Breaking News

Vai-Vem

Geraldo Bessa Víctor

PUBLICIDADE

Nesta ansiedade que minh’alma tem,
que faz de mim um sonhador fecundo,
– deixei a noite, a treva, deste mundo,
buscando o sol, a luz, além… além…

Achei a luz; mas (pobre vagabundo!)
não tive tempo de gozar o bem.
– Sei lá por que fatídico vai-vem
eu volto ao mesmo escuro, ao mesmo fundo!…

É, sempre, a par da glória a desventura.
O que ora nos alegra, e nos enleva,
depois nos entristece, e nos tortura…

Mais nada nesta vida me seduz.
– Só me custa voltar da luz à treva,
eu que já fui da treva para a luz.

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Velhas Árvores

Olavo Bilac PUBLICIDADE Olha estas velhas árvores, — mais belas, Do que as árvores mais …

Plutão – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Negro, com os olhos em brasa, Bom, fiel e brincalhão, Era a …

O Trabalho – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Tal como a chuva caída Fecunda a terra, no estio, Para fecundar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.