Breaking News
Home / Turismo / Ilhas Phi Phi

Ilhas Phi Phi

PUBLICIDADE

As ilhas Phi Phi estão localizadas na Tailândia, entre a grande ilha de Phuket e oeste Mar de Andaman costa do continente. As ilhas são administrativamente parte da província de Krabi. Ko Phi Phi Don que significa “ilha” no idioma tailandês ) é a maior ilha do grupo, e é a ilha mais povoada do grupo. Embora as praias da segunda maior ilha, Ko Phi Phi Lee, são visitadas por muitas pessoas. O resto das ilhas do grupo, incluindo Bida Nok, Bida Noi, e Bamboo Island ( Ko Mai Phai ), não são muito mais do que as grandes rochas calcárias que se projeta para o mar.

Phi Phi Don foi inicialmente povoada por pescadores muçulmanos durante o final da década de 1940, e mais tarde tornou-se uma plantação de coco. A população tailandesa de Phi Phi Don permanece mais de 80% de muçulmanos. A população é de entre 2.000 a 3.000 pessoas (2013).

As ilhas ganharam destaque mundial quando Ko Phi Phi Leh foi usado como um local para 2.000 britânicos – filme americano The Beach. Isso atraiu críticas, com alegações de que a empresa tinha danificado o ambiente da ilha, uma vez que os produtores demoliram áreas de praia e plantaram palmeiras para torná-la parecida com o livro, uma acusação de tomadores do filme. O lançamento do filme foi atribuído a um aumento do turismo para as ilhas.

Ko Phi Phi foi devastada pelo tsunami do Oceano Índico em dezembro de 2004, quando quase toda a infra-estrutura da ilha foi destruída. A partir de 2010 a maioria, mas não todos, foram restaurados.

História

De descobertas arqueológicas, acredita-se que a área era uma das comunidades mais antigas da Tailândia, que remonta ao período pré-histórico. Acredita-se que esta província pode ter levado o nome de Krabi, o que significa espada. Isso pode vir de uma lenda que uma antiga espada foi descoberta antes de fundação da cidade.

O nome de Phi Phi (pronuncia-se ‘pipi’) tem origem malaia, o nome original para as ilhas eram Pulau Api-Api (A Ilha Fiery). O nome refere-se à Pokok Api-Api, que literário traduzido como a Árvore Fiery que é comumente encontrada em toda a Ilha. Eles foram incorporados ao parque nacional em 1983.

Geografia

Há seis ilhas do grupo conhecido como Phi Phi. Encontram-se 50 km a sudeste de Phuket e fazem parte da Hadnopparattara-Koh Phi Phi Parque Nacional, que é o lar de uma abundância de corais e vida marinha. Há montanhas de pedra calcária com falésias, grutas e praias de areia branca. O parque nacional abrange uma área total de 242.437.

Phi Phi Don e Phi Phi Le são as maiores ilhas e mais conhecidas. Phi Phi Don é 9,73 sq km: 8 km de comprimento e 3,5 km de largura. Phi Phi Le é de 2 km ².

No total, as ilhas têm um tamanho de 12,25 km ².

Administração

Há duas aldeias em Ko Phi Phi sob a administração de Ao Nang sub-distrito, distrito de Muang, na província de Krabi. Há 9 subvillages nestas duas aldeias. As aldeias são:

– Laem Thong (entre 300-500 pessoas)
– Ban Ko Mai Phai (cerca de 20 pescadores vivem nesta ilha)
– Ban Laem Tong
– AO loh bakhao
– AO laanaa
– Phi Phi Don (entre 1500-2000 de pessoas)
– Ao Maya (cerca de 10 pessoas, a maioria na estação de ranger)
– Ban Ton Sai, a capital e maior cidade
– Hat Yao
– Ao Lohdalum
– Laem Pho

Limite

Ko Phi Phi é composto por seis ilhas, duas delas são a principal ilha – Phi Phi Don e Phi Phi Le. Em Ko Phi Phi, há duas aldeias e sob administração de Ao Nang sub-distrito, distrito de Muang, na província de Krabi. As ilhas estão rodeadas pelo mar de Andaman.

Clima

Clima na região é tropical – há apenas duas estações: a estação quente de janeiro a abril, e a estação chuvosa, de maio a dezembro. A temperatura média durante o ano de 25°C a 32°C (77 ° F a 89,6 ° F) e as precipitações médias anuais 2.568,5 milímetros. A chuva nessa região vem-se pesadamente em períodos curtos.

Transporte e comunicação

Ar

Os aeroportos mais próximos são em Krabi, Trang e Phuket. Todos os três aeroportos têm estrada direta e ligações de barco.

Balsa

Durante a temporada turística, há balsas frequentes para Ko Phi Phi de Phuket, Ko Lanta e Krabi Town. Na “estação verde” (junho-outubro), viajar de e para Ko Lanta é apenas através Krabi Town.

Correio

The New Correios foi concluído e inaugurado em 2010 e situa-se num edifício novo inteligente por trás do PP Princess Resort área em Phi Phi Don aldeia. Os turistas podem comprar selos, correios postais, aerogramas e enviar cartas. Correio registrado, EMS e serviço de encomendas também podem ser organizados. Aberto de segunda a sábado, das 10 às 18:00, exceto feriados.

Turismo

Ilhas Phi Phi
Ko Phi Phi depois do sol, preparando-se para a noite

As praias possuem ilhas e águas claras que tiveram sua beleza natural protegida pelo estatuto de Parque Nacional. Turismo em Ko Phi Phi, como o resto da província de Krabi, explodiu apenas muito recentemente. No início de 1990 apenas os viajantes mais aventureiros visitaram a ilha, ficando apenas no alojamento mais básico. Hoje, no entanto, o lugar se transformou em um dos principais destinos para os visitantes de Krabi. No entanto, ainda é significativamente menos desenvolvida do que a vizinha ilha de Phuket, ou Ko Samui, na Tailândia costa oposta.

Ko Phi Phi é um local popular para mergulho e snorkeling, caiaque e outras atividades de lazer marinhos.

Não há hotéis ou outro tipo de alojamento na menor ilha Ko Phi Phi Lee.

Assistência Médica

Há um pequeno hospital em Phi Phi Island para emergências (acidentes, lesões). Ele está localizado entre a Phi Phi Cabana Hotel e o Tonsai Towers, cerca de 5-7 minutos a pé do cais principal.

2004 – Tsunami

Em 26 de dezembro de 2004, tanto da parte habitada da Phi Phi Don foi devastada pelo maremoto do Oceano Índico. Vila principal da ilha, Ton Sai, é construída principalmente em uma areia istmo entre dois cumes de pedra calcária, alto longo da ilha. Em ambos os lados de Ton Sai são vãos semicirculares revestidas com praias. O istmo sobe a menos de dois metros (seis pés) acima do nível do mar.

Pouco depois das 10 horas, na manhã de 26 de Dezembro, a água de ambas as baías recuaram. Quando o tsunami atingiu, em 10:37, ambas as baías, se encontraram no meio do istmo. A onda que entrou em Ton Sai Bay foi de 3 metros (10 pés) de altura. A onda que entrou em Loh Dalum Bay foi de 6,5 metros (18 pés) de altura. A força da onda maior de Loh Dalum Bay empurrou o tsunami e também violou áreas baixas nas calcário cársticos, passando de Laa Naa Bay para Bakhao Bay, e em Laem Thong ( Sea Gypsy Village), onde 11 pessoas morreram. Para além destas violações, o lado oriental da ilha experimentado apenas inundações e fortes correntes.

Na época do tsunami, a ilha tinha cerca de 10 mil passageiros, incluindo turistas.

Reconstrução pós-tsunami

Ilhas Phi Phi
Ko Phi Phi Don, março de 2005, no rescaldo do tsunami.

Após o tsunami, cerca de 70% dos edifícios da ilha foram destruídos.

No rescaldo do desastre, a ilha foi evacuada. O governo tailandês declarou a ilha temporariamente fechada enquanto uma nova política de zoneamento foi elaborada. Muitos trabalhadores tailandeses transitórios voltaram para suas cidades de origem, e os ex-residentes permanentes foram alojados em um campo de refugiados em Nong Kok, na província de Krabi.

No entanto, 6 de janeiro de 2005, um ex-residente holandesa de Phi Phi, Emiel Kok, criou uma organização voluntária, Ajuda Internacional Phi Phi. Oi Phi Phi recrutou equipes do campo de refugiados, bem como voluntários mochileiros transitórios (dos quais mais de 3500 ofereceu a sua ajuda), e retornou para a ilha para realizar limpeza e reconstrução de trabalho. Em 18 de fevereiro de 2005, uma segunda organização, Phi Phi Dive Camp, foi criada para remover os escombros das baías e recifes de coral, a maioria dos quais estava em Ton Sai Bay.

Até o final de julho de 2005, 23 mil toneladas de escombros foram retiradas da ilha, das quais 7.000 toneladas haviam sido apuradas pela mão. “Tentamos fazer o máximo possível com a mão”, disse Kok, “dessa forma, podemos procurar passaportes e identificações “. A maioria dos edifícios que foram considerados aptos para reparação por inspetores do governo tinha sido reparado, e trezentas empresas haviam sido restauradas. Oi Phi Phi foi premiado e indicado por um tempo pela Revista Heróis da Ásia.

Em 31 de outubro de 2005, o vice-premiê Pinit Jarusombat propôs uma atualização para os hotéis e restaurantes em Phi Phi Don, e uma limitação para o número de turistas que visitam. “Ele vai nos ajudar a preservar o seu ambiente”, disse Pinit. No entanto, após consulta com os moradores e proprietários de terras, muitos dos quais se opôs ao plano, o Bangkok Post relatou em 17 de fevereiro de 2006, que as propostas não afetariam Phi Phi.

Em 6 de dezembro de 2005, cerca de 1.500 quartos de hotel estavam abertos, e um sistema de alarme de alerta de tsunami havia sido instalado pelo governo tailandês, com a ajuda de voluntários.

Mídia / contato

TV Nacional, TV a cabo e TV via satélite estão disponíveis na ilha, bem como jornais internacionais, livros e revistas. Telefones fixos, sistemas de telefonia móvel e internet (ADSL) estão disponíveis. Há uma estação de correios em Ton Sai. Phi Phi tem a sua própria revista mensal / jornal, Phi Phi News. Ele é distribuído gratuitamente na ilha e em todos os portos vizinhos.

Galeria de fotos

Ilhas Phi Phi
Lago interno conectando através de uma caverna para o mar aberto

Ilhas Phi Phi
Barcos longos no porto em Phi Phi Island.

Ilhas Phi Phi
Barcos ciganos ancorado Kho Phi Phi Island

Ilhas Phi Phi
Barco na costa de Phi Phi Island

Referências

1. ^ “pggredde” . UQ.edu.au . Retirado 2012/07/13 .
2. ^ “PhiPhiDiveCamp.com” . Phiphidivecamp.com . Retirado 2012/07/13 .
3. ^ Marshall, Andrew (2005-10-03). “Time.com” . Time.com . Retirado 2012/07/13 .
4. ^ “Hong Kong” . TheStandard.com . Retirado 2012/07/13 .
5. ^ Isso não é ilha Phi Phi. Esta é vila Panyee que deve ser 50 quilômetros de distância, na Baía de Phang Nga

Fonte: en.wikipedia.org/wiki/Phi_Phi_Islands

Ilhas Phi Phi

A Tailândia é um daqueles países que dispensa apresentações. A sua fama é tal que rapidamente se transformou num dos destinos turísticos mais apetecidos. A sua riqueza em inúmeras vertentes faz com que qualquer pessoa se sinta plenamente realizada.

A amplitude das paisagens é acompanhada de perto pela variedade de atividades possíveis: desde o puro divertimento ao espaço Zen, desde a aventura pura e dura aos passeios lânguidos, ou desde o cume duma montanha ao fundo do oceano. O mais difícil vai ser mesmo conseguir encaixar tantas atividades numa viagem de mergulho, que é por si só já repleta de adrenalina!

Desta vez, propomos-lhe algo de diferente. Algo de que jamais se esquecerá. A uns escassos 20 minutos em lancha rápida de Phuket, fica um pequeno paraíso terreno; são as Ilhas Phi Phi, cuja fama as precede. E de fato são merecedoras desse carisma; escarpas verticais, cobertas de vegetação verde luxuriante contrastam com o azul-turquesa das baías em seu redor, as palmeiras lambem as praias ao sabor da brisa que vem do mar, as lagoas interiores, de cores diferentes, desafiam a nossa imaginação.

Será que existe local mais belo? Phi Phi Don, ou Phi Phi Lei, cada ilha complementa a outra, desafiando os turistas a um contacto com uma Natureza com uma beleza invulgar.

Quando ir

Em virtude do seu posicionamento no globo e da sua geografia alongada, a Tailândia goza de dois climas distintos, um a Norte e outro a Sul. Para visitar a zona Norte, a melhor altura será entre Novembro e Maio, com temperaturas agradáveis nos primeiros meses e muito calor nos restantes.

Algo de parecido se passa com a zona Sudoeste, onde se encontram as ilhas Phi Phi. A melhor janela temporal será entre Dezembro e Abril, pelo menos é o que rezam as estatísticas. São excelentes notícias para o caso de querer fazer um mix de férias de mergulho com por exemplo, uma incursão pelo Norte do país. Montanha, selva, praia e mergulho, é esta a nossa proposta.

Como chegar

Para chegar a este maravilhoso destino de férias, terá que fazer três voos, ou seja, terá que voar até Bangkok via um hub europeu e depois, terá uma ligação mais curta de Bangkok até à ilha de Phuket. Um transfer em autocarro para um porto marítimo e uma breve viagem em lancha rápida concluem o percurso. Para este destino propomos como companhias aéreas, a Qatar, a Thai, a Egypt Air, a Gulf Air ou a TAP. Desta forma tentaremos otimizar a sua próxima viagem. Poderá também consultar os respectivos sites em rodapé. Terá sempre que pernoitar na ida em Phuket ou em Krabi.

Onde ficar

É muito difícil escolher onde ficar nas ilhas Phi Phi. São muitos os resorts onde não nos importaríamos de passar semanas a fio… contudo, a nossa proposta recai em três resorts, todos eles na costa nordeste da ilha. São eles o Holiday Inn Resort, um hotel onde a palavra “simplicidade” reina em cada recanto, o Zeavola Resort & Spa, cujo luxo fala tão alto e o Phi Phi Island Village, com um equilíbrio mágico entre minimalismo e qualidade de serviço.

Cada um em seu estilo, mas todos com argumentos muito fortes, para tornar a sua experiência na Tailândia ainda mais rica. Poderá ter uma antecipação da sua estadia, navegando pelos links em rodapé, sendo que tentaremos adequar a melhor solução ao seu caso.

Além do mergulho

Escolher este destino como sendo a sua próxima viagem, tem implícito um enorme desejo de comunhão com a Natureza, sem grande rebuliço em seu redor. É de facto um pequeno paraíso terreno, onde a mais-valia é precisamente gozar o mar, as palmeiras, a brisa quente e a paisagem. Ficará hospedado em Phi Phi Don, onde estão todos os hotéis, contudo, uma visita a Phi Phi Lei dar-lhe-á uma visão ainda mais marcante deste ponto do globo.

