu destino muito rápido lhe causará fracasso, portanto vá devagar. Concentre-se em cada passo antes de progredir no próximo.

Sun

(A Penetração)
Acima:VENTO, madeira , suavidade,  penetração
Abaixo:VENTO, madeira , suavidade, penetração
O Julgamento
Sucesso através do pequeno. Ele o encoraja a ter algum lugar para ir. Ele o encoraja a ver o grande homem.

A Imagem
Ventos que seguem outros. Assim o homem superior espalhar o seu comando largamente e leva a cabo seus empreendimentos.

Seja flexível e gentil, mas vá fundo nos problemas. Ser resoluto lhe trará resultados, mas não force. Tenha objetivos claros e vá ao encontro deles com honra para alcansar o sucesso.

Tui

Acima:LAGO, pântano, compensação agradável
Abaixo:LAGO, pântano, compensação agradável
O Julgamento
Sucesso. Perseverança é favorável.

A Imagem
Lagos descansando entre si. Assim o homem superior se junta a seus amigos para discussão e prática.

Existe novidades e boa sorte. Sua alegria e força interior atraem aqueles que desejam se associar a você. Seja humilde e evite a arrogância e também falar demais sobre o seu sucesso se você deseja que isto continue.

Huan

( O que dissolve)
Acima:VENTO, madeira , suavidade,  penetração
Abaixo:ÁGUA, abismo, perigo
O Julgamento
Sucesso. O rei se aproxima de seu templo. Isto o encoraja a cruzar a grande água. Perseverança prevalesce..

A Imagem
O vento sopre sobre a água. Assim o rei do velho sacrificado para o Senhor e constroe o seu templo.

Siga o “caminho do meio”, e evite ser forçado para muito longe dele, se você deseja ser bem sucedido.Dê duro e com determinação, e lembre-se de ser razoável. Talvez voc6e encontre pessoas de seu passado prcurando por um laço espiritual.

Chieh

(Regulamentação)
Acima:ÁGUA, abismo, perigo
Abaixo:LAGO, pântano, compensação agradável
O Julgamento
Sucesso. Regulamentos e limitações não poderão ser permanentes.

A Imagem
Água sobre o lago. Assim o homem superior cria números e medidas, e examina a natureza da virtude e da conduta correta.

Fique calmo e mude o negativo em positivo usando o seu senso comum. Seja esperto e pense adiantado, e não se desanime pelos obstáculos em seu caminho ou limitações impostas a você. Você obterá sucesso. se assim ofizer.

Chung Fu

Interior
Acima:VENTO, madeira , suavidade,  penetração
Abaixo:LAGO, pântano, compensação agradável
O Julgamento
Porcos e peixes. Boa sorte. Isto o escoraja a cruzar a grande água.Perseverança prevalesce.

A Imagem
Vento sobre o lago. Assim o homem superior discute casos criminais para atrassar as execussões.

Aprenda a ser feliz com você e com sua vida, a medida que faz planos para o futuro.Questões materiais e práticas não terã otanto sucesso, mas a sua paz se encontra dentro. Você é be-quisto, portanto se comunicar bem lhe trará algum sucesso.

Hsiao Kuo

Do pequeno
Acima:TROVÃO, movimento, perigo.
Abaixo:MONTANHA, progresso interrompido
O Julgamento
Sucesso. Perseverança prevalesce. Pequenas coisas devem ser feitas; coisas maiores não. O pássaro que voa traz a menssagem: Não está bem anciar pelas alturas, está bem permanecer embaixo. Muito boa sorte.

A Imagem
Trovão sobre a  montanha. Assim, em sua conduta, o homem superior dá mais valor à reverência. Na perda ele dá mais valor ao sofrimento. Em seus gastos, ele dá mais valor ao econômico.

Preste atenção aos detalhes, à medida que o sucesso chega em doses pequenas. Não seja muito ambicioso, e sim modesto e consciencioso paea alcansar os resultados.. Seja paciente para começar projetos maiores: agora não é a hora correta para eles.

Chi Chi

(Depois da Conclusão)
Acima:ÁGUA, abismo, perigo
Abaixo:FOGO, claridade, beleza
O Julgamento

Sucesso em pequenos assuntos. A perseverança prevalece. No início, boa sorte; no final desordem.

A Imagem

Água sobre o fogo. Assim o homem superior toma consciência da má sorte e se arma contra ela primeiro.

Há boa sorte, mas não é época para relaxar. Certifique-se de consolidar o que você tem, ou ganhou. Aja com prudência e lute para mantem o equilíbrio.

Wei Chi

(Antes da Conclusão)
Acima:FOGO, claridade, beleza
Abaixo:ÁGUA, abismo, perigo
O Julgamento
Sucesso. Mas se a pequena raposa, depois de concluir a travessia, colocar o seu rabo na água, não haverá vantagens de modo algum.

A Imagem
Fogo sobre a água. Assim o homem superior is careful in the differentiation of things, so that each finds its place.

Ainda não está na hora para você agir, portanto seja paciente: a transição do caos para a ordem ainda não se completou. Você está indo no caminho certo, mas evite disputas, e o sucesso chegará a você na hora certa.

Fonte: dc384.4shared.com

I Ching

 I Ching

A história

O I Ching é considerado o mais antigo livro de sabedoria do mundo ainda de uso corrente. Suas origens, na China pré-dinástica, são obscuras, mas seus conceitos foram utilizados durante muitos séculos antes de serem registrados por escrito.

O título I Ching é traduzido, geralmente, como O livro das mutações. Este aspecto de mudança é o que há de fundamental no I Ching , ligado ao conceito de estados opostos complementares.

O I Ching é uma maneira de você se comunicar com o seu eu maior. Cabe ressaltar aqui a necessidade do acreditar nas revelações. Você daria conselhos a alguém que diz de antemão que não acredita em você?

Assim, a sua relação com o I Ching crescerá à medida que aumenta a sua fé e confiança nas orientações recebidas.

Como jogar

Consiste basicamente em jogar moedas e registrar o resultado (cara ou coroa) e daí consultar um padrão já definido de conselhos e/ou orientações.

Usa-se 3 moedas e joga-se 2 vezes gerando 64 possibilidades.

É simples O I Ching .

Apanhe três moedas pequenas e iguais. Dê à “cara” o valor 3 e à “coroa” o valor 2. Junte as mãos em concha e sacuda delicadamente as moedas na concavidade formada pelas palmas das mãos. Ao mesmo tempo, pense no caso para o qual precisa de orientação. Se não houver uma questão em particular, a orientação se aplicará à situação do próprio momento. Quando achar que sacudiu as moedas o suficiente, deixe-as cair suavemente sobre uma superfície plana. Quando elas pararem, examine sua face superior, contando o número total de pontos. Há somente quatro possibilidades, pois não importa a ordem em que as moedas sejam examinadas.

Esse primeiro lançamento formará a linha inferior do hexagrama de seis linhas que você está construindo, O hexagrama é uma representação simbólica da sabedoria do I Ching .

Se o lançamento deu o número 6 (três coroas) ou 8 (duas caras e uma coroa), trace uma linha partida assim — —

Se o lançamento deu o número 7 (duas coroas e uma cara) ou 9 (três caras), trace uma linha contínua, assim ———

Para completar o hexagrama, sacuda novamente as mãos e repita o lançamento das moedas, com os mesmos pensamentos em mente, estruturando-o da linha de baixo (a primeira) para a de cima (a sexta); marque as linhas móveis, quando houver. Com o primeiro hexagrama completo, o padrão a ele referente procurado no quadro que se segue. Há somente sesenta e quatro possibilidades de arranjo das linhas.

O livro I Ching Iluminado de Judy Fox, Karen Hughes e John Tampion é bastante recomendado pela sua objetividade.

O I Ching nos oferece conselhos para nos conduzirmos melhor na condição presente em acordo com as inevitáveis forças da natureza.

No mundo do I Ching não podemos fugir dos nossos problemas. Devemos suportar nossas cargas e agir de acordo com nossas responsabilidades.

Recomendações

Algumas orientações que julgo importantes:

Usar o I Ching somente para coisas importantes.

Jogar apenas uma vez por dia.

Fazer o mesmo ritual sempre que for jogar.

Usar as sempre as mesmas moedas, que devem ser usadas apenas para este fim e devem ser previamente preparadas.

Fazer perguntas específicas e cujas respostas devem ser ações a serem tomadas.

Comprometer-se a seguir fielmente as orientações recebidas.

Jogar novamente pelo mesmo motivo apenas 3 meses depois, ou se algum fato:novo e muito importante ocorrer.

Os hexagramas

 I Ching

Fonte: www.abbra.com.br

I Ching

O I Ching ou Livro das Mutações, é um texto clássico chinês composto de várias camadas, sobrepostas ao longo do tempo. É um dos mais antigos e um dos únicos textos chineses que chegaram até nossos dias. Ching, significando clássico, foi o nome dado por Confúcio à sua edição dos antigos livros.

Antes era chamado apenas I:o ideograma I é traduzido de muitas formas, e no século XX ficou conhecido no ocidente como “mudança” ou “mutação”.

O “ I Ching ” pode ser compreendido e estudado tanto como um oráculo quanto como um livro de sabedoria. Na própria China, é alvo do estudo diferenciado realizado por religiosos, eruditos e praticantes da filosofia de vida taoísta.

Filosofia e cosmologia no I Ching

As oito figuras que formam o I Ching estão na base da cultura que se desenvolveu na China durante milênios. Para os chineses a ordem do mundo depende de se dar o nome correto às coisas, portanto o significado de “I” sempre foi objeto de discussão.

Alguns vêem o ideograma I como semelhante ao desenho de um camaleão, representando o movimento (como o lagarto) e a mutação (como o mimetismo do camaleão). Outros afirmam que o ideograma é formado pelo do Sol em cima e o da Lua embaixo, a mutação sendo simbolizada pelo movimento incessante destes astros no céu.

 I Ching
Sequência do Rei Wen

Para o pensameno chinês, não há o que mude, há apenas o mudar. A mutação seria o caráter mesmo do mundo. Mas a mutação é, em si mesma, invariável, ela sempre existe. Portanto, “I” significa mutação e não-mutação. Subjaz, à complexidade do universo, uma ‘simplicidade’ que consiste nos princípios que estão por trás de todos os ciclos.

Ao fluir com as circunstâncias se evita o atrito e portanto a resistência:esse é o caminho do homem sábio.

Tanto o taoísmo como o confucionismo, as duas linhas da filosofia chinesa, beberam da fonte do I.

Tudo que ocorre no céu e na terra tem sua imagem nos oito trigramas, que estão continuamente se transformando um no outro. Têm várias camadas de significados, e representam processos da natureza. São, portanto, o mundo arquetípico, ou o mundo das idéias de Platão.

É usada para ilustrá-los a analogia com a família:

o pai é forte
a mãe é maleável
os três filhos são as três fases do movimento:início, perigo e repouso
as três filhas são as três etapas da devoção:suave penetração, clareza e tranquilidade

Em Heráclito, e mais tarde na dialética européia, encontramos os ecos da fluidez que é a base do I Ching .

História

O I Ching surgiu antes da dinastia Chou (1150-249 a.C.) e era um conjunto de oito Kua, figuras formadas por três e seis linhas sobrepostas. James Legge, em sua tradução para o inglês (1882), chamou de trigrama o conjunto de três linhas e hexagrama o de seis, para distingui-los entre si.

A origem dos 64 hexagramas é atribuída a Fu Hsi, o criador mítico chinês, e até a dinastia Chou eles formavam o I. Os oito trigramas têm nomes não encontrados em chinês, sua origem é pré-literária.

O tempo obscureceu a compreensão das linhas, e no começo da dinastia Chou surgiram dois anexos:o Julgamento, atribuído pela tradição ao rei Wên, e as Linhas, atribuídas a seu filho, o duque de Chou, ambos fundadores desta dinastia.

Mais tarde, mesmo o significado destes textos começou a ficar obscuro, e no século VI a.C. foram acrescentadas as Dez Asas, que a tradição atribui a Confúcio, embora seja claro que a maioria delas não pode ser de sua autoria.

O nome “ I Ching ” é dado ao conjunto dos Kua e todos os textos posteriores.

O I Ching escapou da grande queima de livros feita pelo tirano Ch’in Shih Huang Ti, no tempo em era considerado um livro de magia e adivinhação, o que levou a escola de magos das dinastias Ch’in e Han a interpretá-lo segundo outras visões A doutrina do yin-yang foi sobreposta ao texto. O sábio Wang Pi veio a resgatá-lo como livro de sabedoria.

Houve várias traduções do “ I Ching ” para línguas ocidentais, algumas claramente desrespeitosas, tratando a cultura chinesa como primitiva. A tradução de Legge fez parte da série Sacred books of the East (Livros sagrados do Oriente), e foi traduzida também para o português.

Richard Wilhelm traduziu o I Ching para o alemão ao longo dos anos em que viveu na China, inclusive durante a invasão japonesa, quando a cidade em que estava foi cercada. Teve o apoio de um velho e sábio mestre, Lao Nai Suan, que morreu ao ser concluída a tradução. A edição alemã é do ano de 1923. Wilhelm traduziu também outro clássico chinês, o Tao Te Ching.

O uso oracular do I Ching

A ênfase no aspecto oracular do “I” variou com o tempo. No século VI a.C. era visto mais como livro de filosofia, ao passo que na dinastia Han, quando a magia teve grande papel, era visto como oráculo.

Como todo oráculo, exige a aproximação correta:a meditação prévia, o ritual, e a formulação precisa da pergunta.

O oráculo nunca falha, quem falha é o consulente:se a pergunta não foi clara e precisa, isto indica que a pessoa não tem clareza sobre o que deseja saber. O ritual tem a função psicológica de focar a atenção da pessoa na consulta.

A consulta oracular é feita com 50 varetas (originalmente de mil-folhas, uma planta sagrada), das quais uma é separada e as outras 49 manuseadas, seguindo seis vezes a mesma operação matemática, para a obtenção da resposta. Dessa manipulação resulta uma linha firme ou uma linha maleável, que podem ser móveis. As linhas firmes são resultado da obtenção dos números 7 ou 9, e as maleaveis vêm dos números 6 ou 8. Destes, 6 e 9 correspondem a linhas móveis que, por estarem prestes a mudar, têm importância na interpretação.

O I Ching , por ser um livro sagrado, e as varetas usadas na consulta, eram guardados em uma caixa de madeira virgem, embrulhados em seda também virgem.

No Japão, a consulta é feita com o uso de três moedas.

Fonte: pt.wikipedia.org

Check Also

Foi a Esperança julgada (1595)

Redondilhas de Luís Vaz de Camões Cantiga a este mato seu: Enforquei minha esperança; mas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 19 =

1z0-574 dumps 700-039 exam 1Y0-401 examCitrix Real Exam Questions - 100% Free VCE Files 1Y0-201 pdf 200-355 pdf 712-50 pdf Cisco 300-080 Practice Test, Most Accurate 300-080 exam Questions 640-875 exam mb6-702 exam 98-367 exam 200-105 pdf 400-051 exam 2017 Passleader Cisco 300-370 Dumps 70-646 exam 1z0-574 dumps 1z0-047 pdf 70-496 exam Axis AX0-100 Practice Questions Provider 70-533 exam 810-403 exam 300-206 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+ jn0-643 642-737 210-060 70-243 200-105 pdf 400-051 exam 300-370 70-646 exam 1z0-574 dumps 700-039 exam 1Y0-401 exam Cisco - 300-101 Training kits, 300-101 Exams Prep Materials