Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Banheiro  Voltar

Banheiro

 

Banheiro

O terreno rodeado por campos verdejantes foi uma fonte de inspiração instintiva para o paisagista Leo Laniado criar a área de lazer da casa de campo. “Revesti as piscinas com pastilhas verde-escuras para que se assemelhem a lagoas naturais”, conta. Uma parte sem bordas cria um plano infinito para a superfície, fazendo com que se integre com o entorno. Em meio à grandiosidade da paisagem natural, Leo criou um cantinho aconchegante e quase privativo para a instalação do ofurô.

Banheiro

“Quis projetar um espaço que se alinha com o conceito do ofurô: banho relaxante, confraternização com os amigos e a família, clima de sedução. Por isso, o local é protegido, mas não totalmente isolado”, explica o paisagista Leo Laniado, autor do projeto. O ofurô tem diâmetro de 1,75 m e acolhe até seis pessoas (Will Arte). Ele fica ligado ao aquecedor, bomba e filtro, ocultos sob o deque de ipê. Espreguiçadeiras da Casual.

Banheiro

A área de lazer desta casa de campo no interior paulista correspondeu à última etapa de reformas que foram feitas aos poucos, desde 1994. Aqui, havia uma piscina, mas os proprietários queriam aumentá-la. “Já que iriam mexer na estrutura, propus a instalação de um spa invadindo a piscina. Além de ser mais uma opção de lazer, virou um elemento de destaque”, diz o arquiteto Jorge Kluwe, autor do projeto. A piscina ganhou pastilhas de porcelana (5 x 5 cm, da Atlas). Já o piso do entorno é de placas cimentícias (Solarium).

Banheiro

Lavabo. Sergei De Castro mistura materiais nada convencionais no lavabo, que valorizam as obras de arte, usa madeira no piso e uma mescla de vermelho com o granito azul da Bahia nas paredes. Quadros e prateleiras com livros ampliam as funções do ambiente e as novidades ficam por conta da aplicação de madeira no forro e o revisteiro em formato de elefante.

Banheiro

No banheiro do Quarto e Banho do Bebê a arquiteta e urbanista Rubiana Teixeira procurou criar um espaço prático para a mãe. A bancada possui gavetas e nichos para que todos os objetos e itens necessários possam ficar à mão. A banheira repousa sobre um deck de madeira de demolição. Ao seu lado, há espaço para um trocador. Os puxadores de peixinho e o mosaico de peixe de pastilhas de vidro seguem a temática adotada pela arquiteta.

Banheiro

Espelhos e luminárias impactantes foram as escolhas do arquiteto Victor Tomé no Banheiro Casal Master desda Casa Cor Goiás. Os armários, da Yole Ambientes, e as louças da Deca, contrastam com o papel de parede da Kerygma Design. As luminárias são da Illuminato e a mobília, também espelhada, é da Artefacto.

Banheiro

A designer de interiores e artista plástica Rosângela Queiroz se preocupou com a funcionalidade para construir o conceito do lavabo público. A necessidade de economia de energia e água a levou a escolher bacias Deca com acionamento duplo de descarga. A autora, inspirada pelo estilo marroquino, insistiu em tons como o turquesa, o marrom dourado e o beje claro na composição.

Banheiro

Banheiros Públicos

O jogo de luzes mexe com os sentidos o tempo todo nesta área unissex projetado pela arquiteta Solange Calio. Dentro das cabines com as bacias sanitárias, leds RGB programados para produzir tons entre vermelho, verde, azul e roxo valorizam obras de Burle Marx adesivadas nas paredes. A iluminação especial sob as caixas de mármore travertino das cubas promove a sensação de que as peças flutuam no ar.

Banheiro

Banheiro Feminino

Espaços generosos, cores vibrantes e grandes espelhos marcam o projeto assinado pelas arquitetas Agnes Manso e Maria Alice Miglorancia. Mosaicos de vidro paginados em listras multicoloridas revestem a parede dos lavatórios. Laminado no padrão madeira teca dá acabamento à bancada. Diferentes umas das outras, as cabines são maiores do que de costume para proporcionar mais conforto às usuárias.

Banheiro

Banheiros Públicos

A iluminação azulada com leds trazidos da Itália promove um clima zen no espaço bolado pela arquiteta Ana Paula Faria e realça a seleção de materiais afinada com o meio ambiente. Ao fundo, bancos feitos com deques de madeira de reflorestamento ganharam futons e propõem uma pausa para o descanso. Na entrada, espelhos e pedra de pó de mármore revestem paredes e o vidro aparece nas bancadas e cubas.

Banheiro

Banheiro Público Masculino

O grande destaque do ambiente é o adesivo aplicado sobre as cabines com o rosto do arquiteto Roberto Burle Marx. A imagem foi criada pelo artista plástico Lobo em parceria com a designer de interiores Mariza Cundari, que assina o espaço ao lado do engenheiro Luis Henrique Pereira. As cabines são de madeira revestida de vidro acidado italiano da Omni Decor. Outro destaque é a torneira criada especialmente pela Deca para o ambiente: um cano de aço inox que vem do teto e é acionado por sensor de presença para abrir e fechar. O piso de mármore travertino romano da S2R foi recortado para a aplicação da pastilha de coco da Ekobe, imitando as calçadas de Copacabana.

Banheiro

Quarto de Bebês e Banheiro, Casa Cor Paraná

O espaço, dividido em três ambientes, transmite uma atmosfera suave e tranqüila graças à inspiração no charme francês. A ideia da arquiteta Milena Schulmeister é oferecer um espaço funcional, confortável e diferenciado para as mães e bebês visitantes. O destaque fica por conta do conjunto de moisés criado pela arquiteta e do móbile iluminado feito com peças de acrílico e cristais. O mobiliário de apoio conta com cômodas e espelhos de época pintados de branco.

Banheiro

Banheira da Suíte Máster, Casa Cor Paraná

As arquitetas Letícia Feres e Viviane Loyola optaram por manter a banheira livre do excesso de adornos. Espelhos e um jardim de folhagem seca foram os elementos escolhidos para completar o visual elegante do espaço.

Banheiro

Banheiro Público Funcional, Casa Cor Paraná

O branco absoluto do ambiente é quebrado pela estampa floral do papel vinílico, que forra piso e parede de toda a extensão do espaço. As arquitetas Karen Godoy e Patrícia Azoni aplicaram na parede painéis de MDF laqueado, trazendo uma releitura da obra de Burle Marx, homenageado do espaço. Outro detalhe criativo é a parede que divide as cubas do banheiro formada por um jardim de cactus entremeado por painéis de mosaicos de espelhos. A sustentabilidade está na resina poliuretana derivada do óleo vegetal da mamona que reveste e impermeabiliza paredes e piso.

Banheiro

Toilette Social, Casa Cor Paraná

A arquiteta Michelle Felicetti e a designer de interiores Cynthia Karas associaram o contemporâneo a referências de época para compor este projeto. O resultado é um banheiro cheio de personalidade, com truques simples e de efeito: espelhos de estilos diferentes, composição de estampas de papel de parede diferentes e bancada de madeira de demolição combinada com delicadas cubas de sobrepor. A vibrante cor vermelha foi explorada para que os visitantes se sintam energizados.

Banheiro

Lavabo Funcional, Casa Cor Paraná

As arquitetas Ana Célia Ramos Garcia, Bárbara Kubrusly e Fernanda Bertoli criaram um espaço prático, mas sem abandonar o requinte. Por isso, optaram pela combinação de preto e branco. O ambiente conta com uma parede de textura trançada branca, refletida pelo espelho das portas das cabines.

Banheiro

Banheiro público feminino

A inspiração do banheiro de Dayanne Santos e Kel Oliveira é o universo da moda, bem representado nos desenhos de croquis adesivados nas portas. As paredes são revestidas por pastilhas de vidro e papel de parede e a bancada é feita em mármore. A cor berinjela e a iluminação em tons de rosa dão o ar feminino e original do espaço.

Banheiro

Banho do Bebê

As linhas orgânicas são a principal característica deste banheiro projetado pelas arquitetas Lucena Dossin e Celina Galiotto Furlan para a higiene do bebê. Sem cantos vivos, o espaço tem o plástico como material predominante devido a suas características antibacterianas e fácil manutenção. O piso vinílico facilita a limpeza. Acessórios infantis foram selecionados para entreter a criança e facilitar o trabalho da mãe.

Banheiro

Banheiro Público Feminino

A feminilidade ecoa no ambiente criado pelas arquitetas Gabriele Gomes de Ávila e Mirelle Santos e é representada pelo gabinete pink. Além de quadros com fotos de editoriais de moda, croquis e sapatos, espelhos e orquídeas brancas elevam o conceito ao extremo.

Banheiro

Nathalia M. Tweedie e Silvia L. Borges na Casa Cor RS Banheiro Público Masculino. Nesta edição, o espaço é assinado por Cristiana Brodt Bersano, Laura Juliano Pasquali, Nathalia M. Tweedie e Silvia L. Borges. Com louças brancas, linhas geométricas e automatização, o resultado foi um banheiro clean e prático. Um painel ilustrado com pássaros do designer Chico Baldini quebra a sobriedade.

Banheiro

Lavabo Residencial

Requinte e conforto deram o tom à criação da arquiteta Paula Lino. Ela usou MDF na bancada e painéis com um tratamento que deixa transparecer os veios da madeira. A iluminação se dá por leds embutidos no espelho e lâmpadas fluorescentes de desenho moderno. Repare no design diferenciado do vaso – é o modelo Link, lançamento da Deca.

Banheiro

Lavabo do Café

A calçada de Copacabana ganhou uma releitura moderna no ambiente criado pelo arquiteto Maurício Felzemburgh: de mosaico de pastilhas de vidro, piso e paredes se integram. O espaço segue a linha bicolor, quebrada apenas pela pintura em tom prateado metalizado de duas paredes.

Banheiro

Hall e Banhos Públicos

Tem ar atual o projeto do arquiteto Luis Gustavo Bellini e da designer Danielle Bellini, que desenvolveram um ambiente discreto, mas com boas sacadas. Elegeram porcelanato cinza-chumbo para o piso e pincelaram apenas alguns detalhes com cores mais fortes. O sofá de acrílico transparente realça a banheira recém-lançada e a lareira que usa apenas biocombustível para acender o fogo.

Lavabo Social

Banheiro

Caminhos de luz emanam da parede, evocando o geometrismo tão explorado por Burle Marx. Para obter esse efeito, a designer de interiores Carolina Lage utilizou um painel de MDF revestido de laca, com recortes feitos a laser e cobertos de acrílico leitoso, criado pela designer gráfica Chris Bolda. Bancada, gaveta e piso são de porcelanato. Nas demais paredes, tecido jacquard e, acima da pia, cerâmica formando relevos.

Banheiro

Banheiros do Café

Como explorar as possibilidades dos mais diversos materiais sem perder de vista a proposta de conciliá-los com a estrutura original da casa sede? Os arquitetos Maxwell Geraldi e Gustavo Ramos aceitaram o desafio, explorando acabamentos tão diversos quanto o ladrilho hidráulico, o papel de parede e a tinta cor de cereja, que cria impacto visual. Os tijolos originais dão toque campestre na salinha de espera, que comporta sofá, pufe e luminária de lona de caminhão reciclada e pintada a mão pela artista Ana Maia. O rack que apoia a TV ganhou adesivos florais.

Banheiro

Banheiro e Hall do Restaurante

Em plena sintonia com a antiga construção, o lavabo contemporâneo é também despojado. Repare: as linhas retas da bancada de mármore escuro ressaltam o branco das cubas de cerâmica. Os espelhos gêmeos são separados por um quadro vivo, que faz as orquídeas saltarem à vista. No lado oposto, o pergolado de MDF, reciclável, tira partido do pé-direito de 4 m e sobe até o teto. A iluminação indireta produz suave jogo de luz e sombra. Ideia das designeres de interiores Ana Mitzakoff e Lilian Goraieb.

Banheiro

Lavabo Social

Preservar a atmosfera típica de uma casa na fazenda. Essa foi a intenção da arquiteta Fernanda Antunes ao projetar este ambiente. O tecido nas paredes contrasta com a pintura na madeira de acabamento provençal, técnica que resgata o estilo despojado da vida rural. A bancada parece de mármore, mas é de granito. E o lustre com cristais, de ar antiguinho, na verdade é uma peça contemporânea. A poltrona de laca branca vestida de tecido de seda pura e a cortina de linho imprimem leveza ao espaço onde o piso de madeira rústico original tem forte presença. O teto, refeito de gesso, imita madeira.

Banheiro Público Masculino

Banheiro

Situada debaixo da viga, a bancada com pias e espelho parece flutuar no projeto de Milton Rocha, onde sobressaem o forte grafismo e as escolhas sustentáveis. No lugar de ônix, ele usou mármore brasileiro com pintura intercristalina. O consumo de energia fica em apenas 1 500 W, entre iluminação – com fluorescentes e leds –, equipamentos de áudio e vídeo, torneiras e mictórios automatizados. Itens de design aparecem na espera: luminária de papel Knuller e poltrona de Sergio Rodrigues.

Banheiro

Banheiro Público Feminino

Ponto de encontro e conversa entre mulheres, a área de lavabo recebeu a atenção máxima da arquiteta Sophia Galvão. Ela desenhou uma bancada escultural de material sintético translúcido, iluminada por trás, onde se encaixam pias, espelhos individuais para o retoque da maquiagem e três delicados pendentes de vidro e cristal. Ao fundo, a banqueta de acrílico incolor Stone, de Phillipe Starck, se alia ao estilo clássico do papel que reveste a parede. No piso, placas de marmoglass com 80 x 80 cm.

Banheiro das filhas

Banheiro

Criar um ambiente feminino, moderno e com cores arrojadas foi a proposta das arquitetas Carolina Almeida Bittencourt e Lorna Strand. No espaço, as formas curvilíneas são destacadas na bancada de corian na cor berijela. O banheiro é dividido em dois ambientes por diferentes materiais: porcelanato de um lado e p astilhas de vidro na região do boxe. Junto do chuveiro, o uso de corian com leds na produção do nicho possibilita que o material fique translúcido.

Banheiro

Banheiro público da piscina

O granito levigado foi colocado na parede pelo lado do avesso, deixando à mostra seu aspecto mais áspero e rústico. A madeira de demolição reforçou a inspiração de Leonardo Mascarenhas, autor do projeto, na arquitetura caiçara, mas a composição com peças sofisticadas -- cuba Slim da Deca, cadeira Kartell com tecido Missoni e escultura de Leonel

Banheiro do restaurante

Banheiro

No ambiente de Marcos Alan e Marcos Jucá, tons pastéis e marrons, mais sóbrios, deixam obras de arte em destaque. A bancada é feita de granito que imita madeira e, nas paredes, pastilhas de vidro dão charme especial. O ambiente comporta ainda outro lavatório, próximo ao vaso sanitário, em que um tronco de árvore serve de base para a cuba.

Hall com lavabo

Banheiro

A divisória de vidro que isola o vaso sanitário e a bancada é adornada com adesivos de uma orquídea descoberta por Burle Marx – paisagista homenageado no ambiente. Orquídeas também marcam presença no suporte da janela e ajudam a manter a luminosidade e a intimidade. No ambiente da designer Júlia Faria, peças modernas e antigas dividem espaço, deixando-o mais contemporâneo.

Banho do casal

Banheiro

A cor forte e a famosa grife do revestimento dão personalidade ao projeto da arquiteta Alessandra Fatureto, idealizado para proporcionar conforto e liberdade ao casal, que, aqui, não precisa dividir o chuveiro nem a bancada. Apenas a banheira dupla, colocada sobre o deque elevado, serve aos dois com hidromassagem e cromoterapia. Linhas retas e formas limpas emprestam um tom atual ao espaço decorado apenas com elementos essenciais. Sob as bancadas, plataformas ajudam a apoiar objetos e dispensam a presença de armários.

Lavabo

Banheiro

Parece uma instalação a bancada de mármore que camufla a caixa de iluminação embutida no seu interior. Como a espessura muito fina, de 5 mm, deixa a pedra transparente, a luz fluorescente produz belo efeito. O volume parece flutuar no espaço dos arquitetos Gislaine Garonce e Marcelo Martiniano. Os tons marrom e bronze dominam: nas paredes, o papel escuro tem textura de linho e divide a cena com as pastilhas de madrepérola – conjunto que imprime sofisticação.s

Banho e closet do casal

Banheiro

O ambiente multiúso foi criado pela arquiteta Luciana Teixeira pensando no casal que tem filhos, mas deseja conforto, privacidade e clima de romance. Os destaques do projeto são o armário de madeira e a banheira de fácil instalação. Os conceitos sustentáveis estão presentes no projeto através da reutilização de madeira, aquecimento solar e equipamentos para o uso racional da água.

Banho e closet do quarentão

Banheiro

O teto do banheiro do quarentão é todo forrado com espelhos que ampliam o ambiente de 14m², idealizado pela arquiteta Silvia Loft. Os tons escuros das louças e paredes contrastam com o colorido de um quadro de madeira naval pintado com tinta óleo no espaço do boxe. O ambiente ainda tem detalhes de requinte, como uma prateleira com livros e um monitor de LCD suspenso e automatizado.

Sala de banho da moça

Banheiro

Idealizado para o conforto da moça, o espaço tem uma banheira de hidromassagem e uma televisão. O piso de madeira e uma bancada feita de mármore integram o closet e a penteadeira de maquiagem ao banho. Espelhos e mosaicos de vidros revestem as paredes. A iluminação é feita por leds. Projeto de Katya Ocampos

Banheiro com estilo

O gasto em banheiros chega a 30% do total da reforma ou construção de toda a casa. É preciso atenção na escolha dos materiais.

"O menos é mais", diz o decorador, Walmer Antônio Riani (foto ao lado), quando perguntado sobre a melhor dica para se decorar um banheiro.
Segundo ele, o investimento na construção ou reforma deste cômodo de uma casa é alto. Representa cerca de 30% do total da obra. Por isso, Riani fala da importância da simplicidade no momento de decorar o ambiente.

Quando a pessoa não quer ou não pode contratar um decorador, Riani diz que o melhor é escolher o branco para pisos, louças e azulejos. Para combinar, os metais devem ser cromados. Quem usa essa dica pode estar sempre mudando a decoração do banheiro. "Numa semana, a pessoa pode colocar toalhas vermelhas, com chinelo combinando. Cansou, troca pelo verde. Assim, ela muda a decoração de acordo com os acessórios que escolher", explica Riani.

Personalidade do cliente

Banheiro

A decoração deve ter a "cara" do morador da casa. O banheiro não foge à esta regra. É um ambiente que as pessoas sentem-se mais à vontade. Não é à toa que existem banheiros com som, televisão, telefone, cadeira, revisteiro e até aparelhos de ginástica.

Além da comodidade, o banheiro ganhou outra função. Segundo Riani, têm pessoas que escolhem o local para ser o mais seguro da casa. "Tem gente que com medo de um assalto, transforma um banheiro em refúgio".

Riani ressalta que existem técnicas para decorar, mas todas são adaptadas ao estilo do cliente. "Muitas vezes, o cliente tem uma idéia, mas que não combina com a casa, nem o estilo próprio. Eu oriento e chegamos a uma conclusão que não foge da idéia central do dono da casa", explica.

Temperatura, cores e luzes

Banheiro

Banheiro

Banheiro

O revestimento do piso em um banheiro pode ser de madeira, desde que se tenha alguns cuidados. A manutenção da limpeza deve ser feita com um pano úmido; nada de jogar água e a pessoa deve ter o hábito de se enxugar dentro do boxe.

"Conheço uma casa que tem tábua corrida no banheiro. Um sinteco já é o suficiente para proteção. E, claro, alguns cuidados básicos", diz o decorador. Como Juiz de Fora tem épocas de temperaturas mais baixas, a madeira no banheiro deixa o ambiente mais aquecido e aconchegante.

As cores ideiais são as que combinam com o jeito de ser da pessoa. Riani lembra que um banheiro para ter a decoração modificada, somente com uma marreta. Por isso, escolha bem.

Banheiro

Banheiro

As cores vivas estão em alta nos pequenos detalhes. "Amarelo, verde, vermelho, roxo são cores que combinam com um visual jovem", diz Riani.

Em Milão, na Itália, a tendência é a volta do dourado . No Brasil, o movimento ainda é lento, mas começa a aparecer novamente nos metais.

Banheiro

Lavabo sala de jogos

Sofisticado em referência aos grandes cassinos do mundo. Foi assim que as arquitetas, Janice Mendes Terra e Christiane Belchior, conceberam o lavabo da sala de jogos. Os conceitos sustentáveis estão presentes no projeto através da torneira com sensor e das lâmpadas de baixo consumo. O papel de parede em preto e branco foi inspirado no calçadão de Copacabana e faz alusão ao homenageado da Casa Cor MS, o paisagista Roberto Burle Marx.

Banheiro

Lavabo

O projeto de Júlia Sá Mendes ousa na combinação de vidro, tecido, metais e louças. As paredes revestidas de seda, as louças geométricas, o espelho em forma de “L” invertido e a bancada de mdf laqueada de preto sofisticam e ampliam o ambiente. As três luminárias pendentes de cristal recortado evidenciam o toque paisagístico proporcionado pelas sansevieiras, planta semelhante às espadas de São Jorge.

Banheiro

Lavabo das meninas

O branco total é a base dos adesivos multicoloridos do lavabo de 3 m² de espaço, de Maria Luiza Bernardes e Bárbara Martins. O destaque do espaço é a bancada com iluminação interna, feita em vidro e também com adesivos aplicados.

Banheiro

Lavabo dos meninos

A exploração espacial inspirou a arquiteta Denize Demirdjian a criar o lavabo dos meninos. O boxe arredondado remete a uma cabine de teletransporte. A iluminação é ativada por um sensor de movimento e a atmosfera futurista é completada um efeito de luminosidade azul.

Banheiro

Sala de banho

Idealizado para toda a família, a sala de banho da arquiteta Aline Oleari prioriza o bem estar. Sua arquitetura clean mescla a riqueza dos materiais naturais, como a madeira louro claro e o mármore crema, com o brilho dos espelhos e do aço inox. As tonalidades suaves ganham destaque com a iluminação cheia de efeitos direcionada à cada tarefa, criando uma atmosfera intimista e aconchegante, ideal para momentos relaxantes. As cores empregadas na banheira de hidromassagem seguem os princípios da cromoterapia, para contribuir para o relaxamento.

Banheiro

Banheiro do hóspede

Concebido para ser um espaço que ofereça aconchego e elegância, o banheiro do hóspede da arquiteta Luciana Vervoet destaca os elementos da natureza, presentes na madeira de reflorestamento lyptus, nas pedras de seixo rolado no piso e na presença de plantas. Entre os diferenciais do projeto está o mosaico de pastilha de vidro que, aplicado em uma parede curva conectado com o teto, cria uma composição inusitada com o restante dos elementos que seguem a linha clássica.

Banheiro

Lavabos públicos

Ao projetar os lavabos públicos, as profissionais Caroline Martins e Monique Ximendes priorizaram a preocupação com as questões ecologicamente corretas e com as pessoas com necessidades especiais. Destinado a atender tanto ao público masculino quanto o feminino, o ambiente oferece privacidade também dentro das cabines, onde foram instalados lavatórios individuais. Sensores, válvulas e madeiras ecologicamente corretas, além de materiais higiênicos biodegradáveis, complementam o projeto inspirado no estilo rústico chique. As texturas do vidro chocolate, laca branca brilhosa com madeira, pastilha de pedra e piso cimentício são valorizados por uma iluminação diferenciada.

Banheiro

Lavabo público feminino

O projeto do lavabo, de Alexandra Sordine Figueiredo e Danielle Bressan Mucelini foi além do tema sustentabilidade e agregou também a importância da acessibilidade. O projeto conta com móveis em laca brilhante (madeiras certificadas), espelhos e papel de parede. Acessível à portadoras de deficiência, o lavabo possui móveis com linhas discretas e soluções sustentáveis, que primam pela economia de água e de energia. A inspiração veio de Burle Marx, compondo uma produção que harmoniza a convivência entre homem e meio ambiente.

Banheiro

Lavabo público masculino

Estreando sua participação na Casa Cor, a arquiteta e urbanista Fabiane Giestas projetou um espaço que agrega originalidade e inovação. No lavabo público masculino, a combinação das cores e formas, a utilização de materiais simples empregados de forma inovadora e a iluminação dramática caracterizam o ambiente. Uma namoradeira estilo Luis XV, herdada da família e devidamente reformada, complementa a decoração do ambiente.

Banheiro

Banheiro especial

Para criar um banheiro de apenas 9 m², Camila Freitas e Carla Cruz buscaram inspiração nos jardins do Teatro José de Alencar, umas das obras de Burle Marx na cidade de Fortaleza. O cimento queimado do piso e os bancos de concreto remetem à simplicidade e o contraste do porcelanato preto com o papel de parede dá um toque de requinte ao ambiente.

Banheiro

Banheiro público masculino

Com cores sóbrias, tais como o preto e o grafite, Dayanne Santos e Kel Oliveira misturaram formatos e texturas para criar um banheiro sofisticado para homens. O piso e a bancada são em granito preto e parte da parede é revestida com pedras ônix e pastilhas de vidro. Destaque para o efeito do jogo de espelhos com a iluminação turquesa.

Banheiro

Toalete social

A assimetria das bancadas, o uso de materiais ecológicos e o visual orgânico dos ambientes compõem o projeto de Amaury Jr e Henry Teixeira. O chão é revestido de pastilha de vidro e pedras aparecem em várias partes do banheiro. As molduras das pinturas e do espelho são materiais antigos reaproveitados.

Banheiro

Projetado pelo escritório britânico de design usTogether, este lavatório aproveita a maleabilidade do material de que é feito: superfície sólida da marca Corian (DuPont), na cor Glacier White. As formas sinuosas permitem unir cuba, bancada e banheira numa peça única de efeito escultural. O conjunto, da Ebb Collection, ainda inclui espelho e prateleira. Na hora da limpeza: esse tipo de material não é poroso nem tem emendas aparentes. Mas não tolera solventes e acetona. A limpeza diária pede sabão e água. Água sanitária diluída, só ocasionalmente.

Banheiro

Fãs da beleza natural da madeira, as arquitetas cariocas Gisele Taranto e Izabela Lessa adotaram tábuas de demolição nesta bancada – mas bem afastadas dos respingos. O material, da Francisco Rodrigues Antiguidades, apenas envolve a cuba de travertino romano (sustentada por perfis engastados nas paredes). Uma espécie de bandeja presa nessa calha apoia sabonete e toalha. O conjunto avança 10 cm da parede, abrindo espaço para a bica de piso (ref. 985/90, Punto). Madeira em bom estado: evite o material em locais de contato direto com água e proteja-o com verniz naval. Neste caso, usou-se cera.

Banheiro

Ao integrar seu banheiro ao quarto, o fotógrafo paulista Marco Pinto elegeu mosaicos de vidro (Vidrotil, 2 x 2 cm) pretos e amarelos para cobrir tudo: paredes, piso e também a bancada, onde se destaca uma cuba embutida de louça (Deca). “Um bom colocador sabe disfarçar as placas nas quais as pecinhas vêm coladas”, diz ele, que ainda indica cantoneiras vendidas prontas para evitar bordas grosseiras e cortantes. Rejunte no tom: em vez da massa branca, que pode acumular sujeira em áreas molhadas, vale usar uma cor próxima da argamassa própria para pastilha de vidro. Aqui, aplicou-se o cinza.

Banheiro

O arquiteto paulista Domingos Pascali investiu em linhas retas e materiais sóbrios pensando num espaço masculino e contemporâneo. A bancada de mármore branco thassos (Marmoraria Palácio) parece ainda mais leve instalada diante da parede forrada de espelhos. Como havia poucos cosméticos para guardar, o arquiteto dispensou armários, trocados por nichos rasos no tampo – como se fossem bandejas – e uma prateleira baixa, que funciona ainda como banco. No piso, granito preto absoluto. Poucos e bons: repita o material da bancada em frontões, saia e cuba para obter um visual harmônico.

Banheiro

Em lugar de duas cubas, a arquiteta paulista Cristina Bozian adotou uma espécie de tanquinho. “Assim, o morador dispõe de um modelo maior [100 x 40 cm] que o usual com duas torneiras para ser compartilhado”, diz. O visual rústico foi alcançado com a bancada de travertino romano (feita pela Amazonas Pedras), que conserva os furinhos naturais da rocha – leva apenas proteção de resina incolor. Em paredes e pisos, assoalho de peroba-rosa de demolição (Hydrotech) bruta e escovada. Dois ou um: avalie se, em sua casa, é preciso ter duas cubas para usar ao mesmo tempo. Elas roubam um espaço precioso da bancada.

Banheiro

Aqui, a ideia era melhorar a claridade do ambiente. Daí a escolha da arquiteta fluminense Paloma Yamagata pelo mármore branco piguês, polido e impermeabilizado pela Marmoraria Elite. Em busca de poucos elementos visuais e resultado clean, ela preferiu as cubas de embutir. Também instalou uma sanca de gesso, valiosa para acomodar a iluminação indireta e os spots (luminotécnica da Spectra Iluminação). Modelo retangular: práticas, as cubas desse formato permitem usar bancadas menos profundas (esta tem 45 cm) e oferecem bom aproveitamento do tampo.

Fonte: casa.abril.com.br

Banheiro

Bancadas de banheiros

Banheiro

Com materiais claros e espaços de apoio generosos, elas se destacam nos cinco projetos a seguir. Combinadas a espelhos, louças e metais, enchem de charme os ambientes.

Conforto para dois

Esta sala de banho (foto de abertura) de uma casa de praia mereceu uma extensa bancada com duas cubas para atender marido e mulher ao mesmo tempo. A peça (3,15 m de largura x 15 cm de saia) repete o mármore travertino romano bruto do piso (Dimagra) e dispensa armários por causa da umidade. "Para evitar o mofo, freqüente na região, preferi deixar o vão livre e usar cestos para guardar as toalhas e os produtos de beleza", conta a arquiteta Debora Aguiar. Louças e metais da Deca, cestos do Depósito São Martinho e tapete de madeira da Vallvé.

Versão feminina

Banheiro

Banheiro

Penteadeira

Banheiro

Banheiro

Fonte: casa.abril.com.br

Banheiro

Iluminação

Banheiro

Para iluminar discretamente todo o ambiente tente lâmpadas refletoras de pequena potência em luminárias no teto ou fluorescentes com elevados índices de reprodução de cor para destacar os tons de pele.

Se seu banheiro tiver um teto alto com um trilho de iluminação ou luminárias embutidas, as lâmpadas refletoras halógenas irão produzir uma luz branca e brilhante que proporcionará mais luz no ambiente, não permitindo a perda de luz dentro da luminária.

Ao cuidar de sua beleza, lâmpadas fluorescentes de cada lado do espelho ou lâmpadas globulares sobre o espelho irão espalhar uma luz intensa e sem sombras sobre o seu rosto.

“Night-lights” são adições sábias para o plano de iluminação de seu banheiro, melhorando a segurança para todas as idades.

Fonte: www.gelampadas.com.br

Banheiro

Banheiro

Um sistema de automação controla os circuitos independentes e permite vários cenários e combinações de luz.

1 - Luz geral Luminária embutida ( modelo Lux ) com uma lâmpada fluorescente compacta FLC de 26 w e uma halógena AR70 de 50 w.

2 - CromoterapiaForro luminoso Sky (Lumini) com 32 lâmpadas fluorescentes T5 de 28 w (oito de cada cor: branco, azul, vermelho e verde). A regulagem por dimmergera diferentes cenários.

3 - Espelho iluminadoIdeal para a maquiagem e o barbear, a luz branca, indireta e difusa das quatro lâmpadas fluorescentes T5 de 28 w era pouca sombra.

4 - Forro luminosoFechado com vidro jateado, tem quatro lâmpadas fluorescentes T5 de 28 w para uma luz difusa e geral, e quatro spots halógenos PAR 30 de 35 w que auxiliam na maquiagem por reproduzir bem as cores. São ligados em circuitos independentes.

Banheiro

O jeito de usar a casa mudou muito nos últimos dez anos. Entraram em cena espaços integrados e com múltiplos papéis, que exigem uma luz mais dinâmica e flexível. Tudo isso aliado às inúmeras possibilidades proporcionadas pela automação.

Por isso os profissionais relutam em formular uma regra para cada ambiente. Mas, em linhas gerais, há basicamente três tipos de iluminação (e cada uma pode servir a diferentes funções: leitura, trabalho...).

A difusa, que ilumina todo o espaço, é indicada para escritórios, cozinhas e banheiros - locais que também podem beneficiar-se de pontosde luz direta, mais estimulante, para clarear só o plano de trabalho. E, por fim, a indireta com foco rebatido, que, dependendo do caso, gera luz difusa e traz aconchego e intimidade (recomendada para home theaters e quartos). "Além dessas, há ainda a luz de efeito, de caráter mais cênico, que trabalha com fachos e cores, e a de destaque, que focaliza objetos ou elementos arquitetônicos", explica a luminotécnica Vanessa Masson.

Como escolher entre tantos recursos? "Tudo depende da necessidade e do perfil dos moradores, dos acabamentos utilizados, das funções que serão cumpridas no ambiente e, claro, de quanto se pretende gastar", alerta Guinter Parschalk.

Fonte: Arquitetura & Construção

Banheiro

COMO PLANEJAR O ESPAÇO DE BANHEIROS PEQUENOS

Banheiro

Todos querem um banheiro confortável, ergonômico e seguro. Saiba como planejar um banheiro conhecendo algumas medidas mínimas para racionalizar o uso mesmo daqueles mais apertados.

Louças sanitárias

Deixe 20 cm de largura de espaço em volta de cada lado do vaso sanitário ou do bidê e de 55 a 60 cm à sua frente.

Vasos sanitários sem caixa acoplada ocupam menos espaço.

Chuveirinho

Substitua o bidê por um chuveirinho se você tiver problema de espaço. Ele deve ser colocado do lado esquerdo do vaso a uma altura de 60 cm do chão.

Pia

Escolha um gabinete para pia que tenha uma profundidade de pelo menos 55 cm com 80 cm de largura e também de altura. A cuba da pia deve ser bem grande para evitar que a água respingue na bancada.

Box

O box deve ir do chão até a altura do chuveiro e não até o teto e deve permitir o movimento dos braços necessários para a lavar a cabeça, assim ele deve ter no mínimo 80 cm de largura.

Registros

Estude uma maneira em que os registros do chuveiro possam ser abertos e fechados sem que a pessoa se molhe. Isto é muito importante principalmente no inverno, quando a água fria causa maior desconforto.

Espelho

A borda superior do espelho deve ficar a 1,80m do chão.

Espelhos são um ótimo recurso para ampliar o banheiro. Além de colaborar com o ganho de espaço, eles ajudam a melhorar a iluminação, pois refletem e espalham a luz.

Pé-direito

Banheiro de pé-direito baixo pode parecer mais alto se for usado o artifício da meia parede (com cor diferente do resto da parede), das faixas ou dos rodamãos horizontais.

Dependendo da altura colocada (entre 90 cm e 1,30m, no máximo), esses recursos decorativos fixam o olhar das pessoas, não despertando nenhum interesse acima deles.

Móveis

Quanto menor for o banheiro, menores, e em menor quantidade devem ser os móveis. Lavabos minúsculos pedem cubas pequenas (muitas vezes sem bancada) e prateleiras bem estreitas.

Instalação de móveis e objetos

Para instalar prateleiras, espelhos, cabides, porta-toalhas, porta-xampus, papeleiras e armários no banheiro, é preciso tomar alguns cuidados.

Furando os azulejos

Limpe com água e sabão e depois seque bem a área dos azulejos onde será colocado o acessório.

Marque a posição horizontal dos furos com nível de bolha e, em seguida, a localização dos ganchos e dos pontos de perfuração.

Use uma fita adesiva e dê uma leve martelada com um prego sobre a superfície apenas para marcar onde deve ser furado. A fita serve para que o prego não escorregue antes de marcar a parede.

Com uma broca de vídea, faça o furo onde deverão ficar o parafuso e a bucha que usualmente acompanham estes acessórios de banheiro. Segure a furadeira com as mãos bem firmes. Primeiro, será preciso atravessar a espessura do azulejo. Os furos não devem ter bordas lascadas.

Utilizando fita adesiva

Objetos menores e não tão pesados podem ser colocados sem que seja necessário perfurar a parede e os azulejos.

Use fita adesiva dupla face.

Após marcar com a trena a localização do objeto e seu exato contorno, cole os adesivos na parede.

Em seguida, obedecendo às marcações, pressione o objeto contra a parede e contra os adesivos.

Iluminação

Faça a iluminação natural através de vãos ligados diretamente ao exterior. Isto proporcionará, além de uma boa iluminação, uma boa ventilação.

Saiba que a área mínima da abertura deverá ser igual a, no mínimo, 1/8 da área do banheiro.

Iluminação geral

Tanto poderá ser utilizada a iluminação incandescente quanto a fluorescente (luz fria).

Iluminação do espelho

Para o espelho é recomendada usar a luz incandescente, já que a luz fria pode alterar a maneira que vemos as cores.

Pintura e molduras

Para banheiros baixos e pequenos, nada de pintar o teto com cor diferente ou fazer detalhes e desenhos. Isso chama a atenção e faz com que se perceba logo a real altura e dimensão do ambiente.

Sejam de pastilhas, cacos de vidro, cerâmica, molduras nos azulejos e detalhes delimitam o espaço e fazem parecer menor qualquer ambiente. Se seu banheiro for pequeno, evite esses detalhes que, apesar de bonitos, só valorizam ambientes espaçosos.

Fonte: www.organizesuavida.com.br

Banheiro

Banheiro,iluminação bem pensada para o ambiente

A rotina diária muito agitada dos tempos modernos, faz com que as pessoas, ao chegarem em casa, busquem espaços que proporcionam conforto e prazer na hora de repor as energias. Segundo pesquisas, o eleito para esse cantinho de relaxamento e bem-estar são os banheiros, conhecidos como ambientes primordiais na manutenção do dia-a-dia; momento em que as pessoas revigoram suas energias para um novo dia.

Banheiro

Assim como a extensão do cômodo, as cores do ambiente e a mobília são importantes para composição do espaço. A iluminação adequada desempenha um papel fundamental na função desse ambiente.

A necessidade da iluminação ideal transpõe ao mesmo tempo conceitos estéticos e padrões já estabelecidos. Pensando nisso, o gerente de produtos e qualidade da Startec, empresa especializada pela produção e comercialização de produtos de iluminação, Sr. César Guerino, destacou algumas dicas que são essenciais para transformar seu banheiro em um ambiente revitalizante.

Banheiro

O primeiro alerta é com relação à necessidade de uma iluminação externa, função executada pelas janelas ou qualquer outra abertura que, de acordo com a concepção do espaço, contribui de maneira muito positiva para a eficiência da luminosidade. Existe também a iluminação indireta, isto é, não focalizada, responsável por revestir as lacunas muitas vezes existentes entre o teto e as paredes, ou mesmo na região dos rodapés; função muito bem executada pelos spots, com lâmpadas dicróicas, que reforçam ainda mais a claridade e compõem um caráter estético ao iluminar o ambiente.

A iluminação geral do cômodo também é muito importante. Entretanto, é necessário sempre buscar produtos que executam sua função com qualidade. Como por exemplo, os plafons que são colocados no teto e se adequam a esse tipo de ambiente, pois em virtude de conter bases acopladas às cúpulas, impedem a entrada de vapor e umidade, muito frequente nos banheiros.

Também são necessárias luminárias de embutir, com lâmpadas em posição vertical, que proporcionam um foco de luz mais direcionado no ambiente. . Deste mesmo modo, a utilização de produtos que atuam como iluminação de acessórios dentro do espaço, dando suporte necessário às funções básicas do banheiro em relação ao indivíduo, também exerce função imprescindível na iluminação ideal.

Além da iluminação acima ou ao lado dos espelhos, com o uso de arandelas ou até mesmo spots de dicróicas, que fornecem luminosidade para funções estéticas como fazer a barba ou a maquiagem. .

Por fim, uma dica opcional é a disposição de spots ao redor da banheira, que acoplada a instalação do dimer, desempenha a função diferenciada de selecionar a intensidade da iluminação.

Portanto, garantir uma boa iluminação desde o uso prático até nos momentos mais relaxantes dos banheiros, requer a utilização de produtos de qualidade e eficiência, que agregam valores de bem-estar e prazer na medida exata para cada ambiente.

Fonte: www.reformafacil.com.br

Banheiro

Descubra como transformar seu banheiro em um ambiente de bem-estar

A rotina diária muito agitada dos tempos modernos, faz com que as pessoas, ao chegarem em casa, busquem espaços que proporcionam conforto e prazer na hora de repor as energias. Segundo pesquisas, o eleito para esse cantinho de relaxamento e bem-estar são os banheiros, conhecidos como ambientes primordiais na manutenção do dia-a-dia; momento em que as pessoas revigoram suas energias para um novo dia.

Pensando nisso, o gerente de produtos e qualidade da Startec, empresa especializada pela produção e comercialização de produtos de iluminação, César Guerino, destacou algumas dicas que são essenciais para transformar seu banheiro em um ambiente revitalizante e bem iluminado, com economia e segurança:

O primeiro alerta é com relação à necessidade de uma iluminação externa, função executada pelas janelas ou qualquer outra abertura que, de acordo com a concepção do espaço, contribui de maneira muito positiva para a eficiência da luminosidade.

Existe também a iluminação indireta, isto é, não focalizada, responsável por revestir as lacunas muitas vezes existentes entre o teto e as paredes – ou mesmo na região dos rodapés, função muito bem executada pelos spots, com lâmpadas dicróicas, que reforçam ainda mais a claridade e compõem um caráter estético ao iluminar o ambiente.

A iluminação geral do cômodo também é muito importante. Entretanto, é necessário sempre buscar produtos que executam sua função com qualidade. Como por exemplo, os plafons que são colocados no teto e se adequam a esse tipo de ambiente, pois em virtude de conter bases acopladas às cúpulas, impedem a entrada de vapor e umidade, muito frequente nos banheiros.

Também são necessárias luminárias de embutir, com lâmpadas em posição vertical, que proporcionam um foco de luz mais direcionado no ambiente.

Deste mesmo modo, a utilização de produtos que atuam como iluminação de acessórios dentro do espaço, dando suporte necessário às funções básicas do banheiro em relação ao indivíduo, também exerce função imprescindível na iluminação ideal.

Além da iluminação acima ou ao lado dos espelhos, com o uso de arandelas ou até mesmo spots de dicróicas, que fornecem luminosidade para funções estéticas como fazer a barba ou a maquiagem.

Por fim, uma dica opcional é a disposição de spots ao redor da banheira, que acoplada a instalação do dimer, desempenha a função diferenciada de selecionar a intensidade da iluminação.

Assim como a extensão do cômodo, as cores do ambiente e a mobília são importantes para composição do espaço. A iluminação adequada desempenha um papel fundamental na função desse ambiente. A necessidade da iluminação ideal transpõe ao mesmo tempo conceitos estéticos e padrões já estabelecidos.

Portanto, garantir uma boa iluminação desde o uso prático até nos momentos mais relaxantes dos banheiros, requer a utilização de produtos de qualidade e eficiência, que agregam valores de bem-estar e prazer na medida exata.

Fonte: www.destaquesp.com

Banheiro

Banheiro

O banheiro como área social da casa passou a ser chamado de lavabo. Definido desta forma, o lavabo lembra um banheiro sem graça, e sem chuveiro. Na verdade o lavabo tem um grande valor social, e tornou-se um espaço de exibição.

O novo visual do lavabo tem personalidade forte e intervenções modernas. Os acessórios tornam-se as vedetes desta área da casa. Há lavabos que são verdadeiras obras de arte, se considerarmos o design das peças empregadas para sua composição.

Nada melhor para fazer um belo lavabo que visitar um local onde você encontra materiais, soluções e acessórios indispensáveis que, com um pouco de estética e funcionalidade, farão desta área o lugar mais visitado da casa.

Na Kitchen & Bath Expo você encontrará Lavabos e diversos produtos e acessórios para Cozinha e Banheiro que darão um novo rumo ao seu projeto de construção, reforma e decoração.

Fonte: www.kitchenbathexpo.com.br

Banheiro

Lavabo, o pequeno mas importante cartão de visitas

Banheiro

Banheiro

Geralmente o menor ambiente da residência, o lavabo tem em média de 2 a 5 metros de área. Por não ser considerado um banheiro (não tem chuveiro) e por ser pequeno, as vezes ele é deixado meio de lado no projeto. Grande erro. Nos últimos anos o lavabo tornou-se um importante espaço social da residência, sendo um espaço de grande exibição e que por isso deve ter seu projeto muito bem pensado.

Um lavabo bonito é sinônimo de boa impressão para suas visitas.

Os materias utilizados são os mais variados, indo desde a madeira até o aço inox.

Como o ambiente é geralmente muito pequeno, usar espelhos, vidros e outros materiais translúcidos ajudam a aumentar a sensação de espaço. Outro ponto importante na hora de projetar um lavabo é a circulação.

Em alguns casos os profissioanais optam por mudar a abertura da porta do lavabo para fora, aumentando a área útil dentro do mesmo. Porém, na minha opinião, essa opção deve ser escolhida se for extremamente necessário.

Porta abrindo para fora pode causas pequenos acidentes… ;)

A iluminação também deve ser bem projetada. Geralmente em um lavabo, por ser um ambiente pequeno, podemos colocar apenas pontos de luzes focado no vaso sanitário e na bancada. Só tome cuidado na escolha da lâmpada. Utilizar iluminação indireta por meio de arandelas também é uma boa opção.

Fonte: www.fernandorigotti.com

Banheiro

Seu Banheiro

Esse é o lugar da casa que sempre fica em um dos últimos lugares. Em geral se pensa - Ah! O banheiro é fácil, não tem nada pra fazer! - Mas, não é bem assim.

Um banheiro também encantar você. Afinal, ele pode ser seu refúgio, ou o lugar onde você se torna mais bonita, ou o lugar onde você faz seu relaxamento, ou ...

Esse lugar tem que proporcionar bem estar, sesação de limpeza, de tranqüilidade, de paz.

Veja o que você pode fazer com o seu banheiro.

Ganhando espaço

Espelhos são um excelente recurso para aumentar seu banheiro. Cuidadosa e harmonicamente colocados em algumas paredes eles vão proporcionar a sensação de amplitude. E há um ganho extra quando se utiliza espelhos - eles interferem na iluminação, refletindo e espalhando a luz, tornam o ambiente mais claro.

Quando o pé-direito do banheiro é baixo, você poderá dar a impressão de que a altura é maior usando a metade da parede de cor diferente, por exemplo. Ou aplicando faixas ou rodamãos horizontais. Entre 90 centímetros e 1,30 metro de altura, no máximo, esses recursos decorativos atraem o olhar das pessoas para eles, tirando a atenção do que está acima deles.

Para banheiros baixos, evite pintar o teto com cor diferente ou fazer detalhes e desenhos na parte de cima. Isso faz com que se perceba logo a real altura do ambiente.

Banheiros pequenos pedem móveis pequenos e em pequena quantidade. Os lavabos devem ser minúsculos com cubas pequenas e, dependendo do caso, até sem bancada. Os vasos sanitários devem serem caixa acoplada para ocupar menos espaço. As prateleiras, quando houver, devem ser bem estreitas.

Molduras no piso - de pastilhas, cacos de vidro ou cerâmica -, sempre delimitam o espaço e o fazem parecer ainda menor. Num banheiro pequeno, evite esses detalhes, pois ainda que sejam bonitos, só valorizam ambientes espaçosos.

Fonte: www.mulherdeclasse.com.br

Banheiro

O material mais usado são os cromados e os cromados escovados. O aço inox e os metais coloridos também são procurados. De acordo com Riani, a decoração está em uma fase de transição dos anos 70 para os anos 80; por isso esta variedade.

Banheiro

Banheiro

A iluminação de um banheiro deve ser adequada para não ter sombra. O mais indicado é misturar luz quente com luz fria, para ver a cor natural da pele. "A luz fria tende a jogar as cores para o azul. A mulher acaba carregando na maquiagem, porque a luz fria engana", explica Riani.

A escolha do casal foi por banheiros leves, modernos, que acompanhassem a decoração do restante da casa

A intimidade entre decorador e cliente é importante para um bom projeto. Riani já havia decorado a primeira residência do casal. "Quando você conhece o cliente, fica mais fácil entender o que ele quer. O projeto acontece com mais dinâmica e rapidez", diz.

Assim que vieram os filhos, decidiram mudar de casa e novamente contrataram o profissional. O decorador decidiu fazer uma suíte dupla para os meninos do casal. Um pequeno corredor separa os dois quartos do banheiro único. "No corredor, coloquei uma porta que separa as suítes do restante da casa. Assim, os garotos têm privacidade". explica

Banheiro das crianças

Banheiro

O revestimento usado no banheiro dos filhos foi azulejo branco 20x20, pastilha verde de porcelana 5x5 e piso branco de porcelanato. Foram colocadas duas cubas e metais cromados.

Banheiro
Detalhes em pastilhas na suíte dupla das crianças

BANHEIRO NOVO SEM REFORMA

Banheiro

Se entrar no banheiro e olhar aquela parede de azulejos tão sem-graça e aquele amontoado de peças sem personalidade enche seus olhos de lágrimas ou desperta um desejo incontrolável por mudanças é bom se acalmar e trabalhar!

1 – Pinte

Os azulejos podem ganhar vida nova se forem pintados. A tinta epóxi é uma tinta do tipo esmalte e precisa ser misturada a um catalisador antes de ser usada. Ela tem grande durabilidade, é resistente a umidade e por isso mesmo pode ser aplicada nas paredes do banheiro, sem medo. A tinta Suvinil Esmalte Epóxi é fácil de encontrar e está disponível em centenas de cores, no sistema SelfColor. Antes de aplicá-la é importante preparar a superfície, usando o Fundo Branco Epóxi. A Sherwin-Williams também fabrica uma tinta especial para azulejos. A Novacor Azulejo é uma tinta acrílica que pode ser diluída em água e aplicada normalmente sobre a superfície. Ambas as tintas devem manter distância de piscinas, saunas e banheiras.

2 – Enfeite

Quem disse que banheiro tem que ter cara de banheiro? Aproveite as paredes e pendure quadros, fotos ou pôsteres com diferentes molduras. Crie composições com molduras pequenas ou médias. Se quiser um quadro grande, escolha uma área de destaque.

3 – Invista nos detalhes

Compre tapetes coloridos, com formas inusitadas e dê uma cara mais divertida ao chão. Se você usa touca de banho para proteger os cabelos, compre aqueles modelos coloridos, estampados ou rendados e deixe-a bem a mostra, como peça decorativa. Box, espelho e até mesmo os azulejos da parede podem ganhar mais destaque se você usar decoradores aderentes feitos em gel atóxico. A TokStok oferece diversos modelos. Basta retirá-los do pacote e grudá-los na parede, sem cola ou qualquer outro produto.

4 – Subverta

Não é porque a papeleira é indispensável que ela tem que ser sem-graça ou caretinha. Subverta a finalidade das coisas e use um vaso de vidro de boca larga e altura média para acomodar os rolos de papel higiênico. Ou compre uma cesta de vime, palha ou qualquer outro material natural e use-a para acomodar os rolos extras. Se olhar com carinho para os rolinhos brancos, perceberá que eles têm uma forma linda e que podem ficar empilhados ou acomodados na horizontal sobre uma prateleira, criando uma composição pra lá de inusitada, como fizeram as arquitetas Agnes Manso e Maria Alice Miglorancia no Banheiro Público Feminino da Casa Cor São Paulo desde ano.

5 – Capriche na organização

Móveis soltos e peças avulsas dão uma aparência mais leve e casual ao ambiente. Por isso, prefira os gaveteiros aos armários e compre peças feitas em metal, vime, madeira ou mesmo plástico (desde que colorido). Uma alternativa inusitada é usar aqueles carrinhos de cabeleireiro para acomodar escovas de dente, sabonetes, cosméticos, maquiagem e toda a infinidade de apetrechos que usamos diariamente. Esses carrinhos ainda têm lugar para pendurar o secador e acomodar as escovas de cabelo. Use as paredes para instalar prateleiras e sobre elas, acomode caixas coloridas ou de fibras naturais.

6 – Pendure, mas de um jeito diferente

Esqueça os ganchos e porta-toalhas presos à parede ou porta. Há no mercado uma infinidade de toalheiros de chão, feitos em metal cromado, madeira, aramado e até mesmo em vime. Por serem retangulares, dá para estender a toalha, evitando a formação de mofo ou mau-cheiro. Para um apoio extra, use um cabideiro de chão. Cadeiras e banquetas também dão um charme extra ao espaço e servem para acomodar a roupa.

COMO ORGANIZAR O SEU BANHEIRO

Banheiro

Ao visitar exposições de decoração, ou ver fotos em revistas especializadas, nos deparamos com banheiros tão limpos e organizados, que parecem nunca ter sido usados. Mas é mito pensar que é impossível manter em ordem seu banheiro social. Se você está planejando colocar sua casa em ordem, o banheiro, por ser (quase sempre) o menor ambiente da casa, não deve ser deixado de lado.

Apesar de ser um cômodo pequeno, precisa estar organizado de forma harmoniosa com o restante da residência. Além disso, por ser uma área de uso comum, precisa atender bem a todos os usuários.

Produtos em Geral

Tente deixar os itens semelhantes sempre próximos uns dos outros. As exceções são os produtos comprados para fins de estoque, que devem ser armazenados em local distinto dos materiais em uso. Caso contrário chegará um momento em que existirão três latas de fixador pela metade e duas caixas de lenços praticamente vazias.

Medicamentos

A primeira coisa a fazer é jogar fora tudo o que está com o prazo de validade vencido ou que não é usado há mais de um ano. Para a arrumação dos remédios, agrupe os similares e os mais usados em prateleiras de fácil acesso, sempre com o rótulo para frente. Separe os medicamentos de cada membro da família em outros grupos, facilitando a vida de todos. Bisnagas, pomadas e curativos podem ser guardados em caixas de plástico.

Guarde-os sempre fora do alcance das crianças, preferencialmente em caixas onde elas não vejam os frascos e não sintam assim o desejo de ingeri-los. Imprima etiquetas com quantidades e horários e afixe em todos os frascos. Se forem de uso de idosos, utilize embalagens de fácil manuseio e com letras grandes.

Atenção: o ideal é guardar medicamentos fora do banheiro, já que o local é úmido e sofre oscilações de temperatura.

Cosméticos

Os cosméticos que não foram descartados podem ser separados em categorias como: maquiagem; para os dentes; para a pele; para os cabelos; para as unhas; e perfumes, talcos e desodorantes. Para guardá-los, aproveite espaços em gavetas ou prateleiras. Se você usa os mesmos cosméticos todos os dias, uma boa idéia é deixar todos em um mesmo lugar para poupar tempo.

Atenção: assim como os medicamentos, o ideal é guardar os cosméticos fora do banheiro, já que o local é úmido e sofre oscilações de temperatura.

Escovas de dente

Jogue no lixo as escovas de dente velhas que estão sobrando, ou se quiser, guarde-as junto do material de limpeza, para limpar objetos pequenos. Para não haver confusão, a escova de cada membro da família deve ter uma cor diferente. Coloque-as em recipientes apropriados, procurando secá-las ao máximo antes de guardar. Prefira potes com tampas perfuradas para garantir a evaporação da água e evitar o pó ou acesso de insetos.

Produtos de Banho

Os xampus, condicionadores, sabonetes, lâminas de barbear, hidratantes e demais itens utilizados pela família durante o banho devem ser mantidos em suportes apropriados, nas proximidades do chuveiro. Mas antes de comprar esse aparato, anote quais e quantos itens ele deverá abrigar, de modo que você escolha um produto com o tamanho e número de divisórias adequadas às suas necessidades.

Se você é daquelas pessoas que enjoa das coisas sempre no mesmo lugar, compre suportes com ventosas que possam aderir aos azulejos ou às paredes do box. Você pode ainda colocar alguns ganchos nas paredes e mudar ocasionalmente a posição dos suportes.

Outra opção é costurar bolsos à cortina que cerca o chuveiro, ou mesmo comprar cortinas que já venham com bolsos acoplados. Nesses espaços podem ser guardados objetos de pouco peso, que não sobrecarreguem o tecido ou plástico da cortina nem a barra que a sustenta.

Para se atualizar sem perder tempo, coloque um rádio à prova d’água dentro do banheiro e ouça as notícias enquanto se arruma.

Brinquedos de banho do bebê

Os brinquedos utilizados para divertir os bebês durante o banho podem ser guardados em cestas ou bacias de plástico com furos. Desse modo os brinquedos secam rapidamente ao mesmo tempo em que permanecem ao alcance das crianças.

Utensílios e acessórios

Cabide MultiusoAs escovas, pentes e demais utensílios utilizados nos cabelos podem ser armazenados em gavetas ou em prateleiras aramadas do tipo fruteiras de dois ou mais andares, com ou sem gavetas. Esses suportes fazem as vezes de móveis semelhantes aos utilizados nos salões de beleza, por exemplo e são muito práticos e fáceis de limpar. Mas se você não tiver muito espaço, use uma caixa que pode ficar sobre a pia ou pendurada na parede.

Cestas de vime também podem ajudar na organização, abrigando sprays, desodorantes, talcos, revistas e outros produtos. O secador de cabelos e outros apetrechos também podem ser pendurados nos ganchos ou em cabides especiais como na foto ao lado.

Você pode utilizar também caixas transparentes para organizar todos os acessórios de banheiro.

Toalhas e roupas

Toalhas, roupões e peças de roupas pelo chão nem sempre são sinal de pessoas desleixadas, que tal providenciar mais suportes de toalhas para parede, pendurar mais ganchos atrás da porta e colocar no banheiro um cesto de roupa suja?

O melhor lugar para guardar as toalhas é o banheiro, já que é lá que elas são usadas. Para acomodar toalhas em espaços pequenos você pode enrolar as toalhas e guardar numa cesta perto do Box ou banheira, usar uma estante estreita para as toalhas de rosto enroladas, ou pendurar uma corrente no teto com uma cesta de metal presa, para estocar toalhas extras e outros artigos de banho.

Produtos de Limpeza

Se o seu banheiro tiver espaço, outra dica é deixar os produtos para sua limpeza lá mesmo. Assim, não precisa buscá-los quando for limpá-lo. Só lembre de nunca deixar esses produtos ao alcance de crianças e animais domésticos.

DICA

Caso o seu banheiro possua pouco espaço livre, mas ao mesmo tempo uma grande quantidade de itens a serem organizados, instale armários ou prateleiras nas paredes. Aproveite o espaço acima do vaso sanitário.

COMO LIMPAR O SEU BANHEIRO DE FORMA EFICIENTE

O banheiro é uma das áreas da casa onde precisamos ter cuidado especial com a higiene. O ideal é que ele seja limpo todos os dias e lavado pelo menos uma vez por semana. Veja a seguir dicas de como manter cada parte de seu banheiro em perfeitas condições de limpeza.

No dia-a-dia

Use água, detergente (multiuso ou neutro), desinfetante e esponja.

Vidros e espelhos

Limpe vidros e espelhos com pano úmido e depois pano seco (limpa-vidros é outra opção).

Boxe

Semanalmente, limpe o boxe de vidro com esponja de aço seca ou sapólio líquido e enxágüe. Se for de acrílico, aplique detergente neutro e pano macio.

Fonte: www.organizesuavida.com.br

Banheiro

A criatividade é uma característica importantes em projetos de qualquer banheiro.

Estou sempre observando projetos que nos pode fornecer idéias e nos inspirar.

Com minha pesquisa eu sigo muitas revistas e blogs mas raramente encontro novas idéias, isso não é o caso neste post, é difícil eu selecionar um favorito entre essas linhas, espero que seja inspirador para vocês tirarem novas idéias e criar seus ambientes. Ultilizando materiais como pastilhas para banheiro e muitas cores.

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Fonte: www.banheirodecorado.com.br

Banheiro

Banheiro
Duas cubas na suíte dupla das crianças

Banheiro do casal

O banheiro do casal é uma suíte também com duas cubas. As cores predominantes são o cinza e o branco. "Aproveitei as louças do bannheiro antigo, inclusive a banheira. É tudo cinza", diz Riani.

Banheiro
Duas cubas na suíte do casal

Banheiro
Banheira da suíte

Para cortar o cinza da banheira, Riani colocou luzes amareladas acima.
"O cinza no banheiro, interfere na cor da pele. Então mesclei as luzes: fria, quente, e a amarela para dar efeito na banheira", A sensação é de um banheiro mais aquecido e confortável. Foram usados azulejos brancos, pastilhas de vidro cinza em dois tons e louças cinzas.

Lavabo

Banheiro
Detalhes das pastilhas de vidro do lavabo

No lavabo, a intenção era dar mais vida. O branco do mármore foi associado a pastilhas de vidro vermelhas. A luz da luminária dá um toque especial ao ambiente moderno.

Banheiro
Luminária para dar um toque moderno ao lavabo

Fonte: www.acessa.com

Banheiro

Hoje em dia qualquer ambiente pode ser decorado e espressar a personalidade e requinte do proprietário.

Um desses ambientes é o banheiro.

Ambiente esse que cada vez mais ganha espaço na decoração.

Cada vez mais esse ambiente está se tornando requintado, aconchegante,exuberante.

Com a aplicação de pisos de vidro temperado e jardins decorados, Jacuzis e Ofuros essa parte da casa propicia a seu proprietário o momento mais gostoso do dia.

Hoje em dia dá até pra navegar na internet tomando banho, assistir televisão tomando banho.Parece impossivel? Mais não é!

É a pura realidade.

Um acabamento muito utilizado na decoração e acabamento dos banheiro é o gesso.

Gesso

Item indispensável na decoração

A decoração de um banheiro exige atenção na contratação de bons fornecedores e mão-de-obra. A escolha do gesso pode parecer uma tarefa simples, mas vale atentar para alguns detalhes.

Na Lourenzo Acabamento de Interiores uma equipe qualificada auxilia na execução de um projeto adequado. Além do gesso, também executa o projeto de elétrica, já que os circuitos de distribuição deverão ser previstos antes desta etapa. Para garantir comodidade, a pintura e colocação das luminárias no ambiente são outros serviços oferecidos pela empresa.

Atualmente o gesso se tornou indispensável na decoração, devido a sua flexibilidade. Nos banheiros, facilita a manutenção de tubulações em caso de vazamentos e proporciona uma melhor distribuição da iluminação.

A falta de qualificação da mão-de-obra pode gerar inúmeros inconvenientes, como o forro ficar fora de nível e as emendas das molduras ficarem aparentes.

Na hora da execução, alguns detalhes fazem a diferença:

O prazo de secagem, que varia de 10 a 15 dias antes da pintura, deve ser respeitado

A pintura deve ser realizada por profissionais qualificados. O gesso deverá ser bem lixado após a secagem, além de haver a necessidade da aplicação de duas demãos de fundo preparador para impermeabilização e de massa corrida e, por fim, o banheiro deverá ser, preferencialmente, pintado com tinta acrílica anti-fungos;

A empresa contratada também deve proteger o piso e fazer a remoção do entulho gerado. Esses detalhes garantem uma correta colocação do produto e a tranqüilidade de ter um ambiente de sonhos.

Quem poderia imaginar que no século 21 o banheiro seria um destaque na decoração.

Fonte: www.boxparabanheiroblindex.com.br

Banheiro

Antiguidade

A higiene e o asseio são práticas humanas que, ao longo do tempo, se adaptam ao contexto sócio cultural em que estão inseridas.

A higiene parece ser inerente ao homem primitivo.

A Antiguidade nos mostra, por meio dos vestígios arqueológicos, desenvolvidos sistemas de canalização. Os banhos e diversos cuidados com a higiene pessoal nas sociedades egípcia e chinesa eram bastante comuns. Os egípcios construíram por volta de 2.500 a.C. banheiros elaborados dentro das pirâmides, certamente a fim de tornar a eternidade dos faraós mais agradável.

Nossos antepassados clássicos, principal-mente os gregos e os romanos, são pre-cursores de sistemas hidráulicos que canali-zaram águas pluviais e fluviais, conduzindo-as para as residências e para as termas.

Nos banhos públicos aconteciam reuniões, encontros, conversas e acordos que impulsionavam tanto a política como as artes e as ciências. As Termas, piscinas aquecidas por aquecedores a lenha sobre os pisos, tinham diversas variações de calor. Calidárias ou Salas Quentes, Tepidárias ou Salas Mornas e Frigidáiras ou Salas Frias.

Idade Média

A Idade Média, muito apropriadamente chamada de Idade das Trevas, protagoniza o total sepultamento dos hábitos de higiene. A Igreja, poder político e cultural absoluto, abominava os banhos tratando-os como "Orgias Pecaminosas".

Tem início então um período de imundície com conseqüências desastrosas para a Europa. Segundo os sanitaristas, as constantes epidemias que assolaram o Velho Mundo durante a Idade Média foram provenientes da total ausência de higiene por parte da população. As necessidades fisiológicas eram “despejadas” pelas janelas.

Na França, para avisar os transeuntes sobre a “descarga” dos detritos, convencionava-se falar “Gardez L'eau” [lá vai água]. Acredita-se que dessa expressão tenha se originado a expressão Loo, que significa banheiro na Inglaterra.

Nos castelos as latrinas consistiam de quartos com um buraco e um assento de madeira. Esses "banheiros" eram escuros, pois, acreditava-se que no claro as moscas e demais insetos se aproximavam e transmitiam doenças. Nos castelos ingleses essa salinha podia ter sob o assento de madeira um barril denominado Privie. Para esvaziar essas latrinas havia o esvaziador.

Os mais privilegiados senhores possuíam um artefato móvel onde defecavam. Este artefato é conhecido por nós como penico.

Os banhos eram escassos, quase inexistentes. Em famílias pobres, quando eles aconteciam, a água servia para banhar a família inteira em uma tina. Primeiro os homens, depois os filhos e por último as mulheres.

Século XVIII

Banheiro
The Boudoir of Mme CC, Higiene íntima feminina, linoleogravura, início do séc. XX. The Five Senses, Taste. In Neret, Gilles. Erótica Universalis. Bededikt Taschen Verlag, 1994.

Banheiro
Jean François Garneray (1755-1837) La toilette intime, Higiene íntima feminina, óleo sobre tela, século XVIII. In Neret, Gilles. Erótica Universalis. Bededikt Taschen Verlag, 1994

Banheiro

No século XVIII começamos a perceber a retomada das questões de saúde pública e os reflexos na higiene pessoal. A ciência moderna passa a ditar as regras.

Em 1775, em Londres, Alexander Cunnings desenvolve um sifão para os vasos sanitários, reduzindo assim os odores. O vaso sanitário aparece para substituir o indelével penico medieval.

No final de século XVIII, os Arquitetos passam a incorporar o banheiro como um cômodo dentro da casa. No século XIX, os artefatos dos banheiros adquirem estética própria e são desenvolvidos em materiais ricos como mármore, louça, metais etc...

Os sistemas de canalização começam novamente a funcionar, mesmo que de forma incipiente.

Os banhos davam-se em tinas e a higiene diária ocorria por meio do famoso gomil em penteadeiras ou toucadores. A primeira banheira foi produzida em cobre, nos EUA, em 1800.

Fonte: www.decaclub.com.br

Banheiro

São ótimas e simples as formas de decoração de banheiros com baixo custo e muito bonitos!

Veja abaixo fotos de decoração de banheiros, que você possivelmente esteja procurando para seu nova lar.

Lembre-se:

O banheiro é um dos lugares mais importante em uma casa.

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Banheiro

Fonte: espacodecorado.com

Banheiro

Como era um banheiro na Antiguidade?

Banheiros no interior de casas começaram a surgir ainda no terceiro milênio antes de Cristo. Escavações arqueológicas mostraram vestígios dessas construções em cidades localizadas no oeste da atual Índia. No Ocidente, porém, a história do banheiro teve uma evolução bem diferente. Na Grécia do século 5 a.C., por exemplo, as residências não contavam com toaletes e os gregos preferiam mesmo era se aliviar ao ar livre. Isso ainda ocorria na Roma do início da era cristã, quando também era comum o uso de penicos. Mas, se não gostavam de banheiros privados, os romanos adoravam fazer suas necessidades em público, em construções comunitárias anexas a termas. A expansão do Império Romano levou esse conceito do banheiro público a outras partes do mundo antigo. Mas, quando a grande potência se enfraqueceu, a partir do século 5, esse tipo de construção caiu em desuso. Dentro das residências, os banheiros só começariam a se popularizar na Europa em 1668, quando o Comissariado de Polícia de Paris, na França, emitiu um decreto determinando que todas as casas construídas na cidade a partir dali deveriam ter esse importante cômodo.

Tem gente!

Locais eram públicos e contavam com esgoto, mas a higiene era feita na raça

Trono caprichado

Foi no Egito, em torno de 2100 a.C., que surgiram as primeiras latrinas usadas por pessoas sentadas, criando um padrão empregado até hoje. Cerca de mil anos depois, habitantes da ilha de Bahrein, no Golfo Pérsico, inventaram um mecanismo pioneiro de descarga hidráulica

Tudo pelo cano

A civilização de Harappa, que viveu no oeste da Índia por volta de 2500 a.C., já tinha latrinas com água corrente. Elas eram ligadas a canais construídos com tijolos e faziam parte de um sistema sanitário que incluía câmaras e bueiros. Grandes complexos de esgoto seriam feitos nos primeiros anos da era cristã pelos romanos

Ele & Ela

Na Roma antiga, os banheiros públicos, além de servir para reunir pessoas, também eram freqüentados tanto por homens como por mulheres. Só não há registros históricos precisos que apontem se latrinas lado a lado, por exemplo, eram compartilhadas por indivíduos de sexos diferentes

Alívio coletivo

Os romanos implantaram banheiros públicos, associados às casas de banho. Era costume entre eles promover debates, banquetes e encontros cívicos em latrinas coletivas, instaladas em grandes bancadas de pedra. Embaixo delas passavam os canais de água corrente, usados para carregar os dejetos até rios distantes

Limpeza difícil

Nos banheiros primitivos, não havia preocupação em oferecer ao usuário material para higiene íntima. O jeito era as pessoas se limparem com o que estivesse à mão, como água, grama e até areia! O papel higiênico só seria inventado em 1857, nos Estados Unidos, por Joseph Cayetty, que pela primeira vez lançou no mercado esses rolos de papel macio

Fonte: mundoestranho.abril.com.br

Banheiro

Fotos de Banheiros Decorados

O banheiro é o lugar mais privativo da casa de qualquer um, é aquele lugar em que todos temos um pouco de privacidade.

Veja abaixo, algumas fotos de banheiros decorados:

Banheiro

Um banheiro com banheira decorada:

Banheiro

Outro banheiro decorado:

Banheiro

Um banheiro branco:

Banheiro

Foto de um banheiro chique:

Banheiro

Duas fotos de um banheiro:

Banheiro

Banheiro

E pra fechar, esse banheiro com decoração feminina:

Banheiro

Fonte: tiagosilva.org

Banheiro

Banheiros e Feng Shui

Esta arte oriental milenar pode e deve ser aplicada nos banheiros. Uma área da casa que merece muita atenção.

Banheiro

Um ambiente onde nos livramos das impurezas do corpo e que possibilita a liberação de energia precisa ser meta de algumas curas para garantir a harmonia do resto da casa e também da saúde dos moradores.

De acordo com os especialistas em Feng Shui manter o tampo do sanitário e a porta do banheiro fechados são as primeiras providências a serem tomadas.

Outro recurso importante é colocar do lado de fora da porta desse ambiente um espelho de uns 15 cm de área com moldura ou um ba-guá espelhado no centro. Essas peças não deixam que a energia que circula no banheiro passe para outros espaços e também impedem que a vibração do resto da casa entre no banheiro e seja carregada com a água do vaso sanitário e dos ralos.

Banheiro

Outra dica importante : Forre o fundo de um vaso de vidro transparente (tipo aquário) com nove pedaços de pedra ou cristal. Entre eles, firme as raízes de uma planta aquática e encha o pote de água. Esse arranjo pode ser colocado na bancada da pia, no chão ou em cantoneiras (se o espaço for pequeno). O vaso deve ser limpo e a água trocada uma vez por semana

Banheiro

Acessórios

Muitas são hoje em dia as opções para fazermos do banheiro um ambiente agradável, bonito e especialmente seguro.

Veja a seguir algumas dicas:

Banheiro
Opção inovadora referente à cor desta cuba que pode ser combinada com diversos acessórios.

Banheiro
Inúmeras são as possibilidades para a escolha das toalhas. Desde cores, tamanhos, texturas, acabamentos entre outros

Banheiro
Uma versão linda e segura. Hoje em dia, podemos manter as necessidades individuais de segurança aliando com a beleza das peças disponíveis no mercado.

É sempre muito bom poder renovar, principalmente para melhorar nosso dia a dia !

Fonte: www.virtual.epm.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal