Breaking News
Home / Obras Literárias / Eu não Desejo Oferecer Consolo

Eu não Desejo Oferecer Consolo

Vinícius de Moraes

PUBLICIDADE

Eu não desejo oferecer consolo.
Não quero estar numa reunião festiva.
Não imagino que escutar a “diva”
nos ofereça “indispensável” colo.

Não posso crer que haja tanto obstáculo,
que se precise fantasiar a voz.
Fale na sombra, já que, antes e após,
explode o mesmo – eternamente – oráculo.

Gente passou – Jesus? Moisés? Davi?
Grana ficou – dinheiro de ouro e arame.
Valor se muda – esmeralda descalça.

O mundo adapta a mendiga ao rubi,
coroa de espinhos, sem qualquer vexame,
quem o classificar de pedra falsa

Fonte: www.viniciusdemoraes.com.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Velhas Árvores

Olavo Bilac PUBLICIDADE Olha estas velhas árvores, — mais belas, Do que as árvores mais …

Plutão – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Negro, com os olhos em brasa, Bom, fiel e brincalhão, Era a …

O Trabalho – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Tal como a chuva caída Fecunda a terra, no estio, Para fecundar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.