Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Taiwan  Voltar

Taiwan

 

História

Povos indígenas de Taiwan, que originaram em Austronésia e sul da China, viveram em Taiwan, entre 12.000 a 15.000 anos. A migração significativa de Taiwan para o continente chinês começou em 500 dC. Os primeiros comerciantes holandeses reivindicaram a ilha em 1624 como base para o comércio Holandês, o Japão e a costa da China.

Dois anos depois, os espanhóis estabeleceram um assentamento na costa noroeste de Taiwan que ocupou até 1642, quando foram expulsos pelos holandeses.

Os colonos holandeses administraram a ilha e sua população predominantemente indígena até 1661. O primeiro grande afluxo de migrantes do continente chinês vieram durante o período holandês, provocado pelo caos político e econômico na costa da China durante a invasão Manchu e o fim da dinastia Ming.

Taiwan

Em 1664, uma frota chinesa liderada pelo loyalist Ming Cheng Ch'eng-kung (Zheng Chenggong, conhecido no Ocidente como Koxinga) retirou-se do continente.

Cheng expulsou os holandeses de Taiwan e estabeleceu como base em sua tentativa de restaurar a Dinastia Ming. Ele morreu pouco tempo depois, e em 1683 seus sucessores foram submetidos ao controle Manchu (Qing).

De 1680 a dinastia Qing governou Taiwan como uma província e em 1875 dividiu a ilha em duas prefeituras, norte e sul.

Em 1887, a ilha foi feita em uma província separada chinês.

Durante os séculos 18 e 19, a migração das províncias de Fujian e Guangdong aumentado constantemente, e chineses aborígenes suplantado como o grupo populacional dominante.

Em 1895, a enfraquecida China Imperial cedeu Taiwan para o Japão no Tratado de Shimonoseki após a guerra sino-japonesa em primeiro lugar.

Durante seus 50 anos (1895-1945) de domínio colonial, o Japão gastou considerável esforço no desenvolvimento da economia deTaiwan. Ao mesmo tempo, o governo japonês levou à "japonização" da ilha, incluindo a educação japonesa obrigatória e os residentes de Taiwan, forçando a adotar nomes japoneses.

No final da II Guerra Mundial, em 1945, Taiwan reverteu para o domínio chinês. Durante o período imediato pós-guerra, o governo nacionalista chinês (KMT), em Taiwan era repressivo e corrupto, levando ao descontentamento local. Anti-mainlander violência explodiu em 28 de fevereiro de 1947, motivada por um incidente em que um vendedor de cigarros foi ferido e um transeunte foi morto a tiros pelas autoridades nacionalistas.

Os tumultos em toda a ilha foi brutalmente reprimido pelos nacionalistas tropas chinesas, que mataram milhares de pessoas. Até recentemente, as contas deste episódio na história de Taiwan havia sido suprimida pelo KMT. Como resultado do incidente de 28 de fevereiro de Taiwan sentiu uma amargura profunda para os continentais.

Em 1995, um monumento foi dedicado às vítimas do "2-28 Incident", e pela primeira vez líder de Taiwan, o presidente Lee Teng-hui, pediu desculpas publicamente para os nacionalistas "brutalidade.

A partir da década de 1930 uma guerra civil estava em andamento no continente entre o governo KMT de Chiang Kai-shek e do Partido Comunista Chinês, liderado por Mao Tsé-tung.

Quando a guerra civil terminou em 1949, dois milhões de refugiados, predominantemente do governo nacionalista, militar e comunidade empresarial, fugiu para Taiwan.

Em outubro de 1949 a República Popular da China (RPC) foi fundada no continente pelos comunistas vitoriosos, vários meses antes de Chiang Kai-shek tinham estabelecido em dezembro de 1949 um capital KMT "provisório", em Taipei.

Durante os anos 1950, as autoridades KMT implementou um programa de reforma de longo alcance e de grande sucesso de terra em Taiwan. Eles redistribuído terra entre pequenos agricultores e grandes proprietários de terras com compensado de commodities certificados e de ações em indústrias estatais.

Embora este deixou alguns grandes proprietários empobrecidos, outros voltaram sua compensação em capital e começou a empresas comerciais e industriais. Esses empresários estavam a tornar-se primeiro de Taiwan capitalistas industriais. Junto com os empresários de refugiados do continente, eles conseguiram transição de Taiwan a partir de uma exploração agrícola para uma economia comercial, industrial.

Taiwan desenvolveu de forma constante em uma grande potência comercial internacional com mais de 218 bilião de dólares no comércio bilateral.

A prosperidade tremenda na ilha foi acompanhado por estabilidade econômica e social. Sucessor de Chiang Kai-shek, seu filho Chiang Ching-kuo, começou a liberalizar o sistema político de Taiwan, um processo que continuou desde que o presidente Lee Teng-hui assumiu o cargo em 1988.

Fonte: colegiosaofrancisco.com.br

Taiwan

História

Os primeiros habitantes da ilha, se crê que foram os aborígenes emigrados de diferentes ilhas do Pacífico.

No século XV etnias como os hakka em China, fugiram a Taiwan das perseguições que havia no continente e no século XVII, houve outra imigração proveniente da China. No século XVI os portugueses a batizaram como "Ilha Formosa", e depois os holandeses se instalaram em Tainan.

Taiwan pertenceu a China até 1895, em que foi cedida a Japão.

Depois da Segunda Guerra Mundial voltou a incorporar-se a China. Em 1949, o oficial Chang Kai-Chek a converteu em sede do governo nacionalista chino. A partir de então e até sua morte, em 1975, governou a ilha ajudado pelos Estados Unidos. Em 1978 seu filho Chiang Chingkuo, chegou a ser presidente.

O governo unipartidário de Koumintang recebeu crescentes críticas, e Chiang Chingko tentou manter o controle e suavizar os ânimos com as eleições. Em 1988, Chiang morreu e lhe substituiu Lee Teng-hui.

Arte e Cultura

Em Taiwan pode-se ver a arquitetura tradicional china, praticamente em cada canto do país. Se diferencia do gótico das catedrais européias e do estilo dos jardins japoneses, constando, geralmente de uma estrutura de dois ou três andares rodeada por um muro. Um dos melhores exemplos de arquitetura do período da Dinastia Ching é o Jardim da Família Len.

Enquanto a arquitetura religiosa, Taiwan oferece um bom número de templos. A maioria foram erigidos na época da Dinastia Ching (1644-1911). As colunas com diferentes esculturas de dragões entrelaçados, os caibros com relevos, os beirais com as pontas para cima e outros adornos são as características principais.

Entre os templos de Taiwan tem que destacar o Templo de Lung Shan em Taipei, santuário onde se conservam em muito bom estado obras de arte budista e taoístas junto com outras peças de valor histórico. O Templo de Confucio em Tainan se adapta as descrições arquitetônicas conservados nos textos antigos da Dinastia Chou (1122-1121 a.C.).

Enquanto a arquitetura moderna tem que destacar o conjunto elegido em memória de Chiang Kai-Chek, onde abunda o mármore branco. Se distingue o belo telhado inspirado no Altar Celestial de Beijing. Em câmbio, o edifício elegido em memória de Sun Yat-sen, se inspira na arquitetura dos palácios chinos.

Com capacidade para 3.000 pessoas, a construção alberga 14.000 volumes na biblioteca Sun Yat-sen.

Quanto as costumes populares, de origem chino, tem alcançado força nos últimos anos. Freqüentemente infravaloradas, tem prosperado e desenvolvido, igualmente a literatura, poesia e caligrafia. Devemos mencionar a atividade dos piões, com uma antigüidade de mais de 400 anos. Os piões chinos giram enrolados numa corda ao redor e tirando dela ao lança-las ao chão. A escultura de miolo de pão é outra das manifestações populares mais extensas. Os artesãos amassam com destreza uma massa uniforme até conseguir figurinhas coloridas de grande realismo que se utilizam nos templos durante as principais festividades.

Outra das manifestações populares são o vôo de pipas (inventada segundo os escritos fazem mais de 1.500 anos) e utilização dos nós chineses, um antigo sistema de cálculos.

Localização Geográfica

Taiwan encontra-se no sudoeste de China entre Japão e Filipinas. É uma ilha principalmente montanhosa. A ilha, com uns 377 km de longitude e 142 de largura tem uma superfície total de 36.000 quilômetros quadrados e 1.566 km de costa. O pico mais alto é o Hsinkao com 3.997 m. A vertente oriental descende sobre o pacífico rapidamente, enquanto que a ocidental é mais suave e se prolonga por uma planície que chega até a parte meridional do estreito.

Flora e Fauna

O rasgo mais característico da agradável paisagem de Taiwan é a cordilheira central que discorre ao largo do eixo norte-sul da ilha.

A ilha pode dividir-se em cinco grandes zonas geográficas: cordilheira central, montanhas vulcânicas, mesetas, planícies e depressões costeiras.

A pesar de seu reduzido tamanho, Taiwan conta com uma grande riqueza e diversidade biológica e geológica. Graças a sua posição e privilegiado clima de tipo tropical, a flora e a fauna da ilha são de grande interesse. Para quem gosta da observação de aves,Taiwan se descobre como um paraíso (especialmente nos meses de outono, quando as aves migratórias, algumas procedentes de Sibéria, se detêm na sua viaje na ilha).

Taiwan oferece também oportunidades para a observação de borboletas, com mais de 400 espécies diferentes.

Quanto a vida marinha, as variedades são quase infinitas. Por outro lado, não tem que esquecer os belos arrecifes de coral, especialmente nas costas de Kenting.

Os mamíferos tem o seu melhor representantes nos ursos pretos (somente no Parque Nacional Yu Shan habitam cerca de 100 animais desta espécie.

Locais Turísticos

Começaremos o recorrido pela capital, que se encontra no norte da ilha, daremos um passeio pelos arredores e desceremos pela costa leste e a costa oeste do norte. Depois visitamos a Zona Central com ambas costas e finalmente o Sul.

Taipei

A capital de Taiwan é uma cidade ativa e barulhenta. A principal atração de Taipei é o Museu do Palácio Nacional, em Wai Shuang Hsi, que alberga uma impressionante coleção da arte china. Outro interessante lugar é o Altar dos Mártires Revolucionários Nacionais, e também vale a pena ver o Museu Nacional de História e o Jardim Botânico. Uma incrível estrutura de mármore branco coberta de telhas azuis rodeada de jardins é o Monumento de Chiang Kaishek.

O templo Lung Shan, um templo budista com influência taoísta, guarda esculturas de pedra, tetos barrocos e decorações de madeira e bronze, dignos de ver.

Uma vez ali o viajante pode se aproximar a Rua das Serpentes, onde se abre a estes animais para vender seu sangue como bebida afrodisíaca, assim como para surpreender no esquartejamento das tartarugas vivas para preparar uma porção que melhora a vista. Depois do espetáculo pode dirigir-se ao Templo de Confucio, um lugar simples e sereno que lhe enchera de paz.

Perto de Taipei encontra-se a Praia de Chinshan, rodeada de colinas cheias de árvores, e não muito longe pode visitar a aldeia pesqueira de Tanshui e degustar seus saborosos mariscos. Em esta zona se encontra a cidade de Taouyan, perto do aeroporto.

O NORTE

PRAIA FULUNG

É uma praia de areias brancas e ondas incrivelmente atrativas para os amantes do surf. Uma vez ali pode-se visitar o pequeno povoado de Fulung.

SHIHTOUSHAN

É conhecida como a montanha da "Cabeça de Leão". É um precioso lugar de bosques frondosos, ermitas, mosteiros e altares, onde os visitantes são benvindos. Nos templos e mosteiros se oferece alojamento ao peregrino.

TAIPINGSHAN

Possui o paisagem montanhoso mais escarpado de Taiwan. A zona é conhecida como a "Montanha Agradável".

HUALIEN

Encontra-se na costa leste de Taiwan e está habitada pelos "ami" uma tribo aborígene de Taiwan, bastante modernizada. É um bom lugar para comprar artesanato de mármore e ônix.

GARGANTA DE TAROKO

Desde Hualien até Tienhsing, terra adentro, se estende esta garganta de pedra de cal de 19 km de longitude. É um dos paisagens mais espetaculares da Ásia.

A Estrada Central comunica a garganta com a cidade de Taichung, no oeste, e em direção ao sul com Hohuanshan, único centro de esqui de Taiwan. O paisagem de toda a rota é estremecedora.

TIENHSIANG

É um lugar formoso que brinda uma paisagem sem igual, que não deve passar-se despercebido. O lugar conta também com uma interessante pagode e um templo simples.

O CENTRO

ALISHAN

É o centro turístico de montanha mais popular de Taiwan. Para chegar ali pode viajar por trem do Bosque de Alishan, e parar em Chiayi e em Juili, uma aldeia com paragens de cascatas e cavernas entre passeios rodeados de bambu. Desde ali pode dirigir-se a "Montanha da Celebração", Chushan, uma excursão, que não esquecerá, caminhando entre as montanhas através de um paisagem climático de enorme beleza.

Outra cidade de montanha digna de ver é Tungpu, menos povoada que Alishan. Taichung é um importante centro cultural e educativo em pleno crescimento comercial. O mas interessante para o visitante é o templo de Pao Chueh, com a estátua de Milefo, e o Buda de Chuanghua de 22 metros de altura, por onde se pode subir através do seu interior.

O SUL

TAITUNG

É um dos centros urbanos mais importantes da costa leste. Ali poderá admirar o Templo de Matzu, a deusa do mar. Desde o porto de Taitung pode-se aceder a ilha de Orquídeas, Lanyu e desfrutar das Águas termais Chihpen.

Em Lanyu, poderá admirar a forma de vida de seus habitantes, que conservam tradições e cerimônias de sua origem aborígene, ainda que os mas jovens não estão tão interessado em mantê-las.

Uma viajem interessante pode ser o recorrido que vai desde Oluanpi ao extremo sul de Taiwan, a Kenting, que possui as melhores praias, rodeadas de colinas e bosques e dali a Chialeshui e Hengchunb.

O centro industrial de Taiwan é Kaohsiung, que conta com mais de um milhão de habitantes. Desde ali pode-se ir a Ilha de Chichin e a Hsiao Luichiu, na baía de Tungkang.

As Ilhas Penghu (pescadores), 64 ilhas cobertas de vegetação, vivem da pesca e são um paraíso de bonitas praias e lugares verdadeiramente interessantes.

TAINAN

É a cidade mais antiga de Taiwan e possui além de uma bela paisagem, uma riqueza histórica importante. Vale a pena visitar ao templo confunciano e ao museu.

Nos arredores encontra-se o Templo de Nankunshen, é o mais poderoso de Taiwan.

POPULAÇÃO E COSTUMES

A maioria da população é china, cerca de 22 milhões de habitantes. Existem uns 300.000 aborígenes das tribos "ami" da costa leste, e os "yami" de Lanyu. A ilha está densamente povoada.

O povo de Taiwan é trabalhador e inteligente, gente muito hospitaleira e cortes que brinda toda a sua cultura aos visitantes que vão ao país. Sem embargo, esta cortesia nada tem que ver com a ocidental, já que é sempre de muito ritual.

Os Taiwaneses tem uns costumes muito peculiares: ao cumprimentar-se não costumam beijar-se ou abraçar-se, pois não expressam seus sentimentos em público.

Na atualidade os jovens tem direito a receber gratuitamente ensino primário e secundário. A formação profissional consiste em um programa de três anos que oferece formação especializada nas áreas de agricultura, comércio, economia doméstica, indústria, produtos marinhos, enfermaria e belas artes. Os programas universitários se inspiram nas instituições ocidentais, incluindo as faculdades de direito, medicina e educação.

ENTRETENIMENTO

As atividades mais aconselháveis tem muito que ver com a geografia da ilha. O viajante poderá desfrutas de excursões através das montanhas em rotas rodeadas de uma atrativa vegetação. Para algumas delas necessitará uma permissão de montanha. E mesmo que parece incrível, em Taiwan existe uma estação de esqui.

As praias de Taiwan, que incluem as das ilhas são limpas e o clima é muito agradável, esta é outra atividade relaxante e ideal para as férias.

Participar das cerimônias aborígenes é também uma interessante forma de observar uma cultura diferente.

Todos os sábados e domingos se celebram Operas de Taiwan, que se distingue ligeiramente da ópera de Pekín, no edifício do Doutor Sun Yatsen de Taipei, e a noite no Centro de Cultura e Atividades das Forças Armadas Chinas. Outro dos espetáculos recomendados são as marionetes, em dialeto min-man, acompanhadas de tambores, gongos e alguns instrumentos ocidentais.

FESTIVIDADES

Dia 10 de outubro, Aniversário da Revolução de 1911 e as festas budistas, muito freqüentes e numerosas.

Entre as principais festividades destacam a Festa da Primavera, que marca o Ano Novo Chino. As famílias realizam sacrifícios das antepassados e se disparam foguetes para espantar os espíritos malignos. A Festa do Lampião, conhecida como yuan Hsiao, tem lugar duas semanas depois do ano novo. Começa com um espetáculo de fogos artificiais e alcança seu ponto culminante com uma procissão de lampiões de até três km de longitude. A Festa da Barca do Dragão é outra das festividades mais importantes. Se celebra no quinto dia do quinto mês da lua, que coincide com o começo do verão. Finalmente temos que destacar a Festa de Meados do Outono que celebra as colheitas.

TRANSPORTES

Avião

O mais econômico para chegar a Taiwn é faze-lo via Hong Kong, Japão, ou Coréia. A 34 km de Taipei encontra-se o Aeroporto Internacional Chiang Kaishek e outro mais pequeno ao sul da ilha, perto da cidade de Kaohsiung. Eva Air, é a companhia que serve os vôos internacionais.

As principais linhas aéreas internas são China Air Lines (CAL) e Far Eastern Airlines Transport (FAT). Ambas são baratas, e são um bom modo de recorrer o país.

Barco

Desde Japão zarpam ferrys até Taiwan semanalmente. Se recomenda fazer reservas com antecedência. Existe um ferry para automóveis diário entre Keelung e Hualien e outro entre Kaohsiung e Makung (Ilhas Pescadores). Duas vezes por semana outro ferry zarpa de Taitung até Lanyu.

Trem

Os serviços ferroviários são também invejosos. É aconselhável fazer reservas com antecedência.

Ônibus

Taiwan possui uma boa rede de ônibus. São mais velozes e mais baratos que o trem.

Fonte: www.rumbo.com.br

Taiwan

Localização Geográfica

Taiwan é uma província chinesa situada no sudeste da plataforma continental da China. A superfície terrestre mede 36 mil quilômetros quadrados, contando com mais de 80 ilhas, sobretudo a Ilha de Taiwan, ilhas próximas e o arquipélago de Penghu.

Taiwan é banhada pelo Mar Leste ao norte, com as Ilhas de Ryukyu a nordeste; o Oceano Pacífico a Leste e com o Estreito de Bash a Sul, próximo das Filipinas. Cerca de 130 quilômetros a dividem da província de Fujian, formando o Estreito de Taiwan. A estratégica província domina o centro da rota marítima do Pacífico Oeste.

Estreito de Taiwan

Estreito de Taiwan possui 380 km de Norte a Sul e 190 km em média de leste a oeste. Sua faixa territorial mede apenas 130 km - desde Xinzhu em Taiwan ao Pingtan em Fujian. O clima é agradável com ventos suaves. A névoa formada no topo das montanhas de Taiwan pode ser avistada de longe, bem como as costas de Fujian e o Monte Jilong, que emerge ao Norte daquela província.

Relevo Geográfico

A Ilha de Taiwan, que corresponde por mais de 97% da superfície de toda a província, é o maior ilha da China. A geografia montanhosa responde por 2/3 da ilha. A Serra Central, a Serra Yushan, a Xueshan, a Ali e a Taidong(Serra Costal) constituem as cinco maiores serras da Ilha. Taiwan se caracteriza pela elavada formação em seu centro - a Serra Central se estende de Norte a Sul como uma linha divisora – enquanto vê diminuídas as elevações de Leste a Oeste. O pico Yushan, o principal da Serra Yushan, atinge 3.997 metros, sendo o ponto mais alto de Taiwan.

Clima e Produtos

Taiwan fica entre a zona temperada e tropical, contando com o clima tropical e subtropical. Acercado por mares e ajustado por monção marítimas, o clima é suave com temperatura anuais de 22 em média, com exceção nas altas montanhas. A região, no geral, também é livre de nevascas ou geadas. Há uma linha sujeita à neve acima de 3000 metros. Taiwan é geralmente afetada por tufões.

A área florestal corresponde a mais de 50% de seu território. A reserva de madeira ultrapassa casa de 300 milhões de metros cúbicos. Influenciado pelas variações climáticas, a ilha possui quase 4 mil espécies de arvores tropicais, subtropicais, temperadas e glaciais. As florestas industriais dominam 4/5 da área da área florestal. As reservas de cânfora ocupam o primeiro lugar do mundo. A cânfora e o óleo canforado são produtos especiais de Taiwan, responsável por 70% da produção mundial.

Banhado por mares em todos os lados, além de ser confluência dos correntes quentes e frias, Taiwan produz mariscos e mais de 500 espécies de peixes. Gaoxiong, Jilong, Suao, Hualian, Xingang e Penghu são localidades pesqueiras famosas. Além disso, o sal produzido em Taiwan é também muito conhecido.

Fonte: portuguese.cri.cn

Taiwan

Nome oficial: República da China (Território da Ilha de Taiwan ou Formosa) (Chunghua Min Kuo).

Nacionalidade: chinesa, taiuanesa ou formosina.

Data nacional: 10 de outubro (aniversário da Revolução).

Capital: Taipé.

Cidades principais: Taipé (2.598.493), Kaohsiung (1.436.142), Taichung (901.961), Tainan (717.811), Panchiao (519.459) (1997).

Idioma: mandarim (oficial), chinês dialetal.

Religião: crenças populares chinesas 48,5%, budismo 43%, cristianismo 7,4%, islamismo 0,5%, outras 0,6% (1994).

Geografia

Localização: leste da Ásia, mar da China Oriental. 
Hora local: +11h. 
Área: 36.202 km2. 
Clima: subtropical (N) e tropical (S).

População

Total: 22 milhões (2000), sendo chineses taiuaneses 84%, chineses continentais 14%, grupos étnicos autóctones 2% (1996). 
Densidade: 611,84 hab./km2. 
População urbana: 68% (1997). 
População rural: 32% (1998).
Expectativa de vida M/F: 74/80 anos (1998). 
Mortalidade infantil: 6 por mil nascimentos (1998). 
Analfabetismo: 5% (1998).

Política

Forma de governo: República com forma mista de governo. 
Divisão administrativa: 17 condados e 7 municipalidades. 
Principais partidos: Nacionalista da China (Kuomintang), Democrático Progressista, Novo. 
Legislativo: bicameral - Assembléia Nacional, com 334 membros (228 representantes locais e 6 delegados aborígines, 20 chineses de ultramar e 80 nacionais); Yuan Legislativo, com 225 membros (176 eleitos por voto direto e 49 por voto indireto), com mandatos de 4 e 3 anos, respectivamente. 
Constituição em vigor: 1947.

Economia

Moeda: novo dólar de Taiwan. 
PIB: US$ 261,6 bilhões (1998). 
PIB agropecuária: 2,9% (1998). 
PIB indústria: 34% (1998). 
PIB serviços: 63,1% (1998). 
Crescimento do PIB: 4,8% ao ano (1998). 
Renda per capita: US$ 12.333 (1999). 
Força de trabalho: 9,6 milhões (2000). 
Agricultura: arroz, batata-doce, milho, cana-de-açúcar. 
Pecuária: suínos, ovinos, caprinos, aves. 
Pesca: 1,3 milhão de t (1997). 
Mineração: carvão, mármore, dolomita. 
Indústria: produtos eletrônicos (principal: computadores), petroquímica (plástico), automobilística, têxtil (fios sintéticos). 
Exportações: US$ 110,6 bilhões (1998). 
Importações: US$ 104,7 bilhões (1998). 
Principais parceiros comerciais: Japão, EUA, China.

Fonte: www.portalbrasil.net

Taiwan

Taiwan é um país do Sudeste Asiático.

A capital é Taipei.

As principais religiões são o Budismo e o Taoísmo.

A principal língua é o Chinês.

Em 1895, a derrota militar forçou a China a ceder Taiwan para o Japão. Taiwan voltou ao controle Chinês após a Segunda Guerra Mundial. Após a vitória Comunista no continente em 1949, 2 milhões de Nacionalistas fugiram para Taiwan e estabeleceram um governo usando a Constituição de 1947 elaborada para toda a China. Durante as próximas cinco décadas, as autoridades do governo progressivamente democratizaram e incorporaram a população local dentro da estrutura de governo.

Em 2000, Taiwan sofreu sua primeira transferência pacífica de poder dos Nacionalistas ao Partido Democrático Progressista. Durante esse período, a ilha prosperou e se tornou um dos "Tigres" econômicos do Leste Asiático. As questões políticas dominantes continuam a ser as relações entre Taiwan e a China - mais especificamente a questão do eventual status de Taiwan -, bem como a reforma política e economica nacional.

Taiwan, a ilha montanhosa na costa da China, foi durante séculos um paraíso para os pescadores, uns poucos marítimos estrangeiros, e os rebeldes. A ilha ainda era uma área agrícola relativamente subdesenvolvida quando 2.000.000 de nacionalistas Chineses chegaram em 1949, fugindo de seus inimigos de longa data, os Comunistas, que haviam assumido o continente.

Hoje, Taiwan - conhecida oficialmente como República da China - é um dos mais avançados centros industriais da Ásia. Sua economia próspera, baseada na alta tecnologia e na exportação, é um importante fornecedor de produtos Asiáticos para os países estrangeiros. Mesmo no final dos 1990s, Taiwan foi menos afetada do que muitos países Asiáticos pela crise econômica engolindo o Japão, Coréia do Sul, e várias nações industrializadas do Sudeste Asiático.

O desenvolvimento de Taiwan é mais do que econômico. Recentemente, as suas instituições têm vindo a sofrer uma democratização gradual, dando peso para o axioma de que um resultado da liberdade econômica é a liberdade política.

Terra

A República da China consiste na ilha de Taiwan, nas ilhas de Quemoy e Matsu, e nas 11 ilhas da cadeia dos Pescadores, que se situam entre Taiwan e o continente. A ilha de Taiwan fica a 100 milhas (160 km) ao largo da costa sudeste da China continental através do Estreito de Taiwan. De longe a maior das ilhas que compõem a República da China, Taiwan tem cerca de 240 milhas (386 km) de comprimento e 85 milhas (137 km) de largura.

A densa floresta montanhosa de Chungyang corta Taiwan de norte a sul. A leste da serra, as montanhas caem em picos e desfiladeiros para o oceano. Este litoral espetacular inspirou os exploradores Portuguêses para nomear a ilha de Formosa, que significa "bela". A oeste da faixa, as montanhas gradualmente dão lugar a uma planície ampla, fértil e bem cultivada, onde a maioria das pessoas vivem.

A temperatura média neste clima subtropical é cerca de 75 °F (23 °C). Junho a Setembro é o período mais chuvoso e mais quente. Ventos de monções trazem chuvas para o sul durante o verão e para o norte durante o inverno. Além disso, as ilhas são regularmente castigadas por tufões violentos que varrem a partir do Mar da China Meridional no início do outono. Localizada em uma zona de terremotos, Taiwan periodicamente experiencia tremores.

Taiwan tem pequenos depósitos de carvão, gás natural, calcário, mármore, dolomita, e amianto. Os recursos energéticos escassos fizeram a indústria fortemente dependente do petróleo estrangeiro. Plantas de energia nuclear agora fornecem grande parte da energia elétrica de Taiwan.

População

Cerca de três quartos de todos os Taiwaneses vivem em cidades ou vilas. Um quinto da população - mais de 4 milhões de pessoas ao todo - está concentrada em Kaohsiung, o movimentado porto do sul, e Taipei, a cidade capital de Taiwan. Cada vez mais, a vida em Taipei se assemelha à vida da cidade em qualquer lugar do mundo. Jatos cruzam acima do Aeroporto Internacional Chiang Kai-shek. Modernos arranha-céus alinham ruas ocupadas engasgadas com o tráfego. As ofertas culturais incluem de tudo, desde a ópera à música rock. Outras cidades de Taiwan envolvidas no comércio internacional são também cosmopolitas.

Kaohsiung é uma tal cidade. Assim também são Keelung, o porto do norte e o centro da construção naval, e Taichung, uma cidade industrial no centro de Taiwan.

O maior grupo de Taiwan são os descendentes dos Chineses que migraram para Taiwan nos 1700s e 1800s. Eles compõem 84 por cento da população. Outros 14 por cento da população é composta dos Chineses (e seus descendentes) que fugiram para Taiwan em 1949. Os 2 por cento restantes são as pessoas cujos descendentes são nativos da ilha. Estes nativos de Taiwan vivem nas montanhas do leste e central da ilha. De descendencia Malaio-Polinésia, eles dominaram a ilha até que os Chineses começaram a se instalar em grande número em Taiwan.

O Chinês Mandarim é o idioma oficial. Mas os dialetos Taiwanes e de Hakka também são falados. Muitos Taiwaneses mais velhos também falam Japonês, o resultado de meio século de domínio Japonês.

Mais de 95 por cento das pessoas praticam o Budismo, o Taoísmo, ou o Confucionismo, ou uma mistura dessas religiões. Cerca de 5 por cento são Cristãos, e há uma pequena população Muçulmana também.

Os valores Confucianos, que salientam a promoção do bem-estar humano através da educação, criaram uma entusiasmo pela aprendizagem. A educação gratuita para crianças dos 6 aos 15 anos de idade foi introduzida em 1968, aumentando a taxa de alfabetização para 96 por cento. Sete em cada 10 graduados da escola secundária continuam seus estudos em três anos de ensino médio e profissional. A maior das inúmeras universidades públicas e privadas da ilha é a Universidade Nacional Taipei de Taiwan, uma instituição pública.

As antigas tradições Chinesas continuam a influenciar os valores e o modo de vida para a grande maioria. O festival mais popular é a celebração do Ano Novo Lunar. A atividade praticamente pára durante uma semana antes e depois de as famílias se reunirem para observar rituais sem-idade e desfrutar dos desfiles e fogos de artifício. Outro grande dia em Taiwan é o Duplo Dez (o dia 10 do mês 10). Também chamado de Dia Nacional, ele marca o aniversário do 10 de Outubro de 1911, o levante que deu origem à República da China.

Economia

Taiwan tem uma das economias mais dinâmicas do mundo, crescendo mais de 6 por cento ao ano entre 1960 e 1995. Este crescimento é surpreendente, considerando que em 1945, quando o Japão devolveu Taiwan para a China depois da Segunda Guerra Mundial, a ilha tinha só uma indústria, a moagem de cana.

Durante 50 anos, a economia agrícola de Taiwan havia sido orientada para a produção de alimentos e matérias-primas para o Japão.

Uma característica importante do planejamento econômico que os Nacionalistas introduziram em 1953 foi um programa de reforma agrária. Apenas um quarto das terras de Taiwan podia ser usado para o cultivo. No entanto, os agricultores lá produzem mais arroz do que Taiwan pode consumir, graças aos avanços da biotecnologia, os métodos de cultivo e a mecanização.

As políticas governamentais, combinadas com a ajuda dos Estados Unidos, ajudaram a definir o cenário para o milagre econômico de Taiwan. Em 1966, os Taiwaneses abriram a sua primeira "zona de processamento de exportação" (ZPE). O governo ofereceu incentivos, como dispensas de cinco anos fiscais e a proibição de greves de trabalhadores, que ajudaram a induzir as empresas estrangeiras a construir fábricas dentro dessas ZPEs.

O sucesso inicial de Taiwan no mercado mundial foi baseado na alta produção de trabalho intensivo. Ao final dos 1970s, no entanto, os custos trabalhistas subiram. E Taiwan enfrentou a séria concorrência em setores como têxteis, plásticos e eletrônicos de consumo. A competição veio de países menos desenvolvidos do que Taiwan, e de nações desenvolvidas que tinham cortado os custos de produção com robôs e outras novas tecnologias.

Em resposta, o governo de Taiwan proveu as empresas de alta tecnologia com incentivos como isenções fiscais, empréstimos a juros baixos, e capital. Depois de uma proibição de investimentos diretos em Taiwan e do comércio com a China que foi levantado em 2001, a China ultrapassou os Estados Unidos como o principal mercado para as exportações de Taiwan. Ambas China e Taiwan foram admitidas na Organização Mundial do Comércio no final daquele ano.

O governo também trabalha duro para melhorar o ambiente econômico. Em 1990, ele completou 14 importantes projetos de obras públicas. Eles incluíram duas rodovias norte-sul, novas instalações portuárias, vários projetos de controle de enchentes, e um upgrade do seu sistema de telecomunicações. Em geral, suas políticas de desenvolvimento têm-se centrado na promoção das pequenas e médias empresas, ao invés de conglomerados.

O rápido crescimento industrial de Taiwan levou a sérios problemas ambientais. Poluidores pesados, tais como as petroquímicas e os fabricantes de plásticos, são importantes para a sua base industrial. A qualidade do ar de Taipei é cerca de três vezes pior do que a de Los Angeles. O território intensamente cultivado de Taiwan contém grandes quantidades de pesticidas e fertilizantes. O adensamento das pessoas só aumenta o problema. Em 1987, o governo criou uma agência de proteção ambiental para combater a poluição e aumentar a reciclagem.

Desde 2005, a China ultrapassou os Estados Unidos para se tornar a segunda maior fonte das importações de Taiwan após o Japão. A China também é a primeira escolha de Taiwan para o investimento direto. Em Janeiro de 2010, três acordos entre Taiwan e a China entraram em vigor. Eles abriram Taiwan para maiores investimentos de empresas financeiras Chinesas e proporcionaram novas oportunidades às empresas financeiras de Taiwan na China. Em Junho, Taiwan e a China assinaram um pacto que reduziu as barreiras ao comércio entre os dois mercados.

Economia - visão geral:

Taiwan tem uma economia capitalista dinâmica com a diminuição gradual da orientação do governo de investimentos e do comércio exterior. As exportações, liderados por eletrônicos, máquinas e petroquímicos forneceram o ímpeto primário para o desenvolvimento econômico. Esta forte dependência das exportações expõe a economia às flutuações da procura mundial.

Em 2009, o PIB de Taiwan contraiu 1,9%, devido principalmente a um declínio de 20% ano-a-ano em exportações. Em 2010, o PIB cresceu 10,9%, as exportações voltaram ao nível de anos anteriores, e em 2011, cresceu 4%. No entanto, 2012 de crescimento caiu para apenas 1,3%, por causa do abrandamento da procura global. Isolamento diplomático de Taiwan, baixa taxa de natalidade, e rapidamente envelhecimento da população são os principais desafios de longo prazo.

Acordos de livre comércio têm proliferado no Leste da Ásia ao longo dos últimos anos, mas até agora Taiwan foi excluída essa maior integração econômica - com a exceção do Acordo-Quadro de Cooperação Econômica marco (ECFA) assinado com a China em junho de 2010 - em parte porque de seu status diplomático. Siga-nos componentes do ECFA, incluindo ofertas sobre o comércio de bens e serviços, ainda não foram concluídas.

A administração MA disse que o ECFA vai servir como um trampolim para a pactos comerciais com outros parceiros comerciais importantes, e palestras com Cingapura em um negócio iniciado em 2010. Taxa de Taiwan fertilidade total de pouco mais de um filho por mulher está entre os mais baixos do mundo, aumentando a perspectiva de escassez de trabalho no futuro, queda na demanda doméstica, e declínio das receitas fiscais.

Taiwan população está envelhecendo rapidamente, com o número de pessoas acima de 65 anos representam 10,9% do total da população da ilha a partir de 2011. A ilha tem um superávit comercial grande em grande parte por causa de seu superávit com a China, e suas reservas internacionais são a quarta maior do mundo, atrás da China, Japão e Rússia.

Em 2006, a China superou os EUA para se tornar fonte de Taiwan a segunda maior das importações do Japão após. A China é também a ilha do número um destino para o investimento estrangeiro direto. Três memorandos financeiros de entendimento, que abrange bancos, títulos e seguros, entrou em vigor em meados de janeiro de 2010, a abertura da ilha para maiores investimentos de empresas financeiras da parte continental e de investidores institucionais, e proporcionando novas oportunidades para as empresas de Taiwan financeiros para operar na China.

Ligações econômicas mais estreitas com o continente trazer mais oportunidades para a economia de Taiwan, mas também coloca novos desafios como a ilha se torna mais economicamente dependentes da China, enquanto as diferenças políticas continuam por resolver.

História

Por 1.000 anos, Taiwan foi um remoto posto avançado do império Chinês. Seu isolamento geográfico tornou-a um refúgio para piratas e colonos de outras partes da Ásia. Embora alguns Chineses da província de Fujian começassem a chegar nos 600s, a primeira colônia considerável de Chineses foi o reino rebelde estabelecido por Cheng Ch'eng-kung (Koxinga) em 1661, desafiando os Manchus. Seu exército, a maioria de Fujian, estendeu-se por duas décadas antes que os Manchus recuperassem o controle em 1683.

Depois de 200 anos de governo Manchu (dinastia Qing), Taiwan foi cedida para o Japão após a derrota da China na Guerra Sino-Japonesa de 1894-1895. Os Japoneses reorganizaram o sistema de posse da terra, desenvolveram uma indústria de exportação de açúcar, e construíram estradas e ferrovias. Começando com a segunda Guerra Sino-Japonesa em 1931, no entanto, o nacionalismo Chinês alimentou uma crescente resistência política.

A derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial trouxe o retorno de Taiwan à China, em 1945. Em 1949, quando as forças Comunistas tomaram o continente, o governo Nacionalista da República da China assumiu o controle da ilha. Desde então, tanto os Nacionalistas e os Comunistas, cada um dos quais se considera o governo legítimo da China, têm considerado Taiwan uma província da China.

A admissão da República Popular da China nas Nações Unidas em 1971 terminou o status oficial do governo Nacionalista como representante da China nas Nações Unidas. Em 1979, os Estados Unidos reconheceram a República Popular da China como o único governo legítimo da China. Ele o fez com o entendimento de que a reunificação de Taiwan com o continente iria ocorrer sem o uso da força.

Chiang Kai-shek, o primeiro presidente, serviu até sua morte em 1975. Ele foi sucedido por seu filho Chiang Ching-kuo, que atuou como premier de 1975-1978, e como presidente de 1978 até sua morte em 1988. Em 1987, ele terminou quatro décadas de lei marcial, e ele gradualmente reformou o sistema político à conceder mais poder para a maioria de Taiwan. Seu sucessor, Lee Teng-hui, foi o primeiro presidente nativo de Taiwan. Lee, que ganhou as primeiras eleições presidenciais diretas de Taiwan em 1996, seguiu uma imagem independente para Taiwan sem abandonar a política de "uma China".

As primeiras eleições multipartidárias para assentos no Yuan Legislativo foram realizadas em 1989. Em 1991, nas primeiras eleições gerais para a Assembleia Nacional desde 1948, o poder político deslocou-se para uma nova geração. Menos de 22 por cento dos assentos vencedores tinham nascido no continente.

Em 1992, pela primeira vez, todo o Yuan Legislativo nascera em Taiwan. Uma lei que tornava a discussão sobre a independência de Taiwan ou a defesa do Comunismo uma infração penal foi revogada em 1992.

As eleições presidenciais de 2000, vencidas por Chen Shui-bian do pró-independência Partido Democrático Progressista (DPP), terminaram mais de 50 anos de domínio Nacionalista. Em Dezembro de 2001, com Taiwan em recessão, os Nacionalistas também perderam o controle do Legislativo.

Por insistência de Chen, o legislativo aprovou uma nova lei controversa no final de 2003 permitindo à Taiwan realizar referendos. A China se opôs a esta como um possível primeiro passo em direção à independência. Em Março de 2004, Chen foi reeleito por uma margem muito pequena. Mais tarde, ele sobreviveu a várias tentativas pelos Nacionalistas da oposição para tirá-lo do cargo.

Nas eleições parlamentares de Janeiro de 2008, o Partido Nacionalista, que defendia a aproximação com a China continental, capturou 72 por cento dos votos.

O DPP venceu apenas 24 por cento. Chen renunciou ao cargo de líder do DPP, após esta derrota. (Mais tarde ele foi condenado por corrupção e condenado à prisão perpétua).

Novas eleições presidenciais foram realizadas em Março de 2008. O candidato Nacionalista Ma Ying-jeou venceu com folga, e as relações tensas de Taiwan com o continente melhoraram.

Governo

Há mais de 40 anos, o Kuomintang governava através de uma estrutura presidencial estabelecida por uma constituição de 1946. De acordo com essa Constituição, a Assembléia Nacional elegia o presidente para um mandato de seis anos.

Ela também presidia cinco conselhos administrativos, ou yuans: executivo, legislativo, judiciário, exame, e controle.

Os membros eram eleitos para teoricamente esses três órgãos: o Yuan de Controle, que investigava as irregularidades; a Assembléia Nacional, que elegia o presidente; e o Yuan Legislativo, que aprovava as leis.

Porque o governo alega representar todos os da China continental, nenhuma eleição geral ocorreu em Taiwan entre 1948 (quando as últimas eleições foram realizadas na China continental) e 1991, quando os envelhecidos legisladores que representavam a China continental foram forçados a se aposentar.

Entre 1949 e 1990, apesar das eleições especiais que foram realizadas para preencher lugares, a participação na Assembléia Nacional encolheu de 3.045 para 692 quando seus membros idosos morreram.

A assembleia eleita em 1991 revisou a constituição para prever eleições diretas do presidente e do vice-presidente. Formalmente dissolvido em 2000, o órgão foi brevemente reavivado em 2005 para instituir uma medida que exigia que futuras emendas constitucionais fossem decididas por referendo.

Fotos

Taiwan
Sun Moon Lake está situado em Nantou County, Taiwan. 
O nome do lago é derivado de sua forma, com o lado oriental dito que lembram o sol e a oeste da lua. 
Embora uma característica hidrológica natural, o lago foi ampliado em tamanho durante o período de ocupação japonesa, quando a água de um rio próximo foi canalizada para ele com o objetivo de geração de energia hidrelétrica. 
A área ao redor do lago, historicamente, tem sido ocupado pelo povo Thao, uma das tribos aborígenes de Taiwan.
Sun Moon Lake era um local de lazer favorito de ex-República da China líder Chiang Kai-shek e é um destino turístico popular hoje

Taiwan
Museu do Palácio Nacional em Taipei

Taiwan
Memorial Hall, em Taipei

Taiwan
Vista do Memorial Hall, em Taipei

Richard A. Williams

Fonte: Internet Nations

Taiwan

A República da China é um Estado soberano e uma democracia constitutional, que foi fundada em 1912 por Dr. Sun Yat-sen.

A República da China sofreu nas primeiras duas décadas de sua existência sob distúrbios internos, por causa de lutas de soberanos militares locais que lutaram entre si e contra o Poder Central, para conseguir o domínio total. A nação foi unificada em 1927, depois ue o General Chiang Kai-shek obteve uma vitória contra estes "Warlords" na "Batalha do Norte".

1931 os japoneses invadiram o território chinês da Manchúria, e o acontecimento da Ponte Marco-Polo em Pequim iniciou a guerra de resistência de oito anos contra o Japão. Mesmo após a vitória dos Aliados sobre o Japão, a República da China foi ameaçada novamente, pela força crescente dos comunistas chineses, que iniciaram uma guerra civil. Os comunistas chineses conseguiram finalmente o controle sobre toda China continental, com a ajuda da União Soviética, e obrigaram o Governo da República da China a transferir sua Sede para Taiwan.

Eventos na História Política:

Março 1996: Primeira eleições presidenciais diretas.

Julho 1995: A China realiza testes de misseis M-9 perto da costa de Taiwan.

20 Junho 1995, Praga: O Presidente Havel e o Primeiro Ministro Klaus da República Checa receberam a visita "inoficial" do Primeiro Ministro taiwanes Lien Chan durante sua visita à Universidade de Praga.

Junho 1995, Syracuse, New York: Presidente Lee Teng-hui (KMT) foi recebido por Senadores dos Estados Unidos durante sua visita "privada" na Cornell University. China chama seu embaixador Li Daoyu de seu posto em Washington e exige recompensa.

Janeiro 1995, Bejing: O lider chinês Jiang Zemin expõe seu plano de oito pontos para relações melhores com Taiwan e convida o Presidente Lee Teng-hui a visitar China "numa capacidade apropriada."

1971: Após ter perdido gradualmente o apoio de todos seus aliados importantes, Taiwan perde sua cadeira na ONU.

1955, Bandung (Indonesia): Agentes Taiwaneses tentam assassinar o Primeiro Ministro Chinês Tschou En-lai no seu caminho para a Conferência Internacional de Estados Independentes.

1949: Chiang Kai-shek perde a guerra civil e se refugia em Taiwan; ele continua comprometido com o ideal de reunificação chinesa.

1945: Japão se rende.

1943: A Declaração de Cairo assinala a soberanidade da China nacionalista de Chiang Kai-shek sobre Taiwan, depois da rendição do Japão.

1887: O status de Taiwan é elevado a uma provincia plena de China.

1683: A China Continental alcança controle sobre Taiwan do filho de Koxinga.

1662: Os holandeses perdem o controle de Taiwan quando o general meio-japonês Koxinga se refugiou lá com os remanescentes militares da dinastia Ming.

1623: Depois da Conversações de Fujian, China cede Taiwan aos holandeses com um posto comercial semelhante ao Macau de Portugal.

Fonte: www.beingtao.org

Taiwan

História

O Estreito de Taiwan, que a separa do continente a uma profundidade de 50 a 100 metros. Mas a 10 km da costa leste de Taiwan, a água do Pacífico é de 2000 metros de profundidade eo golfo aprofunda mais a leste, eventualmente, chegar a uma profundidade de mais de 4.000 m. Esta estrutura geográfica mostra que Taiwan está localizado na borda da plataforma continental da China. Geograficamente, Taiwan está ligado ao interior da China. Além disso, as descobertas arqueológicas em Taiwan mostram que pré-histórico, os moradores de Taiwan são do continente.

Estas descobertas arqueológicas são: a "cultura da Fengbitou" descoberta Shigong Monte (Monte Fengbitou Município de Linyuan) em Kaohsiung, a "cultura Yangshao" encontrado em Dabenkeng, Township Bali, Taipei, a descoberta do crânio fóssil o "Homem de Zuozhen" na bacia do rio Cailiao em Zuozhen Township, Tainan, e objetos usados pelo "Homem de Changbin" descoberto na caverna dos oito imortais Taidong. Todos esses achados são as mesmas culturas do continente.

Na literatura antiga da China, Taiwan é chamado de "Penglai", "Daiyu", "Yuanqiao", "Yingzhou", "Daoyi", "Yizhou" e "Liuqiu". Desde o período dos Três Reinos (220-280), a operação de Taiwan já começou. Sob o Imperador Shizu da Dinastia Yuan (1271-1368), um "Inspection Bureau Penghu" foi estabelecido oficialmente encarregado de Assuntos de Taiwan e Penghu e sob Tong'an District, Quanzhou.

Em 1624, os colonos holandeses desembarcaram na área de Anping, Taiwan e governou por 38 anos. A "bandeira de Chiqian" e "fortaleza" Anping "são remanescentes de seu domínio colonial. Quase simultaneamente, os espanhóis invadiram a aldeia de Jilong no norte de Taiwan, e construiu uma fortaleza na cidade de Danshui ou a Cidade das Hongmao Danshui. Em 1642, colonos holandeses bater os espanhóis e garantiu apenas a dominação sobre sua Taiwan.

En1661, liderada por Zheng Chenggong, um herói nacional, 25 000 soldados desembarcaram no porto de Heliao, Tainan, derrotaram as tropas coloniais holandesas e obrigado a capitular em 01 de fevereiro de 1662. Zheng Chenggong tomadas agora Taiwan.

Ele morreu cinco meses depois, e seu filho, Zheng Jing e seu pequeno filho Zheng Keshuang continuou a reinar por 23 anos. Em 1683, o imperador Qing ordenou o comandante da Marinha de Fujian para cruzar o estreito e tomar Penghu. Zheng Keshuang foi e Taiwan foi colocado sob o controle de um governo unificado central. No ano seguinte, a prefeitura foi criada em Taiwan, sujeito à Fujian-Taiwan-Xiamen. Em 1885, Taiwan foi declarado uma província, Liu Mingchuan foi o primeiro governador. Em 1894, a corte Qing perdeu a guerra sino-japonesa e assinou o Tratado de Shimonoseki, em que Taiwan e Penghu foram cedidos para o Japão. Chocado e indignado, o povo de Taiwan formou a trupe de "anti-japonesas Voluntários" e se entregava a uma luta tenaz contra os japoneses imperialistas.

Durante os 51 anos de ocupação, o militarismo japonês exercido opressão política e pilhagem econômica cruel contra o povo de Taiwan, e tentou quebrar e destruir a cultura chinesa dando-lhe uma educação colonial. Mas o povo de Taiwan nunca cessou sua luta e cultura chinesa criou raízes em seu coração.

15 de agosto de 1945, o Japão declarou sua rendição incondicional. 25 de outubro retornou a Taiwan na terra natal. Mas o que é lamentável é que, após a fundação da Nova China, Taiwan eo continente foram separados novamente.

Taiwan
Riyue Lago em Taiwan

Fonte: french.peopledaily.com.cn

Taiwan

Área: 35,980 km²

Capital: Taipei

População: milhões

Nacionalidade: taiwanesa

Idioma oficial: Mandarim(oficial), Taiwanês e Hakka( dialetos locais)

Data Nacional: Aproximadamente 23 milhões

Localização

Localizado no Sudeste Asiático, conhecida também como Formosa, suas ilhas são limitadas pelo Mar da China Oriental, pelo Mar das Filipinas, pelo Mar da China Meridional e pelo estreito de Taiwan, está ao norte das Filipinas, no sudeste da China, faz fronteira marítima com o Japão.

Dados Físicos: Vegetação, Relevo e Clima

Clima: tropical marinho, com período chuvoso no sudeste de junho agosto devido a influência do clima de Monções e frio no restante do ano.

Vegetação e Relevo: possui aproximadamente dois terços de montanhas do lado oriental e planaltos e planícies no ocidental

O rasgo mais característico da agradável paisagem de Taiwan é a cordilheira central que discorre ao largo do eixo norte-sul da ilha.

A ilha pode dividir-se em cinco grandes zonas geográficas: cordilheira central, montanhas vulcânicas, mesetas, planícies e depressões costeiras. A pesar de seu reduzido tamanho, Taiwão conta com uma grande riqueza e diversidade biológica e geológica.

Graças a sua posição e privilegiado clima de tipo tropical, a flora e a fauna da ilha são de grande interesse. Para quem gosta da observação de aves, Taiwan se descobre como um paraíso (especialmente nos meses de outono, quando as aves migratórias, algumas procedentes de Sibéria, se detêm na sua viaje na ilha).

Taiwan
Taiwan

Taiwan oferece também oportunidades para a observação de borboletas, com mais de 400 espécies diferentes. Quanto a vida marinha, as variedades são quase infinitas. Por outro lado, não tem que esquecer os belos arrecifes de coral, especialmente nas costas de Kenting. Os mamíferos tem o seu melhor representantes nos ursos pretos (somente no Parque Nacional Yu Shan habitam cerca de 100 animais desta espécie.

População

Composição: Taiwaneses (incluindo Hakka) 84%, Chineses 14%, aborigines 2%

A maioria da população é chinesa, cerca de 22 milhões de habitantes. Existem uns 300.000 aborígenes das tribos "ami" da costa leste, e os "yami" de Lanyu. A ilha está densamente povoada. O povo taiwanes é trabalhador e inteligente, gente muito hospitaleira e cortes que brinda toda a sua cultura aos visitantes que vão ao país. Sem embargo, esta cortesia nada tem que ver com a ocidental, já que é sempre de muito ritual.

Os Taiwãoeses tem uns costumes muito peculiares: ao cumprimentar-se não costumam beijar-se ou abraçar-se, pois não expressam seus sentimentos em público.

Na atualidade os jovens tem direito a receber gratuitamente ensino primário e secundário. A formação profissional consiste em um programa de três anos que oferece formação especializada nas áreas de agricultura, comércio, economia doméstica, indústria, produtos marinhos, enfermaria e belas artes. Os programas universitários se inspiram nas instituições ocidentais, incluindo as faculdades de direito, medicina e educação.

Distribuição de gênero por idade:

0-14 anos: 19,7% (homens 2.349.077/mulheres 2.156.755) 
15-64 anos: 70,7% (homens 8.205.933/mulheres 7.980.056)
65 anos ou mais: 9,6% (homens 1.107.708/mulheres 1.094.855) (2005 est.)

Taxa de Crescimento: 0,63% (2005 est.)

Taxa de Nascimento: 12,64 nascimentos/1.000 habitantes (2005 est.)

Taxa de Mortalidade: 6,38 mortes/1.000 habitantes (2005 est.)

Taxa de Mortalidade Infantil:

total: 6,4 mortes/1.000 nascimentos
homens:
 7,09 mortes/1.000 nascimentos 
mulheres:
 5,65 mortes/1.000 nascimentos (2005 est.)

Expectativa de vida ao nascimento:

população total: 77,26 anos 
homens: 74,49 anos
mulheres: 80,28 anos (2005 est.)

Taxa de fertilidade:

1,57 infantes nascidos/mulher (2005 est.)

Taxa de alfabetização:

definição: maiores de 15 anos que poden ler e escrever
população total: 96,1% (2003)

Índice de desenvolvimento humano:

IDH: Não passa pelo processo de avaliação do IDH

Religiões Predominantes: Mistura de Budistas, confucianos e taoístas 93%, Cristãos 4,5% , outros 2,5%

Principais cidades: Taipei ( capital),Chang Hua, Hualien, Ilan, Nantou, Pingtung, Taichung

HISTÓRIA

Navegadores portugueses alcançaram a ilha de Taiwan em 1517, batizando-a de Ilha Formosa. Até à colonização de Taiwan pelos holandeses no século XVII falharam sempre as tentativas de estabelecimento na ilha por parte de outros grupos.

Os holandeses foram pressionados a abandonar a ilha em 1662 por Cheng Cheng-Kung (também conhecido por Koxinga), Cheng fica na ilha até 1683 e é expulso pelo almirante Shi Leng ,os seguidores de Cheng são expatriados para outros locais deixando, no entanto, aproximadamente 7000 chineses em Taiwan.

Após a Guerra Sino-Japonesa em 1895, a China foi forçada a ceder perpetuamente Taiwan ao Japão. Usando o modelo francês de poder colonial, os japoneses foram decisivos na industrialização da ilha durante a sua ocupação. Construíram estradas, desenvolveram um sistema sanitário, um sistema escolar público, entre outras coisas. Por volta de 1935 os japoneses iniciaram um projeto de assimilação por toda a ilha, de modo a reforçar os laços de união entre Taiwan e o império japonês. Em 1945 considerou-se a criação de uma representação popular de Taiwan de modo a pôr um fim ao controle militar da colônia.

Taiwan
Taiwan

Com o terminar da Segunda Guerra Mundial em 1945, sob os termos do Tratado de Rendição do Japão, este aceita provisoriamente a Declaração de Potsdam (que se refere à Declaração de Cairo) em que a ilha terá de ser transferida para o domínio chinês.

As tropas da República da China foram autorizadas a entrar em Taiwan para aceitar a rendição das forças militares japonesas. As tropas chinesas hesitaram inicialmente em aceitar a rendição do Japão e em proceder à ocupação militar da ilha. A administração militar chinesa comandada por Chen Yi foi alegadamente corrupta. Adicionando ao fato de que um ambiente de desconfiança se fazia sentir devido às diferenças culturais entre os nativos e os recem-chegados, rapidamente se culminou na perda do apoio popular à nova administração e no sangrento incidente 228, no qual tropas governamentais massacraram aproximadamente 30.000 protestantes.

No Tratado de Paz de S. Francisco, que entrou em vigor em 28 de Abril de 1952 e no Tratado de Taipei, que entrou em vigor em 5 de Agosto do mesmo ano, o Japão renuncia formalmente a todos os direitos à ilha Formosa (Taiwan) e a Pescadores (Peng-hu). Não é, no entanto, clarificado a quem é que deverá passar a pertencer o controlo do território, em parte para se evitar tomar posições na Guerra Civil Chinesa que decorre paralelamente.

Até 1991, o governo de Taiwan era o sucessor do antigo governo da China continental, exilado para aquela ilha depois da sua derrota em 1949 pelo Partido Comunista da China. Era um sistema de partido único (o Kuomintang ou Partido Nacionalista).

A palavra "Taiwan" é habitualmente usada como sinônimo de República da China, enquanto que a palavra "China" se usa para designar as áreas sob controlo da República Popular da China.

O estatuto político de Taiwan é controverso. A República Popular da China considera Taiwan como parte do seu território soberano, e que a República da China é uma entidade extinta (logo ilegítima). A atual posição da administração de Chen Shui-bian diz que Taiwan é sinônimo de República da China e que portanto é um estado independente e soberano. Existe em Taiwan um movimento independentista, que pretende a criação de uma República de Taiwan. Ao mesmo tempo, também existe em Taiwan quem seja favorável à reunificação da China.

Política

O país é composto por uma ilha central e mais numerosas ilhas localizadas a sua volta e nas proximidades da costa com a China, é dividida em 18 condados, 5 municipalidades e 2 municipalidades especiais.

Governo: Republica com forma mista de governo
Divisão Administrativa: 18 condados, 5 municipalidades e 2 municipalidades especiais 
Legislativo: unicameral 
Executivo: 
chefe de Estado Chen Shui-bian e chefe de governo Frank Hsieh

Economia

Moeda: Novo dólar taiwanês (NWD)
Produção agrícola: vegetais, frutas, chá, milho, leite, peixes, arroz, porcos, aves e carne bovina.

A República da China, na ilha de Taiwan, tem uma economia capitalista dinâmica com uma orientação governamental do investimento e do comércio externo que vai decrescendo gradualmente. De acordo com esta tendência, alguns grandes bancos e indústrias públicas estão sendo privatizados. O crescimento real do PIB foi em média de cerca de 8% durante as últimas três décadas.

As exportações ainda cresceram mais depressa e forneceram o principal ímpeto para a industrialização. A inflação e o desemprego são baixos, o excedente comercial é substancial e as reservas de divisas são as terceiras maiores do mundo.

A agricultura é responsável por 3% do PIB, tendo descido de 35% em 1952. As indústrias tradicionais de mão-de-obra intensiva têm sido transferidas para outros países e a r substituídas por indústrias mais dependentes do capital e da tecnologia.

Taiwan tornou-se um investidor importante na China continental, na Tailândia, na Indonésia, nas Filipinas, na Malásia e no Vietnam. A contração dos mercados de emprego levou a um influxo de trabalhadores estrangeiros, tanto legais como ilegais.

Os principais produtos são a cana-de-açúcar, a batata-doce, o arroz, o milho, o chá, produtos hortículas e frutos como o ananás, banana e melancia. A pesca é uma atividade importante. Em termos industriais, há a referir a metalurgia, a química e a produção de vestuário.

Taiwan faz parte do tratado internacional chamado APEC (Asia-Pacific Economic Cooperation), um bloco econômico que tem por objetivo transformar o Pacífico numa área de livre comércio e que engloba economias asiáticas, americanas e da Oceania.

Cultura e Costumes

Idiomas falados: Se fala chinês(mandarin), que é a lingua oficial. também se falam alguns dialetos e inglês e japonês.

Em Taiwan pode-se ver a arquitetura tradicional china, praticamente em cada canto do país. Se diferencia do gótico das catedrais européias e do estilo dos jardins japoneses, constando, geralmente de uma estrutura de dois ou três andares rodeada por um muro. Um dos melhores exemplos de arquitetura do período da Dinastia Ching é o Jardim da Família Len.

Enquanto a arquitetura religiosa, Taiwan oferece um bom número de templos. A maioria foram erigidos na época da Dinastia Ching). As colunas com diferentes esculturas de dragões entrelaçados, os caibros com relevos, os beirais com as pontas para cima e outros adornos são as características principais. Entre os templos de Taiwão tem que destacar o Templo de Lung Shan em Taipei, santuário onde se conservam em muito bom estado obras de arte budista e taoístas junto com outras peças de valor histórico.

O Templo de Confucio em Tainan se adapta as descrições arquitetônicas conservados nos textos antigos da Dinastia Chou a.C.). Enquanto a arquitetura moderna tem que destacar o conjunto elegido em memória de Chiang Kai-Chek, onde abunda o mármore branco. Se distingue o belo telhado inspirado no Altar Celestial de Beijing. Em câmbio, o edifício elegido em memória de Sun Yat-sen, se inspira na arquitetura dos palácios chinos.

Com capacidade para 3.000 pessoas, a construção alberga 14.000 volumes na biblioteca Sun Yat-sen. Quanto as costumes populares, de origem chino, tem alcançado força nos últimos anos. Freqüentemente infravaloradas, tem prosperado e desenvolvido, igualmente a literatura, poesia e caligrafia. Devemos mencionar a atividade dos piões, com uma antigüidade de mais de 400 anos.

Os piões chinos giram enrolados numa corda ao redor e tirando dela ao lança-las ao chão. A escultura de miolo de pão é outra das manifestações populares mais extensas. Os artesãos amassam com destreza uma massa uniforme até conseguir figurinhas coloridas de grande realismo que se utilizam nos templos durante as principais festividades.

Outra das manifestações populares são o vôo de pipas (inventada segundo os escritos fazem mais de 1.500 anos) e utilização dos nós chineses, um antigo sistema de cálculos.

Festas populares: Feriado da República no aniversário da Revolucao chinesa em 10 de outubro

Prinicipais Atrações do país:

Museu do Palácio Nacional

Quando os nacionalistas chineses perderam a guerra civil com os comunistas, no final dos anos 40, foram para Taiwan, levando consigo os tesouros e artefatos imperiais. Essa coleção, com mais de 4.000 anos, faz parte dos cerca de 240.000 objetos de arte e documentos que se encontram no Museu do Palácio Nacional, em Taipei, e é a melhor concentração de artefatos culturais chineses do mundo. Assim, se os visitantes quiserem saber mais sobre a herança cultural da China, este é o sítio indicado para visitar. Mas são precisos alguns dias para ver o museu com calma.

Objetos e documentos expostos, como quadros, tapeçaria, cerâmica, livros e arquivos, entre outros, representam cada dinastia. Também se encontram neste museu alguns dos mais antigos exemplos de personalidades ancestrais chinesas que estão esculpidas em ossos ou em carapaças de tartaruga. Estes objetos foram escavados na China, durante os anos 20 e 30, e, noutros tempos, acreditava-se que podiam ser usados para prever o futuro.

Desfiladeiro Taroko

Os indígenas atayals nomearam de Taroko este desfiladeiro de mármore branco, o que significa "lindo" na sua língua, e que espelha exatamente aquilo que é. Situado no Parque Nacional de Taroko, o desfiladeiro precepita-se 900m ao longo da costa Este de Taiwan, perto da cidade de Hualien, e o rio Liwu esculpe as paredes verticais, desde há centenas de anos.

Os visitantes podem apanhar um comboio ou um vôo de 30 minutos, de Taipei até Hualien, para visitar esta extraordinária maravilha natural. Uma viagem de autocarro de 19km leva os passageiros à ravina apertada, fazendo paragens ocasionais de manhã, e proporciona um fim de dia agradável, ao som do rufar do tambor.

Lan Y (Orchid Island)

Esta pequena ilha, situada a cerca de 60km de Taiwan, tem 4.000 nativos yami, que preferem chamar-se tao (pronunciado da-Woo). Lan Y é um dos poucos lugares de Taiwan onde a tradição aborígene continua ainda bem preservada. Os homens saem todas as manhãs para pescar em canoas. No decorrer de celebrações especiais, os homens exibem com orgulho capacetes cônicos de metal, símbolos de riqueza feitos de moedas fundidas trabalhadas em faixas enroladas sobrepostas.

Infelizmente, experiências desagradáveis com turistas fizeram com que a atitude dos yami se tornasse mais defensiva. No entanto, se os visitantes se aproximarem deles com sensibilidade cultural e respeito, eles acabam por ficar mais receptivos. Os turistas podem ficar alojados nos hotéis da ilha ou providenciar, junto da Fundação Cultural e Educacional Lan-en, o alojamento numa casa de uma família yami (estas casas possuem um telhado íngreme e são parcialmente subterrâneas para resistir aos furacões).

Mercado Nocturno de Shih-lin

Este mercado, com cerca de 500m2, é o centro da vida noturna tailandesa, na parte norte de Taipei. É bastante diferente dos mercados matinais, onde as pessoas fazem compras para cozinharem em casa. Centenas de pessoas aparecem para comer qualquer coisa ou tomar um copo, compram artigos nas várias tendas existentes, que vendem desde bijuteria a calças de ganga, e aproveitam para passear e divertir-se. É bastante sociável e uma excelente forma de os visitantes se integrarem nos usos e costumes de Taiwan. A vida começa por volta das 6 da tarde e pode ir até às 3 da manhã, embora aos fins-de-semana o mercado esteja aberto até mais tarde.

Floresta Shitou

Esta floresta de árvores de bambu, abetos e cedros cobre 2.500 hectares na montanha Fenghuang, no centro de Taiwan. É um sítio fabuloso para apreciar o lado natural de Taiwan e a sua biodiversidade, e a atmosfera amena e pacífica tem um efeito curativo nas pessoas.

Os turistas podem dar longas e agradáveis caminhadas a pé e observar pelo caminho os pássaros existentes. A floresta experimental pertence à Universidade Nacional de Taiwan, que conduz os estudos sobre silvicultura e botânica. A área é particularmente conhecida pela grande variedade de bambu. É uma paragem obrigatória nas viagens organizadas.

Comidas e bebidas típicas:

A cozinha de Taiwan se caracteriza pela mescla de cores, aromas, sabores e diferente apresentação. Na ilha se podem encontrar quase todas as comidas das diferentes regiões de China, cada uma com o sabor regional que se diferencia.

Os preços dos alimentos não são muito caros e podem desfrutar de peixes a brasa de Chekiang, pratos temperados com pimenta de Hunan, cozinha de Szechuan com abundante uso do sésamo e da pimenta, pato pekinés, molhos de Kwangtung, assim como diversas especialidades de marisco de Taiwan.

O arroz é um dos principais produtos do sul da China, pelo que se utiliza como ingrediente principal com uma grande variedade de deliciosos pratos, como são os pastéis de arroz doce, Pato com oito tesouros, arroz com azeite, enrolado de arroz e pudins de arroz transparente. Uma das especialidades da gastronomia de Taiwão é o dim sum ou "coraçãozinho". Outro prato muito popular é o guisado de arroz, que se acompanha com ostras ou porco em um saboroso molho.

Abundam também os pratos das regiões produtoras de trigo do norte da China. Convidamos a que prove o café-da-manhã típico de Taiwão que consiste em tostadas (shao ping), bolinhos fritos com formas entrelaçadas (yu’tiao) e leite de soja doce ou salgado (tou chiang).

Fonte: www.panoramainternacional.com

Taiwan

Refúgio de emigrados chineses depois da tomada do poder pelos comunistas, em 1949, Taiwan, também conhecido por Formosa, é considerado uma província pelo governo da China. O montanhoso arquipélago compreende uma grande ilha e 77 ilhas menores, situadas a 160 quilômetros da China continental. Após meio século de separação, há grandes diferenças culturais entre os dois países.

A antiga arte chinesa está bem preservada em Taiwan, enquanto na China muito foi destruído durante a Revolução Cultural. Nem os ideogramas usados para escrever em mandarim são os mesmos - os chineses continentais desenvolveram uma simplificação, rejeitada na ilha. Taiwan adota o capitalismo e apresenta altas taxas de crescimento econômico nos anos 80 - como os demais Tigres Asiáticos.

História

A China domina a ilha no século XIV e ali instala comunidades de camponeses. Por volta de 1600, os portugueses estabelecem um entreposto comercial, denominado Formosa. Segue-se uma breve ocupação de espanhóis, expulsos pelos holandeses em 1642. Os chineses reconquistam a ilha em 1661 e retomam a colonização.

País de exilados

A China cede Taiwan ao Japão em 1895, após a derrota na Guerra Sino-Japonesa. No final da II Guerra Mundial, a ilha volta à soberania da China, então governada pelo Partido Nacionalista (Kuomintang) de Chiang Kai-shek. Em 1949, derrotados pelas forças comunistas de Mao Tsé-tung, Chiang Kai-shek e os remanescentes de seu governo fogem para Taiwan.

O país recebe centenas de milhares de chineses continentais, incluindo grande parte da elite econômica e intelectual. O Kuomintang passa a funcionar como partido único. Investimentos maciços dos EUA financiam o desenvolvimento da indústria. Em 1971, Taiwan é obrigado a retirar-se da Organização das Nações Unidas (ONU) por causa da entrada da China comunista. Taiwan rompe relações diplomáticas com quase todas as nações, mas intensifica o comércio externo.

Abertura

Chiang Kai-shek morre em 1975 e é sucedido pelo filho, Chiang Ching-kuo, que inicia uma política de liberalização. Em 1977 é abolida a lei marcial (em vigor desde 1946) e autorizado o funcionamento de outros partidos. A morte de Chiang Ching-kuo, em 1988, acelera a abertura do regime, sob o comando de Lee Teng-hui. O Kuomintang vence as eleições de 1992, as primeiras com a participação da oposição. A China sugere a unificação sob a fórmula "um país, dois sistemas" (comunismo e capitalismo), a mesma adotada em Hong Kong. Taiwan recusa a proposta.

Em março de 1996, às vésperas da inédita eleição presidencial direta no país, a China realiza manobras militares no estreito de Taiwan. Os Estados Unidos (EUA) deslocam dois porta-aviões à região para proteger o país. A coerção de Pequim não surte efeito, e Lee Teng-hui se reelege. Em 1997 é restabelecida a comunicação marítima com a China continental, interrompida desde 1949.

A economia taiuanesa cresce quase 6% em 1998 e supera os efeitos da crise financeira asiática (1997). A gestão econômica do país durante as turbulências na região - com uma drástica redução da taxa de juros - garante a vitória do Kuomintang nas eleições parlamentares de 1998.

Fatos Recentes

Divergências no Kuomintang levam à expulsão de um de seus líderes mais populares, James Soong. O partido chega dividido e enfraquecido às eleições presidenciais de março de 2000, favorecendo a vitória de Chen Shui-bian, do Partido Democrático Progressista, com 39,3% dos votos. Pela primeira vez, Taiwan tem um presidente que não pertence ao Kuomintang.

Independência X Unificação

Chen Shui-bian adota um discurso moderado em relação à China, embora seu partido tenha uma posição tradicional em favor da emancipação. O novo presidente propõe o diálogo em janeiro de 2000, mas Pequim exige como pré-condição um compromisso de unificação para o futuro. Em maio, Chen descarta a proclamação unilateral de independência, desde que a China não use a força para obter a reunificação. As declarações são bem recebidas e contribuem para um acordo, assinado em dezembro, que permite o intercâmbio comercial, o envio de cartas e o transporte de passageiros entre a rovíncia continental de Fujian e as ilhas taiuanesas de Quemoy e Matsu Tao.

Usina nuclear - Sem maioria parlamentar, o novo governo taiuanês enfrenta dificuldades para aprovar seus projetos. Um impasse político irrompe em outubro de 2000, quando Chen anuncia a suspensão da construção de uma quarta usina nuclear no país. A oposição argumenta que a decisão contraria lei previamente aprovada pelos parlamentares. O caso é enviado ao órgão supremo do Judiciário. Em janeiro de 2001 é decidida a retomada das obras.

Crescimento

As exportações de Taiwan obtêm forte expansão em 2000, graças principalmente à desvalorização de sua moeda. O Produto Interno Bruto (PIB) cresce a uma taxa estimada em 6,3%, superando os 5,7% do ano anterior. Em 2001, no entanto, Taiwan sofre os efeitos da desaceleração da economia norte-americana e da queda da demanda internacional por produtos eletrônicos e de alta tecnologia - o país produz metade das placas de circuitos de computadores pessoais existentes em todo o mundo. Além disso, muitas de suas indústrias se transferiram para a China continental.

Atritos com a China - No dia 1º de janeiro de 2001, três navios de Taiwan atravessam, pela primeira vez desde 1949, o mar que separa o arquipélago da China continental. Em maio, as tensões com a China se reacendem com a venda de armas norte-americanas a Taiwan e a visita de Chen aos EUA. Os dois fatos - que ocorrem numa fase de conflito diplomático entre a China e os EUA por causa do pouso forçado de um avião de espionagem norte-americano em solo chinês - provocam protestos do governo de Pequim.

Uma ilha cheia de armas - Sob permanente ameaça chinesa, Taiwan é um dos maiores compradores de armas do planeta. Em 1999, o país só perde para a Arábia Saudita na importação de material bélico, segundo dados do Military Balance. No mesmo ano, o governo destina 15 bilhões de dólares para a Defesa, orçamento inferior apenas ao de grandes potências e de países com dimensão continental.

Represálias

Essas transações, invariavelmente acompanhadas de protestos do governo de Pequim, são um fator adicional de tensão entre a China, de um lado, e do outro, Taiwan e seu principal aliado, os Estados Unidos (EUA). Embora não reconheçam oficialmente o regime taiuanês, os EUA se comprometem a garantir-lhe os meios para que possa se defender de uma eventual invasão. Em 1992, com base nessa política, os EUA fornecem a Taiwan 150 caças F-16. No ano seguinte, Taiwan compra da França 60 caças Mirage e seis fragatas. O assunto volta à tona em agosto de 2001, quando Washington autoriza a venda a Taiwan de um pacote de armamentos sofisticados que inclui quatro destróieres, aeronaves Orion (para detecção de submarinos) e oito submarinos a diesel.

Dados Gerais

NOME OFICIAL - República da China (território da Ilha de Taiwan ou Formosa) (Chunghua Min Kuo).
Capital 
- Taipé
Localização -
 leste da Ásia, mar da China Oriental

Geografia

Área: 36.202 km² 
Hora local:
 +11h. 
Clima:
 subtropical (N) e tropical (S). 
Cidades: 
Taipé (2.641.000), Kaohsiung (1.476.000), Taichung (941.000), Tainan (728.000) (2000); Panchiao (519.459) (1997).

População

22,1 milhões (2000); nacionalidade: chinesa, taiuanesa ou formosina
Composição: 
chineses taiuaneses 84%, chineses continentais 14%, grupos étnicos autóctones 2% (1996).
Idioma:
 mandarim (oficial), chinês dialetal. 
Religião:
 crenças populares chinesas 50,7%, budismo 20,9%, taoísmo 10,2%, novas religiões 6,8%, cristianismo 6,3%, sem religião e ateísmo 4,4%, outras 0,8% (2000). 
Densidade:
 610,46 hab./km2 (2000). 
Pop. urb.:
 68% (2000). 
Cresc. dem.: 
0,8% ao ano* (2001). 
Fecundidade:
 1,8 filho por mulher* (2001). 
Exp. de vida M/F: 
72,5/78,1 anos (2000). 
Mort. Infantil:
 6- (2000). 
Analfabetismo: 
3,5% (2000) .

Economia

Moeda: novo dólar de Taiwan; cotação para US$ 1: 34,57 (ago./2001). 
PIB:
 US$ 313,9 bilhões (2000). 
PIB agropec.:
 2,9%. 
PIB ind.:
 34%. 
PIB serv.: 
63,1% (2001). 
Cresc. PIB:
 8% ao ano (2000). 
Renda per capita:
 US$ 14.188 (2000). 
Força de trabalho:
 9,7 milhões (1999). 
Export.: 
US$: 121,6 bilhões (1999). 
Import.:
 US$: 110,7 bilhões (1999). 
Parceiros comerciais: 
Japão, EUA, China.

Defesa

Exército: 240 mil
Marinha: 
62 mil
Aeronáutica: 
68 mil (2000). 
Gastos:
 US$: 14,9 bilhões (1999).

Governo

República com forma mista de governo.
Div. administrativa:
 17 condados e 7 municipalidades. 
Presidente:
 Chen Shui-bian (Partido Democrático Progressista) (desde 2000).
Primeiro-ministro:
 Chang Chun-Hsiung (desde 2000).
Partidos: 
Nacionalista da China (Kuomintang), Democrático Progressista, Novo. 
Legislativo:
 bicameral - Assembléia Nacional, com 334 membros; Yuan Legislativo, com 225 membros 
Constituição:
 1947. Escritório Econômico e Cultural de Taipé.

Fonte: www.ministeriobethel.com.br

Taiwan

História

Eventos fundamentais na história registrada de Taiwan, a qual começou há apenas 400 anos, são resumidos na cronologia a seguir. A consideração destes e de outros eventos tem levado a pontos de vista divergentes internacionalmente a respeito do status de Taiwan como entidade política na arena internacional.

O governo e o povo de Taiwan, contudo, insistem que a ROC é uma nação soberana, independente e diferente da República Popular da China (PRC).

Entre os cidadãos da ROC há diferenças de opinião sobre se é melhor manter este status indefinidamente ou, eventualmente, integrar-se à PRC.

Independentemente, eles compartilham a convicção que o seu futuro deverá basear-se na liberdade, democracia, direitos humanos e no estado de direito, e que apenas eles têm o direito de decidir o seu futuro.

Cronologia da História Registrada

1624 A Companhia Holandesa das Índias Orientais estabelece uma base no sudoeste de Taiwan e importa trabalhadores chineses para trabalhar em suas plantações. Anteriormente, durante vários milênios, a ilha era o lar de povos da Austronésia, com breves visitas, em séculos anteriores, de pequenas quantidades de aventureiros, mercadores, pescadores e piratas chineses, japoneses e portugueses.

1626 Aventureiros espanhóis situados nas Filipinas estabelecem bases no norte de Taiwan, mas são expulsos pelos holandeses em 1642.

1662 Procurando refúgio dos conquistadores Manchu, da China, da dinastia Ming (1368-1644), um exército liderado por Cheng-gong (Koshinga) expulsa os holandeses e estabelece um novo reino.

1683 O Império Manchu – referido por alguns historiadores como a China da dinastia Ming ou Império Chinês – invade as áreas costeiras ocidental e oriental de Taiwan.

1885 Taiwan é declarada província do Império Manchu.

1895 Após derrota em uma guerra com o Japão, o governo Manchu (Ching) assina o Tratado de Shimonoseki que passa ao Japão a soberania sobre Taiwan. O Japão governa a ilha nos próximos 50 anos, até o final da 2ª Guerra Mundial.

1911- 1912 Revolucionários chineses derrubam o governo Manchu e estabelecem a República da China.

1943 Durante a 2ª Guerra Mundial, o líder da ROC, o Generalíssimo Chiang Kai-shek se encontra com o Presidente dos Estados Unidos, Franklin Roosevelt e com o Primeiro-Ministro britânico Winston Churchill, no Cairo. Vários dias após a conferência, uma declaração conjunta conhecida como “Declaração do Cairo” afirma que “... todos os territórios que o Japão roubou dos chineses, Manchúria, Formosa e Pescadores, deverão ser devolvidas à República da China”.

1945 Depois da 2ª Guerra Mundial, os militares japoneses se rendem às forças da ROC.

1947 A Constituição da ROC é promulgada em Nanjing, no continente, em 1º de janeiro e deverá entrar em vigência em 25 de dezembro. Em março e nos meses subseqüentes, tropas da ROC enviadas do continente impedem um grande levante de taiwaneses, ativado pelo Incidente de 28 de Fevereiro.

1948 à medida que a China é assolada por uma guerra civil entre o governo da ROC, liderado pelo Kuomintang (KMT) e o Partido Comunista Chinês (CCP), as Medidas Temporárias Vigentes durante o Período da Rebelião Comunista foram promulgadas, passando por cima da Constituição e expandindo enormemente os poderes presidenciais.

1949 O governo de Taiwan e mais de um milhão de chineses voltam a Taiwan, enquanto o CCP funda a República Popular da China no continente. A lei marcial é decretada e continua vigente até 1987. Após isso e até hoje, a ROC em Taiwan e a PRC no continente são governadas por governos diferentes.

1951 O Tratado de Paz de San Francisco é assinado, formalizando os termos da rendição do Japão. Por este tratado, o Japão renuncia à soberania sobre Taiwan, mas o tratado não aborda o status político de Taiwan do pós-guerra.

1971 A Organização das Nações Unidas aprova a Resolução 2758 reconhecendo os representantes do governo da PRC como “os únicos representantes legítimos da China nas Nações Unidas” e expulsando “os representantes de Chiang kai-shek do lugar que ocupam ilegalmente nas Nações Unidas”. Ela nada diz sobre a representação do povo de Taiwan.

1979 Ativistas da democracia, em protestos na cidade de Kaohsiung são detidos pelo governo do KMT, condenados por incitação por um tribunal militar e permanecem na prisão por vários anos. Alguns deles e seus advogados de defesa mais tarde desempenham papéis importantes na formação e desenvolvimento do atual partido da situação, o Partido Progressista Democrático (DPP).

1987 A lei marcial é levantada e a democratização vai a pleno vapor. Em 1991 as Medidas Temporárias Vigentes durante o Período da Rebelião Comunista são abolidas e, a partir daquele ano até 2005, a Constituição da ROC passa por diversas rodadas de revisão para torná-la relevante para a situação atual.

1996 Taiwan realiza a sua primeira eleição popular presidencial, com Lee Teng-hui conseguindo 54% dos votos.

2000 Chen Shui-bian e lu Hsiu-lien do DPP são eleitos presidente e vice-presidente, respectivamente, com 39% dos votos em uma corrida com cinco candidatos, acabando com o domínio de 50 anos do KMT e marcando uma transição pacífica de poder político. 
2004 Chen e Lu são re-eleitos com pouco mais de 50% dos votos em uma corrida de dois candidatos.

2006 Pelo 14º ano seguido, a Comissão Geral da Assembléia-Geral das Nações Unidas rejeita um pedido dos aliados diplomáticos da ROC para incluir em sua agenda a discussão de uma minuta de resolução sobre a representação de 23 milhões de pessoas de Taiwan.

Geografia e Clima

A República da China (ROC), amplamente conhecida como Taiwan, é uma nação oceânica de 23 milhões de habitantes. Situada no Pacífico Ocidental entre o Japão e as Filipinas, ela compreende a ilha principal de Taiwan, os arquipélagos de Penghu, Kinmen e Matsu, e várias outras ilhas. A sua área total é de aproximadamente 36.200 km², ou cerca do tamanho dos Países Baixos.

Taiwan propriamente dito, medindo quase 400 km de norte a sul e cerca de 145 km de leste a oeste em seu ponto mais largo, tem mais do que esplendor natural.

Cadeias de montanhas com muitos picos alcançando mais de 3.000 metros – incluindo o ponto mais alto da Ásia Oriental, a Montanha Jade – e montes com florestas ocupam mais da metade de sua área. Outras características geográficas incluem vulcões adormecidos, planícies de aluvião, planícies costeiras, bacias, dunas de areia, formações rochosas fantasticamente esculpidas nas linhas de praia e desfiladeiros de paredes de mármore.

A linha principal é singularmente abençoada no mundo por ter dentro de uma área relativamente pequena uma gama de zonas climáticas que vão de tropicais a temperadas. Isto, em combinação com o seu solo fértil e chuvas abundantes, faz dela um paraíso agrícola, onde virtualmente qualquer tipo de fruta ou verdura pode ser cultivado. Isto também faz da ilha um paraíso de recreação. No inverno, pode-se esquiar nas gélidas vertentes da Montanha Hehuan no Distrito de Nantou e depois viajar cerca de 200 km ao balsâmico Distrito de Pingtung para curtir a arte do mergulho nos arrecifes de corais ao longo da ponta sul da ilha.

Enquanto isso, as ilhas menores têm as suas próprias características naturais singulares, tais como os pilares de basalto em uma das ilhotas Penghu e as fontes termais oceânicas ao longo da Ilha Verde.

Flora e Fauna

O espectro de zonas climáticas em Taiwan que vão de tropical a temperadas e as topografias contrastantes dotaram a ilha com uma rica diversidade de fora e fauna. Cerca de 70 espécies de mamíferos, 500 espécies de pássaros (40% dos quais residem na ilha o ano todo) mais de 90 espécies de répteis, mais de 30 espécies de anfíbios, quase 2.700 espécies de peixes e 18.000 espécies identificadas de insetos (incluindo cerca de 400 espécies de borboletas) habitam Taiwan.

Abundante vida vegetal em Taiwan inclui 610 espécies de samambaias. 28 espécies de gimnospermas e 3.600 espécies de angiospermas.

Para proteger os ecossistemas nos quais vivem estas plantas e animais, o governo reservou 19,1% da área da nação como parte de um sistema de multicamadas de áreas protegidas totalizando 7 parques nacionais, 19 reservas naturais, 6 reservas florestais, 17 refúgios de vida selvagem e 32 hábitats de vida selvagem.

Talvez a mais famosa espécie taiwanesa de fauna é o salmão de Formosa criado em locais cercados por terra – Oncorhynchus masou formosanum - o membro mais austral da família Salmonidae. Acredita-se que este tipo de salmão ficou preso nas águas geladas das montanhas da parte central de Taiwan durante a última Idade do Gelo quando os níveis oceânicos baixaram drasticamente e o salmão já não podia migrar, indo e vindo, da água doce para a água salgada. O excesso de pesca e a poluição têm causado danos ao hábitat natural do salmão, fazendo com que a distribuição e a população deste peixe seja reduzida dramaticamente.

Em 1989, o Conselho de Agricultura relacionou o salmão de Formosa como espécie em extinção, segundo a Lei de Conservação de Vida Selvagem e em 1997 o governo do Distrito de Taichung criou o Refúgio do Salmão de Formosa nas partes superiores do Rio Dajia no Parque Nacional Shei-pa.

Parques Nacionais

Parque Nacional Kenting
Parque Nacional Yushan (Montanha Jade)
Parque Nacional Yangmingshan
Parque Nacional Taroko
Parque Nacional Shei-pa
Parque Nacional Kinmen
Parque Nacional Marinho Atol Dongsha

Povo

Taiwan foi classificada pela Freedom House como o país mais livre da Ásia, no relatório de 700 páginas daquela organização, intitulado Liberdade no Mundo 2006 – A Pesquisa Anual de Direitos Políticos e Liberdades Civis. O relatório concede a Taiwan o primeiro lugar em uma escala de 1 a 7 em ambas as principais categorias de direitos políticos e liberdades civis.

Enquanto Taiwan pode ser descrita como uma sociedade predominantemente chinesa ou Han, a sua herança é bem mais complexa do que tal generalização implica. As sucessivas ondas de imigrantes Han pertenciam a uma variedade de sub-grupos com línguas mutuamente ininteligíveis e costumes diferentes. Na Taiwan de hoje, entretanto, as distinções entre eles se apagaram como resultado de extensivos casamentos entre si e do uso universal da língua mandarim chinesa.

Também, Taiwan propriamente dita tem sido um lugar onde imigrantes de diferentes culturas formam uma sociedade integrada, não apenas de sub-grupos distintos, mas também de seus povos indígenas da Austronésia e povos de todo o mundo. Anos recentes, por exemplo, têm testemunhado um grande influxo de imigrantes do Sudeste Asiático.

Em termos de sociedade há um crescente apreço dos legados culturais de mais ou menos doze sub-grupos distinguíveis da Austronésia, que constituem aproximadamente 2% da população. Organizações públicas e privadas se esforçam para vitalizar suas línguas e culturas como pode ser visto com o lançamento da estação de televisão indígena, a ITV, em julho de 2005.

Tal convergência e interação de correntes de humanidade em Taiwan têm ajudado a transformar o seu povo em uma sociedade de coração aberto, que olha para frente e que tem incorporado elementos distintos de civilizações de todo o mundo de maneira distinta e harmoniosa. A adaptabilidade do povo taiwanês às circunstâncias de mudança tem sido fator-chave por trás do seu sucesso na promoção dos valores universais da liberdade, democracia, direitos humanos e estado de direito, bem como no desenvolvimento de Taiwan em uma das maiores economias do mundo.

Você sabia?

Taiwan teve rejeitada a sua representação nas Nações Unidas e na Organização Mundial da Saúde da ONU, apesar do fato de ser mais populosa do que 80% dos países-membros da ONU.

Sistema Político

Níveis de Governo

O Governo Nacional, com sede na cidade de Taipei, compreende a presidência e cinco principais poderes, conhecidos como Yuan. Os governos locais incluem governos de 18 distritos, 5 municipalidades autônomas com o mesmo status hierárquico dos distritos e duas municipalidades especiais. Embora, tecnicamente, também existam um Governo Provincial de Taiwan e um Governo Provincial de Fuchien, eles foram drasticamente reduzidos.

A Presidência

O Presidente é o Chefe de Estado e o Comandante-em-Chefe das Forças Armadas; representa a nação nas relações externas; e tem poderes para nomear os chefes de quatro dos cinco Yuan, ou poderes do governo, incluindo o primeiro-ministro, que chefia o Yuan Executivo. O mandato do Presidente e do Vice-Presidente é de quatro anos com direito a re-eleição para um segundo mandato.

Os Cinco Yuan

O Yuan Executivo compreende oito ministérios e cerca de 30 comissões e agências adicionais, cujos chefes são nomeados pelo primeiro-ministro e formam o Conselho do Yuan Executivo, comumente conhecido como Gabinete. O primeiro ministro tem toda a responsabilidade geral de formular, implementar programas e deve reportar-se regularmente à Legislatura. Além de rever e aprovar a legislação, a Legislatura conduz audiências sobre questões de políticas, revê auditorias e monitora as operações das agências governamentais.

Dos três Yuan restantes o Yuan de Exames é responsável pelo gerenciamento do sistema do serviço civil, o Yuan Judicial opera o sistema de tribunais da nação e o Yuan de controle tem poderes de impedir e censurar autoridades e de auditar agências governamentais.

Nem a nomeação do primeiro-ministro pelo presidente nem as nomeações dos ministros pelo primeiro-ministro estão sujeitas à confirmação pela Legislatura. As nomeações presidenciais dos membros do Yuan de Controle e do Yuan de Exames, bem como dos magistrados do Yuan Judicial, devem ser confirmadas pela Legislatura. O chefe da Legislatura, ou presidente, é eleito pelos legisladores entre suas fileiras.

Partidos Políticos

Atualmente, seis partidos políticos têm assentos no Yuan Legislativo: o Partido Progressista Democrático (DPP), da situação, o Kuomintang (KMT), o Partido do Povo Primeiro (PFP), a União da Solidariedade de Taiwan (TSU), a União da Solidariedade Não-Partidária (NPSU) e o Partido Novo (NP).

A Constituição

A Constituição da ROC, promulgada na China em 1º de janeiro de 1947, não começou a servir à sua finalidade pretendida como alicerce para a governança democrática e o estado de direito antes de 1987, quando a lei marcial foi levantada. Desde então ela tem passado por várias rodadas de revisão – em 1991, 1992, 1994, 1997, 1999, 2000 e 2005 – para torná-la relevante para as condições atuais de Taiwan.

Uma das conseqüências mais importantes dessas emendas é que desde 1991 o governo da ROC tem reconhecido que os seus poderes sob a Constituição e as leis da ROC se aplicam apenas às áreas que ela controla. O presidente e os legisladores da ROC, portanto, são eleitos pelo povo e a eles prestam contas apenas daquelas áreas.

Segundo o último pacote de revisões constitucionais, promulgado em junho de 2005, o número de assentos no Yuan Legislativo será cortado ao meio, dos atuais 225 para 113; o mandato dos legisladores aumentará de três para quatro anos; um novo sistema eleitoral “eleitorado único, duas votações” será instituído; e o poder para ratificar emendas constitucionais será exercido pelo povo de Taiwan atravé.

Relações Exteriores

A ROC é um estado soberano, mantendo a sua própria defesa nacional e conduzindo as suas próprias relações externas. Ela tem plenas relações diplomáticas com 24 países e laços substantivos com outras 140 nações. Ela é membro ativo de 26 organismos intergovernamentais, incluindo a Organização Mundial do Comércio, o Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico e o Banco de Desenvolvimento Asiático.

Também, Taiwan tem status de observador ou é membro associado em outros 17 organismos intergovernamentais, tais como a Organização de Cooperação Econômica e Desenvolvimento, Banco de Desenvolvimento Inter-Americano, Grupo Ásia-Pacífico sobre Lavagem de Dinheiro e o Grupo Egmonte, o qual, da mesma forma, combate fluxos ilegais de divisas. Enquanto isso, organizações não-governamentais taiwanesas (ONGs) participam das atividades de mais de 2.000 ONGs internacionais.

Não obstante, Taiwan fica de fora das Nações Unidas. Isto é uma grave injustiça, dado o fato de que ela é uma nação plenamente capaz e desejosa de cumprir todas as obrigações de um estado-membro da ONU, sob a Carta da ONU; ela é mais populosa do que mais de ¾ dos estados-membros da ONU; ela foi a 19ª maior economia e a 16ª maior nação comercial em 2005; ela coopera estreitamente com outros governos para acabar com o terrorismo e com o crime internacional; e, mais importante, é um exemplo brilhante de uma sociedade livre e democrática que se esforça para agir em conformidade com todos os acordos da ONU sobre direitos humanos.

A exclusão de Taiwan das Nações Unidas, bem como de várias organizações governamentais internacionais, deve-se ao obstrucionismo da China, cujo comportamento viola tanto o espírito quanto o conteúdo da Carta da ONU e os acordos da ONU sobre os direitos humanos.

Apesar das limitações sobre a habilidade de Taiwan de participar plenamente de importantes organismos internacionais, Taiwan continua compromissada com a comunidade internacional para criar um mundo melhor. Além dos programas de ajuda externa de longo prazo de Taiwan, os seus setores público e privado são bastante ativos na prestação de assistência humanitária em todo o mundo. Mais de 30 ONGs taiwanesas têm prestado ajuda emergencial em mais de 50 países.

Você sabia?

Taiwan foi a 16ª maior nação comercial do mundo em 2005.

Relações Taiwan-China

Em todo o mundo, a República da China é comumente conhecida como Taiwan, enquanto a República Popular da China é conhecida como China. Desde que a PRC foi fundada em 1949 e o governo da ROC foi transferido para Taiwan, este último tem exercido soberania somente sobre Taiwan e algumas pequenas ilhas.

Durante os anos da Guerra Fria, os governos da ROC e da PRC reivindicavam soberania tanto sobre a China como sobre Taiwan.

Esta situação tem mudado dramaticamente – pelo menos do ponto de vista de Taiwan. O governo da ROC cessou de fazer reivindicações de soberania sobre territórios governados pela PRC, e ele e o povo de Taiwan têm se esforçado para promover intercâmbios amistosos, de benefício mútuo. Em resposta à liberalização econômica na China e compartilhando a crença de outras nações democráticas segundo a qual um próspero povo chinês criaria uma China mais democrática e amante da paz, o governo de Taiwan suspendeu muitas restrições sobre investimentos voltados para a China. Atualmente, Taiwan é um dos maiores investidores na China e cerca de um milhão de especialistas gerenciais e técnicos de Taiwan, com suas famílias, vivem e trabalham na China.

Infelizmente, as autoridades chinesas não têm retribuído a boa-vontade de Taiwan nem tem vivido à altura das esperanças de nações democráticas de uma sociedade chinesa mais livre.

A respeito das relações através do Estreito, elas têm:

Persistido na negação da existência do governo da ROC e na recusa de comunicação com os líderes devidamente eleitos do povo taiwanês; Intensificado seus esforços para restringir o espaço de manobra internacional de Taiwan para impedir a sua participação em fóruns internacionais; Colocado cerca de 800 mísseis balísticos voltados para Taiwan, no Estreito de Taiwan, e apressado preparativos para criar uma força de ataque capaz de surpreender as defesas de Taiwan enquanto impede outras nações de vir em sua ajuda; e Em março de 2005, aprovou uma “lei anti-secessão”, que conclama por uma ação “não-pacífica” contra Taiwan se ele não se submeter aos ultimatos de unificação da China.

Taiwan, não obstante, continua a encorajar relações amistosas através do Estreito. Por exemplo, ele tem explorado maneiras de expandir os serviços de vôos fretados diretos através do Estreito e abrir Taiwan para turistas chineses. Os feriados do Ano Novo Lunar de 2005 testemunharam os primeiros vôos fretados de passageiros entre Taiwan e China.

Entre 29 de janeiro e 20 de fevereiro, 12 transportadoras aéreas de Taiwan e da China fizeram 48 vôos ligando Taipei e Kaohsiung com Beijing, Shanghai e Guangzhou. Os primeiros vôos fretados diretos levando carga de Taiwan decolaram em julho de 2006. E o primeiro vôo direto de ambulância da China para Taiwan ocorreu em setembro de 2006.

Apesar das preocupações com a segurança nacional, a maioria dos taiwaneses está confiante que ao permitir que turistas chineses venham a Taiwan, isso fará com que os visitantes ganhem um apreço em primeira mão das virtudes de um modo livre de viver. Se a China puder afirmar e manter os mesmos valores universais que Taiwan, não haverá dúvidas quanto a um futuro brilhante para as relações Taiwan-China.

Você sabia?

Taiwan tem um programa de seguro-saúde que cobre 99% de sua população.

Economia

"Sem recursos naturais significativos, Taiwan construiu sua vantagem competitiva sobre seu capital humano, criando um modelo que outros países fariam bem em seguir...

... Taiwan demonstra as vantagens que a visão estratégica de longo prazo, combinada ao gerenciamento adaptativo, pode conferir.”

Seminário Executivo

Relatório de Tecnologia de Informação Global 2005-2006

Fórum Econômico Mundial

Apesar da pressão inflacionária causada pela alta nos preços do petróleo, a economia de Taiwan apresentou um desempenho respeitável em 2005, com um crescimento real do PIB de 4,03%. Naquele ano, Taiwan foi a 19ª maior economia e a 16ª maior nação comercial do mundo. Dados de julho de 2006 mostram que ela tinha a 4ª maior reserva externa do mundo.

Pesquisas oficiais anuais das maiores economias do mundo – incluindo aquelas realizadas pelo Fórum Econômico Mundial, Inteligência de Risco Ambiental de Negócios, Instituto Internacional para o Desenvolvimento Gerencial e a Economist Intelligence - têm consistentemente classificado Taiwan entre as maiores nações do mundo com respeito ao potencial para crescimento econômico de longo prazo e desenvolvimento tecnológico. Os resultados da pesquisa para 2005-2006 não são exceções

Posicionamento em Pesquisas Globais
Tópico da Pesquisa
 (Data de Publicação)
Classificação/
Status
Instituição de Pesquisa Países Pesquisados
Índice de redes instaladas
 (maio de 2006)
7 Fórum Econômico Mundial 115
Competitividade global 
(setembro de 2006)
13 Fórum Econômico Mundial 125
Clima de investimentos 
(agosto de 2006)
6
(1A)
Inteligência de Risco Ambiental de Negócio 50
Panorama de ambiente de negócios para 2005-2009 
(março de 2006)
19 Economist Intelligence Unit 82
Percepções de corrupção
(novembro de 2006)
34 Transparência Internacional 163
Desempenho ambiental
(janeiro de 2006)
24 Universidade de Yale 133
Penetração de Banda Larga
(agosto de 2006)
12 União Internacional de Telecomunicações da ONU 20 maiores
Administração pública eletrônica (E-government)
(setembro de 2006)
2 Universidade Brown 198

Como nos anos anteriores, a manufatura de tecnologia de ponta foi o setor de melhor desempenho em 2005-2006, respondendo por 54,2% do valor de produção no setor manufatureiro em 2005. A maior parte do faturamento do setor de tecnologia de ponta foi gerada por empresas situadas no Parque de Ciências de Hsinchu, Parque de Ciências do Sul de Taiwan e Parque de Ciências de Taiwan Central.

O Conselho de Ciência Nacional previu que o faturamento combinado dos três parques em 2006 alcançaria a marca de NT$ 2 trilhões (US$ 61 bilhões) representando um crescimento de mais de 40% sobre o ano anterior. O setor de melhor desempenho durante o primeiro semestre de 2006, esnobando um crescimento de 54% foi o segmento de optoeletrônica, o qual inclui fabricantes de monitores de tela plana bem como células de energia solar e equipamentos afins. Em segundo lugar ficou o equipamento de precisão, com o aumento de 40% nas vendas.

A partir do fim do segundo trimestre de 2006, Taiwan liderou na produção de grandes painéis de LCD, excedendo em 45% nas remessas globais. Embora o valor de produção do setor de semicondutores de Taiwan como um todo cresceu apenas 1,7% em 2005, não obstante ele manteve uma participação de mercado global de 67% no setor de manufatura de chips de circuito integrado (CI) – uma indústria pioneira em Taiwan – bem como 45% do mercado de empacotamento de CI e 60% do mercado de testes de CI. Com dez fundições de chips de CI de 12 polegadas atualmente em operação e mais oito em construção, os fabricantes de chips de Taiwan estão solidamente posicionados para manter a liderança na manufatura de contratos nos anos vindouros.

Embora as partes fundamentais de Taiwan no setor manufatureiro permaneçam fortes, tem havido preocupação crescente com o impacto sobre a economia de Taiwan por causa das fugas, em larga escala, de capital, talento e conhecimento tecnológico para a China e com a crescente dependência de Taiwan em termos de comércio com a China.

Investimentos externos aprovados em 2005, na casa dos US$ 8,45 bilhões, foi o dobro do investimento interno aprovado, e mais de 70% daquela quantia foi para a China. Enquanto isto, 38% das exportações de Taiwan foram para a China (incluindo Hong Kong e Macau), sendo que a maior parte era constituída de componentes de tecnologia de ponta para as linhas de montagem de empresas taiwanesas engajadas na fabricação de computadores e produtos eletrônicos.

Com o objetivo de desenvolver estratégias a longo prazo para incentivar empresários taiwaneses a investir mais em Taiwan, criar produtos distintos de classe superior e diversificar seus investimentos no exterior, o Yuan Executivo realizou a Conferência sobre a Sustentação do Desenvolvimento Econômico de Taiwan em julho de 2006. Vindos das mais amplas partes da sociedade, os participantes chegaram a várias centenas de consensos sobre medidas para melhorar o ambiente de investimentos da nação, assistir empresas locais no desenvolvimento de mercados globais e, de modo geral, revigorar a economia de Taiwan.

Em outubro, o Yuan Executivo anunciou o esboço preliminar de um programa de nove anos, no valor de US$ 35 bilhões, para implementar algumas das recomendações fundamentais da conferência de julho, abordando as necessidades em cinco grandes áreas – desenvolvimento industrial, mercados financeiros, recursos humanos, infra-estrutura pública e bem estar social. Projetos de infra-estrutura a serem lançados durante o primeiro estágio do programa, no ano de 2008, incluem aqueles voltados para recursos hídricos, controle de enchentes e rede de distribuição de água.

Também, as agências governamentais estão se preparando para agir sobre outros consensos alcançados durante a conferência de julho a respeito de software social o qual é fundamental para o desenvolvimento econômico, tais como reforma educacional e aprimoramento da coordenação entre diferentes níveis e departamentos de governo.

Os últimos anos, também, têm visto o nível crescente de atenção governamental para estimular o empreendimento cultural em reconhecimento de seus múltiplos benefícios. Além de ajudar a desenvolver indústrias criativas que possam competir regional e globalmente, programas governamentais ligados à cultura são dirigidos ao aprimoramento da qualidade de vida, resultando em pessoas bem desenvolvidas e permitindo que o mundo aprecie melhor o panorama humanista e a criatividade do povo de Taiwan.

2005 – Perfil Econômico 
PIB:
 US$ 346,4 bilhões 
O SETOR DE SERVIÇOS
 representou 73,33% do PIB. Os atores principais neste setor incluíam operadores de atacado e varejo (18,27% do PIB), serviços financeiros (19,03%) e empresas imobiliárias e de leasing (9,90%). 
O SETOR DE MANUFATURA
 representou 21,40% do PIB. Importantes bens manufaturados incluíam chips de circuito integrado, telas de cristal líquido (LCD), outros componentes de semicondutores e eletrônicos, instrumentos de precisão, máquinas elétricas, aparelhos mecânicos e elétricos, têxteis, veículos a motor e outros equipamentos ligados a transporte, plásticos e outros produtos petroquímicos, ferro e aço. 
O SETOR DE AGRICULTURA 
respondeu por 1,70% do PIB. Os principais produtos incluíam arroz, verduras, frutas, flores e chá. A criação de animais incluía criação de suínos, aves e operações de laticínios. A agricultura orgânica continua a crescer em escala à medida que o público se torna mais consciente em termos de saúde e meio ambiente.

Você sabia?

Taiwan tem o edifício mais alto do mundo, o Taipei Financial Center, ou “Taipei 101”, bem como o pico mais alto da Ásia Oriental, a Montanha Jade.

2005 – Perfil de Comércio e Investimento 
Volume de Comércio Bilateral: US$ 381 bilhões 
Exportações: US$ 198,4 bilhões 
Importações: US$ 182,6 bilhões

Principais Destinações de Importações

China (incluindo Hong Kong e Macau) 38,0%
Estados Unidos 15,1%
União Européia 11,6% (Alemanha 2,3%), Japão 7,6%, Cingapura 4,0% e Coréia do Sul 2,9%

Principais Fontes de Importações

Japão 25,3%
China incluindo Hong Kong e Macau 13,0%, Estados Unidos 11,6%
União Européia 9,6% (Alemanha 3,4%), Coréia do Sul 7,3%
Arábia Saudita 4,1% e Cingapura 2,7%

Reservas Externas

US$ 260 bilhões (julho de 2006) 
Investimento Interno Direto Aprovado 
US$ 4,23 bilhões 
Investimento Externo Direto Aprovado 
US$ 8,45 bilhões (para a China: US$ 6,01 bilhões).

Ciência e Tecnologia

Pelo sétimo ano consecutivo, Taiwan ficou em 4º lugar no mundo em 2005 no número de patentes americanas concedidas a seus cidadãos – 5.118 patentes de utilidades e 870 patentes de design – atrás dos Estados Unidos, Alemanha e Japão. Naquele ano, Taiwan ficou em 2º lugar entre as nações em termos do número de patentes americanas por unidade de população, com uma proporção de 262 patentes por milhão de pessoas, em comparação com 277 por milhão nos Estados Unidos.

O governo de Taiwan tem desempenhado um papel importante no estimulo ao desenvolvimento de empresas de tecnologia de ponta ao conceder generosos incentivos de investimento e assistência, incluindo capital para a criação de cerca de 60 centros de incubadoras de negócios, em sua maior parte dirigidos por universidades.

O Instituto de Pesquisa de Tecnologia Industrial (ITRI), gerido com fundos governamentais, em particular, merece muito mais crédito pela rápida ascensão de Taiwan a liderança global nos setores de tecnologia da informação e comunicações, bem como outros setores de tecnologia de ponta. Com uma equipe de milhares de cientistas, engenheiros, especialistas legais e outros profissionais e com excelentes instalações de pesquisas e relações cooperativas com outras instituições de pesquisa em todo o país, ele está singularmente equipado para ajudar empresas a desenvolver novos produtos e criar novas empresas.

Em agosto de 2005, o OpenLab do ITRI, em Hsinchu, foi homenageado como o melhor centro de incubadoras de negócios da Ásia pela Associação Asiática de Incubadoras de Negócio. Desde a sua abertura em 1996, ele tem ajudado na criação de mais de 130 empresas de tecnologia de ponta. Na realidade, bem antes de o OpenLab entrar em funcionamento, o ITRI foi fundamental na criação de várias empresas que continuaram a liderar posições relevantes no mercado global, incluindo a Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC) e a United Microelectronics (UMC).

Você sabia?

Taiwan ficou em 1º e 2º lugar no mundo em 2005 e 2006, respectivamente, nas pesquisas de administração pública eletrônica (E-government), realizadas pela Universidade Brown, nos Estados Unidos.

Valor de Produção / Participação Global de Produtos de TI & Serviços Feitos em Taiwan em 2005

Nº 1 no Mundo
Item Valor de Produção
Unidade: 
US$ milhões
Participação 
Global (%)
Fabricação dechips de CI sob encomenda 11.297 67,4
Embalagem dechips de CI 5.528 44,8
Testes de CI 2.096 60,0
Máscara ROM 280 91,2
Nº 2 no Mundo
Item Valor de Produção
Unidade: 
US$ milhões
Participação 
Global (%)
Design de chipde CI 7.966 19,6
Chips DRAM 5.640 22,0
Produtos WLAN 517 23,0
Painéis planos TFT-LCD de tamanho grande 17.787 41,1
Painéis planos TN/STN LCD 1.248 20,0
Painéis planos OLED 144 25.9
Substrato de CI 1.328 23,0

Educação

Como parte dos esforços para promover a excelência na educação superior, o governo central gastará uma média de US$ 1,5 bilhões anualmente, de 2006 a 2008, para ajudar as universidades a realizar reformas organizacionais, integrar recursos e tornar-se líderes reconhecidos globalmente em suas respectivas áreas de atuação.

Uma outra demonstração do compromisso do governo com o aprimoramento do ambiente acadêmico de Taiwan é a dramática transformação pela qual tem passado a Academia Sinica – a instituição de pesquisa de maior prestígio da nação. Nos últimos 12 anos, o seu orçamento operacional foi quadruplicado; seus departamentos se expandiram muito e novas instalações foram construídas; e o número de pesquisadores em tempo integral mais do que duplicou e incluiu muitos cientistas de classe mundial. A academia Sinica tem 23 institutos em três divisões – Matemática e Ciências Físicas, Ciências da Vida e Humanidades e Ciências Sociais.

Os jovens de Taiwan têm recebido medalhas em competições internacionais. Os 23 estudantes taiwaneses de nível secundário que participaram das Olimpíadas Internacionais de Ciência em física, química, matemática, biologia e informática em 2005 trouxeram para casa 12 medalhas de ouro, 9 de prata e 2 de bronze. Em março de 2006, estudantes da Universidade Da Yeh, no Distrito de Changhua, venceram seus competidores em um torneio internacional de sumô de micro robôs realizado pela Universidade de Ciências de Tóquio. Eles ganharam três primeiros prêmios, dois segundos prêmios e um prêmio por design artístico em cinco categorias de competição.

Perfil Educacional 2005 – 2006

Taxa de alfabetização (15 anos ou acima): acima de 97% 
Dotação governamental para a educação: 
18,5% de gastos combinados de governo central e local, representando mais de 5% do PIB (2005). 
Instituições de educação superior:
 162 (145 universidades e faculdades, 17 faculdades júnior)

Estudantes matriculados em instituições de ensino superior:

Total: 1,3 milhões 
Programas de mestrado: 150.000 
Programas de doutorado: 27.531 
Taiwaneses estudando no exterior: 
33.000

Mídia em Taiwan

Nos resultados da pesquisa Liberdade de Imprensa 2006, publicada pela Freedom House nos Estados Unidos, a mídia de Taiwan é avaliada como “livre”. Ela compartilha com Taiwan e quatro outros países a 11ª nota mais alta entre 20 (em uma escala de zero a cem, onde zero é perfeito), maior do que 81% dos 194 países estudados.

Enquanto isso, segundo o Índice Mundial de Liberdade de Imprensa 2006, o qual detalha os resultados de uma pesquisa realizada pela organização Repórteres sem Fronteiras, de Paris, Taiwan ficou em 43º lugar, com uma nota melhor do que 74% dos 168 países pesquisados, incluindo Japão e Estados Unidos.

No mundo das publicações, Taiwan é conhecida por sua Exposição Internacional de Livros de Taipei, a maior feira de livros na Ásia, a qual atrai centenas de editores de todo o mundo.

Perfil da Mídia (1º de agosto de 2006)

Estações de rádio: 178 
Estações terrestres de televisão (sem fio):
 5 
Companhias de TV a cabo:
 69 
Companhias de produção de programas de rádio e TV:
 6.551 
Companhias de produção de áudio (CDs, etc.):
 6.537 
Fornecedores de programas de transmissão por satélite: 
143 
Operadores de serviços de transmissão por satélite:
 8 
Jornais:
 2.469 
Revistas:
 4.707 
Editores de livros:
 8.829 
Mídia estrangeira com correspondentes em Taiwan:
 73

Fonte: www.roc-taiwan.org.br

Taiwan

Nome formal: República da China (ROC)

População: 23 milhões (governo, República da China, 2011)

Capital: Taipei

Área: 36.188 km ² (13.972 milhas quadradas)

Principais idiomas: chinês mandarim (oficial), Min Nan Chinês (Taiwan), Hakka

Principais religiões: Taoísmo, Budismo, Cristianismo

Expectativa de vida: 76,2 anos (homens), 82,7 anos (mulheres) (estatísticas do governo)

Unidade monetária: Novo Dólar de Taiwan (NT $)

Principais exportações: Eletrônica, ópticos e instrumentos de precisão, produtos de informação e de comunicação, têxteis

Domínio da Internet:. Tw

Código de discagem internacional: 886

Perfil

Taiwan é uma ilha que tem para todos os efeitos práticos, independente desde 1950, mas que a China considera como uma região rebelde que deve se reunir com o continente - pela força, se necessário.

China reclama soberania sobre Taiwan desde o fim da guerra civil chinesa em 1949, quando o governo nacionalista derrotado fugiu para a ilha, como os comunistas, sob Mao Tsé-tung, chegou ao poder.

Longa tensão com o continente tem facilitado uma vez que a China-friendly Presidente escritório Ma Ying-jeou tomou em maio de 2008. Em julho de 2009, os líderes da China e Taiwan trocaram mensagens diretas, pela primeira vez em mais de 60 anos, embora em suas funções partidárias respectivas, e não como líderes nacionais.

E em junho de 2010, os dois países assinaram um pacto comercial histórico que foi descrita por alguns analistas como o acordo mais significativo em 60 anos de separação.

Antecessor de Ma, Chen Shui-bian, enfureceu a China com movimentos para a independência formal, e as relações tinham sido severamente tensas.

Apesar do recente degelo, as autoridades de Taiwan se queixam de que Pequim mantém aumentando o número de mísseis de curto alcance com vista a Taiwan.

No passado, a ameaça militar do continente tem sido parcialmente compensado pela relação fundamental entre Taipé e Washington, que é o principal fornecedor de armas para a ilha - um dos maiores compradores mundiais de armas. Pequim regularmente expressa raiva em vendas de armas dos EUA a Taiwan.

Isolamento diplomático

China insiste que as nações não podem ter relações oficiais com a China e Taiwan, com o resultado que Taiwan tem relações diplomáticas formais com apenas duas dezenas de países - Pacífico, América Latina e Africano estados do principal.

Taiwan não tem assento nas Nações Unidas, tendo perdido para a China em 1971. Repetidas tentativas para recuperar a representação na ONU foram bloqueados.

Apesar de seu isolamento diplomático, Taiwan tornou-se um dos grandes comerciantes da Ásia. Considera-se ter alcançado um milagre econômico, tornando-se um dos maiores produtores mundiais de tecnologia de computador.

E as tensões do passado, não obstante, Taiwan e China gozam de relações comerciais saudáveis. China é o número de Taipei um mercado de exportação.

Durante décadas, a ilha era um estado autoritário de partido único governado pelo Partido Nacionalista (Kuomintang ou KMT), que, sob Chiang Kai-shek controlado grande parte da China antes dos comunistas ascensão ao poder, em 1949.

No início de 1990, no entanto, de Taiwan, fez a transição para a democracia eo monopólio do KMT no poder terminou completamente em 2000, com a eleição do presidente Chen Shui-bian, do opositor Partido Democrático Progressista (DPP).

Ao contrário do KMT, que busca uma Europa unida, não-comunista da China, Chen foi um defensor apaixonado da independência formal, esticando as relações com Pequim.

Alegações de corrupção minou a popularidade de Chen e contribuiu para a perda do DPP a um KMT ressurgente na eleição presidencial de 2008.

Uma cronologia dos principais eventos:

2000 Março - Chen Shui-bian, vence as eleições presidenciais, terminando a Nacionalista (Kuomintang) Partido monopólio de 50 anos de poder.

2000 Maio - Chen Shui-bian diz em seu discurso de posse que ele não vai declarar a independência, enquanto a China não atacar. Ele diz que não vai convocar um referendo sobre a independência, nem abolir projeto oficial de Taipei para uma reunião eventual com a China continental.

China responde acusando-o de falta de sinceridade, e dizendo que ele fugiu da questão fundamental de saber se ele considerava Taiwan faz parte da China.

De agosto de 2000 - O presidente Chen Shui-bian pára mais rapidamente nos Estados Unidos antes de começar uma turnê de duas semanas da América Central e África. Ele não recebe boas-vindas oficial.

Outubro de 2000 - Governo suspende trabalho na construção de uma usina de energia nuclear, o que provocou uma fila grande político. Ele argumenta que a instalação - aprovado e iniciado sob o governo anterior - não seria uma fonte segura de energia.

Outubro de 2000 - Chang Chun-hsiung toma posse como primeiro-ministro. Ele substitui Tang Fei, do principal partido da oposição nacionalista, que deixou o cargo em meio a disputas com o presidente Chen, sobre questões que incluem a demolição da usina nuclear.

Abril de 2001 - O exilado líder espiritual tibetano, o Dalai Lama, encontra o presidente Chen durante uma visita que atrai forte oposição da China.

Abril de 2001 - EUA diz que vai avançar com a venda de submarinos, navios de guerra e aviões anti-submarino, mas não o solicitado naval de combate Aegis sistema de radar. Protestos da China e do presidente George W Bush promete ajudar Taiwan a China deveria invadir.

Sabre de chocalho

Junho de 2001 - Taiwan-teste anti-incêndios Patriot sistema de defesa antimísseis comprou dos EUA, como a China realiza exercícios militares que simulam invasão da ilha.

Novembro de 2001 - Taipei levanta uma proibição de 50 anos sobre o comércio direto e investimento com a China.

De dezembro de 2001 - Nacionalista Kuomintang partido (KMT) perde sua maioria parlamentar pela primeira vez.

Janeiro de 2002 - Taiwan oficialmente entra na Organização Mundial do Comércio, apenas algumas semanas depois da China.

Maio de 2003 - Forte aumento nos casos de vírus da Sars pneumonia-like.

Julho de 2003 - Taiwan é o país final a ser removido da OMS da lista de países que foram duramente atingidos pelo vírus da Sars.

Novembro de 2003 - Taiwan revela a 508 metros Taipei edifício 101, que diz que é o mais alto do mundo.

Novembro de 2003 - O Parlamento aprova lei para permitir referendo sobre a declaração de independência a China deveria atacar. Referendo sobre soberania e mudando o nome do país não são sancionadas.

Segundo mandato de Chen

Março de 2004 - O presidente Chen Shui-bian ganha um segundo mandato por uma margem delgado. Sua vitória segue uma aparente tentativa de assassinato contra ele na véspera das eleições.

Novembro de 2004 - Tribunal rejeita desafio da oposição de que o presidente Chen Shui-bian, venceu a eleição presidencial de março de injustamente.

De janeiro de 2005 - Avião fretado para o feriado do Ano Novo Lunar fazer os primeiros voos diretos entre Taiwan e China desde 1949.

Março de 2005 - Taiwan condena uma nova lei chinesa dando a Pequim o direito legal de usar a força deve Taipé declarar independência formal.

Abril de 2005 - National Party (KMT), Lien Chan líder visita China para a primeira reunião entre os líderes do Partido Nacionalista e Comunista desde 1949.

Junho de 2005 - Reforma requerem futuras emendas constitucionais a ser submetida a um referendo desperta preocupação da China de que será mais fácil para os ativistas para promover movimentos para a independência.

Julho de 2005 - National Party (KMT) elege prefeito de Taipei, Ma Ying jeou como seu novo líder.

Presidente sob pressão

Dezembro de 2005 - Oposição triunfa KMT nas eleições municipais. O resultado é interpretado como um voto intercalar de não confiança no presidente Chen Shui-bian.

Fevereiro de 2006 - Taiwan recados do Conselho de Unificação Nacional, órgão criado para lidar com a reunificação com o continente. China diz que a decisão poderia trazer "desastre".

Junho de 2006 - Sob pressão por alegações de corrupção contra um membro da família, o presidente Chen cede alguns de seus poderes ao primeiro-ministro.

Outubro de 2006 - O presidente Chen sobrevive a uma tentativa do parlamento para forçar um referendo sobre seu governo - o segundo em quatro meses. Seus adversários e simpatizantes para as ruas.

De dezembro de 2006 - Um terremoto off Taiwan corta cabos submarinos, de corte ou limitação de telecomunicações em toda a região.

China destaca Taiwan como ameaça à segurança em planos de atualização militar.

De janeiro de 2007 - Taiwan defende livros didáticos de história, que se referem a China. Pequim acusa Taipei de introduzir ideologias independência em sala de aula.

Março de 2007 - jornal relata que Taiwan tem testou míssil de cruzeiro capaz de atingir Xangai ou Hong Kong.

Março de 2007 - O governo de Taiwan inicia remoção estátua de Chiang Kai-shek de Kaohsiung, o que provocou protestos.

Abril de 2007 - China e Taiwan conflito sobre rota de revezamento da tocha olímpica de Pequim 2008 à frente de jogos.

De agosto de 2007 - O país tenta se juntar a ONU pela primeira vez sob o nome de Taiwan, em vez de o título oficial de República da China. O pedido foi rejeitado.

2008 Janeiro - KMT Oposição ganha vitória esmagadora nas eleições parlamentares, batendo Partido Democrata presidente Chen Shui-bian de Progressista (DPP). Chen desce do cargo de presidente do DPP.

Nacionalistas de volta no poder

Março de 2008 - eleições presidenciais. Ma Ying-jeou do Partido Kuomintang oposição é eleito presidente.

Junho de 2008 - Primeiras conversações formais com a China desde o diálogo foi suspenso em 1999.

De julho de 2008 - O presidente Ma pede desculpas para a morte e prisão de dezenas de milhares de dissidentes políticos nas décadas de 1950 e 60 - período conhecido como o terror branco. A violência ocorreu quando a lei marcial foi imposta pelo partido Kuomintang após seus líderes fugiram para a ilha em 1949, no final da guerra civil chinesa.

De novembro de 2008 - A mais alta classificação oficial chinesa para visitar Taiwan, em mais de meio século mantém conversações em Taipei para melhorar as relações. A visita de Chen Yunlin, principal negociador da China em Taiwan, foi recebido com protestos de apoiantes da independência.

O ex-presidente Chen Shui-bian, preso e acusado de suborno de lavagem de dinheiro e desvio de fundos do governo. Chen disse que as acusações foram politicamente motivadas.

De dezembro de 2008 - Presente de dois pandas gigantes da China vista como uma melhoria nas relações.

Do Estreito de distensão

2009 Março - O ex-presidente Chen Shui-bian vai a julgamento por acusações que incluem aceitar suborno, lavagem de dinheiro e extorsão.

2009 Abril - China cai objeções de longa data com a participação de Taiwan na Organização Mundial de Saúde. Taiwan diz que vai levantar proibição de investimentos da China.

2009 Maio - O presidente chinês Hu Jintao eo presidente do Kuomintang governar (KMT), partido, Wu Po-hsiung, concorda com as negociações sobre um pacto comercial amplo.

De julho de 2009 - Os líderes de China e Taiwan troca de mensagens diretas, pela primeira vez em mais de 60 anos, em um sinal de laços de aquecimento.

Presidente Ma Ying-jeou é eleito chefe do partido no poder, o Kuomintang.

De agosto de 2009 - O tufão Morakot atinge sul de Taiwan, deixando centenas de mortos em enchentes e deslizamentos de terra. Em setembro, o primeiro-ministro Liu Chao-Shiuan renuncia em meio a críticas de resposta do governo.

De janeiro de 2010 - EUA aprova venda de mísseis de defesa aérea de Taiwan sob um proposto pacote de braços US $ 6,7 bilhões. China suspende contatos militares com os EUA, impõe sanções a empresas americanas envolvidas.

Pacto comercial

Junho de 2010 - Taiwan e China marco sinal pacto de livre comércio visto como um acordo mais significativo em 60 anos de separação.

2011 Fevereiro - Um alto oficial do exército é detido por suspeita de espionagem para a China.

2011 Março - Cinco assassinos condenados são executados, o segundo uso da pena de morte no ano passado.

2012 Janeiro - O presidente Ma Ying-jeou ganha um segundo mandato.

2012 Julho - contratos de Taiwan economia em três meses para final de junho, como a desaceleração global pesaram sobre exportação de países dependentes.

Economia contraiu 0,16% em comparação com o ano anterior.

2012 Agosto - China e Taiwan sinal negócio proteção do investimento que configura canais formais para resolver disputas. Ele detalha os direitos dos investidores de Taiwan se detidos pelas autoridades chinesas e vice-versa. A China é o maior parceiro comercial de Taiwan, com o comércio bilateral de US $ 110 bilhões (R $ 70 bilhões) por ano.

2013 Janeiro - O Japão se volta de um pequeno barco de Taiwan do Mar da China Oriental ilhas reivindicada pela China e Taiwan. A linha deixou laços entre Tóquio e Pequim severamente tensas. Quatro navios da guarda costeira de Taiwan acompanharam o barco. As ilhas são chamadas de Senkaku no Japão, em Taiwan e Diaoyutai Diaoyu na China.

Fonte: news.bbc.co.uk

Taiwan

O Milagre de Taiwan representa uma grande transformação na República da China em Taiwan, tanto a prosperidade e democracia que transformou-se em uma sociedade civil, como o grande desenvolvimento econômico, e também um enorme crecimento cultural, permitindo o progresso da República da China em Taiwan uma democracia vibrante e moderna.

Sociedade

Nesse processo de Milagre de Taiwan, a República da China em Taiwan transformou-se em uma sociedade civil nos últimos cinqüenta anos. A força por trás desta virada é a união do povo Taiwanês, que batalha por uma vida melhor e uma sociedade mais humana.

Esta mudança na sociedade de Taiwan exigiu além dos esforços e a abertura de mente dos setores públicos e privado, o desenvolvimento da conscientização e preocupação do público sobre vários ângulos sociais em questão.

As mudanças afetaram a estrutura da população de Taiwan, o ritmo da urbanização, a vitalização sócio-econômica.

A integração étnica

Atualmente, os habitantes de Taiwan são dividios em quatro principais grupos étnicos: o povo indígena; o povo Hakka, da Província de Guadong; o povo Min Meridional do sul do Rio Min na Priovíncia de Fukian; e os habitantes do continente, que seguiram o governo nacionalista para a ilha depois que os comunistas chineses tomaram o controle do continente em 1949. Os Mins Meridionais e os Hakkas representam mais de 80% da população, enquanto os habitantes do continente ocupam mais de 16% e o povo indígena menos que 2%.

Com exceção dos grupos indígenas, outros três começaram o processo de procura de uma nova identidade, chamado de "indigenização". O primeiro estágio foi completado quando os primeiros colonizadores de Guangdong e Fujian começaram a se identificar com a terra na qual eles viviam, masi tarde eles autodenominaram como nativos de Taipei.

E na véspera do Dia da Devolução, foi enfatizado a toda população como "Novos Taiwaneses", porque todas as pessoas que vivem na ilha, não importando quando elas se mudaram para lá, elas têm sido igualmente importantes em termos de sua contribuição para o desenovlmento da ilha.

Taiwan é visto por alguns como uma ilha de imigrantes, cheia de desafios que servem para estimular a população a se desenvolver ao máximo de seu potencial, sem sentir o peso da tradição.

Porém, ao mesmo tempo, a tendência rumo a indigenização e a identidade taiwanesa têm trazida certa desarmonia. Segundo a pesquisa do Conselho de Assuntos do Continente feita em outubro de 1998, 38% da população de Taiwan sentiam que eles eram taiwaneses ao invés de chineses, enquanto 12% achavam que eles eram chineses e não taiwaneses, e cercade 45% abraçam a dupla identidade.

O termo "chinês"pode ser tanto político como cultural. Os participantes da pesquisa que se identificaram como taiwaneses entenderam que a pesquisa não estava perguntando-os sobre a sua preferência política, 38% da população negam um vínculo cultural com outro lado do Estreito de Taiwan. Alguns políticos são a favor de separar culturalmente Taiwan da China continental, mas outros acredita que a ilha é influenciada pelo continente em termos de cultura.

Esse termo é também enganoso no cenário da política do dia a dia em Taiwan. A percentagem de pessoas em Taiwan que abraçam uma identidade chinesa poderá flutuar de semana a semana ou mês a mês, em função da maneira da qual a República Popular da China se comporta em relação a ilha. Hoje em dia, 83% da população se identificam como "taiwaneses"ou "chineses taiwaneses".

Em geral, cidadãos mais velhos e com menos educação formal tendem a ter uma consciência mais forte de etnia, isso se deve à política governamental passada de Taiwan que se opunha à situação social. Como no caso da política de linguagem passada do governo, a qual promovia o mandarim como a língua nacional mas que ignorava e às vezes suprimia outras línguas.

Políticas de exclusão de linguagem contribuíam indiscutivelmente para o sentimento de solidariedade entre o povo "taiwanês" em oposição ao governo e aos habitantes do continente de língua mandarim em geral. Atualmente, as línguas aborígenes são promovidas na ilha e ensinadas em escolas elementares. Comparado com a língua oficial, o taiwanês atrai cada vez mais atenção, e é falada em lugares públicos por muitas pessoas, inclusive autoridades governamentais, na esperança de se aproximar do público.

Um outro passo importante para estabelecer a linha entre os grupos étnicos foi quando o Ministério do Interior decidiu modificar o formato das carteiras de identidade da ROC.

No verso da carteira tinha um quadrado que incluía o local nativo do portador, o qual identificava o local do qual o pai dele se emigrou do continente chinês ou a cidade natal em Taiwan do portador; em 1986 acresceu outro quadrado que mostrava o local de nascimento do portador; porém, a partir de 1992o quadrado do local nativo fica simplesmente em branco. Tal reforma confere mais importância à experiência de vida do portador na ilha e ajuda a facilitar o processo de indigenização.

Na moderna sociedade de Taiwan quanto mais jovem a pessoa mais fraca a sua consciência de etnia. Portanto, é bom emergir mais saudável o passado, mas a tarefa de desarmar totalmente as tensões étnicas permanece inacabada e a divisão que desfruta a totalidade dos "novos taiwanese" ainda apresenta. E essa hegemonia étnica emergente poderia retardar o multiculturalismo e provocar inquietação na sociedade.

Hoje, algumas empresas na ilha praticam a discriminação ao contrário em termos de língua ao contratar trabalhadores, excluindo aqueles que não falam o taiwanês nas entrevistas. No entanto, isso não leva à morte de mandarim, pois ela é uma língua comum da ROC e da PRC, portanto é conveniente quando as pessoas de Taiwan viajam para fazer negócios ma China continental, uma região que está expandindo firmemente.

Na realidade, depois que os ilhéus de diferentes origens étnicos se misturaram através de casamentos, na escola e no local de trabalho, as diferenças entre eles são cada vaze menosAo mesmo tempo, a origem étnica de uma pessoa passa ser determinada pela língua falada, já que um habitante do continente pode domina o taiwanês, enquanto um taiwanês nativo pode falar com menos fluência do que o mandarim.

Logo, atualmente, não é fácil diferenciar a etnia da pessoa, ou podemos dizer que não faz mais sentido fazer tal distinção, pois todas etnias existentes na ilha estão integralizadas socialmente na ROC.

Através do processo de indigenização e integração étnica, uma nova identidade social dos "Novos Taiwaneses" está sendo formada entre os povos de Taiwan.

Na moderna sociedade taiwanesa, quanto mais jovem os povos , mais fraca a sua conscientização de etnicidade.

Hoje, em Taiwan não é fácil identificar uma pessoa etnicamente, pois não faz mais sentido distingüi-la. Logo, essa é uma boa razão para promover o conceito de Novo Taiwanês, uma nova identidade social que está formando na ilha.

O povo de diferentes origens étnicos estão se misturando cada vez mais, através de casamento, nas escolas e no trabalho, e, conseqüentemente, as diferenças tornam-se também cada vez menos óbvias.

A mobilidade social

O processo de mobilidade começa quando as pessoas percebem a desigualdade, oportunidade injusta oferecida a cada pessoa, e tenta mudar a situação. A educação e a economia integram-se como causa e efeito, pois a educação cria mobilidade para cima, enquanto o desenvolvimento econômico cria novas posições para a pessoa em ascenção.

Segundo os dados do Ministério da Educação, em 1952 ceca de 42% da população não sabia ler ou escrever, porém, por causa da política governamental adotada de nove anos de educação obrigatória, a taxa de analfabetismo em 1996 caiu para 5,7%.

Um outro fator importante para a mobilidade social é a transformação do sistema social. A mobilidade social liga a mobilidade econômica, porque uma economia orientada para exportações naturalmente diversifica a sociedade, e a transformação da estrutura econômica leva à mudança das categorias ocupacionais. Essa mobilidade social pode ser estrutural ou meramente circulatória. A estrutural é causada por uma mudança na estutura social, como a transformação da economia grícola para industrial. E a circulatória é não-estrutural por natureza, como a troca de classes, portanto, apenas quando a camada social se torna fixa ocorrerá a mobilidade de circulação.

Como a mobilidade social é auxiliada pelo avanço tecnológico, o processo de mudança desde 1949 pode ser dividido em quatro períodos. O primeiro foi antes de 1960, quando Taiwan era uma mera sociedade agrícola. O setor agrícola contribuía para O PIB aproximadamente 30%, enquanto os etor industrial, apenas 25%, e de serviços, 45%. O segundo período, de 1960 a 1979, pode ser chamado de período de transformação ou transitória, no qual a economia mudou de centralizada nas importações para exportações.

Foram desenvolvidas indústrias como as de mão-de-obra intensiva, de têsteis e de materia elétrico. em 1978, o PIB era distribuído em 10% do setor agrícola, 45% do setor industrial e 45% do setor de serviços. No terceiro período, anos 80, Taiwan era uma país recem industrializado, as indústrias de informação e de serviços desempenharam importantes papéis.

O PIB do setor industrial era de 42% em 1989, e o da insdústria de serviços atingiu 53%, enquanto o do setor agrícola ficou em apenas 5%. Em 1990, Taiwan entrou em sua era "pós-industrial", na qual o setor de tecnologia de ponta e o setor de serviços são os pilares de seu desempenho econômico, exatamente por causa disso, o profissionismo é a principal preocupação. Em termo de PIB, em 1997, o setor agrícola representa apenas 3%, o setor industrial, 35%, e o setor de serviços aumentou para 62%.

Em termos de prestígio ocupacional, havia quatro principais camadas sociais na sociedade chinesa tradicional - intelectuais, agricultores, trabalhadores e mercadores. Entretanto, tal estratificação não pode explicar a diversidade da sociedade contemporânea de Taiwan. Uma classificação amplamente aplicada é a Escala Padrão INternacional de Prestígio Ocupacional, a qual distribui as ocupações em onze grandes grupos, sendo que grupos pequenos, grupos unitários e ocupações são considerados subcategorias. A principal forma de avaliação do prestígio ocupacional é recompensa fatual e contribuição normativa. A recompensa fatual significa a renda que a ocupação porporciona, e a contribuição normativa refere-se sua função em relação aos valores centrais de uma sociedade.

Portanto, o prestígio ocupacional está intimamente associado ao status sócio-econômico de alguém. A classe média representa a grande parte da sociedade, cuja função estrutural é moderar a contradição entre os dois extremos, de forma a ajudar a formular algumas políticas não satisfatórias, mas aceitáveis; e a sua contribuição indicada é a redução da lacuna entre ricos e pobres e o estímulo do crescimento econômico.

Embora cada um difere do outro em origem familiar e talento individual, a igualdade só deve existir através de oportunidades justas oferecidas no processo de mobilidade social.

O estudo vitalício é um obejtivo estabelecido pelo governo, na esperança de dar a todos a oportunidade de autodesenvolvimento através de diferentes canais de comunicação.

A partir dos anos 80, o setor de informação e o setor de serviços foram os dois pilares do desenvolvimento econômico de Taiwan, atraindo assim muitos profissionais. E por causa disso, o profissionismo é a maior preocupação.

Quantificando qualidade

Nos últimos 50 anos, Taiwan passou por um enorme desenvolvimento econômico. A renda per capita aumentou de US$ 140 em 1949 para US$13.200 hoje.

No entanto, o problema do lixo e a poluição do ar e d'agua tornaram muito sério. A qualidade de vida de Taiwan ficou bem atrás de seu desenvolvimento econômico.

A qualidade de vida é medida a partir de indicadores como gasto com alimentação, jornada de trabalho, expectativa de vida e educação.

40 ou 50 anos atrás o povo gastava cerca de 75% de seu dinheiro com alimentação, sendo que a maior parte do restante ia pagar despesas médicas; atualmente, o povo gasta menos de 30% com alimentação, isto significa que o povo tem mais para gastar em entretenimento e atividades culturais. As pessoas trabalhavam anteriormente o dia todo e todos os dias. Hoje, as pessoas trabalham em média 25% de seu tempo e passam muito mais tempo para a recreação. A expectativa de vida é um fator importante para avaliar a melhoria dos padrões de vida. As pessoas de Taiwan gozava cerca de 50 anos em 1952, e 74 anos atualmente.

E as pessoas em Taiwan passavam 3 anos na escola em 1949 e 60% da população era analfabetas. Atualmente, a duração média da educação é 15 anos. No passado as pessoas se satisfaziam em apenas ter arroz suficiente para comer e carne era raramente vista nas mesas de famílias comuns; entretanto, as pessoas têm que fazer dietas para se manter em forma. Anteriormente as pessoas costumavam a viver em pequenos cômodos e dividir cozinhas e banheiros com os vizinhos, mas hoje as pessoas em Taiwan possuem casas maiores e gozam de muitos "confortos de criatura". Enquanto a recreação, o povo tem hoje várias opções de entertenimento disponíveis

Nos últimos 50 anos, as condições de vida dos cidadãos melhoraram muito em várias formas, contudo, isto não significa necessariamente que a qualidade de vida tenha melhorado também. Os indicadores para julgar a qualidade de vida de um país incluem situaçòes econômica e ambientais, educação, cultura e recreação.

Embora Taiwan têm tido ganhos em maioria das áreas, porém, a poluição está piorando e é considerada o principal fator na queda da qualidade de vida em Taiwan. A poluição d'agua e do ar podem causar câncer a problemas respiratórios, enquanto os ambientes barulhentos e superlotados podem levar a doenças mentais.

Conforme o relatório de 1998 da Administração de Proteção Ambiental, Taiwan tem uma população de 21,82 milhões de habitantes, com uma densidade populacional acima de 1.500 pessoas por milha quadrada. O número de companhias manufatureiras era 157.000 e a densidade era 11,4 companhias por milha quadrada. E o número de veículos era 15,77 milhões, incluindo 5,35 milhões de carros e 10,42 milhões de motocicletas, resultando em uma densidade de 1,134 veículo de milha quadrada.

Uma densidade populacional mais alta significa maior concentração de lixo. Em 1996, o total de lixo foi 8,6 milhões de toneladas. o grande número de automóveis particlares e a densidade de indústrias significam maiores quantidades de descarga, o que resulta em míveis crônicos e doentios de poluição do ar. Ainda as fábricas usam e geram materiais patogênicos, resultando um grande acúmulo de lixo prejudicial. A poluição d'agua é outro problema que reduz a qualidade de vida. Segundo a estatística de 1997 da Administração de

Proteção Ambiental, 38% dos rios primários de Taiwan e 29,5% de seu rios secundários estão poluídos. No Rio Peikang, mais de 85% é poluído. As comunidades urbanas são os principais culpados no problema da poluição, principalmente por causa do fracasso da ilha em desenvolver instalações de tratamento de esgotos, havia construído apenas 5% de sistema de esgotos.

O apoio do público em geral tem ajudado o governo a tornar mais fácil o trabalho de proteção ambiental, pois antes quando queira punir as indústrias poluidoras, alguns sindicatos freqüentemente faziam queixas, hoje o trabalho de proteção ambiental é visto como prioridade. Graças a esse apoio, têm havido realizações concretas na proteção ambiental. A poluição do ar tem sido diminuído muito atualmente. E o problema do lixo também será aliviado após o término do projeto de construção de 21 incineradores no ano 2002.

Embora o governo da ROC tenha tomado medidas para integrar a preocupação quanto a qualidade de vida com o desenvolvimento econômico, ele ainda há muito a atuar nessa área, pois além das altas reservas externas e a alta poupança doméstica, o povo em Taiwan tem faltado características de uma sociedade moderna, como ar e água limpos, tráfego organizado, áreas residenciais tranqüilas ou serviços de esgotos bem elaborados.

A quantidade de tempo que as pessoas passam trabalhando é muito menor em Taiwan do que antes. Portanto, elas têm mais tempo para recreação.

A alta densidade populacional é o fator de deterioração na qualidade de vida, pois acumula grande concentração de lixo. Portanto, em várias cidades e municípios parecem notícias de "guerra do lixo".

A qualidade de vida em Taiwan não pode ficar atrás de suas realizações. Portanto, o público realiza demonstrações públicas pedindo ações concretas para resolver problemas de poluição.

Com o esforço conjunto dos setores públicos e privado, a proteção ambiental enraizou-se em Taiwan e a qualidade do ar também tem melhorado nas áreas metropolitanas. Hoje essa melhora é uma expectativa de todos em Taiwan.

Política

Desde 1949 quando o governo da ROC mudou-se da China continental para Taiwan até o atual, Taiwan enfrentou a luta contra o comunismo e a tentativa de unificar o país sob a liberdade, democracia e prosperidade.

Essa mudança requereu, primeiramente, a implementação de reformas políticas e econômicas, apesar das sérias ameaças que o continente representava para a segurtança nacional.

Em 1996, o governo da ROC elegeu pela primeira vez o presidente e vice-presidente mediante voto popular, a comunidade internacional saudava as reformas democráticas de Taiwan como modelo para os países em desenvolvimento.

Estabelecimento da democracia (1949 a 1977)

Um governo autoritário assegura o desenvolcimento econômico.

A primeira etapa do desenvolvimento começou com a mudança de governo da ROC para Taiwan e terminou com o Incidente de Chungli.

Em termo de segurança nacional em Taiwan, os comunistas chineses constituíam uma ameaça militar real e iminente dutante todo esse período, pois os próprios comunistas chineses promoviam política tais como "lavar Taiwan em um mar de sangue" ou "liberar Taiwan pela força das armas".

A Batalha de Quemoy em Kuningtou em 1949, a Batalha das Ilhas Tachen 1954 a 1955, e a Batalha do Estreito de Taiwan em 1958 foram lutas ferozes entre a ROC e as forças comunistas. Porém, após dessas batalhas, as tensões políticas entre ambos os lados suavizaram se gradualmente e a freqüência dos enfrentamentos militares diretos diminuiu lentamente depois de 1965.

Com o apoio dos Estados Unidos, a ROC desfrutava de estreitos laços diplomáticos com a grande maioria dos países democráticos do mundo durante esta primeira etapa de sua evolução política. A ROC era reconhecida internacionalmente como a legítima representante da China até 1971.No entanto, a sua saída da Organização das Nações Unidas naquele ano debilitou muito seu status internacional e o número de países que manytinha relações diplomáticas com a ROC descreceu de forma acentuada.

No plano econômico, a situação após a transferência do governo para Taiwan era desesperadora e a população era extremamente pobre. Portanto, o desenvolvimento econômico tornou-se a prioridade absoluta do governo da ROC. Nas décadas de 50 e 60, o objetivo fundamental do desenvolvimento econômico era simplesmente melhorar o padrão de vida e aprimorar o poder nacional. Após a década de 70 o foco voltou-se para o estabelecimento de uma economia auto-suficiente.

A estabilidade política estimula a modernização

Diante das condições adversas internas e externas, o objetivo político do governo da ROC era assegurar a estabilidade política e o desenvolvimento econômico mediante a manutenção de um sistema autoritário.Ainda assim, o governo planejou as eleições populares locais.

Várias características marcaram este processo. A primeira foi o uso do autoritarismo para promover a modernização. O autoritarismo, junto com a implementação do Decreto de Emergência, e um sistema de partido dominante, permitiram à ROC lançar-se à modernização dentro de um ambiente político estável.

O crescimento da economia dessa época foi reconhecido como um dos maiores êxitos do mundo, com aumento da renda per capita de US$100 em 1949 para US$186 em 1952 e US$1.193 em 1997. Foram congelados vários direitos do cidadãos, tais como a liberdade de expressão, a liberdade de imprensa, o direito a reuniões e a liberdade de associação. Apesar disso, o governo não dissolveu os órgão eleitos pela população em todos os níveis, nem cancelou o habeas corpus e nem restringiu outros direitos e liberdades básicas do cidadão.

O Decreto de Emergência estabelceu rigorosos controles sobre as saídas e entradas e uma vigilância mais rígida em todas as defesas costeiras e das montanhas; restringiu a formação de novos partidos políticos para impedir atividades políticas multipartidárias que pudessem dividir a força da mação; e proibiu as greves de trabalhadores, estudantes e lojistas, manifestações e protestos em massa.

Nessa circunstância, o partido Kuomintang influenciou positivamente no desenvolvimento político e econômico de Taiwan, e por seu um partido dominante, tornou-se uma instituição poderosa que foi capaz de reunir as várias forças sociais; e por outro lado, ele conseguiu recrutar o apoio de muitos indivíduos talentosos de diferentes grupos sociais e culturais.

As eleições populares criam um alicerce para a democracia

Eleição popular, que é uma expressão mais importante da democracia, já realizava já durante esta primeira etapa de desenvolvimento político. O propósito destas eleições locais da área de Taiwan era instruir a população acerca do sistema democrático para aplicá-lo gradualmente a de governo provincial e nacional. Esta abordagem sistemática à democratização não só proporcionou aos cidadãos oportunidades periódicas para expressas suas opiniões sobre as políticas governamentais, como também permitia que as pessoas tivessem um conhecimento claro e correto de seus direitos e obrigações em uma sociedade democrática.

Foi nesta época que se estabeleceram as sólidas bases para a democracia em Taiwan.

Crescimento da democracia (1977 a 1986)

O desenvolvimento econômico promove a participação política.

O goveno fixava nesse período os principais objetivos na segurança nacional e o desenvolvimento econômico. Naquela época, a economia de Taiwan desenvolvia-se rapidamente, com um aumento notável na renda per capita. Uma vez atingidas as metas econômicas, o desenvolvimento econômico começou a influenciar o desenvolvimento político a partir das mudanças na estratificação social e mudanças na estrutura dos grupos sociais.

As mudanças na estratificação social envolveram uma expansão das classes média e alta, que esta foi o conseqüente aumento da conscientização política, a eficácia política e a responsabilidade civil. Dessa maneira, as mudanças na estratificação social resultaram em uma maior distribuição no espectro de atitudes políticas nos níveis médios e altos da sociedade, melhorando os padrões gerais da participação política.

O desenvolvimento econômico também mudou a composição dos grupos sociais. Com o rápido crescimento da economia na ROC, grandes números de grupos começaram a aparecer, resultanso, assim, a intensificação de conflitos de interesses. As taxas de participação em tais grupos, e em atividades políticas entre a população em geral também aumentaram, e tal mudança na composição de filiação levou um aumento geral nos padrões de participação política.

Contudo, isso propiciou o desenvolvimento enriquecia os recursos políticos e sociais, os quais atraiam à política muitos dos que disputavam os frutos trazidos pelo sucesso econômico. Este desenvolvimento agrava mais ainda os conflitos políticos.

O aumento das expectativa públicas ante o Governo

Durante este período, o rápido crescimento econômico causou uma maior mobilidade da população de Taiwan, debilitando, assim, muitas instituições sociais, como unidade familiar básica, e os laços originários entre as pessoas; como resultado, muitas pessoas nas cidades ficaram indiferentes com relação aos demais ou se sentiam facilmente descontentes com a política.

Por outro lado, o rápido crescimento econômico criou muitos novos ticos. Com sua rápida ascensão no status social, estes iniciaram a participar na política com a finalidade de assegurar seus interesses financeiros e começaram a exigir maior poder político.

Por último, a popularização da educação em Taiwan, uma política educacional obrigatória de nove anos, aumentou consideravelmente as oportunidades educativas para a populaçao. A taxa de alfabetização e o nível de educação em geral também gozaram de um grande avanço; no entanto, novos desejos e novas demandas acompanharam estas melhoras. Ao mesmo tempo, os novos grupos e organizações formados pelo público foram adquirindo mais força, dando-os maior alavancagem a fazer ecxigências ao governo.

Esse clima político durante este período é chamado como a revolução das expectativas crescentes, ou seja, quando o rápido desenvolvimento econômico aguçaria as expectativas públicas frente ao governo, o qual por sua vez criaria instabilidade à medida que ao governo fosse impossível satisfazer as demandas do público.

O incidente de Chungli reforça a oposição

O incidente de Chungli iniciou devido aos rumores de irregularidades eleitorais acontecidos na contagem de votos para magistrados distritais e prefeitos em 19 de novembro de 1977. Em reposta, os residentes de Chungli cercaram os pontos de votação e atearam fogo à Comissaria de Polícia da cidade de Chungli.

Após o incidente, a oposição começou a tomar força. Apesar do Decreto de Emergência ainda estava em vigor, as restrições à liberdade de expressão haviam sido bastante afrouxadas, as revistas de conteúdo político criticavam sem reserva o Governo e partido governante.

Embora as assembléias e manifestações ainda estavam proibidas pelo Decreto de Emergência, tais atividades eram toleradas sempre que solicitadas e se obtivessem as correspondentes autorizações; e ainda que continuasse estritamente proibida a criação de partidos políticos, já existiam organizações políticas distintas do partido governante.

O aparecimento de novos partidos políticos

As competições políticas e eleitorais durante este período não incluíam o Partido da Juventude Chinesa nem o Partido Socialista Democrata Chinês; em ver disso, a principal concorrência ao KMT (kuomintang) vinhe das forás de oposição formada recentemente por personalidades políticas locais, chamadas de tangwai literalmente, "fora do partido".

Em 1º de junho de 1979, os extra paridários fundaram o Escritório da Coligação de Representantes do Povo Tangwai de Taiwan, e no dia seguinte fundaram a Liga Central de Candidatos Parlamentares. Em 24 de agosto do mesmo ano iniciaram a publicação da Revista Formosa, conhecida como a revista do movimento democrático de Taiwan.

As personalidades de oposição anunciaram formalmente a formação do Partido Democrata Progressista (DPP) em 28 de setembro de 1986, marcando o fim da segunda etapa do desenvolvimento democrático de Taiwan. A partir daí, foram realizadas numerosas melhorias democráticas, tais como a existência de forças de oposição, uma rivalidade política mais feroz, liberdade de expressão e um aumento nos direitos do povo em participar da política, e um número maior de canais para sua participação.

O KMT institui reformas democráticas

Durante esse período, com o desenvolvimento democrático, o cenário político tinha conseguido uma democracia tutelar, isto é, embora tinhas eleições periódicas, liberdade de expressar opiniões políticas e uma crescente participação ativa na política, o partido dirigente e os órgãos administrativo ainda desempenhavam um papel dominante, portanto, a relação entre o partido no poder e o governo era muito estrita, e se colocava muita ênfase na disciplina do partido.

Durante este período, embora os membros da elite dirigente mantiveram a unidade do KMT e administrarem eficientemente sob a liderança do presidente Chiang China-Kuo, O KMT começou a adotar uma atitude mais tolerante e relaxando suas políticas para se adaptar a concorrência multipartidária, promovendo gradualmente os ideais da democracia. Em março de 1986, o KMT começou a estudar a implementação de várias importantes reformas, como a anulaçao do Decreto de Emergência e da proibição de formar partidos políticos, e reeleição de parlamentares e a adoção de uma base legal para a autonomia do governo local.

A competição bipartidária embrionária toma forma

Nesta etapa de desenvolvimento, o desafio das forças da oposição ao partido dirigente aumentou. De fato, a taxa de sucesso dos candidatos extra partidário chegou a 60%, e sua campanha foi muito parecida como a de um partido político oficial. Em geral, os candidatos extra partidário conseguiram mais de 30% dos votos nas eleições locais e cerca de 30% nas parlamentares. Porém, um voto para um candidato que não fosse do KMT não significava necessariamente apoiar um candidato tangwai.

Segundo estimativas anteriores à fundação do DPP, os candidatos tangwai só contavam com uma base eleitoral fixa ao redor de 20% formada por trabalhadores, pequenos empresários urbanos e uma minoria intelectual.

Nessa circunstância, po fato de os candidatos tangwai terem uma base contínua de apoio de 20% dos votos e o fato de tais candidatos serem capazes de desafiar o KMT na maioria do eleitorado por toda a ilha, parecia claramente que em Taiwan havia uma embrionária porém firme competição bipartidária.

Decolagem da democracia (1986 a março de 1996)

O levantamento do Decreto de Emergência traz o dinamismo.

Em 15 de outubro de 1986, o Comitê Central Permanente do KMT fez o levantamento do Decreto de Emergência e da proibição de fundar novos partidos políticos, marcando assim a decolagem da democracia em Taiwan. Esse fato não só deu à sociedade de Taiwan uma perspectativa completamente nova, como também uma nova vitalidade.

Taiwan se tornava, a partir daí, uma sociedade mais livre e pluralista, elevando a República da China de uma democracia parcial as fileiras de uma democracia política. A democracia política é qualificada como um sistema representativo onde o líder da nação seja eleito pelo povo e o povo deve ter garantia de uma disputa política aberta e justa, liberdades de expressão, imprensa, associação, reunião, direitos como os de greve e manifestação.

A anulação do Decreto de Emergência seguiu imediatamente uma série de reformas políticas suplementares, incluindo a retirada de restrições sobre as licenças e publicação de jornais, a aprovação da Lei de Reunião e Manifestações, a concessão de permissão para visitar os familiares na China continental, a reeleição de todos os membros do Yuan Legislativos e Assembléia Nacional, o fim do período de Mobilização Nacional para a Supressão da Rebelião Comunista e a revisão da Constituição para permitir eleições populares e diretas do Presidente, Vice-Presidente, Governador da Provínvia de Taiwan e prefeitos das cidades de Taipei e Kaohsiung. Com estas reformas, Taiwan se encaminhou em uma nova e rápida "decolagem da democracia".

A instauração da soberania popular

Desde os tempos antigos, o povo chinês tem observado os ideais de uma soberania popular. O presendente Chiang Kaishek iniciou seu mandato convocando eleições locais; o seu filho, Chiang Ching-Kuo assumiu a tarefa através da promoção de reformas políticas e da abertura gradual do sistema político e anulou o Decreto de Emergência e a proibição de formar novos partidos políticos; e o presidente Lee Teng-hui continuou as reformas da ROC e avançou na implementação dos ideais de soberania popular.

O povo testemunhou a expansão maciça de seus direitos eleitorais, funcionários públicos de todos os níveis, desde o presidente até os chefes das delimitações urbanas estavam sejeitos a eleições populares e eram os votos do povo que determinavam o poder do governo. A população em geral conduzia verdadeiramente a nação e possuia o poder final na decisão sobre o pessoal e as políticas do governo. Além disso, o povo não tem só o poder de destruir legisladores e membros da Assembléia Nacional, como também de destruir o presidente e vice-presidente através da Assembléia Nacional.

O povo também poderão exercer os direitos de iniciativa e referendo para tratar de questões nacionais. Hoje a população tem o direito de decidir o tipo de governo que qier. O ideal de soberania popular se vê gradualmente realizado.

A competição entre partidos cria raízes

A anulação da proibição de fundar partidos políticos levou ao aparecimento de muitos partidos políticos. Segundo, o Ministério do Interior, há hoje 84 paridos políticos registrados. Entretanto, apenas o KMT, o DPP e o Novo Partido (NP) são realmente influentes. O Novo Partido foi formado por um grupo de dissidentes do KMT que não concordava com a sua política e liderança, e que eventualmente deixou o partido; e a sua formação tem transformado a competição bipartidária entre o KMT e o DPP em uma competição tripartite.

Os direitos humanos recebem proteção

Os direitos humanos representam um índice significativo de democracia. Desde o aparecimento do estado, a função do governo já não se limita a proteção dos direito humanos, mas também a sua promoção. A noção dos direitos humanos envolve não só o plano político, mas também os setores econômico, social e educacional.

Os direitos a vida, a liberdade, a propriedade, ao trabalho, a participação política, a privacidade, a igualdade e a solicitação de direitos secundários, todos incluim na categoria de direitos humanos. O desenvolvimento dos direitos humanos em Taiwan começou com a proteção passiva dos direitos e liberdades políticas e continuou com a promoção ativa do bem estar econômico, social e educativo.

Os avanços na área política, como a separação de julgamento e promotoria , a implementação da Lei de Compensação Estatal, a livre escolha de um advogado de defesa para um réu durante uma investigação, a reforma administrativa das prisões, representam passos concretos para maior proteção dos direitos humanos.

A Constiuição também garantiu as liberdades de expressão, imprensa, reunião e associação. O Governo nos últimos anos estabeleceu na lei que os funcionários devem ser aprovados em concursos para poder trabalhar em órgãos públicos. Além disso, as pessoas têm o direito de apresentar petições, queixas e iniciar processos legais.

No âmbito econômico, o direito das pessoas à existência é protegido; o direito do consumidor recebeu considerável atenção. O Governo instaurou a Comissão de Comércio Justo e a Comissão de Proteção do Consumidor para salvaguardar o direito do consumidor. Quanto ao direito do trabalho, o índice de desemprego na ROC é de 2,1% comparativamente mais baixo que em muitos outros países. No plano da propriedade, a distribuição de renda sempre se manteve em equilíbrio, já que a nação foi fundada em princípio de distribuição eqüitativa de riqueza e da filosofia do bem-estar social.

Quanto aos recursos ecológicos, o governo também tem prestado mais atenção a proteção ambiental e a prevenção de perigos públicos. A Agência de Proteção Ambiental foi criada com o objetivo de promover a conservação do meio ambiente.

Quanto aos direitos sociais, o governo não só garante o direito a mudança de residência, a inviolabilidade de correspondência e a liberdade de religião, como também protege os direitos da mulher, da criança, do ancião e do incapacitado. A Adoção da Lei do Seguro Nacional de Saúde e o Programa do Seguro Nacional de Saúde expandiram mais ainda a abrangência da seguridade social para o público em geral.

Por último, nas áreas de educação e cultura, não só se garante o direito de receber educação em igualdade de oportunidades, como também se protege a liberdade de cátedra e de publicação de idéias. A mudança democrática provocou um grande progresso nos campos universitários.

O governo autorizou as universidades a tomar suas próprias decisões em matéria docente e de promoção dos professores. As instituições educativas em todos os níveis gozam de uma administração mais humanística e democrática.

Em suma, o povo em Taiwan desfruta de uma gama de direitos humanos tão ampla como a dos países mais avançados na Europa ou na América do Norte. A forma de vida das pessoas em Taiwan é possível graças a economia mais próspera, um governo mais democrático e os direitos humanos mais abrangentes na história da China.

A expansão dos laços através do Estreito

Durante este período, uma das maiores realizações foi a abertura e imefiato desenvolvimento das relações através do estreito. O relacionamento entre a ROC e RPC fortaleceu quando a RPC cedeu oficialmente a seus cidadãos permissão para visitar suas famílias na China continental.

O governo da ROC estabeleceu em fevereiro de 1991 a semi-oficial Fundação para os intercâmbios através do Estreito de Taiwan. Meses depois, as autoridades de Pequim estabeleceram a Associação para as Relações através do Estreito de Taiwan.

A revisão da Constituição

A Constituição de um país é o sistema de leis fundamentais que assegura um governo e ordem duradoura. Exceto Provisões Temporais de 1948, a COnstituição da ROC não havia sido revisada formalmente desde sua promulgação em 1947. Até 1991, o governo da TOC iniciou uma rigorosa revisão da Constituição para adaptá-la às mudanças domésticas e externas como às demandas populares. As revisões da COnstituição pretendem alinhá-la com a realidade política de Taiwan e estabilizar a democracia constitucional.

Em 22 de abril de 1991 foram aprovados os dez Artigos Adicionais da Constituição da ROC e abolição daas Provisões Temporais Efetivas durante o período da Rebelião Comunista, dando uma base legal para novas eleições parlamentares. Foi modificada a estrutura do governo central, permitindo a criação do Conselho de Segurança Nacional (CSN), o Boreau de Segurança Nacional (BSN)e a Administração Central de Pessoal (ACP); e começou a vigorar o Estatuto para as Relações entre o Povo da área de Taiwan e o do Continente; e concedeu ao Presidente o poder para firmar decretos de emergência e leis orgânicas para o CSN, BSN e ACP.

A segunda rodada de revisões cedeu ao Legislativo o direito a formular leis de auto-governo e tratar assuntos relacionados com o fim de acelerar a autonomia local. Além disso, as políticas fundamentais nacionais foram reforçadas e o direito à participação política dos cidadãos da ROC residentes no estrangeiro.foram garantidas.

A terceira rodada em 1994 reduziu a abrangência da autoridade do Primeiro Ministro para confirmar as ordens presidenciais, enquanto se garantia o direito ao voto dos residentes no estrangeiro.

Com o objetivo de reforçar a estrutura do governo central e a eficácia administrativa, a Constituição sofreu mais uma emenda em 1997. O Presidente pode nomear o Primeiro Ministro sem a confirmação do Legislativo, por outro lado, este recebeu o direito de realizar uma moção de censura contra o Primeiro Ministro; e o Presidente pode exercer o seu poder de dissolver o Legislativo se o Primeiro Ministro se ver forçado a renunciar. Agregaram também provisões que eliminavam estruturas governamentais, suspendendo-se as eleições do governador da Província de Taiwan e da assmbléia provincial e simplificando a organização e as funções do governo provincial.

A reforma constitucional propiciou efetivamente a sistematização do governo, assegurando desta forma a estabilidade e o desenvolvimento da democracia.

Consolidação da democracia (desde março de 1996)

A eleição sireta do Presidente materializa a democracia

Em março de 1996 realizou-se na ROC a primeira eleição direta para presidente na história da China, completando um passo crítico na jornada da ROC rumo a uma democracia plena. A ROC entrou, assim, a fase de consolidação da democracia.

As eleições locais manifestam a democracia. À medida que a democracia se desenvolve na ROC, as eleições ganharam a competitividade. No final de 1997, as eleições para magistrados distritais e prefeitos, com exceção dos de Taipei e Kaohsiung, significaram uma convulsão do mapa político da área de Taiwan, virando a mesa em favor do partido da oposição. Dos 23 postos de prefeitos e magistrados distritais, o DPP conseguiu 12, enquanto o KMT, apenas 8. Isso indica que a competição multipartidária está entrando em uma nova fase.

No passado, o KMT dependia das facções locais para conseguir votos, enquanto a oposição teve a habilidade de atrair a simpatia do público para conseguir o apoio dos eleitores. Entretanto, nos últimos anos, os votos para o KMT decresceram em muitas áreas urbanas, enquanto os da oposição aumentaram gradativamente. Este fenômeno revela que as políticas faccionais do KMT são incapazes de adaptar-se à sociedade altamente urbanizada.

As migrações demográficas, as mudanças na estrutura social e a crscente independência e conscientização dos eleitores urbanos têm deixado obsoletos os meios tradicionais de mobilização de apoio. As relações pessoais estão sendo substituídas por campanhas centradas nos candidatos e na promoção dos ideais do partido.

A democracia deve prevalecer e os obstáculos devem ser eliminados

Para que a democracia continua a sua existência na ROC, ela precisa ser consolidada, já que durante o período de rápido desenvolvimento podem surgir obstáculos que vão em detrimento da mesma.

A identidade nacional é um fator importante. Após a anulação do Decreto de Emergência foi adquirido crescente importância a questão sobre a reunificação da China ou a independência de Taiwan, o que significa um enorme desafio ao sentido de identidade nacional da população. Tal disparidade além de criar grave contencioso entre os cidadãos da ROC, dificulta as relações através do Estreito de Taiwan.

Além disso, o império da lei também é imprescindível. O respeito pelas leis é a base fundamental da democracia, que por sua vez forma o pilar da confiança mútua entre o governo e o povo e entre o povo em si. Uma credibilidade judicial insuficiente e a falta de repeito pelas leis entre a população têm dificultado a manutenção da ordem pública e a disciplina. E sem a ordem e a disciplina, a política democrática daria lugar ao populismo, a anarquia, ou autoritarismo.

O crime organizado e a corrupção política por motivos econômicos também são problemas. O governo autoritário fracassou depois da anulação do Decreto de Emergência, como resultado, os bandos organizados e os membros do submundo se viram de repente com a possibilidade de participar da política com o fim de proteger seus próprios interesses. No entanto, houve um período de elaboração das regulamentações para impedir interferência indesejável na política, que permitindo esses grupos aproveitassem esse tempo lacunoso para aceder ao poder político, assim, entrou facilmente dinheiro sujo na política e corrompendo a democracia da ROC.

Uma tarefa mais urgente de uma democracia emergente é a tranformação de uma governo autoritário em um democrático mediante a absoluta implementação do estipulado na Constituição, voltando assim a um governo constitucional. Embora o governo da ROC tenha estabelecido um sistema de eleição popular de seu presidente após as quatro rodadas de revisões constitucionais, há ainda opiniões divergentes sobre a relação entre o Presidente, o Executivo e o Legislativo.

Também existe questão sobre o parlamento unicameral ou bicameral. Estas disputas devem ser resolvidas de forma oportuna mediante a revisão constitucional para evitar uma ameaça a estabilidade no sistema democrático.

Reformas decisivas são necessárias para a consolidação da democracia

Para resolver os problemas citados, o governo tomou uma série de medidas.

Na COnferência sobre Desenvolvimento Nacional de 1996 debateu três questões fundamentais: sistema constitucional de governo e política multipartidarista; as relações através do Estreito e o desenvolvimento econômico.

Foi decidido nessa Conferência o reforço dos poderes do presidente, eleito popularmente. Isso deixaria a estrutura do governo central mais parecida com um sistema presidencial de dupla liderança; além disso, a estrutura, funções e operações do governo provincial serão reduzidas e suspensas todas as eleições provinciais. Também, por lei, os líderes rurais e urbanos serão nomeados para acabar com as ingerências dos grupos organizados na política local.

Os principais partidos concuíram que é de supra importância conseguir relações estáveis e pacíficas através do Estreito baseadas nos princípios da razão, da paridade e da reciprocidade.

A reforma judicial é uma outra medida essencial para pôr o fim da falta de credibilidade do poder judiciário e da autoridade do governo. Inclusive, a independência das revisões judiciais tem sido gradativamente garantida com as melhoras introduzidas no sistema judicial. Outras reformas são feitas no poder judiciário, tais como o fortalecimento da função interpretativa da Constituição por parte do Conselho de ALtos Juízes; melhorar o sistema de litígio; elevar a qualidade dos julgamentos; proteger os direitos humanos básicos; conseguir um clima político isento de corrupção e implementar medidas mais consoantes com a vontade pública. Isso terá uma influência ativa e positiva na manutenção da credibilidade judicial e na promoção da lei e da ordem.

A partir de 1996, o governo da ROC iniciou uma firma campanha contra a corrupção e o crime organizado para eliminar a influência do dinheiro na política. E mais, o Presidente Lee convocou várias conferências sobre segurança de alto nível nas quais se debateram temas referentes a lei e ordem e foram tomadas medidas concretas para sua promoção.

Outras medidas tomadas pelo governo incluem a promoção da revitalização espiritual e reformas educativas que pretendem induzir uma segunda "experiência de Taiwan" e melhorar o debilitado espírito de cidadania.

Esta revitalização espiritual é um chamamento à sociedade para retomar seu sentido de justiça e reconstruir a ética reconstrução social reformando a educação e estabelecendo as bases da culturam fazendo renascer as boas maneiras e acabando com a deliqïência a corrupção. Além disso, o governo acelerará a reforma educativa com o fim de criar as bases de tal reforma espiritual mediante mudanças no período de educação obrigatória. Dessa forma, para nutrir o sentido de lei e ordem das pessoas, e consequentemente construir uma sociedade onde corpo e alma estejam em equilíbrio, a educação social deve ser fortalecida e utilizada no conceito de educação para a vida.

Economia

Dentro dos cinqüenta anos, Taiwan teve e continua tendo o rápido crescimento econômico e as realizações espetaculares, representando, assim, o chamado "Milagre de Taiwan". De fato, a transformação da República da China em Taiwan da pobreza à prosperidade, do atraso à modernização, não ocorreu da noite para o dia, foi o resultado árduo do povo de Taiwan.

Cada passo que percorremos durante esta última metade do século, os momentos díficeis e fáceis são como advertências, mas também servem como aprendizagens para que possamos enfrentar os mais diversos desafios que encontraremos no futuro.

Elementos de sucesso

Durante as décadas de 1940 e 1950, a sociedade e a economia de Taiwan se encontravam em um estado precário, todos levavam uma vida difícil e o futuro da ilha era incerto e nada promissor, Como, então, Taiwan conseguiu converter-se em um país próspero , passar dos trapos à riqueza, na década de 1980?

Detacamos aqui alguns elementos responsáveis dessa virada.

Ambiente externo

Depois da II Guerra Mundial, as organizações comunistas se infiltraram e instigaram revoltas em muitos países em desenvolvimento. As que tiveram êxitos derrubaram os velhos governos e estabeleceram novos regimes. Como estes novos regimes adotaram sistemas econômicos planejados, suas economias na maioria dos casos se viram paralisados. Os revolucionários que fracassaram continuaram com sua insurreição.

As nações colonizadoras exigiram a independência uma após outra. Enquanto lutavam pela independência, a maioria sofreu um grande período de guerra e desordem. Mesmo se tinham êxito careciam de experiência para governar e nas facções buscavam benefícios pessoais, provocando lutas e disputas internas, assim com calamidades e catástrofes humanas em geral.Esta luta colocou mais obstáculos no desenvolvimento econômico.

A maioria dos países desenvolvidos surgiram das ruínas da II Guerra Mundial nos dez anos seguintes a seu fim. Inclusive as nações como Japão e Alemanha, que foram derrotadas, recuperaram sua vitalidade e sua atividade no cenário mundial. Enquanto isso, a Grã Bretanha e os Estados Unidos emergiram como os dois países mais ricos do mundo. Nesse ambiente, a competição internacional não era intensa, e, em geral, as indústrias das nações desenvolvidas nao estavam ameaçadas pelos artigos de consumo importado. Portanto, estas nações eram mais abertas e mais propícias ao livre comércio.

Foi neste momento que a economia de Taiwan começou a ascender. A exportação de arrtigos ia bem e os produtos manufaturados sempre tinham um mercado.

Taiwan, nessa época, quase não tinha concorrência no mercado internacional, pois a Coréia só entrou no cenário no final de 1960. Sob essas condições favoráveis, o comércio exterior de Taiwan começou a desenvolver-se a passos gigantes, impulsionando um grande crescimento econômico.

Condições internas

Em geral, Taiwan desfrutou das seguintes condições: uma sociedade estável; um sistema educativo universal obrigatório em contínuo avanço; uma população trabalhadora e moderada; as corretas estratégias e medidas de desenvolvimento; e um gorverno responsável.

Estabilidade e harmonia social

A sociedade de Taiwan ganhou a estabilidade despois de 1950. O povo tem a meta comum de "sobreviver e desenvolver-se" e o espiríto competitivo se dissolveu em toda a sociedade. Todos os cidadãos se dispuseram a trabalhar juntos pelo desenvolvimento do país.

Educação para todos

Uma sólida base acadêmica ajuda imensamente a absorção de novas idéias e a coordenação de políticas governamentais. Antes da década de 70, o povo freqüentava obrigatoriamente a escola pelo menos seis anos; em 1968, o Governo estendeu a educação obrigatória a nove anos. Enquanto isso, foram criados institutos tecnológicos e de formação vocacional para satisfazer as necessidades do setor industrial que avançava de maneira contínua.

Hábitos de poupança e o trabalho duro

Antes da década de 80, para meljorar o padrão de vida, muita gente mantinha dois trabalhos nas fábricas e, às vezes, trabalhava horas extras durante feriados e nos finais de semana com o fim de ganhar mais dinheiro. Na década de 80, a taxa de poupança se elevou a 40%. Apesar dos hábitos de consumo terem mudado nos últimos anos, o índice de poupança se mantém acima de 26%.

Planejamento econômico estratégico

Nada pior que más decisões no planejamento governamental, isso pode ser comparado as estratégias e os resultados de sua implementação. Algumas medidas do Governo daROC podem atingir os resultados desejados nas etapas iniciais de implementação, elas poderao ficar paralisadas por muito tempo sem se preocupar com os tempos em mudanças. Isso também levará a muitos efeitos adversos.

A magia da economia de mercado

Depois da II Guerra Mundial, o Governo da ROC optou por economia de mercado, que nada mais é um sistema que se baseia na crença de que a concorrência é a força motriz do progresso, a propriedade privada é vista como base fundamental da economia, e que a distribuição de recursos é determinada pelas forças do mercado. Nos primeiros passos, o Governo estabeleceu muitas regulamentações e, inclusive, impôs um sistema de racionamento. E noas últimas etapas, muitas medias doram desaparecendo e o sistema de racionamento foi abolido gradualmente no final da década de 70.

Por outro lado, os governos que tinham filosofia comunista ou socialista adotaram sistemas de economia planejada a nível central, confiscando a terra e abolindo o sistema de propriedade privada. Nos aos cinqüenta, quase todas as economias planejadas a nível central estavam estagnadas, enquanto os países que tinham economia de mercado avançavam do nível em vias de desenvolvimento ao de desenvolvido.

A agricultura como trampolim para a indústria

Na década de 50, a economia de Taiwan dependia em grande escala da produção agrícola, representava 30% do PIB, enquanto a produção industrial instituía apenas 20%. Taiwan adotava a estratégia de "impulsionar a indústria através da agricultura, enquanto se apoia a agricultura através da indústria". Nos anos cinqüenta, a reforma agrária no setor agrícola impulsionou significativamente tanto a produção agrícola como a renda.

A sua produtividade não só permitiu o abastecimento do consumo interno, como também a exportação do excedente. As divisas geradas serviram para desenvolver o setor industrial. Em vista do êxito das exportações, os cultivos tradicionaisforma substituídos por cultivos de alto valor comercial. As exportações do excedente agrícola cederam lugar a exportação de produtos agrícolas processados.

Uma porta aberta para o mundo

Uma economia fechada requer auto-suficiência e auto confiança. Nos tempos de guerra, a ROC não podia fazer outra coisa que afastar-se porque estava rodeada pelo inimigo. Entrtanto, em tempo de paz, uma política de portas fechadas impediu que a ROC se estabelecesse firmemente no mercado mundial e ajustasse sua produção e seu consumo. Também bloqueou o fluxo de idéias novas ao país e impediu que Taiwan se mantivesse atualizada.

Nas primeiras etapas do desenvolvimento econômico, por recursos limitados e a falta de confiança, o Governo decidiu promover o comércio, implementando muitas medidas para o melhor uso destes recursos; por outro lado, adotou certas políticas para proteger o desenvolvimento das indústrias emergentes e tradicionais em Taiwan.

Devido ao rápido crescimento econômico e a pressão internacional, o alcance destas medidas protecionistas e regulamentadoras se reduziu gradativamente. Nos anos 80, o Giverno defendeu a liberalização e a internacionalização econômica e portanto Taiwan se abriu muito mais.

De uma história de mão-de-obra intensiva a outra de capital intensivo

Na década de 50, o tem em discussão era o que desenvolver primeiro, as indústrias de mão-de-obra intensiva ou as de capital intensivo. Porém, nessa época, a sua economia ainda se encontrava atrasada e em condição de pobreza e o setor privado não desfrutava de capital e oportunidade de trabalho, portanto o Governo preferiu estimular o desenvolvimento de indústrias de mão-de-obra intensiva. Como a mão-de-obra era o fator de produção disponívl, estas indústrias desenvolveram-se rapidamente. Não obstante, ao final da década de 80, a força de trabalho Taiwan havia perdido gradualmente sua vantagem comparativa.

Da indústria leve à pesada

Em economia em bom funcionamento as indústrias leves e pesadas devem se complementar e desem ser valorizadas igualmente. Os países pequenos enfrentam mais dificuldades sedesenvolver a indústria pesada, pois esta requer muito capital e, além disso, tem de estar prestes a competição direta do exterior. A indústria leve não necessita de grande investimento e pode ser estabelecida pelo setor privado.

Primeiramente, o setor privado de Taiwan dedicou quase exclusivamente a indústria leve, e só até a última metade da década de 70 é que o setor privado fundou a indústria química pesada.

Um governo responsável

Embora todas as condições acima destacadas sejam essenciais para o desenvolvimento econômico, se não existir um bom governo, os critérios ainda estariam incompletos. Durante os últimos cinqüenta anos, o Governo desempenhou um papel muito importante no desenvolvimento econômicode Taiwan. Antes dos anos 80, o Governo tinha o poder de manter uma sociedade estável e segura w o bom funcionamento da lei e ordem perante um inimigo poderoso.

A partir dos anos 80, o estilo autoritário do Governo foi gradualmente substituído pela política legislativa. A política legislativa passou por um período de "aprender a caminhar", ocasionalmente tropeçando em si mesma, no entanto esse é o caminho para a democracia. E de qualquer forma, ele influi nos diversos aspectos do desenvolvimento econômico.

O rápido crescimento do comércio exterior estimulou enormemente o desenvolvimento econômico de Taiwan.

Antes dos anos 70, Taiwan tinha suas indústria predominantemente leve, ou seja, dedicava-se a produção de artigos de consumo; a partir de 1970, Taiwan começou a desenvolver a indústria química pesada.

O rápido crescimento do comércio exterior estimulou enormemente o desenvolvimento econômico de Taiwan

Frutos do desenvolvimento econômico

O desenvolvimento econômico geralmente inclui três partes: crescimento econômico, distribuição de riquezas e qualidade de vida. Taiwan, em geral, desempenhou muito bem conforme outros indicadores econômicos alcançando esses grandes resultados.

Desenvolvimento rápido e prosperidade eqüitativa

Na primeira etapa do desenvolvimento econômico (de 1952 a 1980), Taiwan teve uma taxa média de senvolvimento econômico anual de 9,21%, que era a mais alta do mundo. A agricultura perdeu sua posição chave como motriz da economia em 1962, cedendo lugar ao setor industrial. A partir daí, com a exceção das crises energéticas, as indústrias de Taiwan mantiveram uma taxa média de crescimento anual cerca de 14%.

Durante a segunda etapa (de 1981 a 1995), as conduções econômicas no mundo e em Taiwan passaram por grandes mudanças. Combinadas, estas forças externas e internas produziram um efeito mais prejudicial sobre o desenvolvimento econômico de Taiwan, reduzindo a taxa de c rescimento da economia a 7,52%. Durante essa época, o centro econômico mudou gradualmente do setor industrial para o setor de serviços; enquanto o setor agrícola cresceu apenas 1,24% por ano.

Como qualquer outro país, Taiwan também não é auto-suficiente, assim, o comércio exterior desempenhou um papel importante no desenvolvimento econômico da ROC.

O crescimento do comércio exterior e o aumento do investimento estrangeiro são as forças motrizes que empurram o setor industrial de Taiwan, que por conseqüência, impulsiona o desenvolvimento do setor de serviços. De 1952 a 1980, a taxa de crescimento anual das exportações de produtos e mão-de-obra teve uma média de 16,5%, enquanto a demanda local aumentou em média 10,98% ao ano. Durante o período entre 1981 e 1995, as exportações de produtos e mão-de-obra aumentou 10,05% ao ano, e a demanda local subiu 7,51%.

Em 1964, a distribuição de riqueza era mais eqüitativa conforme o coeficiente Gini (0,321), que é o método utilizado para avaliar a uniformidade da distribuição de renda e quanto menor quanto melhor.

Esse coeficiente diminuiu para 0,277 em 1980, indicando que a distribuição de renda melhorou junto com o crescente desenvolvimento econômico de Taiwan.

No entanto, a partir de 1981, esse coeficiente vem aumentando gradativamente.

Inflação moderada e baixo nível de desemprego

Durante as primeiras etapas do desenvolvimento econômico de Taiwan, depois da mudança do governo central, como resultado de muitas guerras e uma escassez geral de artigos de primeira necessidade, houve um aumento de inflação. Em seguida, exceto,os dois períodos das duas crises energéticas em 1973-1974 e em 1979-1980, a inflação em Taiwan tem sido moderada. Entre 1953 e 1980, o índice de preços ao consumidor elevou-se a uma taxa de 7,95% anual, enquanto oíndice de preços no atacado elevou-se a uma média anual de 7,14%.

De 1981 a 1995, a taxa de inflação foi ainda mais baixa. O índice de preços ao consumidor sofreu um aumento anual de 3,35%, enquanto o índice de preços no atacado aumentou apenas 0,24%. E média, de 1952 a 1995, os dois índices foram, respectivamente, 6,34% ao consumidor e 4,79% no atacado.

Taiwan, com exceção de 1950, não tem tido um sério problema de desemprego. Isto se deve principalmente ao fato de que tem sempre desfrutado de sólidas exportações.

Além disso, as empresas para a exportação de mão-de-obra intensiva utilizam grandes quantidades de trabalho ao grande número de pessoas do campo e das cidades. Antes de 1970, a taxa de desemprego era de 3%, desde então, essa taxa decresce de forma contínua.

Com dinheiro no banco e sem dívida

As reservas de divisas se acumulam quando as exportações de um país excedem a suas importações. Entre 1952 e 1980, Taiwan importou mais que exportou, gozando de um excedente comercial. De 1981 a 1995, entretanto, Taiwan desfrutou de um excedente comercial contínuo. Embora a partir de 1995, as reservas de divisas estrangeiras diminuíram ligeiramente, Taiwan tem diso um dos maiores possuidores de reservas de divisas no mundo, situando-se só atrás do Japão.

A habilidade de Taiwan em manter um excedente comercial quase ininterrupto nos últimos anos é resultado da política governamental de estimular as exportações e limitar as importações. Por outro lado, graças as reservas de divisas exessivas Taiwan conseguiu amenizar algumas conseqüências danosas para a economia em geral, como no caso da crise financeira e uma economia efêmera no final da década de 80.

Ao final da década de 80, os Estados Unidos já eram a primeira nação devedora no mundo, apesar de seus destacados ganhos econômicos. Enquanto isso, a ROC era o único país que não havia acumulado uma grande dívida externa. Em 1986, a dívida externa da ROC alcançava aproximadamente US$4 bilhoões; e em 1987, reduziu-se a US$1,4 bilhões.

O alvorecer de uma sociedade opulenta

Taiwan, depois de quanrenta anos de duros trabalhos e lutas, conseguiu criar prosperidade para o seu povo no final da década de 80.

Nod idias de hoje, 8,5% dos cidadãos possuem suas própria habitação. Em termos de eletrodomésticos principais, tais como televisores e telefones, Taiwan alcançou quase o mesmo nível da Inglaterra e Estados Unidos, onde quase todas as famílias possuem esses artigos. O número de famílias em Taiwan que possuem automóveis e computadores pessoais também vai aumentando e se espera que alcancem o nível das nações desenvolvidas em menos de 10 anos.

Finalmente, entre 1996 e 1997, o número de viagens ao estrangeiro foi equivalente a mais de 26% do total da população de Taiwan.

Até 1980, a distribuição de renda era quase eqüitativa, no entanto, essa distribuição veio a dar sinais de desigualdade, destacado uma das causas como os elevadíssimos preços imobiliários ocasionaram a criação de uma nova classe de proprietários ricos.

O desenvolvimento econômico contínuo permitiu a Taiwan acumular uma vasta soma de reservas em moeda estrangeira.

Embora a inflação sempre é um assunto preocupante em todo o mundo, não só por seu efeito desfavorável sobre a competitividade de um país, mas também pelo impacto negativo sobre o nível de vida e distribuição da riqueza, Taiwan, em geral, sempre desfrutou de uma taxa de inflação baixa.

Educação

Desde 1949, Taiwan já tem feito grandes esforços para fortalecer a nação desenvolvendo a educação e se preparando para a unificação nacional. A principal função da educação é cultivar recursos humanos, que são o alicerce para o desenvolvimento nacional e melhoria social. Portanto, essa reforma educaional é o ponto essencial para todo desenvolvimento de Taiwan, estimulando o alto crescimento econômico e impusionando o desenvolvimento da democracia.

Como toda tranformação enfrenta várias barreiras, Taiwan não foi diferente, porém, com a união do setor público e privada, essas dificuldades foram superadas com sucesso. E hoje, o sistema educacional está bem preparado para resolver os problemas e atender as futuras necessidades da sociedade.

Desenvolvimento educacional

O movimento para modernizar a sociedade taiwanesa remonta à dinastia Ching (1644-1911), a qual expandiu as oportunidades educacionais através de escolas municipais e distriais.

A educação mudou dramaticamente após o fim da Guerra Sino-Japonesa de 1895. O Japão implementou uma política educacional colonial objetivando a assimilação , suprimindo sistematicamente a tradicional chinesa, em defesa da língua e valores japoneses. Embora o estilo ocidental foi estabelecida mais tarde, as crianças taiwanesas tinham poucas oportunidades a receber educação do que as crianças japonesas em Taiwan.

Após a rendição do Japão e, 1945, no final da II Guerra Mundial , Taiwan foi devolvida à República da China. Porém, o Governo da ROC manteve o corpo docente escolar e continuou a usar as instalações da era japonesa, abolindo somente as políticas de discriminação. O sistema acadêmico chinês foi adotado e a educação foi infundida como o espírito dos Três Princípios do Povo do Dr. Sun Yat-sen (nacionalismo, democracia e bem-estar do povo).

Em 1902, a corte Ching adotou um sistema ocidental competindo com o do Japão.

Em 1922, o sistema americano "seis-três-três-quatro" foi implementado: seis anos na escola elementar, três na secundária júnior, três na secundárioa senior e quatro na universidade.

Durante os anos 50, Taiwan esteve diante da incerteza e tensões no ambiente político, dessa forma levando as autoridades da ROC a enfatizar os princípios filosóficos da nação e o cultivo de um espírito nacional em seu currículo educacional. Entre 1957 e 1980, a ênfase mudou para o planejamento e desenvolvimento de recursos humanos em coordenação com o objetivo nacional de desenvolvimento econômico.

Desafios adcionais ao sistema educacional vieram em respostas às forças de liberalização econômicas e globalização, as quais tranformaram Taiwan a partir dos anos 80. Como a estrutura industrial da nação havia mudado de uma base intensiva de trabalho para uma base intensiva de capital e tecnologia, além da democratização de suas políticas, o sistema educacional também entrou em uma era de transição e reforma.

Sistema educacional

Atualmente a estrututa de educação baseia-se no sistema "seis-três-três-quatro". O programa escolar de cada um desses níveis pode ser reduzido ou aumentado para estudantes dotados ou aqueles com necessidades especiais. Em 1968, a educação obrigatória de seis anos, garantida pela Constituição, foi aumentada para nove anos para incluir os níveis de escola secundária júnior.

Os estudantes de Taiwan encontram dois pontos fundamentais em seus estudos que determinam o futuro de sua educação. O primeiro é o exame de admissão para a escola secundária senior, escola vocacional senior, escola secundária bilateral (combinação de vocaional e acadêmico), ou colégio júnior de cinco anos. E o segundo ponto fundamental é o exame conjunto de admissão para universidades, colégios e institutos de tecnologia.

Além da educação obrigatória, a ROC também implementou um sistema vocacional paralelo. Esta educação de nível secundário para idades de quinze a dezoito anos inclui escolas vocacionais seniores de três anos, escolas secundárias bilaterais e colégios juniores de cinco anos. Para aqueles acima de dezoito anos, as escolhas de educação superior incluem colégios juniores de dois anos, universidades de ciências e tecnologia de quatro anos e instituto de teconologia.

Há outras duas opções de educação, que são suplementar e especial. A escola suplementar é oferecida para aqueles que não receberam educação geral e queiram conseguir uma graduação acadêmica progredindo através dos níveis de escola elementar, secundária júnior, secundária senior, colégio júnior e universidade. Aqueles que não puderem freqüentar a escola poderão estudar por conta própria e participar de exames especiais de avaliação escolar.

Para aqueles que passarem nos exames, receberão um certificado de status equivalente a qualificação acadêmica formal. E a escola especial é oferecida para cegos, surdos e deficientes mentais ou físicos, incluindo os níveis de jardim de infância, elementar, secundária júnior, secundária vocacional senior.

A educação compulsória é dada principalmente em escolas públicas, no nível não obrigatório, instituições acadêmicas particulares e ses estudantes ultrapassam seu equivalente na área pública, exceto escolas secundárias seniores.

Antes de 1994, os professores de escola elementar e secundária eram treinados exclusivamente em colégios normais e universidades. No entanto, um novo sistema de educação de professores foi implementado em 1994, que permite a todos os colégios e universidades, com a aprovação do Ministério da Educação, ministrar programas de treinamento de professores em todos os níveis.

Sistema administrativo educacional

A administração educaional da ROC é organizada em três níveis: central, provincial/municipal e de distrito/cidade. No nível central está o Ministério da Educação (MOE); no nível provincial/municipal acha-se o Departamento de Educação; e no nível distrito/cidade, a Secretaria de Educação. Primeiramente, o poder tendia à centralização, devida à pequena área administrada pelo foverno central. Após a reforma educacional dos anos 90, aumentaram os poderes para as autoridades educacionais locais.

Ideais educacionais

Entre aqueles ideais que influenciaram o desenvolvimento educacional da ROC, a tradição Confucionista desempenhou consistentemente um papel central. Os ideais de Confúcio defendem o aprendizado através da dedicação, progresso, perserverança e disciplina, enquanto a diversão e os jogos são vistos como desagrados. As realizações escolares traziam reputação para a pessoa e honra para seus pais. Aqueles que trabalhavam com suas mentes eram vistos como dominadores e aqueles que faziam trabalho mental eram os dominados.

Embora tais ideais tenham encorajados os pais a prestar mais atenção à educação de seus filhos e motivados estudantes aos aprendizados, eles também resultaram em competição excessiva e pressão para buscar educação superior.

Os ideais educacionais ocidentais, introduzidos no final do século XIX, tornaram-se gradativamente parte de pensamento educaicional. Estes incluem conceitos como educação vitalícia, desenvolvimento do potencial humano, cultivo da criatividade, manutenção dos ideais de humanismo e coordenação da educação com o desenvolvimento científico e econômico. Entretanto, os ideais tradicionais chineses continuam a desempenhar um papel de grande influência.

Os objetivos da educação pública, devido à influência de conceitos tradicionais de educação, enfatizavam a prioridade dos interesses nacional e social. Enfatizam também na formação de bons cidadãos e no desenvolvimento de recursos humanos para o desenvolvimento nacional. No entanto, nos últimos anos, a ênfase mudou paara o desenvolvimento do indivíduo.

Provisões constitucionais sobre educação

A Constituição da ROC, na sua seção intitulada "Políticas Nacionais Fundamentais", expressa que "a educação e cultura objetivarão o desenvolvimento, entre os seus cidadãos, do espírito nacional, espírito de autogoverno, moralidade nacional, bom físico, conhecimento científico e a habilidade de ganhar o sustento". Em termos da Constituição, todos os cidadãos têm a garantia de oportunidade igual de receber educação, e todas as crianças em idade escolar do seis aos doze anos receberão educação primária gratuita. Todos os cidadãos acima da idade escolar, que não tenham recebido educação primária, deverão receber educação suplementar gratuita.

A Constituição ordena que a assistência governamental seja dada aos estudantes de bom perfil escolar, que não têm meios de continuar a sua educação.É exigido do Governo a supervisionação de todas as instituições educacionais e culturais, públicas e privadas e dar atenção ao desenvolvimento educacional equilibrado em diferentes regiões. O Governo também tem a responsabilidade de salvaguardar o meio de subsistência daqueles que trabalham nos campos da educação, ciências e artes; estimular descobertas científicas e invenções; e proteger locais históricos e artigos de valor histórico, cultural ou artístico.

E o governo deve encorajar ou assistir aqueles que têm prestado serviços longos e meritórios no campo de educação. Até 1997, a Constituição especificava a proporção mínima do orçamento de cada nível de governo que devia ser empregado na educação, ciências e cultura; porém esse artigo foi revogado pela emenda constitucional.

O sistema educaional da ROC criou escolas vocaionais e centros de treinamento para formar trabalhadores profissionalizados e qualificados.

A educação tem sido uma grande preocupação para os cidadãos da ROC e a maioria dos pais participa com entusiamo no trabalho educacional. As expectativas familiares, contudo, têm criados mais disputas e stress entre os estudantes.

O Confucionismo tem tido uma profunda influência na formulação e desenvolcimento do passado, atual e fututo sistema educaional da ROC.

De acordo com a Constituição da ROC, o governo tem que promover atividades educacionais e culturais para desenvolver uma sociedade de maneira equilibrada.

Sucessos e realizações

As realizações da ROC na educação têm sido elogiadas tanto pela nação como pela comunidade internacional.

O sucesso do desenvolvimento educacional é mais aparente em quatro áreas: a formação de recursos humanos, a melhoria da qualidade de vida, a promoção do desenvolvimento educacional e a elevação do status social.

Cultivando recursos humanos

Taiwan, devido ao seu pequeno tamanho e à falta de recursos naturais, o seu progresso econômico apóia-se na formação de recursos humanos. Como o povo taiwanês atribui grande importância à educação de seus filhos, o governo não tem poupado esforços para promover a educação. esses esforços conjuntos têm resultado em alta taxa de matrícula em todos os níveis escolares, e uma alta porcentagem da população em educação superior.

Há muito tempo que o povo de Taiwan tem atribuído um alto valor à educação superior como meio de atingir a auto-realização, elevando o status social e desenvolvendo o potencial pessoal. A educação superior tem se tornado uma condição essencial para se adquirir uma ocupação melhor. Na visão dos formuladores de política do governo, formar profissionais em instituições de educação superior promove o desenvolvimento econômico estável e melhora na produtividade da nação.

Os abundantes recursos humanos de Taiwan são o resultado dos esforços firmes e determinados do governo para promover a educação. Um bom indicador do compromisso de uma nação para com a educação é a parte do PIB voltada para a educação. Tal percentual aumentou de 4,57 em 1971 para 6,85 em 1997.

Gastos anuais alocados pelo governo central para a educação também creceram de 16,51% em 1971 para 18.91% em 1997. A educação contava muito com verbas governamentais devido a isduficientes contribuições particulares; porém, na última década, o governo conseguiu estimular a participação provada no desenvolvimento educacional, conseqüentemente, a parte do PIB dos gastos do setor privado na educação tem aumentado anualmente.

Melhorando a qualidade de vida

A qualidade de vida pode ser avaliada a partir de muitos aspectos, destacamos dois, o gasto do consumidor e a educação. Em 1971, a alimentação representava 41,72% do gasto total, enquanto a educação, cultural e diversão eram somente 8,1%. Até 1997, os gastos com alimentação havia caídos para 22,27% e os gastos com educação, cultural e diversão haviam aumentado para 18,18%, tornando-se o segundo mais alto índice no gasto do consumidor. Esse aumento com relação aos gastos de educação, cultural e diversão reflete uma mudança em áreas relacionadas à qualidade de vida. Esforços para reformar a educação têm sido concentrados na melhoria de qualidade.

Para isso, os tamanhos das classes são limitados a menos de 30 estudantes para escola elementar e 35 para escola secundária júnior, enquanto as verbas são distribuídas uniformente em todos os níveis. De 1977 a 1997, os gastos de escolas públicas e particulares aumentaram significativamente em cada nível, principalmente na educação superior, indicando que tanto o setor governamental como o privado continuam a enfatizar a educaçào superior.

Promovendo o desenvolvimento econômico

O desenvolvimento econômico tem sido a força motriz que levou Taiwan da pobreza à properidade. Tanto o treinamento educacional quanto a inovação tecnológica têm contribuído para o milagre econômico. Nos anos 50, à medida que a economia começava a decolar, houve uma demanda urgente de conhecimento técnico, pois era o elemento essencial para o desenvolvimento econômico.

Embora a partir da década de 60, o eixo econômico foi redirecionado ao capital, o treinamento edcacional e a inovação tecnológica continuam sendo fatores indispensáveis ao contínuo desenvolvimento econômico de Taiwan.

A pesquisa econômica tem consistentemente descoberto que a educação e o treinamento constribuem enormemente para aumentar a renda nacional através da melhoria da produção e qualidade industriais. Nos últimos vinte anos, a renda per capita aumentou vinte e cinco vezes, de US$ 410 em 1971 para US$ 11.950 em 1997. Da mesma forma, o gasto per capita também aumentou.

Elevando o status social

Elevar o status social do povo e assegurar a igualdade social têm sido prioridades do governo da ROC. O sucesso nessa área pode ser visto no aumento da classe média e na expansão de oportunidades iguais de educação.

No passado, a maioria das pessoas não tinham recursos necessários para a aascensão na sociedade. A classe média, atualmente, conta com a educação superior para estabelecer empregos profissionais independentes e bem pagos. O sucesso da classe média tem sido notado por outros níveis da sociedade e tem se tornado uma força do progresso social e estabilidade. Em 1971, a classe média representava 23,5% da sociedade, em 1997, a porcentagem subiu para 51,32. A ascensão da classe média deve-se principalmente à educação universal e oportunidades educacionais iguais, além de uma sociedade estável e um sistema político saudável.

Para promover a igualdade educacional, o governo da ROC oferece empréstimos a juros baixos e subsídios educacionais aos estudantes. O povo de Taiwan tem elogiado a igualdade de oportunidade como uma das mais importantes realizações em educação.

A educação superior tem formado muitos profissionais de talento, fornecendo notáveis mão-de-obra e recursos para o desenvolvimento econômico, político e tecnológico da ROC.

Os esforços atuais do governo, além de fazer mudanças nos métodos educacionais, promovem uma ênfase equilibrada na ética, na área acadêmica, no condicionamento físico, nas habilidades sociais e nas artes.

Os gastos com cultura e artes aumentaram significativamente na ROC, paralelamente às mudanças gerais no ambiente como um todo e na popularização da educação.

Oportunidades iguais para educação e treinamento em todos os níveis possibilitam aos cidadãos maximizar suas habilidades e talentos, fazendo grandes contribuições no desenvolvimento econômico da ROC.

Acompanhando a abertura de sua sociedade e democratização política, a ROC mudou o seu sistema educacional de uma abordagem administrativa para uma abordagem comunicativa de multiníveis, assim integrando melhor a educação com sua estrutura na sociedade.

Oportunidades educacionais iguais

Desde a devolução de Taiwan em 1945, a sua estrutura educacional expandiu várias vezes para incluir uma parte maior parte da população. Grandes melhorias na qualidade e padrões têm incentivado mais pessoas a participar no campo de educação. Atualmente, receber educação superior é uma aspiração comum para o povo de Taiwan. O público não espera somente oportunidade igual, mas também um processo educacional ordeiro com benefícios justos. Assm, além do número de instiuições educacionais e formas de ensino, a igualdade em substância e conteúdo também tem recebido atenção crescente.

Status social

Um dos objetivos do desenvolvimento educacional é aumentar a mobilidade social. Oportunidades iguais na educação abrem as portas para ao menos privilegiados para que aumentem o seu status social. Elas têm beneficiado pessoas de vários níveis sociais em épocas diferentes. Durante os estágios iniciais da expansão educacional, apenas as crianças de origens sociais mais altas eram beneficiadas. Só mais tarde os benefícios foram expandidos para crianças de menos status social.

As reformas educacionais têm trazido mais igualdade de oportunidade educacional. Na realidade, quanto mais jovem for uma geração, mais igualitária serão as suas oportunidades educacionais.

Entretanto, estudantes de diferente origem familiar, social e econômica apresentam ainda diferenças em seu desenvolvimento pessoal e comportamento.

Em razão disso, a Comissão de Reforma Educacional do Yuan Executivo publicou um "Relatório Geral sobre Reforma Educacional" em dezembro de 1996, recomendando a promoção, pelo governo, de um programa educacional que assegure atenção para todo estudante. O seu objetivo é estabelecer a igualdade em termo de oportunidade educaional sem discriminação, ensinar os estudantes de acordo com sua habilidade e conduzir o desenvolvimento de cada estudante para a maximização de seu potencial completo. Dessa forma, todos estudantes recebrão instrução adequada.

Gênero

Oportunidades educacionais para mulheres na ROC expandiram-se consideravelmente nos últimos 50 anos. Em 1951, a taxa de matrícula para garotos na escola elementar era de 93,44%, enquanto para garotas era de 68,58%; enquanto na escola secundária para garotos era 42,31%, e 32,06% para garotas.

Até 1968, quando nove anos de educação tornaram-se obrigatórios, a taxa de matrícula para garotos na escola elementar alcançou 98,18% e 97,13% para garotas. E em relação a taxa de matrícula na escola secundária júnior ficou em 83,38% para garotos e 63,69% para garotas.

Apesar destes ganhos em igualdade de gênero, ainda há áreas na educação superior que exigem melhoria, como no caso de escolha de matérias, os estudantes do sexo feminino concentra-se principalmente na educação, arte, humanidades, economia doméstica, turismo e comunicação de massa, enquanto do sexo masculinos dominam as matérias de engenharia, ciências naturais, matemática, ciência da computação, transporte, comunicação eletrônica, arquitetura, urbanismo e direito.

A proporção de estudantes do sexo feminino comparado com o total da população estudantil decresce a cada nível mais alto de educação universitária. Em 1997, o percentual de estudantes do sexo feminino em programa de graduação era de 48,85%, 30,32% de mestrado e 19,93% de doutorado.

A qualidade da educação em cursos formais e informais também é afetada pela distinção ou separação de gênero. Portanto, o Ministério da Educação criou recentemente um Conselho Educacional sobre Igualdade de Gênero, a fim de eliminar a discriminação sexual num estágio inicial, de forma que o desenvolvimento equilibrado entre os sexos sejam fortalecido.

Diversidade étnica

As pessoas em Taiwan freqüentemente se vêem como membros de diferentes grupos sub-étnicos, classificados conforme a época de imigração do continente chinês e dialeto falado.Estes grupos incluem aborígenes Austronésios, Fukieneses do Sul, Hakka e habitantes da China continental. Embora no passado os habitantes da CHina continental gozavam de maior nível de realização na área da educação, graças as oportunidades educacionais disponíveis para todos, outros grupos étnicos também se desenvolveram rapidamente.

Para conseguir uma melhor educação e maiores oportunidades ao povo aborígenes, o governo da ROC estabeleceu várias medidas. Em 1988, o MOE fundou o Conselho Educacional Nativo (hoje rebatido de Conselho de Educação Aborígene) e convidou intelectuais e especialistas para participar de estudos extensivos objetivando a igualdade cultural e para contribuir a uma projeto de política governamental. Em 1992, o Yuan Executivo aprovou o "Plano de Cinco

Anos para o Desenvolvimento e Melhoria da Educação Aborígene", cujo objetivo era o ajuste da educação aborígene para uma vida moderna, enquanto retendo a cultura tradicional. Em 1993, o MOE criou o Centro de Pesquisa de Educação Aborígene em cada um dos colégios de professores nacionais em Hualien, Hsinchu, Taichung, Pingtung e Taitung para realizar pesquisa e promover a educação aborígene. Em abril de 1996, na Conferência Nacional de Educação

Aborígene, o MOE estabeleceu várias diretrizes para esforços futuroo, tais como a criação de um sistema educacional aborígene, aumentando a qualidade da educação para aborígene e criando uma era nova e multicultural.

Em 1997, a Assembléia Nacional aprovou os artigos adicionais da Constituição da ROC, A qual estipula no parágrafo 10 do artigo 10: "o Estado, de acordo com a vontade dos grupos étnicos, salvaguardará o status e a participação política dos aborígenes. O Estado também garantirá e dará assistência e encorajamento para a educação aborígene. cultura, transporte, conservação aquática, saúde e cuidados médicos, atividade econômica, terras e bem-estar social.

As medidas para isso serão criadas por lei". Em 1998, foi promulgada a Lei de Educação

Aborígene, o seu artigo 2º expressa que os aborígenes serão os principais recipientes da educação aborígene; no espírito do pluralismo, igualdade e respeito, o governo promoverá e desenvolverá educação para o povo aborígene, com o objetivo de salvaguardar a dignidade étnica, estendendo as linhagens étnicas, promovendo o bem-estar étnico e desenvolvendo a co-prosperidade étnica. E o MOE finalizou o "Segundo Plano de Cinco Anos para o Desenvolvimento e Melhoria da Educação Aborígene", com implementação no ano 1999.

Aspectos regionais

A questão da criação de mais qualidade em oportunidade educacional para diferentes regiões não apenas envolvem a lacuna entre áreas rurais e urbanas, como também reflete a distribuição de pessoas de diferentes camadas sociais e origens étnicas. Os estudantes da zona urbana têm maior acesso à educação, por isso apresentam-se melhor academicamente do que os da área rural. E em termos de distribuição orçamentária e alocação de recursos educacionais existe uma disparidade distinta entre áreas urbanas e rurais. Tal distribuição desequilibrada de recursos educacionais é o fator primário qua afeta a qualidade e quantidade de oportunidade educacional em várias regiões.

O artigo 163 da Constituição determina que o Estado prestará a devida atenção ao desenvolvimento equilibrado da educação em diferentes regiões". Concessões do Tesouro Nacional são feitas às regiões fronteiriças e áreas economicamente pobres para ajudá-las a dar conta das suas despesas educacionais e culturais. Em 1995, o MOE implementou o "Plano Educacional para Regiões prioritárias"para promover mais o espírito de oportunidade educacional igual. Este plano exige a designação de mais recursos para áreas carente atendendo as despesas educacionais e culturais que melhorarão o ambiente educacional geral e estimularão a qualidade da educação para todos os estudantes.

As necessidades de educação especial

Administrar adequadamente as necessidades de educação especial é uma parte importante na promoção de oportunidade educacional igual. Para isso, o governo criou a Lei de Educação Especial, a qual estipula o tempo de escolaridade, currículo, materiais didáticos e pedagogia. No ano 1950, havia penas duas escolas fundadas especificamente para a educação de crianças cegas e surdas, com um total de 384 estudantes. Até o ano 1997, o número de escola especial aumentou para 17: 3 para cegos, com 493 estudantes; 4 para surdos, com 1150 estudantes, 9 para retardados mentais, com 3314 estudantes; e 1 para outros deficientes físicos, com 400 estudantes.

Além dessas escolas estabelecidas independentemente para a educação especial, o governo da ROC oferece classes de educação especial em escolas elementar, secundária júnior, secundária senior e vocacional. No ano 1997, 3945 classes de educação especial foram instaladas com matrícula de 76.409 estudantes. E 56 colégios juniores e universidades receberam subsídios do MOE para assistir 873 estudantes deficientes, incluindo 248 com problemas de audição, 162 com problemas de visão, 376 como deficiências físicas e 87 com outros problemas.

As oportunidades educacionais para os cidadãos da ROC não apenas aumentaram e ficaram mais estáveis a nível de ensino secundário, como também mostraram progresso significativo nos níveis pré-escolar e superior.

Muitos anos de esforços passados melhoram muito a situação desvantajosa de mulheres tentando receber educação. Entretanto, ainda há muito espaço para melhoria quanto ao desequilíbrio de gênero no ambiente educacional.

O acesso a mais verbas educacionais e doações de empresas permitiu que áreas urbanas gozam de maior abundância de recursos educacionais.

Para melhorar a educação do povo indígena, o governo realizou a Conferência Nacional sobre Educação Aborígene, em 1996, para estabelecer um sistema educacional aborígene, desenvolver as suas características especiais e aumentar a sua qualidade.

A Conferência Nacional de Educação paara os Deficientes Físicos e Mentais foi realizada pelo governo da ROC para reunir pontos de vista sobre as formas de proporcionar um ambiente ideal e adequado à essas pessoas.

Reformas e perspectivas educacionais

O novo século será uma época de rápida mudança. Ele será uma era de informação altamente desenvolvida, uma era do "poder do cérebro" e uma época de competição global. A chave do sucesso estará na habilidade da nação em reformar continuamente o sistema educacional.

À luz da importância da reforma educacional para o desenvolvimento social de Taiwan, em 1995, o MOE publicou o "Relatório Educacional da República da China", delineando um acminho que orientará a reforma educacional de Taiwan no século XXI. As duas principais áreas das reformas propostas eram amenizar a pressão de exames para admissão em escolas de níveis mais altos e promover uma educação mais liberal.

O relatório também cobria dez princípios de reformas: enfatizar o desenvolvimento voltado para o futuro, promover oportunidades iguais, valorizar o espírito humanista, aumentar as realizações profissionais, buscar uma democracia aberta, atingir a liberdade e diversidade, promover a auto-determinação e auto-disciplina, dividir poderes e responsabilidades, encorajar a participação de todos os cidadãos e sempre buscar a perfeição.

Essa reforma envolverá o avanço rumo a um sistema que seja mais humanista, democrático, pluralista, voltado para a tecnologia e internacionalizado. O objetivo de uma educação humanista é cultivar pensamentos e valores saudáveis, ampliar o conhecimento de cada indivíduo e desenvolver o potencial de cada pessoa para atingir a auto-realização. Uma educação democrática procurará cultivar um espírito democrático, criar a responsabilidade social e ímpeto ao desenvolvimento político e progresso de Taiwan.

Uma educação pluralista alimentará nas pessoas a habilidade de acomodar as coisas de natureza diversa, assim como o respeito à minoria, o cuidado para com os menos privilegiados e a eliminação da discrimação racial. Enquanto a educação voltada para a tecnologia tornará popular o conhecimento tecnológico, promoverá o espírito e atitudes científicas e cultivará as habilidades essenciais na era vindoura da informação. Finalmente, o objetivo de uma educação internacional será dar aos cidadãos uma visão do mundo enquanto mantém uma forte posição em sua terra nativa.

Com base nestes princípios, a Comissão de Reforma Educacional, subordinada ao Yuan Executivo, criou cinco grandes linhas para a futura reforma educacional em Taiwan: relaxar as políticas educacionais, cuidar de cada estudante, criar mais canais de níveis mais altos de escolaridade, aumentar a qualidade da educação, e estabelecer uma sociedade de aprendizado vitalício.

Para receber a era da informação, o governo da ROC tem implementado planos para aumentar o número de aulas de informática e a disponibilidade da internet nas escolas.

Para melhorar a qualidade da educação em Taiwan, professores são incentivados e promovidos com base em suas habilidades didáticas e pesquisas. A qualidade e o profissionalismo também estão sendo fortalecidos.

Para promover reformas educacionais enfatizando a humanização, democratização, pluralização, internacionalização e maior uso de tecnologia, o Yuan Executivo fundou o Comitê de Avaliação de Reforma Educacional.

Em um esforço para aumentar as oportunidades vitalícias de aprendizado, o governo da ROC tem promovido muitas medidas concretas, que incluem a criação de um sistema de novo treinamento, a abertura de canais de aprendizado flexível e pluralista, o desenvolvimento de novas organizações educacionais, a ccriação de um sistema especial de educação vitalícia para deficientes e o fortalecimento do aprendizado de línguas estrangeiras.

As empresas estão assumindo a responsabilidade pelo desenvolvimento de uma sociedade de aprendizagem para o futuro ao criar ambientes propícios à educação de seu funcionários.

Fonte: v888.com.br

Taiwan

Capital: Taipei

População: 22,8 milhões (2007 est)

Língua oficial: chinês mandarim

O grupo majoritário: min nan chinês (66,7%)

Grupos minoritários: mandarim (20,1%), chinês Hakka (11%), as línguas indígenas (2%), o Japão

Sistema político: república independente

Localização

A ilha de Taiwan (antiga Formosa) é um estado de fato independente - também chamado de República da China desde 1949.

Situado fora do continente, no entanto, a ilha é de jure uma "província da China" que a República da China atualmente não tem nenhum poder. De fato, um tratado de defesa mútua entre os Estados Unidos e Taiwan, é de Taiwan e as forças dos EUA que garantem a efetiva independência da ilha, enquanto os políticos de Taiwan China ameaça de uma declaração de independência.

Desde a queda do banco de Taiwan no Conselho de Segurança da ONU em 1971, a maioria dos países do mundo reconhece a República Popular da China.

Em princípio, a China quer Taiwan aplicar a fórmula de "um país, dois sistemas" (status de "Região Administrativa Especial"), como Hong Kong e Macau.

A capital administrativa é Taipei é o meu capital oficial é Nanjing (Nanquim).

A ilha 3 km ² 5980 é separada do continente pelo Estreito de Taiwan e é cercado ao norte pelo Mar da China Oriental, no Oceano Pacífico, a leste, a sul pelo Mar da China Meridional.

Taiwan está dividido em 23 condados administrativos: Changhwa, Chiayi Hsien, Shih Chiayi, Hsinchu Hsien, Shih Hsinchu, Hualien, Ilan, Kaohsiung Hsien, Kaohsiung Shih Tzu Keelung, Kinmen, Lienkang, Miaoli, Nantou, Penghu, Pingtung, Taichung Hsien, Taichung Shih, Tainan Hsien, Shih Tainan, Taipei Hsien, Taipei Shih, Titung, Taoyuan Yunlin.

Na verdade, há 16 municípios (hsien, singular e plural), cinco municípios (shih, singular e plural), e dois municípios "especiais" (chuan-shih, singular e plural).

Além da ilha de Taiwan, o país inclui também as ilhas de Penghu (Pescadores) ilhas Quemoy (ou Kinmen Jinmen, em chinês), as ilhas e as ilhas Wuch'iu Hsü Matsu e um total de 88 ilhas, embora conta Taiwan e ilhotas, mais distante 150 km da ilha principal (Taiwan). Esta é também conhecida como Formosa ("La Belle"), que foi dado em 1590 pelos primeiros navegadores portugueses (Ila Formosa). Na literatura antiga da China, Taiwan foi chamado Penglai, Daiyu, Yuanqiao, Yingzhou, Daoyi, Yizhou e Liuqiu.

Dados Históricos

Os aborígenes de Taiwan tinha resolvido nesta região da Ásia, há cerca de 6000 anos antes de nossa era. Segundo a tradição chinesa, no ano de 603, a China enviou uma expedição para a ilha de Taiwan, que na época teria se tornado um país de imigração. Os séculos XVI e XVII, Português, Espanhol e Holandês lutou transformar a ilha de Taiwan, e levou grande parte da ilha chinesa. Lembre-se de que é o Português que deu o nome para a ilha de Formosa (a porta. Ilha Formosa, "A Ilha Bonita").

Em 1683, a ilha foi anexada administrativamente ao império chinês e mais uma vez se tornou uma terra de imigração. Dezenas de milhares de apoiantes Ming deixou as regiões costeiras do sul da China e imigraram para Taiwan. Sob o governo de Qing, ondas de imigração chinesa se tornou ainda mais forte na ilha.

Aborígines rebelaram várias vezes, mas os chineses conseguiram conter a rebelião. Em 1758, representantes do poder imperial começou a conceder nomes chineses, que viram os nativos chamam de Li, Wang, Chen, Wu, Zhang, etc.

Políticas de assimilação continuou mais bonito.

O virnet chinês distinguir três tipos de aborígenes:

O "aclimatado aborígene" (relativamente similar)
A "fase de submissão aborígenes" (similar)
"Selvagem Pura" (não relacionados).

A ocupação japonesa

Em seguida, a Segunda Guerra Sino-Japonesa de 1895 inaugurou a área de Formosa Japão, tornando-se a primeira colônia japonesa no exterior. Japonês O período viu a chegada de um grande número de administradores, técnicos e colonos. Diversas rebeliões da população chinesa (agitação política) e aborígine (luta armada) da ilha foram acalmados pelos japoneses por causa da importância estratégica de Taiwan, reforçou seu controle sobre a ilha especialmente a partir de 1939, a ilha se tornou uma colônia japonesa. A ocupação durou meio século (até 1945), enquanto a população indígena foi colocado sob vigilância.

Em 1897, o diretor de assuntos educacionais do Comando Geral Shuji Izawa, defendeu a japonização da população de Taiwan. Izawa impôs um regime mais rigoroso no Japão adicionando mais dois anos na escola primária (seis em vez de quatro). Também exigiria que as escolas ensinem história (Japão), geografia (Japão) e cozinha (japonês), cursos que nunca foram ensinados no Japão em si. A ilha de Taiwan deve ser um "campo de testes" para a política de educação. No entanto, o plano foi rejeitado por Izawa o governo a limitar os custos de japonização.

Os japoneses, no entanto, tornou-se a língua oficial de Taiwan, a instrução foi dada na língua do vencedor (a "língua nacional"), os nomes das cidades foram japonisées. Em 1888, o General Comandante do Japão apresentou aos regulamentos das escolas na educação pública.

Ela afirma no artigo 1 º que as crianças devem ser encorajados a aprender Kokugo ("língua nacional"):

Artigo 1 º

As escolas públicas devem ensinar as crianças os princípios morais de Taiwan e conhecimentos práticos, e inculcar as características da cidadania japonesa e incentivá-los a ser Kokugo competente (língua nacional).

Além disso, o artigo 9 º do regulamento lista o material a ser aprendido como moralidade, Kokugo, composição (em clássico japonês e chinês), a leitura (em chinês e japonês clássico), caligrafia, aritmética , música e educação física e costura para as meninas como material suplementar.

Artigo 10 visa tornar bons cidadãos de Taiwan japonês:

Artigo 10

Princípios morais devem introduzir as crianças para as formas práticas de humanismo, cortesia usado e boas maneiras, e ensinar-lhes a idéia fundamental do Édito Imperial de Educação e as principais instituições que Taiwan deve preservar piamente.

Na verdade, as primeiras escolas públicas japonesas apareceu em 1899, mas foi japonização lento. Língua japonesa deve ocupar o primeiro lugar em seis anos de escola primária. Inicialmente, o principal durou seis anos, mas foi reduzida para quatro em 1900. Uma dificuldade no ensino era de que o sistema de escrita japonesa era diferente do que é utilizado no Japão. Começando em 1922, a história ea geografia do Japão não foram sistematicamente ensinado. Os Regulamentos sobre famosos Educação Pública foi então revisto várias vezes, dependendo do estado de progresso.

Assim, a versão 1919 é a seguinte:

Artigo 2 º

Atividades educacionais deve ser baseada na idéia fundamental do Édito Imperial sobre Educação e educar Taiwan para se tornar temas piedosas do Império.

Artigo 5 º

A instrução será orientada objetivo normal, enquanto prestando atenção ao desenvolvimento físico das crianças, dando-lhes mais princípios morais do conhecimento natural e habilidades, e incutir as características da cidadania japonesa e difusão de a língua nacional.

Em 1937, toda a educação foi fornecida apenas em cursos de japonês e à noite (remediação) foram introduzidas para crianças de Taiwan que não são fluentes linguagem bastante japonês. Os resultados da política japonização eram relativamente eficaz. Em 1936, foi estimado que 32% da população de Taiwan tornou sinophone, em seguida, a 51% em 1940. Em seguida, as autoridades japonesas forçaram as famílias a manter em cada casa rótulos sagrado e as pessoas foram encorajadas a adotar nomes japoneses. Após a Segunda Guerra Mundial ea derrota do Japão, a ilha de Taiwan foi devolvido para a China (25 de outubro de 1945), que impôs o mandarim como língua oficial. Os japoneses foram todos repatriados.

Kuomintang: O refúgio nacionalista e os chineses

No entanto, a derrota do Kuomintang nacionalista (KMT partido político criado por Chiang Kai-Sek) nas mãos de tropas de Mao comunistas, levou a imigração de mais de dois milhões de chineses a Taiwan, que se tornou o refúgio dos nacionalistas chineses . Em 8 de dezembro de 1949, o Governo Nacionalista da China, liderado pelo general Chiang Kai-shek, foi oficialmente criada em Taipei, ele continuou a impor o uso exclusivo de mandarim. A maioria dos novos imigrantes chineses provinrent do sul províncias chinesas de Fujian e Guangdong (em frente à ilha), mas novas elites são geralmente do centro de China ou Pequim. Os taiwaneses foram esmagados por uma nova ditadura, anti, que foi quase lamentando colonização japonesa. O povo de Taiwan teve que passar por uma violenta repressão contra todos os manifestante formas equacionada com a propaganda comunista.

Em 1951, os Estados Unidos reconheceram o governo da República da China como o único governo legal da China. Desde então, Taiwan foi governada pelo Kuomintang. O boom econômico, sem dúvida, poupado questões de Taiwan políticos podem ter levado ao surgimento do regime ditatorial de Chiang Kai-shek.

Liberalização iniciada por Jiang Jingguo de 1975 foi mantida pelo novo presidente Lee Tenghui, que era de origem taiwanesa. As 1989 eleições gerais, ganhas pelo Kuomintang foram os primeiros que poderiam participar livremente os partidos da oposição. Lee Tenghui foi reeleito para um mandato de seis anos, em Março de 1990 para um mandato de quatro anos em 1996, durante as primeiras eleições democráticas no mundo chinês.

Foram desenvolvidos em 1991 uma reestruturação do governo e um plano de longo prazo em três fases, com o objetivo de reunificação com o continente.

Em abril de 1993, representantes da China e Taiwan se encontraram no território da República de Cingapura, onde enfrentou o problema das relações entre as duas entidades e colocar em prática um programa de novas reuniões entre os dois governos. A Cimeira de Singapura foi a troca de alto nível primeiro entre a China e Taiwan desde 1949. Se ambos os parceiros concordaram com o objetivo de reunificação da China, nem é concedido os meios para alcançá-lo.

A devolução de Hong Kong para a China, considerada por ele como um modelo para a "Província de Taiwan", o Presidente Lee levou a enfatizar a incompatibilidade dos dois sistemas políticos. Apesar destas diferenças fundamentais sobre o status da ilha, as relações econômicas entre Taiwan e China deixou de crescer. Visita oficial à China, presidente dos EUA, Bill Clinton, reafirmou a soberania da China em Taiwan, criando alguma preocupação sobre o apoio dos EUA para a ilha.

Koo Chen-fu, Taiwan oficial do governo, reuniu o presidente chinês, Jiang Zemin, 18 de outubro de 1998, para resolver conflitos entre as duas entidades. A eleição presidencial de março de 2000 foi ganho por Chen Shui-bian, líder do Partido Democrático Progressista (DPP), que está bem à frente do Kuomintang no poder há 51 anos. Para "o estabelecimento de uma república soberana e de Taiwan independente" e contra o princípio de "um país, dois sistemas", o novo presidente, no entanto, chamou para o diálogo com a República Popular para a "reconciliação amigável."

Desde 1949, a República Popular da China reivindica Taiwan, a "ilha rebelde" como uma de suas províncias, o vigésimo terceiro. Depois de voltar para o seio de chineses de Hong Kong (1997) e Macau (1999), a liderança de Pequim afirmou claramente que agora era a vez de Taiwan para se juntar à pátria e unificação completa.

Fonte: www.tlfq.ulaval.ca

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal