Breaking News
Home / Turismo / Londres

Londres

 

Quando da conquista romana o local onde esta situada à cidade de Londres era uma região muito erma, e que ao iniciarem a construção de uma grande cidade os administradores romanos se viram obrigados a se retirarem apressadamente para defender a própria metrópole das ameaças de invasão dos bárbaros.

Londres

E no ano de 61 o escritor Tácito menciona a cidade de Londres com o nome de Augusta e que graça a sua privilegiada localização e as inúmeras estradas construídas pelos romanos que ligavam a cidade de Londres aos principais pontos do interior, ela se tornou o centro comercial da ilha, e com o correr do tempo a sua importância foi crescendo, e que chegou a merecer a distinção de receber a visita do imperador romano Teodorico no ano de 368, e após a partida dos romanos a cidade de Londres tornou-se a capital dos Saxonicos, e no ano de 851 ela foi conquistada pelos invasores dinamarqueses, e ao ser restaurada por Alfredo O Grande, que mandou construir fortes muralhas em redor da cidade, ela sofreu mais dois assaltos dos dinamarqueses nos anos de 994 e 1009.

Apesar de todos os obstáculos sofridos a cidade de Londres não cessou de se estender em todas as direções, até que no século XVII adquiriu grande relevo na vida do continente europeu e em todo o mundo, quando suas construções do tempo dos saxões foram sendo intercaladas por outras do estilo normando e das mais variadas influencias.

Desta maneira a cidade de Londres apresentou um aspecto de uma cidade construída sem ordem, pois apresentava um grande número de ruas estreitas e tortuosas, e para remodela-la foi feito um grande esforço que foi facilitado pelo grande incêndio ocorrido no ano de 1666 que destruiu milhares de prédios antigos, e no século XVIII a cidade sofreu uma grande transformação que o alargou os seus limites extraordinariamente.

Atualmente sob o ponto de vista econômico Londres é uma das principais cidades da Europa e por ter sido o principal centro comercial do mundo durante o período de mais de dois séculos onde se reunia os grandes banqueiros e comerciantes, e que tinha no seu porto sobre o rio Tamisa o local onde transitava as principais especiarias procedentes das colônias do Oriente e da África misturadas com as mercadorias americanas que se destinavam para a Europa.

Londres
Rainha Vitória

Com seus magníficos edifícios, belas ruas e praças e seus majestosos monumentos celebres, nós encontramos os bairros aristocráticos da cidade situados no West End principalmente em redor de Hyde Park, e a partir do reinado da rainha Vitória o palácio de Buckingham se constituiu na residência oficial da família real e que foi seriamente danificado pela aviação alemã durante a segunda guerra mundial.

E na oportunidade os londrinos combateram heroicamente os inúmeros incêndios na cidade ocasionados pelos sucessivos ataques aéreos, quando mantiveram a maior serenidade de espírito sem interromperem suas ocupações habituais.

E entre os numerosos monumentos famosos nos entramos junto ao rio Tamisa na extremidade oriental da cidade um dos monumentos mais antigo, que é a celebre Torre de Londres que foi edificada por Guilherme da Normandia onde existia o resto de uma fortaleza construído pelos romanos e sucessivamente serviu como palácio real, prisão, arsenal e depois castelo fortificado, a sua arquitetura e constituída de quatro portas que são denominadas como: porta de ferro, da água, dos traidores, e dos leões e dentro do seu recinto ergue-se diversas torres que se tornaram celebres em virtude de seus episódios, na torre Sangrenta foram mortos os filhos de Eduardo, a torre do Sino este como prisioneira à rainha Isabel, a torre Bowyer o duque de Clarence foi afogado em um tonel de vinho por ordem de seu irmão, a torre Wakefield estão depositada as jóias da coroa e onde foi assassinado o rei Henrique VI e estiveram encarcerado o rei João II da França, quando foi aprisionado em uma das batalhas da guerra dos cem anos, Thomas Moore que era chanceler do rei Henrique VIII, a rainha Ana Bolena e o sir Walter Raleigh, no centro da cidade velha ergue-se a catedral de São Paulo que foi construída entre os anos de 1675 e 1710 sobre uma colina onde existia as ruínas de outra igreja dos remotos tempos em que o cristianismo foi introduzido na Inglaterra, e nela estão os restos mortais do duque de Wellinghton o vencedor de Napoleão Bonaparte na batalha de Waterloo, o do almirante Nelson vencedor da batalha de Trafalgar.

Londres

A grandiosa abadia de Westminster tem suas bases edificadas sobre uma igreja construída pelo rei Eduardo O confessor antes da celebre batalha de Hastings no ano de 1066 cujo vencedor Guilherme duque da Normandia fez-se coroar rei da Inglaterra na nova igreja onde vários reis como Henrique III, Ricardo II, Henrique VII continuaram o engrandecimento da abadia e após a conquista normanda todos os reis e rainhas foram coroados e sepultados na abadia.

E em suas proximidades erguem-se os edifícios do parlamento cujo antigo palácio foi destruído por um incêndio em 1834 e no ano de 1840 foi iniciado a construção do atual edifício onde funcionam as câmaras dos comuns e a dos lordes que possui uma magnífica coleção de quadros históricos e retratos de soberanos e políticos notáveis e as estatuas de todos os soberanos ingleses de Guilherme O conquistador até a rainha Vitória.

Trafalgar Square é uma das mais belas praças da capital inglesa cujo nome e dado em homenagem a gloriosa batalha em que o almirante Nelson derrotou a esquadra francesa e impossibilitou o desembarque das tropas de Napoleão Bonaparte na Inglaterra, no centro da praça ergue-se a estatua do vencedor de Aboukir e Trafalgar, cujas faces das colunas recordam varias cenas da vida do herói inglês, e na parte inferior estão esculpidos quatro leões de bronze.

E para ser admirada as obras primas das grandes escolas de pintura a cidade de Londres possui grandes e numerosos museus, como o National Gallery, a galeria dos retratos, o museu de South Kensington e o British Museum que guarda alguns documentos de todas civilizações conhecidas, ruínas de palácios assírios, mármores gregos e objetos escavados de Herculano e Pompéia, e entre os diversos parques podemos destacar o de Saint James, Hyde Park e o Regent's Park e entre os mais antigos teatros da capital inglesa o Covent Garden, Drury Dane Haymarket e Lyceum são os que merecem citações especiais.

Big Ben

Londres
Big Ben

Big Ben é um dos pontos mais conhecidos de Londres, tornando-se ainda mais espetacular à noite, quando o mostrador do relógio fica iluminado.

O nome Big Ben, na verdade, não se refere à torre do relógio, mas sim ao sino de treze toneladas suspenso em seu interior.

O sino recebeu este nome em homenagem ao Primeiro Comissário de Trabalhos (Chief Commissioner of Works), Sir Benjamim Hall, e foi fundido em 1858, na Oficina de Fundição de Sinos de Whitechapel. A torre é conhecida simplesmente como Torre do Relógio. Algumas vezes, referem-se à torre como Torre de St Stephen’s, mas este nome não é usado pelos funcionários do Palácio de Westminster.

Existe uma idéia errônea de que o Big Ben é o mais pesado sino britânico. Na verdade, é o terceiro em termos de peso.

O primeiro é o Great Paul, com 16 toneladas, que se encontra na Catedral de São Paulo, e o segundo é o Great George, com 14 toneladas, que pode ser visto na Catedral de Liverpool.

Os quatro mostradores do relógio têm sete metros de diâmetro; o ponteiro dos minutos tem 4,27 metros de comprimento e os algarismos, 61 cm de altura.

Os minutos são regulados por uma pilha de moedas colocadas em um grande pêndulo.

Outra curiosidade sobre a Torre do Relógio é que lá existem celas onde Parlamentares podem ser presos por infrações ao privilégio parlamentar, embora seja raro isso ocorrer - o último caso registrado foi em 1880.

O Big Ben é o foco das comemorações de Ano Novo no Reino Unido, com estações de rádio e TV sintonizados nas badaladas para dar as boas vindas ao começo oficial do ano.

Também pode ser ouvido marcando as horas antes de alguns boletins de notícias na BBC Radio 4 e na BBC World Service. Esta prática começou no dia 31 de dezembro de 1923, quando foi ao ar a primeira transmissão das badaladas.

Durante a Segunda Guerra Mundial, em 1941, uma bomba incendiária destruiu a Câmara dos Comuns do Parlamento, mas a Torre do Relógio permaneceu intacta e o Big Ben continuou marcando as horas pontualmente. Seu som único foi transmitido para a nação e para o mundo - uma bem-vinda renovação de esperança para todos que ouviram.

A torre não está aberta à visitação pública, mas aqueles com "interesses especiais" podem solicitar uma visita ao topo da Torre do Relógio por meio de seu representante eleito no Parlamento.

História

"Se você fosse tocar o pedestal sobre o qual a estátua equestre do rei Charles I é colocado, em Charing Cross, os dedos possa descansar sobre os fósseis projeção de lírios do mar, estrelas do mar ou ouriços do mar. Há uma fotografia da estátua tomadas em 1839; com suas imagens de táxis hackney e meninos pequenos em fogão-pipe chapéus cena já parece remota, e ainda como inimaginavelmente distante está a vida dessas criaturas marinhas minúsculas No princípio era o mar Era uma vez um music-hall.. canção, intitulada "Por que não podemos ter o mar em Londres?", mas a pergunta é redundante, o local da capital, cinqüenta milhões de anos antes, foi coberto por grandes águas "- Peter Ackroyd.

A história de Londres é uma longa e colorida. De suas raízes antigas, seus reis e suas conquistas, seu rápido crescimento e esplendor durante o seu auge como capital do Império Britânico, e seu estado moderno como um dos mais importantes do mundo capitais financeiros e culturais, Londres é uma cidade de caráter, de coragem e acima de tudo de perpétua mudança.

Pensa-se que Londres começou a crescer como um importante assentamento, quando os romanos chegaram em cerca de 43 AD. Antes disso, havia alguns pequenos assentamentos que foram logo engolido pelo poder do exército romano. Abundância de tempos turbulentos eram para vir para Londres, com invasões e lutas de poder ao longo dos anos. Após os romanos deixaram, os anglo-saxões vieram e foram repetidamente atacados por vikings que vieram de países escandinavos.

Em Norman vezes, Londres tornou-se o favorito da empresa como um centro de comércio e um capital após a construção de Westminster e isso foi definido para ficar para sempre depois que William, o Conquistador, construiu a Torre de Londres, depois de sua vitória em 1066.

Escravos foram trazidos para a Inglaterra da África durante a época dos Tudor, 1485-1603. Ao mesmo tempo, judeus e muçulmanos, assim como comerciantes holandeses também tinham começado a chegar e se estabelecer em Londres. Estas chegadas semeou a semente para a diversidade de Londres, que pode ser visto hoje.

Durante a década de 1800, o comércio de escravos foi abolido e comunidades negras de Londres tinha crescido consideravelmente. Mais pessoas vieram de áreas do sul da Ásia e na China. A população judaica continuaram a crescer como pessoas fugiram da perseguição na Europa Oriental.

No momento em que a Segunda Guerra Mundial começou, até mesmo mais pessoas vieram para preenchimento de vagas de emprego Índias Ocidentais, Europa e Índia. Pessoas de Índias Ocidentais ou do Caribe foram especialmente na procura e encontrou emprego essencial no sistema ferroviário de metro de Londres, enquanto os asiáticos encontraram trabalho na indústria têxtil.

Hoje, Londres continuou a crescer tanto em termos de tamanho e em termos de diversidade. Londrinos têm uma reputação sólida para ser tolerante e aceitar, e para fornecer um refúgio para as pessoas que foram perseguidos em seus próprios países.

Londres tem realmente beneficiado de ter um caldeirão de nacionalidades, especialmente quando há uma escassez de trabalhadores que aconteceu após 1945, quando a Segunda Guerra Mundial terminou.

Fonte: www.geocities.com/www.britishembassy.gov.uk/www.londononline.co.uk

Check Also

Figuras Geométricas Planas

As figuras geométricas que tem todos os pontos no mesmo plano são denominadas figuras geométricas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =