Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Dobras Básicas  Voltar

Dobraduras Básicas de Origami

Como acontece para os Símbolos, serão aqui mantidos os termos em Inglês utilizados para classificar as dobras uma vez que é assim que as dobras são chamadas em todos os diagramas.

Waterbomb Base

Waterbomb Base
Origami simples usando a técnica Waterbomb Base

A Waterbomb base é utilizada em muitas dobras tradicionais. Para a fazer, primeiro dobre o papel a meio, quer horizontalmente, quer verticalmente, depois vir o papel ao contrário. Agora dobre a meio pelas linhas diagonais (juntar o canto do papel com o canto oposto). Junte a linha média dos quatro lados formados pelas dobras diagonais e depois achate o papel com duas abas para cada lado.

Preliminary Fold

Preliminary Fold
Origami simples usando a técnica Preliminary Fold

A Preliminary Fold é outra forma básica (como, por ser uma etapa para outra bases, como são a Bird Base e a Frog Base, é chamada de Preliminary Fold e não de Preliminary Base). Pode ser feita virando uma Waterbomb Base ao contrário ou pode ser feita da seguinte forma: Dobre as diagonais primeiro, depois vir o papel ao contrário e dobre o papel a meio, horizontalmente e verticalmente. Junto os 4 cantos do papel e achate o papel deixando duas abas de cada lado.

Inside Reverse Fold

Inside Reverse Fold
Origami simples usando a técnica Inside Reverse Fold

A Inside Reverse Fold é uma forma de mudar a direcção de uma aba de uma forma mais permanente e sólida do que simplesmente dobra-la. Uma Inside Reverse Fold é indicada com uma Mountain Fold na camada da aba mais próxima do nós e uma Valley Fold na camada da aba mais distante de nós de esta estiver visível. Existe também uma seta de empurrar (Push Here) apontando para a “coluna” da aba. Muitas vezes esta dobra é referida como apenas Reverse Fold. Para fazer uma Inside Reverse Fold, primeiro dobrar a aba (ambas camadas, a mais próxima e a mais distante) ao longa da linha de dobra indicada e depois desdobrar. Isto serve para enfraquecer o papel na linha da dobra e para marcar já onde se vão fazer as dobras. Para fazer depois a Reverse Fold propriamente dita, separe as camadas (a mais próxima afastar da mais distante) e empurrar com o dedo na coluna da aba conforme indica a seta de “Push Here” modendo assim a aba para baixo e entre as abas. Achate depois o papel. Conforme se vai tornando mais experiente vai ganhando a capacidade de dispensar o primeiro passo de dobrar e desdobrar passando de imediato à Reverse Fold, mas se é um iniciante então o primeiro passo ajuda muito.

Outside Reverse Fold

Outside Reverse Fold
Origami simples usando a técnica Outside Reverse Fold

A Outside Reverse Fold, que está directamente relacionada com a Inside Reverse Fold, é também uma forma de mudar a direcção de uma aba. Enquanto que a Inside Reverse Fold vira a aba através das suas bordas abertas, a Outside Reverse Fold vira-a na direcção oposta. Uma Outside Reverse Fold é indicada com uma Valley Fold na camada mais próxima do papel e uma Mountain Fold na camada mais distante do papel, se visível) e seta mostrando a direcção do movimento do papel. Para Fazer uma Outside Reverse Fold, primeiro dobre e desdobre a aba ao longo da linha de dobra que se pretende para enfraquecer e moldar o papel. Depois, separe as duas camada de papel e como que enrole a aba à volta do resto do modelo. Achate o papel. Tal como numa Inside Reverse Fold, até se tornar experiente, a primeira etapa de dobrar e desdobrar ao longo da linha de dobra que se pretende ajuda muito e deve ser feita. Em muitas situações em que é difícil ver a camada de papel mais afastada é frequente apenas aparecer uma seta a uma Valley Fold na camada mais próxima (ultimo desenho).

Incorporando uma Reverse Fold

Incorporando uma Reverse Fold
Origami simples usando a técnica Incorporando uma Reverse Fold

Ás vezes é requerido que se “Incorpore uma Reverse Fold” quem se dobra uma camada a meio. É isto que se pretende.

Crimp

Crimp
Origami simples usando a técnica Crimp

Uma Crimp é utilizada para mudar a direcção de uma aba, ou de um ponto, e formar estruturas como bicos de aves, focinhos de animais, orelhas, ancas e patas. Existem vários tipos de Crimp. Neste tipo de Crimp (acima) o papel é enrugado a partir de um ponto na borda aberta (na parte de baixo do papel que tem a bordas livres) e passa para cima de uma pedaço de papel pelo zig zag alternado de Valley Fold com Mountain Fold. Este tipo de dobra é mostrado com os símbolos de configuração de borda (ver secção de símbolos).

Crimp
Origami simples usando a técnica Crimp

Neste tipo de Crimp mostrada acima, o papel passa por cima de outra parte papel mas na zona onde tem a dobra (neste caso, na parte de cima onde invés de ter duas camada livres tem um pico de uma montanha digamos assim).

Crimp
Origami simples usando a técnica Crimp

Neste terceiro caso, acima, o papel passa por cima de outro pedaço de papel mas quer em cima, quer em baixo, isto é, quem na zona de bordas abertas, quer na zona onde tem a dobra. Se dermos atenção à execução, quer do segundo exemplo, quer do terceiro, vemos que são resultado de duas Inside Reverse Fold sequenciais. O segundo exemplo é descrito abaixo com duas Reverse Fold.

Crimp
Origami simples usando a técnica Crimp

Rabbit Ear Fold

Rabbit Ear Fold
Origami simples usando a técnica Rabbit Ear Fold

Uma Rabbit Ear é uma forma de estreitar ou contrair uma aba de papel e assim mudar a sua direcção. É indicada com 3 Valley Fold que se encontram num ponto e uma quarta Mountain Fold emergindo desse ponto (primeiro desenho na linha de cima e terceiro desenho na linha de baixo). Quase sempre, a aba é um triângulo e as três Valley Fold são a meio dos 3 ângulos do triângulo. Desta feita, uma forma para começar a fazer esta dobra é dobrando nas linhas que dividem os ângulos do triângulo a meio (desenhos da linha de cima). Depois basta juntar dois lados do triângulo (habitualmente pressionando os dedos em dois dos lados do triângulo e com um dos bicos do triângulo a apontar para a mão) e depois dobrar, quebrar, o bico formado dobrando-o para um dos lados (primeiro desenho da segunda linha). Leve a nova aba formada até abaixo e achate o papel. Como é mostrado no desenho, uma Rabbit Ear com as mesma 3 Valley Fold, pode tomar duas direcções diferentes. Num diagrama são indicadas setas mostrando o movimento que o papel deve levar. Além disso a localização da Mountain Fold também é diferente. Os desenhos de baixo mostram alguns exemplos de Rabbit Ear utilizados.

Rabbit Ear Fold
Origami simples usando a técnica Rabbit Ear Fold

Squash Fold

Squash Fold
Origami simples usando a técnica Squash Fold

Uma Squash Fold é uma forma de converter uma aba já dobrada em duas. É indicada com uma Valley Fold, uma Mountain Fold a meio da aba e uma seta de “Empurrar Aqui” apontando para a borda que é para espalmar (primeiro desenho). Para fazer uma Squash Fold, separe as camada abertas (fácil de meter um dedo por baixo da aba) e achate a aba de forma que a linha da sua borda (a borda que é apontada pela seta) fique exactamente sobreposta na linha na primeira Valley Fold, a dobra que é feita na base da aba. O ponto marcado com X ajudará a entender.

Swivel Fold

Swivel Fold
Origami simples usando a técnica Swivel Fold

Neste exemplo temos uma simples Swivel Fold. Este tipo de dobra é utilizada em muitas pregas, frisos, rugas e Squash Fold.

Quando uma Squash Fold é feita enquanto de incorpora uma Swivel Fold numa camada de papel adjacente, um tipo de Swivel Fold é conseguido. É o que acontece no exemplo abaixo.

Swivel Fold
Origami simples usando a técnica Swivel Fold

A Swivel Fold é uma forma de apertar uma aba sem mudar a sua direcção. É indicada por duas Valley Fold que se encontram num ponto com uma Mountain Fold entre eles (Primeiro diagrama). Como na maioria da outras dobras, isto é mais fácil de conseguir se dobrar primeiro ao longo da linha que pretende incluindo ambas camadas da aba e depois desdobrar, enfraquecendo o papel. As duas Valley Fold são depois feitas ao mesmo tempo e a Mountain Fold é feita quando se achata o papel. O ponto marcado com X nos desenhos ajuda a compreender.

Petal Fold (aplicada a um ponto)

Petal Fold (aplicada a um ponto)
Origami simples usando a técnica Petal Fold, aplicada a um ponto

Uma Petal Fold é uma forma de ao mesmo tempo apertar um ponto em largura e aumenta-lo em comprimento. É indicada com uma Valley Fold e duas Mountain Fold que formam entre elas um triângulo e mais duas setas de Empurrar, uma em cada lado da Petal Fold (primeiro desenho). Habitualmente as Mountain Fold são linhas que dividem ângulos a meio, neste caso, dividem o ângulo entre a linha da borda e a linha do meio do modelo. Assim, e a exemplo das outras dobras, primeiro começa-se por dobrar e desdobrar. Neste caso vamos dobrar ao longa das linhas que dividem os ângulos a meio como é referido acima. Depois de fazer estas duas dobras é que se vai fazer a correspondente Valley fold que liga o ponto onde as duas primeiras dobras encontram as bordas externas de cima. A seguir de desdobrar todas a pré dobras feitas até agora, levanta-se o bico da aba que se quer fazer a Petal fold utilizando a Valley Fold feitas (terceiro desenho) e simultaneamente utiliza-se as dobras que dividem os ângulo a meio para pôr a bordas de fora para dentro. Vendo os pontos marcados com X ajuda a entender que acabam por se encontrar no meio do modelo.

Petal Fold (aplicada a uma borda)

Petal Fold (aplicada a uma borda)
Origami simples usando a técnica Petal Fold, aplicada a uma borda

Também é possível obter-se um ponto ou um bico a partir de uma borda utilizando uma Petal Fold. Para fazer este tipo de Petal Fold, primeiro dobre e desdobra nas linhas que dividem os ângulos a meio (segundo desenho). Depois levante a borda fazendo uma Valley Fold a partir do local onde as dobras feitas inicialmente se iniciam em cima (terceiro desenho). Empurre agora o lados para dentro e achate o papel. Novas duas Valley Fold são feitas no momento que se achata a borda resultado num bico nessa mesma borda. Atente aos pontos marcados com X, conforme a Petal Fold é feita ele passam dos lados para se encontrarem no centro do modelo.

Inside Petal Fold

Inside Petal Fold
Origami simples usando a técnica Inside Petal Fold

Uma Inside Petal Fold é uma mudança da convencional Petal Fold aplicada a uma borda. Faça primeiras dobras de dobrar e desdobrar como se fosse para a Petal Fold convencional aplicada a uma borda e depois levante a borda para juntar os dois lados de fora no meio (segundo desenho). Depois segure com os dedos os dois lados da Petal Fold e afaste os dois lados (terceiro desenho). Empurre o meio da borda para dentro do modelo enquanto torna a juntar os lados do modelos. Eu aconselho, para fazer esta dobra, a primeiro fazer exactamente como uma Petal Fold aplicada a uma borda até ao fim e depois então afastar os lados do modelo como é mostrado no terceiro desenho e depois inverter apenas algumas dobras (umas que eram Valley Fold passam a Mountain Fold) escondendo assim o bico que é formado na etapa final da Petal Fold convencional por baixo do modelo.

Double Rabbit Ear

Double Rabbit Ear
Origami simples usando a técnica Double Rabbit Ear

Uma Double Rabbit Ear é uma forma de encurtar um ponto mudando a sua direcção e que é mais seguro e firme que uma Rabbit Ear convencional (tem a mesma relação para uma Rabbit Ear que uma Reverse Fold tem para uma Valley Fold). É indicada da mesma forma que uma Rabbit Ear só que as Valley Fold são substituídas por Mountain Fold (e a pequena Mountain Fold passa a Valley Fold) e uma seta de Empurrar indica o movimento do papel (primeiro desenho). É possível de isto ser feito num único passo, mas é mais fácil se feito em dois passos. Primeiro, Squash Fold o ponto na direcção indicada (segundo desenho). A seguir fazer uma Petal Fold nesse mesmo ponto passando-o do lado direito para o lado esquerdo (terceiro desenho) e depois torna-lo a dobrar para a direita fazendo uma Valley Fold e sem desdobrar a Petal Fold feita. Por fim juntar os dois lados da zona que foi espalmada dobrando-a a meio. O resultado é mesmo que tivesse feito duas Rabbit Ear, uma de cada lado, ou seja uma Double Rabbit Ear.

Open Sink

Open Sink
Origami simples usando a técnica Open Sink

Open Sink é forma de esconder um ponto que não tem bordas livres, abertas, e por isso não podem ser aplicadas Reverse Fold. É indicada por uma seta sem preenchimento e sem cauda direccionada ao ponto que é para ser afundado e uma Mountain Fold no local onde é dobra é para ser feita (primeiro desenho). Para fazer uma Open Sink, primeiro dobre e desdobre ao longo da linha que é para dobrar (ajuda se dobrar e desdobrar em ambas direcções, para trás e para a frente, várias vezes até, para enfraquecer o papel). Depois, com cuidado, separe as bordas que se encontram no ponto e, com o dedo, empurre para baixo exactamente no bico mais acima (terceiro desenho) começando a achatar o papel. Continue a achatar o papel até à linha onde fez as primeiras dobras e depois pressione o parte do meio para baixo enquanto fecha de novo o papel (como indicado no quarto desenho). Quando bem feito, todas a bordas que se conseguem no final estão bem alinhadas acima.

Closed Sink

Closed Sink
Origami simples usando a técnica Closed Sink

É também uma forma de esconder um ponto mas aqui consegue-se travar as bordas desse ponto todas juntas. Uma Closed Sink é indicada por uma seta com preenchimento e sem cauda apontando na direcção do ponto que é para afundar e uma Mountain Fold na linha que é para dobrar (primeiro desenho). Para a fazer, comece por dobrar e desdobrar a linha pretendida (como para a Open Sink) mas agora invés de pressionar o bico de cima deixando o papel achatar, esconde-se esse bico segurando com os dedos num dos lados todas as camadas excepto uma que vai ser separada das outras de forma a que se obtenha uma forma cónica. Depois, começando por um dos lados, empurre para baixo um dos lados (quarto desenho) de forma a começar a inverter. O mais difícil e começar a inverter. Depois do ponto começar a inverter empurrar para baixo até estar completamente invertido. Nenhuma das bordas iniciais são visíveis quando a Closed Sink está completa. O último desenho mostra a distribuição das camadas por dentro do modelo.

Closed Wrap

Esta dobra está relacionada com as Closed Sink. O diagrama de baixo indica como fazer uma forma simples para depois praticar sobre ela.

Closed Wrap
Origami simples usando a técnica Closed Wrap

Uma Closed Wrap é indicas com uma seta que vem de trás da aba para a frente, isto que dizer que a parte de trás do papel é para ser trazida para a frente. (Primeiro diagrama). O que distingue uma Closed Wrap de outras manobras de tirar o papel de trás para a frente é que neste caso o papel por trás é continuo, não uma borda livre para agarrar e trazer para a frente. Para fazer a Closed Wrap puxa-se um dos lados do modelo para fora com dois dedos (segundo desenho) e depois empurra-se a parte de fora, de cima, mais próxima de nós, para baixo do lado do modelo que afastamos (terceiro desenho). A esquina da aba vai formar tipo uma depressão, uma cova, um bolso e assim ficar escondida dentro dessa cova.

Closed Wrap
Origami simples usando a técnica Closed Wrap

Fonte: homepage.oninet.pt

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal