Breaking News
Home / Esoterismo / Runas

Runas

 

Por existirem inúmeras coisas fora do alcance da compreensão humana é que frequentemente utilizamos símbolos como representação de coneitos que não podemos definir ou compreender integralmente. Carl Gustav Jung

A origem das Runas data de tempos imemoriais, oriundas do norte da Europa, muito antes do aparecimento do cristianismo. Os mestres rúnicos da antiguidade riscavam os seus símbolos sagrados em seixos ou em gravetos de uma árvore frutífera, utilizando até o próprio sangue para dar-lhes a força mágica espiritual que almejavam.

As Runas não representam um simples alfabeto de uma escrita antiga, mas sim, cada letra é um símbolo sagrado e autônomo. Cada Runa representa um arcano ligado a entidades representativas de Deuses da mitologia nórdica. Os símbolos por sua vez, tem uma energia individual e uma vibração característica que se expressa na força específica de cada Runa. O campo vibratório se altera na medida em que vários símbolos são conjugados para um trabalho em grupo. É essa força que estimula a intuição do "runamal" (cujo significado é a Runa falada ou os intérpretes que faziam as Runas falarem, o que recebiam esse cognome).

Na antiguidade, o profundo conhecimento acumulado era transmitido de geração a geração a um círculo de homens sábios e mulheres de conhecimento que haviam sido iniciados para isso, mas mesmo assim, ele jamais foi monopolizado e concentrado na mão de um grupo restrito como frequentemente acontece quando o poder é manipulado. Muitos mestres adicionavam novas revelações recebidas durante a convivência intensiva com o oráculo mantendo assim a chama das Runas acesa durante milênios. Mesmo no mundo material da atualidade, os símbolos rúnicos continuam vivos e alcançáveis por quem quer que se interesse por eles. O convívio estreito com o oráculo faz com que o "runamal" ou mesmo o próprio consulente, ganhe uma intuição quase infalível.

Embora as Runas representem o oráculo europeu mais antigo não quer dizer que elas não se adaptem a jogos da modernidade. Elas funcionam em forma de baralho, ou em jogos eletrônicos, com a mesma presteza. A resposta do oráculo será tão precisa como seria se pintássemos os seus símbolos em seixos com o próprio sangue.

Todavia, seja qual for o meio de adivinhação rúnica aplicada, sempre deverá ser precedido por um momento de introspeção e concentração para que a sintonia do interlocutor em relação ao campo rúnico possa se estabelecer e que a energia flua corretamente entre os dois pólos estabelecidos. A simbologia rúnica é o portal que se abre para nos conceder acesso ao subconsciente.

A pergunta formulada pelo consulente deverá ser clara e objetiva, como:A QUESTÃO É O MEU CASAMENTO. - ou A QUESTÃO É A SAÚDE etc.

A resposta do oráculo sempre será uma revelação direta, porém envolta em sutilezas que farão com que o interlocutor se auto-analise e mergulhe no fundo de seu ser. A própria raiz da palavra Runa, o "ru", em língua germânica arcaica, é sempre ligado a segredos e mistérios ou a algo muito confidencial. Runwita era um sábio ou conselheiro do rei, conhecedor de todos os "segredos". Runa em alemão arcaico tem o mesmo significado que "raunen" em linguagem atual e quer dizer sussurrar ou confidenciar. O "roun" dos escoceses antigos e o "rún" da Islândia tem a mesma conotação, sempre associado a mistérios e segredos.

Na ocasião em que a atual Grã-Bretanha foi colonizada pelo anglo-saxãos, existiram alfabetos rúnicos com o número de símbolos diferenciados (28 letras e posteriormente 29.) Na região norte da Inglaterra, acima do rio Humber, um pouco mais tarde haviam 33 símbolos. - O verdadeiro alfabeto, que além de ser a base para as escritas nórdicas e teve seu uso em magias, rituais e oráculo é o F U TH A R K , composto de 24 símbolos, agrupados em 3 "aetts", ou seja, conjuntos de 8 letras cada, lidas da direita para a esquerda.

O primeiro "aett" corresponde às Runas Fehu, Uruz, Thurisaz, Ansuz, Raido, Kano, Gebo e Wunjo e a sua regência é de Freyr e Freyja, divindades da fertilidade e da criatividade.

O 2º grupo de "aetts" é composto de Hagalaz, Nauthiz, Isa, Jera, Eihwaz, Perth, Algiz e Sowelu. regidas por Hemdal e Mordgud , respectivamente o Deus da proteção pessoal e a Deusa, guardiã das entradas para os mundos subterrâneos.

O 3º "aett", tem a proteção do Deus Tyr e de sua companheira Zisa. São entidades guerreiras que em especial, resguardam a autodefesa do individuo.

As Runas são:Teiwaz, Berkana, Ehwaz, Mannaz, Laguz, Inguz, Othila e Dagaz.

O Jogo

Runas

O Jogo das Runas tornou-se conhecido pela representação dos símbolos rúnicos em pedrinhas. A partir do meu encontro com o Oráculo Viking, quando me encantei pelo seu simbolismo, surgiu a idéia de transformá-lo em imagens que pudessem representa-lo graficamente.

Depois de desenhar cada uma das Runas tive sugestões de converter os desenhos em um baralho que, a exemplo do tarô, pudesse trazer mais facilidade não só ao manuseio como à compreensão de suas lâminas. Logicamente é bem mais prático no dia a dia, transportar cartas do que uma sacola com pedrinhas.

As Runas são um legado originário de tempos antigos para o nosso mundo moderno e portanto o baralho pode nos auxiliar na utilização desse oráculo com mais presteza e facilidade.

O Oráculo das Runas é um instrumento de ajuda para o autoconhecimento e seu manuseio constante é facilitado pelo uso do baralho.

A sua linguagem é de fácil entendimento e as mensagens são sempre uma afirmação positiva de esperança e fé.

UMA MENSAGEM DAS Runas PARA VOCÊ.

Faça um momento de introspeção, pense em alguma questão que possa estar causando preocupação no momento.Exemplo:A questão é a minha saúde. Você receberá uma orientação em forma de mensagem da Runa que foi retirada. É bom lembrar que as Runas tem uma linguagem simbólica e que funcionam como um pequeno “anzol” que vai ao inconsciente trazendo de lá respostas às nossas inquietações. No entanto é preciso estar receptivo para entender o conteúdo da mensagem e poder aplicá-lo à questão.

25 cartas expostas e o que as Runas falarão a você

Runas
Se não deu certo agora, aguarde o momento oportuno.

Runas
A liberdade é um pássaro em nossas mãos.

Runas
É através dos obstáculos que podemos muitas vezes perceber o caminho.

Runas
Pense nas outras pessoas e em suas necessidades.

Runas
Permaneça quieto. Confie e fique atento.

Runas
Só o inteiro pode ser dividido e quando reunido formar um todo novamente.

Runas
Olhe de frente os empecilhos sem considerá-los obstáculos.

Runas
Você é responsável por sua vida. Faça-a valer a pena.

Runas
O equilíbrio vem do controle das emoções.

Runas

Para crescer é preciso coragem.

Runas
No silêncio do EU, ouve-se a canção do ser.

Runas
Olhe de frente os empecilhos sem considerá-los obstáculos.

Runas
Há um ditado que diz: A pressa é inimiga da perfeição ...

Runas

Pressagio de bons acontecimentos materiais.

 Runas
A Runa de Odin, em branco, contém todo o potencial de sua vida.

Runas
É através dos obstáculos que podemos muitas vezes perceber o caminho.

Runas
Ao olhar desperto mostra-se a luz.

Runas
Abrindo o coração e a mente à intuição, encontramos a sabedoria instintiva.

Runas
Busque ouvir a voz interior, ela é uma canção em seus ouvidos.

Runas
Apesar dos pesares, a luz está sempre presente.

Runas
Tudo que experimentamos tem começo, meio e fim, que é seguido por um novo começo.

Runas
Mesmo na tristeza a luz do sol nos ilumina.

Runas
A reflexão é o passaporte para o futuro.

Runas
Buscar a intuição e o viver sem medo desperta a criança interior.

Runas
A vida é uma constante renovação.

Fonte: www.runas.com.br

Runas

A origem das Runas data de tempos imemoriais, oriundas do norte da Europa, muito antes do aparecimento do cristianismo. Os mestres rúnicos da Antiguidade riscavam os seus símbolos sagrados em seixos ou em gravetos de uma árvore frutífera, utilizando até o próprio sangue para dar-lhes a força mágica espiritual que almejavam.

As Runas não representam um simples alfabeto de uma escrita antiga, mas sim, cada letra é um símbolo sagrado e autônomo. Cada Runa representa um arcano ligado a entidades representativas de Deuses da mitologia nórdica. Os símbolos por sua vez, tem uma energia individual e uma vibração característica que se expressa na força específica de cada Runa. O campo vibratório se altera na medida em que vários símbolos são conjugados para um trabalho em grupo. É essa força que estimula a intuição do "runamal" (cujo significado é a Runa falada ou os intérpretes que faziam as Runas falarem, o que recebiam esse cognome). Na Antiguidade, o profundo conhecimento acumulado era transmitido de geração a geração a um círculo de homens sábios e mulheres de conhecimento que haviam sido iniciados para isso, mas mesmo assim, ele jamais foi monopolizado e concentrado na mão de um grupo restrito como frequentemente acontece quando o poder é manipulado.

Muitos mestres adicionavam novas revelações recebidas durante a convivência intensiva com o oráculo mantendo assim a chama das Runas acesa durante milênios.

Mesmo no mundo material da atualidade, os símbolos rúnicos continuam vivos e alcançáveis por quem quer que se interesse por eles. O convívio estreito com o oráculo faz com que o "runamal" ou mesmo o próprio consulente, ganhe uma intuição quase infalível.

Embora as Runas representem o oráculo europeu mais antigo não quer dizer que elas não se adaptem a jogos da modernidade. Elas funcionam em forma de baralho, ou em jogos eletrônicos, com a mesma presteza. A resposta do oráculo será tão precisa como seria se pintássemos os seus símbolos em seixos com o próprio sangue. Todavia, seja qual for o meio de adivinhação rúnica aplicada, sempre deverá ser precedido por um momento de introspecção e concentração para que a sintonia do interlocutor em relação ao campo rúnico possa se estabelecer e que a energia flua corretamente entre os dois pólos estabelecidos. A simbologia rúnica é o portal que se abre para nos conceder acesso ao subconsciente.

A pergunta formulada pelo consulente deverá ser clara e objetiva, como:A QUESTÃO É O MEU CASAMENTO. - ou A QUESTÃO É A SAÚDE etc.

A resposta do oráculo sempre será uma revelação direta, porém envolta em sutilezas que farão com que o interlocutor se auto-analise e mergulhe no fundo de seu ser. A própria raiz da palavra Runa, o "ru", em língua germânica arcaica, é sempre ligado a segredos e mistérios ou a algo muito confidencial. Runwita era um sábio ou conselheiro do rei, conhecedor de todos os "segredos". Runa em alemão arcaico tem o mesmo significado que "raunen" em linguagem atual e quer dizer sussurrar ou confidenciar. O "roun" dos escoceses antigos e o "rún" da Islândia tem a mesma conotação, sempre associado a mistérios e segredos. Na ocasião em que a atual Grã-Bretanha foi colonizada pelo anglo-saxãos, existiram alfabetos rúnicos com o número de símbolos diferenciados (28 letras e posteriormente 29.) Na região norte da Inglaterra, acima do rio Humber, um pouco mais tarde haviam 33 símbolos. - O verdadeiro alfabeto, que além de ser a base para as escritas nórdicas e teve seu uso em magias, rituais e oráculo é o F U TH A R K , composto de 24 símbolos, agrupados em 3 "aetts", ou seja, conjuntos de 8 letras cada, lidas da direita para a esquerda. O primeiro "aett" corresponde às Runas Fehu, Uruz, Thurisaz, Ansuz, Raido, Kano, Gebo e Wunjo e a sua regência é de Freyr e Freyja, divindades da fertilidade e da criatividade. O 2º grupo de "aetts" é composto de Hagalaz, Nauthiz, Isa, Jera, Eihwaz, Perth, Algiz e Sowelu. regidas por Hemdal e Mordgud , respectivamente o Deus da proteção pessoal e a Deusa, guardiã das entradas para os mundos subterrâneos. O 3º "aett", tem a proteção do Deus Tyr e de sua companheira Zisa. São entidades guerreiras que em especial, resguardam a autodefesa do individuo.

As Runas são:Teiwaz, Berkana, Ehwaz, Mannaz, Laguz, Inguz, Othila e Dagaz.

Método de consulta direta:

1.Jogue quantas vezes você achar necessário, até conseguir confiança;

2.Coloque todas as pedras dentro de um saco e concentre-se na pergunta que deseja fazer;

3. Retire três pedras, que deverão ser dispostas da direita para a esquerda, da seguinte maneira:PRESENTE - ATITUDE - FUTURO.

4.Uma dica para evitar a mudança de disposição das pedras:você deve retirá-las com os olhos fechados;

5.Analise as interpretações baseando-se nos textos a seguir. Procure fazer a sua conclusão final a cada 3 pedras retiradas;

6.por fim, saiba que as Runas são oráculos e, como tal, não fazem previsões, mas dão "dicas", esclarecendo quais são os próximos passos a serem tomados. Este método compreende toda a responsabilidade do consulente quanto aos seus atos futuros, um pouco parecido nesse aspecto com o I CHING.

Como usar as Runas em magia

Você pode usar as Runas para alterar aspectos de sua vida e de seu meio ambiente. Pode ajudar a si próprio, bem como auxiliar conhecidos seus atingirem suas metas de sucesso. Para isto, com muita consciência, veja o aspecto de sua vida, ou da vida de seu conhecido, que você quer alterar ou incrementar. Escreva-o num papel, em poucas palavras e de forma bem direta (exemplo: melhor memória). Depois, procure qual a que melhor se adapta ao caso em questão. No verso de uma foto da pessoa para quem irá ser efetuada a magia (serve cópia em xerox), trace a figura da runa escolhida para intervir magicamente. O desenho deve ser feito com grafite (lápis). Visando atingir de maneira mais completa os seus objetivos, você pode associar mais de uma runa na mesma foto. Porém, cuidado com o coquetel que está preparando. Veja se não há conflito de poderes entre as Runas . Depois de efetuado o desenho, apanhe uma pedra qualquer (a que chamar a sua atenção primeiro é a certa) e num local tranquilo, coloque-a sobre a foto com o desenho estampado no verso.Acenda uma vela (porém, apenas se isto não incomoda você, tem pessoas que por suas crenças não acendem velas dentro de casa - se acender velas é uma coisa que incomoda você, não o faça); procure entrar num estado alterado de consciência (respirando profundamente, relaxando, fazendo uma oração que aprendeu na infância ou contando de 50 a 1); estenda sua mão mais forte sobre a foto sob a pedra e faça a seguinte oração, consagrando a magia:

"Neste momento, em nome da Grande Consciência Cósmica, em nome de Odim, espírito de sabedoria que rege o oráculo das Runas , consagro conscientemente este objeto de poder, para que ele possa cumprir fielmente a função para a qual foi por mim criado. Que assim seja..."

A foto com o desenho deve acompanhar a pessoa para quem foi criada. A pedra deve ser enterrada num jardim bonito assim que a magia tiver dado certo, ocasião em que a foto deve ser queimada e as cinzas colocadas junto da pedra. Enquanto o processo mágico estiver se desenvolvendo a pedra deve ficar guardada num local seguro. Para locais ou situações - substitui-se a foto por algo que identifique o objeto da magia. Se for uma residência, colocar numa folha de papel o endereço mais completo possível dela. Se uma família, o nome dela e dos componentes. Se uma situação - algo que a identifique. A seguir, continua-se com o procedimento mágico padrão.

Observação importante

Nunca use magia para interferir no livre arbítrio de terceiros.

As consequências podem recair sobre você.Se você quer usar esta técnica para ajudar algum conhecido seu, pergunte primeiro se ele quer que você o faça. A magia rúnica básica é essencialmente talismânica e consiste em atrair as propriedades de uma Runa ou de uma combinação delas para a esfera pessoal do mago, operação que se realiza com a gravação das Runas apropriadas nos objetos/locais que devem ser imantados e a invocação dos deuses a elas relacionados para que estes abençoem a sua intenção.

No passado, podíamos ver Runas gravadas nas paredes das casas, em canecas, espadas e escudos, só para citar alguns exemplos.Dicas gerais para quem está começando agora a estudar e a jogar as Runas :

Muitos livros nunca entram em acordo, então o melhor que você pode fazer é ler a maior quantidade de livros que puder. Além disso, pesquise em sites e converse com praticantes, quando tiver dúvidas. Questione sempre a veracidade do que ler! Hoje em dia, qualquer um pode publicar livros e ter um publicado não significa que o mesmo esteja correto. É por essa razão que deve-se pesquisar e estudar muito muito muito. Leia o Poema Rúnico equivalente ao Futhark que você quer aprender e leia o significado atribuído à runa. Em breve, colocaremos aqui no site uma página para cada runa, onde você também poderá encontrar informações. Procure conhecer um pouco da cultura nórdica também, afinal, as Runas vieram de lá. Existem Runas de outros lugares também, claro, mas as Runas mais utilizadas são as nórdicas e praticamente todo mundo começa por elas. Arranje um caderno ou fichário onde você possa compilar seu próprio livro de significados. Nele, inclua todas as informações que encontrar e também suas próprias impressões a respeito de cada runa. Isso é importante. Pegue cada runa e esvazie seus pensamentos. Olhe para ela - o que você sente? Anote tais impressões. O ideal é estudar uma runa por dia. Escolha alguns métodos de leitura com os quais você se sinta à vontade e pratique com eles. O mais simples é, todos os dias, pela manhã, tirar uma runa e ler seu significado. Será um conselho para o seu dia. Com a prática, você descobrirá novos métodos e poderá incorporá-los em suas leituras.

Fabricação das Runas

Todo oráculo se joga dentro de um espaço previamente constituído para tal fim; pode ser um lenço, uma "taboa", como no caso do Tarot, ou outro meio qualquer.

Para as Runas se faz o que se chama um Skiebiny, ou mandala rúnica, com o seguinte esquema desenhado, pintado ou bordado nela, como preferir; o meu o fiz em couro de antílope, mas pode fazê-lo do material que lhe agrade, menos de plástico ou material sintético.

Runas

Cada uma destas divisões tem um significado específico e afeta a consulta das Runas da seguinte forma:

Niflheim -País dos mortos e também o pais do gelo e das trevas; ali em companhia dos mortos, so podem viver os gigantes e os anões.

A rainha dessa sombria região é a deusa Hel; a entrada era guardada pelo terrível cão Garm.

Da mistura do Niflheim com o Muspelsheim nasceram o mar, a terra e as águas.

Para as jogadas representa as coisas que não são o que parece ser.Muspelsheim -É o País do Fogo. No jogo mostra o que o destino requer de nós.Midgard-O País do meio, inteiramente cercado de água, onde foram colocados os primeiros homens; no oceano que cercava o "País do Meio" vivia a Serpente Midgard, monstro terrível que continuamente ameaçava os deuses; seus anéis eram assaz grandes para abarcar todas as terras conhecidas dos homens.

O deus Thor conseguiu prender este monstro temível, mas o gigante Hymir cortou a linha que o prendia e ele conseguiu fugir.

Numa consulta, as Runas que caem em Midgard, devem ser interpretadas como o que ocorrerá no futuro.

Asgard -O Olimpo dos germanos , a morada dos deuses, "Pais dos Ases"; na consulta representa aquilo que não está sendo levado em conta, mas que deveria sê-lo.Vanaheim -Na consulta representa as forças que trabalham a favor dos humanos, do consultante.Jotunheim -Na consulta representa as forças que trabalham contra os homens, contra o consultante.Svartalheim -Este espaço caracteriza o assunto em torno do qual gira essa jogada.

A mandala deve estar orientada para o norte para usá-la no jogo; o lugar onde se encontra a runa Berkana, indica as coisas que se repetem na vida da pessoa para a qual se está jogando. A runa Fehu, indica como está aspecto amoroso; é uma "casa" um tanto livre, ou seja que aprecem diversos assuntos, que se interpretam simplesmente pelo valor das Runas . A runa Ing, indica aquilo que age contra nossas expectativas, e finalmente a runa Laguz, nos indica coisas e situações do passado, que nos deixaram experiências, que podemos usar para nos beneficiar no presente. Tendo a mandada ou mais propriamente falando o Skiebiny pronto podemos passar a construir circulo rúnico, que será colocado encima do primeiro, e que será deverá ser mais ou menos do tamanho do circulo externo de Skiebiny.

Runas

Runas

Para fazer este círculo rúnico deverá procurar uma árvore, que tenha as características que lhe pareçam mais favoráveis para o tipo de pessoa que você é e para o tipo de oráculo que deseja ter. É importante a escolha da arvore da qual se tirará a madeira; meu conselho é buscar tabelas e/ou oráculos de árvores de nossa terra, e aprender sobre suas qualidades, para escolher bem; o sinamomo por exemplo é uma árvore de limpeza, afastamento, defesa, ataque e luta. O que eu mais gosto é o nogal; é doce, forte, sábio; sempre foi minha escolha, ainda que pode ser feita de diferentes formas, inclusive pelo mês de nascimento. Depois de decidir sobre a árvore e encontrá-la, se devem seguir os seguintes passos, cuidadosamente:

Antes de mais nada deve pedir-lhe permissão a arvore para cortar-lhe um galho e dar-lhe tempo para que se prepare; enquanto espera, conte-lhe para que precisa a madeira, pois ela tem o direito de saber. Lembre que em algum ponto na força vital do Universo, você e a arvore são o mesmo ser, e por isso, na realidade estará cortando um pedaço de si próprio. Escolher o galho com cuidado, depois passar a mão pelo galho até onde junta com o galho principal; é possível que depois de uns minutos sinta que ele se esfria, a uns 5 centímetros da junta, esse é o lugar onde deve ser cortado, pois a árvore retirou sua força vital daquele lugar, deixando um pouco no pedaço que você escolheu, para que seja "madeira viva". Cortar com um facão bem afiado, o mas rápido possível, nunca quebrá-lo; onde se fez o corte tapar com cera incolor em pasta, para piso, para que não apodreça a arvore nesse lugar; antes de ir-se, corte da varinha as folhas e as ramas que não serão utilizadas, e enterre-as junto as raízes da arvore, para que tudo volte a ela com o tempo. Fazer tudo isto na Lua Crescente, para que seu circulo cresça em poder, e deixe uma maçã ou outra fruta ao lado da arvore, como agradecimento a ela e a Mãe Terra, por sua generosidade. Deixar secar a madeira, e depois lixá-la até que fique suave ao toque; neste ponto cortar o galho en pedacinhos de 3 centímetros, que ao todo devem ser 24 pedacinhos; traga galhos suficientes quando for até a árvore, de forma que sobre madeira para cortar 25 pedacinhos de 2 centímetros para intercalar com os de 3, que são os que terão gravadas as Runas .

Runas

As madeirinhas ficam em contato umas com as outras, deixei o fio aparecendo para que você tenha uma melhor idéia de como fazê-lo; o fio ideal para isto é o de pesca, que se pode atar e queimar o nó, depois de ter ajustado todo o circulo.

As Runas podem ser gravadas com pirógrafo, ou pintadas ou esculpidas; se não quiser fazer o circulo com as madeirinhas, ou não puder, pinte-o no Skiebiny, por fora do circulo externo. O jogo de Runas você pode comprá-lo ou fazê-lo seguindo o mesmo procedimento de buscar a madeira de alguma arvore, de preferência a mesma do circulo, e fazer nesse caso o que se chama " Runas de aduela", que são cortadas em fatias, e por isso precisa de uns galhos do diâmetro que deseje tenham as Runas depois de prontas. Devo dizer ainda, que as Runas de aduela não rolam, e por isso no meu parecer limitam a consulta, ou talvez não, depende do ponto de vista de cada um; alem disso quando jogadas normalmente caem amontoadas. Poderá ter de experimentar o tipo de pedrinhas ou madeirinhas que mais lhe agrade para fazer as suas Runas .

O meu jogo de Runas o fiz em sementes de uma árvore, que no sei o nome, mas que são muito conhecidas; algumas pessoas que jogam búzios as usam na mesa.

de jogo, são meio arredondadas, achatadas nos pôlos, o tamanho é perfeito para este propósito e nascem dentro de uma casca escura, praticamente preta, com formato de meia lua. São fáceis de conseguir e acho que também as vendem e algumas casas de Religião.

Tendo tudo pronto vamos a consagração das Runas .

Runas e seus Significados

Runa

 Potencial

 Significado

 Utilização

 Freyr

 Positiva/Negativa

 Gado

 Runa de Enrriquecimento

 Tyr

 Positiva/ Negativa

 Bisão

 Runa de Passagem

 Thor

 Positiva/ Negativa

Deus Thor 

 Runa de Quebra de Dificuldades

 Bragi

 Positiva/Negativa

 Boca

 Runa de Aprendizagem

 Nornes

 Positiva/Negativa

 Roda

 Runa de Mudança

 Lóki

 Positiva/Negativa

 Tocha

 Runa de Criatividade

 Freyja

 Neutra (+)

 União

 Runa de Amor

 Weiland

 Positiva/Negativa

 Glórias/Alegrias

 Runa de Alegria

 Gigantes

 Neutra (-)

 Granizo

 Runa de Interrupção

 Hella

 Atraso/Negativa

 Necessidade

 Runa de Necessidade

 Mimir

 Atraso

 Gelo

 Runa de Preservação

 Martelo de Thor

 Neutra

 Colheita

 Runa de Justiça

 Sacrificio de Odin

 Neutra(+)

 Teixo

 Runa de Reflexão e morte

 Nornes

 Positiva/Negativa

 Revelação

 Runa de Revelação

 Thor

 Positiva/Negativa

 Alce

 Runa de Espiritualização

 Baldur

 Positiva

 Sol

 Runa de Vitória Incondicional

 Tyr

 Positiva/Negativa

 Guerreiro

 Runa de Coragem

 Frigg

 Positiva/Negativa

 Gestação

 Runa de Fecundidade

 Valkirias

 Positiva/Negativa

 Cavalo

 Runa de Viagem

 Homens

 Positiva/Negativa

 Humanidade

 Runa de Ajuda altruísta

 Sarcedotisas

 Positiva/Negativa

 Água

 Runa de Intuição

 Ing

 Neutra

 Héroi

 Runa de Conclusão

 Heimdall

 Atraso

 Velho

 Runa de Tradição

 Retorno de Baldur

 Positiva

 Dia

 Runa de Esperança

 Odin

 Neutra

 Em Branco

 Runa de Precipitação de Destino

Ritual de consagração dos Sigilos

Runas

As Runas depois de consagradas passam a ser chamadas sigilos, que significa segredo.

Durante o ritual se evoca a força que jaz adormecidas nelas e se "carregam" com uma quantidade de energia, parte da qual passa ao destinatário, quando se envia a runa a ele, e parte permanece "ativada" na runa, de forma que o propósito para qual foi consagrada a runa, se realize.

Evocar:

Refere-se ás palavras que são pronunciadas sobre as Runas para concretizar a sua força:é uma chamada do potencial que contêm para o atual.

As palavras são dirigidas para os objetos sobre os quais as Runas forma gravadas, ou sobre as próprias Runas (como no caso da consagração do jogo de Runas ).

O objeto rúnico torna-se temporariamente a morada da força até que elas sejam enviadas para cumprir o propósito do Chamã ou Mestre/a de Runas . Todos os encantos mágicos são curtos, métricos, rimados, e vão direto ao ponto.

Podem ser compostos na forma de charada de modo que alguém escutando-o não perceberá o seu significado.

Frequentemente são repetidos inúmeras vezes numa voz cantada, para induzir um transe e sua mensagem atingir o subconsciente.

Os encantos rúnicos usarão os nomes dos deuses teutônicos como palavras de poder.

Envio:Libera as forças das Runas em direção ao alvo; evocar é carregar a arma, enviar é apontar e disparar.

Pode ser feito manualmente, passando as Runas a outra pessoa ou escondendo-as num lugar específico; quando não podem ser despachadas para o objeto de desejo, as Runas devem ser enviadas através dos elementos: jogue-as ao mar, rasgue em pedaços e lance-os ao vento, ou queime-as.Relação dos elementos com o envio das Runas :

Fogo:presta-se para trabalhos de guerra, ódio e violência.

Ar:ciência, filosofia, julgamento e justiça.

Água:Amor, arte, prazer e ilusão.

Terra:Construção, força e resistência.

Os sigilos, somente devem ser vistos pela pessoa para a qual foram consagrados; se alguém as vê, inda que seja acidentalmente devem ser consagradas novamente, pois perdem a sua força. Por esse motivo devem ser bem guardadas, escondidas, e não é necessário que andem com elas encima. Alem disso a pessoa que as recebe, tem de olhar para elas três vezes por dia, e lembrar do motivo para o qual foram carregadas. Se não se seguir este procedimento, mesmo que tenham sido bem trabalhadas, não atingirão o seu propósito.

Runas

Como executar o Ritual

Colocar no Altar uma vela branca pequena, uma vasilha com água salgada; as Runas para consagração devem estar dentro do circulo. A seguir trace um circulo de proteção, de cor dourada, na altura do horizonte, começando pelo Norte, com o indicador da mão direita, imaginando a Luz saindo do seu dedo; faça isto de olhos fechados.

Depois, de joelhos, acenda a vela branca, lave as mãos e o rosto na água salgada, para purificar-se, e não se seque.

Observe a vela, e medite uns minutos no que vai fazer, respire fundo e prossiga.

De pe, bata na mesa com os nós dos dedos (ou com o Martelo de Thor, se já o tiver), quatro vezes, e diga:

"Este ritual para abertura do Caminho da Luz, esta plena e verdadeiramente aberto."

Fazer o Sinal, com os dedos em posição de benção:

Tua é a Coroa (tocar a fronte) E o Reino (tocar o Sopro-boca) A Força (tocar o ombro esquerdo) E a Gloria (tocar o ombro direito) A Lei Eterna ( tocar o coração) Amém (direcionar os dedos á chama)

Agora é preciso selar o lugar no qual você esta trabalhando, para proteger-se da irrupção de influências não desejadas. Para isso, com o dedo indicador da mão direita ou com sua varinha mágica, no caso de ter uma, desenhe uma estrela de cinco pontas em direção aos pontos cardeais, e a runa que lhe corresponde dentro como mostram os gráficos a seguir, invocando as forças de cada quadrante. Estas estrelas devem ser "desenhadas" na altura onde junta o teto e a parede do lugar em que se encontra. Começar a selar pelo quadrante Norte, fazendo a invocação enquanto faz o desenho; os outros quadrantes seguem o mesmo processo.

NORTH"Espíritos e Forças do Vento, atendam e testemunhem este ritual; levem meus desejos ao Inominável, abram para mim os Caminhos da Luz"SOUTH"Espíritos e Forças do Fogo, atendam e testemunhem este ritual; levem meus desejos ao Inominável, abram para mim o Caminho da Luz"WEST"Espíritos e Forças da Cavernas, atendam e testemunhem este ritual; levem meus desejos ao Inominável, abram para mim os Caminhos da Luz"EAST"Espíritos e Forças das Ondas, atendam e testemunhem este ritual; levem meus desejos ao Inominavel, abram para mim os Caminhos da Luz" (encima, no teto, no centro do lugar no qual esta trabalhando)UPWARD"Espíritos e Forças da Luz, atendam e testemunhem este ritual; levem meus desejos ao Inominável, abram para mim os Caminhos da Luz"

Estas estrelas e as Runas que as acompanham devem ser visualizadas na cor branco brilhante quando desenhadas, e as setas numeradas na primeira estrela, indicam a ordem das linhas que devem ser seguidas para desenhá-las corretamente. Depois de terminar com as cinco, colocar-se no meio da peça onde se encontra com os braços abertos e imaginar um raio de Luz branca vindo do alto e entrando pela sua cabeça atravessando o corpo até os pés.

Outro raio amarelo atravessando-o de lado a lado, e um raio azul, atravessando-o de frente para trás, e dizer:

" Os quatro me cercam, as chamas acima, as ondas abaixo, eu sou o coração dos quatro, eu sou o centro do Universo."

Manter a imagem alguns segundos, e depois imaginar que está subindo uma montanha e que o Deus Odin, vem ao seu encontro no topo.

Dizer:

"Eleva-me deste lugar terreno, mostra-me Tua Face Sagrada"

Depois disso continuar com a visualização, até que você se "vê" sentado ao redor de um circulo rúnico, com o Deus Odin.

Mantenha essa imagem por alguns momentos, procurando que seja clara a visão do que esta acontecendo.

Nesse ponto, dirija -se ao altar e pegue sua varinha, ou aponte seus dedos como na posição de benção em direção as Runas e diga:

" De Destino e Força eu falo agora, As Nornas agora eu invoco, sejam Os Deuses propícios para o meu Trabalho. Urd, Verdanky e Skuld, Senhoras dos destinos dos homens, Fiam, tecem e ceifam As vidas humanas, Propiciem-me o uso desta Força. Eu as invoco em nome do Asgard, Do Aesir e dos Elfos da Luz, para Que eu possa consagrar estes sigilos"

Fazer agora o pedido e a oferenda, depois fechar os olhos e imaginar uma corrente de luz branca que desce do alto até sua cabeça, seguindo pelo ombro direito até seu dedo indicador e dele para as Runas inundando o circulo rúnico com essa luz.

Se ainda puder, imagine na sua visualização da montanha, que Odin faz o mesmo e "carrega" suas Runas com um imenso Poder que emana Dele. Mantenha a imagem na sua mente, não se apure por terminar.

Dizer :

"Oculta-me tua face imponente, leva-me de volta ao meu lugar terreno"

A seguir veja-se, sendo conduzido por Odin de volta ao lugar por onde subiu nela.

Dizer:

"Sábio Odin, parta em Paz, em nome do Inominável eu permito e ordeno"

Nesse momento, Ele cobre seu rosto com o capuz, se vira e vai embora; você começa então a descer a montanha.

Quando chegar ao sopé da montanha, estará novamente no seu templo,

Dizer:

"Espíritos e Forças da Luz, partam em Paz! Em nome do Inominável Eu permito e ordeno" Continuar dizendo: "Todos os Espíritos e entidades convocados por este ritual partam! Vocês não tem nada mais a fazer a aqui. Pela Luz do Inominável, vão! Vão, em paz!

Bater o pé direito três vezes, para reforçar a ordem.

Depois dizer:

Santo Tu és, Pai de Todos, Santo Tu és , pela natureza não formada, Sagrado Tu és, Grande Todo Poderoso Senhor da Luz e das Trevas! Fazer o sinal como no início: De quem é a Coroa (tocar a fronte) E o Reino (Sopro- boca) A Força ( ombro esquerdo) E a Gloria (ombro direito) A Lei Eterna (coração) Amém.

Para encerrar dizer:

"Este ritual para abertura do Caminho da Luz, esta plena e verdadeiramente encerrado"

Bater quatro vezes com os nós dos dedos da mão direita na mesa.

Desfazer com a mão as estrelas que foram "desenhadas" no começo do ritual, e absorver o circulo dourado de proteção, em sentido anti-horário, com o dedo indicador.

É muito importante desfazer todos os passos que forma feitos num ritual, tudo o que se fez tem de ser desfeito em sentido contrario, ou como mandem os passos do ritual.

Somente fazendo assim você evitará deixar "portas abertas", por onde podem se filtrar criaturas ou influências não desejadas de outros mundos ou planos.

Pode parecer difícil de fazer, mas poderá ver quando o fizer que não é assim; inclusive posso lhes dizer que sempre fico "redemoinhando" quando tenho um destes para fazer, mas depois que o faço sempre penso que era tão simples...

EPÍLOGO

Algumas pessoas podem se perguntar se é preciso ser um iniciado em magia, para poder praticar a arte mágica das Runas .

Na verdade que não é necessário, depende unicamente da pessoa que deseja percorrer o Caminho, e as qualidades essenciais para isso são um desejo de coração, fé e imaginação. O que sei sobre ter de ser iniciado ou não por outra pessoa, é que os homens podem entrar no Caminho da busca da Verdade sozinhos, mas que chega num ponto desse Caminho no qual não podem mais progredir sozinhos, sendo que para isso precisam de uma companheira á altura que os leve mais adiante. No caso das mulheres, é diferente; nos precisamos de um homem que nos "inicie" no Caminho, mas depois que entramos nele, podemos ir em frente sozinhas. Esta "iniciação" de que falo não é uma iniciação mágica, no sentido literal da palavra; esta iniciação trata de um homem, que pode ser pai, irmão ou amigo que nos desperte para o mundo espiritual de alguma forma, não implicando em que nos ensine algo de forma direta. A "justiça poética" disto é que de qualquer forma um precisa do outro para buscar a Verdade.

Na monografia sobre a Magia Sagrada falaremos deste assunto, para que você possa ter uma clara idéia sobre os diversos tipos de iniciação e como acontecem. Já ouvi dizer que entrar no Caminho da busca da Verdade é como tomar mate (Chimarrão no sul), sempre se começa para fazer companhia a alguém que nos convidou a experimentar, e salvo em raras exceções é sempre assim que acontece. Eu disse "salvo em raras exceções", porque pode acontecer de que uma mulher desperte sozinha para a espiritualidade, isso somente dependendo da bagagem cósmica que traz de suas existências anteriores, e de que tenha vindo a esta vida com o firme propósito de lembrar e recomeçar do ponto no qual parou na anterior.Na quarta parte deste post, retomaremos a magia rúnica, e a forma de compor sigilos e suas rimas, e o mais importante:as chaves para jogar as Runas . Darei exemplos de sigilos para resolver os assunto mais comuns que afetam a vida das pessoas. Também ensinarei a fazer o Martelo de Thor, o Bastão e outros objetos mágicos, que o ajudarão nesta jornada mística. Agora, para terminar lhes deixo um encanto rúnico, para que possam ter uma idéia de como devem ser.

Na árvore, uma fruta; Na fruta, uma semente, Na semente, uma árvore. A semente do homem descansa envolta em desejo. Para plantar a semente coma a fruta. A semente não considera fruta, a fruta não considera a árvore, no entanto, os três são um.

Runas

As Runas e os Números

É importante ter em mente estas relações, pois serão muito úteis no momento de escolher o numero de Runas , para fazer um símbolo adequado na composição dos sigilos, de forma que determinem exatamente o seu desejo mágico.

Vale dizer ainda que depois do nove, os números impares não são boas escolhas; este assunto se aplica a confecção de um tipo especial de sigilos feitos com frases que descrevem o seu desejo e depois serão convertidos em uma linha de Runas .

Mas falaremos especificamente disso mais adiante.

Uma runa: Significa criação e inicio; o Todo contido no Um; nascimento.Duas Runas :Um balanço de forças; o masculino e o feminino; todas as dualidades.

O balanço pode ser harmônico ou conflituoso.Três Runas :Plenitude e perfeição: as Runas funcionando no nível do ideal.Quatro Runas :Indicam que suas forças estão se manifestando materialmente; este numero está ligado aos quatro elementos.Cinco Runas :A presença da vontade humana, que tanto pode ser construtiva como destrutiva; este numero esta ligado ao homem.Seis Runas :Cai sob a influência do Inominável, que é Um no Todo; fusão dos opostos.Sete Runas :Sugere uma função sobrenatural, e assuntos concernentes a espíritos e milagres; este numero esta ligado aos planetas.Oito Runas :Frustração e superação da ação; é um numero mágico composto, como todos os que se seguem: quatro opondo-se a quatro, um resultado material confronta outro.Nove Runas :Estão sob a ordem celestial e as regras da Lei, onde os efeitos seguem as causas; nove composto de três vezes três e é considerado o numero mais perfeito.

Magia com Runas e Números

Como falei no post anterior vou ensinar a fazer sigilos com um número de Runas adequado ao propósito de cada Neste tipo de magia, o primeiro a saber é que deve-se descrever o desejo, de forma sintetizada numa única frase.

Estas frases sempre devem começar com "Eu desejo" ou "Eu quero", nunca com outras palavras que não sejam essas.Por exemplo:

"Eu desejo ganhar $R 1000.00, por mês". Ou "Eu quero encontrar o verdadeiro Amor".

Mesmo assim, é preciso lembrar que em magia, quanto mais específicos os desejos, mais chances terá de que ele se realize. Depois de ter a sua frase bem definida, deverá transformá-la em rúnico, com o alfabeto das Runas ou Futark. O processo correto é ir substituindo as letras que escreveu por as mesmas letras em rúnico, sem deixar espaço e sem repeti-las quando fizer a substituição.Vamos usar o segundo exemplo:

E u q u e r oe n c o n t r a r o v e r d a d e i r o A m o r e u q r o n t a v d i m

A mesma frase que descreve o seu desejo fica assim:

e u q r o n t a g d i m

Estas são as Runas que devem ser consagradas, como descrito no ritual de consagração, como descrito no post "Magia das Runas - Parte 3 " Somente tem de transformar em rúnico as letras; não o fiz aqui pois que nem todo o mundo usa o mesmo Futark que eu; mas todos servem da mesma forma. E também por isso não repeti o "c", pois no meu tem somente uma runa para o "c" e o "q".

Este è o Futark que eu uso

Runas

Sei que é longo o ritual, mas posso garantir-lhe que se fizer como explicado nele, qualquer pedido, qualquer desejo será realizado. A forma que eu uso para não errar nas letras e ir riscando as que já traduziu, para o alfabeto rúnico; por exemplo, Escrevo a letra "E" em rúnico, e risco todas as letras "E" da frase, até o final, e depois continuo com as outras do mesmo jeito.

Esta frase ficou com doze letras, o que é bom, pois doze é o dobro de 6, e Seis Runas :Cai sob a influência do Inominável, que é Um no Todo; fusão dos opostos.Por isso, lembre sempre de prestar atenção nestes detalhes, depois de fazer a sua frase; se da número ímpar, é preciso começar tudo de novo, refazendo a frase, até que fique num número bom, ou seja que sirva ao seu propósito.

Fonte: os7elementos.vilabol.uol.com.br

Check Also

Sistema Monetário Brasileiro

Um sistema monetário é qualquer coisa que é aceite como uma medida padrão de valor …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − cinco =