Breaking News
Home / Turismo / Locais Turísticos de Singapura

Locais Turísticos de Singapura

PUBLICIDADE

Na ilha de Singapura se mistura o passado com o futuro e assim será nosso percurso.

Um passeio pela história através dos seus distritos, que exploraremos com minuciosidade e absorvendo toda a cultura histórica que contém. Porém, também caminharemos observando as magníficas perspectivas que oferecem o futuro. Em primeiro lugar visitaremos o bairro colonial, para ver depois a área de comércio.

Mais tarde iremos a Chinatown, a zona árabe e a indiana. E por último fazer compras a Orchard Road. Nos escaparemos logo à algumas zonas verdes ao redor e seguiremos à costa e ilhas.

DISTRITO COLONIAL E DISTRITO FINANCEIRO

Está rodeado pelo rio Singapura na sua parte sul. A permanência da Coroa Britânica é notável na zona particular do país. Sir Stamford Raffles transportou o distrito financeiro ao sul do rio Singapura e converteu a área norte em zona administrativa. Este fato ficou como o plano para a Singapura central através de gerações de domínio colonial e os anos republicanos da independência.

Mesmo sendo uma cidade moderna, permanecem numerosos lembranças históricas na arquitetura. Na Singapura colonial se encontram imponentes monumentos britânicos, edifícios de pedra cinza da Prefeitura, do Parlamento e o Museu, as Igrejas e a arquitetura vitoriana. Muitos destes edifícios ainda servem para seus propósitos originais. O bairro colonial está dominado por o Ford Canning Park, construído em 1819 sobre um campo-santo malayo e sobre o cemitério onde estão enterrados alguns dos primeiros colonos europeus que se estabeleceram na ilha.

Perto do limite norte do parque encontra-se o Museu e a Galeria de Arte Nacional (National Museum and Art Gallery), ilustre por sua coleção de objetos de jade. Distrito Financeiro Central é o coração comercial do país e seus monumentos agora são modernos arranha-céu. Estas duas áreas estão divididas pelo rio Singapura que tem sido sempre o centro da cidade. Foi o lugar das primeiras chegadas dos britânicos e durante muito tempo, a principal artéria do comércio.

Aqui se encontra a Empress Place Building, construção vitoriana que data de 1865 e foi nomeada em honra da Rainha Vitoria. É a zona de pedestres mais antiga de Singapura, onde existe um museu, galerias de arte e um exclusivo restaurante. Perto, sobre o rio encontra-se a Estatua de Raffles, situado onde provavelmente o britânico pisou no país pela primeira vez. Sobre a Estrada Beach encontra-se o Hotel Raffles que é o mais conhecido do país e também é considerado como uma instituição designada pelo governo como parte da herança cultural de Singapura. Também encontram-se na região a Catedral de St. Andrew, a Catedral do Bom Pastor e outros bons exemplos de edifícios religiosos da época que são o Convento do Sagrado Menino Jesus e a Instituição São José. A igreja mais antiga do país é a Igreja de São Gregório o Iluminado.

O BAIRRO CHINÊS

Ë uma da áreas mais fascinantes do país e o centro da cultura. No Singapura de hoje, Chinatown oferece a visão de como os imigrantes chineses moldaram e construíram a cidade moderna, com seus numerosos templos, terraços decorados e multidão de mercados que convertem em diversas barracas no meio de uma atividade barulhenta. Grande parte de Chinatown tem sido derrubada e reconstruída durante os últimos trinta anos. Pode começar o percorrido da zona desde a estação MRT do distrito financeiro central e dirigir-se em direção ao sul até o templo taoísta Walk Hai Cheng Bio. Outro lugar de turismo é o templo Fuk Tak

Chi que encontra-se na rua Telok Ayer onde se concentra o autêntico sabor de Chinatown. Mais adiante encontrará o Nagore Durgha Shrine, uma antiga mesquita muçulmana, perto do templo Thian Hock Keng que é o mais interessante dos templos chineses da cidade. Continuando o percurso encontramos a Rua Chinesa, um dos poucos encaves de Chinatown que se salvou da reconstrução e há mantido o espírito ancestral que concentra um grande número de cidadãos que se golpeiam pelas ruas fazendo inclusive complicada a circulação entre bicicletas e ônibus. Ao sudoeste da Rua Chinesa encontram-se interessantes lojas de antigüidades e o “Mercado dos Ladrões” que são aos domingos ao meio dia. Na esquina das ruas Clube e Ann Siang Hill se encontra a peculiar loja Lee Kun, especializada em espetaculares máscaras de Baile de Leão, feitas de papel e bambu. Outro lugar de interesse é Tanjong Pagar, uma área natural de conservação nos seus terraços belamente restaurados, onde se encontra uma grande variedade de bares e restaurantes.

A RUA ÁRABE

É o centro muçulmano de Singapura e se converteu em um tradicional distrito têxtil onde pode-se encontrar os mais variados tecidos. A Mesquita do Sultão é a maior do país e a mais concorrida. Podendo-se encontrar também bons restaurantes muçulmanos hindus na Avenida North Bridge. Uma rua mais abaixo, se encontra o Hajil Lane, uma pitoresca rua franqueado por lojas de dois andares com negócios têxteis e de todo tipo. Sobre a rua Bagdad encontrará talhadores de pedra polindo as pequenas lápidas para as tumbas muçulmanas; um pouco más na frente, outros talhadores produzem peças para os templos chineses e suas tumbas. Na porta do Sultão encontra-se a Istana Kampong Glam, que foi a residência do sultão Ali Iskander Shah, construída ao redor de 1840.

Outro lugar importante da região é a mesquita Malabar Muslim Jama-Ath, uma preciosa construção coberta de azulejos azuis que adquirem um aspecto fantástico nos entardecer durante o Ramadán. Atrás encontra-se o velho cemitério Kampong Glam, onde se diz que a realeza malacia se encontra enterrada entre palmeiras e outras árvores tropicais. Outra mesquita importante é a Haijah Fatimah cuja arquitetura mostra influências coloniais.

A PEQUENA ÍNDIA

Esta modesta porém colorida área cheia de lojas, aromas profundos e música hindu é um alívio do predomínio da modernidade de muitas partes da cidade.

Centrada ao redor do extremo sul da Avenida Serangon, este é um lugar ideal para saborear uma excelente comida vegetariana e comprar delicados artesanatos hindus. O Centro Zhujiao é um dos mercados mais animados de Singapura, onde se vendem toda classe de frutas e vegetais, assim como carne e peixes.

Os vendedores ambulantes provem com abundantes postos de comida hindu, prendas têxteis e grande variedade de coisas típicas. Na esquina de Serangoon e Belilios encontra-se o Templo Veerama Kali Amman, uma construção shaivita dedicado a Kali. É muito concorrido pelos devotos, especialmente ao entardecer.

O Sri Srivinasa Perumal é um extenso templo dedicado a Vishnu. Nele pode-se encontrar uma estátua de Perumal o Vishnu e seus consortes Lakshmi y Andal.

O Templo das Mil Luzes o Templo de Sakaya Muni Buddha Gaya, denomina-se assim por estar dominado por uma figura de Buda de 15 metros de altura pintada com cores muito brilhantes. A parte de uma imensa imagem, encontram-se certas curiosidades, como a figura de cera de Gandhi e uma esfinge de Ganesh, o deus hindu com cabeça de elefante.

ÁREA COMERCIAL DE ORCHARD ROAD

É a zona de compras mais importante de Singapura. Ali concentram-se os melhores centros comerciais e hotéis da parte moderna do país. O Centro Comercial Tangling reúne nas suas instalações lojas, restaurantes, e ótimos clubes noturnos. O Centro Comercial Fórum é um lugar ideal para encontrar brinquedos e eletrônica de várias marcas e o Paranakan Place deixa ver suas velhas “shophouses” de madeira restaurada na que existem restaurantes, lojas de artesanatos e um museu que explica como era a vida dos Peranakan a princípios do século.

A COSTA OESTE, JURONG

Ao oeste da cidade, encontra-se este importante setor industrial e urbano que se destaca por ser a área mais poderosa da economia de Singapura. Um dos principais atrativos é o Haw Par Villa, um parque mitológico chinês. Outro dos parques temáticos é Tang Dinasty City, uma relação da China com o século XVII.

Também se encontra o Parque das Aves Jurong, onde estão os Jardins Chineses e Japoneses, lugares ideais para estar com a natureza, além do Centro de Ciências de Singapura onde se expõe demonstrações dos avances científicos. Não muito longe há também uma reserva de crocodilos.

A COSTA LESTE

Na Costa Leste, frente a estrada que chega ao aeroporto encontra-se Katong, um baluarte da cultura Peranakan. Más ao norte se encontra Geylang Serai, uma área residencial malacia. Ali poderá dar um volta pelo mercado e pela Vila Cultural Malay onde se exibe artesanato, podendo-se escutar música tradicional e saborear a cozinha típica.

OS ARREDORES DA CIDADE

A riqueza cultural do país está determinada pela diversidade da população. Na zona de Chinatown se deslumbram costumes características da antiga cultura chinesa, enquanto que a pequena Índia reproduz em suas construções e vivendas a influência hindu. Na zona moderna do país convivem habitantes que compartem as influências modernas de China e Ocidente. Os quatros idiomas oficiais de Singapura são o mandarín, o malaio, o tamil e o inglês. Este último é a principal linguagem da educação que se conjuga com o rápido crescimento econômico do país que aprendeu a combinar as tradições antigas com a aprendizagem moderna. Mesmo que se utiliza o inglês como meio de comunicação entre os membros das diferentes agrupações raciais, existe uma deformação lingüística conhecida como o Singlish, que é comodamente utilizada por aqueles cidadãos que não aprenderam o idioma de maneira dogmática. A população total de Singapura é de 3.1 milhões de habitantes, composto por um 77.7% de chineses, 14.1% de malaios, 7.1 % de hindus e 1.1% de habitantes de diferentes raças.

Fonte: www.rumbo.com.br

Locais Turísticos de Singapura

Cingapura é conhecida como uma metrópole movimentada que também é uma das cidades mais limpas e seguras de seu tamanho no mundo. (Mas não deixe de obedecer às leis locais—algo como cuspir na rua pode ser considerado grosseiro na sua cidade, mas aqui implica penalidades bem duras.)

Você vai encontrar locais históricos como o templo Thian Hock Keng, lojas incríveis (incluindo shopping centers imensos) e várias praias.

Voltado para o lado do Turismo, Cingapura tem dentre alguns pontos a região de Chinatown (grande população de chineses dentro de uma sociedade não-chinesa), sendo considerado o centro cultural do país com templos, terraços e lojas para poder ser visitado. Outro destaque fica com Sentosa Island que possui museus, aquários e praias diversas.

Pela forte influência da região asiática onde fica localizada, Cingapura se destaca por ter uma mistura de culturas como a chinesa, indiana, malaia e muçulmana, inclusive a do período da colonização britânica, favorecendo o turismo cultural.

Dentre alguns dos principais pontos turísticos de Cingapura temos:

Chinatown
Sentosa Island
Orchard Rd.
Distrito Colonial
Marina Bay
Boat Quay
Clarke Quay
Little India
Arab Quarter
Raffles Hotel
Museu Asian Civilizations
Marina Promenade
Parque Forte Canning
Parque Merlion
Parque Esplanada
Pandang (campo aberto)
Singapore Flyer (maior roda gigante do mundo)
Tekka Centre
Mustafa Centre
Templo Sri Veeramakaliamman
Templo Sri Srinivasa Perumal
Templo Sakya Muni Buddha Gaya
Templo Leong San See
Oceanário Underwater World
Carlsberg Tower
Entre outros…

Locais Turísticos de Singapura
Cidade de Cingapura – Cingapura

Fonte: www.tripadvisor.com.br

Locais Turísticos de Singapura

Nas ruas de Cingapura, podemos encontrar bairros étnicos de Little India, Chinatown e Arab Street, cada um com sua própria cultura distinta.

Cingapura é uma cidade asiática com as tradições chinesas, malaios e indianos, em contraste com bairros modernos. Opções de esportes aquáticos têm em suas dobras, como windsurf e vela, ciclismo e caminhada é uma das melhores maneiras de contornar.

Os lugares turísticos famosos em Singapura são:

Bukit Timah Nature Reserve

Changi Capela e Museu

Jurong Bird Park

Raffles Hotel

Sentosa – Underwater World

Singapore Zoological Gardens

Singapore Zoological Gardens – Night Safari

Templo de Sri Mariamman

Mesquita do Sultão; Masjid Sultan

Uma grande variedade de hotéis de Cingapura estão disponíveis para atender às suas necessidades. Se você está viajando a negócios ou lazer, a acomodação é uma parte fundamental de sua viagem, para considerar as suas opções com cuidado para fazer a sua estadia em Cingapura hotéis baratos agradáveis. Conforto e uma noite de sono repousante vai fazer as suas memórias mais vivas!

Existem inúmeros hotéis baratos de Singapura em escolher. Se você estiver viajando em um orçamento e à procura de um hotel barato ou se você quiser viajar em estilo e desfrutar de um hotel de luxo com serviço excepcional, você pode encontrar alojamento para se adequar ao seu gosto. Se você quiser ficar em um hotel na agitação da cidade, ou na tranquilidade do lado de fora da cidade, a escolha certa de hotel em Singapura Leste irá determinar a sua experiência.

Durante a sua estadia em Cingapura hotéis, você pode desejar explorar a área com reservas de Natureza, Museu, Parque das Aves, mundo subaquático, jardins, templos, mesquitas, passeios turístico famoso, mercado e locais de compras, mar, lagos, ilhas, etc.

Cingapura é um país pequeno em uma pequena ilha, mas com mais de quatro milhões de pessoas, é uma cidade bastante movimentada e de fato apenas a segunda Mônaco como o país mais densamente povoado do mundo. O centro da cidade – composta aproximadamente de Orchard, o Riverside e um pedaço de Chinatown – é conhecido na sigla amorosa Cingapura como o CBD (Central Business District).

Riverside – (também conhecido como Civil do Distrito); Museus, estátuas e teatros, para não mencionar restaurantes, bares e discotecas.

Orchard Road – Quilômetros e quilômetros de shopping centers.

Bugis e Kampong Glam – Bugis e Kampong Glam são antigo bairro de Cingapura malaio, agora em grande parte tomado por shopping center, embora Rua Árabe na área de Kampong Glam vale bem a pena uma visita para sua mistura eclética de lojas e restaurantes exclusivos.

Chinatown – A área originalmente designado para liquidação chinês por Stamford Raffles. Agora um enclave em cantonês predominantemente Hokkien Cingapura.

Little India – Um pedaço da Índia para o norte do núcleo da cidade.

Balestier, Newton, Novena e Toa Payoh – acomodações Orçamento e templos birmaneses a pouca distância do centro.

Norte e Oeste – As partes do norte e oeste da ilha, também conhecidas como florestas e Jurong, respectivamente, formam interior residencial e industrial de Cingapura.

East Coast – A parte predominantemente residencial leste da ilha contém Aeroporto Changi e muitos restaurantes famosos. Katong está localizado na costa leste e é famosa por sua comida Peranakan, como laksa. Joo Chiat tem algumas casas bem restaurados Peranakan com arquitetura intricada característica. Também consiste em Geylang Serai, a verdadeira casa dos malaios de Cingapura.

Sentosa – A ilha separada desenvolvido em um resort, Sentosa é o mais próximo que Cingapura fica a Disneylândia. Singapura é composta de 63 ilhas, incluindo continente Cingapura. Há duas conexões feitas pelo homem a Johor, Malásia – Johor-Cingapura Causeway, no norte, e Link Tuas Segundo a oeste. Jurong Island, Pulau Tekong, Pulau Ubin e Sentosa são as maiores de muitos de Cingapura ilhas menores.

Fonte: www.articlesbase.com

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.