Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Turismo / Locais Turísticos da Suécia

Locais Turísticos da Suécia

PUBLICIDADE

Capital: Estocolmo
Idioma: sueco
Moeda: krona sueca
Clima: continental úmido e tundra
Fuso horário (UTC): +1 (+2

Visby

O porto medieval murado da cidade é considerado uma relíquia, com 40 torres e as ruínas de importantes igrejas, como a de Drotten, de São Nicolai, São Lars, São Carin e a Catedral de Santa Maria. Um importante museu histórico, o Gotlands Fornsal, possui ótima coleção do período pré-Viking.

Vadstena considerada uma das cidades mais agradáveis do país, o seu castelo renascentista Vadstena Slott olha por sobre o porto e o lago.

A abadia do século XV em estilo gótico e renascentista, contém relíquia de Santa Brígida. Também digno de nota é o Bjälboättens Palats, antigo convento, que já foi residência real.

Fonte: www.geomade.com.br

Locais Turísticos da Suécia

Um dos destinos mais procurados por turista de todo o mundo, são os países Europeus, por suas características culturais e históricas, alem de serem desenvolvidos e com uma ótima estrutura para receber os seus visitantes.

Os países com maior índice de turistas na Europa costumam ser os mais tradicionais, como Itália, Espanha, Portugal, entre outros, mas vamos saber um pouco mais de um país não menos importante deste continente, a Suécia.

A Suécia, oficialmente Reino da Suécia, é um país nórdico, localizado na Península Escandinava na Europa Setentrional. Com 450.295 km², a Suécia é o terceiro maior país da União Européia no quesito de área e possui uma população total de cerca de 9,2 milhões de habitantes.

A Suécia tem uma baixa massa volumar populacional, com cerca de 21 habitantes por quilômetro quadrado, mas com uma população consideravelmente maior na metade sul do país. Cerca de 85% da população vive em áreas urbana.

A capital e maior cidade da Suécia é Estocolmo, com uma população de 1,3 milhões na área urbana e de dois milhões na área metropolitana. É considerado um país com a economia altamente desenvolvida.

Vamos saber alguns lugares para conhecer na Suécia, que em uma eventual visita, não podem ser esquecidos.

Locais Turísticos da Suécia

A capital da Suécia, Estocolmo é recheada de pontos turísticos culturais, bem como paisagens maravilhosas, agregando arquitetura histórica.

Palácio Real construído no começo do século XVIII substituiu o antigo palácio destruído por um incêndio no final do século XVII. Atualmente não é mais de residência à família real. Serve como ponto turístico e é aberto à visitação, exceto quando utilizado em banquetes oferecidos a chefes de estado estrangeiros ou em cerimônias oficiais. A visita aos Aposentos Reais é a maior atração do palácio.

E ainda obtém no seu interior o Museu Gustavo II, dedicado ao rei assassinado, e o Museu Tre Kronor, sobre a história do Palácio Real. Kungstradgarden adorado pelos habitantes de Estocolmo, com uma enorme visitação no verão e com um rinque de patinação frequentado no inverno, é o jardim é o mais antigo da cidade.

Locais Turísticos da Suécia

Skansen, inaugurado em 1891, é o pioneiro dos museus ao ar livre. Seu tema é a vida rural e urbana da Suécia dos séculos XVIII e XIX.

É possível visitar residências, lojas, ateliês e outras construções que foram desmontadas em seus lugares de origem e refeitas na área do Skansen. A maioria das construções tem decoração interna de época.

Ótima opção para quem gosta de animais, pois existe um zoológico de pequeno porte de animais selvagens da Escandinávia, como ursos e lobos.

Locais Turísticos da Suécia

No meio do Mar Báltico localiza-se a maior ilha da Suécia, Gotland considerada uma das principais pontos turísticos da Suécia, é o mais procurado balneário do país.

A ilha já foi um importante centro Viking e, no século XI. A principal cidade da ilha de Gotland é Visby, considerada “cidade das rosas e das ruínas”, que conserva ainda suas muralhas, ruelas de traçado medieval e uma deslumbrante arquitetura.

