Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Turismo / Washington

Washington

PUBLICIDADE

Washington, DC é a capital dos Estados Unidos da América.

DC é a abreviação de Distrito de Columbia, onde a cidade está localizada. O nome oficial da cidade em inglês é Washington, D.C., enquanto que seu nome completo é Washington, District of Columbia.

A cidade de Washington e o Distrito de Columbia são co-existentes entre si, governados por um único governo municipal e, por isto mesmo, podem ser considerados como uma mesma entidade administrativa. Isto não foi sempre o caso, porém, visto que outras cidades existiram dentro dos limites do Distrito até 1878, que foram gradualmente fundidas com Washington, DC.

Coloquialmente, a cidade é conhecida como District, D.C. ou simplesmente Washington. A cidade possui dois nomes históricos, Federal City e Washington City.

Washington, DC não deve ser confundido com o 42° Estado americano, Washington. Por isso, nos Estados Unidos, Washington, a capital nacional, é frequentemente chamado de D.C. (abreviação de Distrito de Columbia); e Washington, o Estado, de Estado de Washington.

O Distrito de Columbia, formado oficialmente em 16 de julho de 1790, é o Distrito Federal americano, como especificado pela Constituição estadunidense, com limitado poder local. O Distrito é governado diretamente pelo Congresso estadunidense. Os habitantes de Washington não possuem representantes com o poder de voto no Congresso, o que tem levado em tempos recentes à popularização de uma proposta de fazer do Distrito de Columbia o 51° Estado americano.

Washington, DC foi formado através de terras cedidas pelos Estados de Maryland e Virgínia. Em 1847, a região que fora cedida pela Virgínia foi devolvida à última, região que compõe atualmente o Condado de Arlington.

A construção de Washington iniciou-se em 1792, sendo inaugurada em 1800, no mesmo ano em que tornou-se a capital americana. Washington foi nomeada em homenagem ao primeiro Presidente americano, George Washington, enquanto que o termo District of Columbia deriva de um antigo nome poético dos Estados Unidos, Columbia, que caiu em desuso no início do século XX.

Washington está situado no leste do país na margem norte do Rio Potomac. A população da cidade propriamente dita é de 563 384 habitantes, enquanto que sua região metropolitana possui cerca de 4,7 milhões de habitantes (7,8 milhões juntamente com a região metropolitana de Baltimore, localizado a 100 quilômetros de Washington).

Washington abriga as sedes dos três braços do governo americano, o Executivo, o Legislativo e o Judiciário. Além disso, a cidade abriga também as sedes do Fundo Monetário Internacional, do Banco Mundial, da Organização dos Estados Americanos, entre diversas outras instituições nacionais e internacionais.

Assim sendo, Washington é palco frequente de grandes protestos populares e demonstrações políticas, que ocorrem principalmente no National Mall.

Washington, além de ser um dos mais importantes centros políticos do mundo, é também um pólo turístico, possuíndo diversos monumentos e atrações, entre os quais se contam a Casa Branca (residência do Presidente dos Estados Unidos), o Capitólio (sede do Congresso), a Biblioteca do Congresso, o Monumento de Washington, e o Memorial de Lincoln.

História

Nativos americanos viviam na região do Distrito de Columbia cerca de 12 mil anos antes da chegada dos primeiros exploradores europeus. Um dos primeiros europeus a explorar a região foi o inglês John Smith de Jamestown, um soldado que anteriormente ajudou a estabelecer a colônia de Jamestown. Smith explorou a região usando o Rio Potomac, em 1608, e encontrou os nacotchtank, um grupo nativo que falava um idioma algonquino.

Os nativos inicialmente receberam amigavelmente o comércio europeu, mas os conflitos sobre a propriedade das terras levaram posteriormente a batalhas entre colonizadores europeus e os nativos. Como consequência, os nacotchtank abandonaram as suas vilas e recuaram para as florestas da região.

Por volta de 1660, alguns ricos colonizadores ingleses adquiriram as terras ao longo do Rio Potomac, para o cultivo de tabaco, fazendo intensivo uso do trabalho escravo.

Por volta de 1740, foram construídos uma estação de inspecção de tabaco e um depósito na margem sul do Rio Potomac, e uma pequena vila começou a crescer em torno da estação e do depósito. Em 1751, esta pequena comunidade foi renomeada George Town, e posteriormente, Georgetown.

Escolha como capital dos Estados Unidos

Muitas cidades americanas já haviam sido capitais dos Estados Unidos, ao longo dos primeiros anos que se sucederam à independência dos Estados Unidos. Por volta de 1783, o Congresso americano decidiu que os Estados Unidos deveriam ter um centro permanente de governo.

Porém, a criação de uma nova capital gerou um problema: a área onde a nova capital seria instalada ganharia grande influência política e econômica.

Muito dos membros do Congresso americano eram do Norte, industrializado, onde a escravidão era praticamente inexistente — em alguns Estados era mesmo considerada ilegal — e queriam que a nova capital americana ficasse em Filadélfia, um grande centro comercial e financeiro no Norte americano, e a maior cidade do país nessa altura.

Já os representantes dos Estados do Sul, maioritariamente agropecuários e dependentes do trabalho escravo, queriam que a capital dos Estados Unidos se localizasse em uma cidade no Sul americano.

Alexander Hamilton, o então Secretário do Tesouro americano, e Thomas Jefferson, o Secretário de Estado, chegaram a um acordo sobre esta disputa. Hamilton estava preocupado em estabilizar a economia do país e, para isso, um passo importante seria o pagamento das dívidas contraídas ao longo da guerra de independência.

Hamilton acreditava que o Congresso deveria pagar o restante das dívidas dos Estados do Norte. Jefferson, da Virgínia, um Estado do Sul que já havia pagado todas as suas dívidas, aceitou pagar as dívidas dos Estados do Norte caso Hamilton aceitasse que a capital americana ficasse numa cidade localizada na Região Sul dos Estados Unidos.

Isto resultou na Residence Act, em 1790, que deu ao então Presidente americano, George Washington, o poder de escolher o local onde seria construída a nova capital americana.

George Washington escolheu, em 1791, uma área de 259 km² na margem do Rio Potomac, entre os Estados americanos de Maryland e Virgínia, onde a vila de Georgetown estava localizada.

O local escolhido por Washington ficava a escassos quilômetros da sua casa, no Mount Vernon, Virgínia. Os Estados de Maryland e Virgínia logo cederam esta área para o governo federal.

Construção

Plano de Pierre Charles L'Enfant para a nova cidade.
Plano de Pierre Charles L’Enfant para a nova cidade.

George Washington contratou Pierre Charles L’Enfant, um engenheiro francês, para a criação planejada da cidade. Uma dificuldade foi a relutância dos ricos proprietários de terra da região escolhida em vender suas terras.

Outra dificuldade foram os atritos entre L’Enfant e oficiais governamentais americanos e os proprietários de terra da região, que fizeram com que L’Enfant fosse dispensado por Washington antes do término da construção da cidade.

Os planos e desenhos de Pierre Charles L’Enfant previam uma cidade centralizada no Capitólio dos Estados Unidos cruzada por avenidas diagonais nomeadas com nomes dos Estados do país.

Os cruzamentos destas avenidas com ruas correndo num sentido norte-sul e leste-oeste seriam efetuados mediante rotatórias cujos nomes homenageariam grandes personalidades americanas.

Outra idéia seria a construção de um enorme parque na margem norte do Rio Potomac, que constituía o atual National Mall, construído somente no início do século XX. Enquanto Washington era construída, George Washington e o Congresso americano governavam o país a partir de outras cidades escolhidas temporariamente como capital federal.

Graças a Andrew Bellicott e a Benjamin Banneker, que possuíam os planos e desenhos de L’Enfant, a construção da cidade continuou, e o Distrito de Columbia foi finalmente inaugurado como capital permanente dos Estados Unidos da América, em 1800.

O governo federal decidira nomear a capital dos Estados Unidos como Washington, Distrito de Columbia; com Washington sendo o nome da cidade, nomeada em homenagem a George Washington, não apenas pelo papel que este teve na criação da cidade, bem como para a história dos Estados Unidos como um todo; e Distrito de Columbia como o nome do Distrito Federal americano, em homenagem a Cristóvão Colombo, a quem é atribuída a descoberta do continente americano.

1800 – 1860

A Casa Branca.
A Casa Branca.

Quando Washington foi inaugurada, uma nova emenda na Constituição americana deu ao Congresso federal o poder de governar diretamente o Distrito de Columbia.

O Congresso federal estabeleceu um governo de caráter regional para Washington, com a criação de um Conselho municipal, cujos membros eram eleitos diretamente pelos habitantes. O prefeito, porém, era escolhido diretamente pelo presidente.

Foi apenas em 1820 que os habitantes da Washington teriam o direito de escolher o prefeito da cidade. Porém, desde a sua inauguração, todos habitantes morando dentro do Distrito de Columbia não tinham o direito de escolher o presidente dos Estados Unidos nas eleições nacionais, direito que ficou disponível apenas em 1961.

Em agosto de 1814, na Guerra de 1812, tropas britânicas invadiram a capital, tendo partido do Canadá, e incendiaram as principais estruturas da cidade.

O presidente americano e os membros do Congresso federal já haviam saído da cidade, e a moral da população atingiu um nível muito baixo; as tropas americanas encarregadas de defender a capital fugiram antes de serem atacadas pelos britânicos.

Após o fim da guerra, discutiu-se a transladação da capital americana para um local menos vulnerável a ataques militares, mas os habitantes da cidade persuadiram o Congresso a ficar na cidade. Washington passou por um processo de reconstrução, que terminou em 1819.

As paredes externas da Mansão Presidencial, chamuscadas no ataque britânico, foram pintadas de branco para que as manchas negras das paredes queimadas ficassem escondidas. Esta mansão é atualmente conhecida como a Casa Branca.

Quando Washington foi inaugurada como capital, previa-se que a cidade seria um importante centro industrial e comercial, além da natural posição de centro político mais importante dos Estados Unidos.

Porém, muitas cidades na região, como Boston, Charlotte, Filadélfia, Nova Iorque e especialmente Baltimore, a maior cidade de Maryland, impediram um rápido crescimento populacional de Washington.

A população de Washington ficou em torno de apenas 50 mil habitantes até o fim da década de 1840, e muito do terreno do Distrito de Columbia não era usado.

No seu tórrido verão, Washington ficava praticamente deserta. Em 1846, o Congresso federal decidiu devolver a área ao sul do Rio Potomac para o Estado de Virgínia.

Escravidão e Guerra Civil

O Lincoln Memorial, que homenageia Abraham Lincoln, um dos Presidentes americanos mais famosos do país, e que foi assassinado na cidade.
O Lincoln Memorial, que homenageia Abraham Lincoln, um dos Presidentes americanos mais famosos do país, e que foi assassinado na cidade.

Uma questão controversa na nova capital dos Estados Unidos era a escravidão. Washington está localizada na Região Sul dos Estados Unidos da América, onde o uso de escravos era intensivo.

Foi com o trabalho dos escravos que muito da cidade foi construído, incluindo as estruturas governamentais e vias públicas. Mas grande parte do país era contra a escravidão, especialmente a população dos Estados do norte.

Em 1850, uma lei federal proibiu o comércio escravo em Washington, e a escravidão seria definitivamente abolida pelo presidente americano Abraham Lincoln, em 1862, quando a Guerra Civil Americana já havia começado dois anos antes.

Proprietários de escravos que decidiram ficar do lado da União nortista (composta por Estados que apoiavam a abolição da escravidão), e leais ao Presidente americano foram recompensados com 300 dólares por escravo libertado.

Washington está localizada logo ao norte da Virgínia, um Estado do Sul confederado, e era altamente vulnerável a um eventual ataque sulista.

Abraham Lincoln criou uma força militar, a Tropa de Potomac, com o objetivo de defender Washington, a capital dos Estados da União.

Embora não fosse necessário, uma vez que uma capital temporária pudesse ser escolhida em um local menos vulnerável, Lincoln e a maioria do Congresso da União decidiram que a capital da União deveria continuar a ser Washington.

A necessidade de defender a capital da União fez com que a população de Washington crescesse rapidamente. Com 60 mil habitantes no começo da Guerra Civil, Washington chegou aos 120 mil no final da guerra.

Milhares de soldados protegiam Washington, milhares de pessoas vinham de outras regiões dos Estados Unidos que, empenhadas em ajudar nos esforços de guerra, se dirigiam à cidade, bem como milhares de afro-americanos, fugindo da escravidão, vindos dos estados confederados do sul.

Este crescimento provocou a falta de abrigos e sistemas de saneamento público, como os esgotos, que pararam de responder de forma eficiente à população da cidade.

Após o fim da guerra, o governo americano, através de um novo plano diretor, reformou grande parte da cidade, e estes problemas foram resolvidos.

O presidente Lincoln foi assassinado em 14 de abril de 1865, apenas alguns dias antes do término da guerra, no Ford’s Theater, por John Wilkes Booth.

1865 – 1900

Washington em 1876.
Washington em 1876.

Desde a década que precedeu a Guerra Civil Americana, subúrbios começaram a se desenvolver nas imediações da cidade de Washington, em terras não desenvolvidas do único condado do Distrito, o Condado de Washington, mas dentro dos limites do Distrito, tornando difícil administrar o Distrito como uma única entidade administrativa.

Em 1871, o Congresso fez do Distrito de Columbia um território governamental, com representantes das três entidades existentes dentro do Distrito, Washington, Georgetown e o Condado de Washington, e governadas por um governador, Alexander Sheppard, pessoalmente escolhido pelo Presidente americano.

Sheppard era o principal administrador do programa de planejamento urbano. Porém, Sheppard não apenas controlou ineficientemente as finanças do Distrito, gastando muito além do necessário, mas também foi acusado de desonestidade e corrupção.

Em 1874, o Congresso criou um comitê para investigar as finanças do governo do território. O comitê descobriu que o território governamental de Columbia estava com uma dívida de 20 milhões de dólares, e o Congresso decidiu aboli-lo.

O Distrito de Columbia passaria a ser administrado por três pessoas, diretamente escolhidas pelo Presidente, e que tinham por lei o controle absoluto na administração do Distrito de Columbia.

Por um longo período, a população de Washington não teria o direito de escolher os membros do governo regional, um caso único entre as cidades dos Estados Unidos.

A cidade de Georgetown e o Condado de Washington foram fundidas com Washington em 1878, e os nomes das ruas de ambos foram modificadas, para atender às especificações do plano diretor de L’Enfant.

Com a fusão, a cidade de Washington adquiriu suas fronteiras atuais. A fusão tornou os limites da cidade de Washington co-existentes com o Distrito de Colúmbia.

Em 1888, o Monumento de Washington foi inaugurado na cidade.

1900 – 1950

O National Mall, construído no início do século XX, é um imenso parque localizado no centro da cidade.
O National Mall, construído no início do século XX, é um imenso parque localizado no centro da cidade.

O National Mall foi planejado e construído no início do século XX, numa enorme área entre o Capitólio dos Estados Unidos e o Monumento de Washington.

Washington cresceu bastante durante a Primeira Guerra Mundial, quando o governo federal passou a precisar de mais trabalhadores para o desenvolvimento dos planos de esforços de guerra.

Com 350 mil habitantes em 1915, Washington passou a ter cerca de 450 mil após o término da guerra. Esta explosão populacional causou muitos problemas para vários serviços públicos: falta de abrigos, alto valor da terra e escolas superlotadas, com classes muitas vezes possuindo 60 ou mais estudantes, foram problemas que abateram Washington nos anos que se seguiram à primeira guerra mundial.

Ao contrário de outras cidades americanas, Washington não sofreu com a Grande Depressão. Pelo contrário, foram desenvolvidos mais planos pelo governo nacional, com o objetivo de minimizar os efeitos da Depressão no país, e criados mais empregos, que fizeram com que a população da cidade crescesse rapidamente mais uma vez.

De 486 869 habitantes em 1930, Washington passou a ter 663 081 em 1940. Mais crescimento seguiu-se aos anos da Segunda Guerra Mundial, e Washington atingiu os cerca de 800 mil habitantes ao término da Segunda Guerra Mmundial. Durante a guerra, o Pentágono foi construído.

1950 – 2000

Desde a década de 1950, a população de Washington tem caído gradualmente, após o máximo de 800 mil atingido em 1945. Porém, a população dos subúrbios de Washington, DC continuou a crescer.

A dessegregação racial das instituições de ensino da cidade, ordenada pela Suprema Corte em 1954, foi uma das duas principais razões que fizeram com que muitas famílias brancas se mudassem para os subúrbios de Washington.

A outra eram as altas taxas de criminalidade da cidade – que persistem até tempos atuais, dentro da cidade propriamente dita. Desde 1955, afro-americanos compõem a maioria da população da cidade.

Em 1954, quatro nacionalistas porto-riquenhos abriram fogo na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos. Cinco pessoas ficaram feridas.

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, muitos dos habitantes do Distrito de Columbia exigiram votações diretas na cidade, para escolha dos principais oficiais da cidade, primariamente o prefeito.

Muitos desses habitantes também queriam o direito de participar das eleições nacionais, como aquela para a escolha do presidente.

Em 1961, o Congresso e os estados do país aprovaram uma emenda constitucional que deu aos habitantes de Washington o direito participar nas votações nacionais.

Em 1967, o então Presidente Lyndon Johnson reorganizou o sistema governamental de administração do Distrito de Columbia, com um prefeito e um Conselho municipal. Porém, tanto o prefeito como os membros do Conselho municipal continuaram a ser escolhidos pelo presidente. Johnson escolheu Walter Washington para ser o primeiro prefeito de Washington.

Walter Washington tornou-se o primeiro afro-americano a governar uma cidade de grande porte dos Estados Unidos.

Em 1968, após o assassinato de Martin Luther King, Washington foi abalada por um grande motim popular, entre 4 de abril e 8 de abril.

Mais de 20 mil pessoas, a grande maioria afro-americanos da classe baixa, causaram grande destruição pela cidade, o que afastou ainda mais as famílias brancas da cidade, bem como afro-americanos da classe média, que se mudaram para cidades vizinhas.

A partir da década de 1970, um número crescente de pessoas do Distrito de Columbia passou a suportar um movimento cujo objetivo era fazer com que o Distrito de Columbia se tornasse um estado próprio dentro dos Estados Unidos, o que foi aprovado pelo Congresso em 1978, ratificado pelos habitantes da cidade em 1982 mas não ratificado por um vários dos Estados do país, sendo finalmente rejeitado pelo Senado em 1992.

Em 1973, o Congresso deu aos habitantes de Washington, DC o direito de elegerem o prefeito da cidade, bem como os membros do conselho municipal, pela primeira vez, em mais de um século.

Em 1974, os habitantes da cidade elegeram Walter Washington como o prefeito da cidade, anteriormente prefeito da cidade, tendo sido escolhido diretamente pelo Presidente.

Washington sofreu uma grande crise financeira entre 1994 e 1995, e o Congresso decidiu remover parte dos poderes municipais de Washington.

O Congresso dissolveu o Congresso municipal, removeu os poderes governamentais do Distrito de Columbia e criou um Conselho Financeiro, onde seus membros seriam escolhidos diretamente pelo Presidente americano, e o Distrito de Columbia passaria a ser controlado novamente pelo Congresso americano.

Em 1999, o Congresso restituiu à cidade parte dos poderes administrativos removidos em 1995, sendo o restante destes poderes de administração municipal devolvidos em 2001.

2000 – Tempos atuais

Em 11 de setembro de 2001, a região metropolitana de Washington foi alvo dos Ataques de 11 de Setembro, onde um Boeing 757 (segundo a versão oficial da administração Bush) atingiu o Pentágono (localizada em Arlington), destruindo-o parcialmente, e matando 125 pessoas (mais os 64 a bordo da aeronave).

Após estes ataques, o Distrito de Columbia foi alvo de um ataque de anthrax, correspondências contendo o vírus que infectou 20 pessoas e matou cinco delas.

Em novembro de 2003 e em fevereiro de 2004, a toxina ricina foi encontrada, respectivamente, nas caixas de correios da Casa Branca e de Bill Frist.

Ao longo de outubro de 2002, John Allen Muhammad e Lee Boyd Malvo espalharam terror pela cidade, ao matar dez pessoas e ferir gravemente outras três.

Atuaram juntos, escolhendo suas vítimas ao acaso, e atacando-as de longe, atingindo-as com um único tiro, usando um rifle como arma.

Ambos foram presos em 24 de outubro, sendo que Muhamad posteriomente foi condenado à morte, e Malvo, por ser menor de idade (quando cometera seus crimes), foi condenado à prisão perpétua.

Parcialmente por causa dos atentados de 11 de setembro e do anthrax, Washington e cidades vizinhas esforçaram-se em aumentar a segurança da região. Equipamentos detectores de agentes biológicos, detectores de metais e barreira de veículos são atualmente comuns em edifícios comerciais e governamentais da cidade. Após os atentados de 11 de março de 2004 em Madrid, autoridades de Washington decidiram testar detectores de explosivos no vulnerável sistema de metrô da cidade. Alarmes falsos por causa de produtos químicos suspeitos, que poderiam ser explosivos ou agentes biológicos em potencial, fizeram com que a evacuação de prédios, estações de metrô e postos de correio se tornasse relativamente frequente.

Quando forças militares americanas invadiram uma casa suspeita de abrigar terroristas no Paquistão, foram encontradas informações (relativamente antigas) sobre ataques em Washington, DC, na Cidade de Nova Iorque e em Newark. Como consequência, em 1 de agosto, Washington, DC foi colocada em estado de alerta. Alguns dias depois, diversos pontos de segurança foram criados dentro e em torno do Morro do Capitólio, e várias cercas foram erguidas em monumentos anteriormente livremente acessíveis, tais como o Capitólio. Excursões para a Casa Branca poderiam ser realizadas somente através de um membro do Congresso, e o número de detectores de agentes biológicos e metais, bem como barreiras de veículos, em estruturas governamentais e facilidades de transportes, aumentaram drasticamente. Isto levou a protestos por parte de manifestantes que não aceitavam o “encercamento de Washington” por causa de informações relativamente antigas. As inspeções veiculares instituídas em torno do Capitólio foram removidas em novembro de 2004.

Geografia

Localização geográfica

As coordenadas geográficas de Washington são 38°53’42? Norte e 77°02’11? Oeste. A cidade está localizada na margem nordeste do Rio Potomac, ao norte de Virgínia, e ao sul de Maryland.

A área de Washington, DC é de 177 km², dos quais 159 km² são cobertos por terra e 18 km² são cobertos por água. 10,16% da cidade é coberta por água.

A altitude média de Washington é de 7,6 metros, e seu ponto mais alto possui 125 metros de altitude.

A cidade

Washington é dividida em quatro quadrantes diferentes, divididas por quatro longas ruas. Essas ruas partem do Capitólio de Washington, e são nomeadas North Capitol Street, South Capitol Street, East Capitol Street e West Capitol Street.

Os nomes dos quadrantes são Noroeste (Northwest), Nordeste (Northeast), Sudoeste (Southwest) e Sudeste (Southeast).

Washington está dividida em um total de oito wards (distritos eleitorais) e 127 bairros diferentes.

Washington impõe limites de altura para os edifícios construídos dentro do Distrito.

Estas limitações foram impostas no início do século XX, com o aparecimento dos arranha-céus, para impedir com que qualquer edifício construído na cidade ultrapassasse em altura os monumentos da National Mall, com o objetivo de preservar a grandiosidade destes monumentos. Como consequência, Washington possui um dos céus mais limpos e abertos do país.

Quadrantes

O Quadrante Noroeste é o maior dos quatro quadrantes, possuíndo aproximadamente a metade da cidade.

O Quadrante Noroeste não somente sedia o centro governamental dos Estados Unidos, bem como também é o principal centro econômico e comercial da cidade. As principais universidades da cidade também estão todas localizadas aqui.

O Quadrante Nordeste cobre aproximadamente um quarto da área da cidade. O Quadrante Nordeste é predominantemente residencial, e sua população é composta em sua maior parte por famílias de classe média e alta.

O Quadrante Sudeste cobre aproximadamente um quarto da área da cidade. Predominantemente residencial, onde moram famílias de classe baixa e média, o Quadrante Sudeste também possui um centro comercial importante.

A menor dos quatro quadrantes em área, ocupando cerca de um décimo da cidade, é o Quadrante Sudoeste. Este quadrante foi o alvo de um extensivo programa de renovação urbana, que ocorreu entre a década de 1950 e a década de 1980.

Muito do Quadrante Sudoeste é primariamente residencial, porém, várias estruturas governamentais e uma base aérea estão localizadas dentro do Quadrante Sudoeste, bem como um porto militar, usadas pelas forças navais americanas

Região Metropolitana

Washington é um dos dois núcleos da Região Metropolitana de Washington-Baltimore, sendo o segundo núcleo a Cidade de Baltimore, em Maryland.

Esta região metropolitana inclui o Distrito de Columbia, Baltimore, as cidades de Alexandria, Falls Church, Fredericksburg, Manassas e Manassas Park, no Estado de Virgínia, e outros 18 condados em Maryland e na Virgínia.

Como aconteceu em diversos núcleos de grandes regiões metropolitanas americanas, a população de Baltimore e Washington tem caído desde a década de 1950.

Muito dos habitantes de Washington mudaram-se para cidades vizinhas, por causa da alta taxa de criminalidade em Washington.

Apesar da queda do número de habitantes na cidade de Washington desde a década de 1950, e de seu atual lento crescimento, a região metropolitana de Washington sempre cresceu rapidamente, desde então.

Habitantes de Washington, ao sair da cidade, mudaram-se primariamente para cidades vizinhas. Em 1950, a metrópole tinha cerca de três milhões de habitantes. Em 1980, ela alcançara cerca de 5 milhões, e em 2000, 7,8 milhões.

Enquanto Washington possui uma população majoritamente afro-americana, que compõem cerca de 60% da população da cidade, as cidades em torno de Washington são primariamente habitadas por brancos.

Clima

Washington possui um clima temperado, com quatro estações bem definidas. A temperatura média no inverno é de 3,4ºC, e no verão, de 26°C.

A temperatura média das mínimas da cidade, no inverno, é de -4°C, e no verão, de 16°C. A temperatura média das máximas de Washington, no inverno, é de 6°C, e no verão, de 31°C.

A temperatura mais baixa já registrada em Washington foi de -26°C, registrada em 11 de fevereiro de 1899. A temperatura mais alta já registrada na cidade foi de 41°C, registrada em 6 de agosto de 1918, e em 20 de julho de 1930.

A taxa de precipitação anual média de chuva na cidade é de 127 centímetros. A precipitação média anual de neve é de aproximadamente 43 centímetros.

Administração

Administração municipal

Washington é administrada por um prefeito e um conselho municipal, como na maioria das grandes cidades americanas.

Os habitantes da cidade elegem o prefeito e os membros do conselho municipal para mandatos de até quatro anos de duração. O conselho municipal é formado por 13 oficiais.

Cinco deles são eleitos pela população do distrito e cada um dos oito restantes é eleito por um dos oito distritos eleitorais (wards) da cidade.

Porém, o poder do governo municipal de Washington é limitado pela Constituição federal.

O governo federal dos Estados Unidos tem poder de veto e autoridade sobre qualquer fato relacionado com a cidade de Washington.

O conselho municipal possui o poder de criar leis municipais e de discutir possíveis modificações em leis já existentes, e o prefeito pode vetar ou aprovar novas leis ou mudanças em leis já existentes. Porém, novas leis e mudanças em leis municipais já existentes podem ser vetadas pelo Congresso. Uma lei pode ser desaprovada pelo Congresso, mesmo que essa dada lei tenha sido aprovada por unanimidade pelo prefeito e por todos os membros do Conselho municipal.

O Congresso também pode criar e aplicar novas leis sem a aprovação do governo municipal de Washington.

Cerca de 70% da receita do orçamento do governo de Washington é gerada através de impostos municipais, aplicados a propriedades, e na venda e compra de produtos no atacado e varejo.

O resto da receita do orçamento governamental da cidade é fornecida pelo governo federal. Esta, além disso, paga uma taxa anual para o governo de Washington, pelas propriedades governamentais instaladas na cidade.

Representação no governo federal

De acordo com a Constituição americana, Washington, DC está sob direta jurisdição do Congresso federal. Este gradualmente cedeu parte desta autoridade para a cidade. Mesmo assim, os habitantes do Distrito de Columbia não possuem o mesmo grau de representatividade usufruido por habitantes de outros Estados americanos.

Os habitantes do Distrito de Columbia podem votar nas eleições federais para a escolha do Presidente americano. O distrito, porém, não possui representantes com poder de voto no Congresso americano, não tendo nenhum representante no Senado.

Os cidadãos de Washington são representados na Câmara dos Representantes por Eleanor Holmes Norton, uma oficial que possui o direito de participar em comitês e em debates, mas que não possui o direito de votar em votações realizadas na câmara.

Os habitantes do Distrito de Columbia são únicos no mundo, uma vez que os habitantes de outras capitais em todos os outros países do mundo possuem os mesmos direitos de representação governamental que habitantes de outras regiões do país.

Washington, DC possui pouca representação no Congresso americano, tais como os territórios americanos. Porém, ao contrário dos territórios, os cidadãos do Distrito de Columbia estão sujeitos a todas as leis federais americanas, como os cidadãos dos Estados americanos.

Ao longo da história do distrito, diversas tentativas foram realizadas para mudar esta situação, mas nenhuma delas obteve sucesso.

Atualmente, a frase Taxation Without Representation (Impostos Sem Representação) é inscrita nas placas de licença dos veículos comercializados no Distrito.

A frase é uma forma de protesto, uma vez que, mesmo sem representação no governo federal, os habitantes do Distrito de Columbia precisam pagar todos os impostos federais americanos, tendo os mesmos deveres dos habitantes dos 50 Estados americanos, mas não a mesma totalidade dos direitos.

O 51º Estado americano?

Desde a década de 1970, muitos dos habitantes da cidade passaram a querer com que o Distrito de Columbia se tornasse um Estado, e ganhasse assim todos os privilégios de um Estado americano, como representação tanto na Câmara dos Representantes quanto no Senado. Se isto acontecesse, o Distrito de Columbia tornar-se-ia o 51º Estado americano, o Estado de Nova Columbia (State of New Columbia).

Em 1978, o Congresso criou uma emenda que estipulava a elevação do Distrito de Columbia à categoria de Estado, com a condição que um dado número de Estados do país concordassem e ratificassem esta emenda em um período de sete anos.

Um número insuficiente de Estados aprovaram a emenda até o prazo final, 1985, e o Senado rejeitou a emenda em 1992. Porém, a luta pelo estatuto de Estado continua até hoje.

Se o Distrito de Columbia fosse um Estado independente, ela seria o segundo menor Estado do país em área (maior apenas do que Rhode Island), estaria posicionado na penúltima colocação no quesito população (à frente de Wyoming), e estaria posicionado em 36º lugar quanto ao produto interno bruto estadual.

Demografia

Crescimento populacional de Washington, DC

Ano Habitantes
1800 8 144
1810 15 471
1820 23 336
1830 30 261
1840 33 745
1850 51 687
1860 75 080
1870 131 700
1880 177 624
1890 230 392
1900 278 718
1910 331 069
1920 437 571
1930 486 869
1940 663 081
1950 802 178
1960 763 956
1970 756 510
1980 638 333
1990 606 900
2000 572 059

De acordo com o censo nacional de 2000, 572 059 habitantes, 248 338 residências ocupadas e 114 235 famílias vivendo na cidade. A densidade populacional da cidade é de 3 597,3 hab/km².

Washington possui um total de 274 845 residências, que resultam em uma densidade de 1 728,3 residências/km². 60,01% dos habitantes de Washington, DC são afro-americana, 32,78% são brancos, 2,66% são asiáticos, 0,30% são nativos americanos, 0,06% são polinésios, 3,84% são de outras raças e 2,35% são descendentes de duas ou mais raças. 7,86% da população da cidade são hispânicos, de qualquer raça. Ingleses são o maior grupo étnico branco não-hispânico. salvadorenhos formam o maior grupo hispânico da cidade.

Existem 248 338 residências ocupadas, dos quais 19,8% abrigam pessoas menores de 18 anos de idade, 22,8% abrigam casais, 18,9% abrigam uma pessoa, do sexo feminino chefe de família, sem marido presente, e 54% são ocupadas por apenas uma pessoa, ou por pessoas que não possuem parentesco ou maior relacionamento entre si. 43,8% das residências ocupadas são ocupadas por apenas uma pessoa, e 10% abrigam ao menos uma pessoa com 65 anos ou mais de idade. Uma residência ocupada abriga em média 2,16 pessoas, e o tamanho médio de uma família é de 3,07 integrantes.

20,1% da população da cidade são menores de idade, 12,7% possuem entre 18 a 24 anos de idade, 33,1% possuem entre 25 a 44 anos de idade, 21,9% possuem entre 45 a 64 anos de idade, e 12,2% da população da cidade possui mais de 65 anos de idade.

A idade média dos habitantes da cidade é de 35 anos. Para cada 100 pessoas do sexo feminino há 89 pessoas do sexo masculino. Para cada 100 pessoas do sexo feminino maior de idade há 86,1 pessoas do sexo masculino maiores de idade.

A renda anual familiar média é de 46 283 dólares. Homens possuem renda anual média de 40 513 dólares, e mulheres possuem renda anual média de 36 361 dólares. A renda per capita da cidade é de 28 659 dólares. 20,2% da população e 16,7% das famílias da cidade vivem abaixo da linha de pobreza. 31,1% das pessoas com 17 anos ou menos de idade e 16,4% das pessoas com 65 anos ou mais de idade vivem abaixo da linha de pobreza.

Cerca de 72% da população de Washington, DC são cristãos (27% da população da cidade são católicos, 19% são batistas, e 26% possuem outra afiliação protestante), 4% são budistas, 2% são islâmicos, 1% são judeus, e 7% não possuem nenhuma afiliação religiosa.

O censo americano estima que a população de Washington, DC durante o dia seja de mais de 980 mil pessoas, que incluem, além dos habitantes da cidade, cerca de mais de 410 mil trabalhadores, residentes de cidades vizinhas.

Estes 410 mil trabalhadores a mais em um dia de trabalho normal resultam em um crescimento de 72% em relação à população normal do Distrito de Columbia, e é a maior percentagem de qualquer grande cidade estudada pelo censo americano, bem como o segundo maior aumento populacional em geral, atrás apenas da Cidade de Nova Iorque.

Residenciamento

Por causa da expansão do governo federal, Washington tem visto em tempos recentes um grande aumento de vendas no setor imobiliário, com milhares de residências sendo construídas na cidade, e com milhares de pessoas movendo-se dentro do distrito.

Enquanto que o United States Census Bureau – o órgão do governo federal que realiza o censo federal – estimou em 2005 que a população da cidade cairá para 433 mil habitantes em 2030, Washington fez um estudo próprio sobre a projeção da população da cidade até 2030. Segundo estimativas da própria cidade de Washington, a população do Distrito deverá subir para 712 mil habitantes em 2030.

Economia

O produto interno bruto de Washington foi de 75,264 bilhões de dólares, em 2004. A taxa de desemprego da cidade é de 8,2%. Se o Distrito de Columbia fosse considerado um Estado, teria o 36° maior PIB do país, bem como as taxas de desemprego mais altas entre qualquer Estado americano.

Serviços públicos

O governo federal dos Estados Unidos da América é facilmente o maior empregador da cidade, empregando diretamente cerca de 190 mil pessoas que vivem dentro de Washington, e outros 130 mil que vivem em cidades vizinhas. Entre estes trabalhadores, destacam-se os membros do Congresso e o Presidente dos Estados Unidos.

Washington é praticamente imune a recessões econômicas que muitas vezes afetam o restante do país, porque o governo federal americano estará sempre em operação, qualquer que seja o estado da economia do país.

Serviços comerciais

O setor comercial e financeiro de Washington empregam juntos cerca de 130 mil pessoas. Várias companhias e empresas de grande porte estão sediadas na cidade ou nos seus subúrbios, facilitando a observação de medidas e leis tomadas pelo governo, e as relações com a última, quando necessário.

Entre estas companhias e empresas estão muitas firmas de direito, bancos, organizações financeiras, sindicatos – no geral, organizações que estão presentes na cidade com o intuito de aplicar pressão no governo federal, em busca de influenciar o governo, em nome dos membros e/ou clientes destes setores, ou quando o governo cria ou aprova uma certa medida ou lei (ex.: um novo imposto para certo setor da economia).

O turismo é outra importante fonte de renda para a cidade. Milhões de turistas vindos de todas as partes dos Estados Unidos e do mundo visitam Washington todo ano.

Atividades comerciais relacionadas com o turismo empregam cerca de 50 mil pessoas. Cerca de 55 mil pessoas trabalham no setor de saúde, em um dos vários hospitais do Distrito. Outras 45 mil pessoas trabalham em uma das várias instituições de educação superior do Distrito de Columbia.

Mídia

Washington possui dois jornais de circulação diária: o The Washington Post e o The Washington Times.

O The Washington Post, o jornal mais antigo e o de maior circulação diária da cidade, é também um dos jornais mais reconhecidos dos Estados Unidos, sendo que suas reportagens políticas são consideradas como tendo muita influência no panorama político da capital americana.

Um jornal de circulação nacional, o USA Today, também é publicado na cidade. O United Press International, um dos líderes mundiais de jornalismo, está sediado em Washington, e cerca de 500 diferentes revistas e jornais comunitários são publicados na cidade.

Sete estações de televisão e aproximadamente 40 estações de rádio servem a cidade.

Educação

A Biblioteca do Congresso, a maior biblioteca do mundo.
A Biblioteca do Congresso, a maior biblioteca do mundo.

Escolas

O sistema escolar público de Washington é administrado pelo Conselho de Educação do Distrito de Columbia, que é constituído de nove membros, cinco eleitos pela população de Washington, sendo os quatro restantes escolhidos pelo prefeito da cidade, para mandatos de até quatro anos de duração. Os nove membros então indicam um superintendente, que administrará o Conselho e o distrito escolar da cidade.

O distrito escolar de Washington é composto por cerca de 146 escolas públicas. 85% da população estudantil são afro-americanos, 9% são hispânicos e os 6% restantes são em sua maioria brancos ou asiáticos. As verbas necessárias para a manutenção do distrito escolar de Washington são geradas por impostos cobrados pelo distrito escolar da cidade.

Em 1999, as escolas públicas de Washington, DC atenderam cerca de 77,2 mil estudantes, empregando aproximadamente 4,8 mil professores. Escolas privadas atenderam cerca de 16,7 mil estudantes, empregando aproximadamente 1,9 mil professores. O sistema de escolas públicas de Washington, DC consumiu cerca de 694 milhões de dólares, e o gasto das escolas públicas foi de aproximadamente 10,6 mil dólares por estudante.

Bibliotecas

Washington possui um sistema de bibliotecas públicas administradas pela cidade, e centralizadas em uma biblioteca central, a Biblioteca Martin Luther King.

A Biblioteca Folger Shakespeare, localizada a leste do Capitólio dos Estados Unidos, abriga a maior coleção de obras do escritor inglês William Shakespeare do mundo. A biblioteca é privada, e muitas de suas raríssimas obras não podem ser vistas pelo público em geral (apenas por pessoas especializadas). Mesmo assim, esta biblioteca é um dos principais pontos turísticos da cidade.

Já a Biblioteca do Congresso (Library of Congress) possui mais de 100 milhões de itens (livros, jornais, revistas, fotos, pinturas, vídeos, etc.) em 460 idiomas. A Biblioteca do Congresso é uma das maiores bibliotecas do mundo, e é a agência de direitos autorais dos Estados Unidos.

Educação superior

Washington possui diversas universidades, faculdades, e outras instituições de educação superior, tanto públicas quanto privadas. A Universidade do Distrito de Columbia é a universidade pública da cidade. O Departamento de Agricultura administra uma instituição de educação superior na cidade, e o Departamento de Defesa administra a Universidade de Defesa Nacional em Fort McNair.

Entre as instituições privadas, a Universidade de Georgetown é mais antiga do que a própria cidade de Washington, tendo sido fundada em 1789. É a instituição de educação superior mais antiga da cidade, bem como a instituição de educação superior administrada por uma instituição católica mais antiga do país. A universidade destaca-se também ter sido a primeira universidade dos Estados Unidos da América a ser administrada por um reitor afro-americano. A Universidade de Georgetown é conhecida por seu programa em “serviços internacionais”. Alunos famosos desta instituição incluem Bill Clinton e John Wilkes Booth. Professores conhecidos incluem Madeleine Albright, Jeane Kirkpatrick, José María Aznar e Durão Barroso.

A Universidade Católica da América, localizada no Quadrante Nordeste do distrito, é a única instituição de educação superior dos Estados Unidos que foi fundada por bispos da Igreja Católica Romana. É a universidade nacional da Igreja Católica nos Estados Unidos. A universidade foi fundada em 1887, após aprovação do Papa Leo XIII, como um centro de pesquisa e graduação, passando a fornecer programas universitários em 1904. A Universidade Trinity é uma instituição católica de educação superior apenas para pessoas do sexo feminino, localizada próxima à Universidade Católica da América.

A Universidade George Washington, fundada pelo Congresso americano em 1821, é a maior instituição de educação superior da cidade. A universidade é o segundo maior empregador da cidade, atrás apenas do governo federal americano. Outras instituições de educação superior notáveis de Washington incluem a Universidade Americana – criada por um ato do Congresso em 1893 – a Universidade Johns Hopkins, a Universidade Gallaudet – a primeira instituição de educação superior do país dedicada para pessoas com deficiências auditivas, tais como surdos – a Universidade Howard, e a Universidade do Sudeste.

Pontos de Interesse

Washington possui cerca de 150 parques. O maior e mais conhecido deles é o National Mall, um parque que possui 3 quilômetros de comprimento. Uma atividade comum no verão é nadar ou velejar no Rio Potomac ou na Baía Chesapeake.

Morro do Congresso

O Capitólio dos Estados Unidos.
O Capitólio dos Estados Unidos.

O Morro do Capitólio (Capitol Hill), que possui 24 metros de altitude, é um morro localizado próximo ao centro geográfico de Washington. Ali estão localizados:

O Capitólio dos Estados Unidos da América, localizado próximo ao centro geográfico de Washington. É onde os membros do Congresso americano encontram-se para discutir e adotar legislação. Possui 91 metros de altura, e é considerado uma das mais belas estruturas do país.

A Suprema Corte dos Estados Unidos da América, onde os membros da corte suprema do país reúnem-se em sessões para discutir leis e decisões tomadas por cortes de níveis inferiores. Turistas não somente podem apreciar a arquitetura do edifício como podem também atender às sessões da Corte.

O Jardim Botânico dos Estados Unidos da América, um jardim botânico que exibe cerca de 10 mil espécies diferentes de plantas.

National Mall

O National Mall é um grande parque localizado no centro de Washington. Possui 3 km de comprimento, esticando-se desde o Capitólio dos Estados Unidos até o Memorial de Lincoln. Foi inaugurado no começo do século XX. Nele estão localizados:

O Smithsonian Institution, um complexo de museus e parques, localizado ao longo do National Mall.

A Casa Branca, inaugurada em 1 de novembro de 1800. É a residência oficial e o principal local de trabalho do presidente dos Estados Unidos da América.

Memoriais a presidentes dos Estados Unidos

O World War II Memorial, aberto ao público em 2004, que homenageia os soldados mortos na Segunda Guerra Mundial.
O World War II Memorial, aberto ao público em 2004, que homenageia os soldados mortos na Segunda Guerra Mundial.

O Monumento de Washington, um obelisco dedicado a George Washington, e parte da National Mall. Foi inaugurado em 1888, e possui 169,29 metros de altura, sendo a estrutura mais alta da cidade. Uma lei do Distrito proíbe a construção de edifícios mais altos do que o Monumento de Washington. O obelisco contém um observatório no topo, onde turistas podem ver praticamente toda a cidade.

O Lincoln Memorial, um monumento de granito, dedicado a Abraham Lincoln. Ele foi assassinado na cidade, em 1865, no Ford’s Theatre.

O Jefferson Memorial, dedicado a Thomas Jefferson.

O Roosevelt Memorial, dedicado a Franklin Delano Roosevelt.

Memoriais de guerra

O National World War II Memorial, um memorial de guerra, dedicado aos soldados que serviram na Segunda Guerra Mundial.

O Korean War Veterans Memorial, dedicado às pessoas que serviram na Guerra da Coréia.

O Vietnam Veterans Memorial, dedicado às pessoas que serviram na Guerra do Vietnã.

Artes

O Pentágono, localizado na cidade vizinha de Arlington, Virgínia.
O Pentágono, localizado na cidade vizinha de Arlington, Virgínia.

A Biblioteca Folger Shakespeare, que possui o maior acervo de obras de William Shakespeare, e a Biblioteca do Congresso, uma das maiores bibliotecas do mundo.
O Ford’s Theatre, famoso por ser o local onde o Presidente Abraham Lincoln foi assassinado, em 1865. Além de ser um teatro, é também um museu nos dias atuais.
O John F. Kennedy Center for the Performing Arts, centro de artes que abriga a National Symphony Orchestra, o Washington National Opera, e uma variedade de outras performances musicais e teatrais.

Outros pontos de interesse

O Watergate, um complexo comercial e residencial localizado no norte da cidade. Ficou mundialmente famoso em 1972, quando republicanos foram surpreendidos tentando se infiltrar em escritório do Partido Democrata, localizado no complexo. Para mais informações, veja Escândalo de Watergate.
O MCI Center, sede dos Capitals, Mystics e Wizards, além de ser palco de diversos concertos musicais e outros eventos.

Em Arlington

Arlington, um condado vizinho de Washington, localizado no Estado da Virgínia, possui dois pontos de interesse:

O Pentágono, o maior edifício de escritórios do mundo e a sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Diariamente, trabalham no Pentágono cerca de 26 mil pessoas.
O Marine Corps War Memorial, dedicado a todos os soldados que morreram defendendo os Estados Unidos em tempos de guerra.

Esportes

Washington é a sede de vários clubes esportivos profissionais. O D.C. United é um time de futebol da Major League Soccer; o Washington Capitals é um time de hóquei no gelo da National Hockey League, o Washington Mystics é um time de basquete feminino da Women’s National Basketball Association; o Washington Wizards é um time de basquete masculino da National Basketball Association; e a Washington Nationals é um time de basebol da Major League Baseball.

O Washington Nationals estabeleceu-se na cidade em 2005, sendo que anteriormente a equipe estava sediada em Montreal, com o nome de Montréal Expos, mudando de nome ao mudar de cidade. Durante o século XX, existiram duas equipes de basebol com o nome de Washington Senators, a primeira entre o início do século e a década de 1960, e a segunda durante o final da década de 1960. Estas equipes tornar-se-iam os atuais Minnesota Twins e Texas Rangers.

Transportes

Uma estação de metrô de Washington.
Uma estação de metrô de Washington.

Transporte público

O sistema de transporte público de Washington é extensivo e eficiente. O Washington Metro administra uma malha de ônibus e um sistema de metrô que possui quatro linhas diferentes, 170 quilômetros de comprimento e um total de 89 estações, que se espalha em Washington e cidades vizinhas. Passageiros podem transferir-se livremente entre qualquer linha de ônibus, entre qualquer linha de metrô, ou entre uma linha de metrô para uma de ônibus, mas precisam pagar uma taxa extra ao se transferirem de uma linha de ônibus para uma de metrô.

Cerca de metade dos trabalhadores de Washington e cidades vizinhas usam o transporte público para se locomover para o local de trabalho.

Vias públicas
Metade dos trabalhadores da região metropolitana de Washington usam veículos para se locomoverem ao trabalho, usufruindo de um dos melhores e mais completos sistemas de vias públicas dos Estados Unidos. Duas vias expressas e quatro rodovias inter-estaduais cortam a cidade. Várias pontes conectam o Distrito de Columbia com o Estado de Virgínia.

Washington é cortado por 50 avenidas, que correm na diagonal (no sentido nordeste-sudoeste, por exemplo). Quando duas avenidas se cruzam, elas formam uma rotatória. Tais rotatórias são geralmente nomeadas em homenagem a personalidades famosas dos Estados Unidos, primariamente originárias do Distrito de Columbia. Cada uma das avenidas é nomeada com o nome de um dos 50 Estados americanos. Quando inaugurado, Washington possuía 13 avenidas, cada uma delas recebendo o nome de um dos treze Estados originais dos Estados Unidos. Tais avenidas foram construídas próximo ao Capitólio dos Estados Unidos. À medida que mais Estados juntaram-se à União, mais avenidas foram construídas, cada vez mais afastadas do Capitólio.

Ferrovias
Várias linhas de trens conectam Washington com seus subúrbios mais distantes, e a Union Station conecta a cidade com o resto do país. Tanto as linhas de trens sub-urbanos quanto as linhas de trens inter-estatais usam a Union Station como estação central.

Aeroportos
Washington não possui nenhum aeroporto dentro de seus limites municipais. Entretanto, a população da cidade é servida por três grandes aeroportos localizados em outras partes da região metropolitana da cidade, em cidades vizinhas, bem como outros aeroportos de menor porte, que atendem somente a vôos da aviação civil.

O Aeroporto Ronald Reagan Washington National localiza-se a sete quilômetros do centro de Washington, em Arlington, Virgínia, na margem sul do Rio Potomac. O aeroporto localiza-se próximo ao centro de Washington, a dois quilômetros sul do centro da cidade, mas atende somente a vôos domésticos (e alguns internacionais no Canadá) com menos de 2 012 quilômetros de extensão, devido a preocupações sobre poluição sonora e quanto à segurança do aeroporto. Movimentou 15,9 milhões de passageiros em 2004.

O Aeroporto Internacional Washington Dulles, localizado a 42,5 quilômetros oeste do centro de Washington, nos Condados de Condado de Fairfax e Condado de Loudoun, atende a grande maioria dos vôos internacionais que servem a cidade de Washington propriamente dita, bem como vôos domésticos de longa distância. É um centro operacional primário da United Airlines, bem como de diversas linhas aéreas de baixo custo. Movimentou 22,8 milhões de passageiros em 2004.

O Aeroporto Internacional Baltimore-Washington, localizado a 51 quilômetros nordeste do centro de Washington, no Condado de Anne Arundel, Maryland, atende primariamente a cidade de Baltimore. Movimentou 20,4 milhões de passageiros em 2004.

Cultura
Washington possui seu próprio género musical nativo, chamado de go go, um derivado do rhythm and blues. Chuck Brown, bem como a banda Experience Unlimited, ambos originários de Washington, tornaram o go go nacionalmente conhecidos durante a década de 1980.

Washington também foi um importante centro no desenvolvimento do punk rock nos Estados Unidos. Bandas de punk de Washington famosas incluem Fugazi, Bad Brains, e Minor Threat. Residentes de Washington, DC continuaram a suportar bandas de punk muito tempo após o auge da popularidade do punk nos Estados Unidos. O indie rock também possui uma rica história na região de Washington.

Diversas séries de televisão utilizam o Distrito de Columbia como cenário principal. A maioria destas séries está relacionada com o governo americano (The West Wing) ou com organizações de segurança (The District, Get Smart). Outros programas dão ao Distrito um foco secondário, com histórias que não estão sempre relacionadas com a infraestrutura do governo, tanto no Distrito de Columbia como no país (como Murphy Brown, Capitol).

Cidades irmãs
As seguintes cidades são cidades-irmãs de Washington, DC.

Argel, Argélia
Ancara, Turquia
Atenas, Grécia
Bangkok, Tailândia
Pequim, China
Brazzaville, República do Congo
Bruxelas, Bélgica
Chongqing, China
Dakar, Senegal
Glasgow, Reino Unido
Nova Deli, Índia
Paris, França
Pretória, África do Sul
Seul, Coréia do Sul
Sunderland, Reino Unido

Criminalidade
Durante o início da década de 1990, Washington era conhecida como a capital nacional de homicídios. O número de assassinatos chegou ao seu auge em 1991, quando 482 pessoas foram assassinadas. Desde então, as taxas de homicídio têm caido drasticamente na cidade, caindo para 198 em 2004, e 195 em 2005. Diversos bairros onde as taxas de criminalidade eram muito altas transformaram-se recentemente em áreas seguras e vibrantes, como resultado de gentrificação urbana. Atualmente, as áreas mais violentas de Washington estão localizadas primariamente na região leste da cidade. Embora Washington possua uma reputação de ser uma cidade insegura, a maior parte das áreas onde a criminalidade é crítica estão localizadas apenas em certos pontos específicos da cidade, onde gangues associados com o tráfico de drogas operam. Outras regiões de Washington, localizadas no norte e imediatamente a leste do Capitólio dos Estados Unidos, possuem baixos índices de criminalidade. Apesar da criminalidade em declínio, Washington ainda possui altas taxas de criminalidade, e apenas Camden, Detroit, Flint, St. Louis e Gary possuem maiores taxas de criminalidade em geral do que Washington.

Fonte: www.azores.gov.pt

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+