Breaking News
Home / Biografias / Mozart

Mozart

PUBLICIDADE

Nascimento: 27 de janeiro de 1756, Salzburgo, Áustria.

Falecimento: 5 de dezembro de 1791, Viena, Áustria.

Mozart – Artista

Mozart
Mozart

Um artista prolífico, compositor austríaco Wolfgang Mozart criou uma série de óperas, concertos, sinfonias e sonatas que moldaram profundamente música clássica.

Nascido em 27 de janeiro, 1756, em Salzburg, Áustria, Wolfgang Amadeus Mozart era um músico capaz de reproduzir vários instrumentos que começaram a tocar em público com a idade de 6 anos.

Ao longo dos anos, Mozart alinhou-se com uma variedade de locais e patronos da Europa, compondo centenas de obras que incluíram sonatas, sinfonias, missas, concertos e óperas, marcados pela emoção vivas e texturas sofisticadas.

Mozart – Vida

Mozart
Mozart

Mozart nasceu em Salzburgo para uma família musical.

Desde tenra idade, o jovem Mozart mostrou todos os sinais de um talento musical prodigiosa.

Com a idade de 5 anos ele poderia ler e escrever música, e ele seria entreter as pessoas com seus talentos no teclado.

Com a idade de 6 anos ele estava escrevendo suas primeiras composições.

Mozart foi geralmente considerada como um gênio musical rara, embora Mozart disse que ele era diligente em estudar outros grandes compositores como Haydn e Bach.

Durante sua infância, ele freqüentemente visitar vários palácios em toda a Europa jogar para convidados ilustres.

Com 17 anos, ele aceitou um cargo como um músico da corte em Salzburgo; embora isso não combinava com ele muito bem, nos próximos anos foram um tempo de composição prolífico.

Em 1781, mudou-se permanentemente para Viena, onde permaneceu por resto de sua vida.

Em Viena, tornou-se bem conhecida e era frequentemente requisitado como compositor e intérprete.

Mozart – Biografia

Mozart
Mozart

Mozart talvez seja o mais popular dos músicos eruditos. Um verdadeiro gênio que, não obstante todas as dificuldades que atravessou em seus poucos anos de existência física, criou composições elegres que exaltam a vida. Uma ótima maneira de definir sua obra é a célebre sentença que diz que “quando os anjos tocam para Deus, eles tocam Bach; mas, quando tocam para seu próprio prazer, tocam Mozart”.

Invariavelmente a palavra “gênio” acompanha qualquer comentário sobre Mozart. Diz-se que seu primeiro concerto para cravo foi composto aos cinco anos, época em que começou a excursionar pela Europa com seu pai, Leopold, e sua irmã, cinco anos mais velha, Nännerl. “Por que ficar à toa em Salzburgo, quando tenho um milagre a mostrar ao mundo?”, perguntava-se Leopold, segundo mestre-de-capela em sua cidade, referindo-se ao filho.

Joannes Chrysostomus Wofgangus Theophilus, que ficaria conhecido como Wolfgang Amadeus Mozart, nasceu em Salzburgo, na Áustria, em 27 de janeiro de 1756. Conta-se que num domingo, ao voltar da missa com o amigo trompetista Andreas Schachtner, Leopold encontra o filho, todo manchado de tinta, a rabiscar furiosamente suas folhas de partitura. Quando ia repreendê-lo, percebeu que o menino havia composto um concerto para cravo. “Mas isso não é muito difícil de interpretar?”, pergunta o pai.

Mozart responde que não e senta-se imediatamenet ao piano para demonstrar. Em outra ocasião, Leopold e Schachtner tentavam interpretar um trio a dois, quando Mozart pediu para participar, dizendo que para ser segundo violino não precisava aprender nada. E provou o que dizia.

Mozart jamais foi à escola ou teve outro professor que não o próprio pai. Com apenas sete anos já compõe e toca cravo, órgão e violino. Já havia passado por Viena e tocado para o Imperador Francisco I, que o chamou de pequeno mágico, e no Palácio de versalhes, em Paris. Em abril de 1764 a família segue para Londres, onde Mozart compõe sua primeira sinfonia. É neste período que, influenciado por Johann Christian Bach (filho de Johann Sebastian Bach), Mozart se apaixona pela ópera italiana.

Entre meados de 1765 e final de 1766, os Mozart atravessam a Europa: Inglaterra, França, Bélgica, Holanda. Suíça e Alemanha. Em 1768, já de volta a Viena, compõe sua primeira ópera bufa, La Finta Semplice, aos 12 anos. No ano seguinte faz sucesso pela Itália. Na Capela Sistina, Mozart ouve um dos corais mais célebres da Europa, o Miserere, de Allegri. A composição era guardada em segredo e os próprios cantores eram proibidos de transcrevê-la sob pena de excomunhão. Com apenas uma audição, Mozartmemoriza as nove vozes e as coloca no papel. O Papa parece não se incomodar e ainda lhe concede o título de Cavaleiro da Ordem da Espora de Ouro.

Aos 16 anos, Mozart já havia composto mais de 200 obras.

Em 1771, Salzburgo torna-se definitivamente um lugar impróprio para os Mozart.

O destino será Viena, mas antes disso, Mozart sofre algumas provações.

Aos 22 anos, em Mannheim, apaixona-se por Aloysia Weber, a mais velha de quatro irmãs, filha de um pobre contra-regra de teatro. Leopold, precavido, manda-o acompanhar a mãe em uma viagem a Paris.

Além de encontrar poucos salões abertos ao seu trabalho, Mozart perde a mãe, que repentinamente adoece e morre. Na volta a Salzburgo, passa por Mannheim, mas não encontra mais os Weber. Em Munique, Aloysia, empregada e com um bom salário, mostra que Mozart não tem condições de casar com ela. Um ano depois, dá o golpe de misericórdia, casando-se com Joseph Lange, pintor e ator.

Fascinado pelo mito do eterno amante, Mozart compõe e experimenta a vida amorosa, incluindo em sua galeria de conquistas sua prima Bäsle. Em 1781, muda-se para Viena e retoma contato com a família Weber.

O pai das meninas morrera e a mãe trata de enredar Mozart com a terceira filha, Constanze, com quem se casaria em agosto do ano seguinte. Ficaram juntos por nove anos e meio, até a morte de Mozart, que aconteceu nas primeiras horas do dia 5 de dezembro de 1791. Ele tinha apenas 35 anos, mas muitos consideram um verdadeiro milagre ele ter chegado a esta idade, já que, com sua vida errante, tivera as piores doenças daquela época.

Deixou 626 peças catalogadas por Köchel (o famoso K que acompanha todos os seus títulos). Diz-se que somente um cachorro acompanhou seu enterro, feito como indigente em uma cova comum. A teoria de que Salieri, que era Kapellmeister da Corte em Viena quando Mozart por lá chegou, o teria envenenado ganhou corpo na época e foi reacendida quando em 1823, já aos 70 anos, Salieri tenta o suicídio e diz ter assassinado Mozart.

Mozart – Óperas

Mozart
Mozart

Mozart jamais foi à escola ou teve outro professor que não o próprio pai.

Com apenas sete anos já compõe e toca cravo, órgão e violino.

Já havia passado por Viena e tocado para o Imperador Francisco I, que o chamou de pequeno mágico, e no Palácio de Versalhes, em Paris.

Em abril de 1764 a família segue para Londres, onde Mozart compõe sua primeira sinfonia. É neste período que, influenciado por Johann Christian Bach (filho de Johann Sebastian Bach), Mozart se apaixona pela ópera italiana.

Entre meados de 1765 e final de 1766, os Mozart atravessam a Europa: Inglaterra, França, Bélgica, Holanda. Suíça e Alemanha. Em 1768, já de volta a Viena, compõe sua primeira ópera bufa, La Finta Semplice, aos 12 anos. No ano seguinte faz sucesso pela Itália.

Na Capela Sistina, Mozart ouve um dos corais mais célebres da Europa, o Miserere, de Allegri. A composição era guardada em segredo e os próprios cantores eram proibidos de transcrevê-la sob pena de excomunhão. Com apenas uma audição, Mozartmemoriza as nove vozes e as coloca no papel. O Papa parece não se incomodar e ainda lhe concede o título de Cavaleiro da Ordem da Espora de Ouro.

Aos 16 anos, Mozart já havia composto mais de 200 obras. Em 1771, Salzburgo torna-se definitivamente um lugar impróprio para osMozart.

O destino será Viena, mas antes disso, Mozart sofre algumas provações. Aos 22 anos, em Mannheim, apaixona-se por Aloysia Weber, a mais velha de quatro irmãs, filha de um pobre contra-regra de teatro. Leopold, precavido, manda-o acompanhar a mãe em uma viagem a Paris.

Mozart
Mozart com a idade de 14 anos

Além de encontrar poucos salões abertos ao seu trabalho, Mozart perde a mãe, que repentinamente adoece e morre. Na volta a Salzburgo, passa por Mannheim, mas não encontra mais os Weber. Em Munique, Aloysia, empregada e com um bom salário, mostra que Mozart não tem condições de casar com ela. Um ano depois, dá o golpe de misericórdia, casando-se com Joseph Lange, pintor e ator.

Fascinado pelo mito do eterno amante, Mozart compõe e experimenta a vida amorosa, incluindo em sua galeria de conquistas sua prima Bäsle. Em 1781, muda-se para Viena e retoma contato com a família Weber.

O pai das meninas morrera e a mãe trata de enredar Mozart com a terceira filha, Constanze, com quem se casaria em agosto do ano seguinte. Ficaram juntos por nove anos e meio, até a morte de Mozart, que aconteceu nas primeiras horas do dia 5 de dezembro de 1791. Ele tinha apenas 35 anos, mas muitos consideram um verdadeiro milagre ele ter chegado a esta idade, já que, com sua vida errante, tivera as piores doenças daquela época.

Deixou 626 peças catalogadas por Köchel (o famoso K que acompanha todos os seus títulos). Diz-se que somente um cachorro acompanhou seu enterro, feito como indigente em uma cova comum.

A teoria de que Salieri, que era Kapellmeister da Corte em Viena quando Mozart por lá chegou, o teria envenenado ganhou corpo na época e foi reacendida quando em 1823, já aos 70 anos, Salieri tenta o suicídio e diz ter assassinado Mozart.

Fonte: www.biography.com/www.biographyonline.net/certasmusicas.digi.com.br/www.movieguide.com.br

Veja também

Kim Jong-un

Kim Jong-un

PUBLICIDADE Biografia de Kim Jong-un Líder Militar e Ditador Famoso como: líder supremo da Coreia …

Angela Merkel

Angela Merkel

PUBLICIDADE Nome: Angela Merkel Ocupação: Chanceler da Alemanha Data de nascimento: 17 de julho de 1954 Educação: Universidade de …

Gilberto Freyre

PUBLICIDADE Biografia Nascimento: 15 de março de 1900, Recife, Pernambuco Falecimento: 18 de julho de 1987, Recife, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.