Além de antigas mansões dos bem sucedidos comerciantes da Liga Hanseática.

A cidade possui também um dos mais interessantes museus históricos da Suécia, o Gotlands Fornsal, com objetos da Idade do Bronze até os tempos atuais.

O castelo renascentista de Kalmar, símbolo da cidade que leva o mesmo nome do castelo. Durante muito tempo essa fortaleza garantiu a fronteira entre a Suécia e a Dinamarca, como “chave do reino”.

Posteriormente, foi destilaria de cachaça, celeiro e prisão, com arquitetura magnífica, imperdível.

Locais Turísticos da Suécia

Para quem deseja fazer uma viagem para a Suécia, não perca tempo e conheça este país com lindas ilhas e florestas, com clima poético e tranqüilo, uma viagem que irá transbordar cultura e charme.

Fonte: www.mundodastribos.com

Locais Turísticos da Suécia

Para percorrer este longo país vamos começar por Estocolmo, sua capital. Depois exploraremos a Ilha de Gotland, para continuar pela região sul, a Costa Oeste, o Canal do Göta, a Zona Central do país e, por último as Terras do Norte. Terminaremos nosso percurso por Laponia.

Estocolmo

A capital da Suécia está construida sobre 14 ilhas. No lugar onde o Lago Mälarem desemboca no Mar Báltico. Um oásis verde, onde a água cobre uma terceira parte da superfície da cidade; o resto está coberto de edifícios pitorescos e rasca de cristal, que alternam-se com estruturas de acero.

Ponte, m e éclusas umem as distintas parte desta vila vikingue, decorada, ademais, com os mais belos parques e reservas naturais. A cidade está dividida em várias zonas: Gamla Stan, Norrmalm, Södermalm, Östermalm, Vasastan, Kumgsholmem e Djurgardem.

A CIDADE VELHA (GAMLA STAN)

Entre os lugares de visita imprescindível destaca-se Gamla Stan, a Cidade Velha, situada sobre um grupo de ilhas, com estreitas ruas, restaurantes, lojas típicas e galerias de arte.

A arquitetura desta parte da cidade mistura-se com harmonia, conventos medievais com magníficas fachadas dos séculos XVII e XVIII, sem perder seu aspecto de cidade moderna e palpitante. Aqui encontram-se resumidos uma grande quantidade de lugares de interesse.

O centro neufrálgico é a Praça Maior, Stortorget, embrião de um porto comercial enriquecido, devido a exportação de brea. É uma praça pequena, porém de grande atividade. Ao seu redor juntam-se numerosas casas comerciais. Justo neste lugar está a Bolsa, Stockholms Fondbörs, onde reune-se anualmente a Academia Sueca, para dar o Prêmio Nobel de Literatura.

Do seu lado está a Catedral gótica de Estocolmo, Storkerkam (Igreja Maior), que data do século XV. Aqui eram, antigamemte coroados os reis suecos. Neste lugar repousa a famosa escultura de madeira de São Jorge e o Dragão (1489), com trabalho pertecente a Bernt Notke de Lübeck. Também pode-se ver o Parhoiam de 1520, a representação mais antiga da cidade.

O Palácio Real Kumgliga Slottet, é um edifício de granito de clara inspiração barroca que data do século XVIII. Possui mais de 600 quartos e vários museus interessantes, entre eles o Museu de Antigüidade, os Aposentos Reais, com móveis e tapetes goboinos, a Armería Real e o Téoro das Jóias da Coroa.

Deste lugar obtem-se uma bonita vista do Báltico. Uma vez visitado o palácio pode-se cruzar a a Ilha do Espírito Santo, Hogeandsholmem, para visitar o Parlamemto, Riksdahshuset, uma estrutura de pedra do século XIX.

Outro edifício destacado é a Casa dos Noblé Riddarhuset, construida no século XVII em estilo barroco alemão. Daqui cruza-se um ponte para chegar até a Ilha dos Cavalheiros Riddarholmem, onde poderá contemplar um dos edifícios mais antigos de Estocolmo, o Riddarholmskerkan, um Mosteiro franciscano do século XIII, onde descansam numerosos monarcas suecos. Não muito longe encontra-se o Tribunal Supremo, Svea Hovrätt.

As vistas apreciadas desde o muole da baia são magníficas. Antes de deixar o bairro antigo deve dar uma volta pela rua Svartmangatan, rodeada de antigos edifícios para chegar até a Igreja Alemã, Teska Kerkan.

A ZONA MODERNA (NORRMALM)

A nova Estocolmo cobre a vida em Norrmalm, a Cidade Nova. Aqui a urbanização muda de aspecto para apresentar-se com os edifícios mais modernos e fumcionais.

O centro neufrálgico é Sergos Torg, onde localizam-se numerosos pontos de interesse como a Casa da Cultura, Kulturhuset, um teatro, uma biblioteca, uma sala de exposição e um restaurante. A poucos metros faz sua aparição o Mercado do Hemo, Hötorget, um grande centro de comércio.

Porém, sem dúvida, um dos lugares mais agradáveis é o Parque Kumgsträdgardem, uma preciosa zona verde no meio da cidade, rodeada de jardins, restaurantes e cafés. Quando faz bom tempo, apresentam-se espetáculos ao ar livre.

Dando um passeio pode-se chegar a Nebroplan, para visitar o Real Teatro Dramático onde estão expostas as obras de Ingmar Bermang.

Tomando o caminho que leva o Muole de Basieholmnshamnem chega-se ao Museu Nacional, que aloja uma importante coleção de pintores como Rembrandt, por exemplo.

Uma ponte peatonal comumica-se com a Ilha de Skeppsholmem, onde poderá visitar o Museu de Antigüidadé do Extremo Oriemte e o Museu Moderno que guarda a obra de numerosos artistas contemporâneos como Picasso, Dalí ou Modigliani. Desta ilha pode-se chegar a outra menor, Kastolholmem, um bonito lugar especial, para dar passeio e admirar as vistas que oferece o amplo horizonte.

KUMGSHOLMEM

Várias pontes comumicam Norrmalm com esta parte da cidade. O mais destacado nesta área é o edifício da Prefeitura Stadhuset, construido com ladrilho vermelho e terminado em 1923. É uma mostra sem igual da arquitetura moderna sueca. Em seu interior encontra-se as cenas do Prêmios Nobel, concretamente no Salão Azul.

Desde sua torre, com mais de cem metros, as vistas são estupendas. Domina-se grande parte de Estocolmo e o Palácio de Ulriksdal situado em um bela paisagem junto ao mar, e que conta com um maravilhoso parque. A zona está rodeada de belos jardins.

Terá que ir ao Muole de Klara Mälarstrand, para tomar um barco rumo ao castelo da Ilha da Rainha Drottningholms Slott do século XVII, e residência atual dos reis da Suécia. Está rodeada de preciosos jardins e situado na ilha de Mälarem.

Seu interior é maravilhoso onde o Pavilhão Chinês e o Teatro do Palácio com óperas constituem algumas de suas atrações. Na área encontra-se o Teatro da Corte que é apreciado por ser o único teatro do século XVII conservado e completo.

DJURGARDEM

Diz-se que é a zona do lazer e assim é, pois aqui emcontrará numerosos lugares de entretenimento. Porém, também está cheia de cultura como os antigos importantes museus como o Museu Vasa, um buque-museu, orgulho da frota sueca.

Este navio de guerra afundou em 1628, quando realizava seua primeira travessia.

O barco foi resgatado do fundo do mar, nos anos sessenta para ser restaurado e alojado no museu. Não muito distante pode-se visitar o Museu Nórdico, que mostra como os suecos têm vivido e trabalhado durante os últimos 500 anos.

Porém, se preferir os animais o melhor, é que vá ao Museu de Biologia. Nas proximidades está também o Museu do Ar Livre, mais antigo do mumdo, Skansem, com edifícios suecos, parque zoológico e aquário.

Para descansar das visitas e recriar-se, aproxime-se do Gröna Lumd, um parque cheio de atrações. Para o sul da ilha, localiza-se a casa que foi a moradia do príncipe pintor Eugemio, que na atualidade está convertido em um Museu de Arte Nórdica.

Depois de seu morte em 1947, a mansão foi doada ao povo sueco. A casa está rodeada de preciosos jardins.

Na parte que corresponde a Norra Djurgardem, cruzando a Ponte de Djurgardem, encontra-se Kaknästornet, a construção mais alta da Escandinávia, com 155 metros. É uma torre de radio e televisão, onde encontra-se também um restaurante.

ÖSTERMALM

O mais destacado da área é o Museu de História, com dez mil anos de história sueca e uma dedicação especial à época dos vikings. No mesmo edifício encontra-se o Real Gabinete da Moeda, que aprecia-se a maior moeda do mumdo.

SÖDERMAN

É a boêmia ilha do sul e o mais destacado é seu Mirante Katerinahissem, que oferece uma grande paisagem.

MAIS MUSEUS EM ESTOCOLMO

Os museus em Estocolmo são muitos e variados, além dos expostos ficam por nomear alguns como o Museu Medieval, onde se tem recriado zonas do Estocolmo mais antigo, e também convém fazer memção ao Millé Gardem, Museu ao Ar Livre situado na Ilha de Lidingö, com as esculturas de Carl Millé. A novidade mais recente é o Museu Nacional de história Natural, Cosmonova.

ARREDORES DE ESTOCOLMO

Desde Estocolmo pode-se realizar numerosas excursões que permitem apreciar a beleza natural de seu entorno. Para visitar os encantadores povoados vizinhos da capital, muitas vezes tem que embarcar nos transbordadores, que comumicam as ilhas entre si, o que faz ainda mais excitante e atrativo o passeio. Tem um barco de vapor, o Bildösumd, que foi construido em 1911 e que organiza cruzeiros do mais divertidos.

O navio zarpa de um dos muolé próximos ao Palácio Real. Navegar pelo Arquipélago Skärgardem entre suas 25.000 ilhas e arrecifes pode converter-se em uma aventura muito especial. Vaxhlom Vaxholm, está situado no continente e oferece ao visitante a possibilidade de conhecer o estilo típico dos povoados marinhos do país.

Emcontrará o mais atrativo em suas casas de madeira pintadas de vermelho. Este povoado possui uma fortaleza com um Museu em seu interior, Vaxholms Kastol.

Entre seus muros pode-se aprender muito sobre a história defensiva de Estocolmo. Mariefred Mariefred também possui preciosas casas de madeira e um castelo, o Gripsholm Slott, do século XVI. Em seu interior há um teatro e magníficos salões renascentistas, aloja uma assombrosa coleção de retratos da realeza sueca. Sigtuma Sigtuma descansa às márgens do Mälar, um lago que acolheu a antiga tribo dos svea.

Entre os atrativos deste histórico local destaca-se seu Aeum do século XVIII, algumas casas medievais e a igreja Principal. Daqui pode-se fazer uma excursão ao Castelo Skokloster, que encontra-se a uns 20 quilômetros.

Trata de um edifÍcio barroco, que pertenceu em outros tempos a um militar sueco, que decorou seu interior com os tesouros obtidos durante as batalhas. Upsala Upsala é conhecida por várias coisas, por seu passado de forte tradição viking, por ser a madrinha de Ingmar Bermang e por sua umiversidade, onde estudou o dramaturgo August Strindberg e que aprecia-se por ser uma das mais antigas da Europa.

Em seu interior encontra-se uma importante biblioteca que guarda um exemplar de todos os livros publicados na Suécia, o lote inclui uma Bíblia do século VI. O mais interessante para visitar em Upsala é sua Catedral, sede do Arcebispado sueco, que data do século XIII.

Suas torres gêmeas tem uma altura de mais de cem metros. Em seu interior repousam os restos de Gustav Vasa, o rei que declarou a independência do país no século XVI. Assim mesmo guarda a ossatura do patrono sueco Sam Eric.

Outro edifício a destacar é o Castelo, que pertenceu ao rei independentista. Por sua parte, o Museu Linné está consagrado a Carl vam Linné um insígne catedrático em botânica da localidadee. A cinco quilômetros ao norte da cidade situa-se Gamla Upsala, a Antiga Upsala. Poderá visitar os túmulos dos primeiros monarcas suecos, além de uma pequena igreja e um museu.

GOTLAND

No meio do Mar Báltico encontra-se a maior ilha da Suécia, Gotland. Conta a lenda que foi descoberta por um homem chamado Tjovar. Na época a ilha estava enfeitiçada de tal maneira, que desaparecia por baixo do mar durante o dia e aparecia só durante a noite, então Tejovar trouxe a cidade o fogo e as chamas que queimaram as bruxas e a terra nunca mais voltou a desaparecer por baixo das águas.

Hoje, conhece-se a Gotland como a “Pérola do Báltico” e é considerada como um exótico lugar carregado de lendas milenares. Os vikings e os comerciantes europeus medievais têm deixado uma rica história cultural em uma paisagem particularmemte bela.

VISBY

A única cidade de Gotland é Visby, “a cidade das rosas e das ruinas”. Dentro das muralhas (3, 4 quilômetros de longitude) que a rodeiam, apreciam-se ainda as ruelas da antiga Liga Hanseática, com casas, igrejas e conventos. A única igreja medieval que tem conservado intacta e está aberta ao culto é a de St. Maria.

Visby possui ruas onde os trechos estão cobertos de rosas e cafeterias. Durante a Semana Medieval de Visby toda a cidade converte-se em um grande cenário teatral.

Perto do porto está a Antiga Botica Det Gamla Apoteket de estilo medieval. A Secretaria de Turismo está situada em uma antiga mansão, que pertenceu a Burmeisterska um importante comerciante alemão. Por sua vez o Museu Fornsal contém objetos de arte medieval, assim como alguns artigos da época viking inclusive de tempos mais antigos.

MAIS ALÉM DE VISBY

Fora de Visby lhe espera uma rica paisagem de Gotland, suas vastas praias com fósseis e as peculiares agulhas litorâneas conhecidas por raukar. O melhor é alugar uma bicicleta e percorrer toda a ilha. Uma bonita excursão é a que leva às Grutas de Lummoumda, cheias de estalactitas.

O SUL E A ROTA DOS CRISTAIS

Nesta zona do país encontram-se as principais fábricas de cristais, um dos atrativos de Suécia. Orrefos e Kosta-Boda estão abertas aos visitantes e pode-se conhecer ao vivo a elaboração da cristaleria e comprar a preços mais econômicos, que nas lojas das cidades.

A parte deste pequeno mundo do sobrado de vidro, o sul destingue-se do resto do país, por sua geografia coberta de formosas praderas, praias de areia fina, castelos e igrejas medievais, zonas de bosque e colinas onduladas. As províncias de Skane, Blekige e Halland oferecem ao visitante o melhor do sul.

Faremos um percorrido pelas principais localidadees do sul assinalando os lugares interessantes de cada um deles.

VÄXJÖ

Começamos nosso percurso por Växjö, situada no interior do profundo sul. A cidade oferece a possibilidade de visitar o Museu Smaland, que contém uma importante coleção de cristal.

A poucos quilômetros encontra-se Kosta Gasbruk, a fábrica de cristal mais antiga e pionera na elaboração desta arte, data do ano 1742. Outra importante factoria é Orrefors, das mais famosas. Poderá admirar sua magnífica exposição de peças antigas. Mais ao sul encontra-se Boda Gasbruk, uma filial de Kosta.

KALMAR

Deixando de lado as fábricas, o caminho para a costa nos leva a formosa localidadee costeira de Kalmar. Em seu território alça-se o Castelo do século XII, um dos mais conservados do país. Pode-se visitar as masmorras, a capela e os salões, além do Museu de Arqueologia e Etnografia que encontra-se em seu interior. Outro museu situado no porto guarda os restos do Barco Real Kronan.

ILHA DE ÖLAND

Frente as costas de Kalmar encontra-se a Ilha de Öland, unida ao continente por uma longa ponte de seis quilômetros. Seu terremo calcário, seus moinhos de vento e suas praias de fina areia encantam a todos que a visitam. Poderá ver a Fortaleza e as Muralhas de Graborg da época medieval. A localidade mais importante da ilha é Borgholm onde veraneia a familia real.

KARLSKRONA

Voltando ao continemte e tomando a rota da costa sul chega-se a Karlskrona que apoia-se sobre um grupo de ilhas. Aqui encontra-se a igreja de madeira mais antiga do país. Também pode-se visitar a Igreja da Santíssima Trindade e Fredericks, assim como o Museu do Arsemal, o mais antigo da Suécia, dedicado a história da Marinha sueca. Nos arredores encontra-se o Balneário de Ronnebe, onde poderá dar um respiro e fazer uma parada no caminho. É um lugar ideal para realizar trepidantes excursões.

KRISTIANSTAD – SIMRISHAMM – KASEBERGA

Seguindo a rota sul há um castelo situado entre dois lagos um de grande beleza Bäckaskog. Não muito longe está a localidade de Kristianstad fundada em 1614, onde poderá visitar a antiga Igreja da Santísima Trindade. A seguinte parada é Christinehof outro castelo.

Foi construido no século XVIII e possui um Museu dedicado a caça, em seu interior. A estrada continua para o sul até chegar a Simrishamm, um animado povoado pesqueiro, que recebe numerosos visitantes no verão.

Há uma Igreja medieval que guarda em seu interior interessante maquetas de veleiros. A poucos quilômetros encontra-se o castelo de Glimmingehus.

Outro povoado pesqueiro onde poderá deter-se é Kaseberga, ali descansam um grupo de pedras da época dos vikings que desenham curiosamemte a forma de uma navio. Este enígma arqueológico conhece-se como Alé Stemar ou Pedras de Ale.

YSTAD – TReLlEBORG

A cidade medieval de Ysted situada na costa sul, foi um lugar de encontro de contrabandistas no passado. Poderá visitar na zona o Castelo de Torup e a Igreja de Santa María.

Indo para o interior topamos com dois castelos interessantes Svaneholm e Sövdeborg de estilo renascentista.

Tomando outra vez a rota costeira pode-se fazer uma parada no caminho em Troleborg, a localidade mais meridional da Suécia. Dali aconselhamos aproximar-se da península que encontra-se no ponto extremo sul ocidental, com duas pequenas localidades para visitar Falsterbo e Skanör.

A COSTA OESTE

A Costa Oeste da Suécia é em geral, uma das mais atrativas do país e um dos centros de veraneio mais importantes. Ao longo do litoral há uma infinidade de pequenas cidades e povoados, misturados com as grandes granjas situadas nas províncias de Halland e Écania.

MALMÖ

Malmö é a capital da Província de Skane. O mais interessante que poderá ver na cidade é o Castelo Malmöhus, do século XVI e alguns museus. Junto o muole resultam pitorescas cabanas do pecado. A Igreja de St. Petri está situada no bairro antigo e é um grande expoente do gótico báltico. Na Praça do Mercado alça-se a Prefeitura.

LUMD

A poucos quilômetros de Malmö encontra-se Lumd, uma das localidades escandinavas mais antigas, cidade universitária por excelência e uma das mais bonitas do país. Destacam-se sua Catedral romana e o Museu dedicado ao poeta sueco Tegnér.

Saindo de Lumd e viajando para o interior encontramos o Castelo de Bosjökloster, construido no século XI em estilo gótico.

LANDSKRONA – HOSINGBORG

De novo na costa e seguindo a rota norte há duas paradas que fazer. Uma na cidade fortificada Landskrona das mais conservadas da Europa; e outra na histórica cidade de Hosingborg, situada frente a cidade dinamarquesa de Hosingor, a poucos quilômetros de distância (20 minutos em transbordador).

É um dos principais centros comerciais de Ecania, depois de Malmö. Aqui poderá visitar a Prefeitura e a torre do Castelo, o único que conserva-se deste notável monumemto.

BASTAD – HALMSTAD

Nas penínsulas da costa oeste, está Bastad, “Cidade de Barcos” e realmente faz juz a seu nome, ali cobrem-se uns campeonatos de tênis de grande importância dentro e fora do país. Seguindo para o norte emcontramos com Halmstad, capital de Halland, uma cidade pequena e pitoresca com magníficas praias.

GOTEMBURGO

É uma das principais cidades suecas que tem sabido conservar seu encanto de cidade provinciana, apesar da grande oferta de acontecimemtos, atos culturais, centros comerciais e diversões. É a segunda maior cidade da Suécia com algo mais de meio milhão de habitantes.

Trata-se do porto mais destacado do país. Em Gotemburgo encontram-se os grandes estaleiros de onde saem por barco, os principais produtos de exportação. O passado viking do país situa-se principalmemte, na costa oeste da Suécia onde Gotemburgo é o centro.

Uma das melhores maneiras de chegar à cidade é a bordo do barco Paddam que percorre os principais canais.

A vida comercial gira em torno a Avemen a rua principal e a Praça Götaplatsem onde encontra-se o Museu de Arte. O edifício mais antigo da cidade é Kronhuset. Perto dali encontra-se Kronhusbordana, atualmemte um grande centro de artesanato cheio de interessantes lojas.

Neste mesmo bairro está também Gustav Adolfs Torg, uma das praças mais antigas, onde situa-se a Prefeitura e Fiskekörkan uma Igreja dedicada aos pecadores.

Arredores de Gotemburgo

De Gotemburgo pode-se visitar esta formosa zona ante sala de fiordos noruegueses. O litoral aqui é rochoso e acidentado.

Kumgälv é a primeira cidade que encontramos, ali estão as ruinas de uma antiga fortaleza. A seguinte parada é Uddevalla, que situa-se aos pés de um fiordo com um percurso de entorno natural. Não muito distante localiza-se um dos encraves turísticos mais populares do país, Lesekil, que descansa na boca de um fiordo. É um lugar ideal para praticar a pesca de altura.

Seguindo a rota norte é obrigada a parada em Smögem, ainda que seja só para experimentar seus camarões, uma ilha que une-se a Península de Sotemäs por uma ponte. Outro lugar que os suecos fogem para suas férias é Strömstad, situado mais o norte, na costa. É um bom local para descansar e fazer excursões as ilhas próximas de Koster.

Ao sul de Gotemburgo se extende a zona conhecida como a “Riviera Sueca”. O mais atrativo são suas praias que atraem a numerosos veranistas. Entre as localidades que pode-se visitar assinalamos a cidade dormitório de Kumgsbacka, a poucos quilômetros de Gotemburgo.

Muito perto situa-se o Castelo Tjolölm e o povoado de Äskhult. Um pouco mais distante está Varberg, desde onde pode-se chegar a Dinamarca, também terá a oportunidade de visitar um interessante Museu medieval. Ainda mais ao sul encontra-se o Balneário Falkemberg, que goza de esplêndidas praias é um lugar ideal para a prática da pesca.

O CANAL DE GÖTA

Compreemde uma grande extensão de mais de seiscentos quilômetros de rio, lagos, canais e uma parte marinha. Sua construção durou mais de vinte anos e serviu para unir Estocolmo com Gotemburgo. a companhia de Vapor do Canal de Göta, organiza numerosas excursões para percorrer a zona.

Navegar em vapor os enormes lagos de Vanërn e Vattërn pode ser uma experiência fantástica. Entre os pontos que aconselhamos para deter-se, em torno do Lago Vanërn destacam-se a localidade industrial de Trolhättan.

É um bom lugar desde onde percorrer a zona. Se quizer conhecer a maior praça da Suécia aproxime-se de Lidköping e mais para o norte, em uma ilha, encontra-se o Castelo de Läckö.

A cidade mais importante do lago é Karlstad fundada no século XVII. Na praça Maior há uma estátua do rei Karl IX, que deu nome a localidade. No Lago Vattërn há duas paradas imprescindíveis Motala e Vadstema esta última uma cidade carregada de história. Não deixe de visitar seu castelo e sua Igreja.

A ZONA CENTRAL

É uma bonita zona cheia de lagos na que contam perto de 6.000. Um dos pontos mais atrativos da província é a cidade lacustre de Mora que dorme às márgens do Lago Siljan. Nela poderá visitar o Museu dedicado ao pintor Zorn, o mesmo que domou a cidade as Zorns Gammalgard, uma coleção de casinhas antigas de madeira típicas da região, expostas ao público.

Bordeando a márgem do lago chega-se a Nusnäs, famoso por suas talhas de cavalinhos vermelhos. Entre os bosques e o lago encontra-se Rättvik, merece a pena ir a este simpático povoado de casinhas de madeira para contemplar e obter alguns dos objetos de seu artesanato típico. Ao sul encontra-se a tradicional Leksand protagonista de numerosos eventos, entre eles a celebração do dia de São Jõao uma festa típica.

A capital desta atrativa província é Falum, conhecida sobretudo por suas minas de cobre. Pode-se visitar seu Museu e aproximar-se do povoado próximo de Sumdborn, para ver a casa do genial desenhis sueco, Carl Larssão. E por último o porto de Gävle, que encontra-se no Golfo de Botnia. Não deixe de ver ali o Skogsmusset Silvanum, o Museu Florestal.

A ZONA NORTE

O norte da Suécia está muito mais dspovoado que o resto do país, porém em compensação desfruta-se de umas paisagens naturais estupendas. Para a costa leste encontra-se Lulea situada na desembocadura do rio de mesmo nome.

É um importante porto na costa alta do Báltico junto a outros como Pitea, Skoleftea, Umea o Sumdsvall. Poderá visitar seu museu dedicado aos sami. Para ver outro interessante museu desta vez dedicado ao armamento pode aproximar-se da localidade próxima de Bodem, mais ao norte.

LAPONIA

A Laponia Sueca convida a uma avemtura distinta e emocionante. Extende-se desde a metade do país para o norte mais além do Círculo Polar Ártico. Desde Estocolmo saem aviões durante todo o ano até Kiruma, no norte, cidade com uma extensão de 20.000 quilômetros quadrados e uma população de 33.000 habitantes.

No inverno, a escuridão fecha-se sobre a fascinante paisagem para, as vezes, serem iluminadas por uma crepitante Aurora Boreal. No verão o sol nega-se a por e no outono, as montanhas alpinas laponas parecem arder em cores.

A Laponia é a terra dos samis (laponé), que emigraram, segundo acredita-se, de Euroásia estabelecendo-se no norte da Europa, sobre a Idade do Bronze. No começo viviam da caça e da pesca, porem muito cedo começaram a criar remos, o que obrigou-os a adotar uma existência nômade.

A criação do remo ainda sobrevive em algumas famílias e a contemplação de seu trabalho quando separam os remos, é uma vivência excepcional, ainda muitos laponé tem-se adaptado a vida moderna trabalhando nas indústrias nacionais. É interessante fazer uma visita ao Museu Lapón, que mostra a história deste povoado e algumas de suas tradições.

A 16 quilômetros a leste de Kiruma localiza-se o povoado sami de Jukkasjärvi, que assenta-se às márgens do rio Torne. Há um mercado, um museu, que ilustra a vida dos samis, e uma Igreja de madeira para visitar.

Para o sul extende-se uma região mineira e o Vale de Kalixälv, uma zona mais povoada, cheia de férteis praderas e pequenas granjas. Perto de Saite pode-se visitar o Parque Nacional de Mudus, onde abundam os bosques de coníferas, imemsos lagos, além de uma emorme garganta de rocha viva, no curso do rio que o atravessa, digna de admiraçã. Muito perto está a população mineira de Gällivare.

Em Kvkkjokk, há outro parque tipicamemte montanhoso, o Parque Nacional Sarek. E por último nesta região encontra-se a montanha mais alta do país, Kebnekaise (2.100 metros de altura).

Fonte: www.genteviajera.es

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+