Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Cecílias  Voltar

Cecílias

 

Faixa: África Central, Sudeste da Ásia e sul do México até a Argentina
Habitat: Terra solta e areia do solo em florestas tropicais, ou em rios ou córregos

Cecílias
Cecília

Anfíbios sem patas

Cecílias são anfíbios tropicais que se parecem com grandes vermes ou cobras lisos. Eles não têm braços ou pernas, e às vezes é difícil dizer qual é cabeça e que é a cauda! Sua pele brilhante é cercado com dobras da pele chamadas anéis, e eles geralmente vêm em tons de cinza, marrom, preto, laranja ou amarelo. Algumas espécies têm minúsculos, escalas fishlike dentro dos anéis.

A maioria das cecílias são burrowers, vivendo em uma rede de túneis subterrâneos. Um, grosso, duro crânio pontudo ajuda a esses anfíbios cavar em terra fofa.

Por causa de seu estilo de vida subterrâneo, cecílias têm pouca necessidade de ver ou ouvir. Portanto, seus olhos são muito pequenos em algumas espécies, ou ocultos sob a pele ou crânio em outras espécies, fazendo apenas pequenas colisões de cinza para os olhos.

Algumas espécies da América do Sul passa a vida na água, em vez de na terra. Cecílias não tem aberturas de ouvido, por isso, é duvidoso que eles podem ouvir os sons da forma como fazemos. Eles contam com seus tentáculos sensíveis, localizados entre as narinas e os olhos, para localizar a sua presa e encontrar o seu caminho.

Fonte: animals.sandiegozoo.org

Cecílias

As cecílias são anfíbios que não possuem membros e que possuem hábito fossorial (vivem enterradas). Por causa desse hábito, as cecílias possuem os olhos muito pequenos e usam receptores químicos para detectar suas presas.

Podem ser aquáticas ou terrestres, mas todas respiram através de pulmões. Alimentam-se de presas alongadas como minhocas, vermes, larvas de insetos, insetos e provavelmente também de peixes.

As cecílias são encontradas em hábitats tropicais, no Brasiol existem espécies aquáticas na Amazônia e terrestres por grande parte do território. São difíceis de encontrar, pois vivem em locais úmidos enterradas no solo.

Os machos desse grupo possuem um órgão copulatório denominado falodeu, assim a fecundação nas cecílias é interna. Algumas cecílias são ovíparas e outras vivíparas.

Pode haver cuidado dos ovos até o nascimento.

Cecílias
Cecília

 

As cecílias são anfíbios, vermiformes, que não têm membros e que vivem enterradas.

O que são

Em decorrência, seus olhos são muito pequenos e usam receptores químicos para detectar suas presas. Podem ser aquáticas ou terrestres, mas todas respiram através de pulmões. Alimentam-se de presas alongadas como minhocas, vermes, larvas de insetos e provavelmente também de peixes pequenos. As cecílias são encontradas em regiões tropicais. No Brasil existem espécies aquáticas na Amazônia e terrestres por grande parte do território. São difíceis de encontrar, pois vivem em locais úmidos, enterradas no solo. Os machos desse grupo possuem um órgão reprodutor chamado de falodeu, assim a fecundação nas cecílias é interna. Algumas espécies de cecílias são ovíparas e outras vivíparas, no caso das ovíparas as fêmeas cuidam dos ovos até o nascimento.

Fonte: dreyfus.ib.usp.br

 

Cecílias

Cecílias
Cecília

O que são

As cecílias são uma ordem (Gymnophiona) de anfíbios que superficialmente se assemelham minhocas ou cobras . A maioria deles vivem escondidos no solo, tornando-os menos familiarizados a ordem de anfíbios. Todas as cecílias existentes e seus parentes fósseis mais próximos são agrupados como o clado Apoda.

Eles estão distribuídos principalmente em regiões tropicais da América do Sul e Central, África e sul da Ásia. As dietas de cecílias não são bem conhecidos.

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Cecílias viver de 5 a 20 anos. Algumas cecílias são ovíparos (ovo-camadas), alguns vivíparos (vivíparos), e alguns são ovovivíparos (o que significa que os ovos eclodem dentro da mãe e do jovem ao vivo em seu até o vencimento). A pele do caecilian é dobrada, dando-lhe o mesmo olhar rodeado como uma minhoca. De acordo com a epiderme de algumas espécies é uma camada de escamas. Esta é considerada uma característica primitiva, porque os ancestrais dos anfíbios modernos tinham, enquanto a maioria dos anfíbios modernos já não tê-los. Os olhos são cobertos com a pele e / ou dos ossos do crânio, tornando-os praticamente cego. Na frente do olho é um pequeno tentáculo que eles podem colocar para fora e reunir informações que eles enviam para o seu órgão de Jacobson, que se situa por trás de seu nariz. Cecílias vêm em algumas variedades surpreendentemente coloridos, incluindo laranja e cinza com listras amarelas.

Pelo menos um tipo de caecilian (Typhlonectes) é mantido como animais de estimação de um aquário. Typhlonectes é um caecilian totalmente aquático encontrado apenas na América do Sul. Eles são chamados de "enguias de borracha" ou "enguias negras" em lojas de aquarismo, mas eles não são enguias! Eles vão para o ar várias vezes por dia, e gostaria de enterrar-se no cascalho e viver sob o substrato.

CLASSIFICAÇÃO

Há cerca de 50 espécies de cecílias, divididas em 16 gêneros. Eles são classificados no filo - Chordata, subfilo - Vertebrata, classe - Amphibia, ordem - Gymnophiona, família - Caecilidae.

Detalhes da cobra-cega

As cobras-cegas, também conhecidas como Cecílias, são, na verdade, animais pertencentes a um grupo dos anfíbios: o dos gimnofionos. Assim, não são lagartos nem cobras e, muito menos, minhocas, já que estas, para início de conversa, são animais invertebrados.

Também não são cobras-de-duas-cabeças: répteis do grupo dos anfisbenídeo.

Esse nome, cobra-cega, é dado porque o corpo do animal é comprido, alongado e sem patas, assim como as serpentes. Com os discretos olhos que possuem é quase imperceptível, logo temos a impressão que ele é completamente cego, pois aparentemente não possui essa estrutura. No entanto, ele é capaz de identificar, pelos olhos, as mudanças na luminosidade, temperatura (diferindo ser vivo de natureza), e, além disso, possui um tentáculo, que permite que perceba cheiros e vibrações.

Outras características das cobras-cegas é que elas possuem anéis em todo o comprimento do corpo; e a pele bastante úmida, assim como muitos outros anfíbios.

Seu Habitat natural e sua Alimentação

A maioria das espécies de cobras-cegas vive enterrada no solo (são, portanto, fossoriais) e, graças à cabeça bem dura que possuem, podem escavar galerias usando essa parte do corpo.

Elas podem ser vistas, embora raramente, embaixo de folhas secas e úmidas: a serapilheira.

Cobras-cegas se alimentam, principalmente, de invertebrados. Em alguns casos, também, são capazes de comer outras cobras-cegas. Para tal, elas utilizam seus dentes para capturar as presas e, basicamente, as engolem.

No Brasil, existem pelo menos 26 espécies desses animais, já registradas pelos cientistas. Numero que promete aumentar, com as espécies descobertas, ainda não registradas. Algumas cobras-cegas, quando filhotes, se alimentam da pele da mãe, comportamento este chamado de dermatofagia. E dessa forma as tonalidades de sua pele fica mais clara, e se recupera após, mais ou menos 3 dias.

Fases da Vida

Como todos os anfíbios, a cobra-cega leva uma vida dupla – primeiro na água e depois em terra firme. Algumas espécies fazem exceção. Quando a larva sai dos ovos, vive na água, é vegetariana e respira por brânquias externas. Depois de passar por diversas transformações (metamorfoses), passa a ter respiração aérea.

Respira com um único pulmão. Respira também pela pele que é úmida e coberta de muco.

Todos os anfíbios ápodes (sem pernas) recebem o nome de cecília. Existem aproximadamente 55 espécies. Todas elas possuem o corpo comprido, muito fino e de forma cilíndrica. As espécies mais longas que medem cerca de90 cm, têm pouco mais de2 cmde diâmetro.

Esses animais vivem em todas as regiões tropicais, menos na Oceania e na República Malgaxe. São bastante difíceis de observar e estudar. Vivem em redes de túneis a90 cmou mais de profundidade, alimentando-se de moluscos, vermes e até cobras pequenas. Engolem a presa inteira e sabe-se de casos em que se comem uns aos outros. Possuem um tentáculo protrátil muito sensível entre o olho e a narina.

Fonte: www.naturehaven.com

Cecílias

Cecílias
Cecília

FILO: Chordata
CLASSE: Amphibia
ORDEM: Gymnophiona (Apoda)
FAMÍLIA: Caecilidae

CARACTERÍSTICAS

Comprimento: até pouco menos de 1 m.

Boca dentada: Alguns com escamas mesotérmicas implantadas na pele.

Cobra Cega

Ela tem vida dupla

Como todos os anfíbios, a cobra-cega leva uma vida dupla - primeiro na água e depois em terra firme. Algumas espécies fazem exceção. Quando a larva sai dos ovos, vive na água, é vegetariana e respira por brânquias externas. Depois de passar por diversas transformações (metamorfoses), passa a ter respiração aérea.

Respira o ar com um pulmão só. Respira também pela pele que é úmida e coberta de muco.

Todos os anfíbios ápodes (sem pernas) recebem o nome de cecília. Existem aproximadamente 55 espécies. Todas elas possuem o corpo comprido, muito fino e de forma cilíndrica. As espécies mais longas que medem cerca de 90 cm, têm pouco mais de 2 cm de diâmetro.

Esses animais vivem em todas as regiões tropicais, menos na Oceania e na República Malgaxe. São bastante difíceis de observar e estudar.

Vivem em redes de túneis a 90 cm ou mais de profundidade, alimentando-se de moluscos, vermes e até cobras pequenas. Engolem a presa inteira e sabe-se de casos em que se comem uns aos outros. Possuem um tentáculo protrátil muito sensível entre o olho e a narina.

A despeito dessa palavra ser uma designação comum a serpentes (Typhlopidae e Leptotyphlopidae) e a anfisbenas Amphisbaenidae, o nome cobra-cega normalmente é reservado pelos zoólogos de língua portuguesa (particularmente os brasileiros) aos anfíbios da Ordem Gymnophiona (gimnofionos ou cecílias). Às anfisbenas dão o nome de cobras-de-duas-cabeças, já que, para uma olhada rápida, cabeça e cauda são muito semelhantes.

Fonte: www.achetudoeregiao.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal