Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Turismo / Roteiros do Chile

Roteiros do Chile

Contrastes fascinantes

PUBLICIDADE

Roteiros do Chile
Estrada pela Cordilheira dos Andes – Chile

O Chile é um país de imensas surpresas. Começa por sua forma, 4630 quilômetros de norte a sul no comprimento, com largura máxima de 430 quilômetros. Espremido, assim, entre o Pacífico e a Cordilheira dos Andes, o Chile é dono de paisagens singulares e contrastantes.

Ao redor da capital, Santiago, estão as montanhas dos Andes, ora secas, ora nevadas, os vales dos vinhos, o litoral cheio de histórias e charme. Ao sul, os lagos gelados e a Patagônia. Ao norte, o deserto mais seco do mundo.

Explorar o Chile de carro é conhecer muitos países dentro de um. No primeiro roteiro que apresentamos a seguir, a cultura fala alto: as atrações estão em Santiago, nas montanhas geladas de Portillo (um dos principais centros de esqui da América do Sul), no Vale Del Maipo, que produz alguns dos melhores vinhos do Novo Mundo e no litoral, onde ficam Valparaíso e Viña de Mar.

O segundo roteiro começa no norte do país, em Arica, e passa pelos cenários espetaculares do Altiplano e do Deserto do Atacama. É uma daquelas viagens em que você precisa esfregar os olhos de vez em quando para acreditar no que está vendo. Seja qual for sua escolha, o Chile definitivamente vai morar no seu coração depois dessa visita.

Desejamos a você uma ótima viagem ao mundo Self Drive Chile.

Fonte: www.mobility.com.br

Roteiros do Chile

Contrastes fascinantes

O Chile é um país de imensas surpresas. Começa por sua forma, 4630 quilômetros de norte a sul no comprimento, com largura máxima de 430 quilômetros. Espremido, assim, entre o Pacífico e a Cordilheira dos Andes, o Chile é dono de paisagens singulares e contrastantes.

Ao redor da capital, Santiago, estão as montanhas dos Andes, ora secas, ora nevadas, os vales dos vinhos, o litoral cheio de histórias e charme. Ao sul, os lagos gelados e a Patagônia. Ao norte, o deserto mais seco do mundo.

Explorar o Chile de carro é conhecer muitos países dentro de um. No primeiro roteiro que apresentamos a seguir, a cultura fala alto: as atrações estão em Santiago, nas montanhas geladas de Portillo (um dos principais centros de esqui da América do Sul), no Vale Del Maipo, que produz alguns dos melhores vinhos do Novo Mundo e no litoral, onde ficam Valparaíso e Viña de Mar.

O segundo roteiro começa no norte do país, em Arica, e passa pelos cenários espetaculares do Altiplano e do Deserto do Atacama. É uma daquelas viagens em que você precisa esfregar os olhos de vez em quando para acreditar no que está vendo. Seja qual for sua escolha, o Chile definitivamente vai morar no seu coração depois dessa visita.

Fonte: www.mobility.com.br

Roteiros do Chile

Santiago do Chile

Roteiros do Chile

Santiago do Chile está localizada ao pé da Cordilheira dos Andes. Sua arquitetura mescla prédios modernos com construções neoclássicas e coloniais.

Entre as atrações de Santiago do Chile, estão parques, museus, igrejas históricas e uma intensa vida noturna.

Plaza das Armas

Roteiros do Chile

É o centro de Santiago e o marco zero do Chile, de onde se marca as distâncias de todo o país. Ao seu redor estão importantes construções históricas como a Catedral Metropolitana de Santiago do Chile, o Museu Histórico Nacional, o a prefeitura, entre outros.

Mercado Municipal

Roteiros do Chile

Inaugurado em 1872, este pitoresco lugar foi inicialmente destinado à exposição de artistas nacionais, e depois transformado em mercado, onde pode-se encontrar produtos típicos do Chile. No local também funciona um restaurante especializado em frutos do mar.

Palácio de la Modena

Roteiros do Chile

Construído no sec. XIII, abrigava a Real Casa da Moeda do Chile e, posteriormente se tornou a sede do governo chileno. Em frente ao Palácio, localiza-se a Praça de la Constituición, onde a cada 48 horas, realiza-se a Troca da Guarda.

Cerro Santa Lúcia

Roteiros do Chile

Local de fundação da cidade de Santiago do Chile, no seu ponto mais alto, abriga antigas construções espanholas que simulam fortificações medievais.

Púcon

Roteiros do Chile

Ao pé do vulcão ativo Villarrica, Pucón oferece oferece uma excelente estrutura turística e uma natureza exuberante, ideal para a prática de esportes radicais, desde o snowboard até o rafting. Uma das maiores atrações é o balneário localizado às margens do Lago Villarrica.

Rota dos Vinhos

Roteiros do Chile

A região central do Chile é a maior produtora de vinhos do país. Além das belas paisagens que compõe o roteiro, é possível acompanhar a elaboração de alguns dos melhores vinhos produzidos fora da Europa, e o que é melhor, degustá-los.

Valparaíso

Roteiros do Chile

É o principal porto do Chile, e também o mais antigo. Durante o verão, o balneário de águas frias às margens do Pacífico fica lotado de turistas.

Viña del Mar

Roteiros do Chile

É o principal balneário do Chile, próximo à Valparaíso. O balneário oferece além das praias, uma excelente estrutura turística com hotéis, cassinos, bares e restaurantes.

Ilha de Páscoa

Roteiros do Chile

A 4.000 km da costa do Chile, é famosa pelas misteriosas estátuas de pedra (Moais), pela rica fauna e flora, e pelo cenário paradisíaco que, reza a lenda, emoldurou as aventuras de Robinson Crusoé. A Ilha de Páscoa também é conhecida por ser um dos melhores picos de surf do mundo.

Deserto do Atacama

Roteiros do Chile

O deserto mais árido do mundo está localizado ao norte do Chile, e se estende desde o Pacífico até os pés da Cordilheira dos Andes.

A região é pouco habitada, porém guarda muitos encantos, como o Vale da Lua, os Gêiseres del Tatio, entre outros, além de muitos fósseis conservados pela aridez do local.

Patagônia Chilena

Roteiros do Chile

Uma das regiões mais austrais do planeta, a Patagônia guarda inúmeros encantos naturais e uma fauna única. Para saber mais detalhes, clique em Patagônia, no menu ao lado, e conheça um pouco mais sobre este destino fascinante.

Fonte: www.viabrturismo.com.br

Roteiros do Chile

Santiago

A capital é um bom lugar para conhecer a história e as tradições do Chile — e você ainda pode percorre-la a pé

Roteiros do Chile

Injustamente relegada a segundo plano, Santiago hoje é apenas a escala de uma viagem à Patagônia, ao Atacama, aos Lagos Andinos ou a alguma estação de esqui. Pena.

Quem não caminha pela capital do Chile deixa de curtir a atual prosperidade econômica, as ruas limpas e seguras, as construções com ar europeu de alguns bairros e a modernidade dos prédios de aço escovado e vidro fumê. O principal: perde um pouco de sua história e suas tradições.

Tome a troca da guarda, por exemplo, e veja como o lema dos carabineiros do Chile é levado muito a sério: “Ordem e Pátria”. O espetáculo acontece no Palacio de la Moneda, sede do governo nacional. Dali, pela porta de serviço na Calle Morandé, saiu o corpo de Salvador Allende na manhã de 11 de setembro de 1973, dia do golpe dado por Pinochet. A porta foi emparedada no governo militar porque se temia que o povo rendesse culto ali ao presidente socialista, mas agora está aberta.

É muito bom caminhar, por exemplo, pelo Paseo Ahumada, o primeiro boulevard construído em Santiago. Ou descobrir o Morro Santa Lucia, onde o conquistador espanhol Pedro de Valdivia fundou Santiago del Nuevo Extremo, em 12 de fevereiro de 1541. Ali se podem admirar fontes, chafarizes e canhões de defesa.

Bem-humorada, a população santiaguina, como no resto do país, trata muito bem os turistas brasileiros. Os vendedores do Mercado Central, por exemplo, sempre fazem a piadinha de pegar um pequeno polvo e dizer sorrindo: “Aqui está seu presidente Lula”.

Lagos Andinos

Na fronteira entre o Chile e a Argentina, uma belíssima região de lagos e vulcões.

Roteiros do Chile

Mais de 120 lagos marcam a paisagem da região que vai de Puerto Montt, no Chile, a Bariloche, na Argentina. O interminável Llanquihue, poucos quilômetros ao norte de Puerto Montt, é de longe o mais incrível dos espelhos-d’água.

