Breaking News
Home / Turismo / Locais Turísticos do Vietnã

Locais Turísticos do Vietnã

PUBLICIDADE

Locais Turísticos do Vietnã

O percorrido por Vietnã se iniciará no sul, onde encontra-se a emblemática cidade de Saigon, hoje Ho Chi Minh. Desde ali pode-se explorar a zona que cobre o rio Mkong. Depois realizaremos uma incursão pelo centro do país, para finalizar a viagem no norte, onde está situada a cidade de Hanoi, nas margens do Rio Vermelho.

Ho Chi Minh (Saigon)

Ho Chi Minh é o coração e a alma de Vietnã e unida a cidade vizinha de Cholon (onde a maioria da população é chinesa) constituí a maior cidade do país. Foi tradicionalmente o centro administrativo e comercial da zona e conta com aproximadamente 4 milhões de habitantes.

Durante 21 anos foi a capital de Vietnã do Sul. Era conhecida com o nome de Saigon até 1975, quando as tropas de Ho Chi Minh entraram na cidade e decidiram que a melhor homenagem a seu líder morto era dar seu nome a cidade. Sua maior atração são suas ruas, talvez por seu ambiente tradicional e cotidiano cheio de estabelecimentos comerciais, lojas, ambulantes e vendedores que vociferam seus artigos.

Ressalta sobre tudo Mercado de Cholón, uma mostra fervente de modo de vida vietnamita. Ai vende-se de tudo, desde peixes vivos expostos em baldes com água até os típico chapéus artesanais. É interessante a rua dos curandeiros chineses. Na zona encontram-se alguns Templos que merecem a pena admirar como o de Tam Si’n Hôi, Thiên Hân ou Nghua An Hôi. Também há lugar para as igrejas como a de São Francisco Xavier.

Entre as visitas que não pode perder está o Pagode de Giac Lam, a mais esplendorosa da cidade. Encontra-se em Duong Âu Co.

Outra das regiões animadas é a que discorre junto ao rio Saigon, onde encontra-se o Mercado de Animais Vivos. Junto a ele está um famoso restaurante, o Maxim’s. Para tomar um sorvete nada melhor que os jardins próximos do hotel Continental. É interessante dar uma olhada no Museu de Crimes de Guerra, que mostra os horrores que viveu este povo.

Também são de interesse o Palácio Presidencial, conhecido como Palácio da Reunificação, o Templo de Maviammam, a Catedral católica e o teatro. Mais distante do centro encontra-se o Pagode do Imperador de Jade, com grandes estátuas de Buda.

Entre os museus que dispõe a cidade há que citar o Museu de História de Vietnã e o Museu de Hö Chi Minh.

Arredores de Ho Chi Minh

Cuchi

Cuchi é famoso pelos Túneis de Guerra, onde se encontrava o Quartel General do Vietcong que os americanos nunca chegaram a descobrir. Os túneis estão construídos em três níveis e são paços realmente muito estreitos que constituem uma complexa rede de comunicação baixo terra na qual também se mostram os meios de que dispunham para subsistir. Não é recomendável para pessoas que sofre de claustrofobia. Pode-se visitar, ademais, o Museu da História da Guerra.

Tay Ninh

Em Tay Ninh, a 101 quilômetros do antigo Saigon, encontra-se a Catedral Cao Dai que celebra uma cerimônia diária ao meio dia. Se toma direção noroeste, a uns 15 quilômetros encontra-se Nui ba Den, um monte de 850 metros de caráter sagrado, que domina majestoso os campos de arroz que estendem a seus pés. A montanha conta com numerosos templos alojados em suas grutas.

Outro monte famoso da região é a montanha Buu Long, em cuja cume encontra-se um pagode. Desde o alto se contempla o Lago Long An.

Em direção ao noroeste estão as Cascatas de Tri An, na província de Song Be, a 36 quilômetros de Bien Hoa. Muito próximo encontra-se a reserva do mesmo nome, que conta com um enorme lago glacial.

Can Gio e a Península de Vung Tau

Can Gio é a praia de Saigon, onde o rio encontra-se com o mar. Pode-se visitar o mercado, o templo Caodai, e o Cemitério e memorial da guerra.

A Península de Vung Tau é um lugar ideal para desfrutar da praia e o mar da China que banha suas areias. É um lugar muito popular e muito visitado pelos habitantes de Saigon. Mas, ademais de desfrutar do mar e da praia, em Vung Tau pode-se ver também pagodes e templos interessantes como Ho Ba ou Niet Ban Thin Xa, um dos maiores templos budistas do país. Não se deve perder a vista do farol e as pequenas aldeias como Bach Dinh lugares tranqüilos e repletos de harmonia.

Ao sul da península estão as Ilhas Con Dao, um arquipélago formado por quatorze ilhas e ilhotas, entre a que destaca por seu maior tamanho Con Son, ademais de sua bela baía e recife de coral.

Seguindo a costa em direção ao nordeste pode-se encontrar animados centros de férias, onde pode-se desfrutar também da praia e banho. Um deles é Long Hai, dos mais movimentados; Ho Coc, mais tranqüilo e menos concorrido que o anterior e Ham Tan.

Antes de deixar a região há que visitar a tumba de Hang Gon, que tem mais de 2000 anos.

Delta do Mekong

O Delta do Mekong tem uma impressionante vista e se afirma que é um dos maiores arrozais de todo o mundo. Encontra-se no extremo sul do país. O rio se divide em nove braços e os nativos chamam a esta região o Cuu Long ou “os Noves Dragões”. A maioria dos povoados dispersos a margens de suas águas utilizam embarcações caseiras de remos cruzados, geralmente manejadas por mulheres.

Mytho

Se assoma às margens do Mekong em seu extremo norte. É a capital da província de Tien Giang. Desde ali pode-se ir em bote a Ilha Dragão ou Con Long. É um agradável lugar. Também é possível aproximar-se às ilhas vizinhas.

Entre os lugares mais destacáveis de Mythuo estão o Mercado, a Igreja do século passado, o Bairro Chinês e por suposto o Pagode Vinh Trang. Nos arredores encontra-se um interessante criadouro de serpentes, Dong Tam (a apenas 10 quilômetros de Mytho em direção a Vinh Long).

Ben Tre

É a seguinte parada. Encontra-se na desembocadura do rio e é um encantador e pitoresco lugar, repleto de pequenas ilhas que pode-se percorrer em canoa. Na capital encontram-se alguns antigos edifícios de interesse. Entre suas maiores atrações está o Pagode Vien Minh, em pleno coração da cidade. Não perca o Lago Truc Giang, ideal para o relaxamento e o ócio, a visita à Ilha do Mono, o Templo Dinh Chieu e o Santuário das Aves.

Vinh Lonh

Em direção ao oeste encontra-se a província de Vinh Long, com a capital do mesmo nome, como a anterior. Como encontra-se na margem do rio, também é um fantástico lugar para tomar como base na exploração das ilhas do rio. o melhor é alugar uma embarcação e passar a jornada visitando-as. Na capital pode-se ver o Templo Van Yhanh Mieu, um precioso edifício repleto de história e o Museu Militar.

Tra Vinh

Seguindo o curso do rio e em direção a costa é parada obrigatória Tra Vinh, sobretudo para admirar a cultura jemer, presente nos pagodes que encontram-se dispersas pela cidade. É particularmente interessante a visita ao mosteiro de Chua Co, nas redondezas.

Cao Lanh

Encontra-se perdida entre as selvas de Delta do Mekong e é a capital da província de Dong Tharp. Ainda que a cidade seja nova, conta com sua história e lugares como as Tumbas de Nguyen Sinh Sac. Na região existe também um bonito santuário de aves.

Long Xuyen

É a capital da província de An Giang. Nela existe um par de edifícios religiosos curiosos, a igreja católica e a protestante. Mas talvez, o mais atrativo da cidade é o Bairro Cho Moi, flanqueado de bananas, mangas e demais árvores tropicais.

Cantho

É o centro econômico e político da região do Delta. Frente ao rio descansa uma pequeno pagode chinês interessante para visitar e um mercado ruidoso e colorido que encontra-se muito próximo. Outros pontos que merecem a pena ver são o Museu de Ho Chi Minh e a Universidade.

Pode-se alugar embarcações para explorar o rio e fazer excursões às áreas rurais dos arredores. Também é famoso o Mercado Flutuante de Phung Hiep onde centenas de canoas oferecem aos potenciais compradores uma infinidade de mercadorias expostas em poste de bambu enquanto navegam pelos canais.

Soc Trang

Aqui também pode-se encontrar população de cultura jemer, que dispõe de templos curiosos. Poderá visitar o museu e alguns pagodes.

Bac Lieu

Vale a pena aproximar-se a Bac Lieu para ver o impressionante Santuário das Aves que encontra-se a uns 5 quilômetros. Diz-se que é um dos lugares mais bonitos do Delta do Meking. Na cidade poderá admirar alguns edifícios de estilo francês do período colonial.

Camau

É a capital da província de Minh Hai. Também em Camau domina a etnia jemer. Pode-se visitar na cidade o Templo Caodi, o Zoológico e o Mercado de Animais. Nos arredores existe um santuário para pássaros que vale a pena ver.

Ngoc Hien

É uma boa base para visitar a Ilha Hon Khoai, situada no extremo sul do país, um lugar rochoso repleto de bosques.

Chau Doc

Encontra-se em direção norte. Entre seus maiores atrativos destaca a igreja, algumas mesquitas, e as casas flutuantes, muito curiosas. Nos arredores está a Montanha Sam, repleta de cavernas com pagodes e templos. Até ali ascendem numerosos peregrinos para realizar suas orações. Desde o cume as vistas são espetaculares, vale a pena a subida.

Ha Tien

Encontra-se no Golfo da Tailândia, em plena costa e quase na fronteira com Camboja. É conhecida por suas excelentes praias e pitorescos povoados pesqueiros. É ademais o melhor lugar para embarcar para a Ilha Phu Quoc, um lugar montanhoso coberto de bosque e com bonitas praias também.

Na cidades existem numerosos pagodes e tumbas interessantes, além de um mercado que estende-se a margem do rio.

Nas aforas está Mo So Grotto, um labiríntico lugar repleto de túneis, que podem ser visitados com a ajuda de um guia local. Desde Ha Tien pode-se alugar embarcações para as ilhas do golfo, mas sobretudo não pode-se perder a maior que é Phu Quoc.

O Centro do Vietnã

Nhatrang

Na costa sul do país encontra-se Nha Trang, um preciosa paragem de praia que está começando a desenvolver sua indústria hoteleira, por isso ainda guarda o ambiente intacto de suas costas de areia quente e águas turquesas. Pode-se realizar esportes náuticos, navegar em direção a diferentes ilhotes ou simplesmente passear pelas tranqüilas ruas do povoado.

Dalat

Dalat é o centro das regiões altas do sul. Está situada a mais de 1.200 metros de altitude e sempre foi a zona de descanso dos habitantes de Saigon e dos sulistas pela temperatura e a paisagem que contrastam com a terras baixas.

Sua arquitetura recorda as províncias francesas e o ambiente de tranqüilidade é propício para o relaxamento. Pode-se visitar a Casa de Hospedes e Galeria de Arte de Hang Ga, mais conhecida pelos nativos como a Casa Loca. Também é famoso seu Vale do Amor, a 5 quilômetros da cidade, onde é possível alugar um bote para navegar ou montar a cavalo pelos arredores. A cidade também é popular por seus românticos cafés, nos que é usual encontrar algum casal em sua lua de mel.

Hoian

Hoian se situa a 30 quilômetros de Danang e é também conhecia como Faifo. Foi durante os séculos XVI e XVII um centro portuário importante do sul do Vietnã. Numerosos estrangeiros enchiam sua ruas e comerciavam entre si. A parte velha da cidade soube conservar através dos tempos seu aspecto de então. Suas ruas foram mantidas intactas as tradicionais construções dos séculos passados, uma mostra dele é a Ponte Japonesa, construída em 1593 pela comunidade japonesa de Hoian como meio de comunicação entre as comunidades japonesas e chinesas. A cidade é um maravilhoso museu vivo.

A Cas Phùng Hung foi o lugar de nascimento de oito gerações da família Phung Hung. Sua construção teve lugar a mais de 200 anos e é o exemplo mais belo deste tipo de arquitetura. Mantém os elementos da estrutura original, graças à boa qualidade dos materiais e o cuidado que dela fez ornamento a família. Os artesãos de Hoian utilizaram três estilos: vietnamita, chinês e japonês para sua obra.

O edifício está cimentado sobre oito resistentes colunas de madeira, apoiadas em pedestais de mármore. Uma abertura no teto permitia passar as mercadorias ao segundo andar para protegê-las das inundações. As belas molduras com dragões e carpas falam da história da casa e seus habitantes.

Os telhados de quatro águas, as telhas Ying Yang, as vigas e as inusuais persianas de madeira, e especialmente o altar de orações suspenso do teto, mostram os sinais das relações existentes entre os comerciantes vietnamitas e os estrangeiros, numa época em que o comércio floresceu em Hoian. Outra das características do edifício é sua capacidade para manter uma temperatura perfeita.

Aparte do atrativo monumento, Hoian está rodeada de belas paisagens naturais, rios, ilhas para explorar, e uma comida tradicional gostosa que faz que a cidade receba numerosos visitantes.

My Son

My Son foi na antigüidade um dos centros culturais mais importantes de todo o sudeste asiático e lugar de origem da cultura Champa. Os principais atrativos da região são os Santuários, Templos e demais Edifícios Religiosos, testemunhos da legendária história vietnamita.

Danang

Danang é a quarta cidade em importância do país e se situa nas margens do rio Han, num precioso vale montanhoso. É famosa pelo Museu Cham, tesouro da cidade, que guarda com zelo a herança da cultura champa. Muito próximo encontram-se as chamadas Montanhas de Mármore, cinco colinas que representam os cinco elementos rituais, o ouro, madeira, água, fogo e a terra. É um lugar de oração budista muito popular.

Lang Co

Lang Co continua com o ambiente costeiro pois é uma península de areias brancas rodeadas de palmeiras que penetra no Mar do Sul da China. É um braço de terra que forma uma preciosa laguna de águas cristalinas. Vale a pena visitar a região para momentos de descanso e relaxação.

Hué

Muitos afirmam que Hué é a cidade mais bela do Vietnã. Os poetas e artistas compararam sempre a província de Binh Tri Thrien com uma aquarela, onde Hués é o quadro mais belo. Foi a capital do país de 1802 a 1945 e se converteu no maior centro cultural, religioso e educativo da região. O grande atrativo em outros tempos foi sua Cidade Imperial (da que não resta quase nada).

Está situada às margens do rio Huong, o famoso rio Perfume, pelo aroma esbanjado pelas flores de lotos que inundam a região. A tradição religiosa e histórica se manifesta na enorme quantidade de mausoléus, tumbas, pagodes e templos que se edificaram ao longo da história vietnamita e que conformam o panorama junto com as colinas e estanques de flores de lotos.

A maioria destes edifícios contêm grandes pátios e salas de audiências nas que os reis da Dinastia Hgûgen recebiam os visitantes e presidiam os diversos rituais. As construções mais famosas são o Mausoléu de Khai Dinh, que se assemelha mais a um castelo europeu que a típica arquitetura asiática, e o Pagode Rhien Mu as margens do rio Perfume.

Entre Hué e Danang encontra-se o porto denominado “Passo das Nuvens”, desde onde se obtém fantásticas vistas da costa.

O Norte do Vitnã

Hanoi

Hanoi, a capital do país, é uma cidade relativamente pequena e tranqüila. Sua arquitetura recorda em ocasiões ao ambiente provincial francês. A elegância de seus edifícios coloniais perfeitamente conservados e suas ruas de grande harmonia arquitetônica podem ser apreciados com um passeio em bicicleta que é possível alugar facilmente, pois os hotéis principais e os cafés oferecem este serviço. Cada associação ocupa um território: rua dos sapateiros; rua do algodão; rua das balanças, etc. A cidade mostra seu encanto também em seus numerosos pagodes e lagos. Lhe aconselhamos dar um passeio pelos cafés e pequenas varandas situados em suas margens.

Entre os lugares mais importantes podemos citar o Mausoléu de Ho Chi Minh que se edificou no lugar onde em 2 de setembro de 1945, o presidente leu a Declaração de Independência. De singular beleza é o Templo da Literatura, um dos mais antigos edifícios do país (data de 1070) e que foi a primeira universidade do Vietnã.

Bahia de Halong

Ao leste de Hanoi encontra-se a Bahia de Halong que pode-se percorrer com um passeio em barco. A paisagem é impressionante pois está composta por uma infinidade de ilhas (mais de 3.000) que entendem-se pela área. A particularidade delas é que a maioria tem forma de animais como o dragão, macaco, sapo ou tartaruga, e dão a sensação de ser montanhas que emergem da água assemelhando esculturas indescritíveis.

Na região existem numerosas covas cheias de estalactites e estalagmites que foram esculpidas representando diversas figuras e objetos. O lugar tem sido fonte de inspiração de numerosos poetas e cenário de uma história de amor para o filme, “Indochina”. O clima cinza e chuvoso acompanham a beleza da paisagem.

Haiphong

Haiphong é a terceira cidade mais importante do Vietnã w o porto mais importante do país. É o centro nevrálgico do Golfo de Tokín. É famosa pela elaboração de seus tapetes e pelas belas praias como a Praia de Do Son.

Hoa Lu

Ao sul de Hanoi encontra-se Hoa Lu, que é atravessada por belas paisagens arrozais e se ergue sobre uma baía parecida a de Halong, mas no interior. Foi a antiga capital do Vietnã e por isso pode-se apreciar ainda os restos de uma antiga cidadela às margens do rio Hoang Long. É impressionante o Templo dedicado ao Rei Dhin Tien Hoang, construído em 1696. Nele encontram-se as estátuas que representam animais mitológicos que guardam a entrada ao templo e um pátio que antigamente foi utilizado para sacrifícios.

Povoado Mac

Muito próximo daí encontra-se o Mac, que ainda guardam em suas edificações os restos dos templos Thien Truong, dedicados aos 14 reis Tran. O belo Pagode de Pho Minh permanece intacta, assim como a Torre de 13 andares de Pho Minh.

Outras regiões de interesse são o Pagode de Chua Bich, a 100 quilômetros de Hoa Lu a região de Hoa Binh, 76 quilômetros ao oeste de Hanoi que é uma região habitada por minorias étnicas numa paisagem, montanhosa e coberta de selva virgem.

Fonte: www.rumbo.com.br

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.