Breaking News
Home / Turismo / Vanuatu

Vanuatu

História

PUBLICIDADE

A pré-história de Vanuatu é obscura. Evidência arqueológica apoiam a teoria comum de que os povos que falam línguas austronésias veio pela primeira vez para as ilhas cerca de 4.000 anos atrás. Cacos de cerâmica foram encontrados remonta a 1300-1100 aC.

A primeira ilha no grupo Vanuatu descoberto pelos europeus foi Espiritu Santo, em 1606, quando o explorador Português, Pedro Fernández de Quirós, viu o que ele pensava que era um continente do sul. Os europeus não retornaram até 1768, quando Louis Antoine de Bougainville redescobriu as ilhas.

Em 1774, o capitão Cook nomeou as ilhas Novas Hébridas, um nome que durou até a independência.

Vanuatu

Em 1825, a descoberta de comerciante Pedro Dillon de sândalo na ilha de Erromango começou uma corrida que terminou em 1830 depois de um confronto entre trabalhadores imigrantes polinésios e melanésios indígenas.

Durante a década de 1860, os fazendeiros na Austrália, Fiji, Nova Caledônia e as Ilhas Samoa, na necessidade de trabalhadores, encorajou a longo prazo do comércio de trabalho contratada chamado “blackbirding”. Na altura do comércio de trabalho, mais do que metade da população adulta masculina de várias das Ilhas trabalhou no exterior.

Foi neste momento que os missionários, tanto católicos e protestantes chegaram nas ilhas. Colonos também veio em busca de terra para estabelecer plantações de algodão. Quando os preços internacionais do algodão caiu, eles mudaram para café, cacau, banana, e, com muito sucesso, cocos. Inicialmente, súditos britânicos da Austrália fez a maioria, mas o estabelecimento da Companhia Caledonian das Novas Hébridas em 1882 logo inclinou a balança a favor de temas franceses. Na virada do século, o francês ultrapassou o britânico dois para um.

O jumbling de interesses franceses e britânicos nas ilhas trouxe petições para um ou outro dos dois poderes para anexar o território.

Em 1906, no entanto, a França eo Reino Unido concordaram em administrar as ilhas em conjunto. Chamado de Condomínio britânico-francês, que era uma forma única de governo, com diferentes sistemas de governo que vieram juntos apenas em um tribunal comum. Melanésios foram impedidos de adquirir a cidadania de qualquer poder.

Desafios para esta forma de governo começou no início dos anos 1940. A chegada dos norte-americanos durante a Segunda Guerra Mundial, com a sua riqueza comportamento e relação informal, foi fundamental para a ascensão do nacionalismo nas ilhas. A crença em uma figura messiânica mítico chamado John Frum foi a base para um culto à carga indígena (um movimento de tentar obter bens industriais através da magia) promissor Melanésia libertação. Hoje, John Frum é uma religião e um partido político com dois membros no Parlamento.

O primeiro partido político foi criado no início de 1970 e originalmente foi chamado de Novas Hébridas Partido Nacional.

Um dos fundadores foi o padre Walter Lini, que mais tarde tornou-se primeiro-ministro.

Rebatizado de Pati Vanua’aku em 1974, o partido empurrou para a independência, em 1980, a República de Vanuatu foi criado.

Fonte: www.colegiosaofrancisco.com.br

Vanuatu

Querendo escapar-se da mundana existência das cidades, em Vanuatu pode encontrar culturas nativas para as quai os séculos -que é muito dizer- não têm passado.

Assistindo as anscestrais cerimônias e viajando por este tranquilo país de praias paradisíacas, o viajante encontra-se em outro mundo, onde o rítmo também é outro e onde a comunicação, danças, rituais e cantos, é outra muito diferente.

Vanuatu é o lugar ideal para se distanciar, relaxar, desfrutar das excursões por colinas, vulcões, bosques e mares, e as vezes refrescar-se por dentro e por fora nas cascatas que brotam das entranhas desta bela terra.

LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA

Ao nordeste da Austrália e ao sudeste de Nova Guiné se extende o território das Ilhas Vanuatu, também chamadas Novas Híbridas. Ao norte estão as Ilhas Salomão, ao sudoeste Nova Caledônia e ao leste as Ilhas Fiji.

Está composto de 14 grandes ilhas, a maioria muito montanhosas; em Santo encontra-se o cume mais alto de Vanuatu, o Mount Tabwemasana com 1879 m. de altitude. A maior parte do arquipélago está coberta de densos bosques. Na parte ocidental das ilhas estão as faixas de Vanuatu e Torres de 800 m., cujos fundos marinhos se contam entre os mais profundos do mundo.

FLORA E FAUNA

A vegetação das ilhas é do tipo tropical úmido, as espécies de plantas são inumeráveis, destacam as orquídeas e os bosques de hibiscos.

Na fauna destacam a raposa voadora, o morcego das frutíferas e os ratos, que abundam no Pacífico todo. Há algumas espécies de pássaros interessantes, tartarugas, lagartos, cobras, o dugong, o estorninho da montanha, a pomba de Santa Cruz, o petrel das tormentas e o rorcual azul.

História

Cultura Lapita, Melanesa e Polinésia

A cultura mais antiga conhecida nas ilhas é a Lapita, que desenvolveu-se na Ilhas de Malo 1400 anos antes do Cristo. Eles levaram o inhame, o taro, o porco, a galinha e o cão. A cultura nativa das ilhas formou-se da mistura da lapita e a melanesa, mais tarde chegariam os polinésios.

Antigos clãs e influência de espanhóis, franceses e ingleses

Estes povos viviam agrupados em clãs, comunidades isoladas entre si. Para o século XIII, o governador Roymata exerceu um grande poder sobre as ilhas.

Primeiro os espanhóis chefiados pelo português Quirós, que as batizou como Terra Australis do Espírito Santo, depois os franceses de Bougainville e mais tarde ou Capitão Cook, que as chamou Novas Híbridas, pillharam estas ilhas e os missionários da igreja presbiteriana deixaram seu carimbo.

Companhia Caledoniana das Novas Híbridas

No século XIX forma-se a Companhia Caledoniana das Novas Híbridas, e já no século XX, se cria o condomínio anglo-francês das Novas Híbridas. Em 1979 promulga-se uma constituição no país. Aos poucos vai aparecendo um seitarismo, que levará à independência total do país no ano 1980; no ano seguinte Vanuatu entra na ONU, e em 1989 é eleito presidente Fred Timalvata.

Arte e Cultura

Artesanato Popular

Os estilos artísticos das ilhas variam tanto quanto suas línguas e tradições. O artesanato popular utiliza-se muito nos rituais. As cerimônias nimangki utilizam instrumentos realmente assombrosos, embora uma parte seja destruida para acabar com os maus espíritos.

Danças e saltos ao vazio

As danças tradicionais estão baseadas na imitação de personagens anscestrais ou lendários, onde utiliza-se um vestuário muito curioso. Os saltos ao vazio que celebram-se na ilha de Pentecostes, ao norte do país, consistem em jogar-se desde uma altitude de 20 m., os pés amarrados com cordas; na queda, a cabeça deve quase roçar o chão sem provocar dor, depois todos bailam em volta, o qual irá trazer uma boa colheita de inhame.

GASTRONOMIA

Pratos típicos

A maioria dos pratos típicos são preparados a base de peixe, marisco, fruta-pão, taro, carne de vaca, frango, arroz, suco de coco e frutas tropicais. Entre eles destacamos o nalot, o laplat, o tuluk e o nakatambol.

Bebidas

A cerveja das ilhas chama-se kava ou aelam bia, elaborada à partir de raízes de pimenteiro. Sua preparação inclui uma cerimônia. Encontrará bebidas internacionais nos hotéis e restaurantes turísticos. Lembre que há uma norma que proibe a venda de álcool entre as 11 horas do sábado e as 7.30 da segunda-feira.

COMPRAS

O mais típico das Vanuatu são as figurinhas de madeira de feto com formas humanas, também as talhas em pedra, os trajes tradicionais, com saias de erva e elementos para cerimônia, instrumentos musicais, arcos com flechas, cuias talhadas com figuras de animais, e uma olaria de origem ancestral.

POPULAÇÃO E COSTUMES

Umas 165.000 pessoas vivem em Vanuatu. A maioria são melanésios, apenas 1 por cento são polinésios nativos, e o resto tem mistura com europeus.

Costumes próprios

A maior parte das ilhas tem costumes próprios, que incluem línguas indígenas diferentes. Suas cerimônias e cultos são diferentes entre si, embora algumas são comuns como a Kastom, ou costume de pagar os serviços recebidos.

A vida nas cidades

A vida nas cidades tem mudado, modernizando-se, mas os povoados conservam seus costumes, os homems trabalham a terra e descansam no nakamal bebendo Kava ou conversando após o trabalho, enquanto as mulheres cuidam do suministro da água.

O sistema Nimangki

O sistema nimangki outorga a categoria de chefe de clã à quem ganha prestígio dando mostras de ostensiva riqueza, através da organização de festas, etc.

Religiões e tabús

Os que não sucumbiram ao cristianismo conservam suas religiões e tabús. A magia está muito arraigada em alguns pontos, onde acredita-se nos espíritos, respeita-se os antepassados e combate-se os demônios.

Culto dos cargueiros

O “culto dos cargueiros” extendido por toda a região, pelo qual acreditava-se que o homem branco iria trazer a riqueza em navios de carga, foi chefiado aqui por Jhon Frum.

As mulheres

As mulheres trabalham mais duro que os homems pelo que encontram a morte mais cedo. Antes pagava-se muito pela noiva, hoje em dia o preço é dois porcos, o seu equivalente em moeda oficial.

ENTRETENIMENTO

Nas ilhas poderá praticar numerosos esportes, sobre tudo os que têm a ver com o mar, além poderá jogar golfe. Há alguns festivais de interesse no país, mas sobre tudo não falte às cerimônias de rituais, danças, cantos, etc. Em Vanuatu há parques marítimos inacreditáveis, embora no momento não tenha parques florestais. Visite os centros de artesanato e os edifícios históricos para ter uma idéia da riqueza cultural deste povo. Nas principais cidades encontrará clubes e vida noturna.

FESTIVIDADES

Os dias festivos oficiais são o 1 de janeiro Ano Novo, 5 de março, 5 e 8 de abril, 1 e 16 de maio, 30 de julho Dia da Independência, 15 de agosto, 5 de outubro e 25 e 26 de dezembro. Em Vanuatu celebram-se bom número de festas tradicionais, assim como, diferentes rituais e cerimônias. Coincidindo com algum deles, não deixe de assistir.

TRANSPORTES

Avião

Numerosas companhias internacionais da região voam a Vanuatu. Destacamos Air Vanuatu, e para os vôos internos Vanair Ltd.

Barco

Existem numerosos cruzeiros através das ilhas; deslocar-se de barco pelo país é o mais comum.

Carro

Pode-se alugar carros no país e são aceitas as licenças de outros países

Transporte público

O transporte local da ilha se faz em pequenos ônibus. Além disso, as cidades de Port Vila e Luganville contam com serviço de táxi.

Fonte: www.rumbo.com.br

Vanuatu

História

Habitado ou visitado por navegadores polinésios para vários milênios (4000 anos sobre Torres Islands), estas ilhas foram descobertas em 1606 por Pedro Fernandes de Queiroz, navegador Português ao serviço de Espanha, que foram, então, a visita do francês Louis-Antoine de Bougainville (1768), seguido em 1773 pelo capitão James Cook desembarcou nas ilhas, que ele chamou de Novas Hébridas e ele desenhou o primeiro mapa.

Os primórdios da colonização européia, por volta de 1825, foram precedidas pelo apostolado dos missionários, protestantes britânicos e católicos franceses, que entraram na competição, a rivalidade foi logo depois reforçada pela chegada de colonos britânicos e franceses da Austrália Nova Caledônia. Para evitar o risco de confronto entre as duas comunidades, a França ea Grã-Bretanha em 1878 proclamou a neutralidade do arquipélago, e instituiu em 1887 uma convenção naval misturados.

A Convenção de Londres (1906), os dois poderes, então, decidiu estabelecer um regime de condomínio que foi especificado através de um protocolo em 1914 (oficialmente ratificada em 1923), após o que cada país tinha autoridade sobre seus nacionais, e ambos conjuntamente sobre a população aborígene.

Após a Segunda Guerra Mundial, as Novas Hébridas beneficiou instituições (Conselho Consultivo de 1957) que levaram à independência em 1975. Portanto, a divergência entre o Inglês (a maioria) e francófonos aumentou, mas uma trégua permitido a adopção de um projeto de Constituição (Setembro de 1979).

Em novembro de 1979, as eleições foram vencidas pelo partido do ministro Inglês Walter Lini (1942-1999), que se tornou primeiro-ministro, as ilhas francesas de Espiritu Santo e Tanna em seguida, tentou se separar (sob a liderança de Jimmy Steevens Inglês ). Um contingente franco-britânica teve de intervir para reduzir a secessão tentativa e independência foi finalmente proclamada em 30 de julho de 1980, as Novas Hébridas se tornou a República de Vanuatu. O Inglês Sokomanu Ati George foi eleito Presidente da República.

Em 1983, o partido de W. Lini ganhou as eleições.

Em 1984, enfrentou Sokomanu Lini, renunciou e foi re-eleito.

Em 1987, Lini voltou a vencer as eleições.

Em janeiro de 1989, Sokomanu foi deposto e preso. O Inglês Karlomnana Timakata foi eleito para seu posto.

Em setembro de 1991, Lini teve que se retirar e foi substituído pelo Inglês, mas em dezembro o partido francês ganhou as eleições e os franceses Maxime Carlot Korman se tornou primeiro-ministro. Em 1994, o francês Jean-Marc Leye foi eleito Presidente da República.

Em março de 1999, João Bani sucedeu-lhe como chefe de Estado, e nomeou Donald Kalpokas a liderança do governo.

Fonte: www.oceanie-planete.com

Vanuatu

Nome completo: República de Vanuatu
População: 246.000 (ONU, 2011)
Capital: Port-Vila
Área: 12.190 km ² (4.707 milhas quadradas)
Principais idiomas: Bislama, Francês, Inglês
Principal religião: Cristianismo
Expectativa de vida: 70 anos (homens), 74 anos (mulheres) (ONU)
Unidade monetária: 1 Vatu = 100 cêntimos
Principais exportações: Copra, madeira, carne bovina de cacau,
RNB per capita: EUA $ 2.870 (Banco Mundial, 2011)
Domínio da Internet:. Vu
Código de discagem internacional: 678

Perfil

Vanuatu – uma seqüência de mais de 80 ilhas, uma vez conhecidas como as Novas Hébridas – alcançou a independência da França e da Grã-Bretanha em 1980.

A maioria das ilhas são habitadas, alguns têm vulcões ativos.

Vanuatu é montanhosa e muito do que é coberta com florestas tropicais. Como a maioria da área, é propensa a terremotos e maremotos. A maioria das pessoas vivem em áreas rurais e da agricultura de subsistência prática.

Vanuatu tem sido poupado a agitação que se abateu sobre os países vizinhos, como as Ilhas Salomão e Fiji, embora a maior ilha, Espiritu Santo, experimentou um breve insurreição em 1980.

As tradições locais são fortes. As mulheres, por exemplo, geralmente têm menor posição social do que os homens e têm menos oportunidades educacionais.

Apesar do forte crescimento, a economia tem se esforçado para atender as necessidades de expansão da população de Vanuatu.

As principais fontes de receita são a agricultura e eco-turismo. Ambos dependem do tempo, e quando, em 1999, os ciclones e chuvas persistentes atingiu Vanuatu, ambos sofrem.

A receita tributária é derivada de direitos de importação e do imposto sobre o valor acrescentado (IVA), e não há imposto de renda pessoal.

Vanuatu reforçou seu imposto e sistemas de regulamentação após a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) alertou que poderia enfrentar sanções se os regimes de tributação frouxas foram exploradas por criminosos para lavagem de dinheiro. Em 2011, Vanuatu fez progressos suficientes na aplicação acordados internacionalmente normas fiscais para ser removido da “lista cinzenta” da OCDE de países considerados ainda não tenham ido longe o suficiente para conter as práticas fiscais nocivas.

Austrália, um dos principais doadores, tem empurrado para a boa governança ea reforma econômica nas ilhas.

Vanuatu
Tanna ilha no sul: Capitão Cook foi o primeiro europeu a visitar

Uma cronologia dos principais eventos:

1606 – explorador europeu Pedro Fernández de Quirós lidera uma expedição para as ilhas de nomeação deles Terra Austrialis del Espiritu Santo.

1768 – Louis Antoine de Bougainville nomeia as ilhas Cíclades Les Grandes.

1774 – O explorador britânico capitão Cook cartas das ilhas chamando-as Novas Hébridas.

1800 – Milhares de ni-Vanuatu são raptadas e forçadas a trabalhar em plantações de açúcar e algodão em Fiji e em Queensland, Austrália. A prática, conhecida como “blackbirding”, continua até o início do século 20.

1865 – Os colonos europeus começam a chegar nas ilhas.

1887 – Grã-Bretanha e França estabelecer uma Comissão Mista Naval nas ilhas para proteger seus cidadãos.

Governo Anglo-francesa

1906 – Grã-Bretanha e França fazem do país um condomínio, sob administração conjunta. Cada energia é responsável por seus próprios cidadãos, mas indígenas Hebrideans Novas são cuidadas por ambos os países. Não Novas Hebrideans escolher em que país deseja ser governado por.

1938 – Surgimento do culto à carga John Frum. Crentes dizem bens de propriedade de visitantes norte-americanos e europeus para a ilha são realmente significava para eles, mas são interceptados pelos estrangeiros. Eles acreditam que os seus antepassados vontade um dia voltar com bens ou “carga” para eles. A prisão britânica os líderes do movimento e proibir qualquer menção de John Frum.

1956 – John Frum é reconhecido como uma religião pelo Condomínio anglo-francês.

1963 – O movimento NaGriamel político surge em Espiritu Santo. Seguidores defendem a devolução de terras para as pessoas ni-Vanuatu e um retorno a formas tradicionais.

1971 – NaGriamel, ansioso que mais de 36% das Novas Hébridas é agora propriedade de missionários estrangeiros, plantadores e comerciantes, petições da ONU para impedir a venda de terras adicionais para não-índios

1977 – Representantes das Novas Hébridas e os governos da Grã-Bretanha e França concordam um plano de independência para as ilhas em 1980, após um referendo e eleições.

1978 – Uma medida de auto-governo introduziu.

Independência

1980 Junho – Jimmy Stevens, o líder do NaGriamel, declara Espiritu Santo independente do resto do rebatismo Novas Hébridas da ilha o Estado Independente do Vemarana. Tropas Papua Nova Guiné, apoiada pelos australianos, abaixe a insurreição.

1980 30 de julho – Novas Hébridas alcança independência dentro da Commonwealth, sob o nome de Vanuatu. Pai Walter Lini é primeiro-ministro.

1996 – O presidente Jean-Marie Leye e ex-vice-primeiro-ministro Barak Sope são brevemente sequestrado pela Força Vanuatu móvel como parte de uma disputa salarial de longo prazo com o governo.

Primeiro ombudsman de Vanuatu, Marie-Noelle Ferrieux-Patterson, lançamentos relata duramente crítica de transações financeiras do governo, incluindo a venda de ni-Vanuatu passaportes a cidadãos estrangeiros.

Abril de 2001 – Edward Natapei se torna primeiro-ministro.

Julho de 2002 – Myriam Abel, diretor de Vanuatu Saúde Pública, torna-se a primeira mulher das ilhas do Pacífico a ser eleito para o executivo da Organização Mundial de Saúde.

Julho de 2002 – Barak Sope é condenado a três anos por abuso de poder como primeiro-ministro. Ele tinha forjado garantias do governo no valor de 46 milhões de dólares australianos. Ele é perdoado e libertado depois de três meses, supostamente sofrendo de diabetes.

Maio de 2003 – Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, impressionado com as reformas Vanuatu, remove Vanuatu a partir de uma lista de paraísos fiscais não cooperativos.

Vanuatu
Mt Yasur na ilha de Tanna é o mais ativo dos vulcões nove Vanuatu

Abril-Maio de 2004 – Alfred Masing Nalo eleito como presidente, mas afastado do cargo após a Suprema Corte invalida resultado.

2004 Maio – coalizão do primeiro-ministro perde sua maioria, novas eleições chamado.

Julho-Agosto de 2004 – Serge Vohor eleito como primeiro-ministro; Kalkot Mataskelekele eleito como presidente.

Novembro-Dezembro de 2004 – A controvérsia sobre o primeiro-ministro Vohor tentativa de forjar relações diplomáticas com Taiwan. O PM é afastado depois de um voto de confiança e é substituído por Ham Lini.

Dezembro de 2005 – Milhares de pessoas são evacuadas como Monte Manaro, um vulcão ativo em Ambae, começa a expelir cinzas e vapor.

Março de 2007 – Estado de emergência declarado após ilhéus de Ambrym e Tanna confronto na capital, supostamente por acusações de feitiçaria. A violência deixa três pessoas mortas.

De setembro de 2008 – Edward Natapei eleito primeiro-ministro depois que seu partido ganhou o maior número de cadeiras no parlamento.

De setembro de 2009 – Parlamento escolhe Iolu Abil para suceder Mataskelekele Kalkot como presidente.

Novembro de 2009 – O primeiro-ministro Edward Natapei é despojado de sua posição depois de perder três vezes consecutivas sessões parlamentares, sem apresentar uma explicação por escrito. Ele continua em uma capacidade de guarda, enquanto o sucessor é decidido.

Fevereiro de 2010 – O Banco Asiático de Desenvolvimento diz Vanuatu é uma das economias que mais crescem no Pacífico, com crescimento de quase quatro por cento no ano passado em um sétimo ano consecutivo de crescimento sem precedentes.

2010 novembro – PM Edward Natapei deposto em voto de não-confiança, substituído pelo vice-PM Sato Kilman.

2011 Junho – Sr. Natapei torna-se premiê interino após a nomeação judicial de regras Sato Kilman inconstitucional. A nova eleição no final do mês retorna Sr. Kilman para escritório.

2012 Maio – linha diplomática com a Austrália sobre a prisão do secretário de primeiro-ministro Kilman sobre acusações de fraude. Vanuatu expele um grupo de ligação australiano polícia em resposta.

2012 Novembro – Após as eleições parlamentares de outubro, Sato Kilman forma uma coalizão 11 de partido novo que lhe permite manter a Premiership e manter seu rival Edward Natapei do poder.

Fonte: news.bbc.co.uk

Vanuatu

História

Os restos arqueológico encontrado Vanuatu indicam que o homem tem vivido ano desde 3000 aproximadamente.

Parece que são navegadores Melanésios de de Papua Nova Guiné colonizaram Vanuatu primeiro.

Os primeiros navegadores de Papua

Suas viagens eram longas e perigosas canoas também utilizados para o transporte de animais e plantas.

Outros se seguiram, durante um longo período antes de se estabelecer.

Ilhas hoje habitadas têm suas próprias línguas e costumes.

Os primeiros exploradores europeus

A primeira descoberta do arquipélago pelos europeus foi em maio de 1606. Este é o português Pedro Fernández de Quirós que acreditam ter atingiu o sul do continente, como desejado, dá-lhe o nome de “Terra Austrália del Espiritu Santo”, daí o nome atual de Espiritu Santo.

Relações não são as melhores com os nativos, Queirós deixa o país cai no esquecimento.

Não foi até 160 anos mais tarde que o francês Louis Antoine de Bougainville Ilha reconhece isso e dá-lhe o nome de “Cíclades Grandes” ao longo Maewo, Pentecostes, Malekula, Malo e Ambae onde ele ato de tomar posse. Ele até deixou o seu nome para o estreito que separa Santo Malekula.

James Cook e as Novas Hébridas

Em 16 de Julho de 1774, o britânico James Cook a bordo do Resolution, por sua vez, descobre o arquipélago durante a sua segunda expedição ao Pacífico.

Ele é o primeiro gráfico do arquipélago e as “Novas Hébridas”. Mas o famoso capitão será de apenas 46 dias. Sucessão vários navegadores depois.

Entre eles, La Pérouse, d’Entrecasteaux, Bligh e Dumont d’Urville. Alguns também são baleeiros chamar.

A primeira instalação dos europeus, na verdade, remonta a 1825, quando o irlandês Peter Dillon estabelece o comércio de sândalo com a China.

Em seguida, a madeira negociar até que se esgotem os recrutadores reconverter muitos sândalo em trabalho de parto, chamado de “negros birding “para Fiji e Queensland.

Alguns fazendeiros australianos estabeleceram nas ilhas de Efate e Epi para explorar óleo de copra. Vemos também colonos da Nova Caledônia, como John Higginson, que sonhava com a anexação das Novas Hébridas por França. Ele comprou mais de 300 000 hectares redistribuídas para os franceses e criou a Companhia Caledonian das Novas Hébridas.

Depois foi a vez de James Burns Philp e Robert se unem para comprar terras em seus nomes.

Economia

Agricultura e as exportações relativas aos mesmos, bem como de turismo e Centro Financeiro são as principais bases da economia.

Cacau, café, kava, pimenta, abóbora peles, gado … tendem a crescer, mas o coco é o primeiro recurso do país (34 000 toneladas).

Exportação de carne

A economia também é baseada na exportação de carne bovina e, peixe florestal, pesca e agricultura. Dois matadouros estão localizados e alguma indústria leve (bebidas, sorvetes, roupas, móveis, sabonetes …) Nos últimos anos, as leis fiscais favoráveis fizeram o arquipélago um paraíso fiscal.

Turismo, capital crescendo, e estrangeiros já representam dois terços do PIB. Com um fluxo anual de mais de 61.000 pessoas, os visitantes vêm principalmente de Austrália, Nova Zelândia e Nova Caledônia.

Geografia

O arquipélago conhecido na época do Condomínio sob o nome de “Novas Hébridas” foi rebatizada de “Vanuatu” 30 de julho de 1980, no dia da sua independência política. Transformada em uma república, que estabelece um Parlamento, um conjunto de chefes e de governo. A combinação de influências francesas e Inglês decorrentes do condomínio é uma riqueza cultural e de abertura para o desenvolvimento econômico e turismo.

População

O arquipélago é composto por pouco mais de 80 ilhas e ilhotas que formam um Y inclinado Noroeste.

Quase 900 km distante Torres ilhas no norte da Aneityum no sul, cobrindo uma área de 12.189 km2 e águas de superfície de 450 000 km2.

Vanuatu é uma cadeia de ilhas vulcânicas jovem, robusto e altas montanhas.

Localizado no Anel de Fogo do Pacífico, ponto de encontro de duas placas tectônicas continentais Vanuatu sofre frequentes terremotos, sem grande perigo para os seres humanos.

Estações sismológicas do registro IRD também agitando permanentemente, mas apenas o mais importante são sentidas por seres humanos.

Vulcões ativos

Vários vulcões são constante atividade. Ela pode, em particular, ver vulcões nas ilhas de Tanna, Ambrym e Lopevi.

No entanto outros têm uma atividade reduzida: o caso dos vulcões e Gaua Aoba.

A leste de Epi, dois vulcões submarinos foram identificados, é possível ver a água borbulhando, voando a baixa altitude.

Fauna

A fauna do arquipélago não é perigoso. Entre eles, muitos animais foram importados pelo homem. Este é o caso de porcos, galinhas, vacas, cavalos …

Muitas aves

A presença de aves é diversificada e espetacular. Mais de 121 espécies foram registradas. Destes, 10 são endêmicas para Vanuatu. Cação ou “flying fox” e nautou estão bem preparados, refeições de qualidade que podem ser encontrados em alguns restaurantes locais.

O país também é bastante popular com borboletas, algumas mariposas são chamados de “boa notícia”.

Répteis inofensivos

Répteis não são perigosos. Entre os mais conhecidos, temos o lagarto, o lagarto verde, boa e no Pacífico. Alguns jacarés foram descobertos perto da Ilha Banks, mas eles são difíceis de se reproduzir.

Finalmente, é um animal que desfrutam, bem como o cação: o caranguejo de coco. Sua carne é saborosa e vale a pena uma visita.

Clima e Vegetação

Vegetação exuberante

Espécies de árvores e tipos de vegetação são variados. A costa para o interior da ilha, a vegetação é diferente.

No mar, encontramos, entre as mais conhecidas espécies: manguezais, coqueiros, casuarinas, pandanus, os buraos os nameles … Quando se vai para o interior das ilhas, a vegetação em geral, torna-se mais densa e exuberante, e não aparecem melektrees, kauri, Banyan, samambaias, orquídeas selvagens, cipós …

Um mundo endêmica

Isto é o que é chamado de floresta primária ou virgem, isto é uma antiga floresta intacta e contém muitas plantas e animais desenvolveram suas próprias espécies, esta é a razão que há uma grande quantidade de insetos, pássaros e plantas que são endêmicas de Vanuatu. O homem gradualmente abriu o habitat florestal para suas culturas, ou simplesmente para registro.

Em muitos lugares, a vegetação empurrado, formando uma floresta secundária: o mato.

Árvores frutíferas e flores

Manga, mamão, banana, laranja, limão … crescer em grandes números. Mime-se com o prazer de ir ao mercado no período da manhã. Você vai encontrar frutas – abacaxi, melancia, graviola, framboesa – e todos os tipos de legumes e flores.

Em todos os lugares, você pode admirar o hibisco e buganvílias com cores múltiplas e variadas, frangipani, extravagante e muito poucas outras flores, árvores e arbustos.

Clima tropical quente

O clima é tropical. Temporada de maio a outubro é seco e fresco com belos dias ensolarados.

Temporada de novembro a abril é bastante úmido, quente e úmida: esta é a época chamada de “Hurricane”, com temperaturas em torno de 30 °.

Em relação à água, a temperatura do mar pode variam de 22 a 28 °, o banho é possível durante todo o ano, independentemente da estação.

Civilização e Cultura

Acolhimento e quentes, as pessoas Vanuatu tem diversão compartilhar sua cultura.

Nas aldeias habitual, viver uma celebração mágica Melanésia.

Melanésia cultura e tradição

A cultura tradicional é muito importante e ainda está muito vivo na vida dos melanésios. Esta não é apenas uma série de rituais, cerimônias e tradições, é também um estilo de vida que dita o comportamento e fornece interpretações do que acontece. Costumes e tradições existiram por séculos e pode respeitar na comunidade.

O costume, no coração da sociedade

Eles são encontrados em cada evento na vida social e familiar (casamento, funerais, circuncisão, passando grau …). Eles manter a lei ea ordem. Quando as disputas em erupção, eles ainda podem ser resolvidas de forma pacífica, através da partilha de alimentos, tapetes e porcos.

Adaptação tranquila

Ao longo dos anos, tem, no entanto, foi uma mudança ritos culturais e habitual. Kava e nakamal antes eram reservados para os homens. Eles agora são permitidos para as mulheres.

O povo de Vanuatu continuam convencidos de que é importante para perpetuar costumes e tradições para as gerações futuras como as gerações anteriores de viver em paz e harmonia.

Roupas tradicionais

O vestido tradicional do homem é “nambas” ou bainha do pênis, feita com a casca ou folhas de pandanus.

Quanto à mulher, ela está usando uma saia feita de folhas, tapetes entrançados ou buraos fibras.

Para estes equipamentos de base, e de acordo com diferentes cerimônias, além máscaras, cocares e adornos.

Fonte: www.vanuatuparadise.com

Vanuatu

Outrora denominado como arquipélago das “Novas Hébridassendo governado conjuntamente pelo Reino Unido e pela França,Vanuatu (“Terra E-terna”) tornou-se independente em 1980, sendo a “capital turística da Melanésia, com atividades diversificadas, como “scuba diving, natação, snorkeling, kayak, windsurf, vela, hipismo, golfe, tendo sido a região original do “Bungee jumping. Dispõe ainda de casinos, “resorts turísticos e “duty-free shops.

É também famoso pelas suas selvas.

Vanuatu
Vanuatu

Com fronteiras marítimas com as Ilhas Salomão (a Norte), com a Nova Caledônia (a Sul) e com a Ilhas Fiji (a Leste) – distando cerca de 2 445 km a Nordeste de Sidney e 800 km a Oeste das Ilhas Fiji –, compreende 83 ilhas (10 principais e, as restantes, pequenas ilhas – num total de 63 ilhas habitadas) que se estendem por uma extensão de 1300 km, essencialmente de origem vulcânica e com clima tropical, subsistindo vulcões ativos nomeadamente nas ilhas de Tanna, Ambrym, Ambae, Lopevi, e Gaua.

Tem uma superfície total de cerca de 12 200 km2 (de que as ilhas de Espiritu Santo e Malekula representam cerca de metade), dispondo de cerca de 200 000 habitantes, com capital em Port-Vila, situada na ilha de Éfaté, sendo a outra cidade principal a de Luganville.

Para além da cosmopolita capital, destacam-se a cultura tribal e o vulcão ativo em Tanna, no Sul e Santo, a Norte, uma atração para os praticantes de “scuba dive.

As línguas faladas no país são o inglês, o francês (antigos colonizadores) e o bislama (idioma crioulo, evoluído a partir do inglês).

O fuso horário é o de TMG + 11 horas. A Air Vanuatu tem voos para Port-Vila a partir de Sidney, Nouméa (Nova Caledônia), Brisbane, Honiara (Ilhas Salomão) e Auckland (N. Zelândia).

Cronologia

1606 – O explorador espanhol Pedro Fernández de Quirós visita Espiritu Santo

1774 – O Capitão Cook elabora o primeiro mapa do grupo das Novas Hébridas

1882 – Companhias francesas começam a adquirir terras

1902 – Os britânicos e franceses instalam-se no território

1906 – Estabelecido o controlo conjunto de Reino Unido e França sobre as Novas Hébridas

1942 – EUA instalam bases militares contra o Japão

1980 – Independência de Vanuatu

Fonte: memoriavirtual.net

Vanuatu

Vanuatu é um país no Pacífico.

A capital é Port-Vila.

A principal religião é o Cristianismo.

As línguas principais são Bislama, Inglês e Francês.

Múltiplas ondas de colonizadores, cada uma falando uma língua distinta, migraram para as Novas Hébridas nos milênios anteriores à exploração Européia no século 18. Este padrão de colonização responde pela complexa diversidade lingüística encontrada no arquipélago até hoje.

Os Britânicos e Franceses, que se estabeleceram nas Novas Hébridas no século 19, concordaram em 1906 à um Condomínio Anglo-Francês, que administrou as ilhas até a independência em 1980, quando o novo nome de Vanuatu foi adotado.

As Novas Hébridas, ilhas no sudoeste do Pacífico que foram administradas em conjunto pela França e a Grã-Bretanha por 74 anos, tornaram-se a nação independente de Vanuatu em 30 de Julho de 1980. Desde então, o povo de Vanuatu – o nome significa “nossa terra” – mudaram-se para desenvolver sua economia e forjar uma identidade nacional fora de suas muitas culturas coloridas.

Terra

Vanuatu é uma cadeia em forma de Y de ilhas vulcânicas e de coral que se estendem de norte a sul por cerca de 560 mi. (900 km). Localizada a cerca de 1.200 mi. (1.930 km) nordeste da Austrália, ela inclui 12 grandes ilhas e cerca de 70 menores. Efate, uma ilha perto do topo da haste do Y, é o local da jovem capital da nação, Port-Vila.

As ilhas de Vanuatu foram formadas por atividade vulcânica milhares de anos atrás, e vários vulcões ainda estão ativos, incluindo um submarino perto da ilha de Tongoa. Estas ilhas montanhosas são densamente florestadas, especialmente nas suas costas do leste, que recebem a maior parte da chuva. Seus lados ocidentais são frequentemente florestas tropicais ou savanas, especialmente no sul.

As pessoas vivem principalmente ao longo da estreita planície costeira das ilhas maiores. As ilhas mais populosas são Efate, Espiritu Santo, Malekula e Tanna. O clima de Vanuatu é quente e úmido. As temperaturas variam entre cerca de 60° a 92 °F (16° a 33 °C), e a pluviosidade média é de 91 polegadas (231 cm) por ano.

População

Cerca de 94 por cento dos Vanuatuanos são da Melanésia, o que representa uma grande variedade de culturas. Cerca de 4 por cento são de descendência Francesa. O resto são Chineses, Vietnamitas, e pessoas de outras ilhas do Pacífico. Os mais tradicionais dos Vanuatuanos vivem no interior de Malekula e Espírito Santo, as duas maiores ilhas. Os porcos desempenham um papel central nestas culturas tradicionais, com as tribos e líderes tentando adquirir o maior número possível de suínos.

O impacto do mundo exterior é evidente em todas as ilhas. Pessoas que nunca tinham feito uso do dinheiro agora precisam dele para comprar bens de consumo e pagar o imposto que apóia os governos locais. Muitos deixaram o campo em busca de emprego e educação. Um em cada 10 Vanuatuanos agora vive em Port-Vila.

Cerca de 115 línguas são faladas nas ilhas. Muitos Vanuatuanos podem falar cinco ou seis idiomas, incluindo Inglês e Francês, as línguas oficiais. Outra língua oficial é o Bislama de Vanuatu, uma forma de pidgin Inglês que é falado por quase todos.

Embora a educação não seja obrigatória, a maioria das crianças frequentam a escola primária. As escolas secundárias são muito poucas para acomodar todos os que desejam freqüentar. A ilha de Tanna, com cerca de 20.000 pessoas, abriu sua primeira escola colegial em 1987.

Malapoa College, em Port-Vila, oferece cursos de formação de professores e alguns estudantes freqüentam faculdades em outras partes com bolsas de estudo. Pouco mais da metade de todos os Vanuatuanos adultos podem ler e escrever.

Uma série de denominações Cristãs têm seguimentos substanciais em Vanuatu, e muitas pessoas seguem crenças animistas tradicionais. Durante a década de 1940, o povo de Tanna inventou uma nova religião – “cargo cultos” – construída em torno da lenda de John Frum (como em “John from America”).

Esses cultos desenvolveram-se durante a Segunda Guerra Mundial, quando as tropas Americanas trouxeram grandes quantidades de mercadorias para a ilha. Aparentemente, um dos soldados, um homem chamado John, distribuiu uma variedade de produtos para os moradores.

Muitos Tanneses acreditam que ele voltará novamente em um avião de carga ou submarino, levando-lhes comida e muitas coisas boas. Os aldeões cultuam John Frum em clareiras, onde eles fixaram pequenas cruzes de madeira vermelha.

Economia

Fortemente dependente da ajuda externa, especialmente da Austrália, Vanuatu é uma das nações menos desenvolvidas do mundo. Pães quentes do pão francês são vendidos na Rue Higginson, a rua principal ao longo do porto verde de Vila.

Mas apenas os aventurados podem pagar. A maioria das famílias em Vanuatu crescem inhame, taros, mandiocas, batata doce, e fruta-pão em pequenas propriedades rurais para uso próprio, e ganham pouco dinheiro.

Coco, cacau e café são cultivados em grandes plantações para a exportação. Copra (massa seca) é o líder de exportação do país. Bovinos e suínos são criados em fazendas de coco, e sua carne é processada para exportação.

Uma planta frigorífica de peixes em Espiritu Santo prepara atum, bonito, e outros peixes para exportação. Alguns itens, principalmente materiais de construção e bebidas, são feitos localmente, mas a maioria dos produtos devem ser importados.

Artesanato é feito para venda ao número crescente de turistas que visitam as ilhas por ano, atraídos pelo clima tropical e beleza cênica. Porque Vanuatu não tem impostos diretos, está crescendo em importância como um centro bancário internacional.

O único mineral conhecido é o manganês, encontrado em Efate. Apesar das extensas florestas serem exploradas principalmente para atender às necessidades locais, a madeira responde por cerca de 4 por cento das exportações da nação.

Economia – visão geral:

Esta economia de ilha do Pacífico Sul é baseada principalmente na agricultura de pequena escala, o que proporciona uma vida para cerca de dois terços da população. Pesca, serviços financeiros offshore e turismo, com cerca de 197 mil visitantes em 2008, são pilares outros setores da economia.

Depósitos minerais são insignificantes, o país não tem depósitos de petróleo conhecidas. Um setor da indústria pequena luz serve para o mercado local. As receitas fiscais provêm principalmente de direitos de importação.

O desenvolvimento econômico é prejudicado pela dependência das exportações de commodities relativamente poucos, vulnerabilidade a desastres naturais e as longas distâncias dos mercados principais e entre as ilhas constituintes.

Em resposta às preocupações estrangeiros, o governo prometeu apertar regulamentação do seu centro financeiro offshore. Em meados de 2002, o governo intensificou os esforços para impulsionar o turismo através de ligações aéreas melhoradas, desenvolvimento de resort, e instalações de navios de cruzeiro.

Agricultura, especialmente gado, é um segundo alvo para crescimento. Austrália e Nova Zelândia são os principais fornecedores de turistas e ajuda externa.

História

Pouco se sabe sobre a história inicial de Vanuatu. O explorador Português Pedro Fernandes de Queirós estabeleceu uma colonia de curta duração lá em 1606. Após as ilhas serem visitadas por vários exploradores Franceses e Britânicos no final do século 18, missionários Franceses e Britânicos, comerciantes e agricultores começaram a se estabelecer por lá.

Para proteger as vidas e a propriedade dos colonos, os governos Britânico e Francês criaram uma comissão naval conjunta na área em 1887. A administração Britânica e Francesa conjunta das ilhas foi formalmente criada em 1906.

Escolas separadas, igrejas, hospitais e forças policiais foram criadas para os cidadãos Britânicos e Franceses. Mas pouco foi feito para o povo nativo, que não tinha laços de cidadania para a Grã-Bretanha nem a França.

A participação de Vanuatu nos assuntos do governo veio lentamente. Os Vanuatuanos não foram autorizados a eleger sua primeira assembléia de representantes até 1975. Depois disso, os acontecimentos se moveram rapidamente e, em 1979, os governos Francês e Britânico aprovaram uma constituição.

Pouco antes da independência, grupos dissidentes em Espiritu Santo e Tanna tentaram se separar do resto do país. As revoltas foram rapidamente colocadas para baixo, e a independência veio em 1980, como previsto.

Em 1981, Vanuatu tornou-se membro das Nações Unidas. Ela foi aceita na Organização Mundial do Comércio (OMC) em 2001. O atual primeiro-ministro de Vanuatu, Edward Natapei, tomou posse em 2008. Iolu Johnson, o atual presidente, foi escolhido pelo Colégio Eleitoral em 2009.

Governo

Vanuatu tem um sistema parlamentar de governo. Os 46 membros da legislatura de uma casa são eleitos para mandatos de quatro anos por sufrágio universal. O líder do partido maioritário no parlamento serve como primeiro-ministro e chefe do governo.

O Parlamento e os líderes dos 11 conselhos regionais elegem um presidente para servir por cinco anos como chefe de estado em grande parte cerimonial. Um Conselho de Chefes aconselha o governo sobre a preservação da cultura tradicional.

Harold M. Ross

Fonte: Internet Nations

Veja também

Hino Nacional da República Democrática do Congo

Debout Congolais PUBLICIDADE Debout Congolais (Levanta congolês) é o hino nacional da República Democrática do …

Locais Turísticos da República Democrática do Congo

BRAZZAVILLE PUBLICIDADE É um lugar muito interessante, muito verde, com uma Basílica, Mercados e o …

República Democrática do Congo

PUBLICIDADE O território que hoje leva o nome de República Democrática do Congo tem sido habitada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.