Breaking News
Home / Turismo / Hino Nacional de Honduras

Hino Nacional de Honduras

“Tu bandera es un lampo de cielo” (Sua bandeira é uma luz celestial)

PUBLICIDADE

O “Hino Nacional de Honduras“, foi aprovado em decreto presidencial 42 em 1915.

As letras foram escritas por Augusto Constancio Coello e da música composta por Carlos Hartling.

Em sua totalidade, o hino é uma breve cronologia da história de Honduras.

O hino é composto pelo coro e sete versos.

Mas, por atos oficiais, apenas o refrão ea sétima são cantados. O refrão, que é cantado antes e depois do sétimo verso, é uma descrição de chefes de Honduras símbolos nacionais, a bandeira eo brasão de armas.

O oitavo verso, é um chamado patriótico dever de hondurenhos para defender a bandeira e da nação.

Pelos hondurenhos tempo completar seu sexto ano do ensino fundamental, eles vão ter memorizado e ensinado o significado de todos os oito versos.

Extra-oficialmente, o hino é às vezes chamado de “Tu bandera es un lampo de cielo” ( espanhol para “Sua bandeira é um esplendor do céu”), que é também a primeira linha do coro.

Letras em espanhol

REFRÃO:
Tu bandera, tu bandera
Es un lampo de cielo
Por un bloque, por un bloque
De cruzado nieve;
Y se ven en su fondo sagrado
Cinco estrellas de pálido azul;
En tu emblema Que mar rumoroso
Con sus Ondas bravías escuda,
De un Volcán, de un volcán
Tras la Cima desnuda
Hay un astro, feno un astro
De nitida luz.

1. Índia, virgen y hermosa dormías
Éguas de Tus Al Canto Sonoro,
Cuando echada en tus Cuenca de oro
El Audaz Navegante te Hallo;
Y al mirar tu belleza extasiado
Al influjo ideal de tu encanto,
La orla azul de tu Espléndido manto
Con su beso de amor CONSAGRO.

Coro

2. De un País donde el sol se Levanta,
Mas allá del Atlante azulado,
Aquel hombre Que Te Habia soñado
Y en tu Busca a la mar se Lanzo.
Cuando erguiste la pálida Frente,
En la viva Ansiedad de tu anhelo,
Bajo el Dombo gentil de tu cielo
Ya un extraño flotaba Pendon.

Coro

3. Época Inútil Que el indio tu amado
Se a la lucha aprestara con ira,
Porqué envuelto en su sangre Lempira,
En la noche profunda se hundió;
Y de la épica hazaña, en memoria,
La leyenda tan sólo ha Guardado
De un sepulcro el lugar ignorado
Y el severo Perfil de un Penon.

Coro

4. Siglos Por tres hijos tus oyeron
El Mandato imperioso del amo;
Por tres siglos tu Inútil reclamo
En la atmosfera azul se perdió;
Pero un día gloria tu oído
Percibió, Poderoso y Distante,
Que allá lejos, POR sobre el Atlante,
Indignado rugía un León.

Coro

5. Época Francia, la libre, la heroica,
Que en su sueño de siglos dormida
Despertaba iracunda a La Vida
Al reclamo viril de Danton:
Era Francia, Que enviaba uma la muerte
La cabeza del Rey consagrado,
Y Que alzaba Soberbia um su Lado,
El Altar de la Diosa razón.

Coro

6. Tú también, ¡oh mi patria!, Te alzaste
De tu sueño servil y profundo;
Tú también enseñastes al Mundo
Destrozado el infame Eslabón.
Y en tu suelo bendito, tras la alta
Cabellera de monte salvaje,
Como un ave de negro plumaje,
La Colonia fugaz se perdió

Coro

7. Guardar Por ese emblema divino,
Marcharemos Oh Patria um muerte la,
Generosa Sera nuestra suerte,
Si morimos Pensando en tu amor.
Defendiendo tu Santa bandera
Y en tus pliegues Gloriosos cubiertos,
Serán muchos, Oh Honduras tus muertos,
Pero Todos caerán honra con.

Coro

Tradução Inglês

REFRÃO:
Sua bandeira é um esplendor do céu
Cruzou com um bando de neve;
E não pode ser visto, em suas profundezas sagradas,
Cinco estrelas azuis pálidos.
Em seu emblema, que um mar áspero
Com ondas selvagens protege,
Por trás da cúpula nua de um vulcão,
Uma estrela brilha intensamente.

Coro

1. Assim como uma donzela indiana você foi dormir,
Embalado pela música de ressonância de seus mares,
Quando, definir em seus vales dourados,
O navegador negrito encontrei;
E, vendo, arrebatado, a sua beleza,
E sentir o seu encanto,
Ele dedicou um beijo de amor para a orla azul
de seu manto esplêndido.

Coro

2. De um país onde o sol nasce,
Além do Atlântico azul,
O homem que tinha sonhado que
Em busca de que ele lançou para o mar.
Quando levantou a fronte pálida,
Na ansiedade animada de sua esperança,
Sob a cúpula suave de seu céu
Já flutuava uma bandeira estranha.

Coro

3. Era inútil que seu amado indiana
Correu para a luta com ira,
Porque, coberto com seu sangue, Lempira,
Na noite profunda que ele afundou;
E do ato heróico, na memória,
A lenda só manteve
Um sepulcro em um lugar esquecido,
E o perfil grave de pico de uma montanha.

Coro

4. Durante três séculos, seus filhos ouvido
O mandato imperiosa do mestre;
Durante três séculos, a sua queixa inútil
Na atmosfera azul foi perdido
Mas um dia glorioso ouvido
Percebida, poderoso e distante
Que há, muito longe, sobre o Atlântico,
Indignado, um leão rugiu

Coro

5. Foi a França, o livre, o heróico,
Que em seus sonhos de séculos dormiam,
Acordou irado para a vida
No protesto viril de Danton:
Foi a França, que enviou para a morte
A cabeça do Rei consagrada,
E que construiu com orgulho ao seu lado,
O altar da deusa da Razão.

Coro

6. Você também, oh meu país!, Surgiu
De seu sono profundo servil;
Você também mostrou ao mundo
A algema infame destruído.
E em seu solo abençoado, por trás do alto
Cabelo da selva selvagem,
Como um pássaro de penas pretas,
A colônia passageira foi perdido.

Coro

7. Para evitar este emblema sagrado
Vamos marchar, oh pátria, a nossa morte;
Nossa morte será homenageado
Se morrermos pensando em seu amor.
Tendo defendido a bandeira santa,
E envolto em suas dobras gloriosos,
Muitos, Honduras, deve morrer por você,
Mas cairá em honra.

Coro

Hino Nacional de Honduras

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.