Breaking News
Home / Turismo / Noções de Geografia do Antigo Oriente Médio

Noções de Geografia do Antigo Oriente Médio

PUBLICIDADE

Se partirmos do Golfo Pérsico e traçarmos uma meia-lua, passando pelas nascentes dos rios Tigre e Eufrates, colocando a outra ponta na foz do Nilo, no Egito, teremos uma região bastante fértil, onde se desenrolaram os acontecimentos narrados na Bíblia. É a chamada “meia-lua fértil” ou “Crescente Fértil”, dentro do qual está também a Palestina.

Noções de Geografia do Antigo Oriente Médio+

Esta faixa de terra é regada por importantes rios, que condicionavam a vida do oriental antigo. Foram os rios que determinaram o estabelecimento da agricultura, da sedentarização e das rotas comerciais por onde passavam as caravanas que iam desde a Mesopotâmia até o Egito ou a Arábia.

A região é habitada pela raça branca, especialmente semitas e hamitas.

No seu conjunto, a raça branca é constituída pelos:

  • semitas (acádios, amoritas, hebreus, árabes, cananeus, fenícios etc)
  • hamitas (que habitavam o Egito, a Abissínia e o Magrebe – Marrocos, Argélia e Tunísia atuais)
  • indo-europeus (eslavos, gregos, itálicos, celtas, iranianos etc)
  • fineses.
  • As línguas semíticas constituem um ramo da grande família das línguas afro-asiáticas, anteriormente chamada camito-semítica. A família afro-asiática compreende seis ramos: semítico, egípcio, berbere, cuxita, homótico e chádico.

    A família das línguas semíticas é bem antiga, documentada desde a metade do terceiro milênio a.C. com o acádico e o eblaíta, até os dias atuais com o árabe, o amárico e o hebraico.

    Nos três quadros a seguir pode-se ver um panorama simplificado das principais línguas semíticas.

    Noções de Geografia do Antigo Oriente Médio

    Noções de Geografia do Antigo Oriente Médio

    Noções de Geografia do Antigo Oriente Médio

    Algumas características das línguas semíticas

    A estrutura gramatical:

  • grande número de guturais muito especiais, mormente na vocalização
  • raízes ternárias
  • verbos com apenas dois tempos
  • dois gêneros
  • casos oblíquos, pronomes possessivos e objeto pronominal do verbo são anexados como sufixos
  • ausência de nomes e verbos compostos
  • pequeno número de partículas e predominância da coordenação sobre a subordinação.
  • O vocabulário semítico:

  • quase nenhum contato com o indo-europeu
  • semelhanças apenas em palavras onomatopaicas
  • poucos empréstimos de um grupo lingüístico para o outro.
  • A escrita semítica:

  • consonantal
  • da direita para a esquerda
  • exceções: escritas da esquerda para a direita são o sabeu, o etíope e o cuneiforme.
  • Fonte: www.airtonjo.com

    Conteúdo Relacionado

     

    Veja também

    Locais Turísticos de Burkina Faso

    UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

    Hino Nacional de Burkina Faso

    Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

    Bandeira de Burkina Faso

    PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.