Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Obras Literárias / Obras – Costa Andrade

Obras – Costa Andrade

PUBLICIDADE

 

Clique
nos links abaixo para navegar no capítulo desejado:


Instante

Já Não é…

Regresso

 

Tempo Angolano Em
Itália (Fragmento)
Terra autobiográfica (fragmento)

Autobiografia

Não existe mais
a casa onde nasci
nem meu Pai
nem a mulembeira
da primeira sombra.

Não existe o pátio
o forno a lenha
nem os vasos e a casota do leão.

Nada existe
nem sequer ruínas
entulho de adobes e telhas
calcinadas.

Alguém varreu o fogo
a minha infância
e na fogueira arderam todos os ancestres.

Contratados

À hora de sol-posto
as rolas traçam
desenhos de feitiços sinuosos

caminhos sob a calma das mulembas

e abraços de segredos e silêncios.

… longe… muito longe
um risco brando
acorda os ecos dos quissanges
vermelho como o fogo das queimadas
com imagens de mucuisses e luar.

Canções que os velhos cantam
Murmurando.

… e nos homens cansados de lembrar
a distância vai calando mágoas

renasce em cada braço
a força de um secreto entendimento.

Dádiva

Sou mais forte que o silêncio dos muxitos
mas sou igual ao silêncio dos muxitos
nas noites de luar e sem trovões.

Tenho o segredo dos capinzais
soltando ais
ao fogo das queimadas de setembro
tenho a carícia das folhas novas
cantando novas
que antecedem as chuvadas
tenho a sede das plantas e dos rios
quando frios
crestam o ramos das mulembas.

…e quando chega o canto das perdizes
e nas anharas revive a terra em cor
sinto em cada flor
nos seus matizes
que és tudo o que a vida me ofereceu.

Instante

… e há sonhos para nunca mais realizados
tal é o instante
preciso
que antecede a bala.

A imagem longe do caminho
flutua sobre as ondas
duma qualquer recordação banal
O peso da arma aos ombros
a monotonia dos passos
o cansaço
as folhas secas
tudo mergulhou profundamente
no sono de algo bem amado;
os nervos que há momentos estavam tensos
lançando os olhos como setas
bússola dos ruídos
repousavam uns segundos
do tempo de poesia
no instante
preciso
que antecede a bala.

E quando a bala
feriu o silêncio carregado
prostrando o homem sobre a terra
não foram assassinos que o mataram.
O guerrilheiro também vive
um tempo de poesia
como a vida de uma bala
na emboscada dos murmúrios
apenas respirados.

O guerrilheiro é terra móvel
decisão de liberdade
na pátria raivosamente escrava.

Já não é…

Já não é a noite que promete algum desejo
e o amanhecer não reflecte mais quimeras
no olhar.

Aquilo que era sol em cada verso
são os caídos,
é a queda
de cada pedra companheira
movida ainda sabe-se lá por que impulsão
após a morte!

As palavras que prometem
vêm depois que silvam balas
e a decisão dos homens.

Restamos nós rochedos brutos da montanha
face voltada ao amanhã que sempre nos guiou.

Cairemos não importa.

Nós somos o carvão da luz futura.

Regresso

Andam no ar
Poemas negros
De cor amarga
Misturados à voz rouca
Dos camiões.
Desertas
Frias
Despidas
As cubatas esperam:
Mulheres e homens,
Nas cubatas,
Vozes
Riem
Escutam
Choram
Histórias iguais a muitas.

Nalgumas
O pranto
Inda é maior.

Tempo Angolano em Itália (Fragmento)

Não consegui dormir a noite inteira
o relógio só me falou das horas.

A alemã que sentava à minha frente
tinha os seios demasiadamente longos
olhos longos boca longa pernas longas
seios demasiadamente longos.
Fazia ginástica para adormecer
mas não dormia
era do cansaço
do Verão em Portugal.
Ao meu lado o padre brasileiro
dizia ao arquiteto:
“Lacerda é um homem inteligente
Jânio um visionário… Um comunista”
Não sei se o pensamento se os ouvidos ou os olhos
disseram qualquer coisa…

Foi quando reparei nos seios longos
da alemã sentada à minha frente. m
E todos reparamos que ela tinha seios longos
era alemã
cansada
do Verão.

O comboio escondia-se na noite
sempre mais profundamente como um verme
fazendo uma pasta escura da paisagem
sempre mais profundamente escura como um verme
que se rasgava com as lâmpadas
das estações em que parava ou não parava
o verme.
O relógio falou das dez-e-meia
e a insinuação às próximas duas da manhã
incomodou-me.
“…derrubou já dois governos…” (tinha sotaina preta)
Imbecil! Gritei dentro de mim.
Teria o arquiteto percebido?
O resto do compartimento era espanhol.
O velho era espanhol e tapava os olhos com a boina.
O construtor tinha cara de sapo e era sapo espanhol
(o pescoço não)
o resto era sapo, sapo e nada mais.
Nunca vi um homem tão sapo em minha vida.
Depois era a alemã dos seios longos

devia ter vinte e dois anos além dos seios longos
“…muita ordem, limpa a Avenida da Liberdade
não vi sinais de ditadura…” (sotaina limpa, um rosto frio d’Himler)

Pobres portugueses…. olhai quem vos visita e vos comenta…

Que vos falta? Armas? Coragem?
O atavismo dos povos que se iludem
à espera dos messias
gera impotências
e os próprios braços tombam sobre o corpo
lembram patas…
“…progresso, moeda forte…”
Pra não ouvi-lo mais quis perceber porque viera
a alemã a Portugal

Não é difícil. O nazismo e o fascismo têm vida
aqui.
O arquiteto olhou para mim de novo.
Fiquei desconfiado! Um verme penetrando meus receios e segredos.

E o relógio não perdeu a ocasião de lembrar-me o tempo.
Oh! Daria tudo para ver além da madrugada
e de que lado veria então a mancha escura da paisagem.

Estava molhada a carta adesivada às minhas costas.

E se me não deixam sair?
Mas eu tinha tudo em ordem
Passaporte… isenção do serviço militar…
matrícula na Escola…
O suor já tinha conquistado o meu casaco, rasgado a carta
ameaçava transformar em barro os meus cabelos térreos.
E se me não deixam sair?
Meu passaporte português
não esconde que nasci no Huambo.
É temporário, tal com ser português e ter nascido no Huambo.

Toda a gente sabe disso.
Toda a gente sabe que só tenho passaporte português
por confusão, que faz do Huambo, no papel timbrado do fascismo,

terra portuguesa em África…
e se me não deixam sair?
Olhei os seios demasiadamente longos da alemã
a despontarem como gritos
da malha rosa que os cingia.
E se me não deixam sair?
É sádico este relógio! Não faz que lembrar-me
as horas.
A carta desenhou já na minha pele
as letras que trazia em si.
Sinto perfeitamente as teclas umedecidas
tatuando-me as costas:
(…que se lembrem de nós
também somos Angola…
…foi preso e não tarda que entrem outros,
eu estou na lista…)
E se me não deixam sair?
Os poemas? Os estatutos?
E se me despem?
“…na Guanabara…”
Que pouca sorte a minha? Este tipo não cala mais!
O construtor coaxava no seu canto
a mulher muito apertada a ele não era rã,
tinha um ar feliz de quarenta anos, casada nesse ano.

A alemã tinha os seios demasiadamente longos.

Tinham todos a certeza de sair.
Por que é que o arquiteto olha assim pra mim?
Os próprios seios da alemã
dentro de horas estariam ferindo o ar de Espanha.

Saturada de negrura a mancha escura da paisagem.
E o tempo não parava como um verme
mas caminhava tão lento como um verme
que parecia torturar-me e torturava como um verme, psicológico,
policial.

E se me não deixam sair?
Calma? E se me não deixam sair?
Amanhã? Hoje? O relógio esquecera a meia-noite
E se me não deixam sair?
Voltarei como um relógio?
Preciso de sair desta prisão de morte
e desta morte!
Abriram-se os olhos todos na cabine.
Os seios longos da alemã
certos de viver em qualquer tempo
na própria certeza de viver nos olhos que os olhassem
murmurava… depois sorriram
E se me não deixam sair?
“Os passaportes fazem favor!”
Não era frio ou medo o que sentia agora.
Pensava no Viriato (a carta esta desfeita)
Se não falo com eles? Do Zé, do Necas, que farão? E os
que ficaram
De mim? Se me não deixam sair? A morte…

Surgiu meu Pai e minha Mãe… sorriam calmos.
Estavas tu também junto de mim querida.
Sorrias calma… teu sorriso calmo e claro
da esperança que nos move até aos mortos.

Finalmente o sol da terra amargurada de Castela
rasgava agora de cores várias a paisagem
viu-me…
sorriu como quem lembra coisas felizes
coisas passadas há mais de vinte e cinco anos.

Terra autobiográfica (Fragmento)

A

Não existe mais
a casa onde nasci
nem meu Pai
nem a mulembeira
da primeira sombra.
Não existe o pátio
o forno a lenha
nem os vasos e a casota do leão.
Nada existe
nem sequer ruínas
entulho de adobes e telhas
calcinadas.
Alguém varreu a fogo
a minha infância
e na fogueira arderam todos os ancestres.

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Velhas Árvores

Olavo Bilac PUBLICIDADE Olha estas velhas árvores, — mais belas, Do que as árvores mais …

Plutão – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Negro, com os olhos em brasa, Bom, fiel e brincalhão, Era a …

O Trabalho – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Tal como a chuva caída Fecunda a terra, no estio, Para fecundar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+