Esta irmã mais pequena, por assim dizer, não é habitada, o que de certo será do seu agrado! Outro cenário idílico a não perder é Maya Bay, imortalizada pela indústria cinematográfica. Poderá também fazer deliciosos passeios em caiaque, ou então aumentar a adrenalina e fazer escalada nas escarpas a pique…

Extensões

Para que tenha uma ótima experiência neste país fascinante, recomendamos duas extensões, uma completamente urbana, a outra, assim mais do gênero selva-e-montanha-e-cultura-e-espírito. Bangkok, a capital da Tailândia, tem tanto para oferecer, que uma estadia de dois ou três dias é obrigatória, por exemplo, logo à chegada.

Os bairros tradicionais, as famosíssimas Patpong streets para fazer compras, a gastronomia ou um passeio de barco pelos canais, o melhor é experimentar um pouco de tudo. Não perca também uma viagem alucinante de tuktuk pelo meio do trânsito de Bangkok.

Por outro lado, o Norte da Tailândia encerra inúmeros tesouros, entre os quais, Chiang Mai, a cidade-cultura. Perdida e achada no meio da selva e das montanhas, este espaço oferece paisagem, história, tradição e espiritualismo. Algo a não perder.

Centro de mergulho

Todos os resorts que lhe propomos têm um centro de mergulho a operar dentro do próprio resort, ou seja, descanse que não vai ter que se aborrecer com mais transfers. Os barcos serão na maior parte dos casos em fibra, construídos de raiz para o mergulho, com motores muito potentes, para que possa mergulhar nos spots mais remotos.

Zona de lavagem e secagem do equipamento, loja de artigos de mergulho, sala de formação, aluguer de equipamento, enfim, tudo aquilo que um mergulhador está à espera em hotéis deste nível.

O que se pode ver

Convém que faça todos os mergulhos com um olho no recife e com o outro no azul! De fato, o mar em redor das ilhas Phi Phi pode-se orgulhar de ter uma lista notável de espécies “residentes”, desde pequenas criaturas até aos gigantes dos oceanos.

As paredes estão literalmente cobertas por Esponjas e por Coral mole de todas as cores e feitios, em feroz competição com o Coral duro e com as Anémonas gigantes, que chegam a fazer autênticos tapetes, mesmo a poucos metros da superfície. As Tartarugas adoram comer esponjas, por isso não se admire de as ver. Pequenas criaturas, como Nudibrânquios estranhos e Camarões, são fáceis de descobrir em qualquer mergulho. Ao contrário do que é usual noutras paragens, os Triggerfish juntam-se em áreas consideráveis e fazem as suas posturas.

Cuidado, não se aproxime, porque a reacção deles poderá ser bem agressiva! Do lado do azul, Mantas, Barracudas, Atuns, o gigante Tubarão Baleia (quem sabe…) poderão fazer uma aparição e desta forma contribuir para que os seus mergulhos subam em qualidade. Nos fundos, as Raias são sempre uma mais-valia. Há quem diga ter visto Tubarões Touro e Marlins…

Ilhas Phi Phi

Ilhas Phi Phi

Aspectos práticos

O sol nestas paragens não brinca em serviço, por isso leve protetor solar de índice elevado. A comida é muito barata, assim como os artigos que possa trazer como recordação. Nos mercados e nas zonas da contrafação, existem réplicas de tudo aquilo que possa imaginar.

Se tiver tempo e paciência, regateie até à exaustão e acabará por levar os artigos por um quarto do preço. Em algumas ruas de Bangkok, a venda de produtos relacionados com sexo é de tal forma explícito, que esperemos que não fique chocado! Vá de mente aberta!

Fonte: opeixevoador.pt

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.