Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Turismo / Trinidad e Tobago

Trinidad e Tobago

PUBLICIDADE

Colombo desembarcou em Trinidad, em 1498, e a ilha foi colonizada por volta do século um espanhol mais tarde.

Os habitantes Arawak e Carib-índios foram em grande parte exterminada pelos colonizadores espanhóis, e os sobreviventes foram gradualmente assimilados.

Trinidad permaneceu sob domínio espanhol até que os britânicos capturaram em 1797.

Durante o período colonial, a economia de Trinidad baseou-se em açúcar grande e plantações de cacau.

Trinidad e Tobago

O desenvolvimento de Tobago foi semelhante para as ilhas de plantações nas Pequenas Antilhas e completamente diferente deTrinidad.

Durante o período colonial, francês, holandês, as forças britânicas lutaram pela posse de Tobago, e a ilha mudou de mãos 22 vezes, com mais freqüência do que qualquer outra ilha das Índias Ocidentais.

Tobago foi finalmente cedida à Grã-Bretanha em 1814.

Trinidad e Tobago foram incorporadas em uma única colônia em 1888.

Em 1958, o Reino Unido tentou estabelecer uma federação independente das Índias Ocidentais compreendendo a maior parte do ex-British West Indies.

No entanto, divergências sobre a estrutura da federação e Jamaica e Trinidad e Tobago retirada logo levou ao seu colapso.

Trinidad e Tobago conseguiu a independência total em 1962 e entrou para a Comunidade Britânica.

As pessoas de Trinidad e Tobago são principalmente do Leste Africano ou ascendência indiana.

Praticamente todos falam Inglês.

Pequenas percentagens também falam hindi, francês patois, e vários outros dialetos.

Trinidad tem duas grandes tradições folclóricas: crioulas e indiano.

O crioulo é uma mistura de elementos africanos com o espanhol, francês e Inglês cultura colonial.

A cultura indiana do Oriente Trinidad chegou à ilha com servos trazidos para preencher uma escassez de trabalho criado pela emancipação dos escravos africanos em 1833.

A maioria permaneceu na terra, e eles ainda dominam o setor agrícola, mas muitos tornaram-se proeminentes nos negócios e nas profissões.

Indianos mantêm muito do seu próprio modo de vida, incluindo hindus e muçulmanos festas religiosas e práticas.

Fonte: colegiosaofrancisco.com.br

Trinidad e Tobago

Separadas das costas venezuelanas pelo Golfo de Paria, as ilhas de Trinidad e Tobago conformam um estado recente em sua vida replublicana.

Nos anos de dominação européia e a imigração de escravos negros e trabalhadores hindus proporcionaram diversas características: antes que Trinidad fosse reconhecida como a ilha mais cosmopolita do Caribe, Tobago guarda mais raizes com as populações tradicionais. São unidas pela história, a atual vida política e administrativa e a alegria de seus moradores que as evidência nas épocas de carnavais, quando tudo parece dançar ao rítmo do calipso.

LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA

As Ilhas de Trinidad e Tobago fecham o arco meridional das Antilhas e encontram-se frente a Venezuela a 11 quilômetros de suas costas. Trinidad tem uma extensão de 4.828 quilômetros quadrados e uni-se ao Grande Delta do Orinoco, além de Tobago que tem uma dimensão de 295 quilômetros quadrados. O território compreende também as ilhas da Pequena Tobago, Monos, Huevos, Chacachacare e Gasparee.

FLORA E FAUNA

A vegetação de Trinidad é muito parecida com a venezuelana: planícies nas partes mais secas rodeadas de uma exuberante vegetação virgem.

Encontram-se coqueiros, cana de açúcar, cacau, café, tabaco como as principais culturas da região. A vida silvestre é muito rica em fauna, destacando-se 622 espécies de mariposas e 700 tipos diferentes de orquídeas.

Tobago conta com 19 espécies de colibris e de coalas, 7 originários da ilha. Entre os animais mais frequentes em seu solo podemos citar os besouros, a concha arenosa, a lagosta espinhosa e manchada, a pomba codorniz, o beija-flor “asa de sabre”, o verdilhão (passáro) de Monserrat e o pato selvagem das Antilhas.

História

A população aproximada é de 1.276.000 habitantes, cujas origens étnicas são diversificadas. A maior parte dos povoados encontram-se na costa ocidental da ilha de Trinidad, que é rica em terras férteis e em petróleo. O cristianismo é a religião preponderante, com 60% de seguidores, podendo encontrar tanto católicos como anglicanos; segue em proporção os hindus em 25 % e os muçulmanos em 6%. Fala-se o inglês na maior parte dos povoados, porém também utilizam o francês, o espanhol, o hindu, o chinês e o árabe.

Arte e Cultura

A música tradicional desta região do Caribe também é uma mistura das influências dos imigrantes da África e Europa com os costumes arraigados do ambiente das Antilhas. Durante muito tempo, a música foi fonte de diálogo e expressão entre os povos e hoje ainda mantém certos códigos entendidos pelos lugarenhos.

O calipso nasceu na ilha de Trinidad e é uma mistura de rítmos africanos, hipânico-africano e versos em inglês com marcas estruturais francesas. Os temas que tratam as canções com este rítmo são cotidianos como o amor, osexo, a política, etc.A raíz musical espanhola venezuelana pode-se encontrar no parang, cujo renascimento atual tem dado uma força contemporânea muito importante.

É destacável que somente nos princípios deste século o inglês pôde substituir o patois francês, como idioma nas canções.

Locais Turísticos

ILHAS DE TRINIDAD

PORT OF SPAIN

Considerada como uma das ilhas mais cosmopolitas do mundo, em Trinid poderá encontrar demostraçoes das tradições ancestrais, modos de vida contemporâneos, bazares hindus, lugares de culto e festividades sem par. A capital é Port of Spain onde se desenvolve os principais acontecimentos políticos e administrativos. Na parte antiga destacam-se King´s Wharf ou Praça da Independência. A Catedral da Imaculada Conceição, de origem católica e construida em 1832; os fortes Chacón e Picton de impressionante arquitetura.

Outros atrativos são o Parlamento de Trinidad que encontra-se na Red House, uma construção típica do renascimento; a Praça Woodford, com sua bela fonte e reminecência histórica; a Igreja de Trinidad, com suas torres góticas, consagrada em 1826; o Museu Nacional e Galeria de Arte, onde se exibem mostras de cultura pré-colombiana, pinturas de artistas contemporâneos e exposições sobre o petróleo.

O Queen´s Park, mais conhecido como Savannah, além de reconhecer a sua particular beleza é um centro de reunião para diversas manifestações culturais.

Muito próximo encontra-se os Sete Magníficos, que são uma série de edifícios construídos durante o século passado. Não muito longe encontra-se o Jardim Botânico, um enorme parque tropical onde encontram-se as residências do Presidente da República e do Primeiro Ministro. Durante o carnaval não se deve deixar de visitar o hipódromo, pois ali celebram os concursos musicais das bandas de calipso, além das tradicionais corridas de cavalo.

AO NORTE

A 16 km da capital encontra-se Lopinot Complex que está conformado pelas populações de Siree, La Pastora e Lopinot, onde desenvolveu-se na antiguidade as grandes plantações de café e cacau ainda conservadas com esmero. Fort George é reconhecido por suas caraterística arquitetônicas e seus preciosos panoramas.

Na parte noroeste encontra-se o pequeno povoado de Toco e a primeira capital, St. Joseph, que conserva ainda seus belos edifícios e a antiga igreja católica do século XVI.

AS PRAIAS DE TRINIDAD

Tirico Bay é a favorita de quem pratica o surf, ainda que Maracas Day propicie uma estadia mais tranquila em sua lagoa de areia. Pode-se também visitar Las Cuevas Bay, que é uma praia de areia com numerosas grutas submersas em torno da costa. Ao noroeste encontra-se Chagville, uma praia que é ligada ao término de Chaguaramas.

OUTROS ATRATIVOS DE TRINIDAD

O acúmulos de bosques e cascatas podem ser reconhecidos no Centro Natural de Asa Wrigth, aloja mais de uma centena de diversas espécies. Arima por sua parte, conserva as caraterísticas pré-colombianas de sua arquitetura em uma cidade que chegou a ser a terceira de importância no país.

Outros pontos importantes na região são: Valência, popular entre os surfistas. Caroni Bird Sanctuary, reserva de pássaros que pode- se percorrer de barco.

AO SUL

A uma hora da capital encontra-se São Fernando, principal zona industrial da região. Mais a frente esta Point a Pierre Wild Fowl Trust, uma reserva natural que concentra diversas espécies silvestres em perigo de extinção. O pequeno povoado de pescadores de Erin com suas impressionantes praias de Puerto Grande e Los Iros; e o refúgio dos mais famosos curandeiros na zona do povoado de Moruga.

ILHA DE TOBAGO

SCARBOROUH

A capital, Sacarborough, reune o domínio do Fort King Georges, impressionantes jardins botânicos e maravilhosas vistas de toda a costa. Muito próximo encontra-se Rock Bay, que tem a Assembléia de Tobago em James Park, e a ponte de Gun Bridge, como tesouros arquitetônicos.

No resto desta ilha pode-se encontrar verdeiras belezas como Mount Saint George, cujo acantilado oferece uma deliciosa vista para o mar; Fort Granby, com uma formosa praia de areia negra; as Cataratas de King’s Bay cujas águas caem em uma piscina de água doce com excelentes praias em torno; Charlotte Ville, com suas praias de Man of Bay e Lover’s Beach, chamada assim por suas areias rosadas. Flagstaff Hill, o ponto mais alto da ilha; o arrecife de coral Bucoo Reef; e as praias de Pigeon Point e Turtle Bay.

A PEQUENA TOBAGO

É a menor e pode-se chegar a ela desde Speyside. Conhecida popularmente como “paraíso dos pássaros” pela multiplicidade de aves que se concentra em seus territórios.

Gastronomia

Na gastronomia típica pode-se encontrar elementos muito similares aos do resto do Caribe.

Entre os principais pratos podemos destacar: o Callaloo (guisado de carne ou sopa de uma verdura parecida com o espinafre), a batida de amendo (com sabor de manteiga de amendoim), o tumtun (bananas verdes feito pure), coocoon (almôndegas de pão de milho), o tori (massa recheada de carne), cascadou (peixe de água doce), o chip chip (mariscos), o crabmatete (carangueijo), os pastéis (bolos de carne), o armadillo (carne de vaca) e o lappe (coelho das ilhas).

Bebidas

Desde o século XVI o rum tem sido a bebida mais importante das ilhas caribenhas. Sua origem está associada as lendárias histórias de piratas e escravos. Uma grande lista de casas produtoras de famoso licor de cana de açúcar, tem popularizado seu consumo não somente em qualquer local das Antilhas, mas sim, expandido no mundo inteiro.

Em toda a região elaboram-se deliciosos sucos de frutas tropicais cuja mistura (coco com mamão, morango com coco, banana com morango e coco, etc) dá origem aos nomes com que foram batizados. Eles podem ser servidos com o sem álcool.

Compras

Para levar alguma lembrança da viagem existem várias opções.

Entre os principais artigos de venda encontram-se: o artesanato em cerâmica, o cobre ou as talhas de madeira, as pulseiras de ouro ou prata, os cestos de palha, os tecidos de seda indiana e algodão, os artigos de couro.

É importante advertir que existem artigos protegidos como o casco de tartaruga ou o coral negro. Provavelmente, os encontre á venda, mas tome as suas precauções.

População e Costumes

A população aproximada é de 1.276.000 habitantes, cujas origens étnicas são diversificadas. A maior parte dos povoados encontram-se na costa ocidental da ilha de Trinidad, que é rica em terras férteis e em petróleo.

O cristianismo é a religião preponderante, com 60% de seguidores, podendo encontrar tanto católicos como anglicanos; segue em proporção os hindus em 25 % e os muçulmanos em 6%. Fala-se o inglês na maior parte dos povoados, porém também utilizam o francês, o espanhol, o hindu, o chinês e o árabe.

ENTRETENIMENTO

As costas são utilizadas para grande diversidade de esportes naúticos. Abundam os portos esportivos com completas instalações que possuem facilidades para praticar o esqui aquático, o windsurfing, o mergulho submarino e a natação. Pode-se também alugar embarcações e percorrer os principais pontos de atração.

Nos principais hotéis encontram-se os estabelecimentos adequados para praticar o golfe e o tênis.

FESTIVIDADES

Uma das festividades mais impressionantes do Caribe é a maneira como celebram o Carnaval em Trinidad e Tobago. As ruas ficam cheias de verdadeiras festas musicais em que participam os moradores e os visitantes da mesma forma.

Outro espetáculo digno de apreciar são as exibições do calipso ou as apresentações das steel-band, mostras representativas das tradições antilhanas da colonização britânica em geral. Uma semana antes do Carnaval desenvolve-se o panorama, as competições de steel-band que se celebram em Savannah, o principal parque do norte de Port of Spain.

Os dias festivos oficiais são: 1 de Janeiro Ano Novo, 19 de Fevereiro, 5, 8, 27 e 30 de Abril, 27 de Maio, 6 e 19 de Junho, 5 e 31 de Agosto, 24 de Setembro e 25 e 26 de Dezembro.

Fonte:  www.rumbo.com.br

TRINIDAD E TOBAGO (Caribe)

Geografia

Localizado no sul do Caribe e norte-oeste da Venezuela, o país é composto por duas ilhas, Trinidad e Tobago.

A ilha de Trinidad (4828 km2) sede na capital, na costa oeste é limitado a leste pelo Oceano Atlântico e tem duas áreas distintas:as montanhas do norte e vastas planícies e colinas no centro e South.

A ilha de Tobago (300 km2) é uma terra predominantemente montanhosa e vulcânica coberta por florestas.

Trinidad e Tobago
Praia TRINIDAD E TOBAGO (Caribe)

Países fronteiriços: Não

Independência: 31 de agosto de 1962 (Reino Unido)

Governo: República

Capital: Port of Spain

Idioma Oficial: Inglês

Usual: Espanhol, Chinês, Francês e Hindi

Área: 5128 km ²

População: 1.305.000 pessoas

Demonym: Trinidad, Trinidad

Moeda nacional: dólar de Trinidad e Tobago (TTD)

Dia Nacional: 31 de Agosto (Proclamação da Independência de 1962)

Clima: O clima é tropical: quente e úmido.

A estação seca é de janeiro a maio e a estação chuvosa, de junho a dezembro. Temperatura anual é de cerca de 30 ° C e o mercúrio raramente cai abaixo de 21 ° C (Janeiro, Fevereiro). Ambas as ilhas têm a vantagem de não incorrer ciclone!

Saúde: Nenhuma vacina necessária. Atualizado Gerais vacinas recomendadas (poliomielite, tétano, difteria …). E os termos e duração da estadia, a febre tifóide, a hepatite B ea raiva. Evite beber água da torneira e cuidado com queimaduras solares e mosquitos.

Trinidad e Tobago
Habitação rústica – TRINIDAD E TOBAGO (Caribe)

Turismo

A ilha de Tobago tem várias pequenas baías onde é bom para descansar: baía inglês, a baía de piratas …

Ainda pouco influenciada pelo turismo da região é belo e selvagem. Você pode até mesmo ver as tartarugas marinhas colocam seus ovos.

Em Trinidad, a cidade de Port of Spain, jardim botânico, jardim zoológico, o vale imperador, Park Savannah e Frederick Street (rua principal) são vistos.

A cidade de Waterloo é famosa por seus templos hindus e estátuas de Hanuman.

Fonte:  www.continent-americain.com

Nome oficial: República de Trinidad e Tobago

Organização do Estado: República parlamentarista

Capital: Port-of-Spain

Área: 5.128 km²

Idioma: inglês (oficial)

Maiores cidades: Chaguanas, Port-of-Spain, San Fernando, Arima

População: 1.096.585 (est. 2004)

Unidade monetária: dólar de Trinidad e Tobago

Trinidad e Tobago, país insular mais próximo do Brasil no Caribe, situa-se na fronteira marítima lateral norte do Brasil, ao sul do mar do Caribe e ao norte do rio Orinoco, a apenas 11 quilômetros da Venezuela, separado do continente pelo golfo de Paria.

Trata-se de uma área vital para as comunicações do Brasil com a América do Norte e com o Oceano Pacífico, via Canal do Panamá. Compõe-se essencialmente de planícies, algumas colinas e montanhas baixas. Rico em petróleo e gás natural e têm sido poupado de furacões e outras tempestades tropicais.

Tobago tem origem vulcânica e se encontra a cerca de 32 km ao nordeste de trinidad.

A população é formada principalmente por descendentes de africanos (43%) e asiáticos (40%), trazidos para trabalhar nas plantações de cana-de-açúcar.

Embora a língua oficial seja o inglês, também se usa o espanhol, o hindu e o francês patois.

Cerca de 60% da população é cristã. Trinidad e Tobago apresenta a segunda menor taxa de analfabetismo da América Central (2,1% da população) e está entre as nações com maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do continente.

Contexto Histórico

As ilhas de Trinidad e Tobago, as duas mais ao Sul da cadeia das Antilhas, foram descobertas por Cristóvão Colombo em 1498. Habitavam as ilhas pelo menos sete grupos aborígenes, dentre os quais os mais importantes correspondiam às etnias Aruaques e Caribes, que foram praticamente dizimados, restando presença sem expressão demográfica.

Trinidad foi mantida sob soberania espanhola até 1797. Tendo em vista a rarefação populacional de então, em 1783, a coroa espanhola estabeleceu política de incentivo à imigração de católicos romanos, por meio da “Cédula Real de População”, que originou um fluxo migratório de maior expressão, quase todo composto por franceses da Europa e das Antilhas fugidos da Revolução, além de negros libertos e escravos do Caribe francês.

Esse aporte marcou a demografia e a cultura de Trinidad e Tobago. Ainda hoje, apesar do longo período colonial inglês e a posterior influência de seitas norte-americanas, verifica-se forte presença católica e preservação de posição economicamente privilegiada dos descendentes dos franceses.

Em 1797, uma expedição britânica derrotou as pequenas forças espanholas estacionadas na ilha. O Tratado de Amiens, em 1802, garantiu à Inglaterra a posse das duas ilhas, que a coroa inglesa uniu administrativamente em 1892. Durante o período colonial britânico, foi dada continuidade ao tráfico de escravos para o trabalho nas plantações de açúcar.

Com a abolição da escravatura, em 1834, houve a necessidade de se buscarem formas alternativas de trabalho e a imigração se diversificou: portugueses da Ilha da Madeira e outros europeus, ingleses, escoceses, irlandeses, franceses, alemães e suíços.

Em 1844, o Governo britânico iniciou a importação de mão-de-obra indiana em um sistema contratual de escravidão temporária atenuada, conhecido como “indenture work”, que vigorou até os primeiros anos do século XX. Os primeiros chineses chegaram em 1849, também no sistema de “indenture work”, mas seu fluxo migratório interrompeu-se em 1866.

As correntes migratórias provenientes da Europa, da África, da Índia, da China e, mais recentemente, do Oriente Médio, configuraram Trinidad e Tobago como um país de complexa demografia, o que o distingue de outros países do Caribe anglófono com acentuada predominância de descendentes de africanos.

Em 1956, novos arranjos coloniais permitiram o auto-governo às ilhas. O Movimento Nacional do Povo (PNM), fundado por Eric Williams, passou a dominar o Conselho Legislativo e Eric Williams assumiu o cargo de Ministro-Chefe.

Em 1958, Trinidad e Tobago tornou-se membro da Federação das Índias Ocidentais. A independência ocorreu em 31 de agosto de 1962. O país tornou-se membro da Comunidade Britânica, com a Rainha Elizabeth II como Chefe de Estado, representada por um Governador-Geral. Em 1976, os trinitários optaram pelo sistema republicano de Governo, permanecendo, porém, dentro da Comunidade. O Presidente da República passou a ser o Chefe de Estado.

Sistema político

O território é dividido administrativamente 8 condados, 3 municipalidades e um distrito.

Poder Executivo

O Presidente da República é o chefe de Estado, eleito por um colégio eleitoral.

O Presidente George Maxwell Richards está no cargo desde 17 de março de 2003. As próximas eleições presidenciais estão previstas para 2008. O chefe de Governo é o Primeiro-Ministro Patrick Manning desde 24 de dezembro de 2001.

Poder Legislativo

Congresso bicameral, composto pela Câmara dos Representantes, com 36 membros eleitos por voto direto, e o Senado, com 31 membros indicados pelo presidente. Ambos com mandato de 5 anos.

Poder Judiciário

Sistema judicial estruturado à semelhança do britânico, com Cortes Distritais e uma Suprema Corte, a qual engloba a Corte Superior de Justiça e a Corte de Apelação. O Presidente da Suprema Corte é indicado pelo Presidente por sugestão do Primeiro Ministro e do líder da oposição, outros juízes são indicados pelo Presidente por sugestão da Comissão de Justiça. O Tribunal de Recursos de última instância é o Privy Council, em Londres.

Economia

Indicadores econômicos:

PIB: US$ 10,3 bilhões (est. 2003)

PIB per capita: US$ 7.923,00 (2003)

Inflação: 3,8 (est. 2003)

Desemprego: 10,4% (2003)

Composição setorial do Produto Interno Bruto:

Agricultura: 2,6%

Indústria: 49%

Serviços: 48,4%

Exportação

US$ 4,2 bilhões FOB. (2002)

Pauta de exportação: petróleo e derivados, produtos químicos, fertilizantes, cacau, café, flores.

Destino: Estados Unidos (56,9%), Jamaica (7,3%), França (4,4%).

Importação

US$ 3,8 bilhões FOB. (2002)

Pauta de importação: maquinaria, bens manufaturados, alimentos, equipamentos de transporte.

Origem: Estados Unidos (42%), Costa do Marfim (5,5%), Reino Unido (5%), Japão (4,5%), Brasil (4,3%).

Principais parceiros comerciais: EUA, Reino Unido, França, Alemanha.

Política Externa

Nos primeiros anos após a independência, a política externa de Trinidad e Tobago foi marcada pela presença de Eric Williams. Líder carismático, Williams, acumulava as funções de Primeiro-Ministro e Ministro das Relações Exteriores, e procurou exercer papel de relevo no contexto regional.

Sua tarefa foi muito facilitada pela bonança dos petrodólares; Trinidad e Tobago passou a ser um dos pólos de liderança no Caribe anglófono, disputando posições com a Jamaica e irradiando influência sobre os outros Estados insulares de menor expressão.

Apesar da retórica independentista nas instâncias internacionais, de que é exemplo a então destacada atuação trinitária como membro do Movimento dos Não-Alinhados, a política exterior trinitária refletiu, em uma primeira fase, os especiais laços com a Grã-Bretanha herdados do sistema colonial e, mais recentemente, com os EUA.

Atualmente, o Governo trinitário tem procurado estabelecer outros pólos de relacionamento, com a renovação dos laços com a Europa, o estreitamento dos laços com o Canadá e com a Índia e a aproximiação com a América do Sul, entre outras medidas.

Trinidad e Tobago tem sempre professado apoio à ONU e à OEA, bem como às diversas organizações interamericanas. Seu interesses sobre os dois primeiros organismos foi, em 1989, aumentado pela candidatura de Nita Barrow, de Barbados, à presidência da AGNU, pela qual o país se empenhou, como também pela posse, em 1990, na Secretaria Geral Adjunta da OEA, do então Embaixador trinitário em Caracas, Christopher Thomas, reeleito em 1995.

Trinidad e Tobago tem peso político e econômico de relevância na CARICOM. No que se refere à importância do bloco nos foros internacionais, particularmente no hemisfério, recorde-se que a Comunidade congrega 15 dos cerca de 34 países das Américas na OEA.

Por serem, em sua maioria, países pequenos e alguns micro-Estados, os membros da Comunidade vêem na união e na atuação a melhor via para afirmarem sua presença no cenário hemisférico e internacional. Atuam, assim, como um bloco coeso e disciplinado nos foros internacionais de que participam.

Relações bilaterais

As relações bilaterais Brasil e Trinidad e Tobago têm início antes mesmo da independência trinitária, com a criação, em 1942, do Vice-Consulado do Brasil em Port-of-Spain, como parte do esforço conjunto aliado de guerra ao nazismo. Port-of-Spain era sede de importante base naval americana e os EUA construíram, na região centro-norte da então colônia britânica, uma base aérea integrada ao mesmo sistema que as bases do litoral norte do Brasil.

A estratégica posição de Trinidad e Tobago para o transporte marítimo entre os EUA e a América do Sul reflete-se no elevado número de ações militares em águas trinitárias durante a II Guerra Mundial, com o afundamento, inclusive, de alguns navios brasileiros.

A representação brasileira foi elevada à categoria de Consulado, e, em 1965, três anos após a independência, para Embaixada. Na década de 1950, o relacionamento do Brasil com Trinidad e Tobago foi facilitado pelo fato de empresa de transporte aéreo fazer escala regular em vôos do Brasil para Nova York.

As relações bilaterais têm-se caracterizado pela cordialidade e pela busca de cooperação, tanto no plano bilateral quanto nos foros internacionais. O intercâmbio comercial é setor que apresenta perspectiva de crescimento, em vista da mudança que Trinidad e Tobago está procurando estabelecer em suas fontes de suprimento externo, de certa forma “descobrindo” o mercado exportador e importador brasileiro.

Outros setores, como cooperação técnica e turismo, apresentam acentuado potencial e muito poderiam contribuir para o adensamento do intercâmbio Brasil e Trinidad e Tobago.

A Comissão Mista Bilateral, cuja mais recente reunião realizou-se em abril de 1989, em Brasília, constitui o foro adequado para uma abordagem sistêmica do relacionamento Brasil e Trinidad e Tobago. A retomada dos seus trabalhos muito contribuiria para impulsionar as relações bilaterais.

Brasil e trinidad e Tobago têm, na maioria das vezes, posições convergentes em temas internacionais. Nos foros multilaterais, ambos os países defendem os princípios básicos da convivência entre os Estados, como o respeito aos tratados, a solução pacífica das controvérsias, o repúdio ao uso ou à ameaça de uso da força e o fortalecimento das organizações internacionais.

Nas agências do sistema da ONU e do sistema inter-americano, representantes brasileiros e trinitários têm adotado posição de franca cooperação. Nas eleições para esses foros, o Brasil tem, freqüentemente, recebido o apoio trinitário e, da mesma forma, apóia candidatos de Trinidad e Tobago.

O Brasil apoiou, desde o início, o nome do Embaixador Christopher Thomas tanto para sua eleição, em 1989, para o cargo de Secretário-Geral Adjunto da OEA, como para sua reeleição, em junho de 1995. A posição trinitária de apoio a candidaturas institucionais do Brasil e de cidadãos brasileiros tem apenas variado quando a região caribenha apresenta um candidato próprio, mantendo-se Trinidad e Tobago fiel à solidariedade sub-regional.

O Governo trinitário tem igualmente apoiado as posições de interesse do Brasil em diversos processos de negociação.

Trinidad e Tobago procura diversificar suas relações com os países do hemisfério, destacando-se seu interesse em privilegiar uma aproximação com o MERCOSUL e, especialmente, com o Brasil.

Fonte:  www2.mre.gov.br

Nome oficial: República de trinidad e Tobago (Republic of trinidad and Tobago).

Nacionalidade: trinitina ou tobaguiana.

Data nacional: 31 de agosto (Independência).

Capital: Port of Spain.

Cidades principais: Chaguanas (56.601) (1990); Port of Spain (52.451) (1992); San Fernando (30.115), Arima (29.483) (1991); Point Fortin (20.025) (1990).

Idioma: inglês (oficial), francês, espanhol, hindi, chinês.

Religião: cristianismo 59,1% (protestantes 29,7%, católicos 29,4%), hinduísmo 23,7%, islamismo 5,9%, outras 11,3% (1990).

GEOGRAFIA

Localização: sudeste da América Central, mar do Caribe. 
Área: 
5.123 km2.
Clima:
 tropical. 
Área de floresta: 
2 mil km2 (1995).

POPULAÇÃO

Total: 1,3 milhão (2000), sendo afro-americanos 41%, indianos 41%, eurafricanos 16%, europeus 1% (meridionais e ingleses), outros 1% (1996). 
Densidade:
 253,76 hab./km2. 
População urbana: 
73% (1998). 
População rural:
 26% (1998).
Crescimento demográfico: 
0,5% ao ano (1995-2000). 
Fecundidade: 
1,65 filho por mulher (1995-2000). 
Expectativa de vida M/F:
 71,5/76 anos (1995-2000). 
Mortalidade infantil: 
15 por mil nascimentos (1995-2000). 
Analfabetismo: 
1,8% (2000). 
IDH (0-1):
 0,793 (1998).

POLÍTICA

Forma de governo: República parlamentarista. 
Divisão administrativa: 
7 condados e 5 cidades.
Principais partidos: 
Congresso Nacional Unido (UNC), Aliança Nacional pela Reconstrução (NAR), Movimento Nacional do Povo (PNM). 
Legislativo: 
bicameral – Casa dos Representantes, com 36 membros eleitos por voto direto; Senado, com 31 membros indicados pelo presidente. Ambos com mandato de 5 anos. 
Constituição em vigor:
 1976.

ECONOMIA

Moeda: dólar de trinidad e Tobago. 
PIB: 
US$ 6,4 bilhões (1998). 
PIB agropecuária: 
2% (1998). 
PIB indústria: 
48% (1998). 
PIB serviços: 
50% (1998). 
Crescimento do PIB: 
1,6% ao ano (1990-1998). 
Renda per capita: 
US$ 4.520 (1998). 
Força de trabalho: 
1 milhão (1998). 
Agricultura: 
Principalmente cana-de-açúcar, café, cacau e frutas cítricas. 
Pecuária: 
bovinos, suínos, caprinos, aves. 
Pesca:
 15 mil t (1997). 
Mineração:
 petróleo, gás natural, asfalto natural. 
Indústria: 
refino de petróleo, alimentícia, materiais de construção, fertilizantes, pesticidas, siderúrgica. 
Exportações: 
US$ 2,4 bilhões (1998). 
Importações:
 US$ 3,2 bilhões (1998). 
Principais parceiros comerciais: 
EUA, Reino Unido, Canadá, Jamaica, Guiana e Barbados.

DEFESA

Efetivo total: 2,6 mil (1998). 
Gastos:
 US$ 42 milhões (1998).

Fonte:  www.portalbrasil.net

Trinidad e Tobago

Trinidad e Tobago é um país do Caribe.

A capital é Port of Spain.

A principal religião é o Cristianismo.

A língua principal é o Inglês.

Primeiro colonizadas pelos Espanhóis, as ilhas ficaram sob controle Britânico no início do século 19.

A indústria do açúcar das ilhas foi ferida pela emancipação dos escravos em 1834. A força-de-trabalho foi substituída com a importação de trabalhadores contratados da Índia entre 1845 e 1917, o que impulsionou a produção do açúcar, bem como a indústria do cacau. A descoberta de petróleo em Trinidad em 1910, acrescentou outro importante produto de exportação.

A independência foi alcançada em 1962.

O país é um dos mais prósperos do Caribe em grande parte graças ao petróleo e à produção e processamento do gás natural. O turismo, principalmente em Tobago, está direcionado para a expansão e está crescendo. O governo está lidando com um aumento da criminalidade violenta.

Trinidad, que é a mais meridional das ilhas do Caribe, e sua pequena vizinha Tobago foram unidas politicamente desde 1889, primeiro como uma colônia Britânica e, mais tarde, desde 1962, como uma nação totalmente independente dentro da Commonwealth.

Aproximadamente 95 por cento das pessoas vivem em Trinidad, que é de longe a maior das duas ilhas.

Trinidad, uma ilha verde-esmeralda, é conhecida por sua exuberante vegetação tropical, poços de petróleo, o rico asfalto do Lago Pitch, bandas metálicas, o calypso, e o Carnaval. Tranquila, em forma de charuto, Tobago é conhecida por suas praias brilhantes de areia branca, seu santuário para as aves do paraíso (no ilhéu da Pequena Tobago), e sua espécie invulgar de pássaros, peixes e conchas.

População

Trinidad tem uma variedade extraordinária de povos, mesmo para os etnicamente mistos das Indias Ocidentais. As pessoas de ascendência Africana não constituem uma maioria esmagadora aqui, como o fazem em Tobago ou em algumas das outras ilhas do Caribe. Trinidad teve uma experiência relativamente curta da escravidão.

Quando os Britânicos aboliram a escravidão em 1830, a economia da ilha estava ainda relativamente pouco desenvolvida, e a população escrava contava apenas cerca de 21.000. A ilha de Barbados, com menos de um décimo da área – para escolher apenas um exemplo – tinha cerca de quatro vezes mais escravos.

Grande número de trabalhadores do campo posteriormente teve que ser importado para trabalhar os campos de açúcar de Trinidad, a grande maioria proveniente do que agora são partes da Índia e de Bangladesh. A maioria dos Indianos do Leste, como eles são chamados no Caribe, permaneceram em Trinidad após o término de seus contratos.

Hoje seus descendentes constituem cerca de 40 por cento da população do país. Aproximadamente 40 por cento da população é negra, e cerca de 18 por cento é de descendência mista. O restante é descendente de pessoas de muitas nacionalidades, incluindo Inglêses, Irlandêses, Portuguêses, Espanhois, Francêses e Chinêses.

Modo de Vida

Os vários grupos étnicos de Trinidad, embora economicamente interdependentes, tradicionalmente tendem a seguir seus próprios caminhos. Os dois maiores grupos, os negros e os Indianos do Leste, retiveram distintos padrões sociais, com dietas, religiões, tradições culturais e formas de vida familiar diferentes.

Embora as diferenças não sejam tão nítidas hoje como o foram uma vez, elas ainda são vistas facilmente. Os Indianos do Leste vivem em grande parte entre si em pequenas fazendas, nas aldeias, ou nas fazendas de açúcar. Eles têm uma reputação de muito trabalho e economia, e muitos têm guardado dinheiro, comprado terras, e prosperado.

Os Indianos do Leste também se tornaram empresários e entraram nas profissões. As pessoas de ascendência Africana tenderam a se reunir nas cidades ou nos campos de petróleo, onde elas constituem a maioria da força de trabalho na indústria do petróleo, o pilar econômico da nação. Os negros têm, tradicionalmente, formado a espinha dorsal do serviço civil da nação.

Todos os anos, com início às 5:00 da manhã da Segunda-feira antes da Quarta-feira de Cinzas, os Trinitários de todo tipo vão para as ruas de Port of Spain e de outras cidades para celebrar o Carnaval. Por cêrca de um mês antes do Carnaval, os líderes do Calypso de Trinidad ensaiam em tendas ou salões, deleitando grandes multidões com as suas últimas criações.

Bandas de metaleiros praticam em pátios com assentamentos lotados. Algumas das bandas que “brincam o Carnaval” têm centenas de membros e seguidores vestidos com coloridos trajes dramáticos.

Port of Spain

Nada é tão aparente na diversidade da população de Trinidad do que em sua cidade capital. Andando pelas ruas estreitas de Port of Spain, é provável ouvir trechos de conversas em qualquer número de idiomas. Nesta comunidade fascinante, uma mesquita Muçulmana, um mosteiro Beneditino, e um templo Hindu podem ser visitados dentro de alguns minutos um do outro. Esta cidade barulhenta, cheia e colorida, a maior do país, é também o centro comercial de Trinidad e Tobago e o principal porto.

A escravidão existiu em uma escala insignificante por apenas cerca de 50 anos em Trinidad. Não há herança opressiva de amargura aqui. Os Trinitários são caracteristicamente amantes de uma festa e do Carnaval, da música, e são rápidos para pinçar o divertimento em suas canções do Calypso e em suas vivas conversas de Trinidad. Além do calypso, outra grande criação musical de Trinidad são as bandas metálicas, em que os instrumentos, ou “panelas”, são feitos de tambores de óleo descartado.

A Terra e a Economia

Trinidad é rica em recursos naturais. O petróleo, primeiro extraído em quantidades consideráveis em 1909, é obtido a partir do sul de Trinidad e no Golfo de Paria. Além disso, o petróleo bruto é importado da Colômbia, Venezuela, e do Oriente Médio para o processamento nas enormes refinarias costeiras de Trinidad.

Em 2006, Trinidad tinha se tornado o principal fornecedor de gás natural liquefeito (a partir de depósitos offshore) para os Estados Unidos. Foi também o principal exportador mundial de metanol e de amônia. Alguns de seus recursos energéticos são usados para alimentar fundições de alumínio e fábricas em casa.

A terra de Trinidad é em grande parte plana ou rolante, e o clima tropical é bem adequado para a cana de açúcar, cacau, coco, banana, frutas cítricas, e café. A agricultura é de importância em declínio, e a empresa estatal de açúcar que já empregou milhares de pessoas encerrou as atividades em 2003. Tobago, muito pouco desenvolvida até recentemente, está cada vez mais a atrair os turistas para suas belas praias de beleza natural.

Fundo no Lago Pitch, no sudoeste da Trinidad, está um depósito incomensurável de asfalto natural. Outro produto de exportação incomum e valioso é a essencia do Angostura, um agente aromatizante feito em Port of Spain a partir de ingredientes ditos conhecidos apenas por quatro homens. A diversificação das culturas, o turismo, e as novas indústrias estão a reduzir a dependência excessiva no petróleo e no açúcar de Trinidad.

Economia – visão geral:

Trinidad e Tobago ganhou uma reputação como um local de excelente investimento para empresas internacionais e tem uma das maiores taxas de crescimento e renda per capita da América Latina. Crescimento econômico entre 2000 e 2007 em média pouco mais de 8%, bem acima da média regional de cerca de 3,7% para o mesmo período, no entanto, o PIB diminuiu desde então e contraída durante 2009-2011, devido à deprimidos preços do gás natural e dos mercados em mudança.

Crescimento tem sido alimentada por investimentos em gás natural liquefeito, petroquímicos e de aço. Petroquímica adicional, alumínio, plásticos e projetos estão em vários estágios de planejamento. Trinidad e Tobago é o principal produtor do Caribe de petróleo e gás, e sua economia é fortemente dependente desses recursos, mas também fornece produtos manufaturados, produtos nomeadamente alimentos e bebidas, bem como de cimento para a região do Caribe.

Petróleo e gás representam cerca de 40% do PIB e 80% das exportações, mas apenas 5% do emprego. O país também é um centro financeiro regional, eo turismo é um setor em crescimento, embora não seja tão importante a nível nacional, pois é para muitas outras ilhas do Caribe. A economia se beneficia de um superávit comercial crescente.

A administração MANNING anterior beneficiou de superávits fiscais movidas pelo setor exportador dinâmico, no entanto, o declínio dos preços do petróleo e do gás reduziu as receitas do governo, que vai desafiar o compromisso do novo governo de manter elevados níveis de investimento público.

História

Apesar de seus recursos, Trinidad foi praticamente ignorada pela Europa durante vários séculos. A Espanha reivindicou a ilha, mas pouco fez para desenvolvê-la.

Em 1783 a ilha foi aberta à colonização estrangeira. Isso levou ao estabelecimento por plantadores de cana dos proprietários das Índias Ocidentais da França.

Até este momento, os povos nativos da ilha, os Índios Arawak, tinham sobrevivido em alguns números. Mas poucos traços deles permaneceram. Por 1797, a população era de cerca de 17.000. Destes, aproximadamente 10 mil eram escravos; a maioria do resto eram colonos Franceses e seus descendentes.

Durante os séculos 17 e 18, Tobago foi capturada e recapturada pelos Inglêses, Francêses e Holandêses. Os Britânicos recuperaram o controle em 1793 e Trinidad foi formalmente cedida à Grã-Bretanha em 1802.

Trinidad e Tobago foram colocadas sob uma única administração em 1889. Dez anos depois, Tobago perdeu todo o controle sobre seus assuntos locais. O sufrágio universal foi alcançado em 1946. A plena autonomia interna foi concedida em 1961. Embora Tobago seja legalmente assegurada de seu auto-governo, muitos de seus moradores ainda afirmam que eles são discriminados tanto econômica quanto socialmente.

De 1958 a 1962, Trinidad e Tobago foi uma parte da Federação das Índias Ocidentais. Em 31 de Agosto de 1962, ela ganhou a independência total. A década de 1960 começou de forma otimista. Mas em 1970, a recessão e o desemprego haviam emergido. Um grupo de militantes, conhecido como o Black Power (Poder Negro), instigou rebeliões contra o governo. A agitação foi debelada, e, graças à alta do petróleo da década de 1970, Trinidad e Tobago desfrutou de uma década de prosperidade.

O declínio econômico contínuo na década de 1980 causou raiva aos Muçulmanos negros que tomaram de assalto o edifício do Parlamento em Julho de 1990. Eles retiveram o Primeiro-ministro Arthur N. R. Robinson e vários membros do gabinete como reféns. Em 1 de Agosto, os rebeldes se renderam.

Em 1991, Robinson foi sucedido por Patrick Manning do Movimento Nacional do Povo (PNM). Basdeo Panday do Congresso Nacional Unido (UNC) tornou-se o primeiro premier do país de ascendência Indiana em 1995. Quando as eleições legislativas de 2001 terminaram em um empate sem precedentes, Robinson (que havia se tornado presidente) nomeou Manning como primeiro-ministro.

Mas o Legislativo ficou num beco sem saída. Quando novas eleições foram realizadas em Outubro de 2002 para resolver a crise, o partido de Manning ganhou 20 dos 36 assentos. Ele permaneceu como primeiro-ministro após a eleições de Novembro de 2007.

Uma coalizão de oposição liderada pelo UNC venceu as eleições legislativas de Maio de 2010. Kamla Persad-Bissessar, que tinha deposto Panday como líder do partido no início desse ano, foi então empossada como a primeira primeiro-ministro mulher da nação.

Governo

Em 1976, uma nova Constituição tornou o país uma república, com um presidente como chefe de Estado. A responsabilidade legislativa cabe ao Parlamento, que consiste em uma Casa de Representantes eleitos e um Senado nomeado. Um primeiro-ministro serve como chefe de governo.

Philip Sherlock

Fonte:  Internet Nations

Você já ouviu falar de trinidad e Tobago?

Se você ouviu falar ou pelo menos tem alguma noção já e um bom começo; caso contrário, não se preocupe. Eu lhe darei um resumo com informações gerais sobre o pais, cultura e lhe mostrar as vantagens de estudar inglês neste pequeno arquipélago.

Geografia, População e Clima

Localizada na entrada do Caribe, mas precisamente no litoral nordeste da Venezuela, a República de trinidad e Tobago com uma população em torno de um milhão e tresentos e cinquenta mil habitantes, sendo 50 mil em Tobago, tem uma area total de 5.128,00 km2, sendo trinidad com 4.820,32 km2 ou 94% da area total e Tobago com 307.68 km2.

Para se ter uma idéia as duas ilhas juntas tem uma area menor do que o Distrito Federal com 5.814,00 km2. A capital é Port of Spain ou Porto de Espanha; Por ser a maior cidade, concentrar a maior parte dos serviços e abrigar o porto, é a mais importante do país.

De acordo com estudos científicos, a ilha de trinidad pertencia a America do Sul, tendo portanto similaridade de vegetação com região norte do continente. trinidad tem três cadeias de montanhas, a maior delas cobre todo norte do pais com florestas tropicais e chuvosas e uma imensa diversidade de fauna e flora. As outras duas cadeias bem menores estão no centro-sul e sul da ilha.

A ilha tem uma vasta area plana, especialmente no centro, sudeste e sudoeste do pais. Nestas areas concentra-se a atividade agrícula e industrial. A ilha de Tobago tem origem diferente mas apresenta também uma rica diversidade de fauna e flora. A ilha é bastante montanhosa, além disso, as praias da pequena ilha são paradisíacas com águas azuis e cristalinas, além da areia branquíssima.

Há duas estações do ano em T&T, a estação da seca (verão) que começa em Dezembro e vai ate fins de Maio e início de Junho e a estação chuvosa (inverno) que vai de Junho a meados de Dezembro. A temperatura média varia de 22º a 31º dependendo da estação do ano.

História

Trinidad e Tobago, duas ilhas mas um só país. Conhecida também como T&T, este pequeno arquipélago foi colônia do Império Britânico até 1962 quando se tornou independente, desde então T&T vem construindo o futuro com suas próprias mãos apesar de fazer parte da Comunidade Britânica.

Bem antes dos ingleses, os espanhois foram os primeiros a chegarem lá; na verdade foi Cristovão Colombo quem descobriu a Ilha de trinidad reivindicando-a a coroa espanhola. Muito tempo depois os Ingleses expulsaram os espanhois e anexaram a ilha.

Os franceses em seguida vieram tomando-a dos ingleses, ficando por aqui por um periodo médio de 90 anos. Depois disso, finalmente os ingleses reconsquitaram definitivamente a ilha, controlando-a até sua independência.

Tobago tem uma história diferente. Apesar dos espanhois terem descoberto a ilha, eles nunca a reivindicaram. Inicialmente os franceses tomaram posse da ilha delegando aos holandeses a administração dela. Tobago é considerada uma das mais belas ilhas do Caribe e por causa da sua localização estratégica e da qualidade do solo, excelente para a atividade agrícula, foi a mais disputada ilha da região.

Franceses, Holandeses e Ingleses administraram a ilha em diferentes períodos e lutaram duramente pela posse dela. Até os americanos tentaram conquistá-la. A Inglaterra que era a maior potência no periodo colonial conseguiu a posse definitiva da ilha. Tobago foi por muito tempo tratada como uma colônia separada de trinidad pela coroa britânica. Com o advento da decadência do setor agrícula no final do século dezenove, Tobago foi formalmente entregue à administração de trinidad; fato este que uniu as duas ilhas para sempre.

Economia

A cana-de-açúcar foi por muito tempo, especialmente durante o periodo colonial a principal atividade econômica de trinidad e Tobago. Após a decadência do setor e graças a descoberta de petróleo e gas natural no início do século vinte na ilha de trinidad e áreas costeiras, a economia renasceu e floreceu novamente.

O petróleo é a principal atividade econômica do pais, sendo também a principal fonte de renda externa. Outros setores como indústria alimentícia, bebidas, siderurgía, cimento, fertilizantes e mais recentemente o setor turístico são também importantes. Com um setor industrial desenvolvido, trinidad funciona como um fornecedor natural para as ilhas vizinhas do Caribe.

Tobago tem sua economia baseada no turismo e na pesca. Pelas características geográficas (solo montanhoso) e delicado ecossistema não é possível desenvolver uma massiva atividade industrial. Tobago depende de trinidad que supri todas suas necessidades.

Apesar de T&T ser considerada o maior exportador de petróleo e maior potência industrial do Caribe, o país tem sérios problemas sociais. Como em qualquer país em desenvolvimento que cresce sem um planejamento adequado, a maior parte da renda está concentrada em poucas mãos.

Mesmo assim, eu diria que trinidad e Tobago tem um razoável estatus econômico-social no sentido de que a qualidade de vida é superior a de muitos países da America Latina inclusive o Brasil. O poder aquisitivo é razoável para o padrão latino-americano (renda per capita em torno de US$8.500,00), o ensino público tem qualidade e é um pais relativamente seguro.

Por ser um grande exportador de petróleo e derivados, T&T tem uma economia aberta e importa a maior parte de suas necessidades em termos de produtos industrializados e tecnologia. Seu principal parceiro comercial é os Estados Unidos. trinidad e Tobago faz parte do Caricom (Comunidade do Caribe) que reuni alguns países da região. Portanto e um excelente lugar para fazer negócios.

Trinidad e Tobago é um importante mercado importador que não vem sendo adequada e organizadamente aproveitado pelo setor empresarial brasileiro. Apesar disso, tem sido observado um rápido e crescente relacionamento comercial entre os dois países nos últimos anos.

Política

T&T é uma República Parlamentarista com Primeiro Ministro e Presidente da República. Há somente três partidos dominantes, o PMN, UNC e NAR.

O país tem sido uma democracia estável desde a independência sendo somente interrompida brevemente em 1990 quando houve uma tentativa de golpe de estado por parte de um pequeno grupo de mulçumanos. Felizmente o governo reestabeleceu a ordem e o estado de direito em poucos dias. Desde então, a estabilidade tem sido uma característica constante.

Cultura e comportamento

Culturalmente falando, trinidade e Tobago reflete hábitos, costumes, música, dança etc de acordo com composição étnica do pais. Afro-descendentes e Indo-descendentes são os dois grupos majoritários, representando 80% da população, sendo que cada grupo separadamente tem representação na ordem de 40%. 15% são miscigenados e o restante estão divididos em descendentes de europeus, chineses, libaneses, franceses etc.

Assim como aconteceu em todo o continente americano e Caribe, infelizmente, os indios sendo a população original das duas ilhas não resistiram a ocupação européia e praticamente desepareceram.

Apesar disso, há mestiços que ainda preservam algumas características culturais dos antigos habitantes. Como havia sido informado anteriormente, Tobago teve uma história diferente o que se refletiu na composição étnica da ilha; Basicamente a população e composta por afro-descendentes.

Após a abolição da escravatura, inicialmente os britânicos convidaram e trouxeram chineses e portugueses para trabalharem na lavoura de cana-de-açúcar mas aparentemente eles não tinham aptidão para ficar sob o sol quente e árduo por muito tempo. A solução então, foi trazer os indianos para trinidad.

O povo de trinidad e Tobago é pacífico e amistoso. Não há tensões e conflitos étnico-raciais entre a população, no cotidiano, na vida comum das pessoas ao ponto de se agredirem fisicamente mas se observa um certo enfrentamento, confronto entre os dois grupo majoritário no cenário político, no parlamento. Mas não se preocupe, este fenômeno é mais político-eleitoreiro do que real criado pelos políticos para atender os seus próprios propósitos que nem sempre vão de encontro com os da população.

Certamente, você não verá nada parecido com que acontece frequentemente entre judeus e palestinos no Oriente Medio; ou como ocorre de vez em quando entre católicos e protestantes na Irlanda do Norte ou hindus e mulçumanos na India.

Em termos de divisão e controle econômico, observa-se que os grandes e médios negócios em sua maioria estão nas mãos de indianos, chineses e libaneses, além da minoria branca descendentes de europeus e estrangeiros. Os negros são maioria em pequenos negócios, sendo a maior parte deles informais, além do setor público como ministérios, exército, polícia, empresas estatais, o serviço público em geral.

Apesar dos prováveis problemas e desconfortos que esta situação poderá provocar não há restrição quanto a participação em qualquer setor. Além disso, aparentemente há uma certa acomodação e aceitação natural deste quadro.

Em termos de religião, a maioria esmagadora da população e cristã, sendo que a religião católica é predominante mas há diversas denominações protestantes; Em seguida vem a religião hindu e em terceiro o islamismo. Todas as religiões possuem feriados nacionais.

O carnaval é a mais popular festa do país, ocorre na mesma época do carnaval brasileiro. Neste periodo, milhares de turistas do exterior vem se divertir e curtir o carnaval trinitário. Eu diria a vocês que há semelhanças entre a festa de lá e as realizadas no Nordeste brasileiro, especialmente em Olinda, Recife e Salvador. No decorrer do ano há outras festas, celebrações relacionadas cultura 
hindu.

Por ser mais industrial e desenvolvida, o estilo de vida de trinidad é mais dinâmico e stressante; No dia a dia há muitas pessoas circulando nas ruas, comércio formal e informal, engarrafamentos etc. Não se iludam, trinidad não é mais uma paradisíaca e rural ilha do Caribe. Se você tiver oportunidade de visitar trinidad e outras ilhas da região perceberá a diferença.

Ao contrário do que ocorre em trinidad, em Tobago funciona num ritmo mais lento, o clima é mais bucólico e tranquilo nas pequenas e afastadas vilas de pescadores. Por ser mais “homogênea”, os Tobagonias como eles são conhecidos, tem seu próprio estilo de vida. Aparentemente, o povo de Tobago é mais amistoso e feliz do que os irmãos trinitários.

Fonte:  brazil.angelsacademy.com

Uma Breve História de Trinidad e Tobago

Trinidad

Colombo descobriu Trinidad na terça-feira 31 julho de 1498 em sua terceira viagem. Por todas as contas sua travessia foi difícil. Ele foi forçado a tomar uma rota mais ao sul para evitar uma frota hostil francês e este o levou para o marasmo. Enquanto à deriva no calor ainda do equador barris sua água estourar e sua comida podre.

Foi nesta situação que Colombo avistou a Hills Trindade ou as Três Irmãs, no litoral sul de Trinidad. Para Colombo deve ter parecido providencial como ele foi até seu caixão última de água.

Não é certo porque Columbus chamado Trinidad depois da Santíssima Trindade, alguns dizem que foi porque ele tinha viagem esta confiada à Santíssima Trindade, outros dizem que era porque ele tinha feito uma promessa de nomear a primeira terra que ele diz em honra do Santo Trindade. O que sempre a razão Trinidad foi nomeado após a Santíssima Trindade.

Colombo desembarcou pela primeira vez na costa sul, perto Erin Ponto para coletar água. Mais tarde, após o arredondamento Icacos Pt. ele navegou para o Golfo de Paria e passou a explorar a costa da Venezuela (que ele pensava que era uma ilha).

Mais tarde, ele retornou para Trinidad e ancorado em uma baía da ilha de Chacachcare (uma das pequenas ilhas ao largo da costa de Trinidad). Após conquistar a ilha para a Espanha, ele atravessou o Boca Grande, foi neste momento que ele avistou Tobago na distância e nomeou-Bellaforma.

A palavra “descoberta” é muitas vezes visto como controverso quando aplicada a Columbus em dois pontos. Em primeiro lugar, em um sentido puramente técnico já havia índios que chamou a casa Américas. Em segundo lugar, parece eurocêntrica e tende a implicar que a história começa a partir do dia da chegada dos europeus. Independentemente de Colombo “descoberta” marca o início da história moderna da região eo evento inaugurou as forças que moldam o que vemos hoje.

Trinidad foi amplamente ignorado até 1531, quando foi feita uma tentativa de resolver a ilha. Este não foi bem sucedida, como fez uma tentativa mais tarde, em 1569. O primeiro assentamento permanente foi feita em 1592 por Domingo de Vera na velha capital de St. Joseph.

Pouco depois, em 1595, Trinidad foi visitado por Sir Walter Raleigh (fundador da Virgínia), que estava a caminho para o que ele pensava que era El Dorado, (ele encontrou principalmente mosquitos, mata e desespero). Além de visitar o Pitch Lake Raleigh sentiu a necessidade de queimar o recém St. Joseph.

Este era para ser um padrão familiar para o próximo século como Trinidad se tornou a base de escolha para expedições para El Dorado e um paraíso para contrabandistas e piratas. No entanto, estas atividades pouco fez para desenvolver a ilha e, por vezes, a população espanhola caiu para menos de 160.

Estar nos remansos do império espanhol a população local foi negligenciado e navios oficiais raramente visitado. A pobreza se tornou tão disseminada que, em 1740, os líderes locais escreveu ao rei reclamando que eles só poderiam ir à missa uma vez por ano e em roupas emprestadas forma um outro!

Tumulto na Europa, especialmente na França, e uma liberalização das políticas de emigração pelas autoridades espanholas incentivados resolve da França e as ilhas francesas do norte (Martinica, Guadalupe, etc.) Guerra na Europa também comprou uma frota de 17 navios britânicos em águas Trinidad em 1797 e sem muita luta Trinidad mudou de mãos e tornou-se uma possessão britânica.

Para o próximo século Trinidad se tornou uma colônia de açúcar típico britânico com sua fortuna após o preço do açúcar no seu passeio de montanha-russa. Eventos importantes incluem a emancipação dos escravos, em 1834, o início da contratados esquemas de trabalho em 1852, que comprou chineses e indianos para Trinidad. Em 1871, o primeiro cabo telegráfico foi colocada (a Macqueripe Bay) ligando Trinidad com o resto do mundo. Os bondes e ferrovias também foram introduzidos na segunda metade do século 19.

Tobago

Como disse anteriormente, foi supostamente avistado Tobago em 1498 por Cristóvão Colombo em sua terceira viagem e nomeado Bella Forma, mas seu nome atual é, provavelmente, uma corruptela de “Tabaco”. Este foi cultivado pelos habitantes indígenas originais e mais tarde como uma cultura de colonos.

Em 1608 James I reivindicou soberania sobre a ilha e para os próximos 200 anos Tobago mudou de mãos como uma batata quente entre o holandês, o francês eo Inglês. A estimativa do número de comutações variar entre 22 e 32.

Entre os que tentaram resolver a ilha foram os Courlanders, (da Letônia), mas para a maioria dos dias 17 e 18 Séculos Tobago foi um refúgio para piratas. Em 1763 Tobago foi cedida aos britânicos pelos franceses, ea terra foi dividida em paróquias e vendidos.

Como Trinidad, Tobago partilhado o destino da maioria das ilhas das Antilhas e se tornou uma colônia britânica de açúcar. Curiosamente Tobago tornou-se envolvido na Guerra da Independência Americana, em 1778, quando um esquadrão americano tentou capturar a ilha. Entretanto foram repelidos pelo navio de guerra britânico Yarmouth.

Trinidad e Tobago

Na segunda metade do século 19 a recessão nas indústrias de açúcar incentivou o movimento em direção à fusão das ilhas das Índias Ocidentais em grupos administrativos, a fim de reduzir os custos administrativos. Em 1889 uniu-se com Tobago Trinidad para se tornar a Colônia de Trinidad & Tobago. Mais tarde, em 1899, tornou-se uma ala da colônia.

Se Trinidad era a economia açucareira do século 19, tornou-se uma economia de óleo no 20. Com o advento do automóvel e da conversão da Marinha britânica de carvão para o petróleo a busca e produção de petróleo recebeu um impulso forte.

O petróleo foi descoberto no Guayguaygare, Fortin Point, e áreas de reserva florestal. Sobre o petróleo e óleo de tempo exportações relacionados veio a dominar a economia e transformou grande parte da população de uma rural para uma urbana.

Além do petróleo outro evento importante foi o estabelecimento de bases americanas na ilha em 1941. Isso foi acordado em troca de 50 destruidores que na época foi extremamente necessários por uma Grã-Bretanha sobrecarregado.

Estas bases incluiu uma grande parte da Península CHAGURAMAS bem como uma base aérea em Wallerfield. O IG injetado cultura americana e dinheiro em uma economia estagnada e mudou o foco do país da Grã-Bretanha para os EUA

Após a independência guerra parecia inevitável, e como um precursor Grã-Bretanha tentou uma breve experiência política chamada de British West indiano Federação. Este tentou unificar as várias ilhas sob um guarda-chuva político e econômico, mas logo surgiram tensões internas e da separação do grupo.

Liderado pelo Dr. Eric Williams Trinidad e Tobago tornou-se um membro independente da Commonwealth em 31 de agosto de 1962. Mais tarde, no 01 de agosto de 1976 Trinidad e Tobago tornou-se uma república presidencial dentro da comunidade.

Fonte:  www.tradewinds-co.com

Nome completo: República de Trinidad e Tobago

População: 1,3 milhões (ONU, 2011)

Capital: Port of Spain

Área: 5.128 km ² (1.980 milhas quadradas)

Grande língua: Inglês

Grandes religiões: Cristianismo, Hinduísmo, Islamismo

Expectativa de vida: 67 anos (homens), 74 anos (mulheres) (ONU)

Unidade monetária: 1 Trinidad e Tobago dólar = 100 centavos

Principais exportações: petróleo e produtos petrolíferos, gás natural, produtos químicos

RNB per capita: EUA $ 15040 (World Bank, 2011)

Domínio da Internet:. Tt

Código de discagem internacional: 1868

Perfil

Trinidad e Tobago é um dos mais ricos países do Caribe, graças a suas grandes reservas de petróleo e gás, a exploração de que domina a economia.

Habitada principalmente por pessoas de ascendência Africano e da Índia, o estado de dois ilha goza de uma renda per capita bem acima da média para a América Latina. Gás natural – em grande parte exportada para os EUA – é esperado para ultrapassar o petróleo como sua principal fonte de receita.

Dependência do petróleo fez a república refém para os preços do petróleo do mundo, cuja queda durante a década de 1980 e início de 1990 levou à formação de uma grande dívida externa, desemprego generalizado e problemas trabalhistas.

Tal como acontece com outras nações da região, de Trinidad e Tobago – um ponto de transbordo importante para a cocaína – tornou-se montado com drogas e gangues, a violência relacionada. Isso tem entupido os tribunais e tem alimentado uma taxa de homicídios alta e grande parte da corrupção que é supostamente endêmica na polícia. Ele também ameaça a indústria do turismo.

Em resposta, o governo reintroduziu a pena de morte em 1999, apesar de uma forte pressão internacional para não fazê-lo.

Trinidad e Tobago hospeda o Tribunal de Justiça do Caribe, um supremo tribunal regional, que visa substituir Privado da Grã-Bretanha Conselho como um tribunal de última instância. O conselho tinha sido visto como um obstáculo para a rápida execução da pena de morte.

Avistado descoberta por Cristóvão Colombo em 1498, Trinidad foi resolvido pelos espanhóis antes de ser levado pela Grã-Bretanha em 1797. Uma sucessão de potências europeias reivindicou Tobago.

Calypso música e tambor de aço recurso de bandas em festas de carnaval na ilha maior. Relaxado e tranquilo em relação ao seu vizinho densamente povoada, Tobago atrai amantes do mergulho e amantes da natureza. A ilha é auto-governo.

Uma cronologia dos principais eventos:

1498 – Cristóvão Colombo visita as ilhas, nomeando Trinidad após os três picos em seu canto sudeste e Tobago depois de um tipo local de tabaco para cachimbo.

1597: Espanhol rename original de liquidação “Puerto de Espana”

1958-62: Capital da Federação das Índias Ocidentais

1532 – Espanha coloniza Trinidad, a nomeação de um governador para governá-la.

1630 – Os holandeses resolver em Tobago e planta cana.

1781 – O francês captura Tobago do espanhol, transformando-a em uma colônia produtora de açúcar.

Domínio britânico

1797 – Uma expedição naval britânica capta Trinidad da Espanha.

1802 – Espanha cede Trinidad à Grã-Bretanha sob o Tratado de Amiens.

1814 – França cede Tobago à Grã-Bretanha.

1834 – A escravidão abolida, os trabalhadores contratados trazidos da Índia para trabalhar nas plantações de açúcar.

1889 – Trinidad e Tobago administrativamente combinados como uma única colônia britânica.

1945 – O sufrágio universal instituído.

1956 – Eric Williams, um nacionalista moderado, funda o Movimento Popular Nacional (PNM).

Trinidad e Tobago
As ilhas foram originalmente ocupada por índios

1958 – Trinidad e Tobago se junta ao britânico, patrocinado West Indies Federation.

1959 – Grã-Bretanha dá Trinidad e Tobago autonomia interna, com a Williams como primeiro-ministro.

1962 – Trinidad e Tobago deixa o West Indies Federação; torna-se independente com a Williams como primeiro-ministro.

1967 – Trinidad e Tobago se junta a Organização dos Estados Americanos.

1968 – Trinidad e Tobago, e outro de língua Inglês Estados do Caribe formam a Área de Livre Comércio do Caribe, que foi substituído em 1973 pelo Mercado Comum do Caribe.

Agitação interna

1970 – Governo declara estado de emergência após protestos violentos por “Black Power” adeptos que exigem uma solução para o desemprego e um fim à influência estrangeira sobre a economia. Centenas de soldados do exército motim em apoio, mas sua rebelião desmorona dentro de dias.

1972 – Estado de emergência levantado.

1975 – Greves de trabalhadores nos setores de óleo, o açúcar, transporte e eletricidade paralisar a economia.

1976 – Trinidad e Tobago torna-se uma república com o primeiro governador-geral, Ellis Clarke, como presidente e Eric Williams como primeiro-ministro.

1980 – Uma erupção de firebombings, arsons e tiroteios políticos afligem o país.

1981 – O ministro da Agricultura George Chambers torna-se primeiro-ministro após a morte de Williams.

1986 – Tobago baseada Aliança Nacional para a Reconstrução (NAR), dirigido por Arthur Robinson ganha a eleição geral.

1987 – Noor Hassanali se torna presidente.

1990 – Mais de 100 radicais islâmicos explodir a sede da polícia, aproveitar o edifício do parlamento e mantenha Robinson e outros funcionários reféns por vários dias em uma tentativa de golpe fracassada.

1991 – Patrick Manning torna-se primeiro-ministro depois que seu partido PNM ganha eleição geral.

1995 – com sede na Índia Congresso Nacional Unido (UNC) e NAR coalizão formulário com Basdeo Panday como primeiro-ministro.

1999 – A pena de morte restaurado.

2000 – Basdeo Panday ganha mais um mandato nas eleições gerais.

Impasse político

De dezembro de 2001 – eleição geral produz um empate sem precedentes, com o partido do governo e da oposição ganhar 18 lugares cada.

De abril de 2002 – O primeiro-ministro Patrick Manning pedidos parlamento ser suspenso em meio a impasse existente eleições empatados.

Outubro de 2002 – terceira eleição geral em três anos termina meses de impasse político. Movimento Popular primeiro-ministro Patrick Manning governista Nacional declara vitória.

Março de 2003 – O presidente Maxwell Richards é empossado após ser eleito pelos deputados, em fevereiro.

Agosto de 2003 – A estatal Caroni companhia de açúcar fecha com a perda de mais de 8.000 postos de trabalho.

Abril de 2005 – Os líderes regionais se reúnem para inaugurar a Trinidad baseada Caribe Tribunal de Justiça, um tribunal de última instância pretende substituir Privado da Grã-Bretanha Conselho. O tribunal ouve seu primeiro caso em novembro.

Outubro de 2005 – Pelo menos 10 mil pessoas participam de um protesto – chamado a marcha da morte – contra uma taxa de aumento do crime violento.

Abril de 2006 – O ex-primeiro-ministro Basdeo Panday é condenado a dois anos de prisão por não ter declarado uma conta bancária no exterior, enquanto ele estava no escritório. A condenação é anulada em recurso.

Janeiro de 2007 – Planos são anunciados para fechar a indústria de açúcar de séculos. Produção havia sido atingida por cortes nos subsídios europeus.

Novembro de 2007 – O Movimento Popular BCE Nacional é re-eleito.

De dezembro de 2007 – O ex-primeiro-ministro Basdeo Panday está empenhada em ser julgado por acusações de corrupção relacionadas com um projeto de construção em Trinidad e Tobago aeroporto principal.

2008 Abril – Sr. Panday é condenada a enfrentar um novo julgamento sobre falsas declarações financeiras feitas entre 1997 e 1999.

2010 Maio – Parceria coalizão Povo vence eleições antecipadas. Kamla Persad-Bissessar torna-se ministra país o primeiro primo.

2011 Agosto – Estado de emergência imposto, com um toque de recolher durante a noite em seis crime “hotspots”, na sequência de um aumento da criminalidade violenta `.

2011 Novembro – O primeiro-ministro Kamla Persad-Bissessar diz que as forças de segurança descobriram um complô de “elementos criminosos” para assassiná-la e vários ministros do governo.

Fonte:  news.bbc.co.uk

Trinidad e Tobago paraíso caribenho!

É um país caribenho situado ao largo da costa da Venezuela.

É constituído pelas ilhas de Trinidad e de Tobago e faz fronteira marítima com a Venezuela, a sul e a oeste, e com Granada, a noroeste.

Sua capital, Port of Spain.

Nos anos de dominação européia e a imigração de escravos negros e trabalhadores hindus proporcionaram diversas características: antes que Trinidad fosse reconhecida como a ilha mais cosmopolita do Caribe, Tobago guarda mais raizes com as populações tradicionais.

São unidas pela história, a atual vida política e administrativa e a alegria de seus moradores que as evidência nas épocas de carnavais, quando tudo parece dançar ao rítmo do calipso.

Trinidad e TobagoTrinidad e Tobago

Os tons laranja e rosados do pôr-do-sol não deixam esquecer que estamos nas Caraíbas. Ouve-se o som vibrante do reggae que anda no ar e compondo a banda sonora de umas férias perfeitas. Para quem gosta do calor tropical longe da confusão e da loucura citadina, Tobago é a escolha ideal para relaxar no paraíso.

 

Trinidad e Tobago

Trinidad e Tobago

 

Trinidad e TobagoTrinidad e Tobago

As costas são utilizadas para grande diversidade de esportes naúticos. Abundam os portos esportivos com completas instalações que possuem facilidades para praticar o esqui aquático, o windsurfing, o mergulho submarino e a natação. Pode-se também alugar embarcações e percorrer os principais pontos de atração.

Situada a nordeste de Trinidad, entre o mar das Caraíbas e o oceano Atlântico, a segunda ilha do país é conhecida pelas suas maravilhosas praias de areia branca e recifes de coral que fazem as delícias dos mergulhadores.

O terreno da ilha é variado, com um centro montanhoso e planícies a sul e na costa oeste, o que oferece uma imensa diversidade de desportos da natureza.Cristóvão Colombo chegou a Trinidad e Tobago em 1498, tomando-a para os espanhóis; depois esteve sob o poderio holandês; no século XIX, tornou-se colônia britânica. Atualmente, é o país com a segunda maior população de língua inglesa na região, depois da Jamaica.

Scarborough, a capital de Tobago, é o palco de todos os acontecimentos, numa ilha que trocou de mãos mais de trinta vezes em 150 anos. O edifício do Parlamento é um dos melhores exemplares caribenhos da arquitetura Georgiana, enquanto os canhões espalhados pela ponte recordam que até no paraíso se viveram tempos menos tranquilos.Embora ainda relativamente pouco explorado, Tobago é o centro do desenvolvimento turístico do país, conjugando a atmosfera prazenteira de uma vila de pescadores com a sofisticação dos mais modernos hotéis.

De idílicos passeios de barco a jantares românticos à luz fugidia do crepúsculo, Tobago permite uma rendição total ao dolce fare niente, sem esquecer os que procuram aventura e momentos de verdadeira excitação.

Com uma imensa riqueza multicultural, este ecléctico país alia as tradições mais enraizadas, como as corridas de cabras, com a exuberância vanguardista de festividades como o Carnaval caribenho, mundialmente conhecido.

E igual diversidade têm, também, as cores e sabores da gastronomia de Tobago, onde a lagosta é rainha. Conjugando os legados índio, africano, árabe e europeu, a cozinha do país tem um toque distintivo e inesquecível.

Revoltas de escravos, batalhas pelo poder, ataques de índios e pilhagens de piratas, tudo isto, que parece retirado de um livro de aventuras, é a história de Tobago. E hoje, tão calma e serena, a ilha acolhe os que vêm em paz, e que, tal como eu, tentam captar cada pôr-do-sol, cada rosto, cada momento, como se todo o cenário desaparecesse num abrir e fechar de olhos.

Nome Oficial: Republic of Trinidad and Tobago (República de Trindade e Tobago)

Capital de Trinidad e Tobago: Port of Spain

Área: 5.128 km²

Principal Cidade: Chaguanas, Port of Spain, San Fernando

Idioma: Inglês.

Moeda: Dólar de Trinidad e Tobago (1 euro são 8,6 TT dólares).

Clima: Clima tropical com temperaturas elevadas durante todo o ano, variando entre os 25°C e os 38°C. A estação seca vai de Janeiro a Maio, e a estação das chuvas de Junho a Dezembro

Fonte:  www.destinosdeviagem.com

História

Quando Trinidad foi explorada por Colombo em 1498, era habitada pelos Arawaks; índios caribenhos habitada Tobago.

Trinidad permaneceu em posse espanhol, apesar de ataques por parte de outros países europeus, até que foi cedida à Grã-Bretanha em 1802.

Tobago passou entre Grã-Bretanha e França várias vezes, mas acabou por ser dado à Grã-Bretanha em 1814. A escravidão foi abolida em 1834. Entre 1845 e 1917, milhares de trabalhadores contratados foram trazidos da Índia para trabalhar nas plantações de cana. Em 1889, Trinidad e Tobago foram feitas de uma única colônia.

Parcial auto-governo foi instituído em 1925, e 1958-1962 a nação era parte da Federação das Índias Ocidentais. Em 31 de agosto de 1962, que ganhou a independência e em 01 de agosto de 1976, Trinidad e Tobago tornou-se uma república, permanecendo dentro da Commonwealth. Enquanto o país é uma democracia estável e goza os mais altos padrões de vida nos agradecimentos do Caribe para as receitas do petróleo, a tensão entre indianos e negros sublinhou grande parte da vida política. Em 1970, a tensão foi a causa de tumultos, protestos e um motim do exército para o fim da influência estrangeira sobre a economia.

Estes acontecimentos levaram um estado de emergência que durou dois anos.

Eric Williams, “Pai da Nação” e líder do Movimento Nacional do Povo (PNM), que é amplamente apoiada por negros, governou de 1956 até sua morte, em 1981. Em dezembro de 1986, a Aliança multirraciais Nacional para a Reconstrução (NAR), com base em Tobago, conquistou a maioria parlamentar, prometendo vender a maioria das empresas estatais, reorganizar o serviço civil, e reduzir a dependência do petróleo.

Em 1990, para protestar contra o governo NAR, cerca de 100 radicais muçulmanos negros explodiram a delegacia de polícia em uma tentativa de golpe, em que o primeiro-ministro e outros funcionários foram mantidos reféns por seis dias. A NAR foi derrotado em 1991, e do PNM voltou ao poder. Em 1995, o partido com sede na Índia Oriental, o Congresso Nacional Unido (UNC), liderado por Basdeo Panday, formou um governo de coalizão com o NAR. Em 2000, ganhou estreita Panday outro termo.

Em dezembro 2001 eleições, o governista Partido UNC e do Partido PNM ganhou 18 lugares cada. As duas partes concordaram em permitir que o presidente Robinson para selecionar o primeiro-ministro para acabar com o impasse. Mas quando Robinson escolheu Patrick Manning do PNM por causa de seus “valores morais e espirituais,” a oposição com raiva convocou novas eleições. Nas eleições de outubro 2002, o partido de Manning declarou vitória. Maxwell Richards, um reitor da universidade, foi escolhido presidente pelo parlamento em 2003.

Em abril de 2006, o ex-primeiro-ministro Panday foi condenado a dois anos de prisão por fraude em cargo público. Richards, correndo sem oposição, foi reeleito em fevereiro de 2008.

Geografia

Trinidad e Tobago mentira no Mar do Caribe, na costa nordeste da Venezuela. Trinidad, a maior em 1864 sq mi (4828 km ²), é essencialmente plana e evolutivo, com montanhas ao norte que atingem uma altura de 3.085 pés (940 m) no Monte Aripo. Tobago, em apenas 116 sq mi (300 km ²), é fortemente arborizada com árvores de madeira de lei.

Governo

Democracia parlamentar.

Fonte:  www.infoplease.com

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+