Breaking News
Home / Turismo / Mesopotâmia Argentina

Mesopotâmia Argentina

PUBLICIDADE

Aqui se encontram os grandes rios como o Iguaçu, o Paraná e o Uruguai que nascem no Mato Grosso- Brasil- e que desembocam no Rio de la Plata. É a terra di trópico úmido e a terra vermelha, da selva frondosa e das terras fésteis.

Mesopotâmia Argentina
El Palmar

As províncias da Santa Fé, Entre Rios, Corrientes, Misiones, Chaco e Formosa são ricas graças a suas belezas naturais e também a suas tradições e costumes geradas pelos milhares de imigrante de diferentes lugares do mundo, que a foram povoando desde inícios do século XX.

Os variados e intensos verdes da vegetação tropical e a música permanente das centenas de cursos de água, traduzem-se na diversa e generosa vida cultural da região. O turista que chega atè essa região fica encantado com as maravilhas das Cataratas do Iguaçu, a pesca esportiva em todos seus cursos de água, o Parque Nacional o Palmar em Entre Rios, os Esteros do Iberá, o Delta do Paraná, a cidade de Colón -com suas termas- ou as cosmopolitas cidades de Rosário e Santa Fé.

Mesopotâmia Argentina
Cataratas do Iguaçu

Porto Iguaçu, na província de Misiones, compartilha com o Brasil as 275 quedas de água que formam as Cataratas do Iguaçu. Convém desfrutá-las de ambos os lados da fronteira. Do lado brasileiro para contemplá-las e do lado argentino, viver a experiência extrema de estar em medio delas. Dali podem ver visitadas as minas da Wanda -de pedras semipreciosas- e as ruinas das missões jesuíticas de San Ignacio.

Poder se hospedar em alguma das muitas fazendas turísticas, completa-se com a possibilidade de fazer trekking, observaçao de fauna ou a pesca de peixes tâo lutadores como dourado ou o surubim – o gigante do rio – que poder chegar a pesar 60 quilogramas.

Fonte: www.argentour.com

Mesopotâmia Argentina

Compreende o território situado entre os rios Uruguai e Paraná. Port isso, a vida ali corre em torno ao rio, o qual otorga à região a oportunidade de uma paisagem natural paradisíaca.

ENTRE RIOS

A província de Entre Rios, como seu próprio nome anuncia, encontra-se abraçada por dois rios, o Uruguai e o Paraná. Dize-se que é um estado privilegiado a qual transforma-se em uma ilha verde de paragens idílicos. Abundam os balneários, as praias fluviais e os parques nacionais. Dai que seja considerada uma província para o relax e o descanso.

Paraná

Paraná, a capital do estado, assoma-se ao rio que leva seu nome desde o Parque Urquiza, onde levanta-se o Monumento a Urquiza. Uma visita de pé pela cidade deveria começar pela Praça 1 de Maio, onde se levanta a Catedral. Perto dali encontra-se o Colégio del Huerto e caminhando para o oeste, o Palácio Municipal e a Escola Normal Paraná. Outro importante edifício é o Teatro Municipal 3 de Fevereiro.

No fim da pedestre rua São Martín, está a Praça Alvear e vários importantes museus. A Casa de Governo encontra-se no Centro Cívico, que alberga outros escritórios oficiais. Na rua Rivadavia poderá visitar a Biblioteca de Entre Ríos.

Entre os museus que poderá visitar assinalamos o Museu da Cidade, o Museu Histórico de Entre Ríos Martím Leguizamón, o Museu das Belas Artes Pedro E. Martínez, o Museu e Mercado Províncial de Artesanatos, e o Museu de Ciências Naturais e Antropológicas.

Desde Paraná pode-se aceder à cidade de Santa Fé através do Túnel Subfluvial Uranga Selvagem Begnis, um impressionante túnel que corre sob a bazia do rio Paraná. A outra opção é atravessar o rio de barco.

Atrativos da Província de Entre Ríos

Ao norte de Paraná e às beiras do rio encontra-se La Paz, um excelente espaço onde poderá desfrutar da pesca e o campismo. Em Fevereiro celebra-se a Festa Nacional de Pesca Variada de rio.

Gualeguaychú é famoso pelos sus Carnavais, e além oferece a possibilidade de desfrutar do seu rio. Em Conceição, situada na ribeira do rio Uruguai, encontra-se o Palácio de São José, antiga residência do General Urquiza, um lugar que atrae muitos turistas.

Colón é um lugar tremendamente atrativo pela paisagem e praias fluviais, embora as inundações têm feito disminuir estes espaços. À quatro quilômetros da cidade está o Moinho Forclaz desde ali vale a pena fazer uma visita ao povo de São José. Desde Colón pode-se aceder ao Parque Nacional El Palmar, um bosque de palmeiras centenarias de jataí.

Concordia, outro interessante lugar sobre a beira do rio Uruguai, comunica com Salto em Uruguai, através do complexo hidroelétrico Salto Grande. O Complexo Zárate-Brazo Largo com duas pontes separadas por uns 30 quilômetros, é a conexão terreste com Buenos Aires. Em Concordia pode visitar a Catedral de Santo Antônio de Padua, o Museu das Artes Visuais, o Palácio Arrubarrena, o Museu Regional de Concórdia e o Castelo São Carlos.

Entre Ríos é um paraíso para o pescador esportivo pelos exóticos e grandes exemplares. Podem-se realizar numerosos esportes aquáticos nos rios e excursões cheias de aventura. Além disso pode desfrutar na a região toda da pesca esportiva, onde encontrará espécies como o dorado, peixe muito agressivo o qual pode pesar 35 quilogramos, o mangurujú de até 100 quilogramos. e o surubim de 60 quilogramos. Terá a possibilidade de visitar uma estância gadeira ou asistir alguns dos cassinos que oferecem suas cidades.

CORRIENTES

É uma atrativa região banhada por lagoas e rios onde a natureza cobra vida e invita ao relax, possui bonitos balneários para os que procuram tranquilidade e para os mais ativos a posibilidade de praticar a pesca.

A capital do estado é Corrientes. A ponte General Belgrano, sobre o rio Paraná, une a cidade com Resistência, a capital do Chaco, província vizinha. A cidade possui alguns edifícios antigos interessantes como os Conventos de São Francisco e La Merced, revestido de mármore de Carrara. Algumas das igrejas da cidade são muito antigas, como a da Santíssima Cruz dos Milacres.

Outros lugares interessantes são a Catedral e o Parque Mitre. Entre os museus que oferece a cidade encontram-se o Museu Histórico de Corrientes, o Museu de Belas Artes Doctor João Ramóm Vidal e o Museu de Ciências Naturais Amado Bonpland. Não deixe de fazer uma visita ao Jardím Zoológico. Uma atração para numerosos visitantes é o Carnaval Correntino.

À 30 quilômetros de Corrientes encontra-se um tranquilo e bonito lugar chamado o Passo da Pátria, ideial para praticar a pesca, onde celebra-se a Festa Nacional do Dourado.

Lugares Turísticos da Província de Corrientes

A província de Corrientes é famosa pelos Esteiros do Iberá, um complexo ecossistema o qual abrange 700.000 hectares de banhados, 31.500 de lagoas e 52.000 de esteiros onde vivem animais selvagems como tartarugas, jacarés, macacos, veados dos pântanos, e capibaras, o maior roedor do mundo, além de 368 espécies de aves.

Outros lugares são o Paso de las Liebres, uma cidade de tranquilas praias e bonitos balneários onde descansam os restos do naturalista Bonpland. O complexo hidroelétrico de Yacyretá, um dos maiores do mundo; a Basílica de Nossa Senhora de Itatí e a vila de Empedrado.

Na província ficam os restos de algumas misões jesuíticas como La Cruz, Santo Tomé, San Carlos e Yapeyú, a Casa de São Martín e o museu que leva seu nome.

Além da pesca, o visitante pode desfrutar do campo nas estâncias onde é possível alojar-se, destacando a de San Gará, Atalaya e San Juan Poriahú, desde onde poderá observar a fauna, realizar excursões de pé, canoa ou cavalo. Também pode desfrutar das numerosas festas populares, como os Carnavais de Esquina, Paso de las Liebres e Corrientes, onde baila-se o chamamé, um rítmo derivado da polca, muito bailada nesta terra.

MISIONES

A terra vai-se tingindo de vermelho quando chega-se ao Estado de Misiones, o trópico úmido, e a selva vai espessando. As grotas dos índios, sobre as que descarregam as águas dos rios as cascatas, vão adentrándonos neste mágico paraíso.

Entre a vegetação, uma selva virgem coberta de árvores gigantes, descansam silenciosas as missões com seus muros fendidos pelo tempo onde parecem escutar-se os gritos dos índios entre os sons alternos dos pássaros tropicais.

A cidade de Posadas, a capital da província, a qual asoma-se à beira do Paraná, expoe no Museu Regional talhas das misões jesuíticas. Outro interessante museu é o Museu de Ciências Naturais e Históricas. Perto dali encontram-se as míticas Missões Jesuíticas, em uma delas (Santa Ana), teve lugar a flmagem da filme A Missão, protagonizada por Robert de Niro.

A mais importante das missões é a de São Ignácio, onde ficam as ruinas além de uma famosa figueira chamada “àrvore coração de pedra” por ter encerrado ao crescer uma das colunas que ainda conserva no interior. Outras missões importantes são Loreto e La Candelaria.

Em Oberá, à beira do Río Uruguai, celebra-se a Festa Nacional do Imigrante, pois concentra-se na zona nutrida população imigrante centro-europea que povoou este estado de habitantes ruivos e vilas de ar tirolés.

A Casa de Horacio Quiroga acha-se no caminho às Cascatas do Iguazú. Vale a pena detener-se a contemplar o espaço majestoso natural que rodeava o lar do infortunado escritor dos “Contos da Selva”. Na casa conservam-se as mostras da destreza fotográfica, entre outras das afições do genial poeta e romancista nascido em Uruguai e de pais argentinos. O rio e a selva, presentes em suas obras rodeam a pequena casinha.

Cascatas do Iguaçú

As Cascatas do Iguaçú, no nordeste do país, são um espetáculo digno de ver, porque nem as fotografías, e nem mesmo as palavras fazem-as justiça. Podemos seguer a rota do rio Paraná para atingí-las. O lugar é um Parque Nacional cheio de animais exóticos e uma rica vegetação. Tudo isso envolvido no espetáculo da visão e som de tão impressionante e majestosa queda de água.

Porto Iguaçú, pode ser a base para esta excursão a qual ira tomar-lhe uns dias. A vila encontra-se justo na confluência dos rios Iguazú e Paraná. Este ponto natural é o lugar onde juntam-se as fronteiras de Paraguai, Brasil e Argentina. Vale a pena asomar-se neste lugar e contemplar essa fronteira natural.

Iguaçú significa na voz indígena, “águas grandes”, e assim o testemunham as cascatas que descobrem-se entre a selva após escutar-se o seu urro na vegetação. O percurso pelo parque pode ser feito de lanchas, visitando cada um dos saltos até chegar na Garganta do Diabo, um espetáculo impressionante, ou através das pontes de madeira construidas sobre o rio e a selva. Há quem escolhe o helicoptero para ver todo desde acima, mas em contrapartida, não poderá tomar banho nas águas claras.

Dentro do parque localiza-se Ilha Grande São Martin, onde pode-se fazer um alto no caminho ou tomar um banho de sol. Fala-se que o Brasil coloca as poltronas e Argentina o espetáculo, por isso há quem inclusive aprecia-as desde o vizinho país, mas vale a pena deixar-se acariciar pelas águas nos saltos onde elas caem com a suficiente suavidade para não atravessar a pele.

Outro dos atrativos do parque é a fauna pitoresca e colorida a passear tranquilamente entre os visitantes ou sobrevoando acima de suss cabeças. As borboletas enormes e de vivas cores, loros, pequenas aves, iguanos, etc. Podem-se ver em cada canto enfeitando o son da selva.

Os Saltos de Moconá l resultarão, também, tremendamente atrativos. Além de admirar a formosa paisagem, na província poderá desfrutar da pesca e visitar uma plantação e uma trilha de erva mate, uma infusão estimulante consumida na Argentina a qual constitue um rito social muito especial.

Foz do Iguaçú é uma pequena cidade brasilera à um passo da fronteira, vale a pena fazer uma visita a este lugar. Desde ali pode-se aceder a Itaipú.

Fonte: www.rumbo.com.br

Mesopotâmia Argentina

La Mesopotâmia, Región Mesopotámica é a área úmida e verdejante do nordeste da Argentina, que compreende as províncias de Misiones, Entre Rios e Corrientes. A região denominada Litoral (espanhol para o litoral) consiste na Mesopotâmia e as províncias de Chaco, Formosa e Santa Fé. A paisagem e suas características são dominados por dois rios, o rio Paraná e o rio Uruguai. Esta área também é uma província distinta fisiográfica da maior divisão Paraná-Paraguai.

Mesopotâmia Argentina

Os cursos longos paralelos dos dois rios, e as áreas verdes entre eles, levou comparações para a região no atual Iraque chamada Mesopotâmia (em grego: ?es?p?taµ?a “terra entre rios”), a partir do qual a região argentina chama seu nome. Partes das províncias vizinhas de Formosa, Chaco e compartilhar de Santa Fe da Mesopotâmia recursos, assim como as regiões vizinhas do Brasil nas proximidades, Paraguai e Uruguai.

Mesopotâmia tem algumas das atrações turísticas mais populares na Argentina, principalmente as Cataratas do Iguaçu, o Parque Nacional do Iguaçu e os mosteiros jesuíta na província de Misiones. Os pantanais de Iberá em Corrientes são uma extensa área de floresta inundada semelhante ao Pantanal do Brasil.

A região faz parte do planalto central brasileiro. Toda a região tem alta pluviosidade, principalmente em agosto e setembro, até 2.000 mm anuais. Misiones, na parte norte da Mesopotâmia, é em grande parte coberta por floresta subtropical, com jacarés, tucanos e macacos. Rápida decomposição da matéria orgânica dá a área de solo vermelho com apenas uma fina camada fértil, que pode facilmente ser lavados. Corrientes é pantanoso e arborizado, com colinas baixas. Entre Ríos é coberta com pastagens férteis alongamento para o Uruguai.

A flora da Mesopotâmia inclui a palma yatay (Syagrus yatay, Butia yatay), que é uma espécie protegida no El Palmar National Park, ea Araucaria angustifolia (pinheiro do Paraná). Samambaias, orquídeas e árvores de grande porte também podem ser encontradas.

Erva-mate (Ilex paraguariensis) é cultivado em grande parte, na Mesopotâmia; 1.800 quilômetros quadrados de Misiones são dedicados à sua produção. A região também é importante para o gado e, ovinos, aves de linhaça, tabaco cítricas e arroz.

Gualeguaychú, em Entre Ríos é popular por seu carnaval no início da Quaresma. Corrientes também é conhecida por suas festas de carnaval e é um centro de música e festivais em geral: o estilo de música chamamé foi recentemente visto um ressurgimento da popularidade.

Fonte: www.misiones.gov.ar

Mesopotâmia Argentina

Mesopotâmia é o nordeste da Argentina, incluindo as províncias de Entre Rios, Corrientes e Misiones. Uma área que faz fronteira com o Uruguai, Brasil e Paraguai.

Mesopotâmia Argentina

Esta região da Argentina concentra um número grande e importante de turistas que a escolhem pela sua beleza natural, a beleza de sua flora e fauna, e sua completa-turismo que engloba um hotel bom e infra-estrutura gastronômica e uma grande variedade de atividades, excursões e passeios.

As paisagens encontradas na Mesopotâmia são muito abundantes em relação à flora, quase selvagens e molhados bem;

Na província de Misiones, a atração principal que é é Niagara Falls, criado pela intersecção do Paraná e Iguaçu e de pertença, tanto para a Argentina, como o Brasil eo Paraguai.

Considerado património nacional e uma das poucas maravilhas do mundo, Niagara Falls, na Mesopotâmia, são uma atração para os turistas provenientes de todo o mundo, dada a sua beleza estonteante e uma paisagem deslumbrante.

Cataratas do Iguaçu pode desfrutar do mais puro contato com a natureza, com algumas das muitas atividades oferecidas ou simplesmente passando por vários circuitos que fornecem insights sobre os saltos diferentes que compõem Niagara, incluindo o mais famoso, A Garganta do Diabo .

Visitas a parques nacionais e as ruínas de San Ignacio são outras opções que você pode escolher para a Niagara Falls, Misiones, Mesopotamia Argentina.

Missões tem outros sites que são agradáveis ??de saber, como Posadas seus capitais, mas, na verdade, o site que as tensões e está atraindo mais turismo de Puerto Iguazú, onde as quedas famosas.

A província de Corrientes é outra das províncias da Mesopotâmia do que muitos sites que podem ser recomendadas para saber, entre eles estão os estuários por exemplo, Iberá e no Parque Nacional Mburucuyá.

Por seu turno, os Estuários do Iberá é uma vasta rede de riachos, córregos, lagos pântanos e brejos que formam uma importante zona húmida em que se desenvolve um ecossistema subtropical muito lisonjeiro para a província de Corrientes todo na Mesopotâmia.

Enquanto em Corrientes, você também pode visitar a cidade de Curuzú Cuatiá, declarou um local histórico nacional desde que foi fundado pelo general Manuel Belgrano.

A cidade de Mercedes, com sua formação rochosa chamada Ita Picu é outro lugar recomendado para visitar em Corrientes.

Na província de Corrientes, Argentina Mesopotâmia, pode-se encontrar muitas coisas relacionadas com os jesuítas na Argentina, uma história dos jesuítas, como museus e aldeias.

Finalmente, a terceira província que compõe a Mesopotâmia é a província de Entre Rios, uma província que atrai turistas de todas as idades, como o seu turismo é extensa, fornecendo opções tão diversas como o turismo mesmo.

Para grupos maiores, uma atração que tem excelente província de Entre Rios são as águas termais, espaços naturais que promovem a saúde, muitas vezes utilizados como meio de prevenção ou cura de doenças.

Em Entre Rios há muitas cidades que têm nascentes de água quente, incluindo Columbus, Concordia, Federação Chajari, Gualguaychú, La Paz, Elisa Villa, San José e Villa Maria Grande.

Em todas essas cidades que você pode desfrutar de um completo relaxamento no spa, e os benefícios terapêuticos que eles oferecem.

Para o público mais jovem, Entre Rios é uma escolha de momentos de diversão e bom, especialmente durante o verão, onde a cidade de Gualeguaychú até vestidos para celebrar o período de carnaval.

Música, bebidas, energia boa, o clima de festa e diversão são algumas das sensações geradas Carnaval de Gualeguaychú nas pessoas.

Outra atração de Entre Rios são as praias, espaços de cuidados ao longo do rio onde se pode sentar e relaxar e aproveitar o sol.

Graças à curta distância que separa a província de Buenos Aires, e sua infra-estrutura turística completa, a província de Entre Rios, na Mesopotâmia, tornou-se progressivamente um pouco de uma opção cada vez mais escolhido pelos argentinos, e até mesmo alguns estrangeiros que decidem tirar alguns dias de romper com a agitação de Buenos Aires.

Fonte: www.exitargentina.com.ar

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.