Mas essa bela parte da Patagônia, nem sempre conhecida como Patagônia, ainda tem vales, campos, montes nevados, cidades pequenas com casinhas de folhas de alerce e a imponente Cordilheira dos Andes fazendo o fundo. Dois imensos vulcões chilenos, o Osorno, já extinto, e o Calbuco, ainda ativo, completam o cenário.

Do lado chileno, a principal cidade de entrada para a região dos Lagos Andinos é a portuária Puerto Montt. É pequena e tem como principal atrativo um mercado de pescados, no bairro de Algelmó. Para passar uma temporada por lá, as melhores alternativas são Puerto Varas, um antigo centro de navegação lacustre, hoje transformado em simpático balneário com praças e jardins bem cuidados, e Frutillar, colonizada por alemães, tendo o vulcão Osorno como pano de fundo.

Para chegar ao lado argentino, é preciso fazer a travessia dos lagos. O passeio, que dura um dia, gera um deslumbramento atrás do outro. Atravessa-se o Lago Todos los Santos, que passa ao largo dos vulcões Calbuco e Pontiagudo.

Também chamado de Lago Esmeralda, por causa do tom de suas águas, dele é possível avistar o Cerro Tronador, um conhecido gigante andino de 3 460 metros. Na outra ponta da travessia, Bariloche, na Argentina, e uma nova região de lagos para explorar.

Atacama

A Nasa acha que solo igual a este, só mesmo em Marte. Bem-vindo a uma das regiões mais fascinantes do continente.

Roteiros do Chile

Qual o deserto mais árido do mundo? Muita gente responde Saara, mas a resposta correta é Atacama. Imensos trechos desse descampado no norte do Chile, com 180 mil quilômetros quadrados de extensão duas vezes o tamanho de Portugal! , fazem o Saara parecer um oásis. Mas, se você está pensando que o Atacama é uma areia sem fim como o Saara, vai ficar desapontado.

Só o Vale da Lua é um deserto, com montanhas de rochas e dunas gigantescas. Lagoas, animais selvagens, vulcões ativos e gêiseres completam esse cenário de paisagens mágicas. E não se assuste com a secura. Graças a ela, há uma impressionante nitidez no céu, tornando o lugar um dos preferidos para observações astronômicas.

O quartel-general da região é o pequeno povoado de San Pedro de Atacama, que serve de abrigo para a viagem. Fica a 2 438 metros de altitude e está fincado entre um grande salar e o altiplano andino. Quer luxo? No Atacama há hotéis repletos de mordomia. Quer turismo mochileiro? Existem pousadas e campings.

Há apenas 970 habitantes, segundo uma placa na entrada (o número é de nativos e não inclui os turistas que ficaram por lá), mas não faltam agito, cibercafés, um ótimo museu de arqueologia, muitas agências para os passeios e excelentes restaurantes.

A 97 quilômetros da cidade, em direção divisa com a Bolívia, estão os gêiseres El Tatio, com 4 321 metros de altitude. Também é imperdível visitar o Salar de Atacama, planície de sal com 90 quilômetros de extensão que um dia foi um lago.

Torres del Paine

É o parque nacional mais bonito do Chile. E foi declarado Reserva da Biosfera pela Unesco

Roteiros do Chile

Seu maior atrativo é o maciço montanhoso de granito, uma cordilheira em forma circular com lagos, cachoeiras, pampas, geleiras, bosques de carvalho e animais selvagens.

A Cordilheira Paine não pertence aos Andes, é muito mais jovem.

Daí sua forma tosca e imponente, ainda sem ter sofrido muita erosão. O gelo da última glaciação do planeta ainda está presente.

O vento carrega a terra e as sementes e as deposita nos solos areníticos do parque. Assim nascem as formas primitivas de vida. Líquens, musgos e pequenas matas preparam o chão para a posterior formação de bosques autóctones. Não precisa possuir espírito aventureiro.

O parque tem inclusive hotéis de primeira. Mas quem prefere explorar tudo por si mesmo conta com os mapas vendidos no centro de turismo. Uma volta completa a pé pela Cordilheira Paine dura sete dias.

Os refúgios do percurso são simples mas parecem ter cinco estrelas para quem está exausto de tanto caminhar. Antes de começar a aventura, só é necessário informar aos guarda-parques o dia de saída e o de chegada. O Torres del Paine é, desde 1978, Reserva da Biosfera, declarada pela Unesco.

Fonte: viajeaqui.abril.com.br

Roteiros do Chile

Locais Turísticos do Chile

Havemos dividido o país em 8 regiões (Norte, Vale Central, Lagos e Vulcães, Arquipélago de Chiloé, Região de Aisén, Magallanes e Terra do Fogo, Ilha de Páscoa e Arquipélago Juan Fernández). Começaremos pelo norte, desde Arica, para ir descendo para o sul, até Terra do Fogo.

O norte do Chile

O deserto mais árido do mundo, rodeado por um lado pela Cordilheira dos Andes e pelo outro, pelo Oceano Pacífico, dá forma ao variado norte do Chile. Com um excelente clima, bons hotéis, un ativo comércio ligado aos países fronteiriços e rotas terrestes e aéreas a uni-lo com o resto do Chile, o norte é o lugar ideal para descansar. Porém sobretudo, é um lugar para percorrer, tanto por seus tesouros arqueológicos como pela riqueza ecológica que permite presenciar fenómenos únicos no mundo.

Aqui conservam-se pequenos povoados que mantém seus costumes ancestrais e onde ainda vivem indígenas aymaras alejados de toda civilização. Destacam aqui o lago mais alto do mundo, o Chungará, de cor esmeralda, lugar de flamingos, guayates e outras aves selvágens; o Vale da Lua, uma explanada sem vida vegetal ou animal, em pleno Salar de Atacama; os Géiseres de o Tatio, colunas de vapor de dez metros de alto, que ultrapassam os 85 graus centigrados assim como os geoglifos, enormes desenhos que se podem observar nas ladeiras dos cerros.

ARICA

Uma cidade rodeada de vales verdes, com excelentes praias, grande atividade turística e um cassino de jogos. Desde aqui parte um pitoresco trem que chega até a Paz, a capital boliviana. Arica é um balneário onde pode-se desfrutar da praia todo o ano.

Existe un museu ferroviário na estação de trens. Uma velha locomotiva alemã, que puxava trens na linha Arica-La Paz, descansa agora na Estaión Plazoleta. A Igreja San Marcos foi desenhada por Alexandre Gustave Eiffel em 1875.

De cor azul claro se erge enfrente da Praça Cristóbal Colón. Lembre que Arica é um dos poucos lugares ao sul do Equador onde há águas cálidas. As melhores praias estão ao longo da Avenida Costanera, onde se encontram várias calas protegidas.

O Museu Arqueológico San Miguel de Azapa tem una excelente coleção que documenta as diversas civilizações que habitaram a zona desde o século VII a. C. até a chegada dos espanhois. 20 mil peças de cerâmica, cestaria e outras manifestações das culturas pré-colombianas esperam ao visitante.

Surpreenden as múmias conservadas com un sistema em base à areia, com 10.000 anos de antigüidade, o qual transforma-as nas mais antigas do mundo. Está no Vale de Azapa, a 12 quilômetros da cidade.

PARQUE NACIONAL LAUCA

O Parque Nacional Lauca fica ao noroeste de Arica, ao lado da fronteira boliviana, a altitudes de 3.000 a 6.000 metros. É uma zona magnífica, especialmente arredor do Lago Chungará, a 60 quilômetros de Arica, rodeado pelos vulcões Parinacota, Sajama, Wuisiquisini e para o sul, pelo Quimsachata e o vulcão Guallatiri. No parque abunda a vida selvágem. Ainda em una visita breve pode-se ver vicunhas, alpacas, vizcachas e cóndores.

Caminho para o parque se atravessa o Vale de Lluta, com geoglifos indígenas, a velha igrejia de adobe de Poconchile, o bem chamado “cacto castiçal” e a restaurada fortaleza indígena do vale de Copaquilla. Depois de Copaquilla o caminho serpentea arrededor das montanhas e aos 2.000 metros ingressa-se no Parque Nacional, declarado Reserva Mundial da Biosfera. Embora é muito seco a baixa altura, a grande altura pode nevar durante o verão. Os indígenas da aldeia de Parincota vendem ponchos e prendas de lã de alpaca.

IQUIQUE

Famosa pelas extensas praias e formosas casas que falam de um rico passado como cidade mineira ligada à exploração da prata e do salitre natural, hoje é centro de pesca e o principal porto mundial de exportação de farinha de peixe. Sua zona franca -a mais grande de Sudamérica- permite adquirir produtos importados livres de impostos.

Esta cidade conta com un cassino de jogos e importantes museus que destacam a presença de povoações de caçadores – colheitores marítimos desde o 4.000 aC. Seus vestígios arqueológicos e etnográficos mostram-se no Museu Regional, ubicado no antigo edificio dos tribunais de Justiça. Conta com uma gran coleção de objetos artesanais e reliquias indígenas. Vale a pena visitar o Museu Naval.

ARREDORES DE IQUIQUE

Tem vários geoglifos perto de Iquique, entre eles, o mural a extender-se sobre a ladeira do Risco de Pintados e a enorme imágem de un homem no costado do cerro chamado Sierra Unida.

Ao contrário das linhas de Nazca (Peru), sobre planícies achatadas e desérticas, os geoglifos chilenos estão nas ladeiras das montanhas, de modo a poder-se ver toda a imagem desde o nível do chão. Não se sabe quando foram realizadas as figuras e desenhos e nem o que representan, mas uma teoria sugere que eram sinais para mercaderes incas ou pré-incas.

O Gigante de Atacama

O Gigante de Atacama é a maior representação de uma figura humana em todo o mundo: 120 metros de longitude. Extende-se sobre a ladeira da Sierra Unida. As melhores vistas do Gigante são obtidas desde o ar, porém a figura -cabeça incluída distingue-se claramente ao deter-se a vários centos de metros do pé do cerro. Aconselhamos para não escalar o cerro porque poderia causar danos s imágens. O único modo de visitar o lugar consiste em contratar un carro ou un táxi em Iquique.

Humberstone

Foi uma cidade mineira e agora é um interessante povoado fantasma. Humberstone encontra-se 47 quilômetros ao leste de Iquique. Ainda existem quase todos os edifícios originais. Tem uma locomotiva de vapor, gruas, pás, carrinhos e muitos objetos abandonados como se todo mundo tivera fugido ao mesmo tempo. Outros povos fantasmas de Atacama estão a renascer.

Pintados

É um dos maiores murais exteriores do mundo. Toda a ladeira de um risco está adornada com 390 geoglifos agrupados em 60 panéis. Desde perto é quase impossível discernir o que as figuras representam, mas desde longe distinguem-se figuras humanas, lhamas, círculos, quadrados e inclusive uma flecha gigante. Pintados encontra-se a certa distância da estrada Iquique-Antofagasta, perto da Reserva Nacional Pampa do Tamargual.

Outros Locais Turísticos perto de Iquique

No Oásis de Pica, com suas plantaçoes de cítricos, mangas e goiabas, é possível submergir-se nas “conchas” ou piscinas naturais, desde onde surgem mananciais. Perto, no Oásis de Matilla, conservam-se edificiações do século XVIII. Sobressae a igreja de Santo Antonio com sua fachada neo-clássica e o campánario construído em pedra.

Resultará fascinante uma visita a a Tirana, un povoado dedicado a culto religioso. Suas casas, fechadas todo o ano, só abrem entre o 12 e 18 de julho, quando chegam milhares de pessoas a render culto à Virgem do Carmo, em uma colorida festa. As Termas de Mamiña, a 120 quilômetros de Iquique, devem seu nome à lenda “Mamiña, menina de seus olhos”, contando que essas águas termais devolveram a vista a uma princesa inca.

OLLAGUE

Caso circule o trem de a Paz, os arredores de Ollague constituim una interessante excursão, seja desde Calama, ao sul, ou como un descanso na viagem à Bolívia. As localidades fornteiriças de Ollague e Abaroa, na Bolívia, estão rodeadas por picos vulcânicos. Ollague, com uma população de 500 habitantes, fica a 3.700 metros e embora os dias possam ser ensolarados, as noites são frias. Entre as minas de cobre de Collahuasi, 70 quilômetros ao norte, está Aucanquilcha, com fama de ser a mais alta do mundo.

CALAMA

Calama ergue-se na alta planície do deserto de Atacama e é o centro comercial das minas de cobre. É o ponto de partida para visitar os atrativos desta região. Também é o terminal do trem Calama-La Paz, um interessante meio para chegar Bolívia.

A Mina de Cobre de Chuquicamata

O grande depósito de Chuquicamata foi descoberto em 1911 e hoje é o principal prpovedor de cobre do mundo. A fossa tem de 350 á 400 metros de fondura. A mina e planta de fundição pode ser visitada em tour guiado segunda, quarta e sexta-feira. Leve o passaporte como identificação e não esqueça que é bom utilizar o calçado adecuado, calça comprida e um casaco de manga comprida para entrar no edifício da fundição.

San Pedro de Atacama

San Pedro de Atacama é um oásis no linde do Salar de Atacama, um lago salino totalmente achatado e quasi seco. San pedro, com 1.600 habitantes, ñé a mais importante aldeia da região. Encostado à Praça Maior ergue-se uma formosa casa de adobe restaurada.

É típica de princípios do periodo colonial e foi construida em 1540. Do outro lado da praça levanta-se uma das igrejas mais velhas do Chile. Construída origináriamente no século XVI, a atual Igreja de San Pedro utiliza madeira de cacto, cálamo, argila e grandes correias de couro em vez de pregos.

Não se pode deixa de visitar o Museu Arqueológico Gustavo Le Paige de Walque, um dos mais interessantes museus da América do Sul. Oferece um panorama da história e a arqueologia da zona com grande variedade de artefatos e relíquias indígenas. As múmias, bem consevardas, inclusive uma criança enterrada em una urna de argila e cránios que revelan deformações provocadas.

Vale da Lua

Do outro lado do salar se encontra o Vale da Lua, chamado assim pelas extranhas formações rochosas esculpidas pelo vento e a água, a formarem uma paisagem luar. O melhor momento para ver o vale é durante a lua cheia, quando a luz otorga à terra avermelhada um extranho resplendor.

Ruinas de Quitor

Três quilômetros ao noroeste de San Pedro estão as ruinas de uma fortaleza indígena construida faz mais de 700 anos. A fortaleza constituiu o último bastião contra os espanhóis e sua torre foi a residência do último cacique indígena local. Os arqueólogos reconstruiram partes das muralhas para dar una ideia de cómo era o lugar. Desde a parte superior pode-se contemplar todo o oásis.

Deserto de Atacama

Atacama é um deserto perfeito. Tem zonas onde a chuva e a vida são fenómenos desconhecidos. A maiores altitudes os cactus sobrevivem extraindo umidade das espessas névoas que em ocasiões descem sobre o deserto. Em algumas partes a névoa fornece umidade suficiente para uns diminutos oásis chamados “lomas”.

Durante milhões de anos os indígenas pescaram ao longo da costa semearam nos profundos vales fluviais. Suas criações mais imponentes foram esses enormes murais (geoglifos) nos montes, realizados agrupando pedras sobre a aeia clara. Incluim imagens de pessoas, animais, formas geométricas e talvez deidades.

ANTOFAGASTA

Con 250.000 habitantes, Antofagasta é o lugar principal de embarque do cobre que chega desde Chuquicamata.

Junto com seus balnários, Playa Amarilla, Juan López, Mejillones e Hornitos, Antofagasta exibe “La Portada”, un rocheido de impoente beleza no meio do mar, em forma de um grande arco formado pela erosão marinha. A cidade conta com um rico passado apreciado em seu Bairro Histórico, onde destacam diversos monumentos nacionais, como o Cais Salitreiro, o Prédio da Alfándega e a Governação Marítima, hoje Museu Regional.

COPIAPÓ

Em pleno deserto, Copiapó surpreende pelos contrastes. As extensas planícies secas transformam-se em un espetáculo único quando o inverno foi chuvoso, momento em que odeserto floresce. Milhões de sementes dormidas sob a terra brotam, entregando cores e espécies que convertem esta zona em um ponto de interesse para botânicos e amantes da natureza. Entre agosto e outubro pode-se desfrutar deste espetáculo que atrai turistas de todo o mundo.

O Vale de Copiapó viu crescer, no meio da aridez, milhares de hectares de uva de exportação e, em menor quantidade, de frutas tropicais. Esta zona, de rica história ligada a minoria, surpreende sempre. Desde suas costas com solitárias praias de aguas de esmeralda como Bahia Inglesa, até a cordilheira com salgares como o de Maricunga ou Pedernales, são um belo espetáculo.

Fonte: www.rumbo.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Locais Turísticos de Burkina Faso

UAGADUGU (OUAGADOUGOU), A CAPITAL PUBLICIDADE É a capital de Burkina Faso e foi fundada há mais de …

Hino Nacional de Burkina Faso

Une Nuit Seule PUBLICIDADE Une Nuit Seule (também conhecido como L’Hymne de la Victoire ou Ditanyè) …

Bandeira de Burkina Faso

PUBLICIDADE A Bandeira de Burkina Faso é formada por duas listras horizontais, de igual largura, sendo a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+