Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Biologia / Classe Echinoidea

Classe Echinoidea

PUBLICIDADE

Classe Echinoidea
Ouriço do mar

A Classe Echinoidea abrange os ouriços-do-mar (chamados de equinóides regulares) e as bolachas-da-praia (chamadas de equinóides irregulares). É a última classe de equinodermos.

Estes animais são equinodermos, então eles estão relacionados com estrelas do mar (estrela do mar) e pepinos do mar.

Vivem sobre substratos duros ou na areia ou lodo, podendo até enterrar-se, cobrir-se com fragmentos de conchas e escavar rochas.

Vivem em profundidades variadas, mas são muito abundantes em águas rasas e até em poças de marés. O corpo geralmente é arredondado e não apresentam braços.

Seus espinhos são longos e móveis.

Ao redor da carapaça existem cinco regiões ambulacrárias (de onde partem os pés ambulacrários) que se alternam com cinco regiões interambulacrárias (de onde partem os espinhos), sendo que ambas estruturas são utilizadas para a locomoção.

Alimentam-se de algas e matéria orgânica morta. Suas ovas servem de alimento para o homem em várias partes do mundo.

Classificação:

Reino: Animalia
Filo: Echinodermata
Classe: Echinoidea

Os Equinóides

Os Equinóides, de que fazem parte os ouriços-do-mar, são equinodermes sem braços e que uma carapaça espinhosa (com espinhos móveis e pedicelários), formada por placas esqueléticas muito fundidas, em forma de globo, de disco ou vagamente cilíndricos.

Os ouriços-do-mar (equinóides regulares, ouriços regulares) têm uma forma hemisférica, arredondados no topo e planos na superfície inferior.

Possuem longos espinhos proeminentes e têm frequentemente colorações garridas.

O globo de um ouriço-do-mar é dividido em dez segmentos, de pólo a pólo, como se fossem os gomos de uma laranja; cinco destes “gomos” são chamados ambulacrais, com aberturas para os pés-tubo (como os das Asteroidea); estes ambulacrais são alternados com outros cinco “gomos” que não têm pés ambulacrários, chamados interambulacrais. No entanto, quer espinhos quer pedicelários estão presentes sobre toda a superfície da carapaça.

Os ouriços movem-se empurrando-se através do substrato com os espinhos e estendendo os pés ambulacrários na direção do movimento. Se forem virados ao contrário podem endireitar-se através da ação dos pés ambulacrários situados na superfície aboral. Dentro da boca encontra-se um elaborado conjunto de cinco dentes chamado “Lanterna de Aristóteles” (mais acerca deste termo num texto complementar mais abaixo), e esta está no centro da superfície inferior do animal, sendo circundada por uma zona espessada com cinco pares de pés ambulacrários curtos e fortes, e em alguns casos, por cinco pares de brânquias ramificadas.

A Lanterna de Aristóteles pode ser parcialmente extrusada da boca e é capaz de agarrar e quebrar as partes calcárias dos exoesqueletos de plantas de animais. O orifício retal está no centro da superfície aboral é rodeado por uma área com a parede muito mais fina, sem placas esqueléticas.

Os equinóides irregulares têm uma densa cobertura de espinhos curtos, e são os movimentos destes que atuam em exclusivo na locomoção do animal. Estes animais têm no entanto dois grupos de poros ambulacrários, um na superfície superior, em forma de pétala, em que os pés que deles saem atuam como órgãos respiratórios, e outro grupo na superfície inferior, dispostos num padrão semelhante, especializados na recolha de partículas de alimento, que dirigem à boca. Em algumas espécies, que são extremamente achatadas e de forma oval, o orifício retal fica na superfície oral, noutras que são menos achatadas e (vagamente) em forma de coração, fica na superfície aboral.

Classe Echinoidea – Bolacha da Praia

Reúne espécies apresentando forma hemisférica globosa, representado pelos ouriços-do-mar, e pelas formas discóides achatadas como a bolacha-do-mar.

Distribuem-se desde a região entremarés até cerca de 4.800 m de profundidade.

Os ouriços regulares vivem especialmente sobre fundos consolidados, mas ocorrem, também, em fundos não consolidados.

Já os irregulares são típicos de fundos não consolidados, existindo, inclusive, algumas espécies que vivem enterradas na areia.

Classe Echinoidea
Bolacha da Praia

Classe Echinoidea
Bolacha da Praia

Nos ouriços do mar, o corpo é formado externamente por uma grande carapaça dividida em uma parte central, denominada roseta apical, situada no dorso do animal, e a corona que compreende o resto da carapaça.

Classe Echinoidea
Ouriço do mar

Classe Echinoidea
Ouriço do mar

A roseta apical é formada por numerosas placas organizadas, distinguindo-se uma central onde se abre o orifício retal do animal, e cinco placas genitais onde se abre o orifício externo de cada gônada. Uma dessas placas é mais desenvolvida constituindo a placa madrepórica que corresponde à abertura externa do sistema ambulacrário.

Por entre as placas genitais, existem 5 pequenas placas intergenitais. De cada placa da roseta apical, parte perfeitamente delimitada que caminhando pela corona, vai terminar na face ventral, junto à boca.

Essas áreas são divididas em dois tipos de zonas: temos 5 zonas ambulacrais, cada partindo de uma placa intergenital; nessas zonas se localizam os chamados pés ambulacrários. De cada placa genital parte uma zona inter-ambulacraia, onde se acham localizados os espinhos do animal.

A boca dos equinóides está situada na superfície ventral e é circundada por dentes de vértices voltados para baixo. Estes dentes são suportados por uma estrutura muscular complexa de cinco lados dentro da carapaça, que é conhecida como “Lanterna de Aristóteles”.

Os ouriços vivem em rochas, cavando-as através de um desgaste provocado por um contínuo movimento rotatório dos espinhos.

Podem ainda ser encontrados no lado das praias e no fundo do mar, alimentando-se de plantas marinhas, matéria animal morta e matéria orgânica contida na areia.

Os ouriços fornecem o material preferido para experiências embriológicas, pois o desenvolvimento desses animais podem ser facilmente acompanhados desde a forma do ovo até a fase de larva.

Ouriços-do-mar e Bolachas-da-praia

Classe Echinoidea
Bolacha da praia

Os membros desta classe têm o corpo arredondado (forma: hemisférica ou ovóide, nos ouriços-do-mar; disciforme, nas bolachas-do-mar) sem braços ou raios livres, mas possuem espinhos delgados e móveis.

Classe Echinoidea
Ouriço do mar

Classe Echinoidea
Ouriço do mar

Em um ouriço-do-mar comum as vísceras estão encerradas em uma carapaça. Cinco áreas (ambulacros), correspondem aos braços da estrela-do-mar, são perfuradas para uma série dupla de pés ambulacrários.

Nas placas há tubérculos baixos, arredondados, nos quais os espinhos se articulam.

Entre os espinhos há pedicelárias, as quais mantêm o corpo limpo e capturam pequenas presas. Boca e orifício retal são centrais, mas em pólos opostos.

Ouriços alimentam-se de plantas marinhas, matéria animal morta e pequenos organismos.

Bolachas-da-praia alimentam-se de partículas orgânicas da areia ou do lodo através de ingestão direta ou por meio de rede de muco.

Fonte: www.ucmp.berkeley.edu/www.vivaterra.org.br/educar.sc.usp.br/dive.nautilusdive.com.br

Classe Echinoidea
Ouriço do mar

A Classe Echinoidea abrange os ouriços-do-mar (chamados de equinóides regulares) e as bolachas-da-praia (chamadas de equinóides irregulares). É a última classe de equinodermos.

Estes animais são equinodermos, então eles estão relacionados com estrelas do mar (estrela do mar) e pepinos do mar.

Vivem sobre substratos duros ou na areia ou lodo, podendo até enterrar-se, cobrir-se com fragmentos de conchas e escavar rochas.

Vivem em profundidades variadas, mas são muito abundantes em águas rasas e até em poças de marés. O corpo geralmente é arredondado e não apresentam braços.

Seus espinhos são longos e móveis.

Ao redor da carapaça existem cinco regiões ambulacrárias (de onde partem os pés ambulacrários) que se alternam com cinco regiões interambulacrárias (de onde partem os espinhos), sendo que ambas estruturas são utilizadas para a locomoção.

Alimentam-se de algas e matéria orgânica morta. Suas ovas servem de alimento para o homem em várias partes do mundo.

Classificação:

Reino: Animalia
Filo: Echinodermata
Classe: Echinoidea

Os Equinóides

Os Equinóides, de que fazem parte os ouriços-do-mar, são equinodermes sem braços e que uma carapaça espinhosa (com espinhos móveis e pedicelários), formada por placas esqueléticas muito fundidas, em forma de globo, de disco ou vagamente cilíndricos.

Os ouriços-do-mar (equinóides regulares, ouriços regulares) têm uma forma hemisférica, arredondados no topo e planos na superfície inferior.

Possuem longos espinhos proeminentes e têm frequentemente colorações garridas.

O globo de um ouriço-do-mar é dividido em dez segmentos, de pólo a pólo, como se fossem os gomos de uma laranja; cinco destes “gomos” são chamados ambulacrais, com aberturas para os pés-tubo (como os das Asteroidea); estes ambulacrais são alternados com outros cinco “gomos” que não têm pés ambulacrários, chamados interambulacrais. No entanto, quer espinhos quer pedicelários estão presentes sobre toda a superfície da carapaça.

Os ouriços movem-se empurrando-se através do substrato com os espinhos e estendendo os pés ambulacrários na direção do movimento. Se forem virados ao contrário podem endireitar-se através da ação dos pés ambulacrários situados na superfície aboral. Dentro da boca encontra-se um elaborado conjunto de cinco dentes chamado “Lanterna de Aristóteles” (mais acerca deste termo num texto complementar mais abaixo), e esta está no centro da superfície inferior do animal, sendo circundada por uma zona espessada com cinco pares de pés ambulacrários curtos e fortes, e em alguns casos, por cinco pares de brânquias ramificadas.

A Lanterna de Aristóteles pode ser parcialmente extrusada da boca e é capaz de agarrar e quebrar as partes calcárias dos exoesqueletos de plantas de animais. O orifício retal está no centro da superfície aboral é rodeado por uma área com a parede muito mais fina, sem placas esqueléticas.

Os equinóides irregulares têm uma densa cobertura de espinhos curtos, e são os movimentos destes que atuam em exclusivo na locomoção do animal. Estes animais têm no entanto dois grupos de poros ambulacrários, um na superfície superior, em forma de pétala, em que os pés que deles saem atuam como órgãos respiratórios, e outro grupo na superfície inferior, dispostos num padrão semelhante, especializados na recolha de partículas de alimento, que dirigem à boca. Em algumas espécies, que são extremamente achatadas e de forma oval, o orifício retal fica na superfície oral, noutras que são menos achatadas e (vagamente) em forma de coração, fica na superfície aboral.

Classe Echinoidea – Bolacha da Praia

Reúne espécies apresentando forma hemisférica globosa, representado pelos ouriços-do-mar, e pelas formas discóides achatadas como a bolacha-do-mar.

Distribuem-se desde a região entremarés até cerca de 4.800 m de profundidade.

Os ouriços regulares vivem especialmente sobre fundos consolidados, mas ocorrem, também, em fundos não consolidados.

Já os irregulares são típicos de fundos não consolidados, existindo, inclusive, algumas espécies que vivem enterradas na areia.

Classe Echinoidea
Bolacha da Praia

Classe Echinoidea
Bolacha da Praia

Nos ouriços do mar, o corpo é formado externamente por uma grande carapaça dividida em uma parte central, denominada roseta apical, situada no dorso do animal, e a corona que compreende o resto da carapaça.

Classe Echinoidea
Ouriço do mar

Classe Echinoidea
Ouriço do mar

A roseta apical é formada por numerosas placas organizadas, distinguindo-se uma central onde se abre o orifício retal do animal, e cinco placas genitais onde se abre o orifício externo de cada gônada. Uma dessas placas é mais desenvolvida constituindo a placa madrepórica que corresponde à abertura externa do sistema ambulacrário.

Por entre as placas genitais, existem 5 pequenas placas intergenitais. De cada placa da roseta apical, parte perfeitamente delimitada que caminhando pela corona, vai terminar na face ventral, junto à boca.

Essas áreas são divididas em dois tipos de zonas: temos 5 zonas ambulacrais, cada partindo de uma placa intergenital; nessas zonas se localizam os chamados pés ambulacrários. De cada placa genital parte uma zona inter-ambulacraia, onde se acham localizados os espinhos do animal.

A boca dos equinóides está situada na superfície ventral e é circundada por dentes de vértices voltados para baixo. Estes dentes são suportados por uma estrutura muscular complexa de cinco lados dentro da carapaça, que é conhecida como “Lanterna de Aristóteles”.

Os ouriços vivem em rochas, cavando-as através de um desgaste provocado por um contínuo movimento rotatório dos espinhos.

Podem ainda ser encontrados no lado das praias e no fundo do mar, alimentando-se de plantas marinhas, matéria animal morta e matéria orgânica contida na areia.

Os ouriços fornecem o material preferido para experiências embriológicas, pois o desenvolvimento desses animais podem ser facilmente acompanhados desde a forma do ovo até a fase de larva.

Ouriços-do-mar e Bolachas-da-praia

Classe Echinoidea
Bolacha da praia

Os membros desta classe têm o corpo arredondado (forma: hemisférica ou ovóide, nos ouriços-do-mar; disciforme, nas bolachas-do-mar) sem braços ou raios livres, mas possuem espinhos delgados e móveis.

Classe Echinoidea
Ouriço do mar

Classe Echinoidea
Ouriço do mar

Em um ouriço-do-mar comum as vísceras estão encerradas em uma carapaça. Cinco áreas (ambulacros), correspondem aos braços da estrela-do-mar, são perfuradas para uma série dupla de pés ambulacrários.

Nas placas há tubérculos baixos, arredondados, nos quais os espinhos se articulam.

Entre os espinhos há pedicelárias, as quais mantêm o corpo limpo e capturam pequenas presas. Boca e orifício retal são centrais, mas em pólos opostos.

Ouriços alimentam-se de plantas marinhas, matéria animal morta e pequenos organismos.

Bolachas-da-praia alimentam-se de partículas orgânicas da areia ou do lodo através de ingestão direta ou por meio de rede de muco.

Fonte: www.ucmp.berkeley.edu/www.vivaterra.org.br/educar.sc.usp.br/dive.nautilusdive.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Reticulocitose

Reticulocitose

PUBLICIDADE Definição A reticulocitose é uma condição em que há um aumento de reticulócitos, glóbulos vermelhos imaturos. É …

Replicação Viral

Replicação Viral

PUBLICIDADE Definição Como o vírus não possui estrutura celular, o processo de reprodução em vírus …

Gêmeos Fraternos

Gêmeos Fraternos

PUBLICIDADE O que são gêmeos fraternos? Os gêmeos fraternos ou dizigóticos são provenientes de óvulos diferentes